Revista-Comercio-Industria-Janeiro-2016

 

Embed or link this publication

Description

Revista-Comercio-Industria-Janeiro-2016

Popular Pages


p. 1

1

[close]

p. 2

2

[close]

p. 3

3

[close]

p. 4

ÍNDICE CAPA Liceu Monteiro Lobato, a escola GEOCLEAN Ganha o Exporta São Paulo PREVISÕES Como será o amanhã MAGIA NO AR Yes, temos mágicos na cidade 08 Escola investe na Educação infantil com o objetivo de proporcionar ensino de qualidade às crianças e segurança aos pais que acreditam e confiam nos padrões da modernidade educacional. 11 Empresa sediada no Distrito industrial aprimora sua linha de fabricação de produtos químicos para nutrição e proteção de plantas e vai para o mercado externo. 14 Mãe Cecília e mais dois pais de santo jogam os búzios e fala que Araraquara poderá ser administrada por uma mulher a partir de 2017. A Ferroviária vai se segurar na Primeira. 16 Num País em que é preciso de mágica para sobreviver na atualidade, Diego Marcucci e Felipe Label, conta sua história de saber encantar as crianças com a sua arte. Editorial 07 |  Jornalista Ivan Roberto Peroni pergunta: como poderá ser um novo Ano Feliz se persistir a crise política que impera no País. Economia 20  | Jaime Vasconcellos, do Núcleo de Economia do Sincomercio, analisa a situação econômica e diz que 2016 será um ano de dificuldades. Mercado de Trabalho 26 | Na luta Jovens e recém formadas, elas decidem investir em pequenos negócios. É a chance de apostar em uma vida solo. Presidente da Abramilho 34 | Sérgio Bortolozzo em 1988 decidiu se aventurar pelo norte do País. Quase 30 anos depois se torna um case de sucesso. Prêmio Brasil Sorridente O secretário de Governo Aluisio Braz (Boi), participou da cerimônia de premiação do Prêmio Brasil Sorridente. A solenidade ocorreu na sede do Conselho Regional de Odontologia em São Paulo. A cidade figura em 5º lugar no estado paulista, na categoria entre 50 mil e 300 mil habitantes, em práticas de saúde bucal. O prêmio foi criado em 2005 e nesta edição contou com a participação de mais 50 municípios. Aluisio Braz, o Boi Uma luz para pequenas empresas Doutora em Química pela Unesp, Luciana de Ávila Santos teve a sua solicitação de financiamento no Programa Fapesp de Apoio à Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE considerada aprovada no mérito, em dezembro. O PIPE-FAPESP apoia a execução de pesquisa científica e tecnológica em micro, pequenas e médias empresas no Estado de São Paulo. Ela foi aluna de Pós-doutorado em projetos de inovação da professora Vanderlan Bolzani, do Instituto de Química de Araraquara. Luciana de Ávila Santos 4

[close]

