Avicultura

 

Embed or link this publication

Description

Material de apoio pedagógico à disciplina de Avicultura para o Curso Técnico em Agropecuária a Distância. Desenvolvida em Abril de 2011 pelo Prof. Adriano José Boratto, professor do Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais Campus Barbacena

Popular Pages


p. 1

a avicultura prof adriano boratto setor de ensino a distância barbacena ­ mg 2011

[close]

p. 2

prezado a estudante seja bem vindo a mais uma etapa de estudo e aprendizagem esta apostila é o resultado da reunião de textos de vários autores materiais acadêmicos e trechos de minha autoria espero que esse material possa auxiliá-lo em sua vida profissional coloco-me a disposição para dúvidas e sugestões atenciosamente adriano josé boratto 3

[close]

p. 3

seÇÃo 1 introduÇÃo 1 origem e domesticação das aves 5 2 anatomia e biologia das aves 6 3 classificação das aves 7 4 principais raças utilizadas nos programas de melhoramento das aves 8 6 sistemas de produção avícola 10 seÇÃo 2 avicultura de corte 1 produção e desenvolvimento avícola no brasil 2 manejo inicial do frango de corte 3 manejo do frango de corte em desenvolvimento 4 abate das aves 12 17 27 37 seÇÃo 3 avicultura de postura 1 sistemas e densidades de criação 44 2 distribuição de equipamentos durante o período de crescimento 46 3 debicagem 46 4 programa de luz recomendado para poedeiras comerciais 49 5 verificação dos pesos corporais e uniformidade do lote de aves 54 6 apanha das aves e transporte para gaiolas de postura 55 7 formação do ovo 55 8 produção de ovos 56 9 muda forçada 58 10 qualidade classificação e comercialização dos ovos 61 seÇÃo 4 ­ sanidade avÍcola 1 2 3 4 5 bem-estar animal 65 biosseguridade 68 vacinação 76 principais doenças da produção avícola 91 considerações finais 99 seÇÃo 5 ­ referÊncias bibliogrÁficas 1 referências bibliográficas 99 4

[close]

p. 4

seÇÃo 1 introduÇÃo 1 origem e domesticaÇÃo das aves as aves derivam de um tronco de répteis semelhante aos que produziram os dinossauros há cerca de 150 milhões de anos sendo que há 4 milhões de anos o ancestral humano adquiria a postura vertical ainda para uma referência cronológica fósseis desse ancestral com 100 mil anos encontrados na África já se mostravam uma maior semelhança com o homem moderno mas a história da espécie humana só começou mesmo há 50 mil anos com a utilização dos artefatos e utensílios pelo homem a domesticação dos animais juntamente com o cultivo das plantas aconteceu há 13 mil anos atrás fato importante que mudou a humanidade transformando a forma de viver do homem de caçador-coletor para o um modo vida sedentário assim com a domesticação houve um aumento da densidade populacional com maior estocagem de alimentos e uma menor mortalidade nos vilarejos quando comparado com as tribos nômades sobre o esse assunto diamond.j 2002 em seu livro armas germens e aço faz o questionamento interessante quem veio primeiro o ovo ou a galinha foi o aumento populacional que forçou as pessoas a recorrer à produção de alimento ou foi esta maior produção de alimentos que permitiu o crescimento populacional de qualquer forma a importância da domesticação dos animais para a humanidade é vista na mudança que a mesma propiciou trazendo claros benefícios e também malefícios para o ser humano com a criação e o contato íntimo com os animais domésticos vieram também os germes responsáveis por várias epidemias que ao longo da história dizimaram milhões de pessoas e que ainda provocam risco a população humana a exemplo o que atualmente acontece com o temível vírus h5n1 causador da gripe aviária as mudanças ocorridas com a domesticação não influenciaram só a humanidade mas também os animais estudos mostram que espécies domésticas apresentam o cérebro menor e sentido menos desenvolvido do que a dos seus ancestrais a seleção dos animais proporcionou modificações evolutivas em muitas gerações e a diferença nos caracteres morfológicos e fisiológicos foi proporcional ao distanciamento do ambiente de origem dessas populações existe uma dificuldade em determinar a origem precisa das espécies e considera que os animas são originários de onde se processou a sua domesticação o cão canis familiaris provavelmente foi o primeiro animal a ser domesticado sendo companheiro do homem e a muito o auxiliado na caça as espécies domésticas de aves gallus domesticus são de origem asiática e foram introduzidas na europa via pérsia e grécia ± 400 a.c segundo darwin o galo doméstico se origina do gallus bankiva mas outras espécies de aves por serem inter-fecundas também possam ter participado de sua origem a filogenia é o ramo da ciência que estuda as transformações porque passam as espécies no curso da sua evolução partindo do princípio de que elas se modificam ao 5

