Jornal da Fé Agosto 2015

 

Embed or link this publication

Description

Jornal da Fé Agosto 2015

Popular Pages


p. 1

Jornal Show da Fé A salvação para quem se arrepende PÁGINA 22 ANO 2 - Nº 19 - AGOSTO DE 2015 SHOWda FÉ O JORNAL DAAC PALAVRA DE DEUS MARCOS Palavras de fé do Missionário PÁGINA 24 C “Mamãe, já consigo abrir e fechar a mão” MARCOS AC omo sequela de um problema que teve logo após o nascimento, Jéssica, de 5 anos, não conseguia abrir e fechar a mão, o que a impedia de pegar os brinquedos normalmente e se alimentar sozinha. Após a oração da fé em uma das reuniões do Missionário R. R. Soares, a mãe da menina, Eliane Albanista Taveira, constatou o milagre: “Mamãe, já consigo abrir e fechar a mão”, exclamou a pequena, movimentando os dedos. Página B7 MARCOS AC MARCOS AC Choro de alegria A perda da audição e a constante dor, consequências da otite que afetava Renata Gonçalves desde a infância, ficaram para trás. Ao constatar que estava ouvindo perfeitamente, ela se emocionou. Página B7 SHUTTERSTOCK Ele mata mais de 6 milhoes de pessoas por ano no mundo Levanta-te e anda Levanta-te, e toma o teu leito, e vai para tua casa. Essa ordem de Jesus, que se encontra em Marcos, capítulo 2, versículo 11, foi seguida à risca por Lawoisier Ferreira, que chegou a um dos cultos especiais preso a uma cadeira de rodas. Assim como o paralítico de Cafarnaum, ele usou a fé, determinou e foi curado de um problema grave nos joelhos. Em 20 anos, o número de mortes causadas pelo cigarro pode chegar a 10 milhões. Estudos recentes revelam que esse vício pode causar mais sete tipos de doenças, dentre elas, câncer de mama e de próstata, além de outros 16 males já comprovados, como acidente vascular cerebral e problemas de coração. Páginas 20 e 21 Página B1 Jesus é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o Seu poder que em nós opera (cf. Efésios 3.20).

[close]

p. 2

2 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 19 - USA - Agosto de 2015 Expediente Jornal Show da Fé Editorial Palavras de fé do Missionário PÁGINA 24 A salvação para quem se arrepende PÁGINA 22 ANO 2 - Nº 18 - JULHO DE 2015 SHOWda FÉ O JORNAL DAAC PALAVRA DE DEUS MARCOS MARCOS AC A fé que cura Com problema no olho direito causado pela diabetes, Natália Kirka recebeu o prognóstico de que não conseguiria mais enxergar nitidamente. No entanto, ela preferiu confiar em Deus e foi curada. “O Senhor precisa reinar em você. Dessa forma, as enfermidades serão curadas, os problemas, desfeitos, e você começará a ter uma vida abundante”, orienta R. R. Soares. Página B7 MARCOS AC Deus quer operar em sua vida Missionário R. R. Soares A fé em Jesus é diferente de tudo o que qualquer religião ou igreja pregue. É a revelação do que Deus pode e almeja fazer em sua vida e, ao mesmo tempo, a certeza das coisas que você esperava tanto e, depois de ter ouvido a pregação do Evangelho, inundou o seu coração. As bênçãos contadas pelas pessoas aqui, no Jornal Show da Fé, ocorreram porque elas deram ouvidos ao que o Senhor desejava realizar na vida delas e, por acreditarem nisso, entenderam que maravilhas também poderiam acontecer com elas. Assim, aceitaram o convite de Cristo e foram agraciadas. Venha você também tomar posse do que lhe pertence no Filho de Deus, assumir o seu lugar nas promessas dEle e ser abençoado. De uma coisa esteja certo: Deus quer operar em sua vida e fazê-lo muito feliz. Uma bênção espera por você!  Jovem surda já não precisa mais de aparelho auditivo P or 17 anos, Jaine Kelly Ribeiro viveu no silêncio, que só era quebrado quando ela estava com o aparelho auditivo. Porém, em uma reuMARCOS COUTO O amor que vence as drogas As drogas destroem tanto a vida dos dependentes químicos quanto a de quem convive com eles. Codependente do vício, o familiar do usuário pode ter um sofrimento bastante intenso, a ponto de não ter forças para ajudar o ente querido a sair desse submundo. Veja, nesta edição, relatos de famílias que sofreram, mas lutaram e conseguiram vencer. Páginas 20 e 21 nião especial com R. R. Soares, a avó da moça, Iraci, pôs a fé em ação, e a neta passou a ouvir normalmente. “Por mais séria que seja a situação e mesmo que o médico diga que não tem jeito, Deus tem prazer em dar uma solução e curar você!”, ensina o Missionário R. R. Soares. Página B9 MARCOS COUTO MARCOS COUTO Adeus, bengalas! Dorival Firmino, Raimundo José e Maria do Carmo Nascimento não se conhecem, mas tem três coisas em comum: só andavam apoiados em bengalas, descobriram o poder da fé e foram curados. Páginas B1, B2 e B4 Desgarrei-me como a ovelha perdida; busca o teu servo, pois não me esqueci dos teus mandamentos (Salmo 119.176). Diretor executivo R. R. Soares Conselheiro editorial Eber Cocareli Editora Elaine Monteiro R epórteres Amanda Pieranti Claudia Santos Mônica Ferreira R epórteres colaboradores Isabel Querino e Marcos Couto Ele faz coisas tão grandiosas, que se não podem esquadrinhar (Jó 5.9a). MARCELO NEJM “Disseram que eu não andaria mais” Amanda Pieranti amanda.jornalshowdafe@gmail.com Fotografia Marcos AC Luiz Fernando Marcelo Nejm R evisão Célia Cândido (Direção), Joseane Cabral (Supervisão), Magdalena Soares (Prova), Jorge Guimarães e Marcella Peçanha (Originais) Direção de arte Kleber Ribeiro Diagramação e A rte-final Bruno Moraes, Leandro Alves, Rodrigo Magno e Tatyanne Rangel Site www.ongrace.com/ jornalshowdafe N o final de 2013, Marinara Venancio Lino começou a passar muito mal. “Vivia cansada e me sentia mole. Além disso, vomitava e tinha fortes dores de cabeça, e não havia remédio que me trouxesse alívio”. O estado se complicou a ponto de ela não conseguir ficar em pé. “Não tinha forças nem para abrir os olhos. Os médicos, então, constataram que eu sofria de anemia hemolítica, e era preciso fazer transfusão de sangue”. Também denominada anemia aplástica, a enfermidade é causada pela redução dos glóbulos vermelhos que transitam pela corrente sanguínea. Esse rompimento dos glóbulos pode levar o indivíduo à morte. Marinara ficou 15 dias internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI), e o que a família ouviu não foi nada animador. “Disseram que eu não andaria mais”. No entanto, a jovem não duvidava de que sairia bem dessa situação. “Eu não estava firme com Jesus, porém sentia que aquilo tudo era passageiro”. Embora não soubesse, já havia fé no coração de Marinara. Com essa determinação, ela foi se recuperando até ter alta. “Pelo que eu tive, o médico falou que melhorei muito rápido. Tudo para a glória de Deus”, admite ela, que não teve dúvidas: entregou sua vida ao Altíssimo. Hoje, ela congrega na Igreja Internacional da Graça de Deus. MARCOS AC E-mail jornalshowdafe@ongrace.com R edação Estrada dos Bandeirantes, 1.000 - Taquara - Rio de Janeiro RJ CEP 22.710-113 Telefone: (0xx21) 3077-5168 É expressamente proibida a reprodução total ou parcial de matérias, entrevistas, artigos, fotos e ilustrações sem prévia autorização dos titulares dos direitos autorais. O Jornal Show da Fé é uma publicação da Graça Artes Gráficas e Editora LTDA. Tomava morfina Depois de passar por uma intervenção cirúrgica aos cinco anos de idade para corrigir o ureter, Alessandra Mariane Vieira, que nasceu com infecção urinária, viu o problema se agravar devido ao aparecimento de um cálculo renal. Com o passar do tempo, as dores se intensificaram, e novos exames constataram que os seus rins estavam se calcificando. “Não tinha como ser submetida a mais uma cirurgia e, segundo os médicos, não havia mais tratamento para o meu caso. Meu organismo estava produzindo cálcio em excesso, e seria fazer um transplante ou esperar a morte”. Entretanto, o esposo de Alessandra ouviu no programa Show da Fé o Pr. Rodrigo Santos falar que Jesus cura. Aquela mensagem reacendeu a esperança para o caso de Alessandra. “Tomava morfina para combater as dores. Porém, mesmo debilitada, fui ao culto, e decidimos nos tornar patrocinadores da minha saúde. Desde então, fui me sentindo melhor a cada dia, até que a enfermidade desapareceu”. Mesmo debilitada, fui ao culto os profissionais alertaram que, se o quadro continuasse a evoluir, a solução

