Show da Fé - Fevereiro 2016

 

Embed or link this publication

Description

Show da Fé - Fevereiro 2016

Popular Pages


p. 1

Jornal Show da Fé A Lei do Senhor é perfeita e linda como Jesus PÁGINA 22 ANO 3 - Nº 25 - FEVEREIRO DE 2016 SHOWda FÉ O JORNAL DA PALAVRA DE DEUS Palavras de fé do Missionário PÁGINA 24 Volta por cima MARCELO NEJM O PULO DA VITÓRIA Após clamar com fé em uma das reuniões do Missionário R. R. Soares, Olga Gonçalves não se conteve: pulou como criança ao perceber que a dor e o inchaço da perna tinham desaparecido. Joaquim Vicente e Nilse Alves também se emocionaram. Ele por abandonar a muleta, e ela, que chegou ao culto se escorando em um amigo, por sair andando sozinha, sem ajuda e sem dor. Páginas B1, B2 e B6 MARCOS AC MARCOS AC Érica Barbosa e Luiz Ferreira estavam decididos pelo divórcio, mas descobriram que nunca é tarde para recomeçar e ser feliz. Páginas 20 e 21 Desgraças deram lugar à felicidade Envolvida com demônios desde a infância, Fernanda dos Santos teve sua vida transformada por meio da Palavra. Página B11 Elias venceu o câncer Com tumor na próstata, Elias Poubel ouviu de especialistas que seu estado era delicado. Ninguém acreditava em sua cura. Porém, ele encontrou a solução em Deus e, há 15 anos, está livre do mal. Página 3 Joaquim Vicente MARCOS AC Nilse Alves Olga Gonçalves Até a minha alma está perturbada; mas tu, SENHOR, até quando? (Salmo 6.3)

[close]

p. 2

2 SHOWda FÉ ANO 3 - Nº 25 - USA - Fevereiro de 2016 Expediente Jornal Show da Fé Editorial Palavras de fé do Missionário PÁGINA 24 Quem crê espera a direção divina PÁGINA 22 ANO 11 - Nº 121 - FEVEREIRO DE 2016 SHOWda FÉ O JORNAL DA PALAVRA DE DEUS MARCOS AC Volta por cima MARCELO NEJM O PULO DA VITÓRIA Após clamar com fé em uma das reuniões do Missionário R. R. Soares, Olga Gonçalves não se conteve: pulou como criança ao perceber que a dor e o inchaço da perna tinham desaparecido. Joaquim Vicente e Nilse Alves também se emocionaram. Ele por abandonar a muleta, e ela, que chegou ao culto se escorando em um amigo, por sair andando sozinha, sem ajuda e sem dor. Páginas B1, B2 e B6 MARCOS AC É necessário conhecer o Senhor como as Escrituras O retratam. Quem busca ter contato com Deus, segundo o que as religiões ensinam, jamais se aproximará dEle. Érica Barbosa e Luiz Ferreira estavam decididos pelo divórcio, mas descobriram que nunca é tarde para recomeçar e ser feliz. Páginas 20 e 21 Desgraças deram lugar à felicidade Envolvida com demônios desde a infância, Fernanda dos Santos teve sua vida transformada por meio da Palavra. Página B11 Joaquim Vicente Elias venceu o câncer Com tumor na próstata, Elias Poubel ouviu de especialistas que seu estado era delicado. Ninguém acreditava em sua cura. Porém, ele encontrou a solução em Deus e, há 15 anos, está livre do mal. Página 3 Olga Gonçalves Nilse Alves Por isso, sabendo Quem é o Senhor e o que Ele pode realizar em seu favor, você, então, é abençoado. MARCOS AC Até a minha alma está perturbada; mas tu, SENHOR, até quando? (Salmo 6.3). Diretor executivo R. R. Soares Conselheiro editorial Eber Cocareli Editora Elaine Monteiro R epórteres Amanda Pieranti Claudia Santos Mônica Ferreira R epórteres colaboradores Isabel Querino e Marcos Couto Fotografia Marcos AC Luiz Fernando Marcelo Nejm R evisão Célia Cândido (Direção), Joseane Cabral (Supervisão), Magdalena Soares (Prova), Jorge Guimarães e Marcella Peçanha (Originais) Direção de arte Kleber Ribeiro Diagramação e A rte-final Bruno Moraes, Leandro Alves Rodrigo Magno e Tatyanne Rangel Site www.ongrace.com/ jornalshowdafe E-mail jornalshowdafe@ongrace.com R edação Estrada dos Bandeirantes, 1.000 - Taquara - Rio de Janeiro RJ - CEP 22.710-113 Telefone: (0xx21) 3077-5168 É expressamente proibida a reprodução total ou parcial de matérias, entrevistas, artigos, fotos e ilustrações sem prévia autorização dos titulares dos direitos autorais. O Jornal Show da Fé é uma publicação da Graça Artes Gráficas e Editora LTDA. Assim sendo, você não terá problemas de qualquer ordem, porque, no momento em que o mal começar a atingi-lo, você dará um fim a ele. Somente com o auxílio do Espírito Santo, por meio do que as Escrituras falam a respeito de Deus, podemos aprender dEle. A sua posição em Cristo é superior a todos os planos e desejos do inferno.” A cura da mulher do fluxo de sangue MARCELO NEJM A Bíblia relata, no evangelho de Mateus, capítulo 9, versículos 19 a 22, a história da mulher que sofreu, por 12 anos, de uma hemorragia. Ela já havia gastado todos os seus bens em busca da cura, mas em vão. Certamente, aquela mulher vivia reclusa por causa da enfermidade. Tal como a personagem bíblica, Maria Auxiliadora Gonçalves da Motta também sofreu desse problema por quase três anos. “Sempre ficava com as roupas e os lençóis sujos. Sentia fraqueza, e os exames constataram que eu já estava anêmica. Passava tanto constrangimento que, por fim, decidi ficar somente em casa”. Maria já havia procurado vários profissionais e tomado medicações, mas sem resultado. “Em uma época, até a intimidade com o meu marido ficou prejudicada. Isso provocava desavenças no nosso relacionamento”. Apesar do insucesso nos tratamentos, ela não perdeu a fé. “Encorajei-me a fazer campanhas na Igreja da Graça e busquei em oração a minha vitória. Enfim, recebi a bênção. A hemorragia se estancou milagrosamente, os problemas tiveram fim e a paz voltou à minha casa”. Mioma e infecção desapareceram Como toda mãe zelosa, Claudia Lúcia Moraes Cardoso sempre cuidou bem de sua filha, Izabelle, de 20 anos. Porém, todo o seu cuidado não evitou que ela passasse por uma grande af lição. “Notava que minha filha tinha dores constantes no baixo ventre. No entanto, de acordo com um especialista, o problema era causado pelas cólicas menstruais”. Por dois anos, o quadro permaneceu inalterado, e os medicamentos não fizeram efeito. “Após vários exames, foi constatado um mioma de 23 centímetros e uma infecção generalizada. Devido a isso, Izabelle foi internada”, lembra-se Claudia, que decidiu buscar um milagre na Igreja Internacional da Graça de Deus. “Participei de campanhas, como a da água, e acreditei que Deus é o Único capaz de mudar situações. Assim, pude ver a minha filha curada. A infecção e o mioma desapareceram milagrosamente. É isso que o Senhor faz”. MARCOS AC

