Revista Tai Chi Brasil - Edição Nº 8

 

Embed or link this publication

Description

Revista Tai Chi Brasil - Edição Nº 8

Popular Pages


p. 1

Edição nº 8 - Novembro/Dezembro 2010 - Distribuição gratuita e dirigida www.RevistaTaiChiBrasil.com.br Revista Tai Chi Brasil Chen Zhonghua Método Prático de Tai Chi Chuan

[close]

p. 2

Tai Chi Chuan - Pratique! Foto: Acervo/SBTCC Vilmar Henemann (de traje preto) e seus companheiros apresentando o Tai Chi Pai Lin. 1º Torneio e Confraternização entre Praticantes de Tai Chi Chuan. Setembro/2009. Curitiba - PR Foto: Divulgação / Acervo LL LOCAIS DE PRÁTICA NO BRASIL E NO MUNDO: WWW.AIPT.ORG.BR

[close]

p. 3

Revista Tai Chi Brasil revistataichibrasil.com.br Sumário 7 O Método Prático de Tai Chi Chuan Curitiba - Paraná - Brasil Edição nº 8 | nov/dez | 2010 ® Todos os direitos reservados 4° ofício de registro de documentos Mestre Chen Zhonghua Registro nº 401.197 editor: levis litz mestre chen zhonghua 17 Tai Chi Chuan e As Mulheres 18 Dança do Leão A experiência do grupo do Prof. Rodrigo Apolloni Assoc. Gaúcha de Taijiquan em Buenos Aires 1º Seminário do Mestre Yang Zhen Duo no Brasil A prática de Tai Chi Chuan atrai um grupo de mulheres na capa angela soci, aparecido de lira, arthur dalmaso, bruno davanzo, edésio oliveira, eliane cardoso, john vanko, rodrigo apolloni, silvia camara rocha, tarcísio tatit sapienza e valesca giordano litz. associação gaúcha de taijiquan , celia gualberto, chen zhonghua, fernando de lazzari, hunyuan taiji academy do brasil, maurelio peters, nelson luís smythe, nelson luís smythe jr, paula faro, sociedade brasileira de tai chi chuan, vilmar henemann. wendy nohemi arias audiffred wendy.noemi@gmail.com [http://canela123.deviantart.com/gallery/] colaboraram nesta edição 20 Galeria de fotos 21 Momento Histórico agradecimentos 22 Ponto de Vista As relações mestre e discípulo 25 Tai Chi Chuan - Tratado Transformando o temperamento 4º Tratado de Cheng Man-Ching ilustração 26 Trajetória Chen Xiao Wang World Taijiquan Association Brasil viviane giordano revisão 28 Tai chi chuan - Princípios Os 10 princípios de Yang Cheng Fu ( Parte VII) contato | publicidade revistataichibrasil@hotmail.com levislitz@gmail.com jornalista responsável diplomado levis litz - mtb 3865/15/52v pr Distribuição gratuita e dirigida. Todos os textos e fotos aqui publicadas são colaborações voluntárias gratuitas. Não são de responsabilidade desta revista os artigos de opinião e também as opiniões emitidas em entrevistas e depoimentos, por não representarem, necessariamente, o pensamento do editor. Por questões de espaço, objetividade e clareza, a equipe editorial reserva-se o direito de resumir os textos recebidos. Foto com pouca definição é de responsabilidade do autor. Os exemplares impressos em papel desta publicação serão doados para bibliotecas públicas. 29 Tai Chi Pai Lin Lembranças de um aluno 30 Cânone Ilustrado O livro de Tai Chi Chuan da Família Chen SEÇÕES 4 CARTAS 6 EDITORIAL 15 RÁDIO CORREDOR

[close]

