Folha de Coqueiros Edição de Julho de 2015

 

Embed or link this publication

Description

Folha de Coqueiros Edição de Julho de 2015

Popular Pages


p. 1

FOTO MÁRCIA QUARTIERO COMCAP QUER AUMENTAR PRODUÇÃO DE ORGÂNICOS ANO XIX nº 186 • JUlHO 2015 • SITE: WWW.FOLHADECOQUEIROS.COM.BR                             !          Página 5 Maria Helena Schmit transforma resíduos úmidos em adubo, utilizado em seu jardim. Na foto, ao lado de Marius Bagnati. Guia de Inverno FOTO MARCOS VINÍCIUS Confira onde comer na Via Gastronômica de Coqueiros Páginas 6, 7 e ARTES MARCIAIS 4141 0767 9628 6550 www.ATABR.com.br Como ajudar seu lho a se tornar brilhante nos estudos? Aproveite suas férias para estudar!!! Matemática - Português - Inglês Vale 1 Uniforme (Do Bok) Perante a matrícula -RECORTE este convite e LEVE na sua AULA EXPERIMENTAL!! • VÁLIDO PARA NOVOS MEMBROS OU INATIVOS A PELO MENOS 6 MESES • NÃO CUMULATIVO E SOMENTE PARA A UNIDADE DE COQUEIROS. 12 kumoncoqueiros@gmail.com Av. Eng. Max de Souza, 1451/6 Coqueiros

[close]

p. 2

2 • Ed itorial PÁGINA 2 juLho / 2015 • www.folhadecoqueiros.com.br Mês de homenagens e despedidas P FOTO DIVULGAÇÃO/ALESC restes a completar 20 anos, no próximo mês de setembro, a Folha de Coqueiros ganha mais um prêmio. Desta vez, a conquista veio através do seu diretor comercial, Silvino Goulart. Ele recebeu , dia 1º de julho, o título de Cidadão Catarinense, uma honraria concedida pela Assembleia Legislativa, em reconhecimento às pessoas que contribuem para a história, cultura e desenvolvimento do estado. Carioca de nascimento, gaúcho de família e mané por opção, Silvino está há quase 40 anos radicado em Florianópolis, precisamente no bairro de Coqueiros, local onde, além de ter fundado a Folha de Coqueiros, também iniciou a carreira de artista plástico. Adotando o nome artístico de Barão, ficou conhecido, tanto em Santa Catarina como fora do estado e do Brasil, pelas esculturas que produz com ossos de peixe. Ao receber a homenagem do vicepresidente da Assembleia, deputado Aldo Schneider, e do deputado Rodrigo Minotto (foto), ele agradeceu o empenho da assessora parlamentar Dalva Dias, que tirou da “gaveta” um prêmio conquistado em 2007 por indicação do então deputado Sérgio Grando. “Sinto-me honrado por tal homenagem pois sou apaixonado por este estado que me acolheu. Aqui formei uma família e ganhei de presente um “filho mané”, que também me deu cidadania”, disse. No rastro das homenagens, a edição deste mês de julho traz ainda um artigo do cineasta Zeca Pires destacando o centenário do seu pai, o educador Aníbal Nunes Pires. O texto está na página 4. O jornal também faz uma referência - na página 3 – à despedida do casal Toninho e Laci, que deixam a Panificadora Princezinha depois de meio século de trabalho. E para quem quiser se aquecer na temporada de frio, a Folha traz um roteiro dos restaurantes e bares que já estão com cardápio de comidas e bebidas para o inverno. Nas páginas 6, 7 e 12 é possível conferir os endereços. E na coluna da jornalista Márcia Quartiero – na página 5 - um bom exemplo de produção orgânica, além de matéria sobre a mudança do visual da orla com a instalação dos pergolados. Boa leitura EXPEDIENTE Distribuição gratuita - Abraão - Bom Abrigo - Itaguaçu - Coqueiros - Vila Aparecida - Capoeiras - Estreito Diretor Comercial: Silvino Barão Goulart - Jornalista responsável/Edição: Sibyla Loureiro - 782/DRT/SC - Textos: Sibyla Loureiro Editoração/Diagramação: Edson Egerland - Departamento Comercial: Ilsa Ruzicki e Silvino Barão Goulart - Impressão: Diário Catarinense Cartas e artigos para Redação: folha@folhadecoqueiros.com.br Redação e Comercial: Rua Abel Capela, 195, sala 12 - Coqueiros - Florianópolis/SC- CEP 88080-250 - Fone (48) 3028-0162 - 3249-0163 Os artigos assinados não refletem necessariamente a opinião do jornal, sendo de inteira responsabilidade de seus respectivos autores. www.folhadecoqueiros.com.br

[close]