[close]

p. 3

SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 19 - USA - Agosto de 2015 3 Milagres pela TV O Show da Fé, programa de TV que alcança diariamente milhões de brasileiros, está levando os sofredores a receberem as mais fantásticas bênçãos em suas casas. “Eu cri que receberia a cura” A o fazer exames de rotina, Maria do Carmo de Oliveira descobriu que estava com um nódulo em um dos seios. Por ter uma filha portadora de necessidades especiais, ela se desesperou. “Comecei a pensar o que seria da minha menina se eu morresse”. Angustiada, ela não comunicou o fato a ninguém, mas passou a assistir ao programa de televisão com o Pr. Jayme de Amorim, líder estadual da Igreja Internacional da Graça de Deus em São Paulo. “Em uma noite, ele deu uma palavra direcionada MARCELO NEJM às pessoas que estavam passando pelo mesmo problema que eu. No término da mensagem, o pastor pediu que orássemos em frente à TV, impondo a mão sobre o que nos afligia. E assim fiz. Mesmo não sendo evangélica, eu cri que receberia a cura”. Pouco tempo depois, Maria refez os exames e, novamente, foi surpreendida. Porém, dessa vez, ela teve uma notícia boa: estava curada. “Fiquei maravilhada e procurei a Igreja da Graça. Lá, aceitei Jesus Cristo, e, há nove anos, testemunho que Ele cura”. Andava escorada nos filhos Após levar um tombo, há dois anos, Ivanir Alves deslocou o joelho e passou a sofrer de dores na perna esquerda. “Precisava colocar platina, inclusive a cirurgia já estava marcada”, destaca. Para andar, ela sempre se escorava nos filhos. “A perna inchava constantemente, e eu não podia fazer quase nada”. Porém, ao assistir ao Show da Fé pela televisão, Ivanir determinou sua cura. “Orei com o Missionário e fiquei livre daquele mal. Agora, não tenho mais nada”. Atualmente, Ivanir congrega na Igreja Internacional da Graça de Deus. RC MA OS AC Deus de poder “Um dia, liguei a televisão e estava passando o Show da Fé. Naquele momento, resolvi patrocinar a minha saúde, que era muito frágil. Já tinha sofrido um derrame e tido uma úlcera no tornozelo direito, enfermidade que me deixou por quase seis anos impossibilitada de levar uma rotina normal”. Esse relato é de Elenice Xavier de Paula Coutinho, que comprova: por meio da fé, é possível alcançar milagres. “Os médicos haviam feito tudo o que era possível, mas eu não obtinha resultado algum”, diz ela, que incluiu a oração diária feita na programação em sua rotina. “Hoje, estou aqui para testemunhar que, realmente, o nosso Deus é poderoso. Ele me sarou e, agora, sou uma pessoa livre de qualquer enfermidade”.

[close]

p. 4

4 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 19 - USA - Agosto de 2015 Superou rejeição e alcançou a felicidade Rejeitada desde o nascimento, Damiana Lopes de Araújo cresceu ouvindo o pai dizer que ela não era sua filha. Na fase adulta, por não se sentir amada pela família e estar cansada de tanto sofrimento, ela perdeu a vontade de viver. Pensamentos de suicídio tomavam sua mente. Em busca de carinho e afeto, Damiana se casou, mas foi infeliz no casamento. O verdadeiro amor ela só conheceu quando foi apresentada a Jesus e teve a oportunidade de ter a vida transformada, além de ser curada de enfermidades. O nascimento de Damiana não traz alegria ao casal, e o pai da menina diz que ela não é sua filha. Na adolescência, faz o possível para agradar à mãe, mas, apesar disso, só recebe desprezo. A mágoa lhe causa bastante sofrimento, e Damiana começa a pensar em suicídio. Na esperança de suprir a falta de carinho, a jovem se casa, porém só encontra infelicidade e desamor mais uma vez. Desesperada, Damiana conversa com Jesus, mesmo sem conhecer o Seu poder, e pede solução para sua vida tão triste. Deus coloca uma vizinha em seu caminho, a qual a evangeliza e se torna sua confidente. Levada por essa amiga, ela visita uma igreja evangélica, onde chora muito e tem sua primeira experiência com Cristo. Damiana entrega a vida a Jesus e alcança milagres também na saúde. Assim, é curada de lúpus e fibromialgia. Na Igreja da Graça, ela é totalmente liberta e aprende a determinar a bênção. PROTAGONISTAS: PARTICIPAÇÕES: ROTEIRO E PRODUÇÃO: FOTOS: ARTE: EDITORA: Sem feridas na alma, Damiana, hoje, sabe o que é felicidade.

[close]

p. 5

MILAGRES TU, SENHOR, NUNCA DESAMPARASTE OS QUE TE BUSCAM (Salmo 9.10b). Editorial SHOWda FÉ AGOSTO DE 2015 B1 Missionário R. R. Soares O tempo de paz chegou Há mais de dois mil anos, nascia Jesus em uma manjedoura. O mundo estava sendo preparado pelo Senhor para uma obra que mudaria a vida de toda a humanidade. Os anjos subiam e desciam dos Céus, proclamando que o tempo de paz com Deus estava chegando. Quando Cristo iniciou Seu ministério, aos 30 anos, começou a dar exemplos dessa paz. Ao curar os enfermos e libertar os oprimidos, Ele mostrou às pessoas que paz era ausência de sofrimento. Então, os homens O mataram, e Ele foi sepultado. Porém, ao terceiro dia, o túmulo não pôde mais segurá-Lo, e Jesus ressuscitou. Antes de voltar para os Céus, Ele reuniu os Seus discípulos e ordenou que fossem por todo o mundo e fizessem as mesmas obras realizadas por Ele. Estamos orando pelos enfermos e problemáticos. Venha receber nossa ajuda! A fé que vence obstáculos e dá vitória L evanta-te, e toma o teu leito, e vai para tua casa (Marcos 2.11). Após essa ordem de Jesus, o paralítico que foi levado a Ele em um leito passou a andar. No entanto, para o milagre acontecer, aquele homem e os outros que o levaram não deixaram que as dificuldades os impedissem de chegar até o Mestre. Enquanto o Senhor ensinava em uma casa de Cafarnaum, eles tentaram entrar pela porta, mas não conseguiram por causa da grande multidão. Porém, determinados a saírem dali vitoriosos, aqueles homens subiram no telhado, removeram parte da cobertura, amarraram o leito com o paralítico e o desceram até Jesus, que, vendo sua fé, disse: Filho, perdoados estão os teus pecados (v. 5). Entretanto, Jesus foi criticado pelos escribas, que não acreditavam na divindade dEle, pois, segundo esses religiosos, o perdão de pecados só caberia a Deus. Então, Cristo mostrou aos incrédulos que tinha poder para perdoar pecados e curar qualquer enfermidade, porque era um com o Pai, e mandou também que o paralítico se levantasse e andasse. Ao ouvir tais palavras, aquele homem ficou de pé, colocou sua maca nas costas e saiu pela porta da frente (Marcos 2.12). Para o Missionário R. R. Soares, o episódio deixa claro como o Senhor é poderoso e perfeito para os que O buscam com determinação e fé. “Não podemos esperar menos do que o melhor de Deus. Quem ama a Sua Lei recebe mais do que espera ou sonha. Ele resolve qualquer situação”, disse o pregador em um dos cultos que fez pelo Brasil. Na ocasião, o Missionário ressaltou também a importância de a pessoa ser perdoada pelo Senhor. “Na hora em que o indivíduo reconhece que o caminho dele não tem sido bom e pede perdão, é perdoado completamente, e o diabo é proibido de agir naquela vida. Acerte-se com o Criador e seja uma bênção”. MARCOS AC Empurrou a cadeira de rodas que o aprisionava Ao participar da reunião do Missionário, Lawoisier Ferreira Soares escolheu ser uma bênção. Para chegar ao culto, ele enfrentou muitos obstáculos, e sua situação não era nada boa, devido a um problema no joelho. “Passei a sentir muita dor. Procurei um médico, e ele me receitou antibióticos”. O medicamento não surtiu o efeito esperado, e o joelho, que se deslocava constantemente, doía cada vez mais. “Tive de parar de trabalhar”, diz ele, que é taxista. Dias depois, Lawoisier descobriu que estava com um edema no osso e precisava ser submetido a uma cirurgia, pois, a cada dia, tinha mais dificuldade para caminhar. “Porém, o médico não garantia que eu voltaria a andar normalmente”. Seu sonho de ter os movimentos restaurados pareceu ainda mais distante quando teve de usar uma cadeira de rodas para se locomover. Lawoisier chegou ao encontro de fé com R. R. Soares determinando que sairia do local curado e empurrando a cadeira de rodas que o aprisionava. E assim aconteceu. O Se- nhor abençoou o taxista, que se levantou e andou sem auxílio durante a oração. “Jesus me curou”, afirmou, emocionado, enquanto empurrava a cadeira pelo altar da Igreja. Uma semana após o milagre, Lawoisier afirma estar andando perfeitamente, além de descer e subir escadas. “Não dependo mais de ajuda nem precisei fazer cirurgia”.