[close]

p. 5

longo do tempo devido aos mais variados fatores emanado de seres simples ditos inferiores para seres com maior complexidade chamados de superiores o vocábulo filogenia vem da língua grega em que philos significa amigo e genos origem durante séculos nem sequer passou pela cabeça dos cientistas que os seres vivos pudessem sofrer transformações ao longo dos tempos era muito cômoda e natural a aceitação da fixidez ou imutabilidade das espécies idéia essa apoiada nos escritos sagrados no século xviii um tanto inseguramente de início foram surgindo opiniões em favor do chamado transformismo segundo o qual as espécies se transformam gradualmente com o passar do tempo assim as espécies atuais surgiram pela evolução de espécies ancestrais mais primitivas então eles passaram a se questionar de que forma os seres vivos podem evoluir surgiram os evolucionistas o desconhecimento das leis de mendel contribuiu para atrapalhar os primeiros evolucionistas dificultando entender que alguns seres vivos pudessem transformar com o tempo e que novas espécies podem surgir partindo de outras que se alteravam e que muitas podem se extinguir pelos mais variados motivos em síntese comprovadamente os animais e vegetais hoje existentes na superfície da terra não são mais semelhantes àquelas formas primitivas que eram comuns no passado cuja presença só chegou até nós por intermédio dos seus fósseis 2 anatomia e biologia das aves o esqueleto da galinha é composto de 160 ossos que servem de suporte do ponto de vista fisiológico servem de reserva de ca e p os ossos esponjosos ou pneumáticos são cheios de ar e ligados ao aparelho respiratório a musculatura corresponde a 75 do peso das aves sendo maior em regiões que fazem acentuado esforço físico coxas e músculos peitorais aparelho digestivo tem aproximadamente 250 cm de comprimento na ave adulta inicia-se no bico e termina na cloaca boca glândulas salivares língua faringe esôfago papo expansão do esôfago funcionando como o reservatório de alimento bem como o umedecimento da ração onde ocorre um pequeno processo de digestão proventrículo grande produção de sucos cítricos e que é chamado estômago glandular moela constituída de músculos fortes que irão macerar e misturar os alimentos os intestinos têm a função de concluir o processo de digestão e absorver os nutrientes cecos depósito de material fecal reto cloaca parte terminal do aparelho urinário digestivo e reprodutor a urina é excretada juntamente com as fezes a tabela 1 e a figura 1 mostram respectivamente os órgãos e a constituição óssea do gallus domesticus 6

[close]

p. 6

tabela 1 distribuição dos órgãos internos das aves aparelho digestivo 1 cavidade oral fenda palatina 2 esôfago 3 papo ou inglúvio 4 proventrículo ou estômago glandular 5 moela ou estômago muscular 6 intestino delgado 7 cecos e reto glândulas e órgãos anexos 1 timo 2 bolsa de fabrício 3 fígado 4 pâncreas 5 baço 6 rins 7 placas de peyer 8 tonsilas cecais 9 sacos aéreos abdominais aparelho respiratório 1 narina 2 faringe 3 laringe superior ou cranial 4 traquéia siringe 5 pulmões 6 sacos aéreos toráxicos craniais 7 sacos aéreos toráxicos cervicais 8 sacos aéreos toráxicos caudais aparelho reprodutor 1 ovário 2 Óvulos 3 gema óvulo maduro 4 infundíbulo 5 istmo 6 Útero 7 vagina 8 cloaca 9 testículos figura 1 constituição óssea da ave 3 classificaÇÃo das aves 7

