Jornal Geramigos Zona Sul - Edição 47 - Julho 2015

 

Embed or link this publication

Description

O Jornal dos Amigos Porto-Alegrenses

Popular Pages


p. 1

Planos de saúde terão que cobrir cesárea eletiva se gestante assumir riscos Polo Gastronômico é criado para qualificar a Cidade Baixa O Jornal dos Amigos Porto-Alegrenses Veja o que muda nas regras de planos de saúde e os prejuízos da cesárea à saúde da mãe e do bebê Página 3 Zona Sul Ano 5 Julho de 2015 ◆ Edição nº 047 ◆ Tiragem 10.000 Exemplares ◆ Distribuição Gratuita Na noite do último dia 7, terça-feira, é assinado o decreto que viabiliza a criação do polo gastronômico do bairro Cidade Baixa. Página 5 Areal da Baronesa é entregue à comunidade quilombola Trânsito: Faixa de ônibus da Borges iberada Lei que é sancionada entrega de área à comunidade com a denominação de Área Especial de Interesse Cultural Página 8 A nova faixa de ônibus da Borges é liberada e tem por objetivo diminuir o tempo entre viagens e fazer o trânsito fluir melhor no binário. Página 9 Capital apresenta primeiro inventário de software livre do Brasil Lista é apresentada no 16º Fórum do Software Livre Página 6 A Nova divisão dos bairros e população de Porto Alegre agrada e não agrada Páginas 6 e 7 EPAO/RS 3268 CRO 20178 Escola Vila Monte Cristo recebe homenagem pelos seus 20 anos A Escola é uma das conquistas do Orçamento Participativo. Página 12 SANVICENTE & SARTORI SAÚDE PLANOS DE acontecer! Imprevistos não tem hora para PROTEJA SU A FAMÍLIA E SEUS FUNC IONÁRIOS Odontologia Pop Dente Den�stas Médicos Nutricionistas Psicólogos Av. João Antônio da Silveira, 1900 - Restinga - Em frente a Agência da Caixa 51 3109-6090 8651-6558 9200-1946 8269-5571 9799-6090 www.popdente.com.br Desentupimento - Limpa Fossa Hidráulica - Elétrica 9109-4400 Ligue: 3248-7809 9773-6580 8544-6391 www.sanvicentesartori.com.br planosdesaude.rs@live.com contato@sanvicentesartori.com.br (51) 3221.6844 3221.5995 3084.4720 9255.4716 WhatsApp 9255.4720 Praça Osvaldo Cruz, 15 conj. 2713 Ed. Coliseu - Centro/POA Criação e desenvolvimento de Websites na plataforma Wordpress Tenha um site auto-gerenciável em uma das plataformas mais conhecidas e práticas do mercado. Acesse notícias diárias da sua região em: Consulte condições: Compartilhe essa ideia! (51)3026-8445 / (51)9613-6986

[close]

p. 2

2 www.geramigos.com.br Editorial Editorial Na edição do mês de julho do jornal Geramigos Zona Sul, trazemos como matéria principal a nova divisão dos bairros de Porto Alegre. A medida agrada uns e chateia outros. No entanto, veremos o que muda nessa nova divisão da Capital dos Gaúchos. Novos bairros foram criados, ou pelo menos, se tornaram oficiais. Outros deixaram de existir. Sim, vale à pena ficar por dentro do que está acontecendo, das mudanças, ainda que sutis e que de certa forma podem nem ser um divisor de águas ou mesmo vir a afetar de maneira considerável o nosso dia-a-dia. O projeto que está prestes a virar lei, vai organizar muitas das situações confusas e conflitantes dos atuais bairros de Porto Alegre. Um exemplo: Aberta dos Morros passa a ser oficialmente um bairro. Na página 3 falamos um pouco a respeito da Meningite C, a vacina que tem sido oferecida em Porto Alegre, sintomas e estatísticas da doença que pode ser fatal em crianças. Na página 5 trazemos uma matéria que fala da implantação do Polo Gastronômico de Porto Alegre, localizado na Cidade Baixa. É um marco histórico! É o primeiro polo gastronômico de Porto Alegre que vai promover melhorias para quem trabalha, frequenta e mora no bairro. Nas demais páginas procuramos trazer até você as mais relevantes notícias da Zona Sul do último mês. Uma ótima leitura e até a próxima! Fala leitor e internauta Entulho na calçada/via pública “Caminhão descartando lixo ao lado do terreno da antena da Vivo. Essa cena é frequente. Também todo dia arroceiros vem descartar lixo ali. Toda segunda de manhã vem um caminhão do DMLU limpar, mas à tarde já está cheio de lixo novamente. Pede-se fiscalização. - na Rua Banco Inglês, Bairro Santa Tereza” - Elizandro Max - colab.re Buraco nas vias “Pergunto aos administradores de Porto Alegre, onde está o ASFALTO e infraestrutura, como esgotos e transporte público na Estrada Kanazawa que está atirada e esquecida, porque onde não mora ninguém tem asfalto, esgoto e transporte como em dezenas de ruas de Porto Alegre e na Kanazawa onde moram centenas de pessoas e não tem Infraestrutura? Peço que olhem com atenção, pois é uma vergonha o descaso de dirigentes que foram escolhidos pela população Portoalegrense, fazerem vista grossa para este caso! SOS Kanazawa a estrada está toda destruída e os veículos caem nos buracos, crateras e os esgotos estão a céu aberto, e sem transporte público! Estamos com as ruas Kanazawa e Florestan Fernandes interditadas, não temos como andar mais. Cadê o asfalto?” - Luis Argemiro - colab.re Acesse notícias diárias da sua região em: Pontos de Distribuição Expositores Mercado Caxias - Av. Costa Gama, 5001; Armazém da Esquina - R. Jorge Mello Guimarães, 1116; Loro Supermercados - Loja 3, Av. do Lami, 706; Supermercado Casa Grande - Av. Professor Oscar Pereira, 7381; Mercado Cavalhada - Silvio Silveira Soares, 2429; Supermercado Asun - Av. Bento Gonçalves, 66; Lotérica - R. José de Alencar, 447; PoliclinicaCei Claudino – R. Barão do Triunfo, 175; Mercado Peracchi - Av. Nonoai, 393; Lotérica Teresópolis - Av. Teresópolis, 3294; Supermercado Nacional –Teresópolis Super Três – Av. Teresópolis, 3742; Teresópolis Tênis Clube - Av. Eng. Ludolfo Boehl, 388; Colégio Pastor Dohms - Rua Arnaldo Bohrer, 253; Colégio Bom Jesus - Av. Teresópolis, 2805; Clinica Ortra - Av. Cavalhada, 2166; Colégio Santa Teresa de Jesus - Av. Cavalhada, 2250; Shopping Cavalhada - Av Cavalhada, 2360; Mercado Asun - Av.Cavalhada, 2985; Baú da Sorte Loterias - Av. Cavalhada, 2503; Sacolão Econômico - Av. da Cavalhada, 3370; Lotérica - José de Alencar, 181; Restaurante Tirol - Rua Jose De Alencar, 520; Armelin Confeitaria - Gonçalves Dias, 230; Multi Sorte Lotéricas - Av. Getúlio Vargas, 1668; Escola Maria Imaculada - R. General Gomes Carneiro, 364; Shopping Jardim Verde - Estrada Eduardo Prado, 1954; Supermercado Bom – Av. Campos Velho, 834; Supermercado Pezzi - Av. Dr. Carlos Barbosa, 1311; Ipanemão Loterias - Av. Tramandaí, 480; Farmácias Associadas –Av Tramandaí, 307; Farmácias Associadas - Av. Juca Batista, 2249; Mercado Asun- Av. Juca Batista, 4246; Supermercado Urubatã – Av. Celestino Bertolucci, 50; Lotérica Coringa - Av. da Azenha, 122; Lotérica Ponto da Sorte – Av. Wenceslau Escobar, 1286; Tudo Fácil - Av. Wenceslau Escobar, 2666; Armelin Confeitaria - Otto Niemeyer, 2440; OttoLoterias – Av. Otto Niemeyer, 2535; Super Iko - Av. Otto Niemeyer, 3389; Sacolão Barcelos – Av. Edgar Pires de Castro, 1855; Lotérica Hípica - Edgar Pires de Castro, 1260 L.2; Mini Mercado Moradas – Av. Edgar Pires de Castro, 2260; SuperKan – Av. Edgar Pires de Castro, 1545; Restaurante e Fruteira Kiko – Edgar Pires de Castro, 8517; Supermercado Gomes – Edgar Pires de Castro, 10100; Lotérica Sorte Certa – Rua Cecílio Monza, 11040; Mercado Loro- Heitor Vieira, 293; Agroflora Ungaretti – Rua Tenente Arizoly Fagundes, 50 Todos anunciantes dessa edição também possuem exemplares. Se não encontrar sua edição mensal, faça download em: www.geramigos.com.br/ edicoesanteriores Quer ficar sempre bem informado com o que acontece em sua região? Curta Geramigos no Facebook! Compartilhe essa ideia! /JornalGerAmigos Você fotografou alguma irregularidade no seu bairro? Quer reclamar ou sugerir melhorias? Fazer denúncias? Quer elogiar uma boa iniciativa realizada na sua comunidade? Entre em contato com o Jornal GERAmigos e participe! Nos ajude a construir o Fala Leitor e Internauta, o seu espaço para mostrar o que acontece nos bairros de Porto Alegre. Você pode entrar em contato com a nossa redação através do e-mail: redacao@geramigos.com.br ou pelo telefone (51)3026-8445. Participe! Expediente CNPJ: 11.248.576/0002-70 Av. Borges de Medeiros, 915 sala 202 Zona Sul Telefones: (51) 3026-8445 / (51) 9613-6986 comercial@geramigos.com.br Jornalista Responsável: Angelica Konzen - SRTE-MTE/RS nº 17.297 Jornalista associada a: Redação e Assessoria de Imprensa, Projeto gráfico e diagramação: Josias Soria Godoy Matérias assinadas não expressam necessariamente a opinião do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores. Tiragem: 10 mil exemplares Impressão: Grupo Sinos Periodicidade: Mensal Distribuição: Geramigos Empresa Jornalística Ltda. Locais de circulação - Bairros: Aberta dos Morros, Azenha, Belém Novo, Belém Velho, Camaquã, Campo Novo, Cavalhada, Centro, Cidade Baixa, Cristal, Espírito Santo, Guarujá, Hípica, Ipanema, Jardim Vila Nova, Lageado, Medianeira, Menino Deus, Moradas da Hípica, Nonoai, Ponta Grossa, Serraria, Teresópolis, Tristeza, Vila Conceição e Vila Nova. Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 47 - Julho de 2015 2

