Informativo Luta Urbanitária

 

Embed or link this publication

Description

Informativo Luta Urbanitária - Edição Outubro de 2014

Popular Pages


p. 1

2014 OUT Informativo LUTA URBANITÁRIA Informativo sindical do Sindicato dos Urbanitários do Estado de Rondônia - SINDUR-RO SINDUR: PRESTAÇÃO DE CONTAS 2014 ‘PERÍODO: JANEIRO A AGOSTO DE 2014.’ Conforme compromisso assumido por esta Direção, estamos apresentando para todo o conjunto de nossos filiados e filiadas o novo formato de prestação de contas de nossa entidade. Este primeiro exemplar contempla as receitas e despesas do período de janeiro a agosto de 2014, mensalmente. Este atraso, embora contra nosso gosto, foi motivado por mudanças ocorridas recentemente em nossa executiva e principalmente do nosso contador, com a contratação de um novo escritório de contabilidade. Esta restruturação tem como foco, a melhoria de nossa atuação sindical em função de uma demanda cada vez mais crescente e necessidade de maior controle e transparência de nossa gestão. Representamos hoje 09 empresas dos setores elétrico e saneamento. Isso implica em celebrar acordos coletivos, mediar conflitos entre capital e trabalho e atuar como substituto processual em várias ações em curso, em diversas instâncias do judiciário. Até julho deste ano o SINDUR movimentava 06 contas bancárias para recebimento de mensalidade dos filiados, imposto sindical, passivos trabalhistas, investimentos, despesas diversas e fundo de greve. Duas dessas contas, uma com passivos diversos e outra com passivos da CAERD contava em junho deste ano com um saldo de R$ 3.276.083,66 (montante esse que não é do sindicato, mas dos trabalhadores ativos e inativos da CERON e CAERD) com créditos ainda a receber referentes ao Plano Bresser, Verão, URPs, 13ª salário etc. Além disso, estas contas continham ainda parte do montante arrecadado com Imposto sindical, adicional de sucumbência e outros valores. Caixa Econômica Federal O que mudou? A Secretaria de Finanças abriu uma conta para cada passivo (tabela ao lado) na CEF e fez o rateio dos valores correspondentes, facilitando sua movimentação e aumentando a transparência de sua gestão. A gestão destas contas será da Secretaria de Finanças em conjunto com a Secretaria Jurídica do SINDUR. Os valores correspondentes à sobra do imposto sindical e adicional de sucumbência serão transferidos para a conta de investimentos. Remanejamento na Executiva Joaquim Louredo assumiu a Secretaria de Finanças; José Irineu passou à Secretaria Regional; Francisco Carlos assumiu a Secretária de Relações Sindicais; Marcia Moreira assumiu a Secretaria de Imprensa e Gilson Queiroz foi deslocado para a Secretária de Formação. Continua

[close]

p. 2

Jornal Luta Urbanitária - SINDUR-RO Isso é da sua conta. Todas estas despesas somadas de janeiro a julho deste ano somam juntas, R$ 2.091.416,89. Deste montante, 47,89% é referente ao repasse de passivos trabalhistas a servidores da CAERD, sob administração do SINDUR (acordo celebrado na 6ª Vara do Trabalho – P ro c e s s o s 4 3 8 / 9 5 , 1 9 5 3 / 8 9 e 1 3 5 4 / 8 9 ) e i n v e s t i m e n t o s co m a q u i s i ç ã o d e v e í c u l o s , equipamentos, reforma e ampliação da sede em Porto Velho e subsede de Pimenta Bueno. Dentre os outros eventos, estão as despesas relacionadas com a Campanha do pagamento da PLR 2013 dos trabalhadores do Setor Elétrico, incluindo passagens e hospedagens, fora do Estado e paralizações na capital/interior, assim como a Campanha Salarial 2014/2016 da CAERD. Fonte : Imprensa/SINDUR Investimento em melhorias das estruturas físicas Dentre os investimentos realizados pelo Sindur com início este ano, está a reforma e ampliação da subsede de Pimenta Bueno. Pimenta Bueno é hoje um ponto de apoio importante para os empregados da Eletrobras, Caerd, Guascoor e Eletronorte de Pimenta Bueno, Cacoal, Espigão do Oeste, Vilhena, Colorado e região e Ji Paraná. Esta região conta com uma sede, um veículo e dois dirigentes liberados para representar a direção da entidade junto aos trabalhadores. Joaquim Louredo pela Eletrobras e José Irineu pela Caerd fazem a ponte entre a Direção e seus filiados, atuando de forma mais presente e próxima dos trabalhadores. Sede de Pimenta Bueno antes e depois das melhorias Estes investimentos irão melhorar ainda mais o contato direto e permanente com nossa base além de valorizar um patrimônio que é de todos nós. Fonte : Imprensa/SINDUR Reforma e ampliação da sede do sindicato A re f o r m a e ampliação da sede do sindicato estão e m f a s e d e conclusão da obra, atendendo às exigências dos ó r g ã o s d e fiscalização, dentro de todos os padrões de segurança. Além da construção do auditório com capacidade para 100 pessoas, com isso serão evitados gastos futuros com o aluguel de espaços para realização de eventos da categoria. Para facilitar a acessibilidade de pessoas com mobilidade reduzida está sendo instalado um elevador e teremos um amplo estacionamento. A coordenação pela condução da obra está sob a responsabilidade dos companheiros Gilson Queiroz, Grinelson Bastos e Roberto Leite, que diuturnamente tem se empenhado para a concretização dessa demanda. “A decisão da reforma e ampliação da sede do sindicato, assim como a reforma da subsede de Pimenta Bueno, visa adaptar a entidade ao nível dos desafios do presente. E o nosso objetivo principal é enfrentar estes desafios com criatividade, sustentabilidade ambiental e pensando no bem-estar dos nossos filiados, um acesso amplo e acessível a todos, a categoria precisava dessa estrutura”, disse o presidente do sindicato, Nailor Gato. São 30 anos de luta e conquistas da categoria urbanitária de Rondônia. Fonte : Imprensa/SINDUR

