100 Anos de Meteorologia no Brasil

 

Embed or link this publication

Description

Clima

Popular Pages


p. 1

Brasília, 2009

[close]

p. 2

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) Oliveira, Fabíola de. INMET: 100 anos de meteorologia no Brasil: 1909-2009 = INMET: 100 years of meteorology in Brazil / Fabíola de Oliveira. -- Brasília, DF: INMET, 2009. 120 p. 1. Meteorologia – história – Brasil. I. Título. 00-000 CDU 551.1:94(81) Copyright © Instituto Nacional de Meteorologia Pesquisa Bibliográfica e Iconográfica Suelena Costa Braga Coelho Maria Terezinha Galhardo de Castro Assistente de Pesquisa Elizabete Kobayashi Versão em Inglês Barclay Robert Clemesha Projeto Gráfico, Editoração e Capa Spiral Comunicação Impressão Offset Gráfica Santa Edwiges Agradecimentos Acknowledgments A produção do conteúdo deste livro contou com a colaboração das seguintes pessoas: The contents of this book include collaboration of: Alaor Dall´Antonia Jr., Antonio Divino Moura, Antonio Ribeiro Pinto Lúcio, Clodomir Padilha Alves da Silva, Comandante Antonio Fernando Garcez Faria, Cristina Helena Barboza, Emilson França de Queiroz, Emma Giada Matschinske, Expedito Ronald Gomes Rebello, Francisco de Assis Diniz, Francisco Manhães, Francisco Quixabá Filho, Ivanor Ribeiro de Oliveira, Jesus Marden dos Santos, Jorge Emílio Rodrigues, José de Arimatea, José de Fátima da Silva, José Mauro de Rezende, Lauro Fortes, Luiz Austin, Luiz Cavalcanti, Márcia Cristina Tomaz de Aquino, Solange Godoy, Valdeci Carvalho de Moraes.

[close]

p. 3

Dedicatória Dedicatory Aos funcionários, meteorologistas, observadores, engenheiros, técnicos e dirigentes do INMET que há 100 anos vêm trabalhando diuturnamente na previsão do tempo no Brasil. Dedicated to INMET´s employees, meteorologists, observers, engineers, technicians and directors who for the past 100 years have been working daily for weather forecast in Brazil.

[close]

p. 4



[close]

p. 5

Sumário Summary 6 8 10 15 Apresentação / Foreword Prefácio / Preface Introdução / Introduction Capítulo 1 / Chapter 1 Dos Primórdios ao Início da Meteorologia Científica From the Earliest Times to Scientific Meteorology 29 Capítulo 2 / Chapter 2 A Implantação do Serviço de Previsão de Tempo The Implementation of the Weather Forecasting Service 43 Capítulo 3 / Chapter 3 A Ampliação da Meteorologia no Território Brasileiro The Expansion of Meteorology in Brazil 59 Capítulo 4 / Chapter4 A Formação de Meteorologistas e a Revolução Eletrônica The Training of Meteorologists and the Electronics Revolution 73 Capítulo 5 / Chapter 5 Um Período de Transição Institucional A Period of Institutional Transition 85 Capítulo 6 / Chapter 6 A Consolidação da Meteorologia e o Reconhecimento Internacional The Consolidation of Meteorology and International Recognition 99 107 113 116 Quadro do Tempo / Chronology Momentos / Moments Glossário / Glossary Bibliografia / Bibliography

[close]