p. 5

DA REDAÇÃO Sônia Maria Marques YANNY É O CÃO O maior do Brasil ELEIÇÕES Nicolau foi reeleito Consumidor uma vez mais fica com a conta O pacote para deter o rombo nas contas do governo está na ponta da agulha e 2016 deve ser, segundo o presidente do Sincomercio Araraquara, Antônio Deliza Neto, mais um ano de intensas dificuldades no setor econômico. Entre as medidas previstas, uma pode ter forte impacto sobre a renda do brasileiro: a volta da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), que tanto assusta o povo. Mas, por que o retorno da CPMF assusta tanto os brasileiros? Para economistas da cidade, como a CPMF incidiria sobre todas as transações bancárias, o imposto contribuiria para o aumento dos preços finais para o consumidor. A CPMF tem efeito em cascata: cada vez que o dinheiro sai de uma mão para outra ela é cobrada. Uma alíquota de 0,20% pode parecer baixa, mas o fornecedor paga, o comerciante paga e na ponta da cadeia o consumidor paga também, o que encarece os produtos. Ainda que a alíquota inicialmente proposta pelo governo seja de 0,20%, quando a CPMF vigorou entre 1997 e 2007, a alíquota inicial era de 0,25% e foi elevada para 0,38% em 2002. A CPMF , enquanto existiu, arrecadou em torno de R$ 400 bilhões – mas será que a saúde do povo melhorou? O que vimos foi deterioração no quadro geral de atendimento à população, hospitais públicos fechando ou sendo interditados, etc. Enfim: imposto não resolve o problema de saúde, o que resolve é uma boa gestão dos recursos já existentes! Araraquara é um dos 5.570 municípios que vive o drama de uma saúde caótica, contaminada por problemas que conduzem a população a receber um atendimento que deixa a desejar. 22 Um dobermann da cidade foi eleito o maior cão do Brasil empolgando os jurados pelo seu porte. Ele pertence a Aldo Comito Júnior. 31 Nicolau de Souza Freitas vota nas eleições do Sindicato Rural, sendo reeleito por mais 3 anos, como reconhecimento dos associados da entidade ao seu trabalho. Canasol 38  | Luís Henrique, presidente da Canasol, reuniu os associados para a festa de confraternização no mais alto estilo. Homenagem 44  | Walter Corbi nome de destaque na comunidade, recebeu singela homenagem da Associação de Engenharia em dezembro. À disposição do mercado de trabalho Capacitar jovens para o mercado de trabalho é o objetivo do projeto criado pela Prefeitura Municipal em parceria com a Hyundai Rotem e o Senai. Em novembro foi formada a primeira turma de eletricista instalador, curso com 160 horas, sendo 80 horas de aulas teóricas e outras 80 de horas práticas. De acordo com o prefeito Marcelo Barbieri a parceria com a Hyundai Rotem e Senai é fundamental para o ingresso de jovens ao trabalho. “Nossa cidade tem conseguido atrair grandes empresas, por isso estamos investindo na formação de mão-de-obra com apoio da Hyundai Rotem, do Senai e do Fundo Social”, disse o prefeito. Segundo o instrutor Valdecy Cardoso dos Santos, os alunos se esforçaram para cumprir a jornada de aulas e também elaborarem os projetos de instalação residencial. “Cada aluno desenvolveu um projeto elétrico para uma residência de 90 metros quadrados e depois em conjunto, instalaram os pontos de energia seguindo um projeto escolhido. Todos estão aptos para interpretar, elaborar e executar um diagrama elétrico”, avalia o instrutor. O curso foi realizado no Centro de Formação Profissional Professor Lourenço Arone, no Jardim Manacás. 5 EDIÇÃO N°126 - JANEIRO / 2016 Diretor Editorial: Ivan Roberto Peroni Supervisora Editorial: Sônia Marques Redação: Rafael Zocco Diretor Comercial: Humberto Perez Depto. Comercial: Gian Roberto, Silmara Zanardi, Marcos Assumpção, Heloísa Nascimento Design: Carolina Bacardi, Bete Campos, Mário Francisco Pedrolongo Tiragem: 5 mil exemplares Impressão: Grafinew - (16) 3322-6131 A Revista Comércio & Indústria é distribuida gratuitamente em Araraquara e região * INFORMAÇÕES ACIA: (16) 3322 3633 * COORDENAÇÃO, EDITORAÇÃO, REDAÇÃO E PUBLICIDADE Fone/Fax: (16) 3336 4433 Rua Tupi, 245 - Centro Araraquara/SP - CEP: 14801-307 marzo@marzo.com.br Fabíola Brito conclui curso de eletricista instalador