[close]

p. 3

SHOWda FÉ ANO 3 - Nº 25 - USA - Fevereiro de 2016 3 Milagres pela TV O Show da Fé, programa de TV que alcança diariamente milhões de brasileiros, está levando os sofredores a receberem as mais fantásticas bênçãos em suas casas. MARCELO NEJM “Ninguém acreditava em minha recuperação” Com câncer de próstata, Elias ouviu de especialistas que seu estado era delicado. Ninguém acreditava em sua cura. No entanto, ele encontrou a solução em Deus D iagnosticado com câncer de próstata, Elias Poubel tentou, inutilmente, ter a saúde restaurada. “Saí do meu estado rumo a uma grande capital a fim de me submeter à radioterapia. Foram 35 sessões ao todo, e os profissionais falavam que meu quadro era delicado. Sentia muitas dores, e ninguém acreditava em minha recuperação”. Nesse período, Elias conheceu o Show da Fé pela televisão. “Eu gostava da pregação de R. R. Soares. Então, fui aprendendo com aquelas palavras a ser mais motivado e renovar a minha esperança. Percebi que havia uma solução para meu problema e que, somente em Deus, alcançaria minha bênção”. Decidido a vencer aquele mal, Elias começou a frequentar igrejas evangélicas. “Porém, faltava algo. Até que conheci a Igreja da Graça. Transmiti à minha esposa tudo o que absorvi no culto e, juntos, entregamos nossa vida a Jesus”. A cada dia, o casal aprendia como tomar posse da bênção e a determinar a cura. Novos exames comprovaram a vitória. “Estou sarado há 15 anos. Reconheço que Deus cuida de mim e sou grato a Ele pelo Show da Fé, pois foi por meio do programa que a minha vida e a minha história mudaram”. Com fortes dores, pisava de lado Vítima de uma doença que afeta a sola dos pés, Ângela não conseguia andar direito. Orientada pelo Missionário, durante o Show da Fé, ela alcançou a bênção Uma elevação na sola do pé esquerdo de Ângela Maria Rafael da Costa, notada há mais de um ano, começou a incomodá-la bastante. Tratava-se de um olho de peixe, uma espécie de verruga, semelhante a um calo. “Doía intensamente. Ao firmar o pé na calçada ou pisar em falso sobre uma pedrinha, era como se tivesse um espinho me furando. Então, tinha de andar meio de lado”. Um dia, assistindo ao Missionário, chamou a atenção de Ângela a oração que ele faria justamente pelo problema contra o qual ela vinha lutando. “Ele disse que oraria por quem estivesse com um calo debaixo do pé a fim de que fosse curado. ‘Jesus está falando comigo’, pensei”. Ângela determinou e tomou posse da bênção. “Declarei que não aceitaria mais aquela limitação em minha vida. Fiz as minhas tarefas e, quando percebi que o olho de peixe não me incomodava mais, já haviam se passado dois meses. Faz mais de três anos que estou sarada”. MARCOS AC

[close]

p. 4

4 Fotonovela ANO 3 - Nº 25 - USA - Fevereiro de 2016 SHOWda FÉ Tomou uma decisão e voltou a viver Quando o marido faleceu, Vera Maria Durão se tornou alcoólatra. Foram 15 anos nessa condição, o que, com o tempo, só se agravou. Para piorar, ela passou a ser usuária de crack . Sem vontade de viver, não dava mais atenção aos filhos, os quais se tornaram agressivos e dependentes de bebida alcoólica. À beira da morte, Vera foi internada em uma clínica de reabilitação, porém, ao ter alta, voltou a beber ainda mais. Até que, ao ser evangelizada, clamou a Jesus por sua vida e tomou a decisão que mudaria sua história para sempre. Com a morte do esposo, Vera afunda no mundo dos vícios. Constantemente bêbada, fica na sarjeta. Desesperada, passa a usar crack. Com a mãe nessa situação, os filhos, abandonados, tornam-se agressivos e alcoólatras. Vera é internada para reabilitação, mas, ao receber alta, seu estado piora, e ela deseja a própria morte. Até que, um dia, é evangelizada. Em uma ocasião, entende, mesmo sob efeito de drogas e álcool, que só Deus pode transformar sua vida. Ao orar por sua libertação, encontra forças para ir à Igreja. Diante da Palavra de Deus, Vera se rende a Cristo e determina a vitória. O seu clamor é ouvido, e ela é completamente liberta. Ao interceder pelos filhos, mais um milagre acontece: eles são libertos e se convertem. PROTAGONISTA: PARTICIPAÇÕES: ASSISTENTE: ROTEIRO E PRODUÇÃO: FOTOS: ARTE: EDITORA: Hoje, Vera e sua família são membros da IIGD e reconhecem que só alcançaram a bênção porque encontraram Jesus.