p. 3

juLho / 2015 • www.folhadecoqueiros.com.br mural 3 Q Sob nova direção FOTO MÁRCIA QUARTIERO uatro meses após comemorar o cinquentenário da Princesinha, o casal Toninho e Laci se despediu da panificadora no último mês de junho. Laci, filha do fundador Laudelino Silveira, o seu Loca, completou 50 anos de trabalho. Já o marido, Antônio Taurino de Quadro, o popular Toninho, somou 25 anos à frente dos negócios. Cansados da labuta diária, resolveram aproveitar a vida. Alguns clientes chegam a arriscar um palpite: “Toninho finalmente vai viajar pra Miami”, dizem os amigos e os fregueses mais antigos. A sugestão nada mais é do que uma referência ao tratamento dado aos clientes por Toninho e que acabou virando seu próprio apelido: Gente Fina de Miami. Era com este “bordão” que ele atendia cada frequentador da padaria. Brincadeiras à parte, o casal pretende fazer um cruzeiro pela Europa. Mas até lá Laci afirma que está curtindo a casa e a família, além de dar continuidade ao trabalho voluntário que exerce na Igreja Plebisteriana do Saco dos Limões. Ela e o marido Toninho ajudam a creche – com 60 crianças -, de 3 a 14 anos, mantida pela igreja. “Faço palestras para garotada e – assim como os demais voluntários – tenho um afilhado para amparar”, diz Toninho, que nasceu no bairro Saco dos Limões e ali morou até os 26 anos. Mas a comunidade de Coqueiros não precisa se preocupar. A Princesinha continua com os mesmos serviços, o mesmo padeiro, o seu Zé, e dois sócios simpáticos. Lucilene Antunes, a Lu, e Nelson Stefani acumulam experiência no segmento de panificação na cidade de Itapema, onde moravam. “Vamos dar continuidade ao trabalho desenvolvido até agora pelo casal Toninho e Laci”, garante Nelson, anunciando novidades para 2016. A ideia é montar uma cafeteria com doces e salgados. Associação está convidando os moradores da região de Coqueiros para participarem de reunião dia 21 de julho, terça-feira, a partir das 19h30, no Salão Paroquial da Igreja Nossa Senhora do Carmo. Será um debate sobre os problemas do bairro e discutido assuntos como a revisão do Plano Diretor, o Centro de Convivência e a gestão do Parque de Coqueiros, por exemplo. Semana da Família Em comemoração à Semana Nacional da Família, que este ano é celebrada de 9 a 15 de agosto, a Paróquia Nossa Senhora do Carmo promoverá no dia 15 de agosto (sábado) um Carreteiro da Família. No dia 16 (domingo), a partir das 9h45, vai realizar a 5ª Caminhada da Família, que sairá da Igreja Nossa Senhora do Carmo até o Parque de Coqueiros. No local, com início às 10h, será celebrada a missa de encerramento do evento. Educação da Vida Presente em cursos de extensão de universidades brasileiras, a metodologia conhecida como Educação da Vida é responsável por avanços educacionais, sociais e ambientais, alcançados em escolas e comunidades escolares do País. Tais experiências resultaram na segunda edição de um evento diferenciado, voltado para educadores. Com a presença de nomes conhecidos da área e pautado pela exposição de casos de sucesso, protagonizados por professores que aplicaram o método, o 2º Congresso Latino-americano de Educação da Vida será realizado nos dias 10, 11 e 12 de outubro no salão de eventos da Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas (APCD), na cidade de São Paulo. Maiores informações: paliarini@uol.com.br ou pelo telefone 48 9921-3645. ANOTE Pró Coqueiros Delegacia fica no bairro Moradores da região de Coqueiros já podem comemorar. A 4ª Delegacia de Polícia vai permanecer no bairro e com ampliação no quadro de funcionários. O aluguel de um imóvel localizado na Rua Reis Montenegro, em Itaguaçu, a poucos metros do atual endereço, já está sendo analisado por órgãos competentes da Polícia Civil de Santa Catarina. Tão logo sejam avaliadas questões como valor da locação e estrutura física o contrato deve ser assinado pela instituição. A informação é do novo delegado da 4ª DP , Ilson José da Silva, anunciando também a contratação de mais dois policiais para trabalhar no setor de investigação, além de um agente para parte administrativa. “Com uma equipe de investigadores, muitas ocorrências poderão ser esclarecidas”, diz o delegado, pedindo ajuda da comunidade para passar informações à unidade policial. “Quando os moradores participam, os resultados são mais rápidos”, garante Ilson da Silva, lembrando que o cidadão não precisa se identificar na hora de fazer uma denúncia. Furtos em residências e condomínios e assaltos feitos por motoqueiros em bolsas de mulheres são os mais frequentes na região continental, além de sequestro relâmpago. Denúncias pelo email: 4dpcapital@pc.sc.gov.br Seja bem vindo ao verdadeiro clima das barbearias dos anos 50 Barba feita com toalhas quentes e um corte com estilo com pro ssionais experientes. Brutu’s Barbearia - Coisa de Homem (48) 3307.0834 Rua Desembargador Pedro Silva, 2649, sala 5 - Ao lado do Sushimaki

[close]

p. 4

