Citys Book Leme 2015

 

Embed or link this publication

Description

Maga

Popular Pages


p. 1

EDUCAÇÃO Obras e reformas DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO Valorização da produção agrícola Valuation of the agricultural produz Valoración de la producción agrícola SAÚDE Novas ações de melhorias no setor New improvement actions in the sector Nuevas acciones de mejorías en el sector Works and restorations Obras y reformas City´s Book www.citysbook.com Edição Especial Trilingüe Circulação Internacional - 2015 citysbook.com http://kaywa.me/h5IPw

[close]

p. 2



[close]

p. 3



[close]

p. 4

CITY’S BOOK LEME é uma Co-Realização: prefeitura MUNICÍPIO de leme EDUCAÇÃO Obras e reformas DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO Valorização da produção agrícola Valuation of the agricultural produz Valoración de la producción agrícola SAÚDE Novas ações de melhorias no setor New improvement actions in the sector Nuevas acciones de mejorías en el sector EXPEDIENTE Direção Administrativa/Relações Públicas Victor Falcão - CONRERP/SP: PR1461 contato@citysbook.com Relações Governamentais Beatriz Barbosa beatriz.barros@usp.br Publisher Wanderley Moreno wanderley.moreno@live.com Jornalista Responsável Veronica Pereira – MTB 51.907 Assistente de Comunicação Social Kennya Santos comunicacao@citysbook.com Relações Internacionais e Patrocínios Michele Marques Estagiária em Secretariado Sabrina Adriane da Silva Assistente Administrativa Valéria Rocha da Cruz Releases Iniciais Secretaria de Comunicação Social Prefeitura Municipal de Leme Conselho Editorial Maria Inês Falcão Rebeca Teixeira Eliseu Moreno Marilene Barbosa José Alves da Gama Wanderley Simão Assessoria Jurídica Contábil MB Serviços Contábeis mb.servicos@terra.com.br Works and restorations Obras y reformas CAPA Cidade década 1930 Cidade dias atuais City´s Book www.citysbook.com Edição Especial Trilingüe Circulação Internacional - 2015 citysbook.com Download the Kaywa QR Code Reader (App Store &Android Market) and scan your code! http://kaywa.me/h5IPw Fotografias Secretaria de Comunicação de Leme Museu Histórico Prof. Celso Zoega Taboas Traduções Inglês/Espanhol Start traduções www.startconsult.com.br Distribuição Nacional e Internacional Empresa de Correios e Telégrafos DRT/SP Vip DF Logística e Distribuição Mailing Maná Group Agradecimentos Agradecemos a Deus, a Prefeitura de Leme-SP através de todas suas Secretarias, em especial a Secretaria de Comunicação Social. Às empresas parceiras que contribuíram para a realização deste projeto. Nota da Redação Todos os anúncios foram veiculados mediante prévia autorização das empresas. Fica vedada a utilização, sem prévia consulta, de textos e fotos em outro veiculo de comunicação, bem como a utilização deste material ou conteúdo para a realização de eventos ou promoções em nome do Maná Group e seus projetos. Recomendamos confirmar qualquer contato. O projeto City’s Book tem como foco a promoção do município em destaque, sem nenhuma conotação político-partidária. Edifício Beta Trade Rua Caldas Novas, 50 1º Andar - Conjunto 16. Bethaville | Barueri SP. CEP: 06404-301 Tel. 11 2826-1694. | w w w . c i t y s b o o k . c o m MANÁ GROUP

[close]