p. 6

Apresentação Foreword Reinhold Stephanes Ministro de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Minister of State for Agriculture, Livestock and Supply O Instituto Nacional de Meteorologia chega ao centenário atingindo inquestionável evolução tecnológica e qualidade de previsão do tempo e do clima. Em 2009, o instituto avançou no sistema de monitoramento da atmosfera, com a implantação de 500 estações automáticas. Essa rede de monitoramento fornece dados, de forma transparente e democrática, em tempo real, de hora em hora, aos usuários que acessam a página eletrônica na Internet. Tal conquista permite que a instituição alerte e articule ações tanto com a Defesa Civil quanto com o Ministério da Agricultura e a Companhia Nacional de Abastecimento, entre outros órgãos. Nas estimativas de safras, por exemplo, as informações do Instituto são fundamentais para minimizar riscos climáticos na agricultura. O sistema de previsão, baseado no Modelo Brasileiro de Alta Resolução, permitiu, ainda, fornecer alerta para enchentes, como as ocorridas em Santa Catarina, em 2009. Convém destacar, também, que as previsões climáticas, feitas mensal e trimestralmente, em conjunto com o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/Inpe), registram alto índice de acerto, bem como as previsões de tempo que são fornecidas com antecedência de três a cinco dias. The National Institute of Meteorology reaches its centenary with the achievement of unquestionable technological evolution and quality in weather and climate forecasting. In 2009 the institute progressed in its system for monitoring the atmosphere with the installation of 500 automatic stations. This monitoring network provides data transparently and democratically, in real time, every hour, to end users who access the internet web page. This conquest allows the institute to release alerts for Civil Defense, the Ministry of Agriculture and the National Supply Company, amongst other organs. In harvest estimates, for example, information from the Institute is fundamental in minimizing the climatic risks to agriculture. The forecasting system, based on the Brazilian High Resolution Model, also makes it possible to provide flood warnings, as in the case of Santa Catarina in 2009. It is also worth emphasizing that the climatic forecasts, made monthly and quarterly, in cooperation with the Center for Weather Forecasting and Climate Studies (CPTEC/Inpe) are achieving high accuracy scores, as well as the weather predictions which are provided for three to five days ahead. On completing 100 years, the Institute has as a challenge the establishment of the Virtual Center for Monitoring, Forecasting and Alerts of Severe Meteorological Events in the South and Southwest, as well as North and North-East, of South America, in partnership with the meteorological services of neighbor countries and with the support of the 6 INMET - 100 Anos de Meteorologia no Brasil - 1909-2009 INMET - 100 Years of Meteorology in Brazil - 1909-2009 Foto: MAPA

[close]

p. 7

Ao completar 100 anos, o Instituto tem como desafio o estabelecimento do Centro Virtual de Monitoramento, Previsão e Alerta de Eventos Meteorológicos Severos nas Regiões Sul e Sudeste, bem como Norte e Nordeste da América do Sul, em parceria com os serviços de meteorologia dos países vizinhos e com o apoio da Organização Meteorológica Mundial, da Agência Estatal de Meteorologia da Espanha e da Meteofrance. A ação coordenada entre os países que estão sob os mesmos fenômenos meteorológicos e climáticos aumenta a qualidade das previsões, permite maior monitoramento dos fenômenos e melhor articulação entre as defesas civis dos países envolvidos. Assim, o Instituto Nacional de Meteorologia completa 100 anos como uma instituição moderna, confiável e respeitada no Brasil e no exterior. Visto como referência de Serviço Nacional de Meteorologia e desempenhando papel relevante junto ao governo, o Instituto contribui de forma significativa para as políticas de desenvolvimento sustentável do País. Esta obra documenta sua história e enche de orgulho os que dela participam e os que deixaram seu legado. World Meteorological Organization, of the Spanish State Meteorological Agency and Meteofrance. The coordinated action of countries which suffer the same meteorological and climate regimes increases the quality of forecasts, allows better monitoring of the phenomena and improved coordination between the civil defense organizations of the countries involved. In this way, the National Institute of Meteorology completes 100 years as a modern institution, reliable and respected in Brazil and abroad. Seen as a reference amongst National Meteorological Services and playing a relevant role in respect to the government, the Institute makes a significant contribution to the policies of sustainable development of the country. This work documents its story and fills with pride those who participate in its activities and those who have left it their legacy. Apresentação Foreword 7

[close]

