Revista Tai Chi Brasil - Edição Nº 15

 

Embed or link this publication

Description

Revista Tai Chi Brasil - Edição Nº 15

Popular Pages


p. 1

2009 REVISTA 2012 Tai Chi Brasil Edição nº 15 | Abr - Mai - Jun / 2012 | Distribuição gratuita e dirigida www.RevistaTaiChiBrasil.com.br A trajetória de uma brasileira dentro de uma família tradicional chinesa de tai chi chuan Sendo corrigida pelo Mestre Yang Zhenduo na China Prêmio oferecido pelo mestre Yang Jun aos profs Roque e Angela Aulas particulares na casa do Grão-mestre Yang Zhenduo

[close]

p. 2

Tai chi chuan (Taijiquan) - Pratique! Alfie Schütz Taijiquan Estilo Chen Berlim Alemanha Foto: Acervo/Alfie Schütz http://chen-taiji.de.to

[close]

p. 3

Revista Tai Chi Brasil Sumário 7 Angela Soci www.RevistaTaiChiBrasil.com.br Curitiba - Paraná - Brasil Edição nº 15 | 2012 ® Todos os direitos reservados 4° ofício de registro de documentos A trajetória de uma brasileira dentro de uma família tradicional chinesa de tai chi chuan Registro nº 401.197 Editor: Levis Litz 12 O dia mundial do tai chi chuan BethLi 15 Meu caminho no tai chi chuan Krishna Raza Capa Professora Angela Soci com o Grão-mestre Yang Zhenduo e o mestre Yang Jun, Itália. Foto: Acervo / Angela Soci. Colaboraram nesta edição Alfie Schütz, Anderson Rosa, Angela Freitas, Angela Soci, Aparecido de Lira, BethLi, Bruno Davanzo, CXWTABR, Eliane Cardoso, Elli Nowatzki, Estevam Ribeiro, Krishna Raza Giulia Fontes, Patricio Casco, Paula Faro, Roque Severino e Soraya Lacerda. Agradecimentos Associação Internacional de Praticantes de Tai Chi Chuan - AIPT, David Gaffney, Davidine Siaw-Voon Sim Equilibrius - Ribeirão Preto, Fotos e Rumos, Gesto Cotidiano - Petrópolis, Grupo Tai Chi Curitiba e Sociedade Brasileira de Tai Chi Chuan Revisão Valesca Giordano Litz Viviane Giordano 16 “Wude” - Código de Ética e Moral Roque Severino 18 O 7º tratado de Cheng Man-Ching Aparecido de Lira e Eliane Cardoso 22 Código de Ética da Família Chen Estevam Ribeiro 23 Os 10 princípios de Yang Cheng Fu (Ponto 10) Bruno Davanzo 25 A China que me conquistou Soraya Lacerda 28 Tai chi chuan e sua vida profissional Anderson Rosa revistataichibrasil@hotmail.com levislitz@gmail.com levis litz - mtb 3865/15/52v pr Distribuição gratuita e dirigida. Todos os textos e fotos aqui publicadas são colaborações voluntárias gratuitas. Foto com pouca definição é de responsabilidade do autor. Não são de responsabilidade desta revista os artigos de opinião e também as opiniões emitidas em entrevistas e depoimentos, por não representarem, necessariamente, o pensamento do editor. Por questões de espaço, objetividade e clareza, a equipe editorial reserva-se o direito de resumir os textos recebidos. Jornalista responsável Contato 31 RTCB entrevista a profª. Luciana Maia Giulia Fontes 33 Tai chi chuan e os campos morfogenéticos Patricio Casco 35 Tai chi chuan - a minha trajetória Elli Nowatzki SEÇÕES 4 6 13 MENSAGENS & CARTAS EDITORIAL RTCB NOTAS

[close]

p. 4

Mensagens e Cartas Revista Tai Chi Brasil : revistataichibrasil@hotmail.com | editor: levislitz@gmail.com Por questões de espaço, a equipe editorial reserva-se o direito de editar mensagens, depoimentos, fotos e textos recebidos. “Ler a edição 14 da Revista TaichiBrasil, como brasileira e praticante de TaiJiQuan, sinto gratidão e contentamento saber que temos aqui em nosso país, professores brasileiros de excelente nível. Sinto-me um pouco aluna do Prof. Estevam Ribeiro ao ler sobre sua rica vivência e aprendizado com o Mestre Chen Xiao Wang, a maneira como vive e fielmente representa a CXWTABR e nos depoimentos de seus alunos sobre seu trabalho no ensino e transmissão da arte. Na mesma edição, recebemos novamente os ensinamentos do Prof. Roque Enrique Severino, lembrando a importância da reflexão e da autoconsciência, de suma importância para a prática do TJQ enquanto caminho de paz, equilíbrio e harmonia. E, para arrematar, a contagiante alegria de Paula Faro ao falar da grande Família Yang e seu importante trabalho. Independente do estilo de Taichi, somos gratos por esses valorosos seres humanos que se propõe com força, garra, fé e entusiasmo a ensinar e divulgar a um número cada vez maior de pessoas a arte e o caminho do TJQ. E, incluindo nesse rol de pessoas valorosas o Prof. Levis Litz, que, por sua intensa vivência e amor a prática e generosidade em divulgar, buscar informações, contatos, nos presenteia com a revista (RTCB), onde podemos ver a dimensão e a importância do que acontece e de que somos muitos nesse caminho, uns aprendendo com os outros, enriquecendo a nossa jornada.” Professora Elli Nowatzki Curitiba, PR Maria Otília, psicóloga e praticante de Tai Chi Chuan. Foto: Acervo LL “Hi, Estevam. We’ve never met, but I feel I know you from the posts over the past couple of years. I just wanted to say that Grandmaster Chen Xiaowang should be proud of you, as I’m sure he is. You are exceptional at promoting Chen Taiji in ways that are fresh and engaging. And you demonstrate the concept of constancy that is so important to the Chinese (“Confucius also states: Those who do not know what constancy means cannot be magicians nor shamen” -- p. 195, Chen Xin’s “Canon of Chen Family Taijiquan.”). As I become more and more involved in Chen Taiji (I became a disciple last year of Grandmaster Chen Zhenglei), I appreciate those, like you, who go the extra mile to make sure that quality Chen Taiji becomes betterknown throughout the world. And as one who has traveled twice to Brasil (my ex-wife is from Itu, São Paulo), I am glad to see that Chen Taiji has such firm roots there. What a beautiful country!” Jim Healy Cardiff-by-the-Sea, California, Estados Unidos “Professor Levis, muito grata pelo envio da excelente Revista e pela divulgação do Dvd Tai Chi Chuan uma Via para o Tao! Estamos divulgando. Votos de Fraternidade, Saúde e Paz! Com respeito.” Teresinha Pereira Brasília, DF 4 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br