[close]

p. 6

6

[close]

p. 7

EDITORIAL Como poderá ser um novo Ano Feliz? Pelas ruas de Araraquara, não faz muito tempo, um certo senhor de cabelos grisalhos, por onde passava no último dia do ano, radiante, com as mãos ligeiramente erguidas, olhava para as pessoas e dizia: “Feliz Ano Novo”. O seu jeito de caminhar, sempre com passos lentos, parecia riscar os paralelepípedos deitados na Voluntários da Pátria; as mãos em forma de aceno eram uma dança ritmada pregando sua liberdade de ação de quarteirão em quarteirão. Passado um tempo, eis que a felicidade transparente do tal senhor de corpo esguio e cabelos grisalhos, deixa de percorrer os espaços vazios da cidade e quando já havíamos esquecido das suas proezas, após alguns anos, eis que, por casualidade, o encontramos pelos lados da Praça das Bandeiras, proximidades do Bar do Zinho: “Como poderá o ano novo ser feliz se aqueles caras que promovem as infelicidades dos outros continuarem sendo os mesmos”, disse ele num dos seus últimos 31 de dezembro. A frase, rodeada por um sentimento puramente interrogativo, quer nos parecer, oito anos depois, o retrato de um país com aprofundada crise institucional, mergulhado no desrespeito aos cidadãos e sem forças para retomar ao rumo da prosperidade. O maquiavelismo impera transformando o povo mais humilde em massa de manobra para justificar o uso indevido do recurso público, quando não, a corrupção instalada no governo se alastra por corredores da indecência alavancada pela ignorância de “não vi e nem sei de nada”. Hoje entendo a quem se referia o senhor de cabelos grisalhos que afastou da lista de praticidades os seus votos de Feliz Ano Novo, pois de fato, nenhum ano poderá ser novo se os homens que praticam a canalhice continuarem sendo os mesmos. Por mais que esse povo sofrido, tratado a pão e circo se esforce ano após ano, as coisas não acontecem e o sentimento é de uma comunidade cada vez mais pobre, pois o caminhar dessa gente na volta ao passado neste momento, poderia nos colocar no mesmo Senado brasileiro de 1914, quando Ruy Barbosa disse para tantos outros senadores: Em um dos anos do seu primeiro mandato (1977-1983), o então prefeito Waldemar De Santi teve por parte do TCU, parecer contrário à aprovação das contas da Prefeitura de Araraquara por irregularidade na compra de duas sacas de cimento. A defesa jurídica de De Santi foi feita por Reginaldo Galli e Wênnis Dias Macieira. Compreendida a falha, a Câmara Municipal aprovou as contas em reconhecimento ao caráter e a honestidade do prefeito, um dos maiores exemplos de condução político-administrativa na história de Araraquara. A ele a nossa mais singela homenagem. “De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto”. Observa-se então que nada mudou nos últimos 101 anos. A cria política que toma conta do destino de um País é da pior espécie. Salta aos olhos um cenário típico de bandidagem, onde atores desprovidos de caráter se enfileiram na condição de gestores de uma Nação que continua deitada em berço esplêndido. Lamentavelmente, é verdade quando se diz que a corrupção neste País se instalou há muito tempo, caso contrário, em 1914, Ruy Barbosa teria silenciado. Mas, nestes últimos anos, perdeu-se a noção e nós brasileiros estamos submissos aos escândalos que diariamente nos rodeiam com respostas que enojam: “Tudo foi feito dentro da legalidade”. Nestes últimos dois meses de nossas vidas - estes senhores, presos ou não - chegam em determinados momentos, em alguns lugares, ao crime maior de dar força ao corruptor simplesmente para corromper. Sei neste último dia do ano, que é impossível ter de volta pelas ruas de Araraquara o certo senhor de cabelos brancos, andando com uma pequena bolsa de couro debaixo do braço a desejar a todos Feliz Ano Novo; mas a todos fica a simplicidade da sua pergunta: “... como poderá ser novo o ano se os homens que promovem as infelicidades continuarem sendo os mesmos”. 7