[close]

p. 7

a classificação que nos orienta é da american poultry association standard perfection fundada nos eua em 1870 1ª instituição fundada na américa ligada ao setor agropecuário e tem sua sede em oklahoma ela reuniu as aves em 15 classes o standard de perfeição americana faz o agrupamento das aves em classes raças e variedades se limitando apenas às características de conformação e pormenores sobre plumagem sem referências específicas aos aspectos de produtividade classe define um grupo de raças originárias da mesma região geográfica apenas nos limitaremos a classes de maior importância econômica e a poucos dos seus exemplares 3.1 classe americana ­ reuni raças desenvolvidas na américa do norte na metade do século xix plymouth rock variedades branca barrada carijó entre outras rhode island variedades branca e vermelha new hampshire vermelho claro gigante de jersey variedades preta e branca 3.2 classe inglesa cornish variedades branca preta e amarela sussex variedades branca vermelha e pintada 3.3 classe mediterrânea legorn variedades branca preta amarela prata entre outras minorca variedades branca preta e amarela 3.4 classe asiática brahma finalidade de ornamentação e corte nas variedades clara e escura cochin ornamentação variedades branca preta marron amarela barrada uma característica dessas duas raças asiáticas é apresentar empenamento cobrido pernas e pés 4 principais raÇas utilizadas nos programas de melhoramento das aves leghorn branca usadas na formação de linhas puras para cruzamento visando produção de poedeiras de ovos de casca branca new hamphire são usadas na formação de linhas de fêmeas de frangos de corte ou nos programas de poedeiras de ovos coloridos 8

[close]

p. 8

plymouth rock branca formação das linhas de fêmeas de frangos de corte plymouth rock barrada raça usada em programas de produção de poedeiras de ovos coloridos podendo ser usada em programas de produção em linhas de frango corte rhode island red usadas em programas de produção de poedeiras de ovos coloridos e linhas de frangos de corte cornish usada principalmente na formação das linhas de macho nos programas de melhoramento de frangos de corte a tabela a seguir resume as características das principais raças que deram origem às linhagens comerciais raças classe tamanho corporal plumagem crista brincos ovos legorn branca mediterrânea pequeno e leve branca serra brancos branco new hampshire americana volumoso e pesado plymouth rock rhode island barrada americana volumoso e pesado red americana volumoso e pesado vermelha serra vermelho marron gigante de jersey preta americana volumoso e pesado preta serra vermelho marron cornish inglesa compacto e pesado branca ervilha vermelho marron claro avermelhada barras branca /preta serra vermelho marron escuro serra vermelho marron adaptado embrapa 2003 os pintainhos que são alojados nas granjas de produção de corte e postura são resultado do cruzamento de diferentes raças com o objetivo de transmitir as potencialidades de cada uma para das raças para o melhor desempenho de cada atividade produtiva raças puras são as raças citadas acima são bisavós das aves alojadas nas granjas de produção matrizes são as aves provenientes do cruzamento das raças puras e que serão usadas na reprodução para a produção dos pintainhos de corte ou postura são as mães dos pintainhos alojados nos aviários comerciais de produção linhagens são resultantes da reprodução das raças puras como vimos anteriormente linhagem é um grupo de indivíduos mais aparentados entre si em relação 9

[close]

p. 9

à raça decorrente do acasalamento entre os indivíduos do mesmo grupo matrizes assim consideramos os pintainhos alojados como uma lihagem comercial 5 sistemas de produÇÃo avÍcola 5.1 sistema industrial É o sistema de produção animal com linhagens comerciais geneticamente selecionadas para alta taxa de crescimento e excelente eficiência alimentar as aves são criadas confinadas e criadas em altas desidades aves/m2 nos galpões É um sistema interligado e composto por animais de reprodução e produção 1 avozeiro 2 matrizeiro 3 granja de produtores de frangos de corte 4 granja de produtores de poedeiras de ovos brancos e de produtores de poedeiras de ovos marrons o grande avanço e especialização da avicultura direcionou a produção do frango industrial a produtores com alta capacidade de investimento já para os pequenos produtores ficou a opção de apostar em nichos de mercado como o que demanda produtos agroecológicos há também em todo o mundo especialmente na área de alimentos uma tendência crescente pela procura dos produtos chamados naturais ou seja aqueles obtidos à partir de criações ou de culturas nas quais se adotam técnicas de manejo mais próximo de um ambiente natural e com menos tecnificação com isso começaram a aparecer algumas iniciativas de produtores interessados em atender a demanda existente em relação a esse tipo de produção 5.2 sistema caipira/colonial É o sistema de produção de aves de corte normatizado pelo ofício circular doi/dipoa nº 007/99 de 19/05/1999 pelo ministério da agricultura pecuária e abastecimento onde as aves são denominadas de frango caipira frango colonial frango tipo caipira frango estilo caipira frango tipo colonial ou frango estilo colonial apenas linhagens específicas de crescimento mais lento que as industriais são permitidas as aves devem ter acesso a área externa e não podem receber produtos quimioterápicos e ingredientes de origem animal na ração a idade mínima de abate é em torno de de 85 dias o frango e a galinha caipiras além de resgatarem costumes e tradições da culinária colonial representam uma diversificação das atividades da agricultura familiar proporcionando agregação de valor em seus produtos a miscelânea de raças e linhagens que deram origem ao verdadeiro frango caipira e o sistema caseiro de criação compromete a viabilidade econômica da atividade pois resultam em baixo desempenho em termos de idade de abate conversão alimentar rendimento de carcaça produção de ovos e uniformidade de lotes portanto o que acontece hoje no brasil e no mundo são as criações à moda caipira são criações com diversos sistemas de manejo e instalações utilizando-se linhagens híbridas comerciais como o embrapa 041 e outras de origem francesa de 10