[close]

p. 3

Saúde e Bem Estar www.geramigos.com.br 3 Planos de saúde terão que cobrir cesárea eletiva se gestante assumir riscos Saúde indicam que a cesárea sem indicação médica provoca riscos desnecessários à saúde da mulher e do bebê, já que aumenta em 120 vezes a probabilidade de problemas respiratórios para o recém-nascido e triplica o risco de morte da mãe. Cerca de 25% dos óbitos neonatais e 16% dos óbitos infantis no Brasil estão relacionados à prematuridade. Em nota, a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade defendeu o respeito ao direito das mulheres de escolherem onde, como e com quem querem ter seus filhos, mediante um amplo acesso a informações sobre os riscos dos procedimentos envolvidos. No comunicado, o vice-presidente da entidade, Daniel Knupp, diz que está ciente de que o Brasil enfrenta uma epidemia de cesarianas e que os números alarmantes não são motivo de orgulho. Knupp afirma que frequentemente a opção pela cesárea é motivada por argumentos sem fundamento científico, mitos que se criam para justificar a má prática. Deste modo, a instituição entende que qualquer estímulo ao parto normal, como as recentes medidas anunciadas pelo Ministério da Saúde e pela Agência Nacional de Saúde Suplementar, é bem-vindo e que todos os esforços devem ser tomados para que as medidas resultem no efeito esperado, diz a nota. Meningite C: Saúde oferece vacina para crianças até dois anos Neste momento em que o município de Cachoeirinha registra casos de meningite C em crianças e a rede municipal da cidade está mobilizada para garantir o bloqueio vacinal em um determinado perímetro do município, a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre informa que a rede municipal de saúde da Capital oferece a vacina Meningocócica C para crianças de até dois anos. As doses estão no calendário vacinal e são aplicadas aos três e aos cinco meses de vida dos bebês, com reforço aos 15 meses (um ano e três meses). Este reforço pode ser aplicado até os dois anos de idade. Para garantir a imunização das crianças desta faixa etária, os pais devem se dirigir às Unidades de Saúde. As salas de vacinas funcionam das 8h às 17h e nas unidades com Saúde da Família o horário é 8h às 12h e das 13h às 17h, de segunda a sexta-feira. As unidades continuam vacinando crianças com menos de cinco anos contra a gripe. A enfermeira Maria de Fátima Pinho de Bem, técnica responsável pelas meningites na Equipe de Vigilância das Doenças Transmissíveis da Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde (CGVS), enfatiza que Porto Alegre não registra surtos da doença. A técnica explica que os casos que estão ocorrendo em Cachoeirinha são por Meningococo C, e como a vacina contra o Meningococo C está disponível na rede pública desde 2010, todas as crianças de 5 anos ou menos estão vacinadas contra este agente. Em Porto Alegre, em 2015, foram confirmados 11 casos de meningite meningocócica, em sua maioria Meningococo C e que não se observa, no momento, aumento de casos por outros agentes como Meningococo B, W ou Y. Em relação à rede privada, duas vacinas estão disponíveis, a vacina quadrivalente (protege contra os tipos A,C,W,Y) e vacina contra o Meningo B. A Equipe de Vigilância de Doenças Transmissíveis da CGVS realiza busca ativa diária de pacientes portadores da doença em hospitais da Capital, além de manter plantão durante 24 horas para receber novos casos. Doença - A meningite é a inflamação das meninges (membranas que revestem o cérebro e a medula espinhal). Pode ser causada vírus, bactérias, fungos e protozoários. Os sintomas da doença são dor de cabeça, febre, vômitos em jato, rigidez de nuca (de fácil detecção ao exame físico médico). Crianças muito pequenas podem apresentar prostração ou irritabilidade. O coordenador da EVDT, Benjamin Roitmann, destaca que os números de Porto Alegre não caracterizam surto ou epidemia de doenças meningocócicas. Sintomas - Os sintomas mais comuns são febre, dor de cabeça severa, náuseas, vômitos, confusão mental, convulsões, rigidez de nuca em pacientes mais comprometidos. Um sintoma especialmente importante é o aparecimento de manchas vermelhas no corpo. Em crianças menores de um ano, os sintomas são menos evidentes: febre, recusa alimentar, irritabilidade ou sonolência e prostração e, em alguns casos, abaulamento da moleira. Os sintomas das meningites virais e bacterianas são os mesmos. Diferente das virais, a meningite bacteriana, pode ser fatal. As pessoas com sintomas de meningite devem procurar, imediatamente, atendimento médico. Créditos: Divulgação Web Créditos: Divulgação Web Operadoras de plano de saúde terão que cobrir cesarianas eletivas (agendadas) – quando não há indicação médica – caso a gestante assine um termo de consentimento declarando estar ciente dos riscos que envolvem o procedimento. A informação foi divulgada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) no dia 6 de julho, quando passa a vigorar um conjunto de medidas de estímulo ao parto normal. Pelas novas regras, apenas cesáreas recomendadas ou que se fizerem necessárias durante um trabalho de parto difícil serão pagas pelos planos de saúde. A ANS esclareceu, entretanto, que o parto por cesárea integra o rol de procedimentos estabelecidos pela agência e que as operadoras não podem se negar a fazer esse tipo de cobertura. Nesses casos, o médico deverá anexar à documentação envia- da ao plano um termo assinado pela gestante assumindo os riscos da cirurgia. A partir de 6 de julho, o uso do partograma – documento gráfico onde são feitos registros de tudo o que ocorre durante o trabalho de parto – passa a ser obrigatório para obstetras da rede privada. A Resolução Normativa nº 368 prevê ainda que as operadoras informem aos beneficiários os percentuais de cesáreas e de partos normais de cada hospital e médico credenciados. Os planos também serão obrigados a oferecer o cartão da gestante, que contém todas as informações sobre o pré-natal. Atualmente, 23,7 milhões de mulheres são beneficiárias de planos de assistência médica com atendimento obstétrico no país. O percentual de cesarianas chega a 84% na saúde suplementar e 40% na rede pública. Dados do Ministério da TENHA UMA RENDA EXTRA COM LUCRO DE 100% SEJA UM REVENDEDOR(A) UP! Aviamos receitas Tudo em até 6x s/ acréscimo Óculos - Jóias - Relógios - Artigos para presentes - Consertos em Geral Av. Teresópolis, 3173 otica_reis@hotmail.com (51) 3336.6943 www.upessencia.com.br/433148 Empresa brasileira com expansão na América Latina (Peru). essência Contato: (51) 9394.8641 c/ Euvânia www.radicom.com.br Ressonância Magné�ca 1,5 Tesla Ressonância Magné�ca de Extremidades Tomografia Computadorizada Densitometria Óssea Mamografia EcografiaConsultas médicas Neurologia e Coluna MATRIZ: Av. Érico Veríssimo, 624 - Menino Deus - Porto Alegre/RS • ZONA NORTE: Rua Álvares Cabral, 65 - Cristo Redentor - Porto Alegre/RS Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 47 - Julho de 2015 Central de Atendimento fones 321 82 400 | 337 43 500 3