[close]

p. 8

REPORTAGEM DE CAPA Liceu Monteiro Lobato, na Rua Professora Adélia Izique, 420, no São Geraldo LICEU MONTEIRO LOBATO Uma Educação Infantil com padrão de primeiro mundo e valores acessíveis Homenageado com o Troféu Top Brazil Quality 2015, prêmio de abrangência nacional, o Liceu Monteiro Lobato investe cada vez mais na tecnologia para assegurar às crianças um ensino de qualidade e dar à elas a chave do futuro com criatividade e segurança. “A Educação Infantil é algo mágico, único e essencial na vida do homem; que “canta” e “encanta” a quem a ela tem acesso. É satisfatório e engrandecedor acompanhar o desenvolvimento desses pequenos seres durante essa etapa de suas vidas”. A frase de Maria Calegari, Coordenadora Pedagógica do Liceu Monteiro Lobato, explica de forma carinhosa o método de trabalho aplicado por coordenadores e professores para a colheita de resultados fantásticos obtidos em 20 anos de atividades da escola. Em alguns momentos, a Coordenadora se emociona ao comentar que é A chave se tornou símbolo do Liceu Monteiro Lobato nas formaturas da Educação Infantil, pois representa a abertura de portas para as crianças que iniciam uma nova etapa escolar em suas vidas Professoras sempre atentas monitoram o trabalho em grupo dos alunos para lhes garantir ensinamento de qualidade e a importância da atividade conjunta inacreditável a percepção da capacidade de aprendizado das crianças, facilitada pela sua receptividade, carinho e pureza. Uma educação de qualidade, devidamente adequada ao desenvolvimento cognitivo, motor, social, proporciona excelente resultado quando vivenciada por essas crianças. Para ela, a Ciência mostra que o período que vai da gestação até o sexto ano de vida é o mais importante na 8 organização das bases para as competências e habilidades desenvolvidas ao longo da existência humana. Na verdade os estudos indicam que brincadeiras, artes, leitura, escrita, relações afetivas e sociais, desenhos e outras ações, resultam em experiências adquiridas pelas crianças. Essas experiências ajudarão significativamente no desenvolvimento humano e na formação de um futuro

[close]

p. 9

A escola vem implantando projeto de ampliação criado pela arquiteta Dagmar Bizzinotto, com novos espaços e banheiros para atendimento às crianças da Educação Infantil. A Educação Infantil que já possui o seu Cantinho de Leitura, agora terá sua Brinquedoteca totalmente reformulada para dar aos alunos mais vida ao fantástico mundo de sonhos criados por ela. Alunos aprendem com o uso da lousa digital e tablets, inovação que coloca o Liceu Monteiro Lobato entre as escolas mais avançadas do ensino brasileiro A alegria de brincar no parquinho O prazer da formatura dos alunos que participaram do Grupo 5 em 2015 cidadão crítico e reflexivo, devido às transformações consequentes a partir destes fatos. A Diretora Eliane Barros, afirma que a Educação Infantil baseia-se em uma rotina pré-estabelecida, visando a descoberta dos valores morais, da partilha, da ajuda, da responsabilidade, dos direitos e deveres, tudo devido ao fato de que nas pequenas atitudes se formam grandes cidadãos. “Desta forma, a Educação Infantil contribui na formação do indivíduo, e consequentemente, do cidadão ativo e participante da sociedade, pois transmite valores, regras, atitudes que serão utilizados e lembrados por toda a vida”, conclui Eliane, orgulhosa com os 20 anos do Liceu Monteiro Lobato. Confraternização antes do Natal, transformado em cartão para mostrar o fortalecimento da amizade e o companheirismo das crianças que começam a entender a importância do ser humano conviver em sociedade EDUCAÇÃO INFANTIL Na formatura, momento de emoção quando os formandos representam Maria e José com o filho Jesus Matrículas abertas; condições especiais e preços acessíveis para matrículas feitas em janeiro. Mensalidades a partir de R$ 320,00 INFORMAÇÕES: 9 (16) 3335 1911