[close]

p. 10

crescimento mais tardio e maior adaptabilidade ao manejo semi-extensivo do que as linhagens industriais ou frangos de granja que apresentam um crescimento rápido abate aos 40 dias e menor resistência a enfermidades e stress 5.3 sistema orgânico alternativo agroecológico no início do século xx aparecem os movimentos de formas não-convencionais de agricultura que mais tarde na holanda 1977 recebe a denominação de agricultura alternativa aa na dialética com a agricultura industrial mas no brasil somente na década de 70 acontece o fortalecimento dos movimentos de agricultura alternativa a caracterização da agricultura industrial ai ou agricultura convencional era de apenas ser baseada em 3 pilares manipulação genética motomecanização agroquímica no início tudo o que não era agricultura convencional era chamado de agricultura alternativa aa de acordo com o livro agroecologia embrapa 2005 houve uma evolução contextual da agricultura alternativa até o marco conceitual da agroecologia e apresenta diferentes abordagens de agricultura pós-industrial 1 2 3 4 5 6 7 8 9 agricultura orgânica agricultura biodinâmica agricultura biológica agricultura ecológica agricultura natural mokiti okada fukuoka permacultura agricultura regenerativa agricultura sustentável agroecologia o livro acima cita que segundo altiere 1998 a agroecologia é especialmente enraizada na experiência dos países do sul particularmente américa latina contendo o componente social mais explícito que o enfoque orgânico assim a pesquisa agroecológica é mais fortemente orientada em direção as ciências sociais incorporando um enfoque ecológico humano descreve também que a pesquisa agroecológica prioriza o agricultor apesar de levar em consideração outros seguimentos da sociedade e relata que os sistemas agroecológicos ainda não fornecem normas reconhecidas internacionalmente portanto não fornecem as mesmas oportunidades para atrair prêmios no mercado como os sistemas certificados orgânicos isto as vezes gera uma tensão entre os dois enfoques a avicultura orgânica é normatizada pelo ministério da agricultura pecuária e abastecimento onde se faz referência aos produtos obtidos pelo sistema orgânico ecológico biológico biodinâmico natural sustentável regenerativo e agroecológico as aves são criadas em área de pastagem com baixa densidade com alimentação contendo ingredientes vegetais orgânicos certificados e produtos quimioterápicos não devem ser usados na criação 11

[close]

p. 11

seÇÃo 2 avicultura de corte 1 produÇÃo e desenvolvimento avÍcola no brasil a avicultura no brasil inicia-se na sua colonização com as primeiras galinhas trazidas pelos portugueses mas os primeiros passos rumo à profissionalização da avicultura no brasil ocorreram no início do século xx sendo que apareceram os primeiros concursos realizados pelo país que estimulavam os criadores a aperfeiçoarem as raças ornamentais assim os primeiros criadores de aves procuraram na construção de suas granjas a melhor imitação possível do habitat natural substituindo os galhos das árvores por poleiros servindo a alimentação diretamente no chão e com o tempo ajustando gradativamente os processos para o melhor manejo em 1928 já existiam criadores buscando fins verdadeiramente comerciais na avicultura a escassez de alimento particularmente da carne bovina durante e após a segunda guerra mundial fez da avicultura brasileira e mundial um negócio muito atraente neste contexto a procura por um produto destinado à corte aumentou e em 1945 nos eua pesquisadores desenvolveram e cruzaram raças como a new hampshire e a plymouth rock barrada e em 1948 a raça red cornish seguida posteriormente pela white cornish e white rock o que ocorreu a partir de então até os dias atuais foi um intenso processo de seleção e cruzamentos descaracterizando as raças e originando linhagens específicas com características próprias o frango é um produto híbrido resultante do cruzamento de 3 ou 4 linhagens puras normalmente duas linhagens dão origem à fêmea matriz e uma ou duas dão origem ao macho o melhoramento genético tem um papel fundamental na melhoria da produtividade animal e na avicultura isto pode se observado analisando os dados tabela 2 evolução média dos coeficientes de produção de frango de corte na avicultura brsileira peso frango vivo g 1.500 1.600 1.700 1.860 2.050 2.250 2.300 2.300 conversÃo alimentar 3,50 2,25 2,15 2,00 1,98 1,88 1,85 1,7 idade mÉdia de abate semanas dias 15 semanas 8 semanas 7 semanas 47 dias 45 dias 43 dias 42 dias 42 dias ano 1930 1960 1970 1984 1994 2000 2001 2010 1.1 melhoramento genético das aves com o passar dos anos ocorreu um significativo desenvolvimento genético nutricional e com as principais doenças em condições de controle assim como o desenvolvimento de instalações e equipamentos foi possível ao homem confinar o frango de corte para atender aves mais sensíveis e muito mais exigentes foi necessário adequar o manejo a uma nova realidade produtiva 12

