A Senda - Março de 2016 - FEEES

 

Embed or link this publication

Description

A Senda - Março de 2016 - FEEES

Popular Pages


p. 1

A Senda o federação espírita do estado do espírito santo ANO 93 No 177 MARÇO 2016 #Sou+Família - 36 EMEES foto montagem: divulgação Feees O BORDÃO de Carnaval mais popular em Guarapari foi #Sou+Família: o EMEES bate recorde e reúne mais de 600 pessoas - página 5 Novas oportunidades para o Trabalho de Evangelização de Apenados página 4 A AME-Brasil afirma: “Microcefalia não é Pena de Morte” página 4 Reunião do Conselho Federativo Estadual página 8 Sou mais Família - 36º EMEES em Guarapari página 5 O retorno de ITaicy Rosa à espiritualidade página 7 A Arte Espírita no 36º EMEES página 8 Anivesário da FEEES - 95 anos de trabalho no bem páginas 6 Centro Espírita Jeronymo Ribeiro completa 82 anos página 3 Editorial • POR QUE O DILEMA? • página 2

[close]

p. 2

Editorial Por que o dilema? EXPEDIENTE A SENDA DIRETORIA DA FEEES PARA O TRIÊNIO 2013/2016 Presidente Dalva Silva Souza Vice-Presidente de Administração Valmir Gomes do Nascimento Vice-Presidente de Doutrina Maria Lúcia Resende Dias Faria Vice-Presidente de Unificação Rose Mary de Souza Thiengo Vice-Presidente de Educação Luciana Teles de Moura Conselho Fiscal: Maria de Lourdes Neves Geraldo Teixeira da Costa Eliomar Borgo Cypriano Suplentes Roberto José Damaceno José Guido Nascimento Filho DEPARTAMENTOS Comunicação Social Rodrigo Salatiel Brasileiro Orientação Mediúnica Cristina Soneghet Simon Atendimento Espiritual Eliana Schmidt Castelani Estudo Sistematizado José Ricardo do Canto Lírio Infância e Juventude Edmar Reis Thiengo Assistência e Promoção Social Solange de Oliveira Nascimento ÓRGÃO INFORMATIVO DA FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO ESPÍRITO SANTO C.N.P.J. 28.150.936/0001-18 Insc. Estadual 081.162.73.1 Rua Álvaro Sarlo, 35 - Ilha de Santa Maria Vitória/ES - CEP 29051-100 Tel: (27) 3222-2117 / 3222-7551 Fax: (27) 3222-6509 e-mail: feees@feees.org.br www.feees.org.br Projeto Gráfico Studio Rodrigo Resende Edição Renata Guizzardi Diagramação JMBCoutinho Revisão Dalva Silva Souza Impressão Gráfica Comercial - 27 3722-0566 - Colatina-ES www.graficacomercial.art.br “Sou plena, feliz e existo porque minha mãe não optou pelo aborto”, diz a jornalista Ana Carolina Dias Cáceres, nascida com microcefalia. Hoje, contrariando todos os prognósticos médicos da época, essa moradora de Campo Grande, MS, com 24 anos de idade, mantém blog, toca violino e defende discussão informada sobre o aborto. “Escolhi este curso - prossegue a jornalista - para dar voz a pessoas que, como eu, não se sentem representadas. Queria ser uma porta-voz da microcefalia e, como projeto final de curso, escrevi um livro sobre minha vida e a de outras 5 pessoas com esta síndrome (microcefalia não é doença, tá? É síndrome!). 1 Os casos de microcefalia que martirizam as famílias, desassossegam a sociedade e preocupam (felizmente) os agentes governamentais, brasileiros e internacionais, traz de novo (agora, infelizmente) ao debate nacional a questão do abortamento dos nascituros detentores da síndrome, como forma de solução (será?) para os envolvidos: alívio para os pais e familiares que se veem livres de frustrante peso emocional futuro - milhares de testemunhos insuspeitos e documentários médicos não validam a afirmativa; para a sociedade, que se sente beneficiada pelo descarte de alguém que, amanhã, pesar-lhe-ia na economia social - a sensibilidade coletiva, na sua maioria, não consagra essa percepção; para o Estado, com o expurgo, no nascedouro, de mais um problema a lhe minar energias e recursos financeiros - a afirmativa