4 Memória juLho/ 2015 • www.folhadecoqueiros.com.br Uma homenagem merecida FOTOS DIVULGAÇÃO/ÁLBUM DE FAMÍLIA Por Zeca Nunes Pires N o próximo mês de agosto, o professor Aníbal Nunes Pires completaria 100 anos. Morador do bairro de Coqueiros, ele faleceu em 1978 deixando um legado na área da educação e uma família que até hoje preserva sua memória e, principalmente, mantém a casa na Rua João Roberto Sanford, no terreno que ele herdou de uma tia na década de 70. Para homenagear e conhecer um pouco da história deste ilustre personagem da literatura catarinense, o filho caçula, o cineasta Zeca Pires*, escreveu um texto para a Folha de Coqueiros. Confira abaixo. Cheguei com meu pai e minha família no bairro de Coqueiros em 1970. Estava com nove anos e o pai tinha herdado uns lotes da sua tia Guilhermina, que deixou para o sobrinho amado, quase toda a rua do lado direito, na época Rua Projetada 102, hoje Rua João Roberto Stanford. Coqueiros era um bairro que nem tinha asfalto. Madeireira e muitos campinhos de futebol marcavam o bairro que, ainda hoje, guarda um pouco daquela magia que eu testemunhava. Nosso supermercado era a Fiambreria Coqueiros, da Dona Marília e do Sua Madeira, na qual comprávamos com uma simples cadernetinha. Na esquina da nossa rua, na Max de Souza 791, morava meu padrinho e tio Antônio Nunes Pires, o Totonho. Aníbal Nunes Pires posa com alunos do Colégio Catarinense Meu pai faleceu em 1978 e faria 100 anos em nove de agosto desse ano, se vivo fosse. Muitos foram os alunos dele, um humanista que adorava a vida de ser professor. Para ele, ser professor era um sacerdócio. Aníbal apostou na educação: deu aulas na grande maioria dos colégios da Ilha, foi professor de matemática, filosofia, sociologia e literatura, na UFSC e na UDESC, onde criou o curso de Educação Artística, juntamente com seu amigo, Osmar Pisani. Costumava me levar nos ensaios no clássico “Édipo, Rei”, que dirigiu no belíssimo hall da Faculdade de Educação. Alegrava-se muito ao ver que eu já tinha decorado a maioria dos textos. Mas, ele ia mais longe, se atirava nas paredes da nossa casa como se deslizasse nas colunas dos imaginários castelos reais representando aqueles personagens clássicos. Foi um sucesso! Meu pai nos deixou quando eu tinha 16 anos e estudava no Colégio de Aplicação. Lamentei o curto tempo que tive para conversar com ele, mas hoje não deixo de agradecer as heranças de uma educação dedicada e construída com muito amor. Sempre preconizou na vida sua filosofia proferida em discurso aos seus alunos: “A educação é a mais valiosa herança que os pais podem legar aos filhos. Ela é fortuna que não se perde, que não se gasta e produz sempre”. Depois da última aula do dia gostava de levar os alunos para nossa casa, onde ficava reunido até altas horas da noite no salão enorme da casa do Almirante Alvin, 16. Casarão dos mais lindos, alugado do Dr. Aujor. A mãe, a educadora Geninha, no início ficava apavorada, pois tinha que produzir a recepção não programada, mas não demorou a se acostumar com tais surpresas. Aníbal Nunes Pires credenciou um dos maiores movimentos culturais do estado, liderado em parceria com o amigo Salim Miguel. Sobre o pai, Salim escreveu um dia, “Tudo o que se faça para homenagear Aníbal Nunes Pires ainda é pouco. Não irá dar uma ideia exata do que ele foi, de suas preocupações culturais, dimensão intelectual e grandeza humana. Só os que com ele conviveram mais intimamente sabem de sua profunda sensibilidade, de sua capacidade de compreensão, de sua visão de professor muito à frente do meio e da época em que viveu, do apoio que ele dava aos jovens, muitas vezes em prejuízo de sua própria atividade profissional. Assim foi em toda vida, e especialmente no decorrer do movimento que ficou conhecido como Grupo Sul.” Meu pai viveu com a dignidade e as dificuldades de sempre nos últimos anos de sua vida em Coqueiros. Lembro que o amigo Hassis sempre passava na casa da Sanford. Anos mais tarde, eu que passei a frequentar o estúdio do Hassis, em Itaguaçu. Creio que o pai foi um bom educador, mas tenho certeza que (graças a Deus) não foi santo. Bebia pouco, seu vício era o jogo. Jogava todo dia no bicho e nos finais de semana a canastra o entretinha. Nadava (chegou a nadar no Botafogo do Rio de Janeiro) e exibia seus excelentes mergulhos no trampolim da Praia da Saudade ou nas pedras de Itaguaçu. Costumava recitar poesias em alto tom pela casa. Muitas vezes fui acordado com sua ruim e afônica voz recitando Lorca, “A las cinco en punto de la tarde” ou Vinícius, “Por que hoje é sábado” (O dia da criação). Gostava também de cozinhar e enfeitar a comida que colocava na mesa, apreciava sobremaneira um bom prato. Sofreu com a diabete. Amou seus filhos, netos, amigos e alunos. Creio que meu pai tinha uma visão à frente do seu tempo, sobretudo na educação, fato que às vezes o angustiava. Naqueles anos, o “professor” já fazia o que hoje na era da informação e do conhecimento é apregoado: “a circulação e a socialização do conhecimento gera mais conhecimento”. A grande paixão do meu pai foi o magistério, hoje relegado, esquecido e desprezado em nosso país. Mas, também nunca deixou de ter esperança e sempre lutou por um mundo melhor, me dizia que o mundo caminha prá frente. Vejo um perfil dele nessa frase de Bertolt Brecht, “Hay hombres que luchan um dia y son Buenos. Hay otros que luchan um año, y son mejores. Hay quienes luchan muchos años, y son muy buenos. Pero hay los que luchan toda la vida, esos son los imprescindibles”. *Além de Zeca Pires, professor Aníbal deixou mais três filhos, Clarisse, Maria Cristina, e Maria José. Ser professor sempre foi a sua grande paixão

