Revista Tai Chi Brasil - Edição Nº 13

 

Embed or link this publication

Description

Revista Tai Chi Brasil - Edição Nº 13

Popular Pages


p. 1

Revista Edição nº 13 | Out - Nov - Dez / 2011 | Distribuição gratuita e dirigida Tai Chi Brasil www.RevistaTaiChiBrasil.com.br Entrevista com o Mestre Liu Chih Ming

[close]

p. 2

Tai Chi Chuan - Eu Pratico! Fotos de amigos prestigiando o “Grupo Tai Chi Curitiba” “As camisetas realmente ficaram lindas. É o Tai Chi promovendo a união entre os povos e regiões distantes.” BethLi. Uberlândia, MG Foto: Newton, Angélica, Jô e Elli. Curitiba, PR Tai Chi Curitiba by levis litz BethLi e Sara Uberlândia, MG Camiseta em Poliviscose Preta. Composto por 67% poliéster e 33% viscose. Tecido de ótima qualidade e durabilidade. Confortáveis, não encolhem, não amarrotam e não precisam ser passadas com o ferro. Camiseta de valor bem acessível: R$ 30,00. Mais o valor dos Correios de R$ 15,00. Total: R$ 45,00. Tamanhos: P, M, G e GG, modelagem normal. Por depósito no Banco do Brasil ou CEF. Interessados: e-mail levislitz@gmail.com Lenira, Vera e Anderson Curitiba, PR Solange Anápolis, Goiás Levis e Anderson Curitiba, PR Giordano, Levis e Celeste Curitiba, PR Anjee Momoi Inúbia Paulista, SP Regina Curitiba, PR Nelson Santos, SP Lorena Curitiba, PR

[close]

p. 3

Revista Tai Chi Brasil Sumário 7 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br Curitiba - Paraná - Brasil Edição nº 13 | 2011 ® Todos os direitos reservados 4° ofício de registro de documentos Mestre Liu Chih Ming Registro nº 401.197 Editor: Levis Litz Entrevista com um mestre que adota os princípios taoístas como postura de vida e tem a intenção de ajudar as pessoas Capa: demonstração de Tai Chi com espada pelo Mestre Liu Chih Ming no Centro Cultural São Paulo. Foto/Cortesia Acervo: Tarcísio Tatit Sapienza. Colaboraram nesta edição Alex Dong, Anderson Rosa, Angela Soci, Associação Internacional de Praticantes de Tai Chi Chuan - AIPT, CXWTABR, Estevam Ribeiro, CEMETRAC, Liu Chih Ming, Mateus e Luciana Maia, Roque Severino, Sociedade Brasileira de Tai Chi Chuan - SBTCC, Tai Chi Chuan BhMg e Tarcísio Tatit Sapienza. Agradecimentos Anjee Momoi, Aristein Woo, Arthur Dalmaso, BethLi, Giordano Tosi, Fernando, Liga Mineira Estilo Yang de Tai Chi Chuan, Patrícia Kavamoto, Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal, Elli nowatzki, Flávio Prado, IFTB - Instituto de Formação em Taijiquan - Brasília, Núcleo Shandong, Equilibrius - Ribeirão Preto, Rodrigo Apolloni, Grupo Tai Chi Curitiba. Revisão Valesca Giordano Litz e Viviane Giordano 20 “Wude” - O código de ética e moral Diretrizes que se apresentam aos estudantes e instrutores de Tai Chi Chuan e de todas as artes marciais 25 O tempo das coisas O Tai Chi Chuan como uma prática corporal que se estende não somente pelo corpo, mas também pela mente e pelo espírito Convivência e aprendizado com o Guardião do Taijiquan da família Chen Entendimento jurídico aponta para livre atuação em Tai Chi Chuan, independente de formação acadêmica Foto em destaque - um incentivo a prática do Tai Chi com espada SEÇÕES 2 4 6 16 27 28 Chen Xiao Wang 32 Quem pode ensinar tai chi chuan? revistataichibrasil@hotmail.com levislitz@gmail.com Jornalista responsável diplomado Contato levis litz - mtb 3865/15/52v pr 35 Mestre Alex Dong Distribuição gratuita e dirigida. Todos os textos e fotos aqui publicadas são colaborações voluntárias gratuitas. Não são de responsabilidade desta revista os artigos de opinião e também as opiniões emitidas em entrevistas e depoimentos, por não representarem, necessariamente, o pensamento do editor. Por questões de espaço, objetividade e clareza, a equipe editorial reserva-se o direito de resumir os textos recebidos. Foto com pouca definição é de responsabilidade do autor. Os exemplares impressos em papel excedentes desta publicação serão doados para bibliotecas públicas. TAI CHI - EU PRATICO MENSAGENS & CARTAS EDITORIAL RTCB NOTAS TAI CHI - REPRESENTAÇÕES

[close]