generalizada e sem ressalvas é frágil e tendenciosa, desmerecendo a dignidade de gestores comprometidos com a ética e o bem comum e, por fim, para o nascido que enfrentaria problemas de monta por toda a existência, diluindo-lhe as chances naturais e legítimas de exercer a cidadania plena - certeza essa, na base, já falida, no mínimo, pelo extraordinário exemplo da Ana Carolina. Conquanto se considerem todos os pontos de vista, indispensável avalizar fundamentos indissociáveis do respeito ao outro, particularmente, à vida. Sob a tutela jurídica, temos, por exemplo, a fala do Dr. Eros Roberto Grau, ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, que sentencia sobre o nascituro: “trata-se de seres humanos que podem receber doações, figurar em disposições testamentárias e mesmo ser adotado”, conforme os artigos 542, 1799 e 1621 do Código Civil Brasileiro, respectivamente; o artigo 5º da Constituição Federal Brasileira, o artigo 2º do Código Civil Brasileiro, o Estatuto 478/2007, em tramitação no Congresso Nacional e o Pacto de São José da Costa Rica, do qual o Brasil é signatário desde 1992 que protegem o direito à vida sob quaisquer circunstâncias. De outro lado, sabe-se que a microcefalia tem o agravante do diagnóstico tardio, a partir do sexto mês de gestação, ou seja, estamos falando de uma criança já capaz de sobreviver fora do útero, em muitos casos 2 - como ensina a Dra. Lenise Garcia, doutora em microbiologia e coordenadora do curso de biologia da UnB e presidente do Movimento Brasil Sem Aborto, o qual, dentre outras instituições, tem assento deliberativo na Federação Espírita Brasileira. Socorre-nos, ainda, sobre o assunto, a lição autorizada e amorosa da saudosa Dra. Marlene Nobre que leciona em detalhada e robusta dissertação científica, filosófica e ética no seu livro O Clamor da Vida (Ed. Fé. SP. 2000): “(...) Todo o padrão de desenvolvimento do novo ser está contido nesta única célula – o zigoto. (...) A célula-ovo tem DNA próprio, fruto da união do gameta masculino com o feminino. Recebe, é óbvio, os genes da mãe, mas seu genoma é bem diferente. A mãe hospeda o novo ser, mas ele não faz parte intrínseca do seu corpo. (...) O embrião tem, portanto, vida própria, independente da mãe. De forma alguma, o aborto pode ser considerado um direito da mulher. Nem ela, nem o governo, nem ninguém da equipe médica tem o direito de decidir se o feto vive ou morre, porque a vida é um bem indisponível. A vida do embrião é um direito intrínseco, ontológico.” (Grifo nosso) O fato definitivamente não comporta complacência com o desapreço à vida sob qualquer ângulo de análise. Ao lado de tantos esforços organizados, os espíritas, de novo e mais do que nunca, somos convocados a ter voz e atitude imperativas em defesa da vida onde a vida nos coloque, desde a intimidade do lar e em nossas casas espíritas até o largo ambiente social, fazendo valer o conhecimento e os valores que nos norteiam os passos, particularmente, junto aos jovens, não raras vezes, vulneráveis às seduções do mundo impiedoso e insano, como vem sendo nos dias de hoje. Valha-nos, pois, por roteiro seguro o alerta do venerável Bezerra de Menezes, quando conclama: “Meus filhos! Que Jesus nos abençoe. A vida, sob qualquer aspecto considerada, é dádiva de Deus que ninguém pode perturbar. Todos os seres vivos sencientes desenvolvem um programa na escala da evolução demandando a plenitude, a perfeição que lhes é a meta final.” 3 1. Revista Época, no. 921 – pag. 57 – Debates e provocações g1.globo.com – 01.01.16 – Ricardo Senra, da BBC Brasil 2. Revista Época. no. 921, 08.2.2016 – Debates e provocações 3. Revista Reformador. Dez.93 – Pág. 20 2

