EETAD em Revista Edição 32

 

Embed or link this publication

Description

EETAD em Revista Edição 32 - Resolvendo Conflitos. Atitudes que devemos ter frente a situações de desentendimento

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2



[close]

p. 3

PALAVRA DO PRESIDENTE Resolvendo Conflitos N o trabalho em equipe, descobrimos que não é sempre fácil colaborar com outras pessoas, seja na diretoria da igreja, na diretoria do Núcleo ou em qualquer outro departamento da igreja. A natureza humana cria conflitos entre membros da equipe que precisam ser resolvidos. No seu livro EQUIPAR SUA IGREJA PARA CRESCER, Dr. Gary McIntosh, professor de Mi-nistério Cristão e Liderança na Biola University (EUA), fala dos problemas que surgem nas áreas de motivação, de comunicação, de organização e de relacionamento. – Área Motivacional. Diante das adversidades, às vezes queremos desistir. Porém, Jesus – o Líder por excelência – nos diz “... tende bom ânimo” (Jo 16.33). Os conflitos surgem por diversos motivos. Um exemplo nessa área é quando a equipe tem o “carona”, que é aquele membro que diz ser do grupo, mas não trabalha, não se envolve, desmotivando a equipe, o que evidencia falta de comprometimento, primeiramente com Deus e depois com a equipe. Todavia, o grupo quer trabalhar em conjunto e não questiona nada porque todos são amigos, irmãos em Cristo, e não querem “virar a mesa”. – Área de Comunicação. Imprescindível nos re-lacionamentos, a falta dela e/ou a má comunicação são causas de conflitos entre membros de uma equipe. Também ocorre discordância, quando o líder não delega tarefas a todos ou quando membros da equipe não compreendem qual é o seu trabalho, ou quando há desi-gualdade em relação às tarefas designadas para cada um. É importante que a comunicação seja clara, sem ruídos. É uma via de mão dupla. Destacamos ainda a questão da fofoca (“fulano falou...”), da crítica por razões pessoais e outras manifestações que prejudicam alguns membros em particular e, às vezes, a equipe toda, comprometendo o andamento do trabalho. – Área de Organização. A organização deve ser fei-ta em conjunto (líder/liderados), concentrando esforços nos propósitos predefinidos, visando sempre a conclusão dos trabalhos. Para isso é preciso haver união, o mesmo objetivo, cooperação, responsabilidade, canalização de recursos e planejamento (Lc 14.28-30; Ef 4.16). – Área de Relacionamento. O bom convívio entre líder e liderados e entre os próprios liderados resulta em frutos para o Reino de Deus. Entretanto, é preciso haver confiança, respeito mútuo e não deixar que problemas externos, como de família, de trabalho, de escola, afetem a equipe e o trabalho que está sendo desenvolvido. Resolver conflitos pode ser um dos aspectos mais trabalhosos e frustrantes na liderança de uma equipe, e Dr. McIntosh sugere algumas atitudes: 1. Permitir conflito saudável e controlado, onde o líder estabelece limites para os membros da equipe se expressarem, mas demonstrando respeito para com os demais. 2. Resolver o conflito o mais rápido possível, senão, com o tempo passando fica mais difícil resolver. 3. Praticar comunicação saudável, focalizando o assunto do conflito ao invés da pessoa, buscando soluções específicas, sem exageros. 4. Avaliar a situação e escolher a melhor forma e momento correto de resolver o conflito, seja o líder resolvendo sozinho, ou envolvendo todos os membros da equipe no processo, ou só os membros em conflito. O ideal seria não existir conflito, mas é um aspecto da natureza humana que aparece mais cedo ou mais tarde. Entretanto, o conflito pode ser uma oportunidade para amadurecimento e desenvolvimento da capacidade de liderança. O segredo para a solução de conflitos, além da tomada das atitudes supracitadas, é cada membro da equipe submeter-se ao líder, empe-nhando-se em oração, em je-jum, dando bom testemunho, cooperação, mostrando cora-gem, fé e serviço (Ec 9,10; Mc 10.43-45). Lembrando que é Cristo que edifica a Igreja, e todo tra-balho feito para Ele tem uma recompensa (2Cr 15.7). Pr. Terry Johnson EETAD EM REVISTA | NOVEMBRO/10 A ABRIL/11 | 03