[close]

p. 5

juLho / 2015 • www.folhadecoqueiros.com.br márcia quartiero mquartiero@gmail.com 5 Aplaudidos por uns, criticados por outros, os pergolados que estão sendo colocados em seis pontos da orla de Coqueiros, semelhantes aos existentes na Beira Mar Norte, vão permitir que moradores e turistas contemplem melhor a beleza da região. Quando a obra começou, muitos criticaram o projeto por não ter sido discutido nem apresentado à comunidade, que tomou ciência da proposta por uma placa nada explicativa afixada na Praia do Meio. Alguns também alegaram que a estrutura, ao contrário da Beira Mar Norte, seria muito pesada, a base de concreto e não madeira. Em relação a este questionamento, o engenheiro da Secretaria do Continente, Luiz Tadeu Carvalho, diz que o projeto-base foi refeito para adequálo, à região de Coqueiros, onde o vento sul e a superfície em que ficará assentado o pergolado exigem estrutura mais ”robusta” (neste caso, leiase canos de plástico e concreto). Fugindo desse debate, Iara Torquato, moradora da Praia do Rizo (um dos locais onde as obras estão mais avançadas), tem uma certeza: o equipamento vai ajudar a aproximar os moradores, que hoje se ressentem por não ter um espaço para sentar e colocar a conversa em dia, apreciando a paisagem. Ela apenas alerta para a necessidade de manutenção da área, pois atualmente as escadas de acesso à praia estão em péssimas condições, o lixo se acumula na areia e não há lixeiras. Mudança no visual Um lugar especial Um dos locais mais bonitos da orla, com certeza, é o Bom Abrigo. E isso fica patente quando é retratado por um fotógrafo como Lauro Maeda - que figura no TOP 20 fotógrafos brasileiros pelo Inspiration Photographers, o maior diretório para fotógrafos e videomakers do Brasil. Além da foto, ele mandou para a Folha de Coqueiros um depoimento: “O Bom Abrigo é um recanto agradável aos olhos e à alma... Um lugar onde podemos contemplar uma paisagem linda e admirar os rasantes das gaivotas ao som do mar. É uma pausa saudável nessa vida agitada que vivemos hoje. Lugares assim devem ser preservados, bem cuidados e aproveitados pelas pessoas que vivem em Florianópolis. Eu moro no Centro, vejo a Beira-mar praticamente todos os dias, mas o Bom Abrigo me oferece um cenário totalmente diferente”. Com este visual, no dia 25 de julho, acontece no Bom Abrigo a festa julina, das 16 às 23 horas, na quadra de esportes. Foto Lauro Maeda Parceria quer estimular a produção de orgânicos A Capital quer se tornar uma referência em recuperação de resíduos úmidos e na produção de alimentos orgânicos em espaços urbanos. De acordo com o presidente da Comcap, Marius Bagnati, há atualmente várias pessoas, entidades e empresas que, de forma isolada, fazem a separação deste tipo de lixo, a sua compostagem e utilizam o adubo gerado em jardins e hortas, dentre outras ações. “Nossa proposta é reunir esses segmentos, trabalhando de forma articulada e compartilhando experiências e resultados”, observa. De acordo com ele é possível, dobrar em dois a três anos o volume de lixo orgânico que tem destinação correta. Atualmente, das 100 mil toneladas de resíduos úmidos, apenas 4 mil toneladas são processadas. O resto vai para o aterro sanitário, ao custo de R$ 131 por tonelada, poluindo o lençol freático e liberando gases tóxicos. Para alcançar as metas do programa, a Comcap espera contar não apenas com a colaboração dos grandes geradores de lixo, como restaurantes, mercados e supermercados, mas também de cada morador, para que ele passe a separar tanto o lixo reciclável seco como o orgânico. Dito de outra forma, a empresa aposta em iniciativas como a de Maria Helena Rodrigues Schmidt, que após ler uma matéria na Folha de Coqueiros sobre composteira resolveu montar uma em sua residência, no bairro Itaguaçu. Dela vem o adubo que alimenta as plantas de seu jardim. “É algo extremamente gratificante ver restos de alimentos gerarem mais vida.” Dentro da proposta da Comcap está a instalação de hortas urbanas, em áreas que a empresa ainda está mapeando. “Há vários terrenos baldios que poderiam ser usados para o cultivo de hortaliças livres de agrotóxico, por exemplo”, lembra Bagnati. Na avaliação dele, uma possibilidade seria conceder desconto no IPTU a quem cedesse a sua propriedade para esse tipo de projeto. FOTOS Márcia Quartiero Iara aguarda a conclusão da obra para aproveitar com amigos e familiares o belo visual Secretário mostra onde ficará um dos bancos À convite da Folha de Coqueiros, o secretário municipal do Continente, Deglaber Goulart, esteve dia 11 deste mês na Praia do Abraão, um dos “balneários” menos conhecidos da região. Após ver os bancos enjambrados, montados com sobras de madeira pelos próprios moradores, ele se comprometeu a instalar em frente ao mar quatro bancos iguais aos recémcolocados no Parque de Coqueiros. Se a experiência der certo, ou seja, se a comunidade do Abraão cuidar dos bancos, outros poderão ser instalados, garantiu o secretário. De acordo com ele, há um projeto na secretaria que prevê a instalação no local de deques e área de lazer, mas que não saiu do papel pois precisa do aval da Fatma e da Secretaria do Patrimônio da União. O morador Francisco Pereira elogiou a decisão de colocar bancos: “As pessoas não sabem a quantidade de turistas que vem aqui fotografar o por do sol, considerado um dos mais bonitos de Florianópolis.” Melhorias no Abraão Moradora Maria Helena mostra ao presidente da Comcap como faz a compostagem do lixo