p. 4

Mensagens & Cartas Estilo Wu Tai Ji Quan Olá! Meu nome é Christiano e sou praticante de tai ji quan aqui em Curitiba! Primeiro gostaria de agradecer ao Levis e sua equipe por essa revista que sempre nos inspira e fortalece em nossa prática, realmente fez a diferença! Foi através dessa força que quis ir em busca de mais conhecimento! O estilo que pratico é muito escasso de professores, a minha professora aqui em Curitiba se aposentou e ela me deu dicas de que encontraria professores desse estilo talvez em São Paulo, onde foi o aprendizado dela com o Mestre Wu! Portanto, se algum aluno ou descendentes que ministram aulas desse estilo lerem essa carta gostaria de entrar em contato para possível encontro e troca de experiências, bem como a possibilidade de realizarmos workshops e seminários! Agradecido por essa oportunidade! Um abraço forte a todos! Christiano dy Lima Naturoterapeuta, Curador quântico e praticante de Tai Ji Tel: (41) 9607-1013 naturocris@yahoo.com.br “Recebi a revista e fiquei encantada ao ver meu comentário publicado na RTCB. Obrigada pela gentileza. A Revista ficou “ótima”, você como sempre fez um excelente trabalho. Já estou fazendo a maior propaganda divulgando as revistas entre meus amigos. Com certeza elas irão auxiliar a todos, que como eu, tem vontade de aprender e levarão belíssimos conhecimentos Revista Tai Chi Brasil. Curitiba - Paraná - Brasil. revistataichibrasil@hotmail.com | editor: levislitz@gmail.com Por questões de espaço e coerência, a equipe editorial reserva-se o direito de editar mensagens, depoimentos, fotos e textos recebidos. aqueles que não fazem nem idéia dos benefícios da prática da arte do Tai Chi Chuan. Mais uma vez obrigada e PARABÉNS a todos pelo brilhante trabalho.” Rosângela Souza Emerick Manhumirim. MG “Parabéns amigo e obrigado pela publicação, a revista deste mês esta muito linda. Parabéns a todos.” Geraldo Cerqueira Salvador, BA “Parabéns! Obrigada por compartilhar este tesouro!” Ivana Barbosa São Lourenço, MG “Professor Levis, muito grata pela revista. Excelente, como sempre divulgaremos. Abraço fraterno.” Teresinha Pereira Praça da Harmonia, Brasília, DF “Parabéns Levis... ótima edição, sobretudo a matéria que ilustra o código de ética.” Marco Aurélio Associação Chi Lum Tao Jandaia do Sul – PR” “Parabéns, a revista está muito boa, acho até que dois dos tópicos, como os do Roque Severino e o do Marcio Lacerda, poderiam ser mais comentados por todos nós taichistas. Um com relação às devidas medidas da tradição e o outro com o taichi nos dias de hoje , no trânsito. Seria bem legal, ambos fazem parte do que nos diz respeito como taichistas do séc. XXI.” Estevam Ribeiro Rio de Janeiro, RJ “Hola Levis: He revisado las dos revistas electrónicas que me enviaste y realmente estan muy buenas, puedo apreciar un excelente nivel profesional, te felicito por que eres el mejor periodista en artes marciales que he conocido durante mis más de 40 años de experiencia. Te comento que soy discípulo directo del Gran Maestro Zhen Zhenglei, a quien conocí en 1992 em Japón, donde viví 6 años y también fuí instructor de Tai chi de la Asociación Chino Japonesa de Osaka. También conozco muy bien al Maestro Wang Hai Jun, he recibido instrucciones de él varias veces en la China, donde viajo todos los años. Es un excelente Maestro y un gran amigo.” Juan Vásquez S. Presidente y Director Técnico de la Asociación Latinoamericana de tai Chi Chuan - Estilo Chen Peru “Olá Levis, sou fã da sua revista de tai chi desde a primeira edição. Sou de Indaiatuba que tem grupo que ensina o estilo Yang. Meus parabéns mais uma vez pelas edições das revistas de tai chi, é uma ótima oportunidade para quem gosta do assunto e poder ficar de alguma forma informado sobre essa prática tão maravilhosa.” Caio Cesar Oliveira Indaiatuba 4 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br

[close]

p. 5

Giordano e Fernando, praticantes de Tai Chi Chuan e leitores da RTCB. “Tenho acompanhado no facebook as várias matérias sobre o Tai Chi Chuan. Parabéns pelas revistas. São muito bons os artigos e matérias. Fonte para conhecimento e aprendizagem. Hoje estou fazendo o curso de Tai Chi Chuan estilo Yang tradicional - forma antiga, com o Mestre Adriano em Porto Alegre CCTao. Parabéns pelo belo trabalho que está sendo desenvolvido. Todos estão de parabéns.” André Luiz Krause Rio Grande do Sul “You are doing a fantastic job of promoting taijiquan and you have my heartfelt support.” Niall O`Floinn Irlanda “Desejo todo sucesso possível a revista de vocês para a divulgação do Tai Chi! Parabéns!” Garanhuns, PE “Olá amigos! Que excelente é a Revista Tai Chi Brasil! Felicitações!” Sela Florianópolis, SC “Ficou ótima a Revista. A capa então, lindíssima. Encomendei na gráfica 100 exemplares para serem distribuídos nas academias e espaços afins aqui em Minas para divulgar o seu trabalho. Parabéns colega!” Bethli Uberlândia, MG “Recebi o exemplar da Revista e ela está com ótima qualidade! Parabéns pelo seu trabalho! Agora temos um Fórum (www.sgi.org.br) onde você pode divulgar este trabalho para milhares de pessoas que acessam mensalmente nossa página. Fique a vontade para fazer esta divulgação! Para nós será um prazer colaborar para a difusão do Tai Chi! Giordano Cimadon Curitiba, PR “Muito agradecido por mais um belo exemplar da revista. Grande contribuição para o enriquecimento do TCC no Brasil.” Marcello Giffoni Belo Horizonte, MG “Recebi a Revista Tai Chi Brasil, esta ótima! Parabéns pelo seu trabalho e dedicação.” Nair Curitiba, PR “Salve, Levis! Parabéns pela publicação - a comunidade de praticantes de Tai-Chi e Kung-Fu precisa cultivar o espírito crítico e sua publicação é um bom caminho para isso - grande abraço! Senda Arte Marcial Chinesa Curitiba, PR www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 5