[close]

p. 4

Novembro/10 a Abril/11 • Ano XII • Nº 32 EDITORIAL ¸NDICE Palavra do Presidente • Resolvendo Conflitos ...........................................03 Estudo Bíblico • Bases para a Firmeza do Jovem Obreiro .............06 Quem É Quem na Diretoria da EETAD • Pr. Josué de Campos ............................................08 Quem É Quem no Staff da EETAD • Copa e Cozinha .....................................................09 Aconteceu • Treinamento para administração de Núcleo ......10 Especial • Homenagem aos Núcleos (Cont.) .......................11 Núcleos • Eventos dos nacionais ..........................................12 • Núcleos no Exterior .............................................14 Próximas Matérias • Curso de Teologia – Níveis Básico e Médio ......16 Notícias da FAETAD • Última matéria do Curso Bacharel em Teologia ..17 • Finalização do Currículo Acadêmico ...................18 Palavra dos Alunos .......................................................20 Diversos • Palavra de Liderança: Pr. Elienai Cabral ............21 • EETAD/FAETAD representadas na Colômbia ..21 Atividades do Ministério Bernhard Johnson ..............22 EETAD em revista é um informativo semestral da P rimeiramente, agradecemos a Deus pelo ano de 2010, onde fomos grandemente agraciados com Suas bênçãos – em todos os sentidos. Enquanto ainda há crise econômica assolando grande parte da população mundial, nós, cristãos, temos uma grande diferença perante os demais – sempre podemos contar com a provisão do Senhor. E Ele tem sido fiel! • O Estudo Bíblico desta edição apresenta princípios que um jovem obreiro deve observar no exercício do santo ministério; e valores que devem ser preservados dia a dia para que tenha êxito em sua caminhada. • Atualmente, vivenciamos uma crise de insuficiência de liderança porque existem poucos referenciais. Providencialmente, a matéria LIDERANÇA CRISTÃ, do nível Médio, vem com uma proposta de auxílio neste sentido. Incentivamos os alunos do nível Básico a continuarem seus estudos no nível Médio. • Na sessão Quem É Quem, temos pontos de destaque da vida e das atividades do pastor Josué de Campos, um servo de Deus que já deu 28 anos de sua vida na administração da EETAD e mais do que isso na vida eclesiástica. Um exemplo a ser seguido. • A FAETAD prazerosamente anuncia a finalização do desenvolvimento do currículo acadêmico do curso Bacharel em Teologia, mas é enfática ao dizer que o aperfeiçoamento continuará – sempre – buscando oferecer o melhor para os seus alunos. Que em 2011, Deus continue provendo-nos de capacidade e de graça para suprir nossos alunos com o conhecimento verdadeiro de Sua Palavra. Boa leitura! Escola de Educação Teológica das Assembleias de Deus Presidente: Pr. Terry Johnson • Diretor: Pr. Josué de Campos • Editor: Márcio Matta Colaboradores: Beth Kinas, Miriam Estevan, Matheus Santos, Gunar Berg, Milena Matta e Hélio Melo. Capa: Matheus Santos • Tiragem: 23.500 Rodovia Campinas-Mogi Mirim, Km 119 • Caixa Postal 1031 • Campinas - SP • 13012-970 • www.eetad.com.br Distribuição gratuita. Proibida a reprodução de qualquer parte desta revista sem a autorização, por escrito, da EETAD. 04 | NOVEMBRO/10 A ABRIL/11 | EETAD EM REVISTA

[close]

p. 5

Nós, da EETAD e da FAETAD, agradecemos a Deus por tê-lo conosco em 2010. Esperamos desfrutar de sua companhia no próximo ano.