[close]

p. 3

Março 2016 Centro Espírita Jeronymo Ribeiro completa 82 anos Senda Jovem por Michelle Sales Notícias Encontros de Mocidades Espíritas pelo Brasil COMPOSIÇÃO da mesa - Fabiano Santos (palestrante), Edmery Pinheiro (presidente Casa) e Jurema Abranches (vice-presidente Casa) CORAL Nero Abranches UM grande abraço entre os presentes, que cantavam, ao mesmo tempo a música “Alegria Cristã” Já está com saudades do EMEES? Geralmente, quando acaba um encontro, os jovens já estão desejosos pelo próximo. Mesmo após os reencontros que rolam depois como o “Pós-EMEES”, ou o “Luau das Mocidades”, bate aquela saudade dos amigos, dos estudos, não é?! Pensando nisso, a coluna preparou uma listinha com dicas de encontros de mocidades que vão rolar pelo Brasil no feriadão da Páscoa. É só chamar os amigos, juntar aquela turma da mocidade e se organizar para visitar o encontro vizinho. Que tal? Há alguns anos, nós fazemos esse intercâmbio, recebemos os amigos das mocidades de São Paulo no EMEES e vamos aos encontros do Centro-Leste de São Paulo. Se liga nas dicas.... como convidados da comissão organizadora. Gostou? Se você se animou, é só entrar em contato com o Evandro pelo telefone ou pelo Whatsapp: (11) 94367-7206. REGIÃO TOCANTINA O EJERT - Encontro de Juventude Espírita da Região Tocantina - nasceu há quatoze anos, e reune mocidades espíritas dos estados do Maranhão, Pará e Tocantins. O tema deste ano é a família como laboratório de experiências reparadoras. O evento acontece entre os dias 25 a 27 de março, no Maranhão. Inscrições até dia 25/03/2016 - R$ 40,00. Informações e ficha de inscrição no site: http://ejertma.wix.com/2016 . EM PERNAMBUCO O EJEPE é o Encontro de Juventude Espírita de Pernambuco, que também acontece durante o feriado da “Semana Santa”. Esse ano será em Recife, nos dias 25, 26 e 27 de março. O evento é organizado pelo Departamento de Infância e Juventude (DIJ) da Federação Espírita Pernambucana (FEP) juntamente com colaboradores do Movimento Espírita do estado. Iniciado em 1982, o EJEPE reúne atualmente cerca de 400 pessoas (entre participantes, trabalhadores e filhos de trabalhadores) que ficam em regime de retiro da sexta-feira ao domingo. O tema deste ano é BRASIL - UM PROJETO DE AMOR. Informações em http://www.ejepe.com.br/ . EM SAMPA OS MAIS antigos trabalhadores, dentre os encarnados, em atividade na Casa, os companheiros José Carlos Leandro (Tio Zeca) e Jandira Pinheiro No dia 21 de fevereiro, o Centro Espírita Jeronymo Ribeiro, de Cachoeiro de Itapemirim, comemorou 82 anos. A casa foi fundada em 18 de fevereiro de 1934 e vem, desde então, iluminando mentes e consolando corações, a partir dos ensinamentos da Doutrina Espírita. O seminário de comemoração foi proferido por Fabiano Santos, que falou sobre “Relacionamento Interpessoal e a Convivência na Casa Espírita”. Foi um dia muito especial, de recordações, bela música (com o Coral Nero Abranches), confraternização e instrução. O movimento espírita no Estado de São Paulo, anualmente, realiza, no feriado da Páscoa, os encontros de mocidades espíritas. O estado é divido em 4 regiões, e cada uma delas é responsável por um encontro. Nesse caso, estamos falando da COMECELESP Confraternização de Mocidades Espíritas do Centro-Leste de São Paulo - que já está em sua 35° edição, e acontece entre os dias 24 a 27 de março, na cidade de Rio Claro. O tema será “Sentimento: a força de um idealista”. Nesse evento, vai rolar ainda um jantar especial, com baile de máscaras inspirado pela arte cinematográfica. E tem uma novidade especial, os jovens frequentadores de mocidades espíritas de outros estados terão suas inscrições custeadas pelo evento Vale a pena se integrar e conhecer o movimento jovem pelo Brasil. Aventure-se! 3