[close]

p. 6

B2 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 19 - USA - Agosto de 2015 MARCOS AC Usou a fé para acabar com as dores que a atormentaram por mais de duas décadas Marcos Couto marcosstefano@gmail.com H á 25 anos, enquanto Jandira de Souza do Nascimento se dirigia ao trabalho, o motorista do ônibus em que ela estava perdeu o controle do veículo, que, desgovernado, bateu de modo tão violento, que todos os assentos se soltaram. Além disso, a catraca também se desprendeu, atingindo Jandira. “O acidente ocorreu pela manhã, e eu fiquei inconsciente duMARCOS AC rante todo o dia. Parecia que estava morta”. Jandira afirma que só sobreviveu pela graça de Deus. Depois de se submeter a tratamento e muita fisioterapia, voltou a andar, mas não como antes. Ela só caminhava com algum apoio ou ajuda de alguém. As dores também se tornaram constantes. “O médico disse que só melhoraria se fizesse uma cirurgia, mas eu respondi que Jesus me operaria”, afirma ela, que acreditava na cura completa. Em uma das reuniões especiais dos 40 anos de Unção do Missionário, Jandira teve a oração atendida, voltando a andar sem dificuldades. “Sou abençoada. Recentemente, sofri um infarto e fui parar na UTI. Porém, o Senhor me restaurou. Agora, fui curada. Pela primeira vez em 25 anos, não sinto mais aquelas terríveis dores”, testemunha a renovada Jandira. MARCOS AC Não conseguia deitar de costas A alegria de José Cícero da Silva foi tão grande, que ele não teve vergonha de se deitar de costas no altar. “Queria mostrar ao Missionário e a todos a minha vitória. Com três hérnias de disco, era impossível fazer isso. Aliás, os médicos diziam que não havia cura, e eu teria de aprender a conviver com a dor”. Os problemas de José começaram há cerca de cinco anos. Nesse período, ele tentou todo tipo de tratamento, da fisioterapia à acupuntura, mas nada adiantava. Após um breve período bem, tudo piorava de novo. “Não conseguia dormir de costas. Até me levantar era complicado”. Há tempos ele clamava pela cura, e percebeu que, nos 40 Anos de Unção, Jesus lhe responderia. Por isso, chegou à Igreja da Graça determinado a sair com a vitória Não senta mais torta Costas e pernas fortemente doloridas e muita queimação. Essa era a realidade de Zélia Isaque da Silva quando chegou à reunião especial de R. R. Soares. Tudo por conta de uma inflamação no nervo ciático que já durava tempos e piorou no último mês. “Para aguentar, tinha de me sentar torta e, quando ia dormir, não conseguia me virar ou ficar deitada do lado direito”. Durante o culto, Zélia começou a melhorar. “Quando o Missionário repreendeu o mal, senti um alívio. Até o fim do culto, eu estava ótima; não tinha qualquer dificuldade para andar ou me sentar. Hoje, durmo muito bem e em qualquer posição. Estou totalmente sarada”. e teve a saúde restabelecida. “Estou sarado. O Senhor me abençoou”, garante ele, que, agora, tem ótimas noites de sono. MARCOS AC Parecia que havia fogo nas costas Bastava começar a limpar a casa para o drama de Joana Servílio de Souza ter início. “A coluna ficava queimando. Parecia que tinham colocado fogo nas minhas costas”. Travada, sem poder se movimentar direito e sentindo dor, ela precisava parar tudo e ficar deitada no chão da sala, fazendo alongamento e exercícios com os braços, até se recuperar. Mesmo diante desse quadro, os médicos achavam que não havia muito a fazer. Para eles, esses sintomas eram decorrentes da idade. Os especialistas diziam que se tratava de bico de papagaio, e receitavam apenas analgésicos e atividade física. Quando chegou a um culto especial, Joana estava em crise. No entanto, teve a saúde restaurada. “Senti uma queimação, mas foi diferente, tanto que, em seguida, veio o alívio. A partir daquele momento, pude me abaixar e andar normalmente, o que já não fazia mais. Já posso fazer faxina sem sentir incômodo algum”. Sequelas de acidente desapareceram Há seis anos, Maria Inês de Almeida foi atropelada por um carro. Depois disso, começaram os problemas nas costas, que foram se agravando. “Ultimamente, até lavar roupa era complicado para mim. Por causa das dores, não conseguia usar sapato com salto alto nem me abaixar. Além disso, tinha dificuldade para respirar e faltava frequentemente aos compromissos, inclusive na igreja”. A virada veio na reunião dos 40 Anos de Unção. Suas costas pararam de doer, e ela recuperou os movimentos e a capacidade de se abaixar. “Desde então, estou plenamente curada. Até a gastrite, que me atormentava constantemente, desapareceu”.