[close]

p. 6

6 Guia de inverno julho / 2015 • www.folhadecoqueiros.com.br Chegou o frio: veja Por Sibyla Loureiro FOTO DIVULGAÇÃO A estação mais fria do ano pede aconchego e pratos da culinária típica do inverno. Sopas, mocotó, polenta, molhos, queijo, cafés, chocolate quente e sobremesas mais doces são algumas opções. A grande vedete, sem dúvida, é a sopa. Apostando na preferência do público, o English Coffee House, que fica no Edifício Coral Center, está servindo sopas que variam entre canja, abóbora, cenoura com coentro e alho poro com batata. Se a escolha for por outros pratos, a casa tem especiais como frango ao molho curry com chutney de manga, batata doce com frango grelhado e espaguete gorgonzola com zucchini (abóbora italiana). A casa fica na Avenida Almirante Tamandaré, 94, e atende das 6h30 às 19h. Informações 3039-0325. Também oferecendo quatro sabores por dia, das 17h30 às 22h, a panificadora Ateliê do Pão prepara ao todo 20 tipos alternados. Entre eles, a tradicional canja (servida diariamente), sopa de legumes, de siri, caldo verde e o mocotó na sexta-feira. E a partir de agosto, a padaria vai retornar com o café colonial das 15h às 19h. A panificadora fica na Avenida Desembargador Pedro Silva, 2242. Informações 3028-5383. Recém-inaugurada na Via Gastronômica de Coqueiros pelo casal Pietro Prestia e Sandra Pimenta, a Oro Giallo Polenteria tem como carro chefe a típica polenta italiana. De vários tipos, como grelhadas e fritas, elas vêm acompanhadas de diversos molhos como berinjela e queijo, salmão, entre outros. Risotos, massas, carnes e saladas também fazem parte do cardápio que inclui uma entrada, prato principal e sobremesa. O restaurante fica na Rua Desembargador Pedro Silva, 2765. Informações 3307-4720. Para os apaixonados pela culinária oriental, a dica é experimentar o menu da Jun Temakeria que agora também está trabalhando com almoço. Como sugestão de prato para o inverno, uma fusão da gastronomia japonesa com italiana: o Polpetone de salmão com crocante de parmesão, acompanhado de macarrão de arroz com confit de tomate cereja e molho pomodoro. A casa fica na Avenida Engenheiro Max de Souza, 1302. Informações 3207-4933. Sopas: as preferidas da estação Agora em Bu et no seu Almoço Av. Engenheiro Max de Souza - 1302 - loja 8 - Coqueiros - De segunda a sexta das 11h às 14h - 48 3207 4933

[close]

p. 7

julho/ 2015 • www.folhadecoqueiros.com.br Guia de inverno 7 onde comer e beber Para acompanhar, vinhos e cervejas especiais. Neste quesito, a região de Coqueiros está bem servida. Além dos bares e restaurantes, a clientela já pode contar com casas especializadas no setor. Aberta há pouco tempo no bairro Itaguaçu, a Beermade, loja virtual de cervejas artesanais, está com uma carta diversificada de cervejas que combinam com os dias mais frios e com pratos mais reforçados. “Afinal, não é só no verão que cerveja cai bem”, diz o empresário Júlio Cimador, destacando alguns estilos para o inverno: Bock, Weizenbock, Dubbel e Tripel. A loja fica na Rua Alvaro Soares de Oliveira, 149. Informações 33076001. No rastro das cervejas artesanais, a Cozalinda vem atraindo o público com a fabricação própria da bebida. A grande vantagem é que elas podem ser consumidas com pratos tradicionais de Florianópolis. Localizada na Praia do Meio, a Cervejaria dispõe de um ambiente para saborear desde pastel de frutos do mar até caldinho de feijão. Para a nova estação, a dica do empresário Diego Simão Rzatki é comer tainha frita com pirão acompanhada da Curió Witbier, a cerveja de trigo estilo belga. A casa fica Rua Desembargador Pedro Silva, 2406, e faz reservas pelo facebook.com/cozalindafloripa. E para desfrutar ainda mais do inver- FOTO KOLDEWAY A.C. no, a dica é visitar o Empório Dijon e escolher vinhos tintos mais encorpados e cervejas especiais que remetam ao aconchego, com notas de chocolate, café, madeira e baunilha. “Queijos, presuntos e biscoitos finos formam o casal perfeito com estas bebidas”, sugere o empresário Caio Nascimento. Localizado no centro comercial Chamonix, o Empório dispõe de várias mesas para degustar os aperitivos e as bebidas no próprio local. A casa fica na Rua Engenheiro Max de Souza, 1451. Informações 3307-4500. Agora estamos servindo almoço Bu et Executivo Das 11 às 14 horas De Segunda a Sábado Rua Desembargador Pedro Silva, 2242 - Praia do Meio - Coqueiros (48) 3028 5383