[close]

p. 6

Editorial No Brasil do Tai Chi: diversidade, respeito e coerência Revista Tai Chi Brasil Bibliotecas & Acervos Campinas, SP Equilibrius - Centro de Tai Chi Chuan, Acupuntura e Cultura Oriental Av. Oscar Pedroso Orta, 222. Barão Geraldo. Compartilhar seus conhecimentos sobre tai chi chuan é uma missão à qual muitos professores e praticantes dessa arte já estão engajados há muito tempo - que bacana! Isso é digno de elogio, reverência e aplauso. É importante observar que o tai chi no Brasil é cheio de contrastes, com estilos diversos, ricas experiências e, naturalmente, opiniões diferentes. Nesta edição, alguns artigos reforçam esse sentimento em relação ao tai chi. Tantas histórias, tantas impressões e cada um com sua maneira de ver e transmitir. Dessa maneira, o leitor pode conhecer um pouco melhor o que acontece em nosso gigantesco terrritório verde e amarelo. No entanto, um leitor da RTCB, com um olhar mais acurado, pode sentir falta em suas páginas de um determinado evento, a menção de alguma escola ou grupo ou de um texto sobre seu mestre etc. Que fique bem claro que, se não foi publicado pela RTCB, é porque sua equipe editorial não ficou sabendo ou não obteve acesso à informação ou justamente por seguir a ética e respeito, não foi autorizada a publicar. A RTCB também atua com coerência, não publica nada relacionado a algum eventual leitor mal intencionado, que tenta denegrir o trabalho da RTCB e questiona sua seriedade, profissionalismo e postura ética da revista e de seu editor; seja em público, no Orkut ou no FaceBook. Contudo, podem ter a certeza que a Revista Tai Chi Brasil faz, como sempre, a sua parte, trazendo enfoques diversificados naquilo que une todos nós, leitores e praticantes, com boa intenção no coração: o tai chi. Enfim, acreditamos que esse é um importante passo para compreender a realidade que permeia o tai chi, desde o Monte Caburaí ao extremo sul, o Chuí. ------------------------------------------Caxias do Sul, RS Centro de Estudos da Medicina Chinesa Av. Júlio de Castilhos, 1501. Sala 32. Centro ------------------------------------------Curitiba, PR Biblioteca Pública do Paraná Rua Cândido Lopes, 133. Centro. Biblioteca Hideo Handa Praça do Japão. Água Verde. Academia Paramitta Av. Visc do Rio Branco, 84. Mercês. Colégio Estadual do Paraná Rua João Gualberto, 250. Alto da Glória. Colégio Medianeira Av. José Richa, nº 10546. Prado Velho. Instituto Fu Hok | BackStage R. Guido Straube,52-B. Vila Izabel. Nutribioforma R. Jaime Balão,1150. Casa 1. Hugo Lange. SESC Paraná – Unidade Água Verde Av. República Argentina, 944. Água Verde. ------------------------------------------Ribeirão Preto, SP Um grande abraço e boa leitura, jornalista diplomado Levis Litz editor Equilibrius - Centro de Tai Chi Chuan, Acupuntura e Cultura Oriental Rua Cerqueira César, 1825. Jd. Sumaré. ------------------------------------------São Paulo, SP Contato - Também no FaceBook Revista Tai Chi Brasil - RTCB . página na internet: www.RevistaTaiChiBrasil.com.br . e-mail: revistataichibrasil@hotmail.com Editor - Levis Litz . e-mail: levislitz@gmail.com . página na internet: www.TaiChiCuritiba.com.br ---------------------------------------------------------------------------------- Espaço Bem Estar (Yoga e Tai Chi Chuan) Av. Pe. Antonio José dos Santos, 1371. Brooklin Novo. Peng Lai Brasil - Artes Marciais Tradicionais Chinesas. Av. Deputado Emílio Carlos, 121. B. do Limão. Sociedade Brasileira de Tai Chi Chuan Rua José Maria Lisboa, 612, Sala 7. ------------------------------------------Uberlândia, MG Academia Budô Kan Rua Benjamin Monteiro, nº 64. Centro. Curitiba - Paraná - Brasil 6 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br

[close]

p. 7

Entrevista com o Mestre Liu Chih Ming Por Tarcísio Tatit Sapienza APRESENTAÇÃO Mestre Liu Chih Ming nasceu em 1948 em Taiyuan, capital da província de Shanxi, no norte da China. Cresceu e estudou em Taiwan (República da China), onde formouse no China Medical College. Em 1979 veio para o Brasil com sua família a convite de seu pai, Mestre Liu Pai Lin, que já vivia aqui desde 1975. Mora na cidade de São Paulo, onde dirige o CEMETRAC - Centro de Estudos de Medicina Tradicional e Cultura Chinesa. Desde que chegou ao Brasil dedica-se profundamente à divulgação das Artes Marciais Internas (Tai Chi Chuan e Baguazhang), da Medicina Tradicional Chinesa, das práticas de Chi Kung, da Meditação Taoísta e do Tao como caminho de iluminação. Sua postura de ensino caracteriza-se por trabalhar de maMeditação Taoísta neira integrada todo este conhecimento. Representa as linhagens taoístas Porta do Dragão (Longmen pai), Montanha Dourada (Jinshan pai) e Kun Lun Chien Shan. Além de seu pai, teve como mestres Yang Yu Zhen, Wang Yen Nien, Wang Shu Jin e Liu Pei Zhong. Aprendeu medicina chinesa com Xiu Yang Zhai, da renomada linhagem de Agulha de Ouro. Participa ativamente das iniciativas de regulamentação profissional da Acupuntura no Brasil desde a década de 1980. Atualmente é Vice-Presidente de Honra da Federação Mundial de Acupuntura e Moxabustão (WFAS) e membro do Conselho Executivo da Federação Mundial das Sociedades de Medicina Chinesa (WFCMS). Mestre Liu Chih Ming adota os princípios taoístas como postura de vida. A intenção de ajudar as pessoas o mobiliza na direção de divulgar seu conhecimento. www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 7