[close]

p. 7

SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 19 - USA - Agosto de 2015 B3 Milagres extraordinários em 97 nações N MARCOS AC os cultos especiais que fez pelo Brasil no primeiro semestre, o Missionário R. R. Soares falou sobre a importância de conhecer a vontade de Deus expressa em Sua Palavra, a Bíblia. “Tudo o que o Senhor fará está em Sua Palavra. No entanto, a maioria das pessoas passa anos e anos sem entender isso e sem receber a revelação. O salmista percebeu que fazia parte desse grupo e que a falta de compreensão sobre esse assunto era seu grande problema. Por isso, pediu que seus olhos fossem abertos a fim de que pudesse ver as maravilhas das Escrituras e receber o que está escrito”, declarou durante um desses encontros de fé. Entender a vontade e a Palavra do Senhor não é algo difícil, segundo o líder da Igreja Internacional da Graça de Deus. “Porém, precisamos estar em constante busca desses propósitos. Sempre deveríamos orar e pedir que enxerguemos as maravilhas que Ele planeja para nós e que estão em Sua Palavra. Se essa ‘venda’ não for tirada, você continuará olhando sua Bíblia e vendo um livro com mensagens bonitinhas. Não! Você precisa da revelação para agir no poder de Jesus”, ensinou o pregador, citando o Salmo 119, versículo 18. Ganhou um rim e ficou livre do pólipo que deformava seu rosto O Missionário também se lembrou com alegria das pessoas abençoadas com o seu trabalho de evangelização. “Hoje, após 40 anos de lutas e grandes vitórias, estamos alcançando 97 nações com a mensagem do Evangelho. De diversas partes do mundo, tenho recebido testemunhos impressionantes daquilo que Deus tem realizado em muitas vidas”. Um dos testemunhos relatados por ele é de um rapaz do Quirguistão, país que fazia parte da antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS). Há tempos, o homem tinha, acima do olho, um pólipo, que foi crescendo a ponto de deformar sua face. Nesse período, conheceu o Show da Fé e recebeu a revelação daquilo que Deus queria fazer em sua vida. De acordo com o Missionário, após esse entendimento, o homem passou um dia inteiro orando e declarando sua cura. De madrugada, a enfermidade se desfez. No dia seguinte, o médico lhe pediu uma série completa de exames. De fato, não havia mais anomalia alguma. Porém, não foi só isso. Para surpresa de todos, o rapaz, que antes só tinha um rim, agora, estava com dois. “Parece incrível, mas é real. Quem não acredita precisa saber que esse é apenas um entre tantos casos em que Deus tem operado maravilhas. Porém, para isso, é necessário buscá-Lo de todo o coração”, completa R. R. Soares. “Ou eu operava ou ficaria presa a uma cadeira de rodas” MARCOS AC Sem problema nos quadris, pode correr Quem olhava para João Moscatelli Sobrinho correndo e levantando os braços diante do altar, em uma das reuniões do Missionário, não podia imaginar que se tratava do mesmo homem que havia chegado ao templo naquele dia. Sem conseguir andar, por conta de problemas nos quadris, João foi submetido, há pouco mais de três meses, a uma cirurgia. “Mesmo depois da operação, só conseguia caminhar com ajuda de uma bengala. Além disso, sentia bastante dificuldade e dor”. No momento da oração, João diz ter sentido o poder de Deus sobre sua vida. “Fui curado. Consigo levantar os braços e caminhar sem problema”. Aliás, não apenas isso; ele também teve a vitalidade renovada e aproveitou até para correr enquanto dava seu testemunho ao Missionário. MARCOS AC Maria Gomes de Almeida não se esquece do dia em que seu médico a chamou para uma conversa muito séria, há 15 anos. “Ele me disse o seguinte: ou eu operava ou ficaria presa a uma cadeira de rodas”. Após trabalhar por mais de 20 anos com serviços gráficos, metalurgia e como embaladeira, os esforços físicos começaram a cobrar seu preço no corpo dela. Primeiro, vieram as dores nos pés; depois, os braços e a coluna começaram a doer também. Exames constataram tendinite nos tendões, bursite nos ombros e braços e hérnias de disco e bico de papagaio na coluna. Para piorar, ela sofria de artrose. “Quando tinha uma crise, eu travava, e até para me vestir era difícil. Ultimamente, não podia me abaixar nem dobrar as pernas”, relata ela, que foi abençoada em dos cultos do Missionário. Quando chegou à Igreja, Maria mancava bastante. No entanto, ela sabia que encontraria lá o Médico dos médicos – Jesus. “Recebi minha bênção. As dores sumiram, e posso me movimentar normalmente. Nem operação nem cadeira de rodas. Minha solução foi Cristo”.

[close]

p. 8

B4 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 19 - USA - Agosto de 2015 MARCOS AC Problema na perna e dor no braço desaparecem Marcos Couto marcosstefano@gmail.com Amanda Pieranti amanda.jornalshowdafe@gmail.com C Artrose precoce não prevaleceu Três anos de artrose no joelho esquerdo chegaram ao fim quando Júlio Cesar Machado de Machado recusou esse mal em sua vida. Aos 45 anos, a precocidade da enfermidade do motorista de caminhão, que forçava muito a articulação da coxa, já havia sido constatada por seu médico. Porém, o descanso prescrito era impossível, devido ao trabalho. “Viajava bastante. A maior parte do meu tempo era na estrada: de 12h a 24h ao volante, dependendo do lugar para onde eu ia”. Para conseguir algum alívio, ele fazia uso de gelo e fisioterapia. MARCOS AC earense, Cícero Ferreira foi para São Paulo ainda nos anos 1990. Com pouco tempo na metrópole, sofreu um assalto. “Aconteceu em 1996. Levei um tiro no pé direito, que ficou parecendo carne moída. Foi horrível”. Desde então, Cícero teve dificuldade para se locomover. “Puxava a perna e mancava”. Esse não foi o único problema com o qual Cícero chegou a uma reunião especial realizada pelo Missionário R. R. Soares. “Estava com tendinite no braço direito, que ficava dormente e pesado. Não conseguia levantá-lo nem fazer certos movimentos. Até para trabalhar atrapalhava”, diz ele, que é açougueiro. Os remédios não surtiam efeito. Porém, quando Cícero colocou a fé em ação, as enfermidades desapareceram, e ele saiu da reunião com uma nova história. “Fui surpreendido por duas bênçãos. Voltei a andar normalmente, sem puxar a perna direita, e também posso levantar o braço e movimentá-lo sem dificuldade”. MARCOS AC “Queria fazer as coisas, mas não conseguia” A osteoporose afetou a coluna e os joelhos de Espedita Teixeira dos Reis. O sofrimento teve início há oito anos, e, mesmo tomando remédios e injeções, nada adiantava. “Era só começar a andar ou ficar um pouco em pé que precisava me sentar. Era horrível, pois queria fazer as coisas, mas não conseguia realizar nem as tarefas mais simples”. Durante a oração do Missionário, Espedita viu a dor sumir completamente. Ela andou pelo altar, de um lado para o outro, ficou bastante tempo em pé e não sentiu nada. “Estou curada, para a glória do Senhor”, comemora. Hoje, Júlio Cesar é mais um dos abençoados nos cultos do Missionário. Curado, ele só tem motivos para comemorar: “Cheguei à Igreja com dificuldade, dores e a perna dura. Porém, acreditei que Deus me curaria e alcancei a vitória. Agora, nada me incomoda”. MARCOS AC Dor acabou Ficar de joelhos não era mais possível para Lenir dos Santos Ribeiro. Havia quase seis meses que ela sentia uma intensa dor nas pernas. “A dor passava para dentro do osso. Não podia me abaixar e ficava muito cansada. Estava preocupada porque nunca senti isso”. Mulher de fé, Lenir tinha o costume de, ao chegar à Igreja, ajoelhar-se para orar. “Já não conseguia mais fazer isso”. Porém, essa situação não a impediu de ser abençoada. Foi de pé que Lenir teve a oração atendida. “Tomei a decisão de ir à frente do altar para receber minha cura e, desde aquele dia, estou bem. Agradeço ao Senhor pelo milagre e, todos os dias, faço minhas orações ajoe­ lhada”. MARCOS AC Recuperou movimento da perna Dobrar a perna direita era um suplício para Anastacia Mussoi havia praticamente dois anos, devido à falta de mobilidade e às dores. A razão era um desgaste na cartilagem do joe­ lho, decorrente da idade. “O médico disse que tinha de colocar uma prótese, mas poderia haver uma rejeição do corpo. Então, não aceitava operar”. Além de não poder dobrar o joelho, Anastacia mancava. “Também tinha dificuldade para subir escadas”. Porém, depois de participar de uma das De volta às escadas e aos andaimes Durante seis meses, aproximadamente, o pedreiro José Conceição de Souza, de 70 anos, ficou impossibilitado de levantar ou dobrar a perna esquerda. “Estava com problema no joelho. Tratei com injeções, mas não adiantou”. José não sabe dizer o nome de seu problema, mas conhece muito bem suas implicações. Além de não andar direito, subir escadas ou em andaimes era totalmente proibido para ele. “Precisava, sim, mas não aguentava. Certos serviços eu simplesmente não podia mais fazer”, diz. José recuperou totalmente a capacidade de dobrar a perna, as dores sumiram, e ele voltou a andar normalmente. “Já consigo subir escadas e trabalhar, graças a Deus”, regozija-se. reuniões especiais, a vida dela mudou completamente. “Eu posso dobrar a perna, pois o joelho não dói mais”.