[close]

p. 5

“Levis e toda a equipe de apoio da Revista Tai Chi Brasil, a sua iniciativa, dessa revista, é sensacional e maravilhosa. Atende todas as expectativas de professores e alunos dessa grande arte milenar e nos remete à informações de grandes mestres e de toda a história do Tai Chi Chuan. Informações essas que para muitos não seria possível de se obter e, além de tudo, une os praticantes do Brasil todo, não só incentivando-os cada vez mais, mas difundindo a prática cada vez mais, contribuindo em muito para melhora da saúde, do bem estar, harmonia e o amor, algo que em muito o Mestre Liu Pai Lin sempre se preocupou e nos ensinou, O Tai Chi Chuan é a prática do amor. Abraços cordiais.” Angela Freitas Instrutora de artes orientais Sorocaba, SP “Estou enviando esta mensagem com muito respeito, carinho, atenção e acima de tudo com muita generosidade. Por favor gostaria de poder ter a grande oportunidade de poder me cadastrar para poder receber a Revista Tai Chi Brasil. Esperando merecer-lhe a generosa compreensão, despeçome com um grande abraço de solidariedade. Obrigado.” Hermano Lopes Ibitinga, SP “A revista ficou super 10, aliás está ficando cada vez melhor, os conteúdos estão se aprofundando. Vi que tem várias pessoas de outros países da América Latina que estão recebendo e participando. Este trabalho que fazemos com o Tai Chi é algo realmente mágico e maravilhoso, e a Revista Tai Chi Brasil é um espaço que permite que mais pessoas possam estar em contato com esta arte que tem um valor incomensurável. Sigamos cumprindo com nosso ideal de levá-lo para todos os cantos!” Paula Faro São Paulo, SP “Olá! Agradeço muito, mais uma vez, pelo envio da revista de Tai Chi Chuan. Tenho todas as edições e sou mais um felizardo colecionador dessa incrível revista. Treino Tai Chi Chuan e Chi Kung com um mestre chinês e aprecio muito essa obra. Um forte abraço e parabéns pelo trabalho!” André Ricardo “Que o seu trabalho seja cada vez mais divulgado e que ocupe o lugar que merece como um dos melhores meios de divulgação do Taijiquan. Muito obrigado, a publicação da revista com o meu artigo foi um presente de aniversário, a apresentação a diagramação, os comentários, impecáveis!” Estevam Ribeiro Rio de Janeiro, RJ “Estimado Levis, muito grato por mais este exemplar deste maravilhoso veículo de informações tão úteis. Sinto-me mais próximo de todos que praticam o Taichi através desta revista. Já repassei para meus amigos praticantes daqui do Recife. Um abraço cordial” Roger Recife, PE “Agradecido Levis pela sua dedicação e por compartilhar a sua revista. Desejo a você, a sua equipe e suas famílias, saúde, amor e felicidades! Um abraço fraterno.” Christiano dy Lima Curitiba, PR “Olá, saudações! Primei ro quero parabenizá-lo pelo excelente trabalho feito por você em sua revista! E agradeço o envio periódico da mesma! Vi que convida os professores a mandarem matérias e fotos. Espero contribuir.” Prof. Krishna Raza Goiânia, GO “Agradecendo sempre a gentileza do envio. Desejo a todos vocês muito ´chi´, muita luz. Alegrias sempre. Saúde total. Muitas realizações e muita vida para nossa revista ´show´ que é maravilhosa sempre.” Professora Eda Machado Rio de Janeiro, RJ “Adorei a oportunidade de ler a revista Tai Chi Brasil pela Internet. Parabéns pela iniciativa!” Teresa Cristina Uberlândia, MG “Edição muito boa!” Professor Alexandre Ribeiro Curitiba, PR “Parabéns pela excelência da publicação. Sou professor de Tai Chi Chuan - estilo Yang, Ma Tsun Kuen, discípulo do Mestre Lalo - Salomón Bernardo Vinitsky, por sua vez, discípulo do Mestre Ma e estou iniciando o Núcleo Ma Tsun Kuen na Granja Viana, em São Paulo. Gostaria de manter contato com esta revista, de inestimável importância para o desenvolvimento do Tai Chi Chuan no Brasil, divulgando-a no meu espaço de ensino. Grande abraço fraternal. Patricio Casco São Paulo www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 5