[close]

p. 8

Revista Tai Chi Brasil | Tarcísio Tatit Sapienza O que é o Tai Chi Chuan para o senhor? Mestre Liu Chih Ming - O ideograma “Tai” ( ) significa muito superior, muito grande, até o máximo. O ideograma “Chi” ( ) significa sem limites. Assim, “Tai Chi” pode ser entendido como uma grandeza sem limites. Muitas pessoas sabem que o ideograma “Chuan” ( ) significa punho, mas não percebem que nele há outros significados. Na parte de baixo encontramos a representação da mão e na de cima a do ser humano. Você, o ser humano que aparece em Chuan, precisa saber usar sua mão para administrar e equilibrar Yin e Yang. Ao buscar a grandeza máxima sem limites, quando suas mãos adquirem a habilidade de dominar Yin e Yang, nasce o Tai Chi Chuan ( ). Qual é a importância da prática do Tai Chi Chuan? Zhang San Feng, o mestre que originou o Tai Chi Chuan, ensina que o sentido mais importante desta prática é promover a saúde e proporcionar a longevidade. Ele fala a todos os heróis deste mundo que lutar não é a sua finalidade principal. É uma arte marcial voltada para a defesa. Quando há uma necessidade real, num caso muito urgente, muito necessário, o praticante pode utilizá-la para se defender. Na nossa vida o mais importante é a saúde, se você não tem saúde então não tem nada. O Tai Chi Chuan ajuda a gente a ter muita saúde. Assim você pode ajudar as pessoas, auxiliar a população a ter mais saúde e viver em harmonia. O sentido maior da prática de Tai Chi Chuan é aprender a praticar o Tao, a compreender o Tao e iluminar-se. Qual é a principal qualidade que um praticante de Tai Chi Chuan deve desenvolver? O praticante de Tai Chi Chuan deve saber que esta é uma arte da sabedoria: você tem que desenvolver sua própria sabedoria. É uma arte da compaixão: você precisa cultivar a qualidade da compaixão, saber amar e criar harmonia com todo mundo, com todos os seres vivos. É uma arte da saúde: ao manter uma boa saúde você tem mais possibilidade de ajudar os outros. É também uma arte da felicidade: proporciona um bom estado à mente, com muita luz interior, evita a depressão. Praticar Tai Chi Chuan permite trabalhar todas essas qualidades. O equilíbrio de Yin e Yang traz muita paz e harmonia, dificilmente você vai entrar em conflitos. Também pode desenvolver sua capacidade de influir positivamente nas outras pessoas, de transmitir equilíbrio. Assim, naturalmente, todo mundo também se transforma, a sociedade vai se modificando e o país muda. Que conselhos daria para aqueles que estão começando a praticar Tai Chi? Para os iniciantes minha primeira sugestão é procurar um bom orientador. Ao escolher o professor recomendo conhecer a história de sua linhagem. Você precisa saber Mestres Liu Chih Ming e Liu Pai Lin (Poesia) 8 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br

[close]

p. 9

qual é a fonte da água que vai tomar. Além de aprender os movimentos e suas aplicações você precisa saber da teoria, dos benefícios de cada movimento. O I Ching orienta: “o sábio precisa aprender do movimento constante do Céu, ele não para.” É muito importante praticar o Tai Chi Chuan com constância. É necessário dedicar tempo à prática, é um treino para a vida toda, não apenas para quando se está doente. É importante conhecer um segredo de nosso mestre, o espírito do Tai Chi Chuan: você não pode usar força. Usa o quê? Usa sua intenção, sem usar força. O movimento deve fluir contínuo como o da água de um rio que se dirige ao mar, não pode ter interrupções. É preciso ser natural, saber respeitar-se ao realizar o Tai Chi Chuan. O corpo, a natureza e a condição física de cada pessoa são diferentes. Você não pode pensar: “Ah!, eu vi alguém que faz um movimento mais difícil, assim deve ser melhor.” Não é, porque Tai Chi significa ser natural: respiração natural e movimento natural. Qual é tempo mínimo, por semana, que recomenda praticar o Tai Chi Chuan? Recomendo de uma hora até uma hora e meia de prática diária. Quando sua energia interior unida ao vento da respiração ativa seu fogo interno, aí você começa a transpirar naturalmente. O tempo ideal de treino é quando ocorre esta transpiração leve. Este tempo não precisa ser dedicado apenas à arte marcial. Por exemplo, de manhã você pode começar com a prática da meditação e seguir com a respiração dos Seis Sons, o treinamento das Doze Sedas, o Ba Duan Jin, o Chi Kung Taoísta e o Tai Chi Chuan. Para quem é muito ocupado, muito dedicado ao trabalho, tem muito serviço, enfrenta muita correria e não pode parar para praticar todos os dias, minha sugestão é treinar no mínimo três vezes por semana. Por que há poucos jovens engajados na prática do Tai Chi Chuan? Hoje os jovens não encontram tempo para praticar Tai Chi Chuan: tem que estudar, fazer lição de casa, prestar vestibular, ir a muitas festas de noite e também namorar. A maioria não gosta do que parece ser lento, prefere as coisas mais modernas, rápidas e coloridas. Por ainda não manifestarem problemas de saúde não sabem apreciar a preciosidade destes ensinamentos, não entendem porque deveriam praticá-lo. O Tai Chi Chuan é uma prática muito importante para o jovem que queira ter mais saúde, ser mais bonito, ter mais força, mais luz de vida. Assim poderá estudar melhor, abrir sua inteligência para que o estudo na escola seja perfeito. O aprendizado do Tai Chi ensina a manter o equilíbrio emocional e a viver em paz e harmonia com todo mundo, na escola e em casa. Os jovens que já praticam Tai Chi Chuan tem uma visão muito profunda, muito sábia, percebem como ele é precioso. Por isto desde cedo seguem o treinamento, parece que veem a prática como um tesouro, não param de buscar este caminho, de praticar, de aprender. Poucos jovens tem esta visão. Eles trazem uma semente antiga, uma consciência de outra vida: já aprendeu, já sabe como o Tai Chi é bom. O aspecto terapêutico da prática do Tai Chi a torna mais indicada para idosos? A prática de Tai Chi Chuan é uma arte marcial que favorece a circulação adequada da energia pelos canais energéticos e colaterais (jing luo), os mesmos meridianos trabalhados pela Acupuntura. Podemos aumentar nossa imunidade e prevenir as doenças ao equilibrar a energia (Chi) e o sangue (Xue) e estabelecer Centenário de nascimento do Mestre Liu Pai Lin www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 9