[close]

p. 3

Jornal Luta Urbanitária - SINDUR-RO SINDUR em clima de Outubro Rosa; Campanha de prevenção do câncer de mama Como já faz parte do calendário de atividades do sindicato, o SINDUR aderiu mais uma vez à campanha internacional “Outubro Rosa”, que tem como objetivo conscientizar as mulheres sobre a importância da prevenção do câncer de mama. O SINDUR através da Secretaria da Mulher estará empenhado durante todo o mês de outubro para promover eventos de conscientização e prevenção. Panfletos informativos, as tradicionais fitas cor de rosa e outros materiais símbolos da campanha serão entregues a categoria. Além disso, outras atividades estão sendo preparadas para todas as trabalhadoras urbanitárias. Para a Secretária da Mulher do Sindicato, Gilvana Nolêto, a campanha é fundamental para a conscientização das trabalhadoras. “É importante que a mulher saiba como prevenir o câncer de mama. Essa campanha tem o papel de conscientizá-las. Qualquer mulher pode ir até uma unidade de saúde para marcar uma avaliação ou mamografia com o médico”, enfatizou. Fonte : Imprensa/SINDUR SINDUR comemora 30 anos de muitas lutas e conquistas Há exatas três décadas nascia, em solo rondoniense, uma das entidades sindicais mais combativas na defesa dos direitos dos trabalhadores. Sob a liderança, a época de Inácio Azevedo Silva, trabalhador da CERON, era fundada no dia 18 de outubro de 1984 a A s s o c i a ç ã o P rofi s s i o n a l d o s Trabalhadores nas Indústrias Urbanas do Estado de Rondônia para representar os trabalhadores da C E R O N , C A E R D e ELETRONORTE. OS TRABALH D AD O T O CA I D ÚSTRIAS D N I UR AS Sobre o Sindicato N B S O Sindicato dos Urbanitários do RE Dado ao volume dos seus trabalhos o Estado de Rondônia representa ES DO AS AN SINDUR cresce e amplia também sua importância no cenário nacional do sindicalismo. Transforma-se em sindicato forte, filiado a CUT - Central Única dos Trabalhadores e a FNU Federação Nacional dos Urbanitários. Assim, O SINDUR passa a prestar serviços cada vez mais relevantes e assume definitivamente sua denominação atual: Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas d o E st a d o d e Ro n d ô n i a , co m resultados tão positivos que o levam a ser considerado um dos primeiros sindicatos combativos do Estado e muito contribuiu para organização de outras categorias como bancários, telefônicos, educação, etc. “São ainda muitos os desafios que os urbanitários enfrentam a nível nacional e estadual e a história do sindicato demonstra que o SINDUR deve comemorar esse momento, mas atualmente cerca de 1.500 trabalhadores de 09 grandes empresas dos ramos de Energia e Saneamento. A estrutura física do Sindicato é composta da Sede, em Porto Velho e 04 subsedes localizadas em Ariquemes, Ji-Paraná, Pimenta Bueno e Vilhena. Em comemoração aos trinta anos de conquistas e resistência no movimento, a Diretoria do sindicato está organizando um evento na cidade de Pimenta Bueno, por ocasião da reinauguração da subsede do SINDUR naquele município, onde também acontecerá a reunião do Sistema D i ret i vo d a e nt i d a d e . Ta m b é m acontecerá uma comemoração na capital, entretanto, somente depois que as obras de reforma da sede forem concluídas. Mesmo recém-criada, a Associação abria novas frentes de luta. Conquistas importantes, desta vez com a ELETRONORTE, se transformaram em acordos provenientes de discussões com sindicatos, diretamente em Brasília. ciente de que tem que continuar lutando, porque isso faz parte dos enfrentamentos diários”, afirmou o presidente, Nailor Gato. ÔN IA SIN E a luta se iniciava. No interesse de defender intransigentemente os direitos de seus associados, o SINDUR vence sua primeira batalha: negocia o primeiro Acordo Coletivo de Trabalho com a CERON e a CAERD, onde, além das conquistas da CLT, garante índices de reajustes salariais, um fato inusitado em um País onde apenas as grandes categorias tinham esse d i re i t o . O u t ra s v i t ó r i a s fo ra m alcançadas nessa primeira luta. A reboque desse primeiro troféu vieram a licença prêmio, a complementação do auxílio doença, o seguro de vida, a liberação de dirigentes e a assistência médica. Tudo isso sem contar com produtividade e garantia de empregos. Fonte : Imprensa/SINDUR TADO DE R O N D