[close]

p. 4

4 www.geramigos.com.br Bairros A história do bairro Nonoai Créditos: Rene Hass Praça 29 de Setembro, no morro Nonoai O bairro foi instituído enquanto tal, a partir da lei n° 2022 de 07/12/1959. Seus limites por bairro são: Santa Tereza, Teresópolis, Cavalhada e Vila Nova. O Arroio Passo Fundo, que atravessa o bairro, já não se apresenta como era nas origens da região e, apesar de não ter sido canalizado, encontra-se com um alto grau de poluição, realidade que não é diferente de outros arroios da cidade. O nome do bairro possui origem indígena: Nonoai foi um cacique Caingangue que, segundo historiadores, teria vivido por 120 anos. Morador do estado vizinho de Santa Catarina no início do século XIX, atravessou o Rio Uruguai e se estabeleceu nas proximidades de Passo Fundo (RS), dando nome ao que hoje é a maior reserva indígena do Estado. A avenida Nonoai é um tre- cho da antiga avenida Cavalhada, antes um remoto acesso à zona sul de Porto Alegre, fazendo parte do mapa da cidade desde 1888. Já a avenida Nonoai data de 1916. Atualmente, a avenida Cavalhada atravessa os bairros Teresópolis, Nonoai e Cavalhada. O bairro possui, vários núcleos habitacionais em seu território como a Chácara Sperb, Chácara Menezes e a Cidade Jardim. O bairro é constituído basicamente por casas, algumas muito antigas, além de raros edifícios mais altos fazendo parte de sua paisagem. Na avenida Nonoai, encontra-se a SPAAN (Sociedade Porto Alegrense de Auxílio aos Necessitados), asilo inaugurado em 1931, que abriga em média 140 pessoas na faixa etária que oscila entre 60 e 100 anos. Um outro espaço tradicional do bairro Segurança debate ações para atender comunidade da Vila Cruzeiro lhor atender os moradores da Vila Cruzeiro. Entre as propostas apresentadas, uma delas foi a iluminação e revitalização do local, intensificando a segurança, para melhor atender e viabilizar o bem-estar da comunidade local. “É muito importante a integração entre todas entidades envolvidas nesta ação”, ressaltou o secretário de segurança José Freitas. Estiveram presentes na reunião representantes da SecreCréditos: Divulgação PMPA 4 A Câmara Técnica de Prevenção e Segurança, realizada na tarde do último dia 8, uma terça-feira, na Secretaria Municipal de Segurança (SMSEG), por meio do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM) de Porto Alegre, teve por objetivo debater ações para me- A Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa aprovou por unanimidade, nesta terça-feira (30), o parecer favorável ao Projeto de Lei 164/2015, de autoria da deputada Regina Becker Fortunati, que institui a Semana Estadual dos Direitos Animais no Estado do Rio Grande do Sul. “O objetivo é estimular a conscientização da sociedade, especialmente de jovens e crianças, sobre a importância da defesa do bem-estar animal”, destaca a parlamentar. Neste sentido, a proposta sugere que, durante a primeira semana do mês de outubro, poderão ser promovidos eventos, palestras e campanhas que estimulem a reflexão acerca dos Direitos Animais. O PL determina a inclusão da referida comemoração no Calendário OfiReferências bibliográficas: cial do Estado, FRANCO, Sérgio da Costa. que poderá fazer Porto Alegre Guia Histórico. Porto Alegre: Editora da Universidade, 2ª edição, 1992. SANHUDO, Ary Veiga. Criado em setembro de Porto Alegre: Crônicas da Mi- 2012, o BikePoa já alcançou 665 nha cidade. Porto Alegre: Edi- mil viagens (dados de junho de tora 2015). Ao todo, 150 mil pessohttp://www.portoalegre.rs. as estão cadastradas no sistema gov.br/dep – Departamento de de bicicletas compartilhadas na Esgotos Pluviais. cidade, com utilização de 400 bikes disponíveis em 40 estações. A estação mais procurada é a localizada na Usina do Gasômetro, com mais de 30 mil taria Municipal de Segurança retiradas. Ao todo, Porto Ale(SMSEG); da Brigada Militar; gre tem 27 km de espaços de Departamento Municipal de ciclovias. A previsão da EPTC é Habitação (Demhab); DMLU; completar o ano com 35 km imFasc; Gabinete do Prefeito; plantados, com a conclusão dos Guarda Municipal; Secretaria espaços, atualmente em obras, Municipal de Esporte, Recre- da Ipiranga e Edvaldo Pereira ação e Lazer (SME); Secretaria Paiva. O gerente de projetos espeMunicipal de Governança Local (SMGL); Secretaria Municipal ciais da EPTC, arquiteto Antôda Juventude (SMJ); Secretaria Municipal de Obras e Viação (Smov); Secretaria Municipal de Saúde (SMS); e Gabinete do Vice-Prefeito. A Vila Cruzeiro sempre teve um histórico complicado envolvendo crimes e violência, sendo um grande entrave a melhores condições de vida, principalmente dos moradores. Créditos: Divulgação PMPA BikePoa atinge 665 mil viagens nio Vigna, avalia esta nova realidade da cidade: “Chegamos ao 34º mês do BikePoa com apoio da população. Este projeto experimental será consolidado neste segundo semestre com o encaminhamento da licitação. Vivemos uma mudança de cultura muito importante na circulação da cidade, com a valorização da bicicleta”. Recentemente a EPTC realizou contagens na ciclovia da Ipiranga, focadas no cruzamento com a avenida Azenha. Foram registradas 400 viagens, concentradas principalmente nos horários de pico. “Este fato demonstra o perfil no interesse dos deslocamentos, com muitos ciclistas direcionados aos seus locais de trabalho, e não somente para lazer. É uma nova realidade na circulação da cidade, muito positiva para todos nós”, conclui Vigna. Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 47 - Julho de 2015 Créditos: Guerreiro/Divulgação é o Nonoai Tênis Clube, com sede no local desde 1938, sendo uma alternativa de esporte elazer, especialmente no verão por suas piscinas. De forma geral, o bairro apresenta um aspecto tranqüilo, não muito distante do centro, e consegue não estar totalmente “contaminado” pela agitação e movimentação de outros bairros, concentrando seu comércio em sua avenida principal. No ano de 2005, o bairro recebeu notoriedade através de um jornal da capital, em função de uma construção muito antiga que remonta um momento da humanidade que a capital dos gaúchos não viveu. Trata-se se um castelo de duas torres, construído na década de 1920, sobre um aterro de nove metros de altura. Localizado na Travessa Fortaleza pertence aos irmãos Ernesto e Luiz Leiner e, desperta muita curiosidade por quem passa na região, constituindo-se em ponto turístico do bairro Nonoai. Aprovado parecer favorável ao projeto de lei que institui a Semana Estadual dos Direitos Animais parcerias com a iniciativa privada para promover atividades voltadas ao tema. Na justificativa, a deputada lembra que, anualmente, em 4 de outubro é celebrado o Dia Mundial dos Animais, alusivo às festividades de São Francisco de Assis, padroeiro dos animais e do meio ambiente. Regina ressalta, ainda, que o reconhecimento dos Direitos Animais é uma evolução da sociedade mundial, em consonância com os novos tempos. “A cada dia, mais países somam forças na busca de legislações que condizem com o já indiscutível fato de serem os animais sujeitos de Direitos”, pondera.