[close]

p. 5

MILAGRES EIS QUE FAÇO NOVAS TODAS AS COISAS (Apocalipse 21.5b). Missionário R. R. Soares SHOWda FÉ FEVEREIRO DE 2016 B1 Pisando firme MARCOS AC A revelação que você recebe de algum texto da Escritura é uma profecia, um revestimento de poder para guerrear contra as forças do mal e vencê-las. Não saia do que a Bíblia lhe diz nem use argumentos humanos, mas fique dentro da Palavra. A Escritura Sagrada é a sua força contra todo o poder do inimigo. Conserve a fé e a boa consciência, pois, por rejeitarem a consciência, alguns naufragaram na fé. A sua melhor hora de vencer é agora! Com desgaste nos joelhos, Joaquim Vicente dependia da muleta para se locomover e da esposa para ajudá-lo em quase tudo. Tratamentos não surtiam efeito, e, a cada ano, ele piorava Claudia Santos claudia.jornalshowdafe@gmail.com “E stou cuidando da minha plantação, preparando a terra e pensando em fazer uma viagem para desbravar o Sul do Brasil”. Quem escuta Joaquim Vicente de Paula, aos 74 anos, falando assim, com tanta disposição, não imagina como era o dia a dia dele há alguns meses, quando sofria de desgaste na cartilagem dos joelhos. Esse tipo de problema, provocado principalmente pela artrose, causa uma dor crônica e incapacitante. Estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que 20% da população mundial, aproximadamente, padece dessa doença, um mal que atinge, na maioria dos casos, pessoas acima de 40 anos. Hoje, o Brasil tem cerca de 15 milhões de pessoas vítimas da artrose, segundo dados do Ministério da Saúde. Eu, porém, esperarei no SENHOR; esperei no Deus da minha salvação; o meu Deus me ouvirá (Miqueias 7.7). Futuro era ficar em uma cadeira de rodas De acordo com especialistas, não existe cura para a enfermidade, e sim tratamentos para amenizar o sofrimento do paciente. No entanto, para Joaquim, nenhum procedimento surtiu o efeito esperado. “Nos últimos anos, eu só piorava. As dores ficaram tão fortes que passei a usar uma muleta para andar. Também necessitava da ajuda da minha esposa para quase tudo, inclusive tomar banho”. A situação poderia melhorar com uma cirurgia para colocação de prótese nos joelhos, mas a intervenção foi descartada devido à idade de Joaquim. “O médico também revelou a meus familiares que minhas pernas ficariam tão fracas, que, no futuro, eu precisaria de uma cadeira de rodas”, relata ele, cuja maior tristeza era não conseguir mais cuidar da plantação de mandioca, milho e verduras. “Quando insistia em plantar, levava um banquinho e precisava parar para descansar a cada dois minutos”. Não precisa mais da muleta nem do banquinho Como não encontrou resposta na Medicina, Joaquim apelou para o Médico dos médicos. Foi com a ajuda do enteado, apoiando-se na muleta e com pisadas fracas, por causa da dor, que ele chegou à reunião do Missionário R. R. Soares. “Quando entrei na Igreja, senti que aquele era o dia da minha vitória”. Joaquim orou com fé, e o Senhor fez o que a Medicina não pôde fazer. “Estou curado, andando normalmente, pisando firme, sem dor e sem muleta. Também não preciso mais do banquinho para me sentar enquanto planto nem da ajuda da minha esposa”, afirmou ao Jornal Show da Fé dias após a reunião.

[close]

p. 6

B2 SHOWda FÉ ANO 3 - Nº 25 - USA - Fevereiro de 2016 “Jesus fez o impossível por mim” A declaração é de Sebastiana, que ficou livre de 20 anos de sofrimento MARCOS AC O s joelhos, aos poucos, perderam a cartilagem, e a dor na coluna e nas articulações que Sebastiana Fernandes sentia se intensificava a cada dia, consequências da artrite e artrose, doenças que a fizeram sofrer por 20 anos. “Ti- nha dificuldade para andar e precisava de ajuda para me manter de pé. Por causa da dor, pisava torto, sem firmeza e quase não saía de casa”. Segundo Sebastiana, os tratamentos a que se submetia não davam resultado e, devido a isso, ela decidiu procurar outros profissionais. “Porém, nada mudou. Tomava medicamentos que não faziam efeito. Para piorar, a fisioterapia estava me prejudicando, pois, como eu não tinha mais cartilagem, o atrito dos ossos agravava a minha dor”. Ousadia na oração Sebastiana, no entanto, não se abateu diante do sofrimento e foi buscar sua cura na reunião do Missionário. “Cheguei ao culto com ajuda da minha neta, pisando torto e com meu joelho doendo muito”, relata ela, que prestou bastante atenção à mensagem do pregador. “Você tem de ser ousado ao orar. Quando estiver atravessando um dia ruim, uma adversidade, entre na presença de Deus, clame com fé, pois, assim, de uma hora para outra, tudo mudará”, declarou R. R. Soares na ocasião. Foi com intrepidez que, durante a oração da cura, Sebastiana determinou o fim da enfermidade em sua vida, sendo atendida por Jesus. “Já posso andar perfeitamente. Subo e desço escada e saio de casa sem problema algum. Cristo fez o impossível por mim”. MARCOS AC “Agora, estou vivendo” Nilse Alves Nunes Siqueira não gostava de igrejas evangélicas, de crentes nem do Missionário. “Quando, por acaso, sintonizava o canal em que ele estava pregando, trocava de emissora rapidamente”. Porém, com o tempo, ela sentiu o desejo de ouvir os ensinamentos do líder da IIGD e passou a assistir ao Show da Fé. Assim, descobriu que Jesus poderia transformar sua história. “Então, teve início a minha libertação e, hoje, sirvo a Deus, que tem abençoado minha vida. Valeu a pena assistir aos programas”. Das bênçãos alcançadas, uma foi recebida na reunião de R. R. Soares. “Sofria de artrose e osteoporose, o que me obrigava a ficar a maior parte do tempo deitava. Sentia dor nas juntas do braço, no quadril e nas pernas”, diz ela, que teve sua rotina alterada pela enfermidade. “Fazia comida sentada, pois minhas pernas doíam. Além disso, pagava à vizinha para estender e recolher as roupas do varal e dobrá-las”. Nilse chegou à reunião se escorando em um amigo. No entanto, voltou para casa andando, sem ajuda e sem dor. “Estou dançando, caminhando, passeando; enfim, agora, estou vivendo e fazendo tudo”. Com fé e determinação, alcançou a cura “Quando acreditamos em Jesus Cristo e entregamos a nossa vida a Ele, o inimigo não tem poder para nos tocar”. Ao ouvir essa mensagem do Missionário R. R. Soares, Jeferson Luiz do Rosa teve a certeza de que alcançaria a cura. Ao fazer grande esforço no trabalho, ele acabou comprometendo o tendão do pé. “Isso afetou também as minhas MARCOS AC Quero voltar a jogar futebol pernas, que passaram a doer constantemente. Tomava remédios, mas a medicação não surtia efeito”. A dor era tanta que ele não conseguia encostar o pé no chão. “Os médicos me disseram que eu teria de ser submetido a uma cirurgia para melhorar. Enquanto esperava a operação, busquei a ajuda divina e fui curado. Posso caminhar sem dores na perna e no pé, trabalho normalmente e quero voltar a jogar futebol com meus amigos, prazer que havia deixado de lado por causa da enfermidade”.