[close]

p. 6

Editorial Mantendo o alinhamento na postura Nesta edição chegamos ao recorde do número de páginas, ao todo 40 - que bom, não é mesmo? Também, com tantas colaborações não podia ser diferente: é a descrição da trajetória de uma brasileira dentro de uma família tradicional chinesa de tai chi chuan, é o dia mundial do tai chi se firmando no Brasil, são os caminhos e experiências de professores e praticantes, tem também a continuação do código de ética e moral, o comentário sobre os 10 princípios de Yang Cheng Fu e o Tratado de Cheng Man-Ching, as palavras apaixonadas de quem a China conquistou o coração, entre outros assuntos. Enfim, firmes e fortes continuamos seguindo e mantendo a postura. Gratuidade e qualidade O leitor assíduo da RTCB já sabe que somos uma publicação gratuita, com distribuição dirigida em duas versões digitais, ambas estão disponíveis em www. RevistaTaiChiBrasil.com.br. Ali o leitor encontra dois links: um que o leva para uma leitura diretamente na internet e outro que o direciona para um arquivo em formato pdf para que possa baixar em seu computador. Contudo, se o leitor gosta de uma revista impressa para folhear suas páginas ou presentear os amigos e bibliotecas, sugerimos que leve a revista em arquivo num pen-drive ou cd para uma casa especializada em impressões e peça por uma cópia em formato de revista, folha A-3. Entretanto, se a impressão não é de sua preferência, vamos evitar o desperdício, inibindo a impressão e mantendo a Revista Tai Chi Brasil em formato digital, pois assim estaremos colaborando com a preservação do meio ambiente. Então, independente da sua opção, aproveite e desfrute da Revista Tai Chi Brasil, ela foi feita de coração, para você. Levis Litz o editor Enfim... Vamos ler? Contato - Também no FaceBook Revista Tai Chi Brasil - RTCB . website: www.RevistaTaiChiBrasil.com.br . e-mail: revistataichibrasil@hotmail.com Editor - Levis Litz . e-mail: levislitz@gmail.com . na internet: www.TaiChiCuritiba.com.br | www.FotoseRumos.com --------------------------------------------------------------------------------------------- Curitiba - Paraná - Brasil 6 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br

[close]

p. 7

A trajetória de uma brasileira dentro de uma família tradicional chinesa de tai chi chuan No ano 1978, Maria Ângela Soci, aos 20 anos de idade, estudava psicologia no Rio de Janeiro e, por motivos familiares, mudou de endereço, retornando à sua cidade natal, São Paulo. Numa mudança drástica de objetivos de vida e em busca de ideais que tornassem sua vida mais significativa, Maria Ângela ingressou numa escola Livre de Filosofia em São Paulo, encontrando aí a Arte Chinesa Tai Chi Chuan. O encontro foi como uma retomada de algo que já fazia parte de sua vida; facilmente ela ingressou nas aulas e começou a usufruir dos benefícios da prática desta arte maravilhosa. Seu professor, que em dois anos tornou-se seu esposo, Roque Enrique Severino, levava adiante, no Brasil, aulas regulares e cursos de instrutores do Estilo da Família Yang. Ele mantinha um relacionamento muito próximo com o Mestre Liu Pai Lin e o convidava para compartilhar seus ensinamentos de Filosofia, Meditação Taoísta e I Ching dentro da escola onde dava suas aulas. A tradutora do Mestre Liu Pai Lin na época era a Professora Lucia Lee – atual introdutora e representante no Brasil do sistema Chinês Liang Gong, desenvolvido pelo médico Dr Zhuan. Naquela época, Lucia Lee vinha para traduzir o Mestre Liu Pai Lin e na primeira aula em que Maria Ângela estava presente houve um segundo reencontro. Na voz pausada e suave de Lucia, explicando o exercício da “pequena circulação celestial”, orientando o grupo a se acalmar, em sua tradução ao Mestre estava contida toda a força de expressão que tocou o coração da jovem aprendiz e esse toque profundo lhe mostrou o caminho de vida que iria seguir a partir daquele momento. Seu pensamento foi: “Quero praticar isto para o resto da minha vida”! Esse instante marcou para sempre a vida de Maria Ângela que, a revelia de seus familiares, abandonou os estudos universitários convencionais para se dedicar totalmente ao aprendizado e ao estudo do Tai Chi Chuan. A partir de 1979, junto com o Professor Roque Severino, começou a desenvolver traduções dos poucos livros encontrados em nosso país que discorriam sobre a Arte do Tai Chi Chuan e esse contato intelectual, somado às práticas exaustivas oferecidas por seu professor, lhe ofereceu a base que apoiaria todo o seu desenvolvimento posterior dentro da Arte. A ligação do casal com a Família Yang seguia a história de Roque Severino, que havia iniciado seus estudos em Buenos Aires em 1972, com um Adido Cultural Chinês, Mestre Ma Tsun Kwen, que teve aulas diretas com o Mestre Yang Chengfu, terceira geração da Família Yang, antes de se estabelecer em Buenos Aires, Argentina. A técnica que praticavam trazia a tradição da Família Yang, desde o método de ensino no qual o Mestre exigia que os alunos decorassem os nomes em chinês da Forma praticada e desenvolvessem energia interna através de Posturas Zhang Zhuan (posturas fixas tradicionais para o exercício da calma mental) além de treinos de Fa Jing (emissão de energia), alongamento de articulações, desenvolvimento de tendões, estudo sobre as aplicações de cada uma das posturas etc. Os treinos desenvolvidos por Roque aos seus alunos seguiam as instruções que havia recebido de seu Mestre, procurando manter o sistema mais tradicional possível, www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 7