[close]

p. 8

! "    8 Estética julho / 2015 • www.folhadecoqueiros.com.br #   !      $%  !                      A Você está satisfeita com as suas sobrancelhas? FOTO DIVULGAÇÃO/SAMARA AMARAL s sobrancelhas têm um papel muito importante no nosso rosto. Bem feitas, elas mudam o visual, rejuvenescem e refletem bastante a personalidade de cada um. Por outro lado, sobrancelhas mal feitas podem envelhecer, deixando, inclusive, o olhar triste ou carrancudo. A exemplo da maquiagem e do cabelo, elas também passaram por grandes mudanças ao longo dos anos (veja o quadro). Na última década, um dos procedimentos que vem atraindo um grande número de mulheres é a micropigmentação. O método nada mais é do que implantar pigmentos em determinadas região da pele. Por isso, para quem tem falhas ou poucos pelos a técnica é a melhor solução. A ideia é deixar o mais natural possível, sempre levando em consideração o formato do rosto e a cor natural dos fios. Então, para quem deseja naturalidade em suas sobrancelhas a micropigmentação também é a prática mais indicada. “Se certifique quanto ao ambiente e a procedência dos materiais utilizados, tanto quanto se o profissional está habilitado para fazer o procedimento, declara a especialista em sobrancelhas e micropigmentadora Samara Amaral”, que desde junho está atendendo na Cris Cabeleireira, em Coqueiros. Segundo Samara, o procedimento não é permanente, pois atinge as camadas mais superficiais da pele e com o passar do tempo o pigmento é absorvido pelo organismo. “Muitas pessoas ainda confundem com “maquiagem definitiva”, pois também utiliza agulhas, pigmentos e marcação cutânea”, acrescenta. Anos 1910: o cinema mudo conta com as sobrancelhas para poder se expressar. As atrizes depilavam-nas completamente e depois as pintavam, conforme exigia o papel. Se fosse uma mulher mais ingênua, pintava sobrancelhas curtas. Se fosse mais sensual, mais longas e arqueadas. Anos 1920: as sobrancelhas eram finas e retas. Depiladas no centro para afastar os olhos, criando um look entre o inocente e andrógino. Anos 1930: ainda finas, ganharam um desenho mais arqueado. Muitas atrizes chegaram a raspar os pelos para redesenhar as sobrancelhas no formato ideal. Anos 1940: na década da feminilidade, a moda era deixar o estilo mais grosso no começo e mais fino no final. Mas as curvas e o arredondamento continuavam. Anos 1950: a novidade era maquiar as sobrancelhas com sombra ou aplicar henna para que elas assumissem tons escuros e sexys. O formato mais usado era o acento circunflexo. Saiba mais Anos 1960: as mulheres voltam a raspar a sobrancelha. No lugar, elas desenham arcos bem finos e arqueados com lápis. Anos 1970: diferente do estilo anterior, os hippies tomam conta do mundo e as sobrancelhas voltam a ser grossas, tiravam apenas o excesso. Anos 1980: grossas e expressivas, elas assumem o importante papel de melhorar o desenho dos olhos. Anos 1990: ainda espessas, elas voltam a respeitar o desenho original. Elas perdem apenas um pouco do volume, ficando mais finas, aparadas, curtas e até clareadas. Quanto menos depilar, melhor. Anos 2000 até hoje: Desde os anos 2000 até os dias de hoje, o formato das sobrancelhas ficou mais livre. As mulheres preocupam-se mais em manter a proporção do rosto, obedecendo ao formato que o deixa mais harmonioso. O cuidado é em relação às falhas, cobrindo com lápis, henna ou micropigmentação. O quê: micropigmentação de sobrancelhas Onde fazer: Cris Cabeleireira Endereço: Av. Eng. Max de Souza, 1468 – Coqueiros Técnicas: esfumada, sombreada e fio a fio 3D. Para marcar hora e tirar dúvidas: 48 9616-2579 (Samara) 48 3248-7180 (Salão Cris) Serviço

[close]

p. 9

julho / 2015 • www.folhadecoqueiros.com.br bichos 9 Salvem minha família Q Por Camila Chittolina ue a causa animal vem ganhando força, embora a passos lentos, ninguém contesta. Basta entrar nas redes sociais e em sites que dão ênfase ao tema, que se percebe a luta e a grande repercussão que muitos casos recebem. Por outro lado, para algumas pessoas, é difícil entender o porquê de protetotes e protetoras atuarem no bem estar animal. Mas as respostas de todos os protetores são iguais que dizem: “Atuamos em prol dos patudos, pois são indefesos, não falam, são vítimas de maus tratos e neglicenciados pela sociedade e poder público”, diz Karina Mello, do Grupo Gateiras do Bem. Assim como existem pessoas que abandonam e maltratam animais, há também grande parcela da sociedade que vem colaborando para trazer maior visibilidade à causa e cobrando do poder público maior comprometimento nas questões que envolvem o bem estar dos animais. E nos bairros de Coqueiros e Capoeiras, há situações de animais que sofrem por abandono, embora não tenha tantas ocorrências, em comparação a outros bairros ou municípios. Segundo as Gateiras do Bem, grupo independente de proteção animal que atende e resgata gatos, é difícil a conscientização para educação de proteção animal. “Ao mesmo tempo que é difícil o nosso trabalho, tem o outro lado que é maravilhoso e gratificante. Não tem alegria maior do que conseguirmos salvar bichanos vítimas da negligência humana”, enfatiza Débora Carpes. Neste sentido, as Gateiras citam uma ocorrência inusitada, que aconteceu no bairro de Coqueiros, recentemente, quando resgastaram sete filhotes de um mendigo que vivia próximo ao Trintão. “Este mendigo abordava as pessoas nas sinaleiras e pedia para salvarem a “sua família”, mas ninguém se interessava em saber quem era a família dele”, destaca Karina. As Gateiras contam que, após muita insistência, um senhor desceu do carro próximo ao Trintão e foi ver quem era a “família” do mendigo. Para a sua surpresa, encontrou dentro de uma caixa de papelão sete gatinhos recém-nascidos que haviam perdido sua mãe em um atropelamento. O senhor se sensibilizou com o pedido do mendigo, que confessou que deixava de comprar e consumir drogas para comprar leite aos filhotes, mas eles não bebiam e estavam fracos. Foi então que este senhor fez contato com a Karina Mello, residente em Coqueiros, solicitando ajuda ao mendigo. Karina fez o resgate e trouxe todos para a sua residência, que os aproximou de uma mãe de leite, a gatinha Nego. Para a alegria de todos, a Nego aceitou os sete gatinhos. Enquanto isto, o mendigo telefonava, quase que diariamente a cobrar, para as Gateiras para saber como estava a “família” dele. Neste período, aconteceu outro fato inusitado. Em um destes telefonemas, o FOTO ÂNGELA DAL MOLIN mendigo disse que não poderia pegar de volta a “sua família”, pois iria se “mudar” e “morar” debaixo de um viaduto e lá seria muito perigoso ficar com os gatinhos, que poderiam ser atropelados. As Gateiras, mais uma vez, se sensibilizaram com a atitude do mendigo e prometeram que cuidariam dos sete filhotes, que após desmamarem e serem castrados, todos seriam adotados. E assim aconteceu... Desde a criação do grupo, as Gateiras do Bem já resgataram e castraram mais de 357 gatos, na Grande Florianópolis, incluindo, além do caso citado nesta matéria, outros aqui no bairro de Coqueiros. “Temos amor pelos animais e não conseguimos deixar de resgatar e ajudar estes seres que não podem se defender da maldade humana. Ao mesmo tempo, temos esperança que a causa animal possa ter maior visibiilidade e que de fato o poder público cumpra com o seu papel, desenvolvendo ações em prol da proteção animal”, finaliza Débora. AMIGO & CIA PET STORE PROMOÇÃO Promoção de Vacinas e Caminhas Vacinas V10, Gripe e Raiva Plano Banho e Tosa Hotel Av. Patrício Caldeira de Andrada, 1.596, sl 5 - Capoeiras (48) 3091 0034 Gateiras do Bem: Débora e Karina promovem bazar em prol dos bichanos                  ! 