[close]

p. 7

SHOWda FÉ ANO 3 - Nº 25 - USA - Fevereiro de 2016 B3 Realizou o sonho de andar sem dor e sem muleta Após sofrer um derrame, Maria Leontina ficou com dificuldade para mover a perna direita e dependia dos filhos para tudo MARCOS AC “D eus quer livrar você de qualquer tribulação, saciar a sua alma e torná-lo uma bênção. Hoje, pode ser o primeiro dia do resto de sua vida de conquistas. Não duvide da vitória. Ainda que você tenha vindo para o culto de bengala ou muleta, exercite sua fé e sairá daqui curado, andando normalmente”. Após ouvir essas palavras do Missionário R. R. Soares, Maria Leontina Melo se sentiu ainda mais confiante de que seria abençoada por Jesus. Nos últimos sete anos, sua vida não estava fácil. Por causa de um derrame, Maria tinha dificuldade de movimentar a Eu não firmava a perna perna direita, precisando de muletas. “Eu não firmava a perna. Além disso, sentia muita dor e não tinha equilíbrio. Necessitava da ajuda dos meus filhos para tudo, inclusive tomar banho. Sentia-me bastante triste com essa situação”. Segundo Maria, embora ela seguisse à risca as recomendações dos especialistas, o quadro só piorava. “Em algumas noites, eu sentia tanta dor que não conseguia dormir”, conta ela, que já conhecia o Evangelho e foi buscar sua bênção. “Cheguei à Igreja enferma, mas confiante no milagre. Ouvi atentamente a Palavra, orei com fé e recebi a cura. Jesus realizou o meu sonho de largar a muleta, andar com firmeza e viver sem dor”. A fé foi maior do que o problema Inacio Soares Leite também se esforçou para buscar sua bênção. Por causa de uma inflamação, tado, não estava mais saindo a pé. “Eu só conseguia dirigir porque o carro é automático”. No dia da reunião, Inacio chegou mancando. “Precisei me escorar nas paredes da Igreja, pois minhas pernas estavam endurecidas”. No entanto, sua fé foi maior do que seu problema. “Determinei a minha cura, e Jesus me abençoou. Consegui dobrar a perna e saí do culto andando sem nenhuma dificuldade. Estou curado”. MARCOS AC Sofrimento de 20 anos ficou para trás O diagnóstico médico de artrose no joelho não abalou a confiança que Maria Amélia da Conceição deposita em Deus. “Eu não dobrava o joelho direito nem conseguia puxar as pernas. Era péssimo para andar, pois doía demais. Devido a isso, caí três vezes seguidas, ferindo o joelho, que sempre inchava. Porém, cri que seria curada por Jesus”. Ao buscar o seu milagre na reunião de R. R. Soares, o Altíssimo acabou com o passado de 20 anos de sofrimento de Maria. “Na oração, senti um calor intenso. A dor passou, e consegui andar, sem problema, na frente do altar, confirmando minha bênção”. Dias após o milagre, Maria Amélia relata estar bastante feliz e realizando atividades que, antes, eram impossíveis. “Não conseguia varrer a casa porque estava impossibilitada de me abaixar, mas, agora, deixo tudo limpo”. Jesus me abençoou fazia quatro meses que ele sofria de dor no joelho direito, operado há 20 anos, aproximadamente. Debili- Deixe-se ensinar pelo maravilhoso Mestre e, dessa forma, você jamais se tornará um colecionador de derrotas, mas, sim, de vitórias.”

[close]