[close]

p. 5

Bairros www.geramigos.com.br 5 Polo Gastronômico é criado para qualificar a Cidade Baixa Prefeituras devem indenizar por buracos não sinalizados Coluna Jurídica Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 47 - Julho de 2015 A exemplo de outras capitais do país, como Rio de Janeiro e São Paulo, Porto Alegre tem agora o seu primeiro polo gastronômico. A área delimitada pelas avenidas João Pessoa, Loureiro da Silva, Praia de Belas, Getúlio Vargas, Venâncio Aires e rua Barão do Gravataí passou a ser o Polo Gastronômico, Cultural e de Entretenimento da Cidade Baixa. O decreto que institui essa denominação e vai promover melhorias para quem trabalha, frequenta e mora no bairro foi assinado pelo prefeito José Fortunati e o vice Sebastião Melo, na noite do dia 7, uma terça-feira. A medida dá continuidade ao trabalho desenvolvido nos últimos quatro anos no bairro, e visa qualificar as relações e as atividades na Cidade Baixa. “É um bairro boêmio, que proporciona cultura e entretenimento para os moradores e visitantes da Capital, que tem uma fluência muito grande de pessoas e que acaba gerando emprego, renda, mas também alguns transtornos aos moradores. Com o decreto vamos melhorar as condições de ocupação dos espaços, promover parcerias entre moradores, proprietários de bares, poder público e iniciativa privada, para qualificar as intervenções no bairro e, de maneira muito democrática, construir soluções para valorizar cada vez mais essa região”, afirmou Fortunati. O vice-prefeito, que liderou o trabalho que resultou na criação do polo gastronômico, destaca que o conteúdo do decreto é resultado de diversas reuniões entre todos os atores do bairro e vai possibilitar avanços significativos na região. “Esse é um trabalho fruto de uma verdadeira governança. Tenho certeza que a união de esforços entre moradores, comerciantes e poder público vai transformar esse bairro em um lugar ainda melhor para quem frequenta, vive e trabalha nele”, destacou Melo. Para a moradora do bairro e presidente da Associação dos Amigos da Cidade Baixa, Roberta Rosito Corrêa, somar esforços é a forma mais eficiente de qualificar a região. “Esse decreto representa uma união muito importante entre comerciantes e moradores. Hoje estamos iniciando o maior plano que podemos pensar para a Cidade Baixa, que é a revitalização do bairro. Com o Polo Gastronômico, não vamos mexer na estrutura, nos horários, na legislação, vamos resgatar, revitalizar, qualificar e devolver a vitalidade que o bairro precisa”, ressaltou Roberta. Conforme o documento, assinado em evento na sede da Associação dos Comerciantes da Cidade Baixa (ACCB), os estabelecimentos integrantes do polo, em conjunto com o poder público e os demais órgãos da iniciativa privada, promoverão ações coordenadas para melhorar os investimentos privados e públicos, observando as características locais e respeitando a legislação vigente. “Hoje é um dia especial para o bairro! Esperamos que o Polo Gastronômico traga ainda mais atrativos para a região, sempre com um olhar compartilhado, atendendo a todos os interesses. A associação estará sempre aberta para o diálogo e para os avanços que forem necessários”, concluiu o presidente da ACCB, Moacir Biasibetti. As entidades representativas dos grupos empresariais, também poderão propor e custear com recursos privados, obras ou ações de melhoria para o bairro, desde que aprovadas pelo Comitê de Trabalho e devidamente licenciadas pelos órgãos competentes. Ao Município, cabe fiscalizar a execução das obras ou ações de melhoria para o bairro; garantir o uso dos espaços públicos de forma legal e dentro da legislação, exigindo as compensações devidas quando do uso privado desse espaço público; assim como estimular o desenvolvimento econômico no bairro, observando os direitos dos moradores. O decreto entra em vigor na data de sua publicação. demonstram a existência do buraco e comprovam a má conservação da rua. A presença de dano moral no caso é inegável, já que o acidente ocasionou lesões e abalo psicológico à moradora e sua fiEste é apenas um exemplo lha”, afirmou em seu voto. O pedido de indenização e com ciclista. Contudo, seja a prefeitura que for, esteja loca- pelos danos materiais, em ralizada no Estado que estiver, zão do conserto da bicicleta, sendo capital ou não, a obri- não foi atendido, pois o recigação de indenizar é a mes- bo não estava no nome da auma, desde que o “buraco” ou tora. Os desembargadores Jequalquer irregularidade simi- ferson Moreira de Carvalho e lar (p. ex.: tampas de ferro de Décio de Moura Notarangeli, entrada para água, luz ou gás integrantes da turma julgadolevantadas ou ausentes etc.) ra, acompanharam o voto do não esteja devidamente sina- relator. Apelação n° 0018302lizada pela prefeitura local. Sempre se recomenda 98.2011.8.26.0032 Resta claro que os valores que haja prova da respectiva podem ser omissão, ou diversos do seja, fotograacima fornefias, filmes, cido como testemunhas exemplo, e qualquer tudo depenoutro tipo de dendo das prova permiconsequêntida em dicias e danos reito. Para ilus- Mal sinalizado, mas ainda possui sofridos. sinalização. Aliás, datrar, citamos nos materiais o caso abaitambém são indenizáveis, xo. A 9ª Câmara de Direito tanto para bicicletas, motociPúblico do Tribunal de Jus- cletas, veículos de passeio e/ tiça reformou decisão de pri- ou quaisquer outras espécies, meira instância e condenou seja por mera analogia ou por a Prefeitura de Araçatuba a fato específico ocorrido e esindenizar moradora que caiu tudado caso a caso. Os valores de bicicleta em via pública, indenizatórios, inclusive, podevido a um buraco não sina- dem ser muito superiores ao lizado. O acidente provocou “simbólico” concedido pelo ferimentos na autora e em sua Digno Magistrado. filha, que estava na garupa. O valor da condenação foi de R$ 2 mil por danos morais. Para o relator Carlos Eduardo Pachi, ficou demonstrada a responsabilidade do Poder Público no acidente, pois a via esburacada estava aberta e desprovida de sina- Tipo do buraco quase “imperceptível” que lização. “Fotografia pode causar desde torções de pés, acidentes com bicicletas, motos, até outros tantos e relato das testeprejuízos, como a perda da direção de um munhas (nos autos) Créditos: Divulgação Web Créditos: Divulgação PMPA Créditos: Divulgação Web veículo etc. Créditos: Divulgação Web 5