[close]

p. 10

“EMPURRAR” Baguazhang “Condor estende as asas” a harmonia entre o Yin e o Yang do corpo, os órgãos e vísceras (zang fu). Atualmente há muitas pesquisas internacionais que comprovam seus benefícios para os idosos. Quem pratica Tai Chi Chuan pode retardar seu envelhecimento. A respiração profunda ativa o fogo de vida e tonifica a energia dos rins. A fabricação natural de hormônios é estimulada, mantendo o equilíbrio hormonal. O treinamento regular ajuda a tonificar os músculos, tendões e ossos e permite evitar as quedas e fraturas que fazem tanto mal para saúde do idoso. A movimentação suave estimula a fabricação do líquido que lubrifica nossas articulações, como o cotovelo e o joelho, assim facilita os movimentos e previne os problemas de reumatismo, artrite e artrose. Por ser uma forma de meditação em movimento, o Tai Chi Chuan pode acalmar as pessoas, sossegar a mente e ajudar todos a dormirem mais tranquilos. Também pode evitar os problemas de depressão, ativar a memória e prevenir o alzheimer. Com que idade começou a praticar Tai Chi Chuan? Quais suas memórias mais antigas? Como era a sua prática? Comecei a praticar Tai Chi Chuan com seis anos, aprendendo com o Mestre Pai Lin. Meu pai era muito disciplinado, normalmente fazia o despertador tocar sempre às quatro e meia da manhã. Ele acordava e levantava para fazer exercícios na cama, como as práticas de alongamento. Eu acordava mas fingia ainda estar dormindo. Ele começava indo beber água, descia e depois fica ao meu lado, andando, andando, andando, mas ainda não queria acordar o filho. Mais ou menos às cinco horas ele me acordava: “levantar, tem que levantar!” Não podia ir dormir muito tarde porque ele sempre me chamava bem cedo. Às vezes minha mãe pedia que não acordasse seu filho, ainda muito pequeno. Ele respondia: “tem que treinar, tem que treinar!”. Aí eu acordava e ia andar junto com ele. Antes de sair de casa meu pai sempre me preparava um copo de água morna, isto eu nunca esqueço: água morna, não gelada, sempre morna. Falava “tem que beber água antes de sair de casa comigo”. Eu passava com ele um bom tempo. Durante o inverno saíamos ainda em meio da escuridão e caminhávamos meia hora para subir a montanha. O treino começava sempre pela respiração para eliminar o turvo e receber a energia pura. Captávamos energia de céu, da terra, do sol e até das árvores. A seguir treinávamos Ba Duan Jin e alguns exercícios de Chi Kung e depois praticávamos Tai Chi. A medida que fui crescendo começamos a praticar também o empurrar as mãos (Tui Shou) e outras artes marciais. Minha memória nunca esquece desta cena: o sol a nascer, os passarinhos cantando, muitos insetos cantando no verão... Estes sons, esta cena, ainda estão na minha cabeça, entre as lembranças mais antigas. Quem foram seus mestres? O primeiro mestre é meu pai, Liu Pai Lin, o mestre de minha vida. Seu irmão de linhagem Yang Yu Zhen é meu segundo mestre. Ele presidiu a Associação Internacional de Tai Chi Chuan de Taiwan (República da China). Papai morava em Taichung, no centro da ilha, e ele morava na capital Taipei, ao norte. Agradeço a ele por me acolher em sua casa na época que cursei a faculdade de tecnologia, tinha então cerca de 22 anos. Como meu pai, de manhã ele sempre treinava comigo. Ensinou-me o 10 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br

[close]

p. 11

“Tai Chi Chuan da tradição secreta da família Yang” e a Espada Tai Chi. Meu terceiro mestre é Wang Shu Jin, da terceira geração de Baguazhang. Ele me ensinou Baguazhang, a “Espada dupla de baguazhang”, a “Espada do yang absoluto” e a mesma forma de Tai Chi Chuan ensinada pelo Mestre Chen Pan Ling. Wang Yen Nien, também irmão de linhagem de meu pai, é meu mestre de Tui Shou. Mestre Yang Yu Zhen sempre me levava para treinar no local onde ele orientava a prática de Tui Shou, o congresso legislativo do governo de Taiwan. Meu mestre de Acupuntura e Medicina Chinesa é Xiu Yang Zhai, uma influência muito importante em minha vida. Depois do casamento morei e trabalhei na capital de Taipei, lá aprendi acupuntura com este mestre da linhagem da Agulha de Ouro. Estudava de noite e nos fins de semana, contando sempre com a ajuda e compreensão de minha senhora Liu Lin Po Ju. Ao voltar para Taichung aproveitei a oportunidade para aprender junto com papai e Mestre Yang Yu Zhen práticas internas meditativas (neigong) com Mestre Liu Pei Zhong, representante de uma linhagem taoísta especial, a linhagem de Kun Lun. Pode contar alguma situação engraçada ou curiosa envolvendo o Tai Chi Chuan? Papai me contou diversas histórias de seu mestre, Zhang Qin Ling (1887-1967). Ele trabalhava como general em Taiyuan, capital da província de Shanxi, quando teve a oportunidade de aprender com este grande mestre. Ele contava que na época do famoso Mestre Yang Cheng Fu (1883-1936), muitos vinham de longe para desafiá-lo a comprovar qual mais forte. Ele recusou-se a lutar com uma pessoa muito incomoda e insistente que o provocava a brigar dizendo não aceitava seu desafio por ter medo. Zhang Qin Ling saiu e apresentou-se dizendo que não era um discípulo, apenas trabalhava naquela Movimento: “Moça graciosa trabalha a lançadeira” www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 11