[close]

p. 8

enfatizando os aspectos marciais da arte. Maria Ângela foi a única aluna que, após 3 anos de treino aos finais de semana, concluiu o primeiro curso de instrutores oferecido pelo Prof. Roque em São Paulo. Em 1980 funda, junto com o Prof. Roque, o “centro de estudos do movimento” que ficou conhecido como a “academia da rua Augusta”, por sua localização peculiar, onde junto com o ensino e treino da arte estudava as filosofias pertencente ao Tai Chi Chuan, Budismo, Taoísmo, Confucionismo e I Ching. Com relação ao estudo das filosofias, participou da recepção e realizou inúmeros treinos com os Mestres Ryotan Tokuda - Zen Budismo escola Soto Senchu - Dokan Yanashigawa Budismo Tendai Shu – Yukyo Ponce – Budismo Shingon Shu – Mestre Sdeung Shan – Budismo Zen Rinzai, entre outros. Com relação aos ensinamentos de I Ching e Filosofia Taoista, Maria Angela participou de inúmeros encontros com o Mestre Liu Pai Lin e seu filho, doutor Liu Chi Ming, com quem mantém uma solida amizade. No tocante aos ensinamentos de Confúcio, participou da escola Ten Tao Tao Yuan, sempre ajudando nas traduções dos mestres e de inúmeros textos tradicionais. Através do processo de divulgação da Arte, em 1987 o antigo Centro de estudos do Movimento se transformou na Sociedade Brasileira de Tai Chi Chuan. Como diretora da entidade, já oferecia cursos regulares, cursos de formação, aperfeiçoamentos, imersões, sempre buscando manter o estilo e o nome dos Mestres dos membros da Família Yang como fonte inspiradora dos ensinamentos. Neste processo, dando aulas e desenvolvendo suas técnicas, Maria Ângela foi se dando conta dos benefícios que a prática desta arte proporciona para a saúde humana. A variedade de faixas etárias dos alunos que frequentavam a SBTCC ofereceu subsídios para que posteriormente trabalhos científicos fossem desenvolvidos junto a Hospitais na cidade de São Paulo. A retomada do contato pessoal com os membros da Família Yang se deu em 1990. Num primeiro Seminário Internacional, o Mestre Yang Zhenduo (quarta geração da transmissão do estilo) foi convidado para ir aos Estados Unidos pela praticante Pat Rice (hoje, uma das diretoras da Associação Internacional da Família Yang), que organizava um evento chamado “Taste of China”. Naquele ano, o casal Roque e Ângela reuniu as economias que tinham para tornar possível a viagem do Professor Roque Severino aos Estados Unidos. Ali, novamente um grande encontro aconteceu, especialmente porque Roque era um dos poucos praticantes que conhecia os nomes da Forma em chinês, e isso chamou muito a atenção do Mestre Yang Zhenduo e seu neto Mestre Yang Jun. Neste momento, de grande importância para a história do desenvolvimento do Tai Chi Chuan no Brasil, deu-se a oportunidade de que os Mestres, membros vivos da Família Yang, pudessem ter contato direto com brasileiros e latinos americanos interessados em praticar seu legado, a arte da Família Yang. Uma via de duas mãos se abriu completamente e a prática do Tai Chi Chuan da Família Yang, tendo como guia os membros diretos da Família, se estabelece dentro da SBTCC. Em sua busca por aperfeiçoamentos técnicos, Maria Ângela viajou duas vezes no ano de 1998, em Maio e em setembro, com a finalidade de se desenvolver tecnicamente dentro do estilo sob a supervisão direta do Mestre Yang Zhenduo. Uma grande aventura, que modificou completamente a visão e o entendimento que a praticante tinha sobre a arte até então. Na casa do Mestre Yang Zhenduo, as instruções particulares que teve, no método mais tradicional, exigiram que exercitasse toda a base de conhecimento e estrutura corporal que havia aprendido de seu professor até aquele momento, além do conhecimento sobre como se portar na frente de um Grão Mestre e sua família. Por questões econômicas e familiares, Maria Ângela fez essa viagem sozinha, o que para o Mestre Yang era algo realmente peculiar. Uma história interessante foi quando a Maria Angela chegou a residência do Grão Mestre Yang Zhenduo. Ele tinha como referência de praticante brasileiro o Prof Roque, que havia 8 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br