[close]

p. 12

para melhorar os índices produtivos é preciso trabalhar sempre com animais de alto valor genético os quais são oriundos de uma seleção contínua dos melhores animais sendo que certas características são estimadas no processo de seleção no passado o peso corporal e a conversão alimentar eram as características de maior importância nos programas de melhoramento genético do frango de corte atualmente várias características foram incorporadas ao processo de seleção e algumas têm ganhado grande destaque principalmente as ligadas ao rendimento de carcaça as principais características consideradas pela maioria dos sistemas de melhoramento são relacionadas ao frango vivo peso corporal eficiência alimentar conformação da carcaça empenamento pigmentação de pernas e penas aspecto físico do peito robustez do esqueleto à carcaça rendimento da carcaça eviscerada rendimento de carne de peito rendimento de carne de perna teor de gordura à reprodução produção de ovos incubáveis fertilidade eclodibilidade à resistência viabilidade do frango viabilidade da matriz resistência à doenças específicas tecnologias disponíveis a precisão da estimativa do valor genético tem garantido a identificação dos melhores indivíduos com maior exatidão e com consistentes ganhos genéticos para várias características simultaneamente abaixo alguns fatores que contribuíram para isso uso de métodos estatísticos mais completos como reml blup e análise multivariada principalmente devido ao grande avanço na área de informática uso de computadores capazes de analisar quantidade expressiva de dados automação da coleta de dados código de barras terminais portáteis coleta e transferência eletrônica dos dados etc com redução de erros e perda de informações avaliação de irmãos para características de rendimento carcaça peito pernas e gordura uso de equipamentos da área físico-médica como ultra-sonografia raios x de tempo real oximetria etc 13

[close]

p. 13

uso de tipagem sangüínea e genética molecular para avaliação de resistência essas e outras tecnologias propiciaram um aumento de produção de frangos com um custo relativamente baixo o que propiciou um aumento do consumo médio pessoa/ano no brasil como podemos observar na tabela abaixo tabela 3 consumo per capta de ovos e carnes no brasil ano 1986 1996 2005 ovos unidades 94,0 101,0 138,0 frangos kg 10,0 22,2 35,4 bovinos kg 29,8 41,4 36,3 suÍnos kg 7,3 9,6 11,3 fonte cnpc/abef/abipecs/uba as empresas apresentam níveis diferentes de especialização e o que as mantém no mercado são todos os aspectos econômicos envolvidos na cadeia produtiva restringindo sobre o aspecto zootécnico da criação de frangos de corte devemos levar em consideração não só o melhoramento genético mas também outros apectos da criação e do manejo devem ser considerados um pintinho saudável com um dia de idade programas de vacinação e controle sanitário das aves nutrição balanceamento e manejo do alimento ambiente saudável e bom manejo avícola controle ­ Índice de desempenho a união dos componentes 1.2 o pintinho saudável o controle dos pintos de corte começa na origem genética das aves com uma seleção direcionada ao interesse zootécnico o caminho percorrido desde os lotes de avós matrizes reprodutoras com as respectivas passagens pelos incubatórios vai infulenciar na performance final do frango o sucesso da atividade depende da atenção aos detalhes do processo total por exemplo saúde e manejo das matrizes prática cuidadosa de incubação entrega eficiente de pintos a qualidade dos pintos é influenciada por muitos fatores desde muito antes de sua chegada na granja que devem ser acompanhados tecnicamente 1.3 programas de vacinação e controle sanitário um programa sanitário começa com a educação da comunidade avícola o órgão federal reponsável pelo controle e medidas sanitárias é o ministériao da agricultura pecuária e abastecimento mapa a vigilância sanitária na avicultura deve ser constante em todos os seus níveis matrizes e produção sendo que todos os lotes devem ser constantemente monitorados com acompanhamentos sorológico e necrópsias pelos técnicos habilitadsos um bom controle com dados devidamente anotados e uma minuciosa análise das informações proporciona subsídios para programas de vacinação controle sanitário ou programas especiais para granjas ou regiões sendo também importante nos programas de vacinas dos lotes de reprodutores 14