p. 8

B4 SHOWda FÉ ANO 3 - Nº 25 - USA - Fevereiro de 2016 Já não cai mais na rua nem do ônibus M esmo sentindo muita dor, Magda Conceição viajou mais de uma hora para participar de um culto do Missionário. “O sacrifício valeu a pena. Além de aprender mais da Palavra de Deus, voltei para casa totalmente curada”, declara ela, que, há três anos, quebrou o tornozelo. “Desde então, tive dificuldade para caminhar por causa da dor que acometia sua perna”. Magda relata que não adiantou fazer todos os tratamentos recomendados pelos especialistas. “Para agravar a situação, algum tempo depois, tive bursite”. Com isso, sua rotina foi alterada. “Não podia mais cuidar da casa do jeito que eu queria nem ir ao supermercado, pois minhas pernas ficavam doloridas e inchadas. Como não tinha firmeza, caía constantemente”. Segundo Magda, seu estado piorou tanto que ela precisou da ajuda da filha para tudo. “Porém, Jesus me curou naquela reunião. Minhas pernas não incham nem doem mais e já consigo pisar. Voltei a fazer o serviço de casa, inclusive já posso subir na escada para organizar o guarda-roupa, algo impossível antes”. MARCOS AC MARCOS AC “Valeu a pena depositar a minha fé no Senhor” Sofrendo de dor no joelho e nas pernas há um ano, Eva Maria da Silva foi submetida a vários tratamentos, mas não obteve o resultado esperado. Segundo especialistas, o problema era causado pelo desgaste dos ossos. “Fiz até pulsão no joelho, do qual foi retirado quase meio litro de secreção. Porém, meu sofrimento continuou. Andar era complicado, pois, às vezes, minha perna inchava tanto que esquentava”. A enfermidade atrapalhava as tarefas domésticas de Eva. “Quando passava a vassoura na casa, a minha perna travava, e eu tinha MARCOS AC Não sinto mais dor de parar. Além disso, não podia dar banho nos meus seis cachorros direito e, por diversas vezes, não chegava a tempo de atender o telefone”. Sair para resolver algo na rua era outro transtorno. “Minha maior dificuldade era ir ao mercado e voltar para casa com as sacolas de compras”. Eva só conseguiu recuperar a saúde ao determinar a vitória durante a oração da fé. “Jesus me curou. Não sinto mais dor e já cuido da minha casa e varro o quintal. Os meus cachorros têm o cuidado e o banho que merecem. Lavo até o canil. Valeu a pena depositar a minha fé no Senhor”. Nódulo no pé sumiu Após sofrer uma torção, o pé de Maria José Pereira Lima ficou dolorido por 30 dias. Ela já não sabia mais o que fazer para mudar esse quadro. “Foi um mês de agonia. Fiz raios X, mas nenhuma anormalidade foi detectada. Diante disso, os médicos recomendaram um tratamento à base de pomadas, no entanto meu pé continuou doendo. Além disso, um nódulo se formou no local”. Maria José passou a caminhar com dificuldade e dava passos inseguros, chegando até a cair. “Andava me segurando nas pessoas ou me apoiando nas paredes e nos móveis”. Com o pé bastante inchado, a dor se estendeu até a perna. “Eu não podia mais realizar os serviços de casa e ficava a maior parte do tempo sentada”. Maria José só encontrou a solução para essa adversidade em Jesus, que a curou completamente no culto de R. R. Soares. “O nódulo e a dor sumiram. Já posso cuidar da casa, caminhar e usar meus sapatos de salto alto”.

[close]

p. 9

SHOWda FÉ ANO 3 - Nº 25 - USA - Fevereiro de 2016 MARCOS AC B5 Caía com facilidade por causa da artrite e da artrose Amanda Pieranti amanda.jornalshowdafe@gmail.com Marcos Couto cisava ir para o hospital. Em uma delas, quase quebrei a costela”. marcosstefano@gmail.com A rtrite e artrose nos joelhos causavam fraqueza nas pernas de Josefa Maria da Silva, que perdeu as contas do tempo em que ficou nesse estado. “Eu caía sem motivo algum e, de uns cinco anos para cá, a situação piorou. Em algumas quedas, eu me machucava tanto que pre- Dei a volta da vitória com o Missionário No entanto, Deus mudou essa história quando Josefa participou da reunião de R. R. Soares. “Dei a volta da vitória com o Missionário e já desci do altar andando normalmente. Daquele dia em diante, parei de cair”. Ela relata também que não precisa mais de apoio para caminhar. “Ando sem me apoiar e pego ônibus todo dia, sem problema algum. Além disso, quando preciso comprar algo na feira, pego mototáxi. Agora, tenho firmeza nas pernas, pois estou alicerçada em Jesus Cristo, que toma minha frente e repreende todo o mal”. A Palavra de Jesus muda qualquer quadro. Aqueles que mandaram Bartimeu se calar, ao ouvirem que o Mestre o chamava, foram até ele e disseram-lhe que tivesse bom ânimo e se levantasse. A iluminação – o entendimento – que você obtém ao ouvir a Palavra é o convite para sair e ir ao encontro do Senhor. Dor nos pés sumiu Em 2014, Maria Conceição Fonseca Preto dos Santos descobriu um nódulo no antebraço direito. “Perdi os movimentos da mão”, recorda-se. No entanto, na época, ao orar com o líder da Igreja da Graça, o nódulo sumiu, e ela voltou a mexer a mão. Nessa mesma fé, Maria Conceição foi recentemente ao culto de R. R. MARCOS AC Não aguentava calçar sapatos Soares clamar para ser curada das fortes dores que sentia nos pés. “O problema era causado por uma hérnia de disco. Não aguentava calçar sapatos nem ficar em pé”. E, mais uma vez, Jesus a abençoou. “Meus pés pararam de doer. Agora, calço o sapato sem desconforto, fico em pé e ando sem dificuldade”. Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia (Salmo 46.1).

[close]

p. 10

B6 SHOWda FÉ ANO 3 - Nº 25 - USA - Fevereiro de 2016 Ficava mais deitada do que em pé Claudia Santos claudia.jornalshowdafe@gmail.com MARCOS AC A pós quebrar a perna direita em um acidente, a vida de Anita Santa Banhos nunca mais foi a mesma. “Não tive condição financeira de fazer todos os tratamentos recomendados pelos médicos, como fisioterapia, e fiquei com sequelas. Sentia muita dor e passei a mancar. Minha perna doía tanto que eu passava mais tempo deitada do que em pé”. Anita revela que necessitava de uma muleta, mas não podia comprá-la. “Quando precisava sair, caminhava me apoiando no meu guarda-chuva. Algumas pessoas recomendavam que eu usasse o apoio somente para me proteger do sol, mas era ele que me sustentava. Foram anos vivendo desse modo”. Ela relata também que tinha dificuldade para cuidar da casa e carregar as sacolas do mercado. “No entanto, como moro sozinha, precisava fazer todas as tarefas. Não podia contar com ninguém”. No culto do Missionário R. R. Soares, o sofrimento de Anita teve fim. “Orei com fé, determinei a minha cura e fui abençoada por Jesus. Não uso mais o guarda-chuva como apoio, ando normalmente e cuido da minha casa. Já posso frequentar a Igreja para agradecer a Deus por esse milagre”. MARCOS AC Perna desinchou e parou de doer Uma dor que surgiu de repente e começava no tornozelo e se estendia até a perna mudou a rotina de Olga Gonçalves Pereira. “Além de doer, minha perna ficou muito inchada, por isso eu não fazia o serviço de casa direito. Para aliviar meu sofrimento, eu me deitava com os pés para cima”. Foi com bastante dificuldade que Olga chegou à reunião de R. R. Soares. “Estava me retorcendo de dor. Não tinha posição na cadeira, mas acreditava que voltaria para casa curada. Então, clamei com fé e recebi o milagre. Minha perna desinchou e não voltou a doer. Retomei a rotina e pintei até a minha casa”. Filha fica espantada com a recuperação da mãe MARCOS AC Devido à dor, ardência e ao inchaço nas pernas, Maria de Lourdes Silva Santos vivia deitava e teve de deixar a filha assumir o serviço doméstico. “Estava triste com essa situação. Exames constataram se tratar de trombose, mas os tratamentos não resolviam o problema. Não podia segurar minha netinha de um ano e quatro meses nem brincar com ela”. Segundo Maria, a cada dia, o problema piorava, principalmente por causa de sua insistência em cuidar da casa. “Já não andava mais sem apoio e decidi clamar pela ajuda divina. Determinei a cura com fé e mandei o mal embora, e Jesus me curou”, declara ela, abençoada na mesma reunião que Olga Gonçalves. Após o milagre, a vida de Maria de Lourdes é outra. “No dia seguinte ao culto, eu me levantei da cama e firmei meus pés no chão, sem dor. Preparei o café da família e fui ao banco, atividades impossíveis de realizar antes do milagre. Minha filha ficou espantada com a minha recuperação. Agora, faço todo o serviço sem a ajuda dela. Agradeço muito a Deus por minha cura e por me devolver a alegria de segurar a minha netinha e brincar com ela”. Venha receber a sua bênção IIGD POMPANO BEACH – 1261 East Sample Road Pompano Beach, FL 33064 – Igreja: (954) 785-3699 Pr. Willian Sodré – pompano@iigdusa.com ENTRADA GRÁTIS Missionário R. R. Soares Reuniões: segundas, quartas e sextas-feiras – 7:30pm Domingos – 10am e 7pm