p. 8

Prefácio Preface Antonio Divino Moura Diretor do INMET Director of INMET Quando o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) foi criado, em 18 de novembro de 1909, as redes de observações da Marinha e do Telégrafo Nacional constituíam a base para as previsões do tempo e os avisos então dirigidos “aos navegantes e aos agricultores”. Havia um longo e fascinante caminho de descobertas e construção do conhecimento a ser percorrido, bem como de incorporação de novas tecnologias que aperfeiçoaram os mecanismos de coleta, processamento, previsão e divulgação dos produtos meteorológicos. Ao longo de seu percurso, a Instituição ampliou sua jurisdição para dez distritos meteorológicos e construiu o maior acervo de dados climatológicos do Brasil. Passou por várias estruturas e denominações, ganhando, perdendo e recuperando autonomia e prestígio. Em todas elas, contou com profissionais de valor, muitos dos quais engrandeceram a meteorologia brasileira, deixando significativa contribuição para futuras gerações e projetando a Instituição no País e no exterior. As informações meteorológicas e climatológicas produzidas e disseminadas pelo INMET são aplicadas em áreas de grande importância econômica e social do País When the National Institute of Meteorology (INMET) was created, on November 18, 1909, the Navy observing network and the National Telegraph formed the basis for the weather forecasts, and warnings were aimed at “sailors and farmers”. There was a long and fascinating path of discovery and knowledge building to be followed, as well as the incorporation of new technologies perfecting the mechanisms of collection, processing, forecasting and dissemination of meteorological products. In due course, the Institution extended its jurisdiction to ten meteorological districts and constructed the most extensive collection of climatological data in Brazil. It suffered various changes in structure and denomination, gaining, loosing and recovering autonomy and prestige. In all its forms it could count on valuable professionals, many of whom lent prestige to Brazilian meteorology, leaving behind a significant contribution to future generations and adding to the fame of the Institution both in Brazil and abroad. The meteorological and climatological information produced and disseminated by INMET is applied in areas of great economic and sociological importance to the Country, areas such as farming, civil defense, ecology, water resour- 8 INMET - 100 Anos de Meteorologia no Brasil - 1909-2009 INMET - 100 Years of Meteorology in Brazil - 1909-2009 Foto: INMET

[close]

p. 9

como agropecuária, defesa civil, ecologia, recursos hídricos, energia, saúde pública, navegação aérea e marítima, indústria, turismo, entre outras. Órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, desde seu nascedouro, e representante permanente do Brasil junto à Organização Meteorológica Mundial, agência especializada das Nações Unidas, o Instituto tem a missão de prover informações meteorológicas confiáveis à sociedade brasileira e de contribuir de forma construtiva para o desenvolvimento sustentável do país. Entre suas conquistas atuais destacam-se a significativa extensão de sua rede com a adição de estações meteorológicas automáticas, a ampliação de seu parque computacional, a adoção de modernas técnicas de previsão do tempo e do clima e a garantia de um elevado nível de satisfação de seus usuários, pela excelência das informações meteorológicas que disponibiliza. Esta obra resgata e documenta a história centenária do INMET. Sinto-me honrado e orgulhoso de ser parte desta história e agradeço a todos os que contribuíram e contribuem para seu sucesso. ces, energy, public health, marine navigation and aviation, industry and tourism, among others. An organ of the Ministry of Agriculture ever since its conception, and permanent representative of Brazil in the World Meteorological Organization, an agency of the United Nations, the Institute’s mission is to provide reliable meteorological information to Brazilian society, and to make a constructive contribution to the sustainable development of the country. Amongst its recent conquests emphasis should be given to the significant growth in its network with the addition of automatic meteorological stations, the improvement in its computational facilities, the adoption of modern techniques of weather and climate forecasting, and the guarantee of a high degree of satisfaction in its clients, as a result of the excellence of the meteorological information that it provides. This book recalls the 100-year history of INMET. I am honored and proud to be part of this history and to offer my thanks to all those who have contributed to its success, both past and present. Prefácio Preface 9

[close]

p. 10

Introdução Introduction O Instituto Nacional de Meteorologia – INMET nasceu como um setor do Observatório Nacional do Rio de Janeiro, a Diretoria de Meteorologia e Astronomia, e passou por inúmeras transformações ao longo deste centenário. Em momentos, sobreviveu graças ao empenho e à dedicação de homens, cientistas, pesquisadores e técnicos, que dedicaram boa parte de suas vidas à estruturação e ao fortalecimento do INMET. Mais da metade da história da instituição passa-se no Rio de Janeiro, primeiro na sede do ON, e nas décadas seguintes no antigo edifício da Caça e Pesca, do Ministério da Agricultura. Em meados da década de 1960, o então Serviço de Meteorologia é transferido para Brasília, onde os planejadores da nova Capital Federal já haviam reservado uma grande área para as novas instalações da Meteorologia. Desde o início da institucionalização da área no País, marcada pelo ano de 1909, cientistas e estudiosos brasileiros começaram a participar dos eventos internacionais da área e a intercambiar informações com seus pares, sobretudo os que já se reuniam na Organização Meteorológica Mundial (OMM). Criada em 1873 com a finalidade de unificar os sistemas mundiais de serviços e pesquisas meteorológicas, a OMM constituía-se em ambiente propício para que alguns brasileiros já percebessem a necessidade de integrar o Serviço Meteoro- The National Institute of Meteorology – INMET started life as a sector of the Rio de Janeiro National Observatory, the Meteorological and Astronomical Administration, and during the past 100 years has undergone innumerable transformations. At certain points it survived thanks to the effort and dedication of men, scientists, researchers and technicians, who dedicated a goodly part of their lives to building and strengthening INMET. More than half the history of the institution passed in Rio de Janeiro, first at the headquarters of the National Observatory, and in subsequent decades in the old Hunting and Fisheries building of the Ministry of Agriculture. In the mid-1960s the Meteorological Service, as it was at that time, was transferred to Brasília, where those planning the new Federal Capital had already reserved a large area for the new Meteorology installations. Since the beginning of the institutionalization of the area in the Country, marked by the year 1909, Brazilian scientists started to participate in international events in the area, and to exchange information with their colleagues, above all, those associated with the World Meteorological Organization (WMO). Created in 1873, with the purpose of unifying the World’s meteorological services and research, the WMO constituted a propitious environment for some Brazilians to already perceive the need to integrate the Meteorological Service in Brazil, above all in view of its great 10 INMET - 100 Anos de Meteorologia no Brasil - 1909-2009 INMET - 100 Years of Meteorology in Brazil - 1909-2009

