Jornal CristoRei.ComVocê Ano 4 Nº 37 - Maio/2015

 

Embed or link this publication

Description

Uma missão mundial a serviço dos pobres

Popular Pages


p. 1

cristorei.comvocê Ano IV - nº 37 - Maio 2015 www.cristoreisp.org.br PARÓQUIA CRISTO REI Arquidiocese de São Paulo Uma missão mundial a serviço dos pobres Pág. 4

[close]

p. 2

EDITORIAL ABC DA FÉ Por um mundo sem muros Vivemos tempos de rápidos processos de desenvolvimento tecnológico e científico. Para o ser humano do século XXI não existem limites, e quantas fronteiras já foram rompidas. Baseada no conceito inglês de fronteira (frontier), que é considerado um espaço em movimento, e não fixo, a fronteira é um limite a ser ultrapassado. Esse processo é sentido principalmente quando nos utilizamos das redes sociais (internet) que nos dá a sensação (ou ilusão?) de que estamos ligados ao mundo. Ou quando falamos de uma economia ou de um mundo globalizado; ou até de uma macrocultura presente em tudo e em todos. Mas existe uma contradição! Num mundo sem fronteiras, o avanço é técnico-científico, mas não humano. Num processo civilizatório, porque a desumanização se torna marca? Nessa contradição o ser humano vem criando novas fronteiras que se parecem muito mais com muros: lembramos o do muro de Berlim, mas também outros que existem: o muro da vergonha como o que os EUA construiu ao longo da sua fronteira com o México, em 1991; o muro que Israel construiu a partir de 2002 que separa este país da Cisjordânia; o Muro de Marrocos-Saara Ocidental, Muro de Ceuta, Muro de Melilla, Muro da Coréia, Muro da Belfast. Esses são muros visíveis. E se fossemos então falar dos muros invisíveis? O que significam esses muros? Uma humanidade fechada na violência, na intolerância, no racismo, no preconceito, na auto-suficiência, na dor e na barbárie. Exorto a todos a não se deixarem contaminar por essa lógica, mas ir na contramão da história. Não construir muros, pelo contrário, derrubá-los. Construir processos de uma solidariedade palpável e que seja capaz de mobilizar a sociedade numa direção transformadora e que faça da humanidade uma verdadeira comunidade. Processos que unam toda a pessoa humana ao redor de um projeto de vida plena para todos. Esse é um caminho: em vez de construir muros, construir comunidades. E de que maneira você, caro leitor, está contribuindo com essa construção? Padre Marcelo M. Quadro 2 Documento ajuda católico a dialogar e ser solidário Embora publicada há quase 50 anos, durante o encerramento do Concílio Vaticano II, a Constituição Pastoral sobre a Igreja no mundo de hoje – também conhecida como Gaudium ET Spes (GS) – continua atual e considerada uma importante ferramenta para ajudar os católicos a entender as transformações por que passa a sociedade moderna. O documento expõe as contradições, assimetrias e desigualdades sociais que se aprofundam mundo afora; traz orientações para a busca da justiça e paz sem deixar de criticar as contradições que regem a economia; reivindica condições de trabalho mais justas, levando em conta o respeito à pessoa humana; cobra respeito aos direitos humanos de todos os cidadãos e a participação democrática no destino das nações; e alerta para o risco da corrida armamentista e da guerra total. Qualquer semelhança com os dias de hoje não é mera coincidência. Além de atual, a Constituição Pastoral vai ao encontro do que pensa o Papa Francisco, que prega uma Igreja cada vez mais próxima do povo e dos mais necessitados, bem como um maior diálogo entre os homens, pois “sendo Deus Pai o princípio e o fim de todas as coisas, somos todos chamados a ser irmãos. E por isso destinados à mesma e única vocação, humana e divina”. As paróquias do setor Tatuapé estudarão o documento nos dias 19 e 20 de maio, às 19h30, na Igreja Santo Antonio de Liboa (rua Euclides Pacheco, 1.980). Expediente: Informativo da Paróquia Cristo Rei – Maio/2015 Rua Maria Eugênia, 104 – Tatuapé/São Paulo. Telefone (11) 2295-1685 Textos e Fotos: Pastoral da Comunicação

[close]

p. 3

AGENDA Encontro de Casais – Ainda dá tempo de participar do 11º Encontro de Casais com Cristo (ECC), oportunidade imperdível para as pessoas reforçarem os laços familiares por meio de atividades relacionadas ao casamento, à fé, à educação dos filhos e à relação com a comunidade. A iniciativa acontece nos dias 22, 23 e 24 de maio. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas na secretaria da paróquia. Mais informações pelo telefone 2294-0712 (com Valter ou Suzi). Apresentação – No próximo dia 24, as 90 crianças inscritas nos grupos de Catequese serão acolhidas oficialmente nas missas de pentecostes. Na ocasião, elas serão apresentadas à comunidade e receberão uma Bíblia para utilizá-la nos encontros semanais deste ano, que tiveram início em 11 de março. Vale lembrar que toda Catequese faz parte de um processo maior de educação na fé que deve envolver não só a Igreja, mas também e principalmente as famílias. Trabalho: ato criador com Deus? Habitualmente dizemos: "Fulano dá trabalho"; "Criança? Dá muito trabalho"; "Não quero dar trabalho". Pelas nossas expressões podemos constatar que "trabalho" tem muita conotação negativa. No entanto, no reverso da medalha está o labor e a profissão de muita gente. O que as mantem quer financeira, quer psíquica e emocionalmente. Viver requer habilidades múltiplas. Desenvovê-las, muito "trabalho" e empenho. Ocupar-se, para o bem ou para o mal, escolha e saber, é uma necessidade humana. Transformar o meio e as relações. Aí nascem as produções e trocas necessárias à convivência, organização e manutenção da vida e anseios humanos. Vejamos o que reza e canta o Salmo 8: "Quando vejo o céu/ obra dos teus dedos/ a lua e as estrelas que fixaste/que é o homem/ para dele te lembrares/ e um filho de Adão/ para vires visitá-lo?/ E o fizeste um pouco menos do que um deus/ coroando-o de glória e beleza./Para