[close]

p. 11

SHOWda FÉ FEVEREIRO DE 2016 B7 CAMPANHAS DE FÉ O SENHOR JÁ OUVIU A MINHA SÚPLICA (Salmo 6.9a). Missionário R. R. Soares Por que não aproveitar a sua posição diante de Deus? O Senhor diz que, antes de ouvirmos o Evangelho, estávamos longe; mas, agora, pelo sangue de Jesus, chegamos perto. Neste momento, estenda a sua mão de fé e tome posse do que você precisa. O Senhor espera que você não se deixe enganar pelo maligno. Você está mais perto dEle do que o ar que você respira. Aja como filho da Luz agora. Dormia com talas nos braços por causa da dor Sofrendo de síndrome do túnel do carpo, Daniela Mateuci não podia abrir nem fechar as mãos Marcos Couto MARCOS COUTO marcosstefano@gmail.com L avar louça? Não. Segurar sacolas com as compras do supermercado? Nem pensar. Escrever e trabalhar? Muitas vezes, sem condições. Fechar as mãos? De jeito nenhum. O drama de Daniela Mateuci Leite começou há mais de dez anos, quando exames revelaram que ela sofria de síndrome do tú- Podia até perder os movimentos de vez nel do carpo, uma doença que pode acometer pessoas as quais realizam trabalhos manuais que exigem movimentos repetitivos, mas também está associada a alterações hormonais. A síndrome é provocada pela compressão do nervo mediano que passa pelo estreito canal do punho denominado túnel do carpo. Os resultados desse mal são dor e limitações. “Pre- E buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração (Jeremias 29.13). cisava dormir diariamente com talas nos braços a fim de minimizar os efeitos da enfermidade, que provocava adormecimento, formigamento e inchaço nas mãos e nos braços. Isso fazia com que eu não conseguisse nem senti-los”. Toque divino Os médicos tentavam convencer Daniela a operar, mas ela não aceitava o prognóstico porque havia o risco de a enfermidade voltar. “Podia até perder os movimentos de vez. Então, dizia a eles que o Senhor me daria a cura. Um dia, Deus tocaria na minha vida”. E esse dia chegou. Ao clamar com fé e determinação no culto do Missionário R. R. Soares, Daniela sentiu muito calor. Nervosa, começou a movimentar os braços, abrindo e fechando as mãos. “Quando percebi, o inchaço havia sumido, assim como as dores. Recuperei os movimentos das mãos e as forças. Deus me curou”.

[close]

p. 12

B8 SHOWda FÉ ANO 3 - Nº 25 - USA - Fevereiro de 2016 Mão atrofiada voltou ao normal MARCOS AC Após um acidente, Luiza Karla perdeu os movimentos da mão esquerda e ficou sem força para pegar objetos Amanda Pieranti Mônica Ferreira amanda.jornalshowdafe@gmail.com monica.jornalshowdafe@gmail.com “H á cinco anos, sofri um acidente de mototáxi. O veículo corria muito, mesmo eu pedindo ao rapaz que diminuísse a velocidade. Em um cruzamento, a moto bateu em uma van. Com o impacto, o mototaxista foi arremessado do veículo e morreu. Quanto a mim, caí sentada e quebrei o maxilar”. No entanto, não foi somente essa consequência que Luiza Karla Cavalcante sofreu após o ocorrido. “Ao cair, acho que me apoiei com a mão. Por causa disso, tive fraturas no local e fiquei com os tendões e ligamentos da mão esquerda rompidos”. Por muito tempo, Luiza fez tratamento apenas com medicamentos, mas não obteve o resultado esperado. Tendo em vista que sua mão quase necrosou, afetando até o braço, Luiza teve de operar. “Na primeira cirurgia, coloquei um ferro para ver se recuperava os movimentos. Depois, fiz outro procedimento para substituí-lo por platina”. Porém, a demora para realizar a segunda cirurgia deixou a mão dela atrofiada. “Mesmo fazendo fisioterapia, o médico me falou para esquecer a mão esquerda, pois não poderia mais movimentá-la. Então, passei a usar só a direita, e, devido ao esforço repetitivo, seu funcionamento ficou prejudicado, o que a deixava inchada”. Desenganada pela Medicina, Luiza passou a clamar a Deus por uma solução. Quando soube pela TV que o Missionário realizaria um Vida nova culto na cidade onde ela mora, decidiu participar do evento. “Após a oração da cura, consegui movimentar a mão esquerda sem limitação alguma. Inclusive, por estar atrofiada, ela era menor que a outra, mas voltou ao normal”, contou, emocionada, ao líder da Igreja da Graça. “Que coisa linda, pessoal. O Senhor é maravilhoso! Assuma a Palavra, pois esse Deus é tremendo”, declarou R. R. Soares enquanto ouvia o testemunho. Curada, Luiza tenta recuperar o tempo perdido. “Estou aprendendo a dirigir para usar meu carro, que só ficava na garagem. Também posso pegar copo e outros objetos sem deixá-los cair; amarrar o cadarço do tênis e abrir a porta. Até hoje, fico medindo minhas mãos para me lembrar de como Deus foi poderoso na minha vida”. Chegou com uma tipoia no braço e saiu curada Outra que alcançou um grande milagre foi Francislaine Helena dos Santos. Após cair no banheiro de casa, passou a sentir dor no cotovelo e não pôde mais dobrá-lo. “Não conseguia nem segurar minha filha no colo”, relata ela, que, depois de medicada, ficou com uma tipoia no braço, para não fazer movimentos bruscos. Por ser costureira e estar com bastante serviço, teve de continuar trabalhando. “Costurava devagarzinho e, à noite, fazia compressa de gelo e passava pomada”. “Meu cotovelo doía muito e estava inchado”. Entretanto, isso mudou durante a oração da fé, quando ela conseguiu esticar o braço, que começou a tremer, e a dor teve fim. “Já saí da reunião bem e sem a tipoia”. Agora, Francislaine pode trabalhar e cuidar da casa sem dificuldade. “Eu não pegava bolsa pesada, não colocava minha filha para dormir nem podia encostar o braço na mesa enquanto comia devido à dor. Agora, eu faço tudo. É só bênção!”. MARCOS AC Meu cotovelo doía muito Francislaine chegou ao culto acreditando que Jesus restituiria a sua saúde.