[close]

p. 9

estado nos Estados Unidos em 1990, e por isso, não estava esperando uma mulher para ser sua aluna. Quando viu uma menina franzina sorridente na sua porte falando que “queria aprender Tai Chi Chuan com Ele”, ficou surpreso e ao mesmo tempo ressabiado. Maria Ângela não entendia a dimensão do seu encontro com este Velho Mestre, que naquela época já contava com 73 anos. Como acordado via comunicações prévias, ele a convidou para entrar na sua residência e depois das apresentações, ainda desconfiado, lhe apresentou uma série de fotografias, lhe perguntando: “ Então você diz ser a esposa do Roque? Conhece alguém nessa foto?” Imediatamente Maria Ângela apontou a figura de Roque na foto e o Mestre sorriu um pouco e falou: “Bem já que você é a esposa do Roque, então mostra o que você sabe de Tai Chi Chuan”. Após lhe mostrar os três primeiros movimentos, o Grão Mestre falou para parar de mostrar e a convidou a iniciar os treinos pela madrugada do dia seguinte. No segundo encontro, em setembro de 1998, outro fato peculiar acontece. Maria Ângela teve o impulso de solicitar ensinamentos sobre o Tue Shou diretamente ao Mestre Yang Zhenduo. Tendo em vista o treinamento realizado em maio, o Mestre, com seu rosto bem sério, a convidou a treinar com ele, e após dois movimentos circulares, num rápido golpe o Grão-mestre fez Maria Ângela voar dois metros e cair sobre uma poltrona! Aí a aprendiz percebeu que tinha muito o que desenvolver antes de solicitar ensinamentos superiores a um Mestre desta categoria! Valorizando o sacrifício da aluna, o Mestre exigiu o máximo de suas capacidades corporais e psicológicas, com treinos manhã, tarde e noite, dando lições para serem aperfeiçoadas nos intervalos e revisões sistemáticas. Os conteúdos exigidos foram: Forma 103, Forma Espada, Forma 49. O método utilizado pelo Mestre Yang Zhenduo foi o mais tradicional dentro da linhagem. Aulas particulares no jardim de sua casa, quatro horas pela manhã, quatro horas pela tarde, além dos treinos das correções, tarefas e exercícios que eram praticados e estudados nas horas intermediárias aos treinos com instrução direta. A relação Mestre-discípula, criada nestas duas oportunidades, deu um grande ânimo ao Mestre Yang Zhenduo, encorajando-o a ser cada vez mais exigente. De acordo as instruções do próprio Mestre Yang Zhenduo, os princípios mais importantes do Tai Chi Chuan devem ser sempre preservados e o trabalho milimétrico com a atenção nos detalhes dos movimentos, tem importância fundamental para que os princípios sejam compreendidos pelos praticantes. Ele diz: “Atualmente existem muitas pessoas praticando Tai Chi Chuan pelo mundo todo, mas muito poucos respeitam os princípios, o que lhes impede de colherem os resultados mais elevados em sua prática”. “Os princípios deixados por meu pai, Yang Chengfu, são o coração do Tai Chi Chuan, devem ser estudados e praticados cuidadosamente, com consciência, atenção e dedicação, para que a arte não se deturpe e perca o seu grande valor tanto externo, melhorando a saúde das pessoas, como interno, na formação do caráter dos indivíduos da sociedade atual”. No final do segundo encontro de treinamentos particulares, em setembro de 1998, o Mestre lhe disse: “Não pense que, porque teve aulas comigo aqui em minha casa, você é melhor ou superior a algum praticante de Tai Chi Chuan”. “O mais importante a se cultivar em nossa arte é a humildade”. “Assim, www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 9

[close]