[close]

p. 14

1.4 nutrição e manejo do alimento a nutrição eficiente começa na aquisição da matéria-prima milho soja etc as quais devem ser de boa qualidade os grãos classificados e com conhecimento de sua composição química importante para formulações das rações e correto balanceamento dos ingredientes propiciando fazer uma ração de qualidade com menor custo possível sendo o alimento o responsável pelo maior custo na atividade produtiva de frangos alguns pontos de atenção na produção de ração devem ser observados formulação atendendo as necessidades de cada categoria de animal controle de qualidade da matéria-prima das rações manutenção dos equipamentos da fábrica e do transporte de ração documentação e controles de estoque entregas e manejo das rações nas granjas 1.5 ambiente saudável e um bom manejo avícola o controle ambiental com instalações e equipamentos adequados são importantes para o melhor rendimento do lote de frangos assim como a qualidade e especialização da mão-de-obra com treinamento e material de apoio adequado para um bom manejo e melhor desempenho das aves 1.6 controle zootécnico­Índice de desempenho união dos componentes figura 2 fatores que interferem no desenvolvimento e qualidade do frango a perfeita interação do conjunto de fatores que compõe a atividade avícola é que proporciona o sucesso da mesma genética pintinho saudável status sanitário do lote programas de vacinação nutrição ambiente e manejo adequado entre outros irão refletir diretamente nos índices zootécnicos Índice de eficiência produtiva iep e índices do desempenho 15

[close]

p. 15

com o objetivo de avaliar o desempenho produtivo de cada lote o produtor pode averiguar facilmente o índice de eficiência produtiva iep do lote expresso pela seguinte equação iep pv x v x 100 ia x ca em que pv peso vivo médio do lote em kg v viabilidade que é a relação entre n° de aves retiradas e n° de aves recebidas ia idade de abate dias ca conversão alimentar exemplo peso vivo médio do lote 2,30 kg de carne viabilidade 96,0 idade ao abate 42 dias de idade conversão alimentar 4,15 kg de ração 2,30 kg de peso vivo 1,79 sendo assim iep pv x v x 100 2,30 x 96,0 x 100 293,69 ia x ca 42 x 1,79 a união de todos os componentes citados acima irá influenciar direta ou indiretamente no Índice eficiência produtiva iep das aves no caso de avicultura de postura podemos também avaliar a eficiência produtiva só que em vez de kg de carne consideramos o número de ovos por ave alojada bem como a conversão alimentar entre outros fatores de produção no caso de sistema avícola que contenha diversos seguimentos devemos cosiderar também um perfeito dimensionamento das granjas de matrizes incubatórios galpões de frangos fábrica de ração frigoríficos e também a logística de transporte para termos a idéia da estrutura avícola de ciclo envolvendo reprodução produção e abate vamos supor que para abastecer um abatedouro de 60.000 frangos/dia 5 dias por semana será necessário requisitar as seguintes estruturas criar 1.300.000 frangos ao mês um incubatório 1.400.000 pintos ao mês dimensionar o parque criatório dos frangos ­ núcleos galpões padrão 14.000 frangos galpão será preciso de 186 unidades galpões dentro de preferência dentro de um raio de 70 quilômetros da fábrica de ração e/ou do frigorífico projetar uma granja de matrizes para alojamento de 210.000 reprodutoras estrutura das matrizes 28 galpões de 7.500 aves cada 28 galpões de 1.600m2 reposição anual de 150.000 5 lotes de 30.000 por ano fábrica de ração com capacidade de 6.000 toneladas ao mês a cada ítem destes processos soma-se uma grande quantidade de procedimentos de gestão e operacionais os quais serão responsáveis pelo sucesso da atividade 2 manejo inicial do frango de corte fatores relacionados ao manejo das aves 16

[close]

Comments

no comments yet