Projeto Gente Legal - Relatório Anual - 2012

 

Embed or link this publication

Description

Atividades, depoimentos, números de 2012.

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2



[close]

p. 3

2012

[close]

p. 4



[close]

p. 5



[close]

p. 6

2012/4ª Etapa O Grupo Ato percebeu em 2009 que fazendo um pouquinho mais se tornava Gente mais Legal. E abriu a toda “Gente” a possibilidade de atuar artisticamente, socialmente, e se tornar Gente mais Legal! Um projeto de responsabilidade social que leva a arte para além do palco. Com imensa alegria que afirmamos, neste final de 2012, que o projeto alcançou todos os objetivos propostos em sua quarta etapa. Realizamos encontros com educadores durante todo o ano. Alguns com o objetivo de ampliar , reforçar e provocar. Os chamados “Afagos a Terra”, onde buscamos, através de workhops, proporcionar maior entendimento de nós e do processo. Henrique Cirino nos trouxe a cultura nordestina através da música e instrumentos musicais. Élio Andreotti nos provocou com o tema “a Normose”. O português José Pacheco, pedagogo e fundador da exemplar Escola da Ponte, nos trouxe o olhar de fora, a avaliação externa e reforçou a motivação interna em cada um de nós, tão necessária para transformar o outro. Em outros 19 encontros os educadores se perceberam “atores”, personagens, protagonistas, criadores de suas próprias histórias, através da rotina do processo teatral. A cada encontro um tema, um entendimento da linguagem “Teatro”. Introdução 4 RELATÓRIO ANUAL 2012

[close]

p. 7

Dentro de uma pauta pré-estabelecida pelo Grupo Ato deixamos sempre espaços para a pausa, a inspiração. O contato com o texto, a percepção das ideias que mais os impactava, a busca de estímulos para ampliar estas ideias junto às crianças. A aproximação da metodologia de Viola Spolin, técnicas para o ator e não ator, possível a todos. Intercâmbio! Em uma caminhada consciente encontraram coragem, motivação para um fazer livre comprometido. Infinitamente mais humano. Gente Legal! Não paramos por aí, toda esta vivência se estendeu aos “nossos” pequenos, que neste ano estavam mais próximos. Protagonizaram a ação! Ensaios, oficinas de adereços, visitas orientadoras! Muito trabalho! Finalmente, dia 14 de outubro, toda esta vivência, experiência, vida, foi compartilhada com a comunidade bauruense através da apresentação no Anfiteatro Vitória Régia. O movimento no olhar de cada criança participante trazia a alegria do artístico. Não estavam representando, estavam vivendo um momento eterno! Os relatos dos educadores atestam, certificam o sucesso da ação do projeto de 2012. Transformar é possível! Bauru, 20 de dezembro de 2012. Elisabete Benetti Coordenadora Geral RELATÓRIO ANUAL 2012 5

[close]

p. 8



[close]

p. 9



[close]

p. 10

Resumo Quantitativo 2012/4ª Etapa Instituições participantes Educadores envolvidos Crianças e adolescentes atendidos Encontros de capacitação e vivência teatral com educadores Encontros preparativos de espetáculo coletivo Apresentação do espetáculo coletivo no Vitória Régia Apresentações da peça “A Lenda do Vale da Lua” na OAB Bauru Apresentações da peça “A Lenda do Vale da Lua” no Bauru Shopping Apresentações da peça “A Lenda do Vale da Lua” no SESC Bauru Público do espetáculo no Bauru Shopping Público do espetáculo no SESC Bauru Público da temporada na OAB Bauru TOTAL DE PÚBLICO MOBILIZADO PELO PROJETO DIVULGAÇÃO Anúncios no jornal Panfletos distribuídos Cartazes afixados Anúncios de rádio Banner afixado em área externa [com visibilidade na Av. Nações Unidas] 8 RELATÓRIO ANUAL 2012

[close]

p. 11

08 55 Mais de 1.000 18 09 01 16 01 01 estimativa de 200 pessoas RELATÓRIO ANUAL 2012 9