[close]

p. 4

A SENDA A AME-Brasil afirma: “Microcefalia Novas não é Pena de Morte” oportunidades para o Trabalho de Evangelização dos Apenados Este foi o tema de um artigo publicado no jornal O Globo, no dia 19 de fevereiro, pelo homeopata e presidente da Associação Médico-Espírita do Brasil (AME-Brasil), Dr. Gilson Luis Roberto. O artigo traz embasamento médico e ético para a manutenção da gravidez em mulheres diagnosticadas com o Zika vírus e provável microcefalia do feto. Esta é a posição dos profissionais de saúde da AME-Brasil em defesa da vida. O artigo diz que “(...) o feto anômalo, mesmo o portador de grave deficiência, como é o caso da microcefalia, faz parte dessa diversidade [diversidade genética, complemento nosso]. Deve ser, portanto, preservado e respeitado.” E mais adiante, atesta que “O aborto provocado é um procedimento traumático, com repercussões gravíssimas para a saúde mental da mulher, que geralmente aparecem tardiamente.” Essas são apenas algumas das muitas afirmações interessantes do texto, que traz inúmeros argumentos convincentes para que o aborto seja evitado neste e em outros casos. Confira o texto completo em: http://oglobo.globo.com/opiniao/microcefalia-nao-pena-de-morte-18705211 foto: divulgação Feees Núcleo de Estudo Espírita Maria de Nazaré, em Matilde No dia 20 de fevereiro, foi realizada a Inauguração do Núcleo de Estudo Espírita Maria de Nazaré, em Matilde - Alfredo Chaves. A abertura foi realizada pela presidente da FEEES, Dalva Silva Souza, seguida de palestra realizada por Hélio Tinoco, com o tema “Maria de Nazaré”. Além disso, Manuel Sampaio recitou o poema “Metamorfose de uma Pedra”. Foram momentos de muita emoção. Muitos companheiros se fizeram presentes e o apoio do 11º CRE foi concretizado pela presença de seus representantes, entre eles, Juscelino Quaresma, coordenador. Que Deus abençoe a caminhada dos trabalhadores da nova Casa. fotos: divulgação Feees EVANGELIZANDOS ouvindo José Carlos Fiorido, coordenador do Grupo Idalina MUITOS companheiros se fizeram presentes ma inauguração que teve a abertura e boas vindas da presidente da FEEES, Dalva Silva Souza, no destaque No dia 18 de fevereiro, foram iniciados os trabalhos de Evangelização Espírita aos reclusos do presídio PVV-02, em Xuri, Vila Velha. Em torno de 25 reclusos participam do trabalho a cada dia. Como são 5 galerias no presidio, o trabalho abrange aproximadamente 100 reclusos, no total.Infelizmente, por falta de trabalhadores, o trabalho ainda é tímido e, a princípio, cada galeria será atendida apenas uma vez por mês. Este é mais um empreendimento do Grupo Idalinda, que hoje atende 10 presídios, tendo ainda o trabalho em 2 novos presídios sendo organizado. O grupo, muito unido e comprometido com o trabalho, ainda quer mais.Nélio Borges, um de seus integrantes, comenta: “São 34 presídios no ES, o que é um grande desafio para que a Doutrina Espírita possa consolar a essa população de irmãos nossos, que estão reclusos atualmente e precisando de muito apoio para reformarem suas vidas”. Se você tem vontade de integrar este trabalho redentor, entre em contato com o Grupo Idalina pelo telefone (27) 99971-9981 ou e-mail jfiorido@hotmail.com (José Carlos Fiorido). 4

[close]