p. 5

Editorial Editory Editorial Leme, la antigua capital del algodón en el flujo del desarrollo industrial Fundado el día 29 de agosto de 1895, Leme celebró recientemente 120 años de emancipación política, motivo de orgullo para sus aproximados 100 mil habitantes. Ubicada en la Cuenca del Río Mogi Guaçu, a 200 km de la capital, y en el medio del camino entre Campinas y Ribeirão Preto, la ciudad es cortada por la Vía Anhanguera, lo que la pone en la ruta del desarrollo del interior paulista. Entre los años 70 y 80, Leme fue la capital del algodón, lo que muestra que la vocación agrícola también es marcante en estas tierras. Actualmente, la caña de azúcar domina la agricultura del municipio, que también produce naranja, café y girasol, entre otras culturas. Pero, el desarrollo industrial es hoy la mayor palanca económica de la ciudad. Gobernado por el alcalde Ademir Gu Zanóbia, el municipio cuenta con industrias y empresas de grande, mediana y pequeña envergadura y está preparado para recibir otras tantas. En la Cultura, Leme se destaca por la Romería de los Canoeros, la Semana Don Geraldo de Música, ambas en octubre, por la Fiesta del Peón, Fiesta de Tradiciones Nordestinas, además de bares y restaurantes elogiados regionalmente. En el deporte, el Lemense es el representante en campo, además de contar con practicantes en las más diversas modalidades. Una ciudad del interior por tradición, con aires de modernidad y una gente apacible, que la lleva en el corazón. ¡120 años de historia escritos por una gente trabajadora, que cree en el progreso de esta tierra! Daniel Cunha e Silva Periodista Trabaja en la Secretaría de Comunicación Social y recientemente escribió el libro de 100 años del EC Lemense Leme, the former capital of cotton in the industrial development flow Founded on August 29, 1895, Leme recently celebrated 120 years of political emancipation, reason for pride to its approximate 100 thousand inhabitants. Located in the Mogi Guaçu River Basin, 200 km from the capital, and half way between Campinas and Ribeirão Preto, the city is crossed by the Via Anhanguera, which places it on the development route of interior São Paulo. Between the 70’s and 80’s, Leme was the cotton capital, which shows that agricultural vocation is also striking in these lands. Today, sugarcane dominates the city’s agriculture, which also produces orange, coffee and sunflower, among other crops. But industrial development is currently the largest economic lever of the city. Governed by Mayor Ademir Gu Zanóbia, the city has industries and large, medium and small companies and is prepared to receive many others. In Culture, Leme stands out for the Pilgrimage of Canoeiros, the Week Seu Geraldo de Música, both in October, for the Cowboy Festival, Northeastern Traditions Festivities, in addition to bars and restaurants praised regionally. In sports, Lemense is the representative in the field, in addition to having practitioners in several other sports forms. A provincial town by tradition, with modernity of scenery and pleasant people, who carry it in their heart. 120 years of history written by hard-working people, who believe in the progress of this land! Daniel Cunha e Silva Reporter He works in the Department of Media and recently wrote the book 100 years of EC Lemense Leme, a antiga capital do algodão no fluxo do desenvolvimento industrial Fundado no dia 29 de agosto de 1895, Leme comemorou recentemente 120 anos de emancipação política, motivo de orgulho para seus aproximados 100 mil habitantes. Localizada na Bacia do Rio Mogi Guaçu, a 200 km da capital, e no meio do caminho entre Campinas e Ribeirão Preto, a cidade é cortada pela Via Anhanguera, o que a coloca na rota do desenvolvimento do interior paulista. Entre os anos 70 e 80, Leme foi a capital do algodão, o que mostra que a vocação agrícola também é marcante nessas terras. Hoje, a cana domina a agricultura do município, que também produz laranja, café e girassol, entre outras culturas. Mas, o desenvolvimento industrial é atualmente a maior alavanca econômica da cidade. Governado pelo prefeito Ademir Gu Zanóbia, o município conta com indústrias e empresas de grande, médio e pequeno porte e está preparado para receber outras tantas. Na Cultura, Leme se destaca pela Romaria dos Canoeiros, a Semana Seu Geraldo de Música, ambas em outubro, pela Festa do Peão, Festa de Tradições Nordestinas, além de bares e restaurantes elogiados regionalmente. No esporte, o Lemense é o representante em campo, além de contar com praticantes nas mais diversas modalidades. Uma cidade interiorana por tradição, com ares de modernidade e um povo aprazível, que a leva no coração. 120 anos de história escritos por uma gente trabalhadora, que acredita no progresso desta terra! Daniel Cunha e Silva Jornalista Trabalha na Secretaria de Comunicação Social e recentemente escreveu o livro de 100 anos do EC Lemense 5 LEME-SP/BRAZIL CITY´S BOOK | 2015

[close]

p. 6

Sumario La estación que dió origen a todo Table of contents The station that originated everything Historia 12 History 10 Valoración de la producción agrícola Desarrollo Económico 24 Valuation of the agricultural production Economic Development 22 Obras y reformas Educación 30 Works and restorations Education 28 Nuevas acciones de mejorías en el sector Salud 35 New improvement actions in the sector Health 34

[close]

p. 7

LEME Sumário São Paulo - Brazil 08 História A estação que deu origem a tudo 18 Desenvolvimento Econômico Valorização da produção agrícola 26 Educação Obras e reformas 32 Saúde Novas ações de melhorias no setor