p. 4

Mensagens, Comentários Revista Tai Chi Brasil. Curitiba - Paraná - Brasil. revistataichibrasil@hotmail.com | editor: levislitz@gmail.com Por questões de espaço, a equipe editorial reserva-se o direito de editar mensagens, depoimentos, fotos e textos recebidos. Desenho enviado por: Wendy Nohemi, da Cidade do México. São 4 adolescentes lendo a Revista Tai Chi Brasil próximos a pirâmide de Teotihuacán, México. [wendy.noemi@gmail.com] “Estive relendo as edições 6 e 7 que mandaste por email. Lindíssimo trabalho. Parabéns a você e a toda equipe. Por favor, se possível, não deixe de editar e enviar para quem está tão, tão distante da civilização.” Marcia São Paulo “Em Bariloche, professores de taichi elogiaram a tua revista, que está num nível muito bom.” Estevam Rio de Janeiro “Realmente, excelente o nível da revista. Levis, sempre entra gente nova na vivência de Tai Chi do Parque do Ibirapuera e estou divulgando as revistas através do site Livro-Virtual. Marketing viral funciona, êta vírus do Bem!” Regina São Paulo “Li a revista editada por vocês, achando bastante interessante, com ricas reportagens sobre essa maravilhosa arte do Tai Chi Chuan. Parabéns a todos! Sou praticante desta arte há alguns anos e pretendo me aprimorar cada vez mais.” Sérgio “Parabéns mais uma vez pela excelente qualidade da revista.” Liana Netto Salvador, BA “Esse comentário, primeiramente foi destinada a lista de discussão informal de Tai Chi: passeando pelo site da Amazon Books eu vi 3 bons títulos com o conteúdo dos primeiros capítulos liberados para avaliação. Achei uma ótima leitura, mesmo que incompleta. O primeiro é o Taiji Sword, Classical Yang Style: The Complete Form, Qigong & Applications (Martial ArtsInternal) [Paperback] Yang JwingMing - Yang Jwing-Ming (Author). Tem boas ilustrações neste trecho disponível (como por exemplo as ilustrações históricas de como carragar a espada, como avaliá-la). Apresenta características de uma boa espada. http://www.amazon. com/Taiji-Sword-Classical-YangStyle/dp/1886969744/ref=pd_ ybh_2?pf_rd_p=280800601&pf_ rd_s=center-2&pf_rd_ t=1501&pf_rd_i=ybh&pf_rd_ 4 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br

[close]

p. 5

& Cartas m=ATVPDKIKX0DER&pf_rd_r=1FP9AFA0N9QBY8E08GF7# reader_1886969744. O segundo é muito bacana porque trás uma pano de fundo histórico. Traz imagens lindas de caligrafias e seções sobre pronúncias e termos corretos relacionados à espada jian. Seria bom poder imprimir para ler e estudar com mais calma. Taiji Sword and Other Writings [Paperback] Chen Wei-Ming (Author), Barbara Davis (Translator). http://www.amazon.com/ dp/1556433336/ref=rdr_ext_sb_ti_sims_2#reader_1556433336. O terceiro é sensacional e já seria bacana somente pelo trecho/capítulo entitulado “anecdote” onde o autor descreve uma história sobre Li Chin-Lin, um famoso espadachim (ajudem-me com o termo), que fora governador da província de Hopei e que foi derrotado por Yang Pan-Hou, o filho mais velho do fundador do estilo Yang. O detalhe da história é que ele já era bastante idoso e derrotou a espada de ChinLin com a haste de seu cachimbo! Classical T’ai Chi Sword (Tuttle Martial Arts… (Paperback) by Chiang Tao Chi, Petra Kobayashi http://www.amazon.com/Classical-Sword-Tuttle-Martial-Arts/ dp/0804834482/ref=pd_sim_b_11#reader_0804834482. Existem outros títulos com visita proveitosa. Se houvesse a possibilidade de copiar e colar o conteúdo seria excelente para que pudéssemos apresentar as “amostras” dos livros. Mas acredito que seria uma violação de material com copiright protegido. De qualquer forma, logo que conseguir gostaria de adquirir algum destes. Se alguém mais se interessar poderíamos fazer um escambo de livros e material sobre o tema. http://www.amazon.com/ChineseSwordsmanship-Family-Taiji-Tradition/dp/0974399949/ref=pd_ bxgy_d_img_b#reader_0974399949. Grande abraço a todos.” Guilherme Curitiba, PR Foto: Divulgação / Acervo LL Revista Tai Chi Brasil Bibliotecas & Acervos Campinas, SP Equilibrius - Centro de Tai Chi Chuan, Acupuntura e Cultura Oriental Av. Oscar Pedroso Orta, 222. Barão Geraldo. ------------------------------------------Caxias do Sul, RS Centro de Estudos da Medicina Chinesa Av. Júlio de Castilhos, 1501. Sala 32. Centro ------------------------------------------Curitiba, PR Biblioteca Pública do Paraná Rua Cândido Lopes, 133. Centro. Biblioteca Hideo Handa Praça do Japão. Água Verde. Academia Paramitta Av. Visc do Rio Branco, 84. Mercês. Colégio Estadual do Paraná Rua João Gualberto, 250. Alto da Glória. Colégio Medianeira Av. José Richa, nº 10546. Prado Velho. Nutribioforma R. Jaime Balão,1150. Casa 1. Hugo Lange. SESC Paraná – Unidade Água Verde Av. República Argentina, 944. Água Verde. ------------------------------------------Ribeirão Preto, SP Equilibrius - Centro de Tai Chi Chuan, Acupuntura e Cultura Oriental Rua Cerqueira César, 1825. Jd. Sumaré. ------------------------------------------São Paulo, SP Espaço Bem Estar (Yoga e Tai Chi Chuan) Av. Pe. Antonio José dos Santos, 1371. Brooklin Novo. Peng Lai Brasil - Artes Marciais Tradicionais Chinesas. Av. Deputado Emílio Carlos, 121. B. do Limão. Sociedade Brasileira de Tai Chi Chuan Rua José Maria Lisboa, 612, Sala 7. ------------------------------------------Uberlândia, MG Academia Budô Kan Rua Benjamin Monteiro, nº 64. Centro. Pai e filho. Nelson Luís Smythe e Nelson Luís Smythe Jr. Curitiba, PR. www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 5