[close]

p. 6

6 www.geramigos.com.br Reportagem Especial Nova divisão de bairros e população da Capiás, já colocou a prefeitura e a comunidade em lados opostos. Em 2009, a população, por meio de uma consulta popular, rejeitou o projeto do governo municipal que previa o uso da Orla do Guaíba para a construção de prédios comercias e de moradia. Por esse motivo, a prefeitura alterou o projeto, que agora prevê a construção de uma torre comercial, um shopping e um parque público com mais de três hectares, empreendimento denominado Parque do Pontal. O plano de erguer moradias na Orla foi excluído. Líder comunitária do Cristal e conselheira do Orçamento Participativo (OP), Jurema Barbosa Silveira esclareceu que a população foi contra a construção de prédios de moradia na Orla, uma vez que os representantes da comunidade fizeram todo o esforço junto à própria prefeitura para a remoção de 300 famílias da área do Estaleiro. Ela argumentou, ainda, que a população não concorda com a utilização da área para moradias de proprietários com melhores condições financeiras em detrimento das famílias “pobres” que deixaram o local. “A gente não é a favor do prédio de moradia, a cidade não é a favor. A gente não vai abrir mão disso. Nem pensar! ”, avisou Jurema, sobre a disposição da comunidade em permanecer com o Pontal do Estaleiro dentro do Cristal. Na reunião realizada pela Cuthab com a comunidade no dia 1º de julho, Sérgio Amaral, outro conselheiro do OP, disse que o Cristal e o Estaleiro “sempre” foram ligados historicamente. “Agora, ele (Estaleiro) acaba desaparecendo do nosso mapa para integrar outra região”, reclamou. Outra queixa dos moradores do Cristal é quanto à perda da escola Aramy Silva e do posto de saúde localizados na Vila São Gabriel. A instituição de ensino, conforme Jurema, foi reformada e ampliada com recursos do Orçamento Participativo, bem como a construção do posto. “É uma questão de vínculo com a região. A gente quer que o bairro fique bom, mantendo nossas coisas com o que conseguimos com o OP”, defendeu a líder comunitária, que mora há 27 anos no Cristal. Ela acrescentou que há muitas pessoas cadastradas no posto de saúde que são de outras regiões e que há dúvidas de como ficará o atendimento com o local passando ao bairro Camaquã. Jurema reclamou, ainda, que a Avenida Coronel Massot foi pavimentada pela mobilização da comunidade no Orçamento Participativo e, que pelo novo traçado, parte da via também pertencerá ao Camaquã. Depois do encontro com os integrantes da Cuthab, as lideranças comunitárias pediram uma reunião com as secretarias de Urbanismo e de Governança com o objetivo de reforçar as alterações no traçado proposto pela prefeitura, aguardando um A Comissão de Urbanização, Transporte e Habitação (Cuthab) da Câmara de Vereadores de Porto Alegre encerrou no dia 7 de julho a série de audiências públicas com o fim de ouvir as comunidades sobre o projeto do novo mapa da Capital, que deverá ser votado no segundo semestre de 2015. Pela proposta apresentada pela prefeitura em 2014, Porto Alegre passará a ter 92 bairros (confira abaixo). Desse número, 13 são novos. Atualmente, a cidade possui oficialmente 79 bairros. Em sua justificativa, o governo municipal explica que o projeto tem por finalidade “não só equacionar todas as questões conflitivas identificadas, mas também potencializar o reconhecimento do bairro como território base de informações e de gestão”. A proposta também reunirá todos os bairros com sua delimitação em uma única legislação, já que hoje há inúmeras leis tratando da limitação. Em alguns bairros, conforme a prefeitura, há sobreposição dos limites de área que, agora, serão readequados. Esses seriam os casos do Rubem Berta com Sarandi, Santa Maria Goretti com Passo d’Areia, Jardim Isabel com Ipanema e Chapéu do Sol com Belém Novo. O novo mapa proposto pelo Executivo não agradou a todas as comunidades. No Bairro Cristal, por exemplo, o traçado previsto gerou descontentamento entre os moradores. Isso porque a Avenida Padre Cacique foi dividida ao meio. Do lado da Fundação Iberê Camargo, é bairro Cristal. Já do lado da Orla do Guaíba, onde está localizado o Pontal do Estaleiro, será Centro. Além disso, a tradicional Avenida Coronel Massot e a Vila São Gabriel deixam de pertencer ao Cristal e passarão a pertencer ao bairro Camaquã. O Pontal do Estaleiro, ali- QUADRA 7 CAMPO NOVO Fones: (51) 3246-4662 / 3261-5503 e-mail: rotasul@rotasulpoa.com.br Não fechamos ao meio dia Av. Juca Batista, 332 - Ipanema Quadra society grama sintética e natural, sede com bar, churrasqueira, estacionamento e ótimo ambiente Est. Cristiano Kraemer, 2880 Fone: 9296 8961 / 8507 3036 Créditos: Divulgação Web AV JUCA BATISTA ,2154 | FONE: 3246.7307 RUA BECO DO PALADINO , 77 | FONE: 3245.3245 Av. Edgar Pires de Castro, 2260 - Telefone: 3062-3451 6 Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 47 - Julho de 2015

[close]