p. 10

volte para sua casa, para o seu país e, após o nosso terceiro encontro pessoal, você poderá começar a transmitir o Tai Chi Chuan da Família Yang oficialmente, representando a Família no Brasil.” De acordo com as palavras do Mestre, para que a aluna pudesse representar a Família no Brasil ainda faltava um encontro pessoal. Desta feita, Roque Severino e Maria Ângela Soci convidaram oficialmente o Mestre Yang Zhenduo para vir ao Brasil e selar esse relacionamento. Em julho de 1999, pela primeira vez na história, os Mestres Yang Zhenduo e Yang Jun vêm ao Brasil para o Primeiro Seminário Internacional de Tai Chi Chuan da Família Yang na America Latina. Um evento que marcou novamente o início de uma nova etapa no desenvolvimento do Tai Chi Chuan em nosso continente e da Sociedade Brasileira de Tai Chi Chuan. A presença de 70 participantes deixou os mestres bastante impressionados, valorizando todo o trabalho anterior da SBTCC na difusão do estilo através do trabalho incansável do Professor Roque Severino e Maria Ângela Soci. Em outubro de 1999, a Associação Internacional de Tai Chi Chuan da Família Yang é fundada com sede em Seattle – Estados Unidos, e os Yang Chengfu Tai Chi Chuan Center se estabelecem em sete países, inclusive no Brasil, tendo como diretores a Professora Maria Ângela Soci e o Professor Roque Severino. Oficialmente então, a SBTCC inclui em seu estatuto o Yang Chengfu Tai Chi Chuan Center Brasil e passam a atuar em parceria. Nesta nova etapa, houve um desenvolvimento sistemático de diversas atividades que perduram até hoje: os cursos de formação de instrutores e o programa nacional da SBTCC tornaram-se modelo de qualidade superior e foi escolhido para ser implementado no sistema de formação de Professores dentro da Associação Internacional da Família Yang. Também, a reputação deste curso de capacitação atrai todo ano, inúmeros brasileiros que vem dos diversos estados, tornando o curso um encontro nacional, onde cada um dos membros nos brinda com aspectos típicos de sua cultura regional. Outro item de destaque é que o curso oferecido pela Profª Maria Ângela e seu esposo, Prof. Roque, ultrapassou as fronteiras do Brasil, se estendendo a América Latina como um todo, recebendo alunos de Uruguai, Bolívia, Colômbia, Venezuela, Panamá, Argentina, entre outros. E, dentro da Associação Internacional do Tai Chi Chuan da Família Yang, ocupa o cargo de Diretora para América Latina, dando atendimentos aos diversos Centros Yang Chengfu do Continente. A Profª Maria Ângela, em sua incansável dedicação a difusão dos benefícios na saúde humana que o Tai Chi Chuan aporta, deu início a vários trabalhos de pesquisa com parcerias entre a SBTCC e o Hospital das Clínicas. Utilizando metodologia cientifica de acordo com os padrões internacionais os trabalhos têm demonstrado resultados e as publicações premiadas, aportando para a comprovação dos benefícios da prática do Tai Chi Chuan na saúde humana e a sua difusão nos diversos nichos da sociedade. Ao longo de todos estes anos, a Profª Maria Ângela foi convidada a participar de vários Simpósios Internacionais, com destaque para os trabalhos desenvolvidos no Brasil. Realizou a implantação de cursos de Tai Chi Chuan em diversos hospitais da cidade de São Paulo nos setores RH, Psiquiatria e Ortopedia. Como Diretora da SBTCC, mantém parcerias com empresas que oferecem planos de saúde e assistência médica, oferecendo as práticas do Tai Chi Chuan dentro de projetos de saúde preventiva, levando inúmeros benefícios ao setor da terceira idade. Na continuidade de todas essas atividades, o relacionamento entre a Profa Maria Ângela e o Prof. Roque Severino com os membros da Família Yang torna-se cada vez mais próximo, realizando seminários anuais no Brasil, que contam a cada encontro com mais alunos. Realiza uma vez por ano viagens à China e aos Estados Unidos para participar em campeonatos, assim como cursos de aperfeiçoamento particulares ao lado do Mestre Yang Jun e a Mestre Fang Hong e a partir deste desenvolvimento, atingiu o 6º ranking de graduação. Também, uma vez por ano, participa do encontro mundial de diretores de Centros Yang Chengfu colaborando para o engrandecimento da Associação Internacional, sendo a única voz do Brasil neste encontro. A palavra para se descrever o relacionamento com a Família Yang é “cultivo de confiança”. A cada ano que passa, o relacionamento torna-se mais estreito, onde a Profª. Maria Ângela constantemente recebe ensinamentos “a portas fechadas” com os mestres da Tradição. Estes ensinamentos particulares oferecidos de “Mente a Mente” colaboram em muito com a qualidade das instruções oferecidas aos alunos da 10 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br

[close]

p. 11

SBTCC e em especial aqueles que querem se comprometer com a sua capacitação profissional. Este relacionamento, calmo e persistente, vem ao encontro de um ensinamento que está contido nos Clássicos onde se afirma: “Deixe que o aluno conheça o seu Mestre por 9 anos”; “Deixe que o Mestre conheça seu aluno por 12 anos”. Já se passaram mais de 20 anos de relacionamento continuo, onde por várias vezes os Mestres testaram a Maria Ângela de várias formas. Agora estamos em 2012, desde 1990 o contato entre Maria Ângela e os Mestres da Família Yang tem se solidificado. Em julho próximo, a Família Yang Brasileira fará mais uma viagem a China e, desta vez, esta viagem estará marcada por um evento sem par na história do Tai Chi Chuan da Família Yang. A Profª Maria Ângela e o Prof. Roque Severino serão aceitos – através de uma cerimônia pública – como discípulos da Família Yang. Esta é a primeira vez na história da Família que dois latino-americanos são recebidos dentro do seio da Família como seus discípulos. Também, quando o Grãomestre Yang Zhenduo visitou pela primeira vez o Brasil em 1999, tanto a Profª Maria Ângela como o Prof. Roque se comprometeram a trabalhar duramente para difundir a arte na América Latina, e em julho de 2012, os dois professores estarão levando mais de 80 alunos brasileiros que estarão prestigiando o evento. O objetivo principal desta viagem é oferecer aos Mestres um presente: “O compromisso na prática da arte de sua família e a vontade de manter viva a tradição dentro dos padrões mais altos de ensino”. Na liderança deste grupo destacam-se os Professores Roque Severino e Maria Ângela Soci. -----------------------------------SBTCC - www.sbtcc.org.br Forme parte de la Familia Yang! Aprendizaje y Perfeccionamiento de la Forma Tradicional de 103 Movimientos del Tai Chi Chuan de la Familia Yang del 21 de abril al 1 de maio del 2012. Curso en Español. La Sociedad Brasileira de Tai Chi Chuan y el Yang Chengfu Tai Chi Chuan Center, São Paulo, Brasil abren sus puertas para ofrecer a todo interesado un Curso de Aprendizaje e perfeccionamiento en la Forma Tradicional 103 del Tai Chi Chuan de La Familia Yang. El curso tiene duración de 10 días en sistema de inmersión, donde las técnicas principales de la Forma serán aprendidas y perfeccionadas. El curso es llevado a cabo en el Templo Budista de la tradición Tibetana, Jardim do Dharma. El hospedaje es en cuartos para tres personas con baños separados. La localidad se encuentra en una reserva forestal en una pequeña ciudad turística cerca de la gran ciudad de São Paulo. El ambiente es propicio a las practicas en sistema de inmersión. Visite el website del local del curso para tener una idea del local donde será el hospedaje: www.jardimdharma.org.br. Costos: Valor total USD 750,00. Ese costo cubre, hospedaje, alimentación e instrucción, y deberán ser pagos en la llegada. Para su inscripción solicite su ficha de inscripción. Para más informaciones mande un mail directamente a Profª Angela Soci: angelasoci@sbtcc.org.br www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 11