[close]

p. 10

SP CHAMBER OF COMMERCE ACIA na entrega do Prêmio Exporta São Paulo 2015 Empresas de várias regiões do Estado receberam na noite do dia 15 de dezembro o “Prêmio Exporta, São Paulo – 2014”, promovido pela Associação Comercial de São Paulo e pela Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo, por meio da São Paulo Chamber of Commerce. A Associação Comercial de São Paulo em dezembro reconheceu as mais ilustres empresas exportadoras de micro, pequeno e médio porte com o Prêmio Exporta São Paulo. A honraria foi concedida pela SP Chamber of Commerce, departamento da ACSP criado para estimular o comércio exterior. Entre os convidados para a festa estava Renato Haddad, presidente da Associação Comercial e Industrial de Araraquara. Na oportunidade o dirigente que também é secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, acompanhava João Carlos Costa, diretor da Geoclean Nutrição e Proteção de Plantas, empresa de Araraquara, A iniciativa que acontece desde 2005, de acordo com Renato Haddad, tem como objetivo fomentar a mobilização para que pequenas empresas expandam suas vendas internacionalmente. Entre os critérios para a premiação figuram: crescimento absoluto das exportações; crescimento das exportações para países da Associação Latino-Americana de Integração, diversificação dos mercados de destino das exportações e incorporação de novos produtos ao portfólio de exportações. Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais de São Paulo (Facesp), afirmou durante o evento que investir em exportação é uma das medidas que as empresas precisam recorrer para continuar crescendo, uma vez que depender exclusivamente do mercado interno tende a ser mais difícil devido a retração econômica. Alencar Burti, presidente da Associação Comercial de São Paulo e Facesp AS EMPRESAS GANHADORAS DO PRÊMIO EXPORTA, SÃO PAULO 2015 EMPRESA Magnamed Glaston Brasil WHB Brasil Santa Areia AGS Aerohoses Howden South Knorr-Bremse Voith Turbo Pinus Brasil Gigante Produtos Médicos Origem do Brasil Afrente Kush Segment Mecânica Implemaq Geoclean Savelli Cilplafe Aditek MM Optics Dias Brasil IBS Comércio Exterior BR Goods Confecções 10 O QUE FAZ Desenvolve respiradores pulmonares Desenvolve máquinas de processamento de vidro Produz peças para automóveis e locomotivas Produz biquinis e artigos de moda praia Fabrica equipamento e peças para indústria aeronática Fabrica compressores e ventiladores industriais Produz sistemas de freios para caminhões Desenvolve equipamentos e tecnologias para os setores de energia, petróleo e transporte Desenvolve tecnologias para melhoramento de cultivo de pinheiros Desenvolve equipamentos médicos e hospitalares Desenvolve centrífugas para beneficiamento de café Fabrica peças para o setor metalúrgico de plásticos e de borracha Desenvolve cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal Desenvolve equipamentos, produtos e máquinas oftalmológicas Fabrica peças para tratores agrícolas Desenvolve produtos químicos para nutrição e proteção de plantas Produz calçados Fabrica móveis domésticos de aço Desenvolve produtos odontológicos Vende motocicletas e equipamentos e máquinas agrícolas Presta assessoria técnica e jurídica em exportação e importação Produz cortinas hospitalares, residenciais e hoteleiras SEDE São Paulo Diadema Guarulhos Barueri Santos Taubaté Itatiba Itupeva Sorocaba Buri Ribeirão Preto Bauru Birigui São José do Rio Preto Tupã Álvares Machado Araraquara Franca Fernandópolis Cravinhos Itapira Matão Indaiatuba Macom Instrumental Cirúrgico Desenvolve equipamentos e instrumentos cirúrgicos Desenvolve equipamentos de iluminação e laser para o setor de saúde São Carlos