p. 5

Março 2016 Notícias fotos: divulgação Feees Guarapari recebe pela primeira vez o EMEES CENA da sala de um dos estudos sobre Família ao longo do tempo, focalizando a Grécia RODRIGO FERRI apresentou o desfile do Desdobra, grupo criado para angariar fundos para os trabalhos das equipes de arte espirita da FEEES EQUIPE de alimentação do 36º EMEES: pessoas abnegadas que toparam passar o Carnaval dedicando-se a servir JOVENS e alegres CENA dos confraternistas que participaram do Teatro da última hora, apresentado na primeira noite do evento Entre os dias 6 a 9 de fevereiro, a cidade de Guarapari acolheu a 36ª edição do Encontro de Mocidades Espíritas do Espírito Santo, o EMEES. Mais de 600 pessoas incluindo jovens, evangelizadores, trabalhadores e crianças estiveram reunidas em torno de estudos, reflexões e vivências sobre a importância de valorização da família. As atividades foram realizadas em três polos localizados a uma distância bem próxima. A escola municipal Inez Massad Cola alojou trabalhadores e confraternistas e ainda serviu como espaço de integração na hora MAPA que mostra os locais utilizados no encontro do almoço. As refeições também foram preparadas e servidas lá. Durante os estudos do dia, o grupo utilizou as confortáveis instalações da Faculdade Pitágoras, localiza ao lado da escola. E à noite, todo o grupo se deslocou em ônibus fretados para o auditório principal do SESC, onde ocorreram todas as apresentações artísticas do evento em um auditório para mais de 1000 pessoas. Isso permitiu que essas atividades pudessem ser abertas ao público e compartilhadas por famílias inteiras. O tema família foi tratado a partir dos quatro pilares fundamentais da educação na perspectiva da Organização das Nações Unidas: aprender a conhecer, aprender a conviver, aprender a fazer e aprender a ser. No primeiro dia do evento, o foco dos estudos permitiu uma viagem no tempo para se conhecer a construção histórica das famílias. Na sequencia, o segundo dia de encontro possibilitou reflexões profundas a respeito da convivência famíliar, desde o planejamento reencarnatório até os principais conflitos que caracterizam as relações contemporâneas. Na segunda feira foram estabelecidas as bases para se construir uma relação familiar feliz, e as re- flexões foram inspiradas pelas orientações que Abigail fez a Paulo no livro “Paulo e Estêvão”: Ama, trabalha, espera e perdoa. Para finalizar, o último dia ajudou a construir o significado de ser mais família a partir da motivação de se construir laços de amizade na convivência no lar. Além disso, o encontro foi palco do lançamento do livro “Os Diários de Belinda e Alex”, escrito pelo DIJ/FEEES e editado pela AME-MG. Esta é a quarta parceria entre esses escritores e editores, mas a primeira vez em que o livro com conteúdo de estudo do EMEES é lançado no próprio evento. Se tem algo que todas as mais de 600 pessoas que participaram do 36º EMEES podem afirm a r é: SOU MAIS FAMÍLIA! COORDENADORESS de mocidades participaram do evento com muita motivação 5

[close]