[close]

p. 12

O dia mundial do tai chi chuan Por BethLi É fato! Aconteceu a votação do dia Mundial do Tai Chi em Uberlândia pelos parlamentares da Câmara Municipal de Uberlândia. O projeto é de minha iniciativa, com parceria do Dr. Adriano Zago (representante oficial dos Direitos Humanos aqui em nossa cidade, que é um líder na Câmara Municipal), da Liga Mineira e Prefeitura Municipal de Uberlândia. Estavam presentes os 21 vereadores (total) e todos votaram a favor (unânime). Apresentei na plenária o que é a arte, seus benefícios e como esta pode ser aplicada em vários segmentos da sociedade uberlândense. Na plenária estavam vários convidados entre professores, políticos, artistas marciais, médicos e simpatizantes da arte. Foi realmente um momento histórico. Já venho tentando esta façanha a algum tempo e só agora consegui. Senti uma felicidade enorme. Enfim, tudo correu bem graças a Deus. Diante desta nova lei e divulgação da mesma, já está aparecendo trabalhos sociais bem interessantes. ligamineiradetaichichuan@gmail.com GALERIA DE FOTOS Professora BethLi Lei n° 10.949 DE 04/11/2011 Institui o Dia Mundial do Tai Chi Chuan no Município de Uberlândia, MG A Câmara Municipal de Uberlândia no uso de suas atribuições,faz saber que aprovou e o Senhor Prefeito Sancionou a seguinte Lei: Artigo 1º: Fica instituido no Município de Uberlândia, MG, o Dia Mundial do Tai Chi Chuan, a ser comemorado no último sábado de Abril. Artigo 2º: Inclua-se na presente Lei, no calendário Oficial de Eventos do Município esta comemoração. Uberlândia, MG. 04/11/2011. Fotos: Acervo BethLi 12 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br

[close]

p. 13

RTCB Notas Tai Chi Pai Lin Saúde e Longevidade Curitiba, PR Seminário com o Grão-mestre Chen Xiao Wang Brasília, DF Depois da viagem à China em 2011, o IFTB - Instituto de Formação em Taijiquan de Brasília, oferece outra oportunidade de aprimoramento da prática de Tai Chi Chuan. Em parceria com a WCTA-Br (CXWTABR), o IFTB promove em junho, em Portugal, um seminário com o Grão-mestre Chen Xiaowang, na cidade do Porto. Serão 4 dias para treinar a forma Lao Jia Yi Lu, dias 15 e 16, e a forma de Espada Chen, dias 17 e 18. Após o seminário, os participantes poderão optar por uma extensão turística de 3 dias para visitar Lisboa. Informações: http:// www.iftb-taijiquan.blogspot.com. br. Informações adicionais com Magno Bueno, diretor do IFTB, pelo telefone [61] 8418-3698 ou pelo email magnobueno8@gmail.com. Boa viagem aos amigos! Tai Chi Chuan Estilo Wu e Yang Região dos Lagos, RJ O professor Onofre informou que está abrindo uma nova turma de Tai Chi Chuan - Estilo Pai Lin, às terças-feiras, das 10h às 11h30, no Espaço Clorofila, na Rua Saldanha Marinho, 1110 - Centro. Curitiba. Para mais informações: e-mail harmovimento@onda.com.br ; Tel (41) 9974-3193. Boa sorte ao professor! ------------------------- 1º Campeonato ICMAC SULAMERICANO Tatuí, SP Será realizado nos dias 2 e 3 de junho o 1º Campeonato ICMAC SUL-AMERICANO, na cidade de Tatuí, São Paulo. Este campeonato terá competições de Taiji, Bagua e Hsing-I. Os organizadores estão convidando a participação de mestres, professores e alunos no evento. A organização se compromete a fazer um campeonato de qualidade, com julgamentos imparciais e diversas premiações. Informações: www. kungfuchampionship.com/brazil. Parabéns pelo evento, sucesso! O professor Marcelo Ramalho pratica o Tai Chi Chuan estilo Wu, da linhagem Wu Kao Hsiang, e estilo Yang há 15 anos. Obteve o grau de professor em 2001 sob a supervisão do mestre Osmar lannes. Ele vem desenvolvendo um trabalho na região dos lagos do Rio de Janeiro ajudando a difundir mais o Tai Chi Chuan, que segundo o professor, vem sendo muito bem aceito. Contato: (22) 9760-4445; marcelo.ramalho.80@gmail.com. Sucesso aos praticantes da Região dos Lagos! ------------------------- Mestre Chen Bing Santiago, Chile A escola chilena de Taijiquan, Chenshitaiji, em conjunto com a Associação de Chenjiagou de Taijiquan e o Mestre Chen Bing, convidam a todos para o seminário estilo Chen de Taijiquan a ser realizada em Santiago, no Chile, dias 15 e 21 de maio. O seminário é aberto ao público em geral e aos praticantes de Tai Chi de todos os estilos e estudantes de outras Foto: WCTA-BR. Montagem: Soraya Lacerda Foto cedida por Soraya Lacerda www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 13