[close]

p. 8

HISTÓRIA A “parada do Leme” A cidade de Leme teve sua fundação ligada a chegada da Companhia de Estradas de Ferro na região, em decorrência da expansão cafeeira no interior paulista. A construção de um ramal da companhia ferroviária, em direção à Ribeirão Preto, que teve início em fevereiro de 1876, em Cordeiros (hoje Cordeirópolis), que passava pelas cidades de Araras e Pirassununga indo até às margens do Rio Moji-Guaçu, onde hoje está a cidade de Porto Ferreira, deu início a cidade. Nesse trajeto foi construída uma pequena estação de madeira localizada nas terras de Manoel Leme. O local dessa construção ficou conhecido como “para- da do Leme”. Nele, o comerciante Manoel Gomes Neto construiu um pequeno rancho nas terras do seu xará Manoel Leme. A partir daí, surgiu um pequeno comércio, para suprir as necessidades dos trabalhadores da Companhia de Estradas de Ferro, que lá estivessem e posteriormente surgiu um povoado na localidade. No ano de 1885, o artista e escultor Luiz Dias dos Santos era um dos recém-chegados à região e logo conheceu o comerciante Manoel Gomes, tornando-se amigos. Essa amizade foi muito importante para o desenvolvimento da cidade, pois dela surgiram novas construções. Como a igreja, hospital, escola, estabelecimento comercial e praças públicas, entre outras. 8 LEME-SP/BRAZIL CITY´S BOOK | 2015

[close]

p. 9

A formação administrativa Com esse crescimento, a antiga estação de madeira deu lugar à uma nova estação, para receber os novos visitantes e as cargas, que lá chegavam. O desenvolvimento ao redor da estação proporcionou a criação do Distrito Policial da Estação de Leme, em 26 de dezembro de 1889. Ato formalizado pelo então governador do Estado de São Paulo Prudente de Morais, mas o Distrito ainda era pertencente ao município de Pirassununga. Dois anos depois, o Distrito Policial foi elevado à Distrito de Paz, pelo Decreto de nº 124, do governador do Estado da época, Jorge Tibiriçá, no dia 20 de janeiro de 1891. Em 29 de agosto de 1895, Leme foi elevada à categoria de município, pela Lei Estadual de nº 358 desmenbrando-se de Pirassununga. Desenvolvimento constante Com uma economia sólida, baseada principalmente na agricultura, com o cultivo da cana-de-açúcar, algodão, laranja e café e no setor industrial, a economia lemense só tende a crescer. No decorrer dos anos, muitos investimentos chegaram à cidade e alavancaram sua economia. O trabalho sério desenvolvido pela administração municipal vem atraindo cada vez mais novas empresas e consolidando a presença das que já escolheram a cidade para iniciar ou expandir suas atividades. Data de fundação: 29-08-1895 Área territorial: 402,873 km² Gentílico: lemense População: 91.756 (IBGE 2010) Prefeito: Ademir Donizete Zanóbia Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) 2013: 0,744 “Parada do Leme” nos anos 30. LEME-SP/BRAZIL CITY´S BOOK | 2015 9

[close]

p. 10

HISTORY “Leme`s Stop” Leme Av. 29 de agosto in 1920. City of Leme had its foundation related to the arrival of the “Companhia de Estradas de Ferro” (Railroad Company) in the region, as result of the coffee expansion in the countryside of São Paulo. The construction of a section of the railroad company, in direction of Ribeirão Preto, which started in February 1876, in Cordeiros (Cordeirópolis nowadays), which went through the cities of Araras and Pirassununga, going up to the margins of Moji-Guaçu River, where today, it is located the city of Porto Ferreira, originated the city. In this route, it was built a small wood station, located in the lands of Manoel Leme. The place of this construction was known as “Leme’s stop”. In it, the trader Manoel Gomes Neto built a small ranch in the lands of his namesake Manoel Leme. Afterwards, a small store opened, to supply the needs of the workers of the Railroad Company who were there and, afterwards, a small village was created in the place. In the year of 1885, the artist and sculptor Luiz Dias dos Santos was one of the persons who had recently arrived in the region, and he met the trader Manoel Gomes, and they became friends. This friendship was very important for the development of the city, because, as a result of it, new constructions appeared, such as the church, the hospital, school, commercial establishment and public squares, among others. 10 LEME-SP/BRAZIL CITY´S BOOK | 2015