[close]

p. 10

julho / 2015 10 Pró-Loja Manequins e Acessórios para lojas De segunda a sexta das 8h às 12h e das 14h às 18h Rua Des. Pedro Silva, 1990 Fone: 3244-4877 • www.folhadecoqueiros.com.br ACESSÓRIOS PARA LOJAS Clínica Animal Hospedagem diferenciada para gatos. Farmácia veterinária Clínica veterinária e pet shop Rua Joaquim Fernandes de Oliveira, 153 - Abraão - Fone: 3025-5835 FLORIPA PETSHOP O Shopping do seu Bicho Acessórios; Medicamentos Diversas Marcas de Rações Máquina de Cartão a Domicílio Av. Engenheiro Max de Souza, 790 - Loja 02- Coqueiros E-mail: floripapetshop@hotmail.com Tele-entrega: 3039-4010 Vanzella Pet Shop ANIMAIS -CLÍNICAS VETERINÁRIAS Jorge D.Hexsel Automóvel,Residencial, Condomínios, Empresarial, Vida Fones: 9907-7055 (Vivo) 8429-6299 (OI) 3028-8138 e-mail:jhexsel2004@yahoo.com.br CORRETOR DE SEGUROS ta e tradicional rodízio. Tele-entrega. Confira o cardápio no www.galetodamamma.com.br Rua Plácido de Castro, 201- Bom Abrigo - Fone: 3249-6028 PILATES Unité Pilates Pilates+ Plataforma vibratória+ TRX+ treinamento funcional+ trabalho aeróbico integrado. Av. Almirante Tamandaré, 94 sala 608 Ed. Coral center Fones: 3240-2323/ 9151-6903 Equipe Ivana Henn A maior rede de Pilates do Brasil agora também na Desembargador Pedro Silva, 2988, Itaguaçu. Fone 30242676. Tekné Studio de Pilates Av. Engenheiro Max de Souza, 1615 Anexo ao Clube Doze Fone: 3025-5822 e 9963-2892 INFORMÁTICA Info Business Infb.com.br [Soluções em Tecnologia & Informática] Atendemos em domicílios e empresas. Serviços em manutenção de computadores, redes, aulas de informática, softwares, websites, recuperação de arquivos e projetos em tecnologia. Informe-se: www.infb.com.br / Fone: (48) 3244.6302 / 9998.7277 Sandra Beauty Center Atendimento: de seg. a sábado das 8h às 19h Ed. Coral Center, sala 402 Av. Almirante Tamandaré, 94 - Coqueiros - Fone: 48 3304-7702 Venha conhecer o nosso espaço. JM hair design Especialista em Penteados e Maquiagem - Dia da Noiva e Formanda - Cortes masc/fem/infantil Rua Des. Pedro Silva, 2677, loja 3 Terça a sábado das 9h às 20h (48) 3209-1235 www.jmhair.com.br COSTUREIRAS Consertos Shekinah Conserta-se roupas em geral- bainhas- zipper jaqueta, ajuste, etc. Rua João Meireles, 1067- sl5 Abraão Fones: 4141-3311 / 8423-7012 CURSOS DE LINGUAS Kumon Coqueiros Cursos de Português, Matemática e Inglês para todas as idades. Av. Engº Max de Souza, 1451 Mini Shopping Chamonix - Sala 06 www.KUMON.com.br - kumoncoqueiros@gmail.com (48) 3240-9998 CITE - Salão e Estética LANCHES DanDog’S Hot Dog e Lanches Prensado / Tradicional / Vegano Dog Vegano Dog Doce X Salada, etc Novidade: Hambúrguer na Brasa Tele Entrega 3288-0019 Pedido Também no WhatsAp 84507415 Des. Pedro Silva, 2703 Sancler Lanches Aberto de seg. a sábado das 18 às 24h Rua Ver. José do Valle Pereira, esq. Eng. Max de Souza - Coqueiros Tele-entrega: 3249-8262 (até 1h) - PISOS E REVESTIMENTOS Pisos Mix - Pisos e Revestimentos Especiais Pisos atérmicos e antiderrapantes para áreas externas; piso drenante; bordas para piscinas. Fulget e cimento queimado. Produtos para limpeza, conservação e manutenção de porcelanatos, granitos e mármores. Rua: Des. Pedro Silva, 2668 - loja 01 - Coqueiros - 48 32447761 www.pisomixpisos.com.br Cabelos: Químicas, cortes, penteados Depilação Manicure Estética Facial Horário: 9h às 18h de seg. a sáb. Av. Eng. Max de Souza, 790, SL3 Fone: 3248-0669 ANIMAIS - PET SHOP Musa’s ELETRÔNICA Italy Eletrônica Manutenção em equipamentos de áudio, vídeo e periféricos de Informática, nacionais e importados. Comércio de peças e acessórios Av. Eng. Max de Souza, 1451 Mini Shopping Chamonix, lj 6 Fone: 3348-4327 Banho e tosa; médico veterinário; medicamentos; acessórios e rações. Dentes escovados, unhas cortadas, ouvidos limpos e higienizados e tosa higiênica. Rua Capitão Euclides de Castro, 344em frente ao Parque de Coqueiros. Cabeleireiro Unisex Mega Hair-Vip- Técnicas de Keratina Microlink Entrelac. p/colocação de telas ou redes com pontos italiano e americano. Horário de atendimento: das 9 às 19h – de terça a sábado Av. Des. Pedro Silva, 2079 Fone: 3248-4209 www.sites.google.com/site/vanzellapetshop Renato Barbearia Salão masculino adulto e infantil Av. Max de Souza, 751, lj 102 – Coqueiros Fones: 8445-4445 - 8400-6830 Lele Chaves Serviços de chaveiro em geral, automotivo e residencial. Cópias de controle. Atendemos em domicílio. Av. Max de Souza, 1387 – Coqueiros – Posto Shell Fones: 9952-1898 e 3028-5697 Confecções Bettio Moda em malha em geral Masculina, feminina, infantil, uniformes escolares, presentes, aviamentos, utilidades em geral. Av. Des. Pedro Silva, 1840 – Praia da Saudade - Fone: 3024-5800 O Contabilista Contabilidade de empresas e de condomínios. Imposto de Renda. Rua Des. Pedro Silva, 2596 – 1º andar- sl 1- Coqueiros Fones: 3024-4728 – 9112-9930 – 8408-8625. RESTAURANTES Fedoca By Cuca Frutos do mar, música ao vivo, estacionamento, à beira-mar, especialidades: camarão à milanesa e moquecas. Ter/sexta- 18h – sab/dom – 12h Praça Praia do Meio – fundos Fone: 3249-0402 Recanto das Pedras Especializado em frutos do mar Rua Dês. Pedro Silva, s/n – Itaguaçu Fone: 3249-0766 Restaurante Avenida Saboroso buffet a kilo Segunda a sábado: das 11h às 14h30 Av. Eng. Max de Souza, 1048 (em cima do Sesi Farmácia) Fone: 3248-6752 VEÍCULOS – LAVAÇÃO Speed Wash Lavacar Ducha Cera Lava e Seca Aspirador Lava/Seca/Aspira Geral Cera Líquida Geral Cera Pasta 3M Av. Max de Souza, 1387 – Posto Coqueiros 48 9953-1246 BARBEARIA ESTÉTICA FARMÁCIAS Farmácia Essencial Excelente atendimento, diariamente, inclusive feriados e domingos. Das 7h às 23h Av. Dês. Pedro Silva, 2668- sl 03Coqueiros - Fone: 3249-0498 LAVANDERIAS Tá Limpo Supermercados Angeloni e Bom Abrigo- Rua João Meireles, 523 Busca e entrega Fone: 3249-6407 CHAVEIRO FEMININA M.S. Moda Intima Venda de roupas íntimas em geral Rua Videira, 27, sl 04- Abraão Fone: 3348-9702 LOCADORAS Prime Vídeo Locadora Locação de jogos playstation, conversão de VHS para DVD, e locação de filmes blue-ray – Horário diferenciado: das 13h às 24h Av. Almirante Tamandaré, 233 Fones: 3024-3136 e 9913-2738 CONFECÇÕES FRETES FRETE MACHADO Montamos e desmontamos seus móveis 48 9992-0220 - 48 9983-7080 USINA DO HAMBÚRGUER CONTRATA: ATENDENTE AUXILIAR DE COZINHA Entregar currículo entre 17h e 19h Av. Engenheiro Max de Souza 1346 Ao lado da Videoteca MERCEARIAS Mercado Freitas Av. Dês. Pedro Silva, 2187 Fone: 3028-8818 FRUTEIRA Fruteira Pauli e Mercearia Atendimento: seg à sexta das 7h às 19h 30 / sáb das 7h às 16h Rua João Meireles, 345 Tele-entrega: 3249-1095 Galeto da Mamma Galeto ao Primo Canto, melhor polen- SALÃO DE BELEZA S ART HAIR CABELEIREIRO Especializado em tratamentos capilares, química, cortes unisex, progressivas. Manicure e depilação. Rua Silvio Possobon, 70, sala 01, Abraão - Edifício Porto dos Corais Das 9h às 20h de segunda a sábado - Fone: 3025-4147 CONTABILIDADE PADARIAS Panificadora Princezinha Av. Max de Souza, 1468 - Coqueiros Fone: 3244-0911 GALETERIA Quem acredita no futuro, cuida com carinho e segurança! A Clínica Santa Helena completa 20 anos dedicados exclusivamente aos atendimentos de Maternidade e UTI Neonatal, hoje, referências no estado. Obrigado pela confiança. Emergência Ginecológica e Obstétrica 24 horas. Diretor Técnico: José Francisco Zambonato CRM 7779 www.clinicasantahelena.com Rua Álvaro Soares de Oliveira, 117 Jd. Itaguaçu - Florianópolis - SC (48) 3271.4400

[close]