[close]

p. 14

disciplinas marciais. Contato: Professor Alberto Catalan. Escuela de Taichi Chenshitaiji. www.chentaichi. cl. Parabéns ao Rafael Mocarzel, equipe e graduados. Contato: Av. Liberdade, 113 – 3º andar (Metrô Liberdade). T: (11) 3105 – 7407 ou (11) 9631-3005; www.sociedadetaoista.com.br; www. nucleoelieteramos.blogspot.com ------------------------- ------------------------- Grão-mestre Chen Zheng Lei Albany, Estados Unidos Dia Mundial do Tai Chi Chuan Curitiba, PR ------------------------ A Associação Internacional de Praticantes de Tai Chi Chuan - AIPT, informa que o mundo comemorará o Dia do Tai Chi Chuan no último sábado de abril. Haverá eventos em mais de 70 países. Fique ligado! www.aipt.org.br ------------------------- Tai Chi Pai Lin São Paulo, SP Curso de Formação Tai Chi Pai Lin e Curso de Tui Na especialmente elaborado para dar uma visão original e integral dessas práticas fundamentadas na teoria do Tao Te Ching e do I Ching. Jerusha Chang irá desenvolver os três aspectos do Tai Chi Pai Lin. Informações: Associação Tai Chi Pai Lin - Espaço Luz. www.taichipailin.com.br ------------------------- Tai Chi Chuan na Sociedade Taoísta Seminários com o Grãomestre Chen Zheng Lei serão realizados em Albany, NY, EUA. Os mesmos acontecerão no fim de semana de 28 de abril: Lao Jia Yi Lu e Tai Chi Espada Chen. Informações: john@asianartsgrp.com. ------------------------- São Paulo, SP 1ª Graduação em Tai Chi Chuan Niterói, RJ A Associação de Kung-Fu Shaolin de Niterói (AKSN / RJ) realizou no dia 11 de fevereiro deste ano seu primeiro exame de graduação em Tai Chi Chuan. Os alunos apresentaram posturas básicas, técnicas de mãos nuas, qi gong, educativos de espada, tui shou, entre outras técnicas. A professora de Tai Chi Chuan Elieté Ramos, membro da International Yang Style Tai Chi Chuan: “Tai Ji Quan Yang - Escola Yang”, oferece aula experimental na Sociedade Taoísta em São Paulo. Tai Chi Chuan ameniza sintomas da Doença de Parkinson Ribeirão Preto, SP Pesquisa observou que a prática promove significativas melhoras em funções prejudicadas pela doença, como o equilíbrio e a flexibilidade. Estudo publicado no periódico “The New England Journal of Medicine” observou que a prática de Tai Chi Chuan provoca melhoras em pacientes com a Doença de Parkinson. Leia a notícia completa no site da EQUILIBRIUS - Centro de Tai Chi Chuan, Acupuntura e Cultura Oriental: www. taichichuan.com.br. Elieté trabalha com o Qi Gong, Tai Chi e Tui Ná para portadores com esclerose múltipla, e, segundo a professora, os resultados são surpreendentes. 14 www.RevistaTaiChiBrasil.com.br

[close]

p. 15

Meu caminho no tai chi chuan Por Krishna Raza Comecei com mestre Nan Pin Song (linhagem de Wudang e mestres como Sha Guo Zhang, Mah Ka Yi - China) em 1998, onde comecei meus estudos em xing yi chuan e tai chi chuan. Depois conheci e treinei com mestre Chen Guo Suo em SP (aperfeiçoando fundamentos do tai chi chen e chi kung e sua história, e melhorando o xing yi chuan também). Atualmente treino tai chi chen com si kung Gutembergue do Livramento - Bahia, linhagem do mestre Chen Xiao Wang. Ministro tai chi moderno também aos meus alunos, levando-os a competições comigo. Trabalho com tai chi laboral há alguns anos na empresa Pontal EngenhariaGoiânia , onde dou aulas aos funcionários dentro das obras de construção civil. Desde 1998 trabalhando com a nobre arte, levo o tai chi aqui em Goiânia a lugares da sociedade ainda pouco explorados: Hipermercado Extra, Correios, Justiça Federal de Goiás, Unati Go etc. Tive a sorte e como presente da vida, conhecer por duas vezes, em 2008 e 2010, a montanha de Wudang até o seu cume e visitando monges taoístas pelos dias que pude estar lá. Foi uma experiência maravilhosa e única. Fui o primeiro atleta de tai chi em nível nacional e internacional a trazer títulos para Goiás e Goiânia em competições oficiais de Kung Fu WuShu CBKW. Pertenço a seleção brasileira de Kung Fu WuShu estilos internos CBKW desde 2004, onde participei de vários eventos nacionais e internacionais. Procuro levar o ensino do tai chi chuan pela sua essência de saúde, ética e educação, assim como defesa pessoal em grupos e instituições específicos desse assunto. Graças a Deus tenho muito a aprender, pois sou um grão de areia em meio a imensidão do tai chi chuan. Professor Krishna Raza www.espacotaogo.com.br Fotos: Acervo Krishna Raza GALERIA DE FOTOS Wudang, China www.RevistaTaiChiBrasil.com.br 15

[close]

Comments

no comments yet