[close]

p. 11

VALE OURO Geoclean Nutrição e Proteção de Plantas Empresa de Araraquara recebe o Prêmio Exporta São Paulo Inovadora no segmento de ciências agrícolas que engloba a indústria e o comércio de produtos químicos para nutrição e proteção de plantas, a Geoclean, empresa de Araraquara, recebeu o Prêmio Exporta São Paulo, fato que enriquece o nosso parque industrial. “Contamos com parceiros de sucesso para melhor desenvolver nossos negócios, para levar ao campo os melhores produtos, respeitando o meio ambiente, investindo em novas tecnologias, dando todo suporte às necessidades dos clientes”, é desta forma que o empresário João Carlos Costa define o perfil da Geoclean, que acaba de receber o troféu Exporta São Paulo, entregue pela Associação Comercial de São Paulo e FACESP, um dos mais importantes prêmios de reconhecimento e valorização da categoria que existe na atualidade. A Geoclean Nutrição e Proteção de Plantas é uma empresa estabelecida em Araraquara, mas com uma atuação abrangente em todo território nacional. Empresa produz no Distrito Industrial cerca de 30 produtos, um deles, o Cleanner Top, fertilizante foliar, apresentado sob a forma de solução, para pulverização foliar objetivando prevenir ou corrigir deficiências nutricionais nas culturas indicadas Renato Haddad e João Carlos Costa momentos antes da homenagem João Carlos Costa exibe orgulhoso o troféu conquistado pela sua empresa no Exporta São Paulo 11

[close]

p. 12

Renato Haddad, presidente da ACIA e secretário de Desenvolvimento Econômico, ao lado de Virgínia De Gobbi durante visita ao Museu de Arqueologia e Paleontologia de Araraquara A HISTÓRIA Por onde eles passaram há 140 milhões de anos Referência como uma das melhores coleções do interior de São Paulo, o Museu de Arqueologia e Paleontologia de Araraquara (MAPA) passa por revitalização e ampliação na área de paleontologia. Além das coleções fixas, o espaço ganhará réplicas com mais de um metro de altura do dinossauro denominado Ornitópode, batizado de pés de aves, que habitou a região de Araraquara há cerca de 140 milhões de anos. O secretário de Desenvolvimento Econômico Renato Haddad, também presidente da Associação Comercial e Industrial de Araraquara, visitou o espaço, cuja inauguração está prevista para o primeiro trimestre de 2016. Além dos esqueletos de dinossauros, haverá imagens ilustrativas. Ao lado da gerente do Museu, Virgínia De Gobbi, Renato Haddad conheceu também um painel interativo que mostra os sítios arqueológicos no Estado de São Paulo, além de inúmeras peças de sociedades humanas que viveram nos campos de Araraquara há 10 mil anos. “O interessante é que parte do acervo, inclusive, pode ser tocado pe12 los visitantes”, diz Renato Haddad. Araraquara está envolvida no contexto da paleontologia e o material também será exposto para atrair as crianças. A região de Araraquara fez parte do maior deserto de areia da história geológica do planeta e desfrutava de um clima quente e seco. Dunas como as que encontramos, hoje, no deserto do Saara, cobriam uma área de 1,5 milhão de quilômetros quadrados, do Sul de Minas Gerais até o Uruguai. As pegadas dos dinossauros podem ser facilmente encontradas em placas de arenito usadas na cidade, até em frente ao Mapa, na Rua Voluntários da Pátria. Elas foram descobertas por acaso, em 1976, quando o padre Giuseppe Leonardi, um dos maiores paleontólogos do mundo, viajava pelo interior paulista e precisou parar na cidade com dor de dente. Ao pisar nas lajes usadas como calçamento reparou em algo estranho. Voltou tempos depois, retirou uma placa e descobriu os raros registros de dinossauros brasileiros do período jurássico. Renato Haddad confessa que ficou impressionado com o trabalho que vem sendo feito.