p. 7

Reportagem Especial www.geramigos.com.br 7 tal agrada umas comunidades e outras não retorno do pedido. “Parece que agora as coisas serão repensadas”, afirmou Jurema, sobre o apoio da Cuthab às demandas do Cristal. Emendas para fazer readequações Presidente da Comissão de Urbanização, Transporte e Habitação (Cuthab) da Câmara, o engenheiro Carlos Comassetto (PT) disse que, ao mesmo tempo em que o projeto foi enviado à Cuthab para parecer, chegaram “um conjunto de insatisfações” com os limites dos bairros propostos pela prefeitura. “São pontuais e não de uma forma genérica”, informou o vereador, sobre os problemas apontados pelas comunidades. Por esse motivo, conforme Comassetto, a comissão está promovendo as reuniões nos locais em que há algum conflito, como é o caso do Bairro Cristal. No dia 6 de julho, segunda-feira, a audiência pública ocorreu no CTG Descendência Farrapa, na Avenida Cavalhada, 6735, e reuniu moradores da Região Sul e Extremo Sul. Segundo o presidente da Cuthab, há também algumas questões para serem resolvidas entre os bairros Ipanema e Hípica. “A Hípica ficou cortada e todos querem se manter Hípica”, explicou ele. Também haveria conflito com a criação de um novo bairro entre Belém Novo e Lami, devido à estrutura existente nesses lugares, e que parte iria para o novo local. Além disso, explicou Comassetto, teria um problema em relação ao Lami e São Caetano quanto à localização de uma igreja. Já no dia 7 de julho, terça-feira, foi a vez da Cuthab ouvir a população da Região Norte sobre sugestões e reclamações do mapa de Porto Alegre. O encontro também ocorreu às 19h dessa vez no Espaço Social Comunitário, Rua Jayme Tolpolar, 490, Vila Farrapos. Após o encontro foi feito o relatório e elaboradas emendas para fazer as readequações propostas pelas comunidades. “Queremos produzir emendas que levem em consideração a vontade da população, o pertencimento das comunidades, às vezes, é muito mais forte do que um traçado”, observou o presidente da Cuthab. Discussão vem de quatro anos O presidente afirmou que a prefeitura tem participado das reuniões e que as alterações que serão promovidas foram construídas, em sua maioria, em consenso com o governo. “Estamos fazendo isso conjuntamente. Não é uma questão de disputa, mas, sim, de abrigar”, frisou o vereador, destacando que também é preciso conciliar as emendas com o “entendimento técnico” da prefeitura e com a decisão política do Legislativo. O projeto do novo mapa de Porto Alegre vem sendo discutido há quatro anos. A prefeitura também promoveu reuniões com os moradores e o projeto passou pelo conselho do Plano Diretor da cidade. Além disso, a Câmara instalou uma Comissão Especial para tratar do assunto e que também promoveu uma série de encontros nos bairros. Por meio da assessoria de imprensa, a Secretaria de Urbanismo foi procurada, porém até o fechamento desta edição, não recebemos retorno. Novo mapa da Capital Total de bairros – 92 Bairros já existentes – 79 Novos bairros – 13 Bairros extintos - 2 Novos bairros Jardim Itu – Atual Bairro Jardim Itu-Sabará Jardim Sabará – Atual Bairro Jardim Itu-Sabará Santa Rosa de Lima – Interface entre os bairros Sarandi e Rubem Berta, a partir da Avenida Plínio Kroeff Costa e Silva – Interface entre os bairros Sarandi e Rubem Berta, a partir da Avenida Baltazar de Oliveira Garcia Parque Santa Fé – Parcela do bairro Rubem Berta, a partir da Avenida Baltazar de Oliveira Garcia Passo das Pedras – Área sem denominação entre Sarandi, Rubem Berta e Mário Quintana Jardim Leopoldina – Área sem denominação entre Sarandi, Rubem Berta e Mário Quintana Morro Santana - Área sem denominação entre Agronomia, Jardim Carvalho e Mário Quintana Sétimo Céu – Interface entre os bairros Tristeza e Ipanema Aberta dos Morros – Área sem denominação e parcela do Bairro Hípica, entre a Esquina Gedeon Leite e Costa Gama, a partir da Av. Edgar Pires de Castro Pitinga – Área sem denominação entre os bairros Lomba do Pinheiro e Restinga São Caetano – Área sem denominação no extremo sul da cidade Extrema – Área sem denominação no extremo sul da cidade Bairros extintos Marcilio Dias Como fica: população pertencerá aos bairros arredores: Centro, Floresta, São Geraldo e Navegantes Jardim Itu-Sabará Como fica: Subdivido nos bairros Jardim Itu e Bairro Jardim Sabará Jaqueline Silveira Créditos: Divulgação Web Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 47 - Julho de 2015 7

[close]

p. 8

8 www.geramigos.com.br Bairros Areal da Baronesa é entregue à comunidade quilombola Povo Negro, Elisete Moreto, a lei marca um passo importante na luta pelos direitos das comunidades quilombolas. “A s s u m i m o s esse compromisso, de dar agilidade e prioridade à titulação do Areal da Baronesa, e conseguimos cumprir. Agora temos ainda mais força para trabalhar na defesa e na valorização da cultura e da história desse povo”, concluiu. O prefeito e a secretária visitaram a comunidade junto com o vice, Sebastião Melo, o secretário municipal de Direitos Humanos, Luciano Marcantônio, e o diretor do Departamento Municipal de Habitação (onde iniciou o processo de titulação), Everton Braz. O evento teve uma apresentação especial e animada de samba, do bloco de Carnaval Areal da Baronesa do Futuro. O grupo mostrou um pouco do trabalho desenvolvido com as crianças e adolescentes no local. Sobre o Areal - Situado no limite entre os bairros Cidade Baixa e Menino Deus, o Areal da Baronesa é um dos espaços de cultura negra mais tradiCréditos: Divulgação PMPA O choro emocionado de uma das mais antigas moradoras do Areal da Baronesa é a prova da importância de ter a área onde viveram seus antepassados reconhecida e protegida por lei. Dona Gessi da Rosa Fontoura foi quem iniciou o processo para ter a titulação do local como terras oriundas de quilombos. No último dia 11, sábado, ela viu o prefeito José Fortunati sancionar a lei que faz esse reconhecimento e ao mesmo tempo doa a propriedade, agora com título de Área Especial de Interesse Cultural, à Associação Comunitária e Cultural Quilombo do Areal. “Essa lei é ouro pra nós! Lutamos e conquistamos. Muitos não acreditaram e desistiram. Nós não, e agora estamos aqui, com orgulho e muita felicidade recebendo o reconheci- mento de que o Areal é nosso por direito”, disse dona Gessi. Ela relatou as dificuldades que enfrentou no caminho e agradeceu o empenho do governo municipal que abraçou a causa. O prefeito lembrou a história de luta e resistência dos moradores do Areal da Baronesa. “Com o crescimento das cidades, as comunidades negras foram sendo ‘despejadas’ de suas casas e levadas cada vez mais para as periferias. Essa comunidade resistiu à pressão, à especulação imobiliária, ao preconceito, e se impôs. Hoje estamos aqui mostrando que quando o poder público trabalha junto com a comunidade, valorizando suas raízes, seus anseios, suas necessidades, é possível vencer, é possível construir uma cidade para todos”, afirmou Fortunati. Para a secretária adjunta do cionais de Porto Alegre. Teve origem no século XIX, quando passou a ser reduto de ex-escravos e seus descendentes, que ocupavam a chácara da Baronesa do Gravataí. Ela deixou as terras para seus escravos. A área de 4,5 mil metros quadrados fica na avenida Luiz Guaranha, rua sem saída, onde vivem 80 famílias. A comunidade é legatária da área conhecida por ter uma das primeiras ruas de Porto Alegre, pelas casas de religião, pelo Carnaval de Rua e por seus músicos populares. Ocupa um beco, a que chamam de avenida – uma pequena rua com casas geminadas. As fachadas de antigas casas são preservadas, por seu caráter histórico. Através de participação política, lideranças da comunidade obtiveram no Orçamento Participativo da cidade a construção de 12 novas casas no local. Seus moradores trabalham como serventes, domésticas, policiais da Brigada Militar, entre outros. Projeto - A doação da área em favor da Associação representativa da Comunidade do Quilombo do Areal foi feita na forma do Decreto Federal nº 4887/2003. O reconhecimento da comunidade como remanescente de quilombo foi aferido em processo de identificação e delimitação conduzido pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). O art. 68 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias determina que “Aos remanescentes das comunidades dos quilombos que estejam ocupando suas terras é reconhecida a propriedade definitiva, devendo o Estado emitir-lhes os títulos respectivos”. A denominação de quilombo é prévia ao reconhecimento. É, inclusive, condição do reconhecimento, pois além do aspecto histórico se considera que a própria comunidade se atribua a condição de quilombola. Aspectos que foram objeto de estudo sócio-histórico-antropológico realizado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul encontram-se nos autos do processo administrativo, tanto do Incra, como do município. O processo de identificação e delimitação teve início no Incra em março de 2005, sendo que seu resultado foi comunicado ao município em agosto de 2013, quando iniciou-se o procedimento interno para dar cumprimento à norma constitucional. A remessa à prefeitura decorreu do fato de que a área em questão era de sua propriedade. A doação e seu posterior registro no Cartório de Registro de imóveis transferirão definitivamente a propriedade à comunidade quilombola. Quilombos em Porto Alegre - Atualmente, a Capital possui quatro Quilombos. Além do Areal da Baronesa, há também o Quilombo dos Alpes, o Família Silva e o Família Fidelix. Av. Eduardo Prado, 1250 Materiais de Construção Fone: 3245 1177 Av. Otto Niemeyer, 1229 Porto Alegre / RS Porto Alegre / RS Super PROMOÇÕES: Cimento lh o Fone: 3268 5955 Av. Edgar P. de Castro, 583 Porto Alegre / RS Ju Orçamentos confira no site! Fone: 3265 1177 Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 47 - Julho de 2015 www.dauge.com.br 8