[close]

p. 12

Depoimentos 2012/4ª Etapa Os textos a seguir, foram extraídos dos relatórios de avaliação elaborados pelas instituições que participaram da montagem coletiva do espetáculo “A Lenda do Vale da Lua”, no dia 14 de outubro, no Anfiteatro Vitória Régia. 10 RELATÓRIO ANUAL 2012

[close]

p. 13

EMEI Profª. Rosangela Vieira Martins de Carvalho Ao início do ano le vo, nos primeiros contatos com a proposta do Grupo Ato, pudemos perceber a extensão e o salto do trabalho, comparado aos anos anteriores de par cipação no Projeto Gente Legal. A proposta de 2012 ultrapassa os “muros” da Escola, trazendo um comprome mento, responsabilidades maiores com todos os envolvidos, mas as oportunidades de apropriação de novos conhecimentos e as experiências posi vas anteriores (Canção de Assis, Alice, Era mais uma vez outra vez) nos ins gou de certa forma a aceitar as novas proposituras ar s cas como desafio. Sabemos que com a linguagem da ARTE os aprendizes (professor-aluno) apropriam-se lendo/produzindo o modo de pensamento da própria ARTE. A linguagem cênica é um es mulo poderoso em todos os aspectos de aprendizagem, pois é ação, é luz, é som e também PALAVRA. (...) RELATÓRIO ANUAL 2012 11

[close]

p. 14

EMEI Profª. Rosangela Vieira Martins de Carvalho 2012/4ª Etapa Depoimentos 12 O contato com o texto de João das Neves foi um processo lento, permeado de resistências e dificuldades, devido a “nossa” lacuna cultural como Educadores. Conhecer a diversidade cultural (nossa e das crianças) é uma condição importante para pensar o trabalho educa vo de qualquer ins tuição. Precisamos interpretar a realidade das crianças com esquemas próprios, sob o paradigma da diversidade e não do senso comum e da superficialidade.(...) Nos horários reservado ao encontro do grupo, líamos bem a história até compreendê-la, estudamos os personagens, mas não vislumbramos qualquer po de par cipação no palco. Como colocar as crianças no Vale da Lua? (...) E foi então no ensaio no Projeto Caná, entendemos a dimensão da responsabilidade, com a marcação do tempo, das falas, das músicas, dos lugares, de tudo! (...) Nos dias mais cruciais (12, 13 e 14 de outubro) houve uma mudança no clima. Graças a Deus que não choveu! Mais um fato de preocupação. Nossa Emanuelly ficou doente. Roupas por baixo, roupas por cima, descalços ou calçados, tantos detalhes... Tudo isso foi esquecido assim que ouvimos os primeiros lá, lá, lá... Entramos no Vale da Lua e foi simplesmente sublime e emocionante! Nesse cenário cabe uma reflexão par cular da Escola, que envolve a formação em serviço – a necessidade básica de compreender a Escola nos seus movimentos internos – suas dificuldades peda RELATÓRIO ANUAL 2012

[close]

p. 15

gógicas e administra vas, o olhar diferencial da Escola real para a Escola ideal, muito nos serviu esse desvelamento, pois transformar as pessoas em parceiros não é fácil. Mesmo não havendo um envolvimento total do grupo em relação a apresentação no palco, houve a incorporação prá ca para a mudança de a tudes em relação ao Projeto. A aproximação do grupo de atores com as Educadoras na oficina de construção dos adereços foi um aspecto bastante posi vo. O grande ponto de interrogação que este trabalho nos deixou é: - O cole vo de educadores tem clareza sobre o que veio à Escola? - Qual o nosso modo de fazer as coisas? O Vale da Lua foi um “divisor de águas”, vamos ter que construir uma nova iden dade para a EMEI Profª. Rosangela Vieira Mar ns de Carvalho. Nos aguarde 2013! O Grupo Ato como um todo é fantás co! Atores, diretor, colaboradores diretos e indiretos merecem todos os aplausos do mundo. Muito obrigada por tudo! De coração, Joana Lúcia RELATÓRIO ANUAL 2012 13

[close]

Comments

no comments yet