[close]

p. 9

SHOWda FÉ Amanda Pieranti “D amanda.jornalshowdafe@gmail.com “Sentia ‘ferroadas’ todos os dias” “Não basta somente ouvir; você tem de ser cuidadoso e estar atento. Muita gente vai à Igreja com pressa e reclama do tempo, da pregação. Aproveite melhor essa oportunidade. Incline seus ouvidos, submeta-se a Deus, reconhecendo que você nada sabe e que o Senhor é conhecedor de todas as coisas. Jesus nos convida a ir a Ele, mas da maneira certa. Posso me consagrar a fim de receber mais do Todo-Poderoso; no entanto, sem me submeter a Ele, nunca terei vitória”, completou R. R. Soares, que, em seguida, orou por todos os que precisavam de um milagre. Jurema de Fátima da Cruz Bartolomeu foi uma das que tomaram posse da bênção conforme o Missionário ensinou. Ela alcançou a cura de um problema no ANO 2 - Nº 19 - USA - Agosto de 2015 B5 MARCOS AC eus manda ir às águas, ou seja, receber a revelação da Palavra dEle, todo aquele que precisa dessa bênção. E quanto custa essa maravilha? Absolutamente nada! Jesus já pagou o preço; basta somente que você tome posse. É como ganhar uma casa. Ela já existe, mas só se torna sua propriedade quando você assina o contrato de compra. Isso acontece no âmbito espiritual no momento em que a pessoa crê e aceita a obra divina na vida dela”. Essa mensagem do Missionário R. R. Soares, em um dos seus cultos, serviu de alerta para as pessoas que não buscam o Altíssimo como devem e, por isso, deixam de ser abençoadas. joelho direito, o que a atormentou por quatro meses. “Além do tendão inflamado, estava com tendinite, por isso só podia andar de bengala. Quando caminhava um pouco, tinha de me deitar e levantar a perna. Sentia ‘ferroadas’ todos os dias”. É assim que ela descreve o que a afligia. “À noite, a situação piorava. Fiz tratamento de infiltração, mas não surtiu efeito”. Jurema foi encaminhada para fazer fisioterapia, mas não precisou se submeter às sessões, pois o Senhor a curou. “Foi difícil chegar à reunião, porque meu joelho doía bastante, e ainda tive de pegar ônibus. Porém, fui buscar minha bênção”. E valeu a pena. “Retornei para casa andando, sem usar a bengala, tranquila e sem dor. Deus me curou. Foi uma grande vitória”. MARCOS AC “Eu me sentia a última das pessoas” Vítima de esporão, Iracema precisava de ajuda até para descer do carro e tinha de abrir mão de muitas atividades. Curada, agora se sente uma nova pessoa O esporão de calcâneo é a formação de uma nova camada óssea no calcanhar que pode provocar dor e desconforto nos pés, especialmente ao andar. Que o diga Iracema Maria Vieira, que, durante três anos, foi vítima do problema no calcanhar esquerdo. “Sentia uma queimação forte. Para ir à Igreja, as pessoas tinham de me carregar quando eu saía do carro, pois não conseguia caminhar”. Ela fez de tudo para ter a saúde restaurada. Inclusive, tomou injeção e anti-inflamatórios, mas nada adiantou. “Era o mesmo que tomar água. Eu, que gostava de ir à padaria para tomar café da manhã todo dia, não estava conseguindo fazer isso. Eu me sentia a última das pessoas, pois sempre fui muito agitada, mas, devido à enfermidade, tinha de me manter imóvel”. Agoniada, buscou em Deus a cura. Ao ver na TV o anúncio da reunião do Missionário, ela resolveu comparecer ao evento com o enteado e a afilhada. “Tinha medo de ir sozinha porque mancava. Porém, durante o culto, comecei a melhorar, até ficar totalmente curada. Agora, está tudo maravilhoso, e já posso, até mesmo, ir à padaria tomar meu café. Foi bom recuperar minha independência de novo. Estou me sentindo uma nova pessoa”. “Ficava mal-humorado porque me sentia inútil” Após sofrer um infarto, há cinco anos, Oswaldo Santana de Oliveira ficou com o movimento das pernas comprometido. “Elas inchavam muito e pesavam. Quase não podia caminhar, pois as pernas travavam. Tinha de andar bem devagar. Às vezes, ficava mal-humorado porque me sentia inútil. Era difícil aceitar esse quadro”. Além do problema de saúde, precisar do auxílio dos outros o deixava pior. “Eu dependia do meu filho e da minha nora. Inclusive, andei tonteando umas duas vezes, e ela me segurou para não cair”. Conhecedor do poder de Deus na própria vida, Oswaldo foi com o filho assistir à reunião do líder da Igreja da Graça. Entretanto, foi árduo chegar ao templo. “Não podia dobrar as pernas nem me abaixar. Paramos o MARCOS AC carro distante do templo, e tive de andar cerca de meia hora até a Igreja. Porém, graças a Deus, tudo ficou bem. O Senhor me devolveu a saúde, e estou andando sem problema algum”.

[close]