[close]

p. 6

Editorial RTCB, desenvolvimento e continuidade “Piano, piano, se vá lontano!”, diz a frase em italiano que transmite a ideia de que: “devagar, devagar, se vai longe”. E assim caminha a humanidade e nós seguimos caminhando junto. Nessa trilha experimentamos de tudo: rajadas de vento, chuva forte e sol ardente, mas muitas cantos de pássaros, cheiro de flores e sorrisos animadores também fizeram parte passo a passo de nossa trajetória. Estamos um pouco tristes, porque temos que noticiar que a revista de Tai Chi da Espanha fechou. Seus editores sentiram o peso desse trabalho e assim decidiram parar de publicá-la. O motivo principal eles compartilham conosco: “Resistimos muito, mas finalmente decidimos deixar de publicar a revista. A razão principal, como sem dúvida vocês compreendem, é que é necessário ganhar a vida. Nos seis anos e meio que trabalhamos neste projeto, temos tentado fazê-lo economicamente viável de diferentes formas, mas não conseguimos. A situação econômica que vivemos não nos permite dedicar à revista o enorme número de horas que ela requer.” Nesse pequeno revés aos meios de comunicação que querem levar o conhecimento e a informação do Tai Chi mundo afora, também aconteceu outro leve retrocesso: a revista T´ai Chi dos Estados Unidos aumentou seu espaço de tempo entre suas publicações periódicas, isto é, passou para 4 edições por ano. Provavelmente por razões semelhantes a da revista espanhola, ou seja, a difícil realidade de manter financeiramente esse tipo de iniciativa; tão segmentada. Nossa realidade A Revista Tai Chi Brasil, acompanhada por essas notícias não tão agradáveis, tem que se manter em alerta, para justamente não se deixar levar pelas forças antagônicas ao seu desenvolvimento e continuidade. É fato que as dificuldades são semelhantes e presentes e que se não houver uma sustentação alheia a equipe da RTCB, acabaremos, não agora, com certeza, mas futuramente tendo que escrever um último editorial. Entretanto, para poder passar nesse processo de yin extremo e obter uma ducha de yang na perpetuação da RTCB, vamos, com todos os nossos esforços, atuar de forma segura e consistente. Algumas ideias foram apresentadas por amigos e praticantes de Tai Chi Chuan. Algumas delas foram estudadas e estão sendo apresentadas nesta edição: a disponibilidade de 3 formas de anúncios (rodapé, meiapágina e página inteira), páginas para classificados para professores de Tai Chi Chuan e abertura de conta bancária para a possível gentileza de doação para a manutenção da Revista Tai Chi Brasil. Esperamos, desta forma, que os resultados se apresentem para podermos dar continuidade e melhorar o desenvolvimento da revista. Por isso é importante que você comente os textos, converse com anunciantes - diga a eles que você viu o anúncio deles aqui e, acima de tudo, nos envie suas sugestões, impressões e colaborações. Assim, agradecemos sinceramente ao apoio que vocês leitores tem prestado ao longo dessas edições. Não se engane, isso tem sido primordial para a existência da RTCB, boa leitura! Levis Litz, editor Contatos Revista Tai Chi Brasil - RTCB . website: www.RevistaTaiChiBrasil.com.br | . e-mail: revistataichibrasil@hotmail.com Editor - Levis Litz . e-mail: levislitz@gmail.com | . msn: levislitz@hotmail.com . webpage: www.TaiChiCuritiba.com.br . conta bancária: Banco do Brasil - Agência: 2920-3 - C/C: 9262-2 ---------------------------------------------------------------------------------- Curitiba - Paraná - Brasil 6 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br

[close]