p. 11

julho / 2015 • www.folhadecoqueiros.com.br cartas Agradecimento Antes O Bloco da Bernunça vem - através deste importante veículo de comunicação do nosso bairro de Coqueiros - agradecer e salientar o ótimo trabalho realizado pela Prefeitura Municipal de Florianópolis e sua Secretaria de Obras, na repavimentação das ruas Coronel Ivan Dentice Linhares - fundos do Condomínio Argus - e da Frederico Kuerten. Com este serviço, fomos finalmente atendidos nos anseios de nossa Associação que há mais de cinco anos pedia por esta intervenção. Destacamos que os vários moradores daquela região e ruas adjacentes, usuários daquelas ruas, também foram privilegiados por mais esta obra de recuperação das vias públicas de nossa cidade. Obrigado ao prefeito Cesar Souza Júnior, ao seu secretário de Obras - Rafael Hahne -, ao secretário do Continente - Deglaber Goulart -, e toda a equipe de funcionários da Prefeitura Municipal de Florianópolis. Antônio Carlos Rosa Presidente Associação Esportiva, Recretiva e Cultural Bloco Carnavalesco da Bernunça 11 FOTO GERSON SCHIRMER A Diretoria de Operações da Prefeitura, que junto com a Autoridade de Trânsito responde pela gestão do sistema viário da cidade, informa que nesta semana será aberta a licitação para contratação de empresa que ficará responsável pela instalação de sinaleira na Avenida Engenheiro Max de Souza, em frente à Escola Básica Municipal Almirante Carvalhal, em Coqueiros. E adianta que, após a devida instalação do equipamento, serão retirados os “tachões” colocados no local para garantir a segurança dos estudantes na entrada e saída do estabelecimento de ensino. PREFEITURA INFORMA Depois FOTO ROBERTO BOELL VAZ Acesso ao Abraão A decisão da prefeitura de impor o horário de fechamento das 8 às 10 horas, do acesso à Florianópolis pela Rua João Meireles, não atende às necessidades dos moradores desta região, pois o trânsito continua complicado para quem utiliza o transporte coletivo pela manhã. O horário deveria ser das 7 às 10 horas. Este é o horário mais utilizado por estudantes e trabalhadores da região de Coqueiros. José Eduardo Viana Placas dos fundadores Lendo o Jornal Folha de Coqueiros, edição do mês de junho, me deparei com uma reportagem em que o seu Zé Rui faz uma referência quanto ao desaparecimento da placa dos fundadores do Parque de Coqueiros. O senhor Zé Rui faz também uma reclamação da placa que identificava a Praia do Assis, na Praia do Meio. Isso é lamentável. Pois bem, sou um dos fundadores do Parque, assim como o seu Zé é um dos criadores da placa da Praia do Assis. Portanto, nós gostaríamos que as placas voltassem aos seus respectivos lugares. Quanto à placa do Parque de Coqueiros, se não der para colocar no mesmo lugar em virtude dos vândalos, coloque-a pelo mesmo dentro da sala da Administração. Espero que os diretores da Folha de Coqueiros possam tomar uma providência retornável das placas, dentro da medida do possível. José Lucio Rua Vinte e Três de Março Como leitora da Folha e moradora do bairro Itaguaçu, gostaria de relatar um episódio sempre recorrente na Rua Vinte e Três de Março, Itaguaçu, na tão famosa casa do vice-governador. Ele não mora mais na casa, apenas utiliza o espaço para festas e encontros políticos, conforme informação dos policiais militares que trabalham fazendo a escolta do local. Em todos os eventos políticos que ali ocorrem, a rua fica uma bagunça. Quando parei meu carro para bater a foto escutei o comentário do possível proprietário do veículo ou do condutor falando. Essa moça não tem nada para fazer? Realmente a nossa cidade está nas mãos de pessoas com esse nível. Milene Baixo FOTO DIVULGAÇÃO Perda Faleceu na noite de 23 de junho um dos empresários mais simpáticos e queridos do Continente: o Xico, que junto com a esposa Marília e os filhos Fabrício e Camila, comandava o Ponto Light, localizado na Avenida João Meirelles, no Abraão. Morreu vítima de um infarto fulminante. Festa Julina na Praia do Meio atraiu milhares de moradores. Mais uma vez o Boi de Mamão foi a atração preferida da criançada As cartas devem ser enviadas à redação da Folha de Coqueiros com nome completo, e-mail e telefone para contato. E-mail: folha@folhadecoqueiros.com.br ou página na internet: www.folhadecoqueiros.com.br

[close]

p. 12

12                                 mesa farta julho / 2015 • www.folhadecoqueiros.com.br Inverno pede comida quente P Por Sibyla Loureiro       Quer perder peso? Experimente o kit 1000 kcal da sabores Light Elimine até 3 kg em 1 semana. Nossa Loja: Rua Desembargador Pedro Silva 2692, Coqueiros, Florianópolis. Tel: (48) 3371-4090 e (48) 9687-4090 www.saboreslight.com.br assada a temporada de verão, os restaurantes e bares da Via Gastronômica de Coqueiros entram no clima da nova estação e preparam pratos mais reforçados no cardápio. Um bom exemplo é a Casa Mendonça. Há nove anos servindo a feijoada mais tradicional do bairro, o restaurante lançou a iguaria em outro dia da semana. Agora, além dos sábados, a feijoada também é servida às quartasfeiras, no almoço. Todas as carnes são separadas e o caldinho de feijão é cortesia da casa. Além do feijão, outra dica é experimentar a galinha caipira com polenta, às quartasfeiras. O restaurante fica na Rua Desembargador Pedro Silva, 2578. Informações 3248-1420. Para quem aprecia a culinária mexicana, o Puerto Escondido é uma boa pedida. A sugestão do proprietário Kiko Bungus é a Chalupa, que leva cebola frita na manteiga como ingrediente principal, já que a cebola é indicada para evitar gripe e fortalecer o sistema imunológico. A bebida, para esquentar, é o Shot de Mezcal, fermentada e feita à base de Agave, como a Tequila, só que mais suave. O restaurante fica na Rua Bento Goiá, 102. Informações 3364-1586 Se o gosto do cliente é prato à base de bacalhau, a dica fica por conta do Restaurante Rei do Bacalhau. A chef Henriqueta Vaz Pina aconselha o Bacalhau à Lagareiro, prato típico português feito com postas de bacalhau e batatas ao murro, além do Bacalhau à Moda do Rei. Pastéis de Belém de sobremesa e um bom vinho completam o menu para os dias frios. O restaurante fica na Rua Desembargador Pedro Silva, 3130. Informações 3348-0716. FOTO GERSON SCHIRMER Feijoada é o prato tradicional Em se tratando de culinária italiana, o Di Taroni Trattoria já é tradicional no bairro. A indicação da casa é o Filetto Peppe Verde. São filés dourados no conhaque ao molho de pimenta suave. Acompanha ravióli recheado de carnes nobres. Vinho para acompanhar e de sobremesa o Petit gâteau, que tem como diferencial a mistura do chocolate quente com o sorvete. O restaurante fica na Rua Engenheiro Max de Souza, 730. Informações 3249-2040. Já o Campeiro Assados resolveu investir, ao lado do churrasco, em pratos encorpados durante a semana. Na terça-feira, a especialidade é a dobradinha; na quarta-feira é servida a costela ensopada; na quinta-feira, língua; na sexta-feira, fígado e sábado é a vez da rabada e da galinha caipira com polenta. Para encerrar, domingo é dia de feijão tropeiro. O restaurante fica na Rua Rosinha Campos, 90. Informações 3249-5220. Veja mais dicas de restaurantes nas páginas 6 e 7.       $ !$ !"  *  !: #! "'( !$  ' ! 9   !6#  ! 6  7!8 !     &&&'(  )* '#   !  +,-!, 2314 5 .#  !+,-!, / '  !0  !+1,-!,       !" # $ %  !                   ( '                   !" #  $%  &'&&'

[close]

Comments

no comments yet