[close]

p. 13

SAUDOSA MALOCA Tropical pronto para o adeus Sem data marcada, o prédio que abrigou o primeiro shopping de Araraquara, promete ir ao chão. No começo ele era lindo, maravilhoso. Ponto de encontro familiar, atração até para quem visitava a cidade em uma época que Araraquara queria alguma coisa diferente do Ribeirão Shopping. Não deu para competir e o nosso pioneirismo desceu a ladeira, tornando o suntuoso prédio em moradia para desocupados e viciados. Inaugurado em 1989, o Tropical Shopping abrigou mais de 80 lojas até encerrar suas atividades em 2007. A história registra até uma visita do renomado grupo The Platters que conquistou o mundo com o tradicional Only You. Seus integrantes ficaram admiraApós a demolição da estrutura - praticamente toda degradada - a área deverá ser vendida e o dinheiro devolvido aos cofres públicos, através da quitação das dívidas acumuladas ao longo de muitos anos dos com a suntuosidade do prédio e projeto arquitetônico. Algum tempo depois, as lojas foram baixando as portas e nada sobrou. Hoje o abandono do Tropical Shopping gera insegurança entre os vizinhos do imóvel, que está cheio de entulho e serve de abrigo para usuários de drogas. A situação foi parar no Ministério Público e na Prefeitura Municipal para que os proprietários do imóvel estabelecessem e cumprissem um acordo. Em dezembro um acordo foi assinado entre a prefeitura e os proprietários do antigo empreendimento para que o prédio seja demolido. Segundo o secretário de Governo, Aluisio Braz (Boi) - que estava à frente das negociações para uma providência, já que o local se encontrava abandonado e criando transtornos à população dos arredores, a negociação aconteceu depois de muitas conversas e insistências com os sócios-proprietários. “A prefeitura e o Ministério Público tentaram, anteriormente, diversos acordos, o que resultou, então, na opção pela demolição do local”, afirmou. 13

[close]

p. 14

COMO SERÁ O AMANHÃ Os búzios apontam o que poderá acontecer na cidade em 2016 De acordo com o jogo de búzios, o ano de 2016 será regido por Oxalá e Iemanjá. Por causa disso será que podemos crer num bom ano? Buscamos nas autoridades máximas da umbanda, um babalorixá e uma ialorixá, respostas para o que poderá ocorrer na cidade nos próximos meses, inclusive na política local, ano de eleição. Muitos brasileiros começam o novo ano se perguntando se ele será melhor que o ano que passou. Para muitos, não vai deixar saudade, mas sempre vislumbram uma melhora em sua vida e no seu cotidiano, seja no trabalho ou no ambiente familiar. É quase uma regra entre os mais crentes, a consulta aos babalorixás ou ialorixás, os populares pai e mãe de santo, para fazer as famosas previsões. Envolvidos por esse clima, a curiosidade nos levou a Mãe Cecília, ao Pai Francisco de Ogun e ao Pai Silvio, que jogaram os búzios em busca de respostas para algumas colocações feitas pela nossa reportagem. A maioria disse que a cidade terá um ano relativamente bom: a Ferroviária permanecerá na Série A1 do Campeonato Paulista, as Guerreiras Grenás (futebol feminino da Ferroviária) trarão mais títulos, enquanto o vôlei será extinto. O deputado Eduardo Cunha será afastado do cargo e a presidente Dilma permanecerá no cargo, escapando até mesmo de um atentado. Lula terá agravado seu problema de saúde e a cura do câncer será anunciada. A cidade não estará livre de enchentes e morte por doença de algumas pessoas conhecidas. A novidade fica por conta da cidade ser governada por uma mulher. Mãe Cecília aponta nos búzios que Araraquara poderá ser administrada por uma mulher Política Mãe Cecília: “Entre os nomes que comentamos para a Prefeitura de Araraquara, a disputa eleitoral será entre Nino Mengatti e Edna Martins. Aluisio Braz (Boi) e Donizete Simioni vão se esforçar muito, porém, sem chances. Fica o aviso: se o Edinho Silva for candidato, ele ganhará. No governo, Dilma vai sofrer muito, mas continuará no poder. O Eduardo Cunha não ficará na Câmara”. Pai Francisco de Ogun: “A briga entre Edna Martins e Aluisio Braz (Boi) será bastante acirrada. Eles estão à frente dos outros concorrentes pelo aparecimento constante na mídia. Nino Mengatti corre por fora, mas sem chances. Com Edinho o cenário mudará. Dilma passará apuros, mas continuará no governo. Eduardo Cunha não ficará na Câmara dos Deputados”. 14 Pai Sílvio: “Edna Martins é uma forte candidata, mas se Edinho Silva entrar, a coisa muda. É preciso deixar um novo sangue governar. Eduardo Cunha sairá na virada do ano. Pode ser que Dilma saia, mas antes ela corre risco de um atentado”. Esporte Mãe Cecília: “A Ferroviária terá um caminho difícil, mas se manterá na Primeira Divisão. O seu desempenho nesta competição irá refletir na Copa do Brasil. O vôlei da cidade terá um brilho a mais do que em 2015. Já o basquete continuará na mesma”. Pai Francisco de Ogun: “A Ferroviária ficará na elite, tendo que vencer barreiras difíceis. O futebol feminino é que trará alegrias para nós. O vôlei e o basquete continuarão no mesmo ritmo”.