p. 7

Mestre Chen Zhonghua Pioneiro do “Método Prático” de Taijiquan Mestre Chen Zhonghua (Joseph Chen) é um pioneiro contemporâneo de Taijiquan e está reinventando a forma de como as pessoas o praticam. O interessante é que sua intenção é retornar ao Taijiquan a sua finalidade original, que é de uma arte marcial. Chen Zhonghua começou seu treinamento na juventude. No entanto, ele foi introduzido ao “real” Taijiquan quando conheceu o Mestre Hong Junsheng, aquele Taijiquan que ouvimos nas histórias de uma “suprema e última” arte marcial, muito longe do que se tornou na maioria das escolas de hoje. A raiz deste “real e prático” método de Taijiquan está fundada na linhagem do Mestre Chen Fake, 17a. geração de Taijiquan da família Chen, e tem sido passada por meio da transmissão direta do professor ao estudante através dos séculos. Hong Junsheng aprendeu essa tradição do se discípulo do Mestre Feng Zhiqiang, outro estudante principal de Chen Fake. O sistema “Hunyuan Taiji” de Feng contou com um grande componente de Qigong e outros aspectos de saúde em sua prática, sendo um bom complemento para o sistema de Hong. Então por que Chen Zhonghua é um pioneiro? Além de ser especialista sobre os aspectos práticos de Taijiquan, Mestre Chen é muito fluente no idioma inglês, tendo atuado como tradutor e professor do idioma. Ele também entende a cultura chinesa e ocidental, tendo vivido em ambas. Além disso, o Mestre Chen está sempre experimentando com formas modernas de ensinar Taiji e passar sua mensagem, incluindo um dos primeiros sites on-line de aprendizagem de Taijiquan, bem como portal na internet muito completo e também vários vídeos disponíveis gratuitamente no YouTube. Finalmente, o Mestre Chen está constantemente procurando novas maneiras de aperfeiçoar sua arte e ensinar, o que envolve explicações novas de teoria, a criação de novos aparelhos para práticas de Taiji e exercícios especializados. O pioneirismo do Chen Zhonghua já está dando resultados, não só porque Chen tem internacionalmente dezenas de discípulos, muitos dos quais já eram professores experientes de artes marciais quando o conheci. Seus alunos estão indo muito bem nas competições de lutas tuishou (empurrar mãos) e formas na própria China. Chen tem uma agenda cheia de ensino de seminários em todo o mundo. Além disso, tem investido no desenvolvimento de um grande estabelecimento nas montanhas da China chamado Daqingshan, a fim de levar entusiastas e mestres de Taiji juntos em programas de treinamento em tempo integral. Mantendo-se fiel ao seu legado, Chen Zhonghua tem realmente difundido a arte do estilo Chen Taijquan “Método Prático” em todo o mundo e dado um tesouro e um farol de luz para aqueles que estão interessados em aprender Taijiquan, fiel do jeito que era para ser. www.RevistaTaiChiBrasil.com.br “No sistema do Hong, chamado “método prático,” cada movimento tem um propósito prático (ou seja, aplicações marciais) e pode ser aplicado no combate.” Chen Fake e focou no desenvolvimento de seu uso prático em vez de focar nos aspectos de saúde, como a maioria das outras escolas tem feito. Para Hong, os aspectos de saúde foram um subproduto da arte marcial, um benefício secundário obtido por alguém que exerça habilidades marciais. Mestre Hong aperfeiçoou suas habilidades marciais por cerca de 70 anos de prática. No sistema do Hong, chamado “método prático,” cada movimento tem um propósito prático (ou seja, aplicações marciais) e pode ser aplicado no combate. Chen Zhonghua tornou-se discípulo do Mestre Hong Junsheng e, após seu falecimento, também tornou- 7

[close]

p. 8

A história de Chen Zhonghua Chen Zhonghua nasceu no inverno do terceiro ano dos três anos “Amargos” (1961), um período de seca, fome e inundações que deixaram milhões de pessoas na China mortas. Enquanto sua mãe estava grávida dele, ela e o resto da sua família sofreram de inanição. A situação era tão séria que a paisagem da China ficou quase completamente sem vida. Qualquer coisa que crescesse ou mexesse virava comida. Acima da necessidade, as pessoas até comiam a casca das árvores. Nestas condições, Chen Zhonghua nasceu pequeno e enfraquecido, com 8 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br

[close]