[close]

p. 6

ESTUDO B¸BLICO Bases para a firmeza do jovem obreiro (2Tm 3.10–16) T oda boa construção começa por uma boa base. Quanto ao ministério de um jovem obreiro, é imprescindível que o mesmo seja alicerçado em uma base bem sólida para, no futuro, não resultar em uma grande frustração. Estudemos um pouco sobre princípios que proporcionam uma base na qual o jovem obreiro pode e deve construir o seu ministério. 1. O Ministério é projeto estabelecido por Deus (1Sm 16.1; 11-13). davam de Timóteo fez a diferença (At 16.2). Foi da maior importância o testemunho dado acerca do jovem obreiro Timóteo, pois através do mesmo, Paulo pôde ter a confirmação de que aquele jovem era mesmo alguém diferenciado e poderia vir a ser um obreiro de valor. A falta de um bom testemunho é o que está aleijando muitos jovens nos dias atuais para o exercício do santo ministério. É grande o número de aspirantes ao ministério que apresentam uma enorme deformidade de caráter, desvios de conduta sérios, o que os desqua -lificam para o sacerdócio divino (Lv 21.17-20). • Paulo leva Timóteo consigo. (At 16.3). O Quando nem Samuel, nem Jessé, nem qualquer dos após-tolo tomou a decisão para pre-parar Timóteo para irmãos de Davi, nem outra pessoa sabiam da escolha de o minis-tério por ter ele preenDavi para reinar sobre Israel, Deus já tinha este conheci- A intervenção divina ocorre em toda chido os requisitos necessários. Qual-quer jovem aspirante ao mento, e até a decisão. Ninconfirmação da chamada divina na mi-nistério precisa ter consci guém, especialmente os outros -ência disto (1Tm 3.1-7). vida do crente filhos de Jessé, ima-ginaria que o pequeno Davi fosse o esco2. O jovem obreiro precisa lhido de Deus para aquela tão grande responsabilidade. ser submisso aos pais como recomenda a Palavra Isto ocorreu por causa da soberania divina, ou seja, a do Senhor (Ef 6.1-3). chamada, ou se preferirmos, um ato exclusivo do Senhor (Lc 6.12,13; Mc 3.13). Aqui encontramos um dos maiores entraves para muitos jovens no tocante ao ministério, especialmente • Como Paulo descobriu Timóteo (At 16.1; nos dias em que vivemos por conta da rebeldia contra os 14.5-7). É interessante observarmos como Deus criou pais que tem tomado conta de uma considerável parcela as circunstâncias para que Paulo pudesse encontrar Tida juventude. Lembremo-nos que esta reco-mendação móteo. Deus já sabia do potencial ministerial, mas era bíblica não foi apenas para Timóteo nem somente para necessário que alguém visse isso também, e, neste caso, os seus dias, mas foi e é para todos em qualquer tempo Paulo teve a incumbência. Porém, para que isto fosse e qualquer lugar. levado a bom termo foi necessária a intervenção divina, aliás, como ocorre em toda confirmação da chamada divina na vida do crente. • O autêntico testemunho que os irmãos • Paulo lembra da fé não fingida de Timóteo, tomando como referência o exemplo da avó e da mãe do jovem obreiro. (2Tm 1.3-5). Foi determinante para Timóteo o legado de fé herdado tanto de sua mãe Eunice como da avó Lóide. É muito importante uma boa formação espiritual desde a infância, pois isto dá ao jovem reais possibilidades de evitar muitos transtornos durante a sua caminhada. Aqueles que não tiveram esse privilégio devem procurar dar tudo de si a partir da sua con-versão a Cristo, a fim de demonstrar a trans-