p. 6

Agenda Aniversário da FEEES Em comemoração pelos 95 anos de trabalho, a FEEES realizará, nos dias 19 e 20 de março, no SESC de Guarapari, mais um Encontro de Presidentes de Casas Espíritas ENPRECE. O evento se iniciará na tarde de sábado, dia 19, após a realização da Assembleia Geral e seu objetivo é unificar a ação espírita no estado. A SENDA Assembléia Geral da FEEES Os representantes das casas adesas estão convocados para a Assembleia Geral da FEEES, que acontecerá no dia 19 de março, no SESC de Guarapari. Em pauta, entre outros assuntos importantes, o plano de trabalho para a próxima gestão e a eleição da equipe que se candidatou ao pleito, que está assim constituída: Presidente: Dalva Silva Souza Vice-presidente de Administração: Maria Lúcia Resende Dias Faria Vice-presidente de Unificação: José Ricardo do Canto Lírio Vice-presidente de Educação: Luciana Teles de Moura Vice-presidentes de Doutrina: Alba Lucínia Sampaio Conselho Fiscal - Titulares: Maria de Lourdes das Neves, João Batista Bragança e Antônio César Lellis; Suplentes: Oswaldo Viola Filho, Darlan Bastos e André Luiz Machado. CONGRESSO ESPÍRITA MUNDIAL O grande encontro espírita mundial será em Lisboa, Portugal, nos dias 7, 8 e 9 de outubro de 2016. Serão 3 dias de partilha de experiências, amizade e conhecimentos enriquecedores e de aprimoramento moral para todos nós. As inscrições podem ser feitas no site www.8cem.com. O teatro onde se realizará o evento oferece dois mil lugares e já está com metade das vagas preenchidas. Garanta já a sua inscrição, para não perder a oportunidade, e procure pacotes de viagem. Nossa companheira Geruza Azevedo Rodrigues, da Casa Espírita Cristã, está organizando grupos de viagem. Há três roteiros para sua escolha: Portugal, Portugal e Paris, Portugal e Áustria. Faça contato: vixgeruza@gmail.com Telefone: (27) 3227-7110 / 98812-1112 (Vivo) Outras ofertas que chegaram à redação de A Senda: New IT - Profissionais em Turismo - oferece três roteiros: Portugal; Portugal e Grandes Cidades da Espanha; Portugal, Espanha e Paris. Contatos com Ana Maria Bozano: amnbozano@gmail.com - Telefone: (21) 2438-1013 / 99961-5986 Lourdes Martins Intercâmbio e Viagens - oferece três roteiros: Portugal e Grécia; Portugal e Espanha; Portugal, França, Suíça e Áustria. Contato: Telefone: (27) 3227-7792 / 99971-3784 lourdesmartins2257@gmail.com Picorelli Turismo: oferece 2 roteiros: Portugal e Espanha; Portugal e Grécia. Contatos: Telefone: (32) 3215-4934 - mônica@picorelliturismo.com.br MARÇO-2016 • Programação de Palestras na FEEES Dia 01 - 20h Dia 07 - 14h30 Dia 08 - 20h Dia 14 - 14h30 Dia 15 - 20h Dia 21 - 14h30 Dia 22 - 20h Dia 28 - 14h30 Dia 29 - 20h O Trigo e o Joio Evangelho e Renovação O grão de Mostarda Bem Aventurados os Misericordiosos O Tesouro e a Pérola Amaí-vos e Intruí-vos A Parábola da Rede O Grão de Mostarda A Parábola do Fermento Oswaldo Viola Filho João Bragança Maria de Lourdes da Rocha Neves Kátia de Carli Dalva Silva Souza João Batista Aniceto Carlos Faroni Maria de Lourdes Neves Beatriz Barbosa Campanha em prol da dinamização do Espiritismo do Espírito Santo Se você já percebeu a importância do movimento espírita, para que a Doutrina Consoladora do Cristo chegue a todos os corações, seja um patrocinador das ações de divulgação espírita. Preencha a ficha abaixo e envie-a à Federação Espírita do Estado do Espírito Santo. Você receberá em sua própria casa o CARNÊ DE COLABORADOR. PROPOSTA DE COLABORADOR NOME: ENDEREÇO: BAIRRO: CEP: ESTADO: CIDADE: FONE: (residencial) CPF: (comercial) VALOR DA CONTRIBUIÇÃO: 6 ASSINATURA:

[close]

p. 7

Março 2016 Notícias fotos: divulgação Feees 7º CRE promove Seminário sobre Passe ITAICY ROSA retornou à espiritualidade CENA da condução de Vilson Venturini CONFRATERNIZAÇÃO dos participantes do seminário No dia 30 de janeiro próximo passado, foi realizado um Seminário sobre o Passe, promovido pelo 7º CRE. O seminário se deu no Centro Espírita Francisco de Assis, em Jacaraípe, com a presença de membros de várias casas espíritas da região, que aproveitaram o momento para o aprimoramento deste trabalho, tendo como facilitador Vilson Venturi. Ao final, realizou-se uma bela confraternização, em que todos puderam curtir quitutes gostosos e uma boa prosa. Canta Verão Espírita fotos: divulgação Feees MÚSICOS e público do “Canta Verão Espírita” Foi realizada no dia 23 de janeiro, a 1° Mostra de Música - o “Canta Verão Espirita” - a Arte como Instrumento do Bem, no Grupo Assistencial Espirita José de Anchieta, em Marataízes. O evento teve a participação de músicos do sul do estado e contou com a presença de companheiros de diversas Casas Espíritas da região e veranistas de férias na cidade. Foram momentos de muita alegria e emoção, num ambiente harmonioso que reuniu jovens e adultos. O “Canta Verão” já faz parte do calendário do GAEJA, tendo sido o primeiro de muitos que virão. Natural de Castelo/ES, reencarnou em 30/10/1936 e desencarnou em 18/01/2016. Foi bancário, mas, por afinidade e paixão, radicou-se na área da educação no município de Castelo/ES. Graduado em Letras (português e literatura), exerceu, durante trinta e sete anos, o magistério público no Colégio João Bley na qualidade de professor, secretário e diretor. Co-fundador do Colégio Emilio Nemer, atuou também ali como Primeiro Secretário. Preocupado em atender a comunidade carente, fundou a Creche Casulo - hoje CEIM Sebastião de Moraes - e a administrou voluntariamente durante trinta e um anos. Como reconhecimento de sua dedicação e amor às atividades docentes, recebeu, em 1990, da Câmara Municipal de Castelo/ES, o título de EDUCADOR EMÉRITO. No cargo de presidente, esteve à frente das atividades do Centro Espírita Luz e Trabalho por mais de quarenta anos, administrando, concomitantemente, o Lar Menino Jesus e o Albergue Noturno, ambos mantidos pela instituição a qual presidia, no afã de abrigar crianças órfãs e acolher indigentes. A mesma paixão que ele tinha em ensinar, ele tinha em aprender. Pessoa de inesgotável paciência, era também admirado pela família, amigos e pela sociedade em geral por sua personalidade humilde, generosa, honesta e bem-humorada. São estes os principais legados deixados por esta grande alma. 7