p. 10

B6 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 19 - USA - Agosto de 2015 MARCOS AC “Chorava de tanta dor” Claudia Santos claudia.jornalshowdafe@gmail.com “P recisamos ser humildes e reconhecer que sem Deus não somos nada. Não podemos ser vaidosos, pois necessitamos do Senhor. Para vencermos qualquer problema, é preciso tomar três atitudes: ser humilde diante do Todo-Poderoso, respeitá-Lo e conhecer a Palavra. Fazendo isso, Ele olhará para você e o abençoará”. Esse foi um dos ensinamentos do Missionário R. R. Soares nas quatro reuniões dos 40 Anos de Unção que fez em Manaus (AM), no primeiro semestre. Os cultos foram realizados na sede estadual da Igreja Internacional da Graça de Deus (Rua Constantino Nery, 1.965), e contou com a participação de várias autoridades e do prefeito da capital amazonense, Arthur Virgílio Neto, que en- tregou a chave da cidade ao Missionário, considerando-o um cidadão manauara. Durante cada encontro, o líder da Igreja da Graça incentivou os participantes a pedirem a Jesus com fé a mudança de vida que desejavam. “Faça isso e sairá da Usei minha fé e alcancei a vitória reunião abençoado e com seus problemas solucionados. O Senhor é o mesmo Deus que operou maravilhas no passado e quer fazer de você, hoje, uma verdadeira bênção, um vencedor”. Após a mensagem, R. R. Soares ministrou a oração, na qual muitas pessoas foram curadas de várias enfermidades. Maria Osvaldina da Silva Ribeiro foi uma delas. Havia 20 anos que ela sofria devido a um deslocamento no joelho direito e à artrose no braço esquerdo. “Meus movimentos eram limitados. Não podia fazer esforço, arrumar a casa nem cuidar da minha mãe idosa, que precisava sempre de ajuda para tomar banho. Meu joelho desencaixava constantemente, e, muitas vezes, eu chorava de tanta dor”. Maria só conseguiu vencer esse sofrimento de muitos anos quando clamou a Jesus por sua recuperação. “Usei minha fé e alcancei a vitória”. Com a saúde perfeita, Maria diz estar compensando o tempo perdido. “Já fiz passeios de ônibus e subi escadas, tarefas quase impossíveis antes. Meu joelho e meu braço estão ótimos, e já posso cuidar de tudo sem sofrimento”. MARCOS AC “Não conseguia me abaixar nem andar” Lurdes de Barros teve problema de coluna, nas pernas e nos joelhos, e não havia remédio que acabasse com seu sofrimento. “Eu não conseguia me abaixar nem andar normalmente, pois doía bastante. Também perdi as minhas noites de sono tranquilo”. Para ela, que sempre foi muito organizada, era uma tristeza ver sua casa toda revirada. “Não podia limpar nada”. Andar era um suplício. “Quando conseguia caminhar da porta da sala até o quintal, voltava tão dolorida, que tinha de me sentar ou deitar imediatamente. Isso era uma rotina”. Porém, ao aceitar o convite de seu irmão para participar do culto dos 40 Anos de Unção, a vida de Lurdes foi transformada. “Ouvi atentamente a mensagem e, no momento em que o Missionário convidou quem sofria de algum mal na colu- “Tinha dificuldade para caminhar, me sentar e levantar” “Pai, em Nome de Jesus, em Tua presença peço por essas pessoas que precisam de libertação e de uma bênção. Creio que isso acontecerá agora”. Foi depois dessa reunião do Missionário que Jacson Luiz Pereira Perpétuo ficou curado. Ele sofreu, por três anos, de problemas no nervo ciático, situação que se agravou nos últimos meses, quando sua coluna travou, e as dores se tornaram insuportáveis. “Isso aconteceu depois que arrastei uns móveis na minha casa. Procurei o médico, que me receitou injeções e outros medicamentos, mas não melhorei. Tinha dificuldade para caminhar, me sentar e levantar. Sentia dor até quando sorria”. A história de Jacson, hoje, é outra, pois aquele mal desapareceu. “Voltei a fazer tudo o que não conseguia, até a sorrir”. MARCOS AC “Não dobrava as pernas” Valdira de Almeida Pereira sente saudade de sua juventude, tempo em que podia correr, saltar, ir de um lado para o outro e ainda usar salto alto. A idade chega e, com ela, as limitações. No entanto, no caso de Valdira, era ainda pior. “Faz mais de dez anos que tenho dificuldade para andar. Caminhava vagarosamente e mancando. Também não dobrava as pernas”. Mesmo com dificuldades, ela não deixava de buscar a Deus e preparou o coração e firmou a fé para assistir à reunião do Missionário. “Fui para buscar minha bênção. Voltei a dobrar as pernas e a andar sem limitação. O tempo passa; Deus não”. MARCOS AC na para ir à frente do altar, fui confiante, e Jesus me curou. Agora, consigo cuidar da minha casa e dormir tranquilamente”. Venha receber a sua bênção IIGD POMPANO BEACH - 1261 East Sample Road Pompano Beach, FL 33064 - Igreja: (954) 785-3699 Pr. Willian Sodré - pompano@iigdusa.com ENTRADA GRÁTIS Missionário R. R. Soares Reuniões: segundas, quartas e sextas-feiras - 7:30pm Domingos - 10am e 7pm

[close]

p. 11

SHOWda FÉ AGOSTO DE 2015 B7 CAMPANHAS DE FÉ CLAMAREI AO DEUS ALTÍSSIMO, AO DEUS QUE POR MIM TUDO EXECUTA (Salmo 57.2). Editorial “Mamãe, já consigo abrir e fechar a mão” Claudia Santos MARCOS AC claudia.jornalshowdafe@gmail.com C Missionário R. R. Soares Somos vitoriosos em tudo Há quem pense: “Se o mundo tem um Criador, por que Ele não deixou aqui um manual de como Suas criaturas deveriam proceder?”. Ele deixou sim! A Bíblia Sagrada é esse código de conduta. No entanto, muita gente desconhece isso. Não sabe também que Jesus é o próprio Deus, o qual veio em forma de homem, para libertar a humanidade do cativeiro que se instaurou sobre ela desde a desobediência de Adão. É triste demais as pessoas desconhecerem que podem ser curadas e libertas pela fé e ter comunhão com esse Ser maravilhoso. Ele nos criou para sermos vitoriosos em tudo. Venha participar de nossas reuniões e creia: algo bom acontecerá em sua vida! A entrada, a saída e todas as bênçãos são grátis. onfiar plenamente em Jesus foi o segredo da vitória de Eliane Albanista Taveira Pará, que saiu de um dos cultos do Missionário R. R. Soares com sua filha, Jessica, curada. O sofrimento da pequena começou logo depois do nascimento, quando teve icterícia (caracterizada pela presença de uma cor amarelada na pele, nas membranas mucosas ou nos olhos). Na ocasião, a menina foi submetida a vários exames, sendo constatado algo mais grave. “Os médicos disseram que minha filha não tinha coordenação motora e que, quando crescesse, não andaria, falaria nem ouviria”, relata Eliane, que passou a clamar a Deus para que o prognóstico não se cumprisse. A oração da mãe foi atendida, e a menina hoje anda, fala e ouve normalmente. Porém, não conseguia abrir e fechar a mão. “Para pegar os brinquedos, ela precisava ficar a certa distância deles e jogar o bracinho para frente para conseguir agarrá-los. Quando não conseguia, ficava triste e ansiosa”. O fato entristecia também a mãe, que não via resultados nos tratamentos. Por isso, mais uma vez, ela recorreu ao poder do Altíssimo e foi atendida. “Mamãe, já consigo abrir e fechar a mão. Eu fui cura- da”, disse a pequena após a oração da cura. Alguns dias depois do milagre, Jessica demonstrou que, agora, pode pegar os brinquedos sem problema algum. De acordo com a mãe, a menina também segura o prato e o talher durante as refeições, o que não acontecia antes. “Estou muito feliz”. MARCOS AC “Acordei completamente surda” Renata Gonçalves de Carvalho também usou a fé no Todo-Poderoso para ficar livre da otite – infecção no ouvido. O problema a acompanhava desde criança, mas, após um aborrecimento, a situação piorou. “Acordei completamente surda, com o ouvido purulento e doendo muito”. Ele parou de doer, e voltei a ouvir Em vez de procurar seu otorrino, Renata decidiu clamar ao Senhor por sua cura na reunião que R. R. Soares estava fazendo na cidade dela. “Estava com medo de ficar surda. Cheguei à Igreja com o ouvido doendo e com bastante secreção, mas, no momento em que determinei minha cura, ele desentupiu, parou de doer, e voltei a ouvir”.

[close]