[close]

p. 9

Bairros www.geramigos.com.br 9 Faixa de ônibus na Borges liberada Público da EPTC, por intermédio do Sistema de Ônibus Monitorado Automaticamente em Tempo Real (Somart). As informações apontam as seguintes evoluções, no sentido bairro / Centro, pico da manhã: deslocamento em 24 minutos, antes da criação do binário; 18 minutos, com o binário, e 16 minutos, com as viagens pelo corredor. No pico da tarde, as medições apontaram 28 minutos no tempo de viagem antes de funcionamento do binário; 21 minutos, após a criação do binário, e 17 minutos, com as viagens realizadas pelo corredor. A diretora-técnica da EPTC, engenheira Maria Cristina Molina Ladeira, afirma que os dados comprovam o acerto da medida. “A criação do binário da Praia de Belas / Borges de Medeiros, com priorização no deslocamento do transporte coletivo, representa uma medida acertada, com a garantia de mais conforto e qualidade para todos os usuários dos ônibus. Os motoristas dos demais veículos também ganham, pois não disputam espaço na via com os ônibus, que se deslocam pelo corredor”. Hospital Restinga comemora 220 mil atendimentos no primeiro ano O primeiro ano de funcionamento do Hospital Restinga e Extremo-Sul (HRES) foi comemorado no dia 2 de julho, com a marca de mais de 220 mil atendimentos e procedimentos realizados na instituição. Inaugurado em julho do ano passado, o hospital qualificou a vida dos moradores da região, tanto pelo atendimento quanto pela abertura de vagas de trabalho. Durante visita às instalações, o prefeito José Fortunati, acompanhado pelo secretário municipal da Saúde, Fernando Ritter, e pelo superintendente do Hospital Moinhos de Vento, Fernando Torelly, ouviu relatos de pacientes e funcionários. “É um dia muito importante para a região e para Porto Alegre. Estou muito feliz por testemunhar um atendimento diferenciado em um prédio com esta qualidade”, comentou o prefeito. A estimativa é que o hospital tenha impactado a vida de cerca de 100 mil habitantes da região. Além dos pacientes, 52% dos funcionários da instituição também residem próximo. É o caso de Gregory Brum da Silva, que conquistou seu primeiro emprego como técnico de enfermagem no local há cerca de 9 meses. “Minha vida melhorou muito. Quando trabalhava no shopping, saía às 22h e chegava mais de meia-noite. Trabalhando aqui, chego em casa em 5 minutos”, conta. No local, também foi instalada uma unidade da Escola de Saúde, com a missão de qualificar a mão de obra local e formar profissionais para atuação no HRES. A construção do hospital, lembra o prefeito, era uma demanda antiga da comunidade, sendo que há mais de 40 anos não era erguida uma unidade hospitalar 100% SUS em Porto Alegre. “Estou muito feliz com esses números, mas nossa luta atual é de que não haja retrocesso nesses atendimentos”, disse, referindo-se à crise econômica e ao corte de recursos pelo Estado. “A redução já está impactando no interior do Estado e isso terá reflexos com uma maior procura na Capital. Não podemos deixar reduzir o atendimento pelo SUS como um todo em Porto Alegre”, ressaltou. O Hospital Restinga Extremo-Sul nasceu graças à parceria entre as três esferas de governo e a iniciativa privada, através do Hospital Moinhos de Vento, oferecendo atendimento público de saúde com qualidade igual e até superior a hospitais privados do país. O centro hospitalar dispõe de pronto atendimento 24 horas e de uma unidade de internação, apoiados por uma estrutura de exames de diagnóstico. Atualmente, são 62 leitos para internação e 25 na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Créditos: Divulgação PMPA Créditos: Divulgação PMPA Para qualificar a circulação do transporte coletivo, a Empresa Pública de Transporte e Ciruclação (EPTC) entregou no último dia 18, sábado, o corredor de ônibus da avenida Borges de Medeiros. A iniciativa faz parte do projeto de implantação do binário com a Praia de Belas. A operação na faixa exclusiva, que agilizará o trânsito de 40 linhas municipais, iniciou-se às 9h. O corredor funcionará entre a Praça Isabel, a Católica, até a Praça Rotary. Além da pintura indicativa na cor azul para sinalizar o corredor e da instalação de faixas de segurança para proteção dos pedestres em seus deslocamentos, foram implan- tadas cinco estações no sistema Parada Segura, com iluminação e bancos para conforto dos usuários. Técnicos da área de transporte irão monitorar a operação, com a participação também dos agentes de fiscalização na orientação de motoristas e pedestres. Mais agilidade - Após a criação do corredor de ônibus da avenida Praia de Belas, em março deste ano, as linhas de ônibus tiveram um ganho no tempo de até 31% no pico da manhã e 37% no pico da tarde, em seus deslocamentos no trecho entre a avenida Icaraí e a avenida Borges de Medeiros. Os dados foram levantados pela Coordenação de Monitoramento do Transporte Mais segurança para pedestres perto do Beira-Rio A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) está instalando 260 novos gradis ao longo da avenida Padre Cacique, nas proximidades do estádio Beira-Rio. Os equipamentos estão sendo colocados na lateral das estações de ônibus e tem o objetivo de orientar o local de travessia correta aos pedestres. A medida faz parte de um projeto de segurança viária para a região, que tem alto índice de circulação, principalmente, em dias de jogos ou eventos no estádio. Além dos gradis, a avenida já conta com semáforos, lombadas (eletrônicas e físicas) e faixas de pedestres, entre outras sinalizações. Carne de Ovelha é Aqui! Temos Carne Bovina, Suína e Aves CARNES INSPECIONADAS 23,99 kg R$ Paleta R$ 17,00 kg R$ R$ Ovelha Inteira Visite-nos e confira! 18,00 kg R$ 19,98 kg 17,98 kg Meia Ovelha Agora também linguiça de porco com queijo Pernil Costela Com Carré Coração: R$ 9,99 kg / Rins: R$ 3,98 kg / Língua: R$ 4,99 kg No mês de Julho o NAVEGANTES Está completando seus 10 anos! NOVIDADE: Promoção Especial: Filé de Ovelha Kg R$ 18,99 Você encontra só aqui: a melhor linguiça de cordeiro com queijo. Exclusividade: Miúdos de Ovelha 3311.0597 Av. Edgar Pires de Castro, 2649 Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 47 - Julho de 2015 9