[close]

p. 8

Aconteceu Artes no 36º EMEES A SENDA fotos: divulgação Feees O GRUPO Som deu show! O ESPETÁCULO de dança contemporânea do GEDRI não podia ter retratado melhor os diversos tipos de relações e conflitos familiares O ESTILO mambembe da peça do Grupo Ânima emocionou muito a platéia A 36ª edição do Encontro de Mocidades Espíritas do Espírito Santo aconteceu entre os dias 6 e 9 de fevereiro em Guarapari e levou aos jovens vindos de diversos municípios capixabas oportunidades de integração e estudos, mas não somente. As emoções vividas foram além das salas de estudo ou dos momentos de descontração e brincadeiras que foram promovidos! A cada noite, as equipes de arte do Departamento de Infância e Juventude deram um verdadeiro show, cada uma à sua maneira. Na noite de domingo, ocorreu a apresen- tação do Grupo Ânima de Teatro Espírita com a peça “Recolhendo Histórias”, que retratou a história de Belinda e Alex, jovens que lidam com questões e anseios, cada um a seu determinado tempo. A noite de segunda feira do encontro foi abrilhantada pela Equipe Um Som, que com sua coletânea de músicas fez todo o auditório do SESC transitar pelas mais diversas emoções ao longo do show. Na última noite do EMEES, houve a apresentação do espetáculo “Vidas” pelo Grupo Espírita de Dança Reforma Íntima (GEDRI), que retratou diversas relações familiares e seus desafios, convidando o público à reflexão sobre nosso papel e responsabilidade dentro da família. Os jovens puderam ainda conferir diversos vídeos produzidos pela Equipe de Comunicação (Canal YEAH!) apresentados ao longo do dia. Produzidos exclusivamente para o encontro, vídeos como o Confessionário e os vídeos-depoimento tornaram o 36º EMEES ainda mais único e especial. Sendo a arte forma expressiva de comunicação, esta tem o poder de agradar a todas as idades e isto ficou explícito em cada momento do nosso Emees. Reunião Ordinária do Conselho Federativo Estadual foto: divulgação Feees Os representantes dos Conselhos Regionais Espíritas (Coordenadores, 1º e 2º secretários), os Vice-Presidentes e Diretores das Áreas Estratégicas da FEEES se encontraram para a Reunião Ordinária do Conselho Federativo Estadual em 13 de fevereiro de 2016, na sede da Federação. Entre outros importantes assuntos, foram debatidos ajustes na proposta para o novo estatuto e para o Regimento Interno da FEEES; foram avaliados os resultados das atividades desenvolvidas durante a atual gestão e apreciaram-se as propostas do Programa de Trabalho elaborado em parceria com os CREs para a próxima gestão. ALEGRIA dos membros do Conselho Federativo Estadual no encerramento da reunião 8

[close]

Comments

no comments yet