p. 9

problemas de saúde graves, incluindo os pulmões danificados. Ele não era esperado para viver até a vida adulta. A falta de saúde manteve-o dentro de casa durante os primeiros nove anos de sua vida. Durante este tempo, a doença principal era com o coração, fígado e pulmão, enquanto ele também sofria de artrite. Estas circunstâncias levam a sua desesperada e determinada busca de artes marciais como uma forma de fortalecer ele mesmo e aliviar alguns de seus problemas crônicos de saúde. Além disso, sendo muito pequeno, ele também precisava se defender, então aprender uma arte marcial era também uma forma de autopreservação. Em 1979, Chen Zhonghua ingressou na Universidade de Shandong, em Jinan, após graduar-se com as notas mais altas na disciplina de Inglês entre os setenta e seis milhões de estudantes em sua região. Neste ano foi quando ouviu sobre as habilidades surpreendentes de um homem idoso que ensinava Taijiquan em um parque no período da manhã. Suas visitas posteriores ao parque o convenceram de que Hong Junsheng era um homem de Gong Fu real e que seu Taijiquan era digno de aprendizagem. Chen Zhonghua encontra Hong Junsheng A primeira visita de Chen Zhonghua ao parque foi no domingo. As pessoas estavam deixando o parque quando ele chegou, mas ainda havia uma pequena multidão na plataforma elevada acima da estátua do tigre. Quando ele se aproximou, percebeu que era um grupo de visitantes japoneses que haviam estudado com Hong Junsheng. Eles estavam assistindo a uma demonstração realizada por um dos visitantes, um homem escuro, jovem e forte. Ele foi rápido e intenso com a sua forma. Seus olhos eram um feixe de luz em suas mãos, ambas avermelhadas, batendo no chão ruidosamente. Isso foi ótimo! Chen ficou imediatamente impressionado. Poder é o que ele queria! Então, outro visitante japonês subiu próximo a um velho de cabelos brancos e, através de um intérprete, expressou seu desejo de experimentar as habilidades dele, alegando que seria uma grande perda se voltasse para o Japão sem esta experiência. O velho estava de pé com as pernas muito próximas, não parecendo uma postura marcial. Ele fumava um grande cigarro com a mão esquerda, deixando a direita livre. Estava de frente para o visitante japonês com o lado direito do seu corpo. Através do intérprete, disse ao visitante para atacar com toda força, ele não iria lutar, apenas defender-se. Observando que o velho não estava se preparando para a luta, houve mais discussões até o visitante se convencer de que estava seguro para atacar. O visitante deu um soco no rosto do velho. O velho virou um pouco seu corpo e o punho foi de encontro ao ombro dele. O impacto fez o visitante voar para cima e para trás, longe do velho. Foram pelo menos três metros de distância quando ele caiu. Aproximou-se do velho outra vez, que estava ileso e disse: “Eu não sei o que aconteceu. Poderia testar o movimento em você novamente?”. Mais uma vez ele voou e caiu no mesmo Grão-mestre Hong Junsheng praticando Taijiquan lugar. Frustrado, ele não desistiu e tentou uma terceira vez, terminando exatamente como nas outras vezes. Seu rosto mostrava perplexidade total. Joseph Chen, de pé entre a multidão que assistia, estava profundamente impressionado e intrigado, estava determinado a descobrir o Gong Fu que estava detrás deste importante show de habilidade e controle. www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 9

[close]

p. 10

Taijiquan Estilo Chen “Método Prático” O Taijiquan estilo Chen Método Prático é um sistema de Taijiquan. Este título foi formalmente apresentado pelo Grão-Mestre Hong Junsheng em seu livro publicado em 1988, “Taijiquan estilo Chen Método Prático”. O método prático é o conjunto de ensinamento de Chen Fake e Hong Junsheng. Grão-Mestre Hong Junsheng era o discípulo mais proeminente do portador principal da 17a. geração da família Chen, o renomado Chen Fake. Em 1928, o Grão-Mestre Chen aceitou o convite para lecionar em Pequim, tornando-se, assim, o primeiro mestre do vilarejo Chen do condenado Wen, da província de Henan, a ensinar o estilo da família Chen abertamente ao público. Como um dos primeiros alunos de Chen Fake, Hong estudava várias horas por dia com o Grão-Mestre, durante 15 anos, a mais longa duração de treinamento de qualquer um dos discípulos de Chen. Hong aprofundou seus conhecimentos, ensinando em Jinan, de 1945 a 1956. Praticando à exaustão o que tinha aprendido, ele analisava detalhadamente cada movimento e organizou os mesmos em categorias. Discerniu todas as variações de movimentos na forma, com uma percepção clara das necessidades únicas que cada movimento exige do corpo. Com sua compreensão abrangente e a sua capacidade de aplicá-lo, Hong chegou a um profundo nível de integração da arte, experimentar Taiji como um microcosmo de toda atividade humana. Ele então retornou a Pequim para a formação de alto nível do Grande Mestre, em 1956. O termo “prático” tomou forma na mente de Hong em 1956, quando ele foi à Pequim para receber suas instruções finais a partir de seu mestre Chen Fake. Hong sempre reconheceu que os movimentos nas suas rotinas não eram exatamente os mesmos que foram ensinados nas aplicações. Ele perguntou ao seu mestre se pode ser benéfico para a prática de formas realizar exatamente da mesma maneira que seria aplicada nos combates ou no Tuishou. Chen Fake deu a sua benção para este avanço do ensino. Naturalmente, ele ficou muito feliz em ver seus primeiros alunos atingirem um elevado nível de domínio. Desta maneira, começou a analisar as duas formas, Yilu e Erlu (Punhos de Canhão), em maiores detalhes, de um ponto de vista mais avançado. Hong absorveu essa instrução detalhada Estrutura na China para treinamento de Taijiquan em tempo integral. Daqingshan 10 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br