p. 12

B8 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 19 - USA - Agosto de 2015 Poder para vencer qualquer situação MARCOS AC D urante uma das reuniões especiais dos 40 anos de Unção, o Missionário R. R. Soares relatou o que mais incomoda um pastor: ver as pessoas sofrendo e tentando, a todo custo, prosperar, mas sem sucesso. Elas poderiam ter 300, 600 ou 1.000, mas alcançam 10. Jesus, no entanto, prometeu 30, 60 e 100 vezes mais. “Cristo citou três coisas que atrapalham o crescimento no meio do povo de Deus: a fascinação das riquezas, os cuidados da vida e a ambição por outras coisas, como a fama e os prazeres (Marcos 4.19). A pessoa ambiciona o pecado e deixa a Palavra infrutífera”. De acordo com o líder da Igreja da Graça, foi dessa maneira que os descendentes do rei Davi agiram. “Ain- da hoje, muitos se comportam assim e não se atentam para os propósitos divinos, afinal o Senhor quer fazer deles fortalezas de bênçãos, de santidade e de saúde. O pior é que a pessoa que se encontra nessa situação e deixa de se consagrar não percebe que está perdendo sua vida”. O Missionário disse ainda que, apesar dos pecados dos descendentes daquele rei, Deus prometeu que levantaria a Davi um Renovo justo, o qual reinaria e traria justiça (Jeremias 23.5). “O profeta está falando de Jesus. Porém, pergunto: Cristo tem reinado em sua vida? Tem feito de você uma bênção, ou você está se arrastando pela vida sem conseguir nada? O Senhor precisa reinar em seu viver, por seu intermédio e com você. Assim sendo, as enfermidades serão curadas, os problemas, desfeitos, e você começará a desfrutar de uma vida abundante. Segundo R. R. Soares, o propósito de divulgar, na televisão e no jornal, os testemunhos de pessoas curadas, abençoadas e prósperas é fazer com que aqueles que têm Ele está preparado para entrar em ação por você acesso a esse material entendam os desígnios de Deus e tenham a fé fortalecida. Dessa forma, é possível saber que, se o Altíssimo operou na vida daquela pessoa, também pode fazer o mesmo por todos os que creem. MARCOS AC “Jeremias escreveu esse texto há 2.600 anos. Jesus, por sua vez, veio a este mundo há, aproximadamente, dois mil anos. Desde então, foram dadas a nós todas as condições para vencermos qualquer situa­ ção e sermos uma bênção”. O pregador deixou claro que, além de mudar, sarar e multiplicar, o Todo-Poderoso traz prosperidade, e isso inclui os aspectos espirituais e materiais. “Vamos orar não para ver se acontece algo, mas para praticar a justiça. O diabo faz injustiça com a doença e a miséria e faz você se sentir inferior, quando, na verdade, todos nós somos iguais. Por causa desses sentimentos, perdemos a coragem de buscar a bênção ou, até mesmo, de nos posicionarmos a fim de recebermos o que o Pai tem separado para nós. Entretanto, aquele que serve a Deus deve tomar posição e ser uma bênção. A obra de Jesus no Calvário foi o maior julgamento da História. Ao ir ao inferno, o Senhor tirou a autoridade do diabo para dá-la a mim e a você. Hoje, vivemos dias em que Deus seria chamado de O Senhor, Justiça Nossa. Ele fez juízo e faz justiça. Quando você aceita o Eterno e Sua obra, torna o juízo em justiça. No momento em que usa o Nome de Jesus e a autoridade divina, também faz isso. Cristo venceu, foi fiel, nunca pecou nem perdeu uma batalha. Será que, agora, perderá em sua vida? Não! Para tanto, você precisa se posicionar. Ele está preparado, com todos os Seus anjos, para entrar em ação por você”. “Cambaleava igual a um bêbado” Em suas reuniões, após as mensagens, R. R. Soares ministra a oração da fé, quando o poder de Deus entra em ação, e muitas pessoas são curadas. Um desses casos é o da patrocinadora Neusa Aparecida Gomes Pinto de Oliveira, que foi ao culto para agradecer a Deus pelas bênçãos recebidas. Neusa já viu a filha ser sarada de câncer, o filho voltar para os caminhos do Senhor e o neto ser curado de asma. Porém, ela estava com dois problemas que a atrapalhavam havia algum tempo: labirintite e dor na coluna. “Quando ia andar, cambaleava igual a um bêbado”, compara. No entanto, ela teve a saúde instantaneamente restituída. Neusa foi à frente do altar e andou sem qualquer dificuldade. Desde então, não sente mais dor, e exames médicos comprovaram a cura. “Ando sem qualquer problema. Mais um motivo para louvar esse Deus maravilhoso”. “Não mexia o polegar” No ano passado, Marta Batista levou um tombo, fraturando dois ossos do braço esquerdo. “Fui ao hospital e, lá, tive de colocar gesso”. Entretanto, o braço foi engessado de modo errado. Dias depois, o médico mandou trocar o gesso. Porém, Marta não quis passar por esse procedimento novamente. Ela, então, tratou a fratura com produtos naturais, mas perdeu alguns movimentos, como os dos dedos. “Não mexia o polegar. Não conseguia nem fazer o sinal de positivo”. MARCOS AC Hoje, no entanto, está tudo bem. Marta diz ter sentido o poder de Deus e começou a mexer os dedos, especialmente o polegar. “Voltei a fazer o sinal de positivo”. Agora, ela não apenas faz isso, como também pega objetos e faz movimentos com a mão esquerda. “Estou curada!”.

[close]

p. 13

SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 19 - USA - Agosto de 2015 MARCOS AC B9 D Estava com o tendão do punho rompido havia três anos era capaz de segurar nada direito, e, para exercer minha função, vivia à base de remédios. A medicação era tão forte, que atacava meu estômago. Uma lástima”. A fisioterapia não surtiu o efeito esperado e, por recomendação médica, Natanael cogitou se submeter à cirurgia. Porém, com medo de perder o emprego, que já estava abalado devido aos afastamentos, desistiu da ideia. “Para dormir, precisava de uma tala. Estava difícil demais”. No entanto, quando Natanael depositou sua confiança em Deus, durante o culto de R. R. Soares, ficou livre da enfermidade. “O Senhor honrou minha fé. Estou sarado”. or excruciante e afastamento do trabalho. Assim estava a vida do operador de produção Natanael Gomes Duarte. Casado e pai de dois filhos, ele teve o tendão do punho da mão direita rompido em janeiro de 2012 e, desde então, passou por inúmeras dificuldades. “Diversas vezes, precisei ser afastado do trabalho. Não MARCOS AC Sequela de AVC desaparece Em uma das reuniões que realizou, o Missionário orou em favor daqueles que padeciam de problema nas mãos. Nesses encontros, muitas pessoas tiveram a saúde restaurada, como Egídio Nunes Guerin. Há um ano, após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC), Egídio ficou com dificuldades para movimentar a mão esquerda. “O AVC, quando não mata, deixa sequela. Não conseguia escrever nem usar o computador, pois não fechava a mão”. Ao saber do encontro de fé, Egídio enfrentou horas de viagem para chegar ao evento, na certeza de que teria a saú- MARCOS AC Fim da dor para ele e para ela Valdecir Aparecido Imbriani e Maria de Fátima Jesus Araújo Imbriani descobriram a importância de buscar e receber as bênçãos de Deus em união. Os problemas de Valdecir começaram há 16 anos, quando trabalhou em um antigo sobrado. Ele caiu da escada, quebrando o braço esquerdo, e ainda bateu com as costas em um corrimão. A partir de então, passou a sofrer de forte dor na coluna. “Não conseguia me virar, tampouco mudar de posição quando deitava. Precisava de ajuda. Não fraturei a coluna, porém não fui mais o mesmo”. Maria de Fátima também passou por momentos difíceis. Ela costumava lavar as escadas do prédio onde mora, mas, há quatro anos, sua coluna começou a doer. Os remédios proporcionavam, no máximo, um breve alívio. Na oração da cura, ambos contam ter sentido uma queimação. A esposa, que antes não podia se abaixar, recuperou os movimentos, assim como seu marido, que já não mexia o braço direito nem levantava peso. “Estamos completamente curados”, afirma ela. “Retornei ao trabalho sem dificuldade”, completa Valdecir. de restaurada. “Fui orando pela minha cura com bastante fé, e deu tudo certo. Agora, posso fechar a mão, graças a Deus”. Segundo Egídio, a primeira coisa que ele fez ao chegar à sua casa foi usar o computador. “Mandei mensagem para as pessoas, falando da Palavra, pois sou evangelista. Antes, era difícil, porque só usava uma das mãos. Agora, estou curado!”. MARCOS AC Voltou a mexer o pescoço Vítima de artrose, Eremita vivia com muita dor no pescoço. Tudo mudou após ela receber a unção da cura Virar a cabeça de um lado para o outro, movimento tão simples para a maioria, era uma verdadeira tortura para Eremita Silva do Lago. “Tive artrose e um desgaste nas vértebras. Se tentasse fazer o movimento, o pescoço doía terrivelmente e os ossos rangiam”, conta ela, relatando uma dor pior do que a de torcicolo. A situação mudou após Eremita participar do culto e receber a unção de Deus. “Rapidamente, voltei a mexer o pescoço. Não sinto mais aquele sintoma terrível. Jesus operou na minha vida”.