[close]

p. 11

Administrative formation With this growth, the former wood station was replaced by a new station, to receive new visitors and the cargoes that arrived there. The development sround the station propitiated the creation of the Police Station of Leme’s Station, on December 26, 1889. The act was formalized by the former governor of the State of São Paulo, Prudente de Morais, but the District still belonged to the city of Pirassununga. Two years after, the Police Station was elevated to the category of Peace District, by means of Decree No. 124, from the then governor of the State, Jorge Tibiriçá, on January 20, 1891. On August 29, 1895, Leme was elevated to the category of city, by State Law No. 358, and it got independent from Pirassununga. Constant Development With solid economy, mainly based on agriculture, with cultivation of sugar cane, cotton, orange and coffee, and on the industrial sector, Leme’s economy is in constant growth. Throughout the years, a lot of investments were made in the city, and they drove its economy. The serious work developed by the city’s administration is attracting more and more new companies, consolidating the presence of the ones that already chosen the city to start or expand their activities. Territorial Area: km² Establishment date: 402.873 8/29/1895 Gentile: lemense Population: 91,756 (IBGE 2010) Mayor: Ademir Donizete Zanóbia Municipal Human Development Index (IDHM) 2013: 0.744 LEME-SP/BRAZIL CITY´S BOOK | 2015 11

[close]

p. 12

Historia La “parada de Leme” Cadena de Leme década 1920. La ciudad de Leme tuvo su fundación vinculada a la llegada de la Compañía de Rutas de Hierro en la región, en consecuencia de la expansión del café en el interior de São Paulo. La construcción de una extensión de la compañía ferrocarril, en dirección a Ribeirão Preto, que tuvo inicio en febrero de 1876, en Cordeiros (hoy Cordeirópolis), que pasaba por las ciudades de Araras y Pirassununga yendo hasta las márgenes del Río Moji-Guaçu, donde hoy está la ciudad de Porto Ferreira, dió inicio la ciudad. En este trayecto fue construida una pequeña estación de madera ubicada en las tierras de Manoel Leme. El lugar de esa construcción quedó conocido como “parada de Leme”. En él, el comerciante Manoel Gomes Neto construyó un pequeño rancho en las tierras de su tocayo Manoel Leme. A partir de entonces, surgió un pequeño comercio, para suplir las necesidades de los trabajadores de la Compañía 12 LEME-SP/BRAZIL CITY´S BOOK | 2015 de Rutas de Hierro, que allá estuvieron y posteriormente surgió un pueblo en la localidad. En el año de 1885, el artista y escultor Luiz Dias dos Santos era uno de los recién llegados a la región y luego conoció el comerciante Manoel Gomes, tornándose amigos. Esa amistad fue muy importante para el desarrollo de la ciudad, pues de la misma surgieron nuevas construcciones. Como la iglesia, hospital, escuela, establecimiento comercial y plazas públicas, entre otras. La formación administrativa Con este crecimiento, la antigua estación de madera dió lugar a una nueva estación, para recibir los nuevos visitantes y las cargas, que allá llegaban. El desarrollo al rededor de la estación proporcionó la creación del Distrito Policial de la Estación de Leme, el 26 de diciembre de 1889. Acto formalizado por el entonces gobernador del Estado de São Paulo Pru-

[close]

p. 13

dente de Morais, pero el Distrito aún era perteneciente al municipio de Pirassununga. Dos años después, el Distrito Policial fue elevado a Distrito de Paz, por el Decreto de nº 124, del gobernador del Estado de la época, Jorge Tibiriçá, el día 20 de enero de 1891. El 29 de agosto de 1895, Leme fue elevada a la categoría de municipio, por la Ley Estatal de nº 358 desmenbrándose de Pirassununga. En el transcurso de los años, muchas inversiones llegaron a la ciudad y apalancaron su economía. El trabajo serio desarrollado por la administración municipal viene atrayendo cada vez más a nuevas empresas y consolidando la presencia de las que ya han eligido la ciudad para iniciar o expandir sus actividades. Desarrollo constante Con una economía sólida, basada principalmente en la agricultura, con el cultivo de la caña de azúcar, algodón, naranja y café y en el sector industrial, la economía lemense viene creciendo cada día. Estação dos Lemes anos 20. Fecha de fundación: 29-08-1895 Área territorial: 402,873 km² Gentilicio: lemense Población: 91.756 (IBGE 2010) Alcalde: Ademir Donizete Zanóbia Índice de Desarrollo Humano Municipal (IDHM) 2013: 0,744 LEME-SP/BRAZIL CITY´S BOOK | 2015 13