[close]

p. 11

lógico no Brasil, sobretudo devido à grande extensão do território e à dificuldade de acesso em regiões sem densidade populacional. Esta luta, que tem como mote a integração e unificação dos serviços de meteorologia no País, transparece como um fato marcante em grande parte da história do INMET. Os serviços meteorológicos de todo o mundo estão hoje integrados por meio do programa denominado Vigilância Meteorológica Mundial (World Weather Watch), criado pela OMM em 1963 com o objetivo de coletar, processar e disseminar as informações meteorológicas de todo o mundo. As informações vêm diariamente de satélites meteorológicos, milhares de estações de superfície, estações de ar superior, estações em bóias fixas e bóias à deriva nos mares, e observações realizadas por navios e aeronaves. Todos esses instrumentos compõem uma rede única, atualmente integrada por três Centros Meteorológicos Mundiais, Centros Meteorológicos Regionais Especializados e os Serviços Meteorológicos Nacionais. Desde meados da década de 1970, o Brasil, é um dos Centros Meteorológicos Regionais, responsável pela transmissão de dados coletados na América do Sul, para o Centro Meteorológico Mundial de Washington. Hoje o INMET contabiliza algumas grandes realizações sonhadas por seus idealizadores, como a rede de estações meteorológicas espalhadas por todo o País, a territorial extend and the difficulty of access to regions of low population density. This effort which has as its theme the integration and unification of the meteorological services in the Country, appears as a “trademark” in the greater part of the history of INMET. Today, the world’s meteorological services are integrated through a program called the World Weather Watch, created by the WMO in 1963 with the objective of collecting, processing and disseminating meteorological information from the whole World. The information comes daily from meteorological satellites, thousands of surface stations, upper air soundings fixed and drifting buoys, and observations carried out by ships and aircraft. All these instruments constitute a unique network, integrated via three World Meteorological Centers, Specialized Regional Meteorological Centers and National Meteorological Services. Since the mid seventies, Brazil has been one of the Regional Meteorological Centers, responsible for the transmission of data collected in South America to the World Meteorological Center in Washington. Today, INMET can pride itself on a number of great achievements only dreamed about by the Institute’s creators, such as the network of meteorological stations spread throughout the Country, the integration with international services, and the use of leading edge technologies, such as numerical weather and climate forecasting. Few Brazilian Série “Rios Brasileiros”: Rio Paranaíba (MG/GO/MS) e São Benedito. No destaque, o selo do Rio Paranaíba. Homenagem da ECT aos 100 anos do INMET. “Brazilian Rivers” series: Paranaíba River (MG/GO/MS) and São Benedito. Highlighted, the Paranaíba River. Homage by the ECT for the 100 years of INMET. Selo “Rio São Benedito (PA)” - imagem na página 10. Fotos: ECT “São Benedito River (PA)” stamp - image on page 10. Introdução Introduction 11