[close]

p. 7

formação ocorrida em sua vida pelo poder do Evangelho. • A razão da fé que há em Timóteo é a Palavra de Deus (2Tm 3.15; Rm 10.17). A fé não acontece na vida de alguém por mero acidente ou coincidência, mas é algo gerado pela Palavra de Deus, à medida que a pessoa vai se alimentando da Palavra, a fé vai se desenvolvendo em sua vida. 4. A Palavra de Deus – fundamento norteador para o jovem obreiro (2Tm 3.16-17). Nenhum obreiro do Senhor pode ter um ministério abençoado e bem sucedido afastado da Palavra do Senhor. É imprescindível que desde cedo o obreiro perceba a importância e o valor da Palavra de Deus para o seu ministério. Timóteo foi um jovem obreiro cheio de fé porque desde a sua infância soube nutrir sua alma com as De que forma isto se dá? Através do apego por parte Sagra-das Letras (2Tm 3.14), exem-plo que deve ser sedo obreiro para com a Palavra, o que pode ser visto por guido por todos. O apóstolo Paulo se tornou um referenmeio de leitura e estudo contínuo das Sagradas Escricial para o jovem Timóteo, turas; inte-resse por estudar o que lhe possibilitou um teologia, fazer cursos bíbliTemos como referencial alguém que rápido e se-guro crescimencos, participar de seminários, pode verdadeiramente nos servir to ministerial. Temos como ser aluno assíduo da Escola referencial alguém que pode Bíblica Dominical, ler bons de exemplo? verdadeiramente nos servir livros, etc. de exem-plo? Infelizmente • A Palavra de muitos procuram referência em gente famosa e que faz Deus é a principal ferramenta de trabalho do obreiro muito sucesso, por isso vai aqui um conselho bíblico: (2Tm 4.1-2); sendo assim, é neces-sário que este seja “Lembrai-vos dos vossos pastores, que vos falaram a Palavra habilidoso no uso de tal ferramenta, utilizando-a de de Deus, a fé dos quais imitai, atentando para a sua maneira maneira correta em qualquer ocasião, o que exigirá do de viver.” (Hb 13.7). obreiro um profundo conhecimento da Palavra. • As virtudes cristãs do obreiro maduro devem Infelizmente, existe um número considerável influenciar o jovem obreiro (2Tm 3.10). Timóteo pôde de obreiros em nossos dias que até são eloquentes, mas extrair das experiências de Paulo muito conteúdo para dei-xam muito a desejar quanto à qualidade e à profuna sua vida e o seu ministério, o que sem dúvida alguma didade de sua pregação. É preciso que aquele que expõe o ajudou imensamente. Ainda que o jovem esteja com a Palavra de Deus o faça com muita propriedade. todo o vigor da sua juventude, mas é com o idoso que • O jovem obreiro que almeja ser aprovado, está a experiência, a qual se o jovem puder aliá-la à sua precisa manejar bem a Palavra da Verdade (2Tm 2.15). força com certeza dar-lhe-á muito mais condições de O que mais se precisa em nossos dias não é simplesdesenvolver um trabalho excelente. mente de obreiros, mas sim, obreiros aprovados, que não tenham de que se envergonhar e não envergonhem 3. Perseguição – elemento da pedagogia divina no o Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo. Ministério (2 Tm 3.11). A vida e o ministério de Paulo foram marcados por grandes e duras perseguições e provações (1Co 11.2128). • Através da vida de outros (2Tm 3.11). Aprender à custa dos outros é bem mais confortante e menos doloroso. Com certeza Timóteo evitou muitos dissabores em seu ministério por ter aprendido através dos sofri-mentos de Paulo e de outros que lhe serviram de ins-piração. Isto nos leva a entender que a observação é fun-damental por parte de um jovem obreiro que pretende prosperar em seu ministério. • Através da sua própria vida (2Tm 3.12). Não basta o que aprendemos através de outros, é necessário termos as experiências próprias no decorrer da nossa carreira. Para isto precisamos estar preparados a fim de não entrarmos em pânico quando formos assaltados pelas lutas, problemas, privações, e até mesmo os sofrimentos, pois tudo isto faz parte do processo de ensino do Senhor. O jovem obreiro tem o grande desafio de influenciar a sua geração, tanto com a pregação, como também com o seu testemunho, o que só é possível através de um obreiro aprovado. Tomando como princípios os pontos aqui abordados e tantos outros que podem ser incluídos, o jovem obreiro pode estar seguro de que terá um ministério bem sucedido e com a aprovação de Deus, o que resultará em grandes benefícios para a Obra de Deus e a sociedade em geral. Pr. Luiz Gonzaga de Lima – Pastor-Presidente da Igreja Assembleia de Deus, em Rio Branco (AC) – Vice-Presidente da AMEACRE (Assoc. dos Ministros Evangélicos do Acre) – Membro do Conselho Fiscal da EETAD EETAD EM REVISTA | NOVEMBRO/10 A ABRIL/11 | 07