[close]

p. 12

Retratos dos Mestres do Mestre Liu Chih Ming Yang Jian Hou Wang Shu Jin Wang Yen Nien Liu Pei Zhong Zhang Qin Ling Yang Yu Zhen Xiu Yang Zhai casa, mas se fosse vencido depois o desafiante poderia lutar com o mestre. Ele já tinha muito conhecimento, aprendido pela observação. O desafiante falou: “você não é nada, nem mesmo é discípulo, deve ser bem fraco.” Quando os dois entraram em combate, no contato de braço com braço o adversário logo teve um osso quebrado e fugiu rapidamente ao perceber que naquele lugar havia muitas pessoas especiais. Outra história interessante é de quando Zhang Qin Ling ensinava o movimento de Tai Chi Chuan “Acompanhar a cauda do pássaro” (Lan que wei). Ele pegou um passarinho na mão para demonstrar para papai. Quando o passarinho está querendo voar, primeiro tem que se encaixar na mão, sedimentar, depois consegue voar. Mas quando o passarinho tentava se encaixar o mestre descia sua mão, quando queria voltar a subir ele acompanhava seu movimento, sem deixar o passarinho levantar voo. Para falar deste movimento é preciso conhecer esta teoria, o significado de seu nome. Você está mexendo a mão acompanhando o passarinho mas nunca deixa que ele saia de seu controle, quando ele quer voar você equilibra Yin Yang para que ele nunca tenha pontos de apoio, ele sempre fica no vazio, sem pontos fixos para conseguir voar. Você tem de praticar este nível de sensibilidade ao “Acompanhar a cauda do pássaro”. O que é ba gua? O Ba Gua (ou Pa Kua) é uma representação dos 8 fenômenos do mundo material, da natureza, incluindo: Céu, Terra, Água, Fogo, Trovão, Montanha, Vento e Lago. Foi criado por Fu Xi, um grande taoísta que viveu há quase 6 mil anos. Entre as referências escritas mais antigas a este conceito encontramos as explicações de Confúcio para o I Ching. Os trigramas do Ba Gua são construídos a partir da combinação de linhas Yin e Yang: as linhas yang são as cheias, as yin as quebradas. O Baguazhang é uma arte marcial de origem taoísta. Não há registros históricos de quando foi criado. Dong Hai Chuan, o primeiro mestre reconhecido desta linhagem, viveu na China durante a dinastia Qing e declarou ter aprendido esta arte marcial com dois taoístas na montanha. Esta arte utiliza movimentos em torno de círculos para realizar combinações correspondentes aos oito trigramas (Ba Gua) que representam a natureza do universo. Ao realizar estas mutações de Yin Yang em todas as direções emprega movimentos circulares da palma como defesa e ataque. O aprendiz pode compreender melhor as mutações das energias Yin Yang, saber mais do passado e do futuro e aprofundar-se na busca da iluminação. Em alguma ocasião precisou empregar seu conhecimento de artes marciais como defesa pessoal? Sempre preferi evitar conflitos, são desnecessários. Quando nos mantemos em paz não há necessidade de Baguazhang - Seminário - Palma Simples Abraçar o Universo - China. 12 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br

[close]