[close]

p. 11

de cada movimento em ambas as formas. Quando o Grão-Mestre Chen Fake demonstrava as aplicações, sempre dizia: “Esta é a maneira prática de usar os movimentos da forma”. Enriquecido tão profundamente durante esse processo dos mais altos níveis de transmissão direta, o “Método Prático” de Hong estava mais cristalizado. Esta é a forma que o Grão-Mestre Hong Junsheng ensinou em Jinan, de 1957 até seu falecimento, em 1997. No treinamento da forma, os movimentos conectam entre si de forma lenta, suave e confortável. Este método de treino cria um fluxo especial e beleza. É uma parte essencial da prática de Taijiquan. Em “Método Prático”, esse cultivo físico é perfeitamente complementado pela integração sistemática e abrangente do valor prático aplicado de todos os movimentos nas formas, para fornecer um caminho rápido para níveis mais elevados do domínio da disciplina completa. Gong e Fa “Gong é a habilidade específica necessária para fazer as técnicas e os movimentos realmente funcionarem em combate, enquanto Fa é o método de execução das técnicas”. Gong (habilidade marcial) e Fa (técnicas) têm sido historicamente separados como dois componentes no processo de aprendizagem. Muitas vezes isso é demonstrado no caso em que um mestre vai ensinar todas as formas coreografadas, sem explicar o significado das formas. Na superfície, a forma parece fantástica, porém a habilidade de combate real vem do Gong. Historicamente na China, as vezes alunos, no início do treinamento, tentaram superar o professor em combate para ganhar uma reputação. Nesse caso, o professor, deliberadamente, evitou o ensinamento de substância (Gong) para os alunos, particularmente no início. Em muitos casos, esse “período de prova” pode durar muito tempo. Isto acabou causando a separação do Gong e Fa. Eventualmente, os alunos nem conseguiram reconhecer a diferença entre Gong e Fa. Os alunos não vão ganhar as habilidades marciais (Gong) simplesmente porque eles praticam os movimentos (Fa). Eles precisam ter o Gong mostrado para eles pelo professor. O velho ditado, “Melhor ensinar 10 Fa do que 1 Gong” mostra o que o tão bem guardado Gong era no passado. Isto não tinha exceção na família de Taijiquan estilo Chen. Uma das coisas que o Mestre Hong Junsheng percebeu após 15 anos de aprendizagem com Chen Fake foi que a forma (sequência dos movimentos) não era executada na mesma forma que os movimentos eram usados no combate (nas aplicações). Isso é típico das artes marciais chinesas e também pode ser visto no Karatê de Okinawa, que tem forte influência das artes marciais chinesas. Movimentos foram modificados e as vezes outros novos movimentos foram incluídos nas formas de muitas artes marciais, para que estranhos não seriam capazes de copiar facilmente as técnicas e aprender a derrotar o mestre que ele observou praticando. Isto é referido como “a separação de Gong e Fa.” O Gong ficou escondido. Fa é o método de execução das Mestre Chen Zhonghua em seminário na Itália www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 11

[close]

p. 12

técnicas, enquanto Gong é a habilidade específica necessária para fazer as técnicas e os movimentos realmente funcionarem em combate. Esta é uma realidade cultural em artes marciais chinesas, especialmente quando elas foram criadas numa época quando as armas de fogo existiram e muitas pessoas militares e mestres tinham que ganhar a vida lutando e ensinando as artes marcias. O Mestre Hong Junsheng começou a adaptar a sua forma para que o movimento seja executado exatamente da mesma maneira que ele foi executado em combate. Então não seria mais necessário modificar seus movimentos da forma a fim de usá-los. Hong não criou novidades, ele simplesmente melhorou a curva de aprendizagem do Taijiquan estilo Chen com seus métodos de ensino inovadores. Seus métodos de ensino são o que caracterizam o que hoje conhecemos como Taijiquan Estilo Chen Método Prático. Em 1956, Hong Junsheng voltou à Beijing e foi testado rigorosamente pelo Mestre Chen Fake todos os dias durante 4 meses. Neste período, o Mestre Chen Fake aprovou os avanços na forma de Hong. Ele também chamou a forma de Hong “muito Mestre Chen Zhonghua praticando tuis hou com Ronnie Yee na China prático” que depois inspirou o nome do sistema de Hong. He Shugan observou os dois mestres no parque Tao Ran Ting, em Beijing neste período. Fotos: Divulgação - Acervo John Vanko Hunyuan Taiji Academy do Brasil Taijiquan Estilo Chen Método Prático http://br.chenzhonghua.org/ Rede Shandong Kung Fu Louva-a-Deus e Taijiquan Estilo Chen http://www.shandongwushu.com.br/ Brasil -> (Comente este texto em revistataichibrasil@hotmail.com ou levislitz@gmail.com) 12 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br