[close]

p. 15

lhorar vai ter que investir”. Pai Francisco de Ogun: “O zika vírus e a microcefalia terão descobertas as suas curas, e os estudos avançarão também para a cura do câncer. Os atendimentos das UPAs melhorarão muito em 2016”. Pai Sílvio: “A Santa Casa se tornará o principal hospital da cidade depois da ampliação. Estamos em um paraíso se compararmos com outras cidades. Lula apresentará outro problema de saúde”. Búzios, um jogo que envolve 16 conchas Pai Sílvio: “A Ferroviária irá se manter na A1. Pode ir bem na Copa do Brasil e será muito falado em nível nacional. As guerreiras continuarão brilhando. O vôlei será extinto e o basquete vai evoluir pouco. Nas Olimpíadas, modalidades de menos expressão para nós, serão destaque”. Economia Mãe Cecília: “Será um ano de muitas mudanças, meio atribulado. Vai ser um ano também duro de finanças. Já está grande o desemprego, mas vão ter que trabalhar muito para mudar isso. Será estável apenas no final do ano”. Pai Francisco de Ogun: “No começo do ano será de vendas ainda por causa do 13º salário. Logo após o carnaval, a economia encontrará um equilíbrio. Não que o comerciante vai ganhar muito dinheiro, mas sentirá o equilíbrio”. Pai Francisco de Ogun: se Edinho entrar como candidato, a coisa muda Saúde Mãe Cecília: “Terá altos e baixos durante o ano, mas de muita agonia. Será um ano de investimento. Os búzios confirmam que Xangô diz: para me- Pai Sílvio: “O lugar geográfico em que Araraquara está localizada é de privilégio, com empresas acreditando no seu potencial. O comércio vai se manter e no final do ano uma multinacional aqui se instalará”. CONCLUSÕES PARA 2016 Pai Silvio garante que a Santa Casa se transformará no melhor hospital da cidade Em linhas gerais, 2016 será um ano bem importante. Será regido por Oxalá, o Senhor do pano branco, o Criador da Humanidade, o orixá da paz e quando temos um ano regido por esse grande Orixá, temos um ano mais lento, pois Oxalá é lento porém constante. Será um ano mais equilibrado; em 2015 tínhamos Ogum e tivemos muitos altos e baixos, pois Ogum é a Execução. Oxalá representa equilíbrio do Planeta, o começo. Temos em 2016 uma nova oportunidade de começarmos tudo de novo. 15

[close]

Comments

no comments yet