p. 13

Além da harmonia com a sua própria família, terá muito harmonia com as outras pessoas. As pessoas próximas, como seus colegas de trabalho, também vão sentir isto em você. Quando é manifesto o respeito ao outro, a outra pessoa também sabe te respeitar. Assim podem ser evitadas muitas brigas. Como era conviver com o Mestre Liu Pai Lin? Mestre Pai Lin foi general, por isto quando jovem usava regras de disciplina, como todo militar. Eu lembro que na juventude era muito rigoroso, ele tinha que olhar todas as coisas, e se não estivesse certo então agia com muito rigor. Mas ele era muito carinhoso comigo. Quando meu pai tornou-se general, quase aos quarenta anos, nasceu este filho, por isto ele me chamava desde pequeno de “filho velho”. Na China daquela época os casais costumavam casar cedo e ter filhos bem jovens. Até hoje ainda me lembro dele me chamar assim. Desde criança ele cuidava de mim, eu estava sempre perto dele. Ele costumava carregar uma foto minha, era muito, muito bom. Eu ainda me lembro que na cidade de Taichung, todas as vezes que voltávamos do treino matinal eu ganhava uma coxa de frango assado quando passávamos por uma loja do caminho. Assim o filho estava sempre feliz, e o pai também. O que caracteriza o Tai Chi Chuan Pai Lin? O Tai Chi Chuan Pai Lin tem um caráter muito especial. Para entender você precisa compreender seu outro nome: Tao Kung Chuan. O mestre do Mestre Liu Pei Zhong, que viveu em Pequim no Palácio da Cidade Proibida, denominou assim sua arte. Quando ensinou a Liu Pei Zhong falou: “esta arte marcial de Tai Chi Chuan tem como nome Tao Kung Chuan, chama-se prática de Tao.” Internamente, este treinamento permite desenvolver uma grande sabedoria. Externamente, pela movimentação e pela respiração despertamos nossos três tesouros originais: o espírito original (shen); a energia original (chi); e a essência original (jing). Por meio da respiração e da intenção ativamos os 12 meridianos comuns e os 8 meridianos extraordinários possibilitando uma circulação perfeita de sangue e energia. Nossa energia interior pode ser combinada com as do Céu, da Terra, e de todos seres vivos da natureza, assim permitindo realizar a união de Céu, Ser Humano e Terra. O Tai Chi Chuan Pai Lin tem este caráter. É uma prática de Tao Kung Chuan. Seu objetivo final é desenvolver a sabedoria e utilizar nossa energia interna para integrar Céu, Ser Humano e Terra e assim alcançar a união com o Tao. Quando você assiste uma demonstração de Tai Chi Chuan Pai Lin, com certeza repara que já no início há algumas diferenças em relação aos outros estilos de Tai Chi Chuan. O Tao Kung Chuan tem movimentos característicos que não existem em outros estilos, como: Baguazhang com duas espadas lutar com outras pessoas. Como diz Zhang San Feng, no aprendizado do Tai Chi Chuan, a luta é um aspecto secundário, o mais importante é a saúde e longevidade do praticante. Ele orienta todos os heróis deste mundo a considerar esta arte desta forma. Mas há ocasiões onde você pode precisar utilizar esta arte marcial para lutar. Quando não se conhece sua aplicação o Tai Chi Chuan pode aparentar ser muito yin, mas quando aplicados seus movimentos são muito fortes e poderosos. Cada movimento pode deixar instantaneamente a pessoa machucada ou caída. Há três tipos de ocasião que justificam lutar: em casos urgentes ligados com a segurança nacional de seu próprio país, o país deve ser colocado em primeiro lugar; nas situações que envolvem a segurança de muitas pessoas, se você pode salvá-los também deve usar seu conhecimento; ou quando você testemunha um crime e tem 100% de certeza da possibilidade de vencer um bandido sem arriscar ninguém, quando você vê que ele não tem muita força nem arma, você pode aplicar sua arte marcial. Como consegue equilibrar a sua vida cotidiana familiar com o Tai Chi Chuan? Tai Chi Chuan é uma prática de sabedoria. É uma arte marcial de compaixão. É uma prática de saúde. É uma arte marcial de alegria e felicidade. É uma arte marcial para manter a paz. Se você sempre pratica Tai Chi Chuan, então vai se transformando, vai mudando, fica mais sábio, com mais compaixão, mais saúde, mais felicidade e paz. www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 13

[close]

p. 14

“Abraçar o universo” (ou “Postura da àrvore”), “Unir os três tesouros”, “Balançar Yin Yang” e “Rolar o Tai Chi”. Estes movimentos diferentes são ligados à linhagem de Kun Lun, à transmissão do Mestre Liu Pei Zhong. Poderia nos falar mais do Mestre Zhang Qin Ling e da prática de Yangjia Michuan Taijiquan, a “tradição secreta da família Yang”? Quando o Mestre Yang Jian Hou (1839–1917), filho do criador do estilo Yang de Tai Chi Chuan, viu Zhang Qin Ling defender a honra da família e derrotar seu desafiante, decidiu recebê-lo como discípulo. Chamou-o de noite para dentro de sua cela e disse: “você cuidou de nossa família, manteve nossa fama de invencibilidade, por isto eu vou te ensinar agora os segredos do Tai Chi Chuan.” Estes segredos são realmente muito preciosos, naquela época os conhecimentos mais profundos eram ensinadas apenas para os discípulos mais próximos. Wang Yen Nien e meu pai trabalharam como militares no mesmo lugar e tiveram a oportunidade de aprender com Mestre Zhang Qin Ling esta forma de Tai Chi Chuan, o estilo secreto da linhagem Yang. Mestre Liu Pai Lin, Mestre Wang Yen Nien e Mestre Yang Yu Zhen praticaram este estilo secreto de Tai Chi Chuan ensinado por Zhang Qin Ling. Após aprender com Mestre Liu Pei Zhong meu pai incorporou ao início de sua prática movimentos diferentes, próprios do Tao Kung Chuan, ligados ao conhecimento do Tao. Quais são os requisitos para um praticante de Tai Chi Pai Lin tornar-se professor? Este é um assunto muito importante. Pai Lin já passou, mas os treinamentos desta linhagem são práticas preciosas que precisam ter continuidade. Muitos aprenderam Tai Chi Pai Lin, mas como saber quem tem nível, quem tem qualidade para ser bom professor? Para ter condição de ensinar os outros, você tem que saber realizar os movimentos corretamente, conhecer os aspectos teóricos e também precisa ser uma pessoa muito boa. Os discípulos e os alunos que passaram pela formação taoísta com Mestre Pai Lin, aprenderam este Tai Chi Chuan, passaram muitos anos praticando, já tem sua própria experiência de movimento e um conhecimento profundo da teoria tem condições de serem bons professores de Tai Chi Pai Lin. Antes de sua passagem meu pai conversou comigo Captando energia da necessidade de no futuro criar uma avaliação. Para realizar esta orientação de Mestre Pai Lin criei no CEMETRAC um departamento para examinar os interessados em ter um certificado de qualificação profissional em Tai Chi Chuan Pai Lin. Realizo anualmente exames práticos e teóricos. São prérequisitos ter boa saúde física e mental e também ser uma pessoa com boa conduta. Quem já prática há muitos anos e considera que tem uma boa prática, pode vir e me mostrar. Com a passagem de seu pai o senhor assumiu a missão de dar continuidade à divulgação dos conhecimentos taoístas de sua linhagem no Brasil? Sim. Meu pai antes de passar me falou: “Filho, você aprendeu muito com diversos mestres, eu mesmo te levei a fazer a iniciação com a maioria deles. Não precisa se preocupar em divulgar apenas o conhecimento que eu transmiti. Você pode ensinar tranquilamente as coisas que aprendeu com os outros mestres, não precisa cuidar só de minha parte. Tem muita coisa que não pude fazer, mas você tem de realizar.” Para ser fiel aos ensinamentos do Mestre Pai Lin é preciso ter uma visão tão ampla quanto a dele. O caminho taoísta não é limitado, é muito amplo, nele há muito tesouros preciosos. Eu assumi esta missão a pedido de meu pai, continuarei a divulgar os conhecimentos taoístas de nossa linhagem para ajudar o povo brasileiro a ter mais saúde, mais felicidade e mais paz. Ele realmente me preparou para cumprir este objetivo, esta missão, desde o início. Ele me disse: “você tem de aprender três coisas, a medicina do equilíbrio, a arte marcial interior e os treinamento taoístas de busca da iluminação”. Para seguir a orientação de meu pai eu deixei a faculdade de tecnologia e uma profissão boa no governo, recomecei a vida passando pelo exame para estudar medicina chinesa, escolhi sózinho apenas meu mestre de acupuntura. Estas três referências indicaram meu destino. Eu gostaria de continuar a divulgar estes tesouros e de ajudar os meus alunos a seguir o caminho que combina estes três aspectos do conhecimento taoísta. Esta é a minha missão. Pode comentar a homenagem que a RTCB fez ao dedicar a primeira edição ao Mestre Liu Pai Lin? Eu apreciei muito, fiquei emocionado ao ver esta edição. É um trabalho muito bom, com diversas informações para os leitores conhecerem mais sobre a linhagem de treinamento e prática de Tai Chi Chuan do Mestre Liu Pai Lin. Gostaria de agradecer a Revista Tai 14 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br