[close]

p. 8

QUEM É QUEM N A DIRETORIA D A EETAD E D A F A E T A D Pr. Josué de Campos Diretor Administrativo da EETAD e da FAETAD P astor Josué de Campos nasceu em Campinas (SP), em 07 de Setembro de 1940. Ele e sua esposa, missionária Débora Peres Campos, estarão comemorando em Dezembro “Bodas de Ouro”. É pai de 5 filhos e avô de 5 netos. Sua vida cristã Pastor Josué teve o privilégio de nascer num lar cristão, pois seus pais aceitaram a Cristo em 1937, tendo sido, entre outros, pioneiros da Assembleia de Deus em Campinas, fazendo parte do 1º batismo realizado por aquela igreja. Sua conversão se deu aos 14 anos, e sempre esteve ativo na obra do Senhor, começando bem cedo sua carreira como obreiro. Foi separado ao diaconato em 1960 e há 29 anos é Ministro do Evangelho. Pertence a uma família de 5 irmãos, cuja vida espiritual sempre foi bem estruturada; suas 3 irmãs são casadas com Ministros e seu irmão caçula também é pastor. Seu pai, pastor Raimundo de Campos, de saudosa memória, serviu a obra de Deus por mais de 50 anos. Sua experiência profissional De origem humilde, filho de ferroviário da antiga Cia. Paulista de Estradas de Ferro e residindo na pequena cidade de Cordeirópolis (SP), pastor Josué começou a trabalhar bem cedo, com 11 anos, para ajudar a família. Seus estudos no antigo ginásio foram cursados na cidade de Limeira (SP), e posteriormente concluídos na cidade de São Paulo. Em 1957 ingressou como con-tínuo no então Banco Arthur Scatena, 08 | NOVEMBRO/10 A ABRIL/11 | EETAD EM REVISTA Ministério Bernhard Johnson Sua vida mudou radicalmente, ao integrar o Ministério Bernhard Johnson. Essa mudança foi radical em todos os sentidos, pois com uma vida estabilizada em São Paulo, teria que renunciar a tudo, ou seja, seu emprego no Banco, sua cadeira docente na universidade, sua atividade no SEAD e na igreja, que abrangia além de ser um dos pastores auxiliares, a liderança da mocidade e a superintendência da Escola Bíb. Dominical. 3À Vice-Presidente da Igreja Assembleia de Deus – Brás (SP). 1À Secretário da CONAMAD 1À Secretário da CONEMAD/SP na cidade de Cordeirópolis, sendo que, 2 anos após, já promovido a escriturário, transferiu-se para São Paulo, onde com sucessivas incor -porações de Bancos e promoções que ia recebendo, teve uma carreira bri-lhante de 25 anos, chegando a ser, em 1982, um dos executivos do Ban-co Itaú S/A. Além de sua carreira como bancário, também foi professor universitário nas Faculdades São Judas Tadeu, onde formou-se Bacharel em Administração de Empresas, com especialização em Projeção Orçamentária. Experiência na Educação Teológica Em 1970, a convite do missionário Reginald Hoover, integrou-se ao então SEAD – Seminário por Ex-tensão das Assembleias de Deus – e, por 12 anos, atuou como professor e ocupou diversos cargos na diretoria, tendo assumido a presidência do mesmo por um mandato de 2 anos. Porém, após receber diretamente de Deus a palavra de ordem, em 28 de Junho de 1982, tratou de todos os detalhes e acertos e em 1º de Agosto de 1982 iniciou seu trabalho na EETAD, a convite do saudoso pastor Bernhard Johnson Jr., assumindo a Diretoria Administrativa. Durante esses 28 anos, o Senhor tem permitido a ele realizar um excelente trabalho, além de cooperar também com outras entidades como sejam: Dir. Adm. da FAETAD; Dir. Nacional do Curso Superior da Global University; Vice-Pres. da ABEM. Como ministro também pertence à Mesa Diretora da CONAMAD – Conv. Nacional das Ass. de Deus – Min. de Madureira e da Conv. Regional do Estado de São Paulo, do mesmo ministério. A base da fé, do pastor Josué, desde sua tenra idade, tem sido firmada no que dizem os salmos 23 e 37. Deus seja louvado para sempre! A EETAD expressa aqui sua gratidão a Deus pela vida do pastor Josué, ao mesmo tempo que enseja votos de bênçãos a ele, sua família e seu bem sucedido ministério.