[close]

p. 13

SHOWda FÉ ANO 3 - Nº 25 - USA - Fevereiro de 2016 B9 “Eu chorava de dor” M MARCOS AC aria Betânia da Silva Agrelli se surpreendeu tanto com o que Deus fez por ela que subiu emocionada ao altar para dar seu depoimento ao Missionário. Foram mais de dez anos sem poder levantar o braço esquerdo. Devido a essa limitação, ela teve de parar de trabalhar. “Muitas vezes, eu sentia o local queimar e arder, e parecia que tinha um fogo por dentro do braço. Eu chorava de dor sem saber o que fazer”. Segundo Maria, os especialistas nunca descobriram a causa da enfermidade e só re- Acho que era um problema espiritual ceitavam remédio para aliviar os sintomas. “ Acho que era um problema espiritual”, declara ela, que, há quatro anos, participou de um culto com R. R. Soares, mas, por não acreditar no milagre, deixou de ser abençoada. “Porém, desta vez, saí de casa convicta de que minha saúde seria restaurada e retornei com a vitória”. A dor desapareceu completamente, e Maria pôde levantar o braço. “ Antes, não me virava na cama quando acordava, porque doía muito, mas, agora, isso não acontece. Também voltei a trabalhar. Estou mil por cento bem”. MARCOS AC Tudo o que segurava caía Malvina Rodrigues Sobrinho sabe o que é padecer de dor na mão direita. “Imagine ser incapaz de abrir e fechar a mão. Não podia passar uma peça de roupa, porque não aguentava segurar o ferro. Sem contar que deixava cair tudo o que tentava segurar, mesmo que fosse um copo ou talher, pois não tinha força”. Ela fazia tratamento, mas não melhorava. “Eu reclamava de dor todos os dias. Já estava vivendo desse jeito havia mais de um ano. Minha mão ficava dura e até para dormir era complicado”. No entanto, ao clamar a Jesus com fé, o milagre aconteceu. “Consegui mover minha mão direita. Depois dessa bênção, fiquei um final de semana na casa da minha filha e, para minha alegria, passei todas as roupas dela, inclusive do meu genro e dos meus netos. Lavei até a cozinha. A minha cura foi completa, para honra e glória do Senhor”. MARCOS AC Dedos estavam duros Havia cerca de três anos que um problema de coluna afetava os dedos da mão direita de Maria de Fátima Barbosa da Silva. “Três dedos estavam completamente duros. Devido a isso, eu não conseguia dobrar minha mão e tinha de segurar a panela com a ajuda da mão esquerda”. Os tratamentos não resolviam o problema, e o trabalho se tornou um martírio para Maria. “Não podia largar meu emprego e fazia tudo com muito sacrifício”. Ela relata, inclusive, que realizar tarefas simples, como abrir a porta ou escrever, era complicado. “Segurar a maçaneta era terrível”. Porém, no dia em que participou do culto dos 40 Anos de Unção, a dor desapareceu. “Hoje, consigo mover meus dedos e abrir e fechar a mão. Já fiz o que não podia antes e não senti nada. Voltei a escrever e estou feliz da vida”. Quando a pessoa entende a Palavra, a Escritura lhe é revelada, e ela passa a ver como o Senhor vê. Então, caso tenha algum problema na coluna, na perna ou qualquer outra enfermidade, a cura acontece”.

[close]