[close]

p. 10

10 www.geramigos.com.br Tecnologia Capital apresenta primeiro inventário de software livre do Brasil Créditos: Divulgação PMPA Resiliência foi destaque no primeiro dia do Fórum do Software Livre O uso do software livre tem papel fundamental na tarefa de tornar uma cidade mais colaborativa, conceito que é uma das bandeiras da resiliência. Para apresentar a ação da Prefeitura de Porto Alegre na questão, o coordenador do POAdigital, Thiago Ribeiro, palestrou na manhã do dia 8, quarta-feira, no primeiro dia da 16ª edição do Fórum Internacional do Software Livre (16° FISL). A questão do Open Data (Dados Abertos) – dados livremente disponíveis para todos utilizarem e redistribuírem, sem restrição de licenças – é uma das bandeiras na resiliência da comunicação, tanto pela relação direta com a transparência quanto pelo caráter democrático que imprime às relações. A transformação desses dados em informação, para que possa ser utilizada pela população de forma livre, é essencial para a construção da resiliência de uma cidade. Para demonstrar essa filosofia na prática, Thiago Ribeiro usou exemplos do catálogo de aplicativos da Prefeitura, todos desenvolvidos em Open Data, e que facilitam o acesso da população a serviços em áreas como Educação, Cultura, Defesa do Consumidor, entre outras. “Foi uma oportunidade para que pudéssemos divulgar o trabalho com foco nas ações de resiliência, sobretudo aquelas que usam a tecnologia e as novas informações. Foi muito positivo poder compartilhar as experiências, para que as pessoas possam ver o trabalho que é realizado pela prefeitura com o objetivo de tornar a cidade mais colaborativa e inteligente para moradores e visitantes”, avaliou Ribeiro. Porto Alegre é a primeira cidade brasileira a fazer um inventário do uso de software livre na administração. Gabinete do Prefeito, secretarias, fundações e departamento utilizam mais de 100 softwares com código aberto. O inventário foi entregue na noite do dia 8 de julho, quarta-feira, pelo prefeito José Fortunati ao coordenador da Associação de Software Livre, Sady Jacques, durante a abertura oficial do 16º Fórum Internacional de Software Livre (FISL). O evento, que aconteceu até sábado, 11 de julho, na PUCRS, é o maior encontro de comunidades de software livre da América Latina e um dos maiores do mundo na Temática da Tecnologia da Informação. Entre os softwares na administração municipal, estão desde o novo sistema do Fala Porto Alegre, passando pelas eleições dos Conselhos Tutelares, o Diário Oficial de Porto Alegre, o Geoprocessamento, até o Portal da Transparência. “Esta é uma mostra de que temos total confiança no sistema. Ele está cada vez mais presente em cada secretaria e de forma transversal na prefeitura”, disse o prefeito, ao entregar o mapa junto ao presidente da Procempa, Mario Teza, que coordenou a produ- ção do inventário. “Uma Prefeitura Livre”, resumiu. Fortunati também falou da honra para o município de receber mais uma edição do evento, que tem o apoio da Prefeitura desde 2000. O FISL é organizado pela Associação de Software Livre (ASL) e entre os temas a serem debatidos neste ano estão a privacidade e a segurança das redes federadas e o Marco Civil da Internet, resultado da articulação de especialistas, usuários e militantes que surgiu no próprio Fórum em edições interiores. Software Livre é uma forma de manifestação de um software em que, resumidamente, permite-se adaptações ou modificações em seu código de forma espontânea, ou seja, sem que haja a necessidade de solicitar permissão ao seu proprietário para modificá-lo. Não confundir com o movimento Open Source. O Software Livre está cada vez mais presente em empresas, instituições e governo. Uma das vantagens é o custo zero sendo uma alternativa de peso principalmente em tempos de crise. CURSOS DE INFORMÁTICA E PROFISSIONALIZANTES ATENDEMOS ALUNOS DE 9 A 90 ANOS Assistência Técnica: Notebooks / Impressoras / Computadores Internet / Redes / Wireless / Remoção de Vírus Lan House / Recarga de Cartuchos AV. JUCA BATISTA, 2203 - IPANEMA 3250.3013 8111.9232 9503.1831 9437.5847 10 Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 47 - Julho de 2015

[close]

p. 11

O SOL NASCEU PARA TOLDOS E A SOMBRA É COM A FÁBRICA DOS TOLDOS Toldos em Lona, policarbonato e telha de alumínio Estrutura de alumínio com pintura epóxi ou tubos galvanizados Aceitamos: Estrada Jorge Pereira Nunes, 1129 Bairro Aberta do Morros, Porto Alegre - RS E-mail: fabricadostoldo@yahoo.com.br 51 3223-5597 / 3241-0361 / 8519-9471 Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 47 - Julho de 2015 11

[close]

p. 12

12 www.geramigos.com.br Educação Escola Vila Monte Cristo recebe homenagem pelos seus 20 anos Fraga. “Estamos muito emocionados, pois esse momento encerra uma semana de resgate da história da Monte Cristo. Passamos esses dias fazendo A Escola Municipal de En- atividades diferenciadas, pensino Fundamental (Emef) Vila sando na nossa comunidade, Monte Cristo, do bairro Vila que se identifica como parte da Nova, foi homenageada na Câ- escola”, festejou a diretora da mara Municipal de Porto Ale- escola, Ivone Bolico da Silva gre pelo seu 20° aniversário. Pioneirismo - A Emef Vila A distinção ocorreu durante o Monte Cristo foi uma conquisperíodo de comunicações da ta da comunidade no Orçasessão plenária do dia 9 de ju- mento Participativo de 1992. lho, quinta-feira, e foi proposta A obra foi concluída em 1995 pelo vereador Professor Alex e suas atividades escolares coCréditos: Divulgação Web Acesse notícias diárias da sua região em: meçaram em abril do mesmo ano. Foi a primeira instituição de ensino da rede a adotar a educação por ciclos, com o primeiro ciclo para crianças de seis, sete e oito anos, segundo ciclo para pré-adolescentes de nove, dez e 11 anos e terceiro ciclo para os jovens a partir dos 12 anos. Atualmente, a escola atua em três turnos, atende o ensino fundamental e a Educação de Jovens e Adultos (EJA). No total, são cerca de 1,2 mil alunos, distribuídos em mais de 40 turmas. O complemento curricular oferecido aos estudantes inclui fotografia, teatro de sombras, espanhol, artes plásticas, atletismo, voleibol e Projeto Porto Açoriano. Compartilhe essa ideia! RIBAS - FUNILARIA *Serviços de qualidade* CALHAS - ALGEROSAS - COLARINHOS RINCÕES - COIFAS Facebook: ribasfunilaria@hotmail.com ORÇAMENTO GRÁTIS Luis Diretor (51) 3261.4264 / 9474.5050 MACEDO Estrada do Lami, 517 Filial Belém Novo: SALGADINHOS P/ FESTA R$ 29,00 O CENTO PROMOÇÃO DE TORTAS!!! MINI MÉDIA GRANDE R$ R$ 16,80 R$ 31,80 41,80 Av. Heitor Vieira, 579 tel.: 3508-6658 Material Gráfico de Qualidade! Traga a sua arte, caso você não tenha, nós fazemos para você, sem custo adicional! Cartões de Visita a partir de R$ Panfletos a partir de R$ Banners a partir de R$ 79,90 99,90 44,90 Ímãs de Geladeira a partir de R$ 149,90 Ligue e confira condições: (51)3026-8445 / (51)9613-6986 12 Av. Borges de Medeiros, 915 cj. 202 - Centro - Porto Alegre/RS Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 47 - Julho de 2015

[close]

Comments

no comments yet