[close]

p. 9

QUEM É QUEM NO STAFF D A E E T A D Setor de Copa e Cozinha O serviço do Setor de Copa e Cozinha é executado pelas funcionárias Francisca Mendes e Francisca Alencar. A supervisão do setor está a cargo de Silvia Inocêncio (do Setor Financeiro), que orienta as funcionárias no sentido de prestar sempre o melhor aten-dimento à diretoria, aos funcio-nários e aos visitantes. De grande relevância para toda e qualquer organização, o bom tra-balho desempenhado por cada uma dessas colaboradoras tem sido saborosamente evidenciado no dia-a-dia. Acima, funcionários em horário de almoço e, ao lado, as duas Franciscas ACONTECEU Presidente da EETAD participa de reuniões e Conferência do CEC da CGADB Campinas (SP) – Sede da EETAD Em Maio/10, pastor Terry Johnson, presidente da EETAD e da FAETAD, membro do Conselho de Educação e Cultura (CEC) da CGADB (Conv. Geral das AD´s no Brasil) recebeu os demais membros do CEC na sede da EETAD para dois dias de reunião, com o objetivo de tratar de assuntos pertinentes ao ensino teológico, ao calendário de eventos e às escolas que buscam reconhecimento do Conselho. Teresina (PI) – Centro de Convenções da CEADEP De 06-08/08/10, pastor Terry participou da II Conferência de Educação Teológica realizada pelo CEC, em Teresina, PI. O evento contou com 260 inscritos e foi realizado no Centro de Convenções da CEADEP (Conv. Est. das AD´s do Piauí), liderada pelo pastor Nestor Mesquita, seu presidente e também membro do Conselho Consultivo da EETAD (Reg. Nordeste). A conferência teve o apoio e participação do pastor José Neto (pres. da Igreja AD e campo de Teresina), e de membros do ministério local. A equipe de preletores incluiu os pastores Elienai Cabral (1º Sec. na dir. da EETAD), Esequias Soares e José Gonçalves (respec., pres. e vice-pres. da Comissão de Apologética da CGADB), e de outros membros do CEC. Pr. Terry (penúlt. à dir.) entre os membros do CEC presentes à reunião na EETAD (E) plenário com participantes, e, acima, Pr. Terry (D) com membros do CEC