[close]

p. 13

Entrevista Mestre Chen Zhonghua International Standard Bearer No ano de 2004, em Jinan, na China, Chen Zhonghua recebeu o título de “International Standard Bearer” (Portador de Norma Internacional) dos membros da família Hong e dos discípulos sênior do Grão-Mestre Hong Junsheng. Os membros da família falaram de seu pai. Diziam como foi merecido, que o trabalho duro e a dedicação que Chen Zhonghua conduzia em seguir as regras de Taijiquan, com o objetivo de ganhar a habilidade que o qualifica para ser um dos maiores representantes internacionalmente do Taijiquan estilo Chen “Método Prático”. Foram proferidos discursos por filhos e netos de Hong e demonstração da forma Yilu no local. O mestre Li Enjiu, representante do Método Prático na China, também fez um discurso e mais tarde demonstrou aplicações com um de seus principais discípulos, mestre Ding. Entrevista com Mestre Chen Zhonghua para Revista Tai Chi Brasil. Perguntas de John Vanko. -------------------------------------------- Com que idade você começou a estudar artes marciais? Por que você decidiu estudar artes marciais? Como era o seu primeiro treinamento? 
 Comecei o meu treinamento nas artes marciais sozinho, aos 6 anos de idade, mas minha instrução formal começou quando eu estava no ensino médio. Por motivos de saúde comecei a treinar artes marciais. Eu queria usá-la para me curar. Eu estava sofrendo com uma série de doenças que os médicos não conseguiam resolver. Meus primeiros treinos eram muito rigorosos, porque os métodos eram brutais [na China] e eu não tinha um físico saudável.
 O real e o autêntico são a mesma coisa. O Tai Chi Chuan real é algo incomum e é mais do que um exercício ou esporte. É um método especial que os antigos criaram para fins marciais. Esses métodos devem ser aprendidos num ambiente especial. Não se pode aprendê-los por si só. Qual foi a sua primeira exposição ao Tai Chi Chuan “real”? Como você soube que era o real? Minha primeira experiência ao Tai Chi Chuan foi com o Grão Mestre Hong Junsheng. Naquela época eu não sabia que era o real. Eu percebi somente depois que ele faleceu. Quero dizer, depois que ele faleceu, tentei explorar outros sistemas de Tai Chi Chuan e achei a maioria deles inadequados. Até hoje, qual é o maior benefício que você recebeu do seu estudo das artes marciais? 
 Saúde. Qual é a sua visão a respeito do Tai Chi Chuan “real” e do “autêntico”? 
 Por que é que o seu sistema de Tai Chi é chamado Método Prático Estilo Chen Tai Chi Chuan? Existe alguma diferença entre o sistema de método prático e de outras escolas de Estilo Chen Tai Chi Chuan? 
 Meu sistema é chamado Método Prático Estilo Chen Tai Chi Chuan porque é o nome dado pelo meu www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 13

[close]

p. 14

mestre Hong Junsheng. A diferença é que este método se concentra em ser “prático”. Claro que isso não quer dizer que outros sistemas não sejam práticos. Só que neste sistema, Hong Junsheng deu prioridade máxima em ser prático.
 Por que as formas de diferentes mestres de Estilo Chen Tai Chi Chuan às vezes parecem ser diferentes? Esta é uma questão ambígua. Quando os alunos da mesma turma aprendem com o mesmo mestre, eles se tornam diferentes por causa de suas diferenças em habilidade e compreensão. Idealmente devem ser idênticos, mas é claro que isso não é possível. Você parece usar alguns métodos de treinamento e equipamentos especiais. Você pode explicar isso? 
 Comparado com as artes marciais externas e outros sistemas de Tai Chi, o sistema Método Prático Estilo Chen Tai Chi Chuan utiliza relativamente poucos equipamentos de treinamento. Isso ocorre porque os equipamentos utilizados nos velhos tempos não eram fáceis de confeccionar e de usar nos tempos modernos. Por exemplo, o bastão longo (de 3 metros ou mais) é muito difícil de transportar hoje. Em nosso sistema, usamos o facão e a espada. Alguns dos equipamentos menos conhecidos que usamos são: Tai Chi Chan Gun: bastão para treinar energia peng. Chan Tai Chi Jin: puxar cordas de borracha para treinar os círculos. Tai Chi Da Gan: bastão longo para treinamento de força. Além de ter DVDs à venda, você também tem uma grande quantidade de vídeos disponíveis gratuitamente no Youtube. O que fez você decidir por isso? Há muito pouca informação sobre Tai Chi autêntico no Youtube. Achei que eu deveria fazer a minha parte em ajudar. Além do Mestre Hong Junsheng, você também se tornou um discípulo do Mestre Feng Zhiqiang, o fundador da Hunyuan Tai Chi e Qigong. Como você compara os ensinamentos destes dois excepcionais mestres do Tai Chi? Será que seus ensinamentos se complementam? Eu foco principalmente no Hunyuan Qigong do Grão Mestre Feng Zhiqiang. O Sistema é composto de Hunyuan do Estilo Chen Tai Chi Chuan, Xinyi, e Qigong Hunyuan. Como não existe um componente de Qigong no Tai Chi Chuan Estilo Chen Método Prático, eu escolhi Hunyuan Qigong do Grão Mestre Feng Zhiqiang. Existe um perfil típico de aluno seu? Qualquer pessoa pode praticar o seu estilo de Tai Chi? Um aluno típico da minha escola é aquele que não está satisfeito com o atual status quo (estado) do Tai Chi Chuan. Sim, qualquer pessoa pode praticar o estilo Método Prático Chen Tai Chi Chuan. As pessoas podem realmente aprender a lutar usando Estilo Chen Tai Chi Chuan? Com certeza. Esse é o objetivo para o qual o estilo Chen foi projetado. Tai Chi Chuan Estilo Chen é capaz de tornar uma pessoa fraca, forte; uma pessoa lenta, rápida; uma pessoa normal, em um bravo lutador. Isto não é um mistério. É a habilidade especial do Tai Chi Chuan Estilo Chen. Qual é o propósito do Tuishou? Existe uma diferença entre Tuishou e lutar? Tuishou é um jogo de Tai Chi. Ele é usado para verificar se seu treinamento em Tai Chi está correto ou não. A luta real de Tai Chi é chamada Sanshou e Duanshou. Neste nível só há luta, não há regras. Recentemente você levou alguns de seus estudantes do Canadá e de outras partes do mundo para a China, para participar de competições Tuishou. Você poderia nos contar sobre suas experiências? Nós não participamos em competição oficial patrocinada pelo governo [chinês] porque somente estão autorizados os alunos chineses das escolas oficiais. Porém, nossos alunos competiram em eventos com os campeões chineses nacionais e provinciais, e eles se saíram muito bem. Você pode nos contar sobre o seu refúgio na montanha na China chamado Daqingshan? Por que você decidiu construí-lo? O Daqingshan Mountain Resort está localizado na província de Shandong, na China. Ele abrange uma área de 30 quilômetros quadrados com 14 montanhas dentro do terreno. Atualmente existem dois hotéis com capacidade para 150 camas, um restaurante que pode acomodar até 300 pessoas, trilhas, salas de treinamento e muitas outras amenidades. O objetivo é ter um lugar onde os praticantes de Tai Chi possam passar longos períodos de tempo para a recuperação da saúde, relaxamento e treinamento de Tai Chi . Você já conheceu o Brasil? Você pretende visitar o Brasil no futuro? 
 Eu ainda não conheço o Brasil, porém eu gostaria de visitá-lo em breve. 14 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br