[close]

p. 15

Chi Brasil e de parabenizá-la por seu sucesso no trabalho de divulgação do Tai Chi. Espero que seja cada vez mais lida e conhecida pelas pessoas. Alguma mensagem para os leitores da RTCB? Mantenham sempre a mente tranquila e estável. Lao Zi diz: “o espírito humano tem afinidade com a pureza e serenidade, mas o coração é inquieto, é sempre atraído pelos desejos. Uma pessoa sábia precisa reduzir seus desejos não necessários ao mínimo.” Recomendo a todos meditar. O primeiro passo é cortar os desejos desnecessários e deixar o coração retornar à serenidade. Quando o coração está sereno o espírito naturalmente volta a ser puro. Este caminho é muito simples, inicialmente talvez você precise de um pouquinho de intenção para cortar estes desejos, depois apenas permitir-se ficar mais calmo. Quando pensamos demais a energia vital dispersa-se de dentro para fora, num movimento centrífugo. Ao retornarmos à luz original a energia se renova e preservamos a saúde. Vivam sua vida diária em harmonia com a natureza. Combinem seus horários com os da natureza, de noite não durmam tarde: procurem sempre dormir antes das onze horas para preservar a energia e a vitalidade. Mantenham uma alimentação regular e natural, sempre ingerindo os alimentos mais naturais disponíveis. Cuidem de alimentar-se das cinco cores, dos cinco sabores, para assim fortalecerem seus cinco órgãos e vísceras. Pratiquem atividades físicas para regular e equilibrar a saúde. Para manter a energia escolham um exercício para fazer todos os dias, como o caminhar. Pessoalmente, recomendo escolher praticar Tai Chi Chuan. Sempre pensem coisas boas e realizem boas ações. Não façam maldades, sempre respeitem os outros e cultivem a compaixão, assim vocês poderão viver vidas plenas de saúde, felicidade e paz. Eu desejo a todos os leitores muita saúde, muita felicidade e muita paz. Texto do Mestre Liu Chih Ming Poema de filho para pai Meu pai aprendeu com o grande mestre supremo Lao Zi, que partiu da porta da China a outros lugares para transmitir a essência dos ensinamentos taoístas. Veio à América do Sul, ao Brasil, com uma nuvem de compaixão. Sua transmissão caiu como chuva e regou as sementes taoístas aqui semeadas, para que ainda cresçam muito. Seguiu o caminho dos antigos seres iluminados que vieram a este mundo com a missão de orientar o futuro e transmitir ensinamentos a serem passados de geração em geração. Seu coração é livre e sábio, muito redondo. Senhor de uma visão global muito ampla, sem nenhum apego. Ao partir, trocou seu corpo físico de general, a nobreza e a coragem de seus ossos, por um novo corpo iluminado. CEMETRAC - Centro de Estudos de Medicina Tradicional e Cultura Chinesa. Rua Pirapitingüi, 156 - Liberdade, São Paulo - Tel. (11) 3209-8189 Mestre Liu Chih Ming www.cemetrac.com.br ----------------------------------------- A foto reproduzida no quadro em que o Mestre Liu escreveu a poesia foi feita no Brasil para uma revista pouco tempo após sua chegada a São Paulo, cerca de 1981. O texto foi escrito em 2001 como homenagem da cerimônia realizada no Memorial do Mestre Liu Pai Lin, no CEMETRAC, um ano após sua passagem (2/2/2000). Agradecimento A equipe RTCB agradece imensamente a colaboração de Tarcísio Tatit Sapienza e do Mestre Liu Chih Ming. Fotos: Acervo/Tarcísio Tatit Sapienza. [Comente este texto: revistataichibrasil@hotmail.com] O Mestre Liu indica aos interessados em aprender Tai Chi Pai Lin que consultem a lista de locais de prática disponível no blog: “Aprender Tai Chi” http://aprendertaichi.blogspot.com www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 15

[close]

Comments

no comments yet