[close]

p. 10

ACONTECEU Diretor Adm. da EETAD/FAETAD é homenageado na Colômbia D urante sua VII Conferência Continental*, a AETAL (Assoc. Ev. de Educ. Teol. na América Latina), à qual a EETAD e a FAETAD são afiliadas, homenageou pastor Josué de Campos em reconhecimento à sua atuação como presidente da associação por dois períodos de três anos, além de outros cargos ocupados, e também pelo seu valioso apoio à esta importante associação teológica. Pastor Josué foi um dos palestrantes convidados, tendo ministrado o devocional de 21/09/10. O evento foi realizado na bonita cidade colombiana de Medellín. *Veja reportagem sobre a Conferência na p. 21. Pr. Josué de Campos (C), com Dr. Pablo Sywulka, secretário-geral da AETAL (E) e Márcio Matta, pres. da AETAL (D) EETAD realiza mais um Treinamento para Administração de Núcleo A EETAD realizou, em sua sede, em Campinas (SP), em 28/08/10, o último Treinamento Nacional para Administração de Núcleo, de 2010. Nessa oportunidade, 140 participantes, membros de diretoria de Núcleo, representaram um total de 19 Núcleos instalados nas igrejas de vários estados. Este treinamento, ministrado pelo pastor Josué de Campos (diretor adm.) e pelos irmãos Márcio Matta (assessor adm.) e Samuel Merencio (Sup. do Setor de Informática), serviu para reciclagem e abertura de Núcleos nas cidades de Jundiaí (SP), Jarinu (SP), S. José do Rio Preto (SP) e Timom (MA). Vários participantes aproveitaram a oportunidade para solucionar pendências diretamente com a Secretaria Geral. Outros tiveram a oportunidade de conhecer os escritórios da EETAD e todas as instalações do campus teológico “Rev. Dr. Bernhard Johnson Jr.”. A diretoria da EETAD deixa aqui registrado seu agradecimento aos membros de diretoria de todos os seus Núcleos pelo grande esforço empregado no exercício das suas funções, durante todo ano de 2010, que resultou em notável crescimento, desenvolvimento e engrandecimento para o Reino de Deus. A Deus tributamos toda honra, glória e louvor. TOME NOTA DA NOVA GRADE CURRICULAR DO NÍVEL MÉDIO • Teologia Prática foi removida e substituída por Geografia Bíblica • Elementos de Pedagogia foi incorporada à Educação Cristã e substituída por Apologética II • Teologia do Obreiro foi incorporada à Ética Cristã e substituída por Liderança Cristã Aquisição de livros inamento Vista panorâmica do aud itório PALESTRANTES Pr. Josué Márcio Samuel Avaliação do tre 10 | NOVEMBRO/10 A ABRIL/11 | EETAD EM REVISTA

[close]

p. 11

ESPECIAL Núcleo de Abreu e Lima alcança o 2À lugar entre os melhores A conquista do 2º lugar entre os melhores Núcleos de 2009 foi alcançada com méritos pelo Núcleo 761, instalado na Igreja Assembleia de Deus, presidida pelo pastor Roberto José dos Santos (dir. do Núcleo e 2º Sec. na dir. da EETAD). A entrega da placa foi realizada no encer-ramento da Escola Bíblica de Obreiros, em 23/05/10, no templo sede. Na oportunidade, o pastor Roberto, que tem dado grande incentivo ao estudo de teologia, recebeu a placa das mãos do pastor Terry Johnson. Também prestigiaram a entrega da placa, os membros da diretoria e os monitores do Núcleo. A conquista desta colocação foi fruto do trabalho conjunto da diretoria do Núcleo e a participação ativa dos seus alunos. Atualmente o Núcleo conta com 262 alunos. Os acompanhados pelos demais obreiros presentes no culto demais membros da diretoria são: Luzangela G. A. Lima (coord.), Altair Germano (monitor) e Miriam R. B. Lopes (sec.-tesoureira). Segurando a placa, pastores Terry (E) e Roberto José (D), Núcleo de Icoaraci marca sua história com o 3À lugar P ela primeira vez em sua história, o Núcleo 214, instalado na Igreja Assem-bleia de Deus, em Icoaraci (PA), figurou entre os cinco primeiros melhores Núcleos do ano 2009. A placa de homenagem pelo 3º lugar foi entregue pelo pastor Terry Johnson ao líder da igreja e diretor do Núcleo, pastor Valdolino Gaspar Rodrigues, em 22/05/10. Na mesma ocasião, foi realizada a formatura dos alunos do Curso Médio de Teologia da EETAD. Atualmente o Núcleo conta com um total de 199 alunos. Os demais membros da dire-toria são: Waldemor Ramos Furtado (coorde-nador), Marco A. de Araujo (monitor) e Joseane S. Souza da Consolação (secretária-tesoureira). Formandos prestigiam entrega da placa do 3º lugar, com os pastores Terry (E) e Valdolino (D) A diretoria da EETAD parabeniza todos os Núcleos premiados pela conquista ao mesmo tempo em que lhes deseja as mais auspiciosas bênçãos do Senhor. EETAD EM REVISTA | NOVEMBRO/10 A ABRIL/11 | 11