p. 14

B10 SHOWda FÉ ANO 3 - Nº 25 - USA - Fevereiro de 2016 Mal podia pentear os cabelos e andar Por causa de dores que surgiram de repente, as férias de Antonia de Jesus quase foram interrompidas minhas férias. Não podia passear e mal penteava o cabelo”. Além disso, outra situação que a incomodava era não conseguir ajudar nas tarefas domésticas. “Vim do interior para descansar e curtir a beleza dessa região com a minha família, mas a dor estava MARCOS AC MARCOS AC Claudia Santos Marcos Couto claudia.jornalshowdafe@gmail.com marcosstefano@gmail.com A s dores nos braços, na perna e no joelho esquerdo que acometiam Antonia de Jesus Campos Oliveira surgiram de repente. “Justamente nas arruinando os meus planos”. As férias só não foram um fracasso porque Antonia aceitou o convite para participar da reunião do Missionário R. R. Soares, na qual foi abençoada. “Cheguei ao culto com braços, perna e joelho doendo bastante, mas alcancei a vitória. A dor sumiu completamente. Jesus me curou, e pude passear com minha família. Pentear o cabelo não é mais problema”. MARCOS COUTO Voltou a trabalhar mais e melhor Um rompimento no tendão do braço direito mudou completamente a rotina de Maria do Socorro Silva. “Sentia muita dor e tinha dificuldade para cuidar da casa, principalmente para colocar roupa no varal. Trabalhar também era um sacrifício, mas não podia parar. Sou costureira e tinha de fazer várias peças em pouco tempo, pois precisava do dinheiro para ajudar nas despesas”. Vida e saúde são restauradas O pediatra Alcir Martins dos Santos Junior agradece a Deus pelas bênçãos recebidas. Há alguns meses, ele estava sofrendo de depressão. Porém, assistindo ao Show da Fé, descobriu que havia uma solução para a vida dele: Jesus. No entanto, o médico não tinha forças para ir à Igreja. Diante desse quadro, pediu ajuda aos pastores, que o visitaram e oraram por ele. “Desde então, comecei a congregar. Fui totalmente Entretanto, hoje, a história de Maria do Socorro é completamente diferente. Ao clamar com fé, ela conquistou a cura. “Estou alegre porque as dores desapareceram milagrosamente. Agora, posso trabalhar, pegar mais encomendas e cuidar da minha casa. O Senhor ouviu o meu clamor e me concedeu o milagre”. renovado e fiquei livre da depressão”. Após o batismo nas águas, acompanhado pelo pai (foto), que assistiu à cerimônia, Alcir participou de uma reunião com R. R. Soares, sendo novamente surpreendido pelo poder do Senhor. “Não conseguia levantar o braço direito, pois doía bastante. Na oração da cura, a dor sumiu, e recuperei plenamente os movimentos”. Livres da alergia MARCOS COUTO O mal foi embora “Cheguei à reunião me sentindo mal. Não sabia dizer se o motivo era o tempo seco ou o ar-condicionado. No entanto, o fato é que meus olhos estavam muito irritados e não paravam de lacrimejar e coçar. De vez em quando, tenho esse problema, mas nunca fiquei assim. Porém, quando determinei a vitória, usando a minha fé, aquele mal foi embora. A irritação acabou. Estou curada”. Maria Sueli de Castro Januário MARCOS COUTO “O Senhor me ouviu” “Padecia de sinusite crônica e, havia dias, só espirrava e sentia queimação na garganta. Trabalhar era um sacrifício por causa do intenso mal-estar. À noite, era difícil dormir. Cheguei à reunião acreditando que Jesus me livraria daquela enfermidade, e o milagre aconteceu. Agora, respiro sem dificuldades e estou livre da queimação na garganta. O Senhor me ouviu e me sarou”. Rosana Prazeres Calderon Venha receber a sua bênção IIGD BOSTON – 85 Washington Street Somerville, MA 02143 Igreja: (617) 996 9194 Pr. Glauber Morare – somerville@iigdusa.com Segundas, quartas, quintas e sextas-feiras – 8pm Domingos – 10am e 7pm MISSIONÁRIO R. R. SOARES ENTRADA GRÁTIS

[close]

p. 15

LIBERTAÇÃO SE, POIS, O FILHO VOS LIBERTAR, VERDADEIRAMENTE, SEREIS LIVRES (João 8.36). Missionário R. R. Soares SHOWda FÉ FEVEREIRO DE 2016 B11 Missionário R. R. Soares Ainda que você não consiga ver a luz, ela continua a brilhar. Mesmo que tudo ateste o seu fim, o Senhor é o Único que jamais poderá ser desmentido. Fique firme no que você aprendeu nas Escrituras, pois Deus vela pela Palavra dEle para cumpri-la. Não deixe o inimigo ter o gostinho de tê-lo feito sofrer ou acreditar nele. Só o Senhor é digno da sua fé e do seu amor. Vá até o fim! Levava uma vida de desgraças MARCOS AC Voltou a viver Sem forças e sem esperanças, Fernanda acabou se afastando da casa de feitiços. “Uma tia, que era obreira da Igreja Internacional da Graça de Deus, sempre me convidava para ir ao culto com ela, mas eu dizia que isso não combinava comigo. Porém, um dia, sentindo-me no fundo do poço, liguei para essa tia e, como ela não pôde ir à reunião comigo, fui sozinha. Chorei bastante durante a pregação, pois parecia que aquela ministração era para mim”. Ao ouvir o Evangelho, Fernanda começou a refletir sobre a própria trajetória. “Passei a ir sempre à Igreja e não parei mais. No início, foi um pouco complicado, porque era tudo diferente do que eu fazia, mas a Palavra me transformou. Fui liberta da depressão e do vício em bebida e nunca mais voltei às antigas práticas. Retomei minha vida, consegui emprego e voltei para a faculdade. O vazio que eu buscava preencher com aquelas coisas foi completamente ocupado com Jesus Cristo”, testemunha ela, que, hoje, congrega na sede da Igreja Internacional da Graça de Deus. E vos darei um coração novo e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei o coração de pedra da vossa carne e vos darei um coração de carne (Ezequiel 36.26). Amanda Pieranti amanda.jornalshowdafe@gmail.com P or influência de um tio, Fernanda dos Santos Rosa passou a servir aos espíritos. Iniciada nos rituais ainda na infância, ela almejava chegar ao cargo principal na hierarquia da casa de feitiçaria que frequentava. “Lá, tive de aprender a fazer todo tipo de obra maligna, pois precisava estar preparada caso alguém pedisse um trabalho para destruir casamento, por exemplo”. Um dia, Fernanda ficou noiva de um rapaz que não gostava de tais práticas religiosas. “Nunca tivemos paz na nossa relação. Eu vivia muito triste e bebia demais, porque minha vida era cheia de fracassos. Foi uma fase horrível”. Sem ver mudanças na moça, o noivo rompeu o compromisso. “Foi o fim do mundo para mim. Entrei em depressão, pois já estávamos com a data do casamento marcada e casa e carro comprados. Chorava demais, perdi o emprego e não tinha vontade de fazer nada”.

[close]

Comments

no comments yet