[close]

p. 12

integração com os serviços internacionais, e o uso de tecnologias de ponta, como as que se aplicam à modelagem numérica do tempo e à climatologia. Poucas instituições governamentais brasileiras, sobretudo as dedicadas a estudos teóricos e aplicados, já atingiram a marca dos 100 anos. É, portanto, inegável a relevância de relatar esta história, que reflete momentos significativos da história brasileira no último século. Este livro foi produzido com a colaboração de diversas pessoas, que contribuíram com depoimentos pessoais, documentos, e fotografias históricas. A reconstrução das primeiras cinco décadas da história do INMET foi possível, sobretudo, graças ao trabalho dedicado do engenheiro, meteorologista e escritor Joaquim de Sampaio Ferraz, que além de escrever livros sobre a história da meteorologia no Brasil e no mundo, teve o cuidado de reunir documentos e recortes de jornal ao longo dos anos em que trabalhou no serviço meteorológico. Autores que o sucederam também foram consultados, mas é bom ressaltar que o trabalho de Sampaio Ferraz sempre é citado por esses autores. Buscamos também contextualizar a história do INMET com os momentos políticos vividos pelo Brasil ao longo desse período de 100 anos, que direta ou indiretamente sempre afetaram a Instituição. A partir da década de 1960, além da maior facilidade de acesso a documentos, government institutions, above all those dedicated to both theoretical and applied studies, can claim a 100-year history. The relevance of relating this story is irrefutable, reflecting as it does significant moments in the history of Brazil during the past 100 years. This book was produced with the collaboration of many people, who contributed with personal statements, documents and historic photographs. The reconstruction of the first 5 decades of the story of INMET was possible thanks, above all, to the dedicated work of the engineer, meteorologist and writer, Joaquim de Sampaio Ferraz, who, in addition to writing books about the history of meteorology in Brazil and the World, took care to collect documents and newspaper cuttings throughout the years during which he worked in the meteorological service. Authors who followed him were also consulted, but it should be emphasized that the work of Sampaio Ferraz is invariably cited by these later writers. We have also attempted to place the story of INMET in the context of the political events experienced by Brazil along this 100-year period, which directly or indirectly have always affected the Institution. As from the decade of the 1960s, apart from easier access to documents, it was also possible to work with statements from people who worked, or continue to work in INMET. On finishing this book, it is almost impossible not to reflect on the meticulous and continuous work carried 12 INMET - 100 Anos de Meteorologia no Brasil - 1909-2009 INMET - 100 Years of Meteorology in Brazil - 1909-2009

[close]

p. 13

também trabalhamos com depoimentos de pessoas que trabalharam ou ainda estão ativas no INMET. Ao completar esta obra, é quase impossível não refletir sobre o trabalho meticuloso e contínuo que meteorologistas de todo o País realizam diariamente, há 100 anos, e sobre a presença do resultado diário desse trabalho na vida de todos nós. Acordamos olhando para fora da janela, e muito do que vamos fazer durante o dia, está relacionado com o que sabemos sobre os humores do tempo. Assim, sem receio de exagero, podemos dizer que eles, os meteorologistas, nos ajudam a planejar nossas vidas. O bom é saber que do outro lado dessa ligação, há pessoas apaixonadas trabalhando na previsão do tempo. Buscamos nas palavras do meteorologista Luiz Cavalcanti, chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo (CAPRE) do INMET, resumir o sentimento diário dos meteorologistas que atuam diretamente na previsão do tempo: “Em nosso trabalho não há monotonia. Todo dia é como se fosse um novo desafio, pois a atmosfera não adormece, é muito dinâmica. Gosto de pensar que nós, previsores do tempo, todos os dias encontramos todos os dias pela frente.” out by meteorologists from the entire Country for the past 100 years, and the presence of the results of this work in our daily lives. We awake looking out of the window, and much of what we are to do during the day is related to what we know about the weather. Thus, without fear of exaggeration, we can say that they, the meteorologists, help us plan our daily lives. It is good to know that on the other side of this link there are people passionate about their work in weather forecasting. We can summarize the daily sentiment of the meteorologists who participate directly in weather forecasting in the words of the meteorologist, Luiz Cavalcanti, head of the INMET’s Weather Analysis and Forecasting Center (CAPRE): “There is no monotony in our work. Every day is like a new challenge, for the atmosphere is dynamic, it does not sleep. I like to think that every day we, weather forecasters, encounter all the days ahead.” Introdução Introduction 13

[close]

p. 14



[close]

p. 15

Capítulo 1 Chapter 1 Dos Primórdios ao Início da Meteorologia Científica From the Earliest Times to Scientific Meteorology

[close]

Comments

no comments yet