[close]

p. 12

12 | NOVEMBRO/10 A ABRIL/11 | EETAD EM REVISTA

[close]

p. 13

EETAD EM REVISTA | NOVEMBRO/10 A ABRIL/11 | 13

[close]

p. 14



[close]

p. 15

Curso de Teologia Nível Básico - Mat.: Os Evangelhos (Set/10) Nível Médio - Mat.: Liderança Cristã (Set/10) ALUNOS DENOMINAÇ‹O DIRETOR DO NÐCLEO Qtde. Bás. Méd. POSIÇ‹O ATUAL NÐCLEO CIDADE (UF) 1º 1.736 Assembleia de Deus Assembleia de Deus Assembleia de Deus Assembleia de Deus Assembleia de Deus Assembleia de Deus Assembleia de Deus Assembleia de Deus Assembleia de Deus Assembleia de Deus Assembleia de Deus Assembleia de Deus Assembleia de Deus 1.000 São Paulo (SP)                 Pr. Samuel Cássio Ferreira Pr. Antônio Rosa da Silva Pr. Dilmo dos Santos Pr. Luiz Gonzaga de Lima Pr. José Pimentel de Carvalho Pr. Salatiel Fidelis de Souza Pr. Joel Holder Pr. Roberto José dos Santos Pr. Ruben Johannes Lundgren Pr. Adão Alves de Araújo Pr. Oswaldo Fonseca Pr. Valdolino Gaspar Rodrigues Pr. Manoel Cardoso da Cruz 2º 570 418 295 275 266 262 260 217 200 199 195 165 135 135 132 130 122 120 325 Ipatinga (MG)   614                    3º 047 Piracicaba (SP) 4º 072 Rio Branco (AC) 5º 050 Curitiba (PR) 6º 466 Governador Valadares (MG) 7º 069 Porto Velho (RO) 8º 761 Abreu e Lima (PE) 9º 063 Caxias do Sul (RS) 10º 394 Timóteo (MG) 11º 433 Sumaré (SP) 12º 214 Icoaraci (PA) 13º 380 Jaru (RO) 14º 720 Bauru (SP) Assembleia de Deus Assembleia de Deus Assembleia de Deus Assembleia de Deus Pr. Sebastião Barbosa Pr. Carlos Machioro Pr. Umberto Batista da Silva Pr. Paulo Sérgio Dutra de Moraes 15º 001 Rio Branco do Sul (PR) 16º 384 Cachoeiro de Itapemirim (ES) 17º 190 Catanduva (SP) 18º 500 Vila Velha (ES)  Assembleia de Deus Assembleia de Deus Assembleia de Deus Pr. Jair Chaves Pereira Pr. Geraldo Maria Magela Pr. Eri Araujo de Alencar 19º 111 Campinas (SP) 20º 312 São Paulo (SP) EETAD EM REVISTA | NOVEMBRO/10 A ABRIL/11 | 15 RANKING DOS 2 0 MAIORES N ÐCLEOS D A EETAD „Treinando Obreiros e Leigos para a Seara do Mestre‰

[close]

Comments

no comments yet