[close]

p. 15

Rádio Corredor I Projeto Ilha das Crianças Salvador, BA Um trabalho no sentido de arrecadar doações para um trabalho social está sendo realizado na Bahia. Esta iniciativa está sendo conduzida pela esposa do mestre Jan Silberstorff em Salvador. Qualquer tipo de doação para o projeto (alimentação, material escolar e de artes, brinquedos, livros, lençóis, toalhas, copos, talheres, pratos, entre outros) é bem-vindo. Contato: Associação Ilha das Crianças. Miryam Belo, coordenadora. Celular (71) 81816914. E- mail: miryambelo@ yahoo.com.br ---------------------nos dias 20 e 21 de novembro. No programa haverá avaliação teórica e técnica. O Comitê Brasileiro de Ranking da Associação Internacional de Tai Chi Chuan Estilo Yang avalia os candidatos para os seguintes níveis: . Nível 1 (Águia de Bronze); . Nível 2 (Águia de Prata); . Nível 3 (Águia de Ouro). Todos os praticantes membros da Associação de Tai Chi Chuan do Estilo Yang Tradicional que já aprenderam a Forma Longa Tradicional de 103 movimentos e que tenham pelo menos um ano e meio de prática, podem solicitar a entrada no Sistema de Ranking. Este Sistema foi criado para: . elevar o nível de conhecimento teórico, técnico e moral dos praticantes, . estimular o crescimento e desenvolvimento dos praticantes, . preservar o padrão e a qualidade do Tai Chi Chuan ensinado pela Família Yang. A taxa administrativa internacional para avaliação é de R$ 45,00. Informações sobre o Sistema de Ranking encontram-se no site www.taichichuan.com.br 2º Torneio e Confraternização entre Praticantes de Tai Chi Curitiba, PR Em setembro, a Associação de Praticantes de Tai Chi Chuan (AIPT) realizou, com o apoio do SESC-Paraná, o “2º Torneio e Confraternização entre Praticantes de Tai Chi”. Entre os presentes estiveram o Mestre Pan Yi Bo, os fundadores da AIPT, Dr. Carlos Assis e Levis Litz, o prof. de Tai Chi Chuan Estilo Yang Tradicional, Claudio Montenegro, Joinville, SC, o professor Bruno Davanzo e o Tenente Washington, da Polícia Militar do Paraná e praticante de Tai Chi Chuan Estilo Chen. Tai Chi Chuan Estilo Yang Tradicional Ranking 2010 Ribeirão Preto, SP Avaliação de Ranking 2010 em Ribeirão Preto, SP, acontece www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 15

[close]

Comments

no comments yet