[close]

p. 14

Informe Publicitário Mecânica Bonfanti SA Mecânica Bonfanti SA - Matriz Em 2014 completou 110 anos de existência atuando em três áreas de negócio – Cerâmica, Borracha e Fundição . O objetivo principal da Bonfanti é a interação com o cliente de forma a atender suas necessidades, com desenvolvimento de soluções técnicas específicas. Para atender este objetivo a Empresa conta com um corpo de profissionais altamente especializado, tanto na área técnica como na área comercial, formado através dos anos de experiências nesses mercados. Conta também com 2 instalações fabris, perfazendo um total de 90.000 m2 de área total, equipamentos , máquinas e instalações técnicas atuais. modelos grelha e monobloco; agregados a vácuo; cortadores; prensas para telhas e transportadores de argila. Atua na automação de instalações cerâmicas para carga e descarga dos produtos úmidos, secos e queimados. No setor de Borracha atua na sala de preparação, mistura e extrusão da borracha, com máquinas como: misturadores intensivos tangenciais de 2, 4 e 6 asas; com volume de câmara variando de 40 l a 420 l; misturadores intensivos interpenetrantes com volume variando de 46 a 306 lts; extrusora dupla rosca (calandra) para atender misturadores de 150 l a 420 l; misturadores abertos de cilindros (moinho) Prêmio Abimaq 2004 No setor Cerâmico, a Bonfanti fornece com cilindro variando de 300 x 700 a 760 x sala de preparação, mistura e extrusão do produto 2.500 mm; resfriadores de manta e tiras de borracha com cerâmico, alcançando produção de 7 t/h a 70 t/h de capacidade de 400 a 12.000 kg/h; homogeneizadores; extrusão, com equipamentos como: moinhos refinadores com cilindros destorroadores, e destorroadores de 406 x 508 x 610 a 535 x 610 x 1.000 de anéis; dosadores alimentadores; mm; moinhos quebradores; esteiras desintegradores; separadores de alimentação e pesagem com célula de pedras; homogeneizadores; de carga; alimentadores de mantas laminadores refinadores (motorização com capacidade de processar 2 ou 3 simples ou dupla); misturadores mantas juntas; no total de 30 mm de horizontais; marombas a vácuo: espessura de borracha; extrusoras Prêmio Mundo Cerâmico 2014

[close]

p. 15

de borracha com diâmetro de rosca de 60 a 250 mm, guilhotina hidráulica; calandras com configuração de 2, 3 ou 4 cilindros vertical, horizontal, inclinada L invertido, S ou Z; resfriadores de tambores para o resfriamento de mantas e tiras de borracha com diferentes configurações combinando largura x diâmetro x quantidade de cilindros; prensas hidráulicas vulcanizadoras com platôs até 2.500 x 10.000 mm; prensas para artefatos de borracha com dimensões de platôs de 600 x 600 a 760 a 2.500 mm. Atua também em projetos especiais buscando soluções customizadas para seus clientes. Na área da Fundição fornece ferro cinzento, nodular, coquilhado e aço carbono fundido, com uma produção de 300 toneladas de peça limpa/mês. Conta com dois fornos de indução e laboratório próprio para garantir a qualidade do produto fundido. Atende peças de 200 kg té 10 t de moldagem manual e 1 kg até 30 kg de moldagem mecanizada. A Empresa mantém convênios com instituições de desenvolvimento tecnológico e de pesquisa, como IPT e USP, que auxiliam a unidade de negócio da Fundição no aprimoramento do processo de fabricação. No Brasil, as três áreas de negócio da Bonfanti atendem todos os Estados da Federação, com um corpo de vendedores por Estado e também vendedores e gerentes na Matriz. No mercado externo, a Cerâmica atende a América do Sul, México, Angola, Argélia e Congo. O Setor de Borracha atua na Argentina, Áustria, Espanha e Venezuela. E o Setor de Fundidos fornece peças para os Estados Unidos, China, e Itália. Participa de feiras nacionais e estrangeiras, de cada setor, procurando manter contato com o cliente, levando produtos e tecnologia. Fundição Ao longo dos anos a Bonfanti foi agraciada com diversos prêmios. Na área de Cerâmica com o Prêmios João de Barro, que prestigia Personalidades e Empresas que mais se destacaram ao longo do ano no setor da Cerâmica Vermelha. A Bonfanti já conquistou por seis vezes – 2003, 2009, 2011 (dois prêmios) , 2012, e 2014 Também recebeu o Prêmio Mundo Cerâmico, como fornecedor de extrusoras, por 7 vezes – 2008, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013 e 2014. Na área da Borracha a Empresa conquistou o Prêmio Top Rubber, que prestigia Personalidades e Empresas que mais se destacaram ao longo do ano no setor de Borracha e Plástico: 2003, 2004, 2011, 2013 e 2014. Na área Institucional, conquistou o prêmio Abimaq 2004: Tradição Empresarial – segunda empresa da Associação Brasileira de Máquinas a completar 100 anos. Recebeu da Associação Comercial e Industrial de Leme – ACIL no ano de 1997 o título de Sócio Benfeitor, e em 2004 uma Homenagem pelo seu Centenário. Maromba a Vácuo Monobloco MVMB 500 www.bonfanti.com.br

[close]

Comments

no comments yet