[close]

p. 4

Jornal Luta Urbanitária - SINDUR-RO SANEAMENTO BÁSICO: PRECISAMOS AVANÇAR MAIS! Um dos grandes desafios na área de infraestrutura urbana no Brasil é a universalização do acesso aos serviços de abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza urbana, e drenagem de águas pluviais. Segundo o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento – SNIS ano base 2009, publicado no mês de agosto de 2011, 95,2% da população brasileira é atendida com abastecimento de água, 52,0% com coleta de esgotos e apenas 37,9% dos esgotos gerados são tratados. Como podemos observar, apesar dos avanços i n st i t u c i o n a i s , q u e re s g at a m o planejamento, a possibilidade de instituição de instrumentos de controle social sobre a prestação dos serviços, e de aporte de recursos do Governo Federal através do PAC, o setor tem muito que avançar e a FNU acredita que a superação desses desafios requer várias iniciativas, entre elas destacamos: 1.Um amplo Programa de Recuperação e Revitalização dos operadores públicos de Saneamento como forma de se atingir uma gestão mais eficiente no consumo de energia, na redução de perdas, na modernização de equipamentos, no uso da telemetria, na modernização/ automatização da operação, no setor comercial; 2. A destinação de um percentual do PIB anual como forma de se atingir os investimentos necessários para que em 20 anos o País alcance a universalização do acesso aos serviços de saneamento em quantidade e qualidade adequadas. De acordo com o Ministério das Cidades, para universalizar o saneamento básico em 20 anos é necessário investir R$ 168 bilhões; 3. Desoneração do PIS/COFINS e a criação de instrumentos que garantam que esses recursos integrem um fundo de investimento em saneamento; 4. Um amplo debate nacional sobre a flexibilização da Lei de Responsabilidade Fiscal para captação de recursos para o setor; 5. Criação e implementação de instrumentos de controle social para o acompanhamento e fiscalização das ações em saneamento. Dessa forma, não temos dúvidas que o Brasil alcançará níveis dignos de um País que caminha de forma célere ao desenvolvimento. Desenvolvimento que só será possível quando todo cidadão e cidadã tiverem acesso aos serviços básicos de saneamento. Fonte: FNU 7,5 milhões de pessoas querem reforma política Apesar de ignorado pelos grandes meios de comunicação, a campanha do Plebiscito Popular por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político conseguiu arrecadar exatos 7.7754.436 milhões de votos em urnas fixas espalhadas por todo o país e por meio da internet. Desses, 97,05% (7.525.680) foram favoráveis à convocação da consulta. O Presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, lembrou a relevância dos números num cenário em que a parcela conservadora da sociedade brasileira vende como negativa a participação na política. O plebiscito popular teve o caráter educativo de mostrar que há pessoas querendo modificações no sistema político. Esse é o momento para as o rg a n i z a çõ e s q u e a i n d a n ã o participaram se engajem na luta”, defendeu. Foram 95% das urnas apuradas, o número de votantes atingiu 7.754.436 de votos, dos quais 97,05% votaram no “sim” e 2,57% disseram “não”. Brancos (0,2%) e nulos (0,17%) não chegaram a 0,5%, Em Rondônia foram apurados o total de 25.099 votos, com os totais para o Sim: 24.604 e para Não:332. Fonte: CUT

[close]

Comments

no comments yet