[close]

p. 14

B10 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 19 - USA - Agosto de 2015 MARCOS AC “S Vaqueiro tem a mão restaurada após 20 anos deixe o demônio oprimir você; confie em Jesus, que resolve todos os problemas”. Essa pregação do Missionário ajudou o vaqueiro Lázaro Martins Fontes a vencer um problema de saúde que o afligia havia 20 anos. “Durante uma partida de futebol, caí apoiado na mão direita e dei um mau jeito nos dedos, que viraram. Desde então, sentia uma terrível dor”. Segundo Lázaro, os MARCOS AC e você quer ser um vencedor em todas as áreas da vida, tem de degustar a Palavra de Deus e aprender que Jesus é o nosso Ajudador. Se O buscarmos em oração, seremos libertos e curados, pois Cristo levou sobre Si as nossas dores e enfermidades (Isaías 53.4). Ele Se fez um de nós, por isso nos conhece tão bem, inclusive nossas aflições. Portanto, não tratamentos não davam resultado, e o local magoado ficava constantemente inchado. “Por não ter firmeza na mão, com o passar dos anos, fazer ações simples, como lavar um copo, tornou-se bastante difícil”. Também era complicado trabalhar cuidando do gado, principalmente alimentá-lo, porque Lázaro não conseguia cortar o capim. Hoje, curado, o vaqueiro tem outra história para contar. “Reto- mei minha rotina. Trabalho sem dificuldade e estou organizando minha horta, que estava abandonada, e construindo mais um cômodo na minha casa. Jesus acabou com meu sofrimento”. Voltou a trabalhar e a fazer churrasco Enquanto Luiz Gomes da Silva trocava as telhas de sua residência, uma delas caiu sobre sua coluna e seu braço direito. Ele não sofreu nenhuma fratura, mas, desde aquele dia, passou a sentir uma dor intensa, mesmo com as injeções e os tratamentos receitados pelos médicos. “O local latejava muito, por isso eu ficava sem posição para dormir. Além disso, não podia trabalhar, cuidar do jardim nem preparar o churrasco aos finais de semana, algo que me dava muito prazer”. O sofrimento já durava duas semanas, quando decidiu participar do culto com R. R. Soares. “Vi os anúncios Estalos e câimbras ficaram para trás Jader da Silva Nascimento foi outro liberto do mal que o prejudicava havia um ano. “Os dedos de minhas mãos estalavam e, às vezes, de noite, sentia câimbra, que me impedia de mexê-los, pois endureciam”. O fato aconteceu depois que ele passou uma pomada para tentar aliviar as dores nas mãos. “Eu não conseguia escrever direito nem segurar uma xícara para tomar café”. MARCOS AC MARCOS AC pela televisão. Então, saí cedo de casa para buscar minha bênção e voltei com ela”. Livre das dores, Luiz está trabalhando e fazendo tudo de que gosta. “Já cortei e temperei as carnes do churrasco. Também estou dormindo bem e cuidando do meu jardim. Jesus é bom”. MARCOS AC Jader relata que, durante a reunião, sentiu um tremor no corpo. “Nunca tinha visto coisa igual. Parecia que alguém estava me sacudindo. Era o poder de Deus”. Após esse mover, ele ficou bem. “Estou 100% curado. Trabalho de pedreiro, carrego tijolo, e quem me olha, hoje, fica surpreso. Até os calos que eu tinha nas mãos sumiram; elas estão lisinhas. Estou feliz da vida”. Deu folga ao marido Durante um ano, Delzuite Santana Silva sofreu de forte dor no braço direito, devido à bursite. “Não tinha remédio que resolvesse o problema”. A enfermidade a impedia de cuidar da casa. “Não podia lavar um copo. Meu esposo era quem cuidava da casa e fazia comida quando chegava do trabalho”. Delzuite revela que ficava envergonhada por não A dor era tanta que parecia estar desmontando Ficar livre da hérnia de disco que a atormentava havia 15 anos. Esse era o grande sonho de Castorina Aparecida de Paula, que o alcançou ao participar da oração da cura. “Tomava vários remédios, mas eles só aliviavam a dor por alguns instantes. Não podia ficar muito tempo sentada nem em pé, porque doía tanto que tinha a sensação de estar desmontando”. Por conta da doença, a rotina de Castorina mudou completamente. “Deixava de ir ao mercado porque não conseguia levar as sacolas de compra. Também não podia segurar meus bisnetos nem cuidar da minha casa”. No entanto, com a saúde restaurada, esse quadro foi revertido. “Já consigo fazer tudo, inclusive pentear o cabelo normalmente, tarefa muito difícil antes”. ser útil em nada. Por isso, foi ao culto de R. R. Soares clamar a Jesus por sua saúde e saiu vitoriosa. “Estou curada. Já posso cuidar do meu lar, passar roupas, fazer a comida e dar uma folga a meu esposo”. Venha receber a sua bênção IIGD BOSTON – 85 Washington Street Somerville, MA 02143 Igreja: (617) 996 9194 Pr. Glauber Morare – somerville@iigdusa.com Segundas, quartas, quintas e sextas-feiras – 8pm Domingos – 10am e 7pm MISSIONÁRIO R. R. SOARES ENTRADA GRÁTIS

[close]

p. 15

LIBERTAÇÃO E EXPULSAVAM MUITOS DEMÔNIOS, E UNGIAM MUITOS ENFERMOS COM ÓLEO, E OS CURAVAM (Marcos 6.13). Editorial Mônica Ferreira monica.jornalshowdafe@gmail.com SHOWda FÉ AGOSTO DE 2015 B11 Dedicação a Satanás só causava miséria e doenças MARCELO NEJM E Missionário R. R. Soares A Palavra continua a se cumprir Antes de voltar aos Céus, Jesus de Nazaré reuniu os Seus discípulos e ordenou-lhes que fossem por todo o mundo pregar o Evangelho a toda criatura (Mc 16.15). Ele lhes garantiu: quem cresse nessa pregação expulsaria os demônios, e, se impusesse as mãos sobre os enfermos, estes seriam curados. Já se passaram mais de dois mil anos, e as palavras do Mestre da Galileia continuam a se cumprir na vida dos que creem nEle. Milhões de pessoas nos escrevem, enviam e-mails e participam de nossas reuniões, a fim de nos contar que foram milagrosamente curadas e abençoadas. Venha você também participar dos nossos encontros de fé e resolver seus problemas, levando a paz para a sua casa e a bênção para seus familiares. la estava a um passo de se tornar “mãe de santo” na casa de feitiçaria. Porém, embora se dedicasse aos espíritos, as muitas obrigações que Maria Otélia de Souza Santos fazia em nome dos demônios não mudavam sua vida – Maria estava na miséria e sofria de muitas doenças. “Vivia fazendo ‘trabalhos’ na rua, na mata, no mar; tudo para melhorar de vida, mas nada adiantava. Estava com problema no coração e anemia. Às vezes, nem tinha dinheiro para fazer aquelas oferendas, mas dava um jeito. Continuei nessa devoção por pelo menos 30 anos”. No entanto, um dia memorável marcou a vida de Maria. “Enquanto fazia um ritual de feitiço naquela casa, uma voz falou ao meu coração: ‘Se Deus é luz, por que você precisa acender velas?’. Fiquei com aquela indagação, que fazia muito sentido, dentro de mim. Então, abandonei os espíritos. Deixei tudo para trás”, revela. “Porém, tendo em vista que não recorri a Deus assim que decidi abandonar aquelas práticas, os espíritos começaram a fazer ameaças contra a minha vida”. Levou um tempo até que Maria decidisse se entregar a Jesus. Ela, então, começou a frequentar uma igreja evangélica e, ali, iniciou uma batalha espiritual para ficar liberta. “Passei por um processo longo, manifestei muitos demônios, mas fiquei livre de todos. Hoje, para honra e glória do Senhor, frequento a sede da Igreja Internacional da Graça de Deus. Fui batizada, entreguei-me de fato ao Senhor e recebi o Espírito Santo. A transformação foi completa. Além disso, o Senhor me livrou dos problemas de saúde e restaurou minha vida financeira; agora, possuo três apartamentos. Só tenho motivos para glorificar o Senhor”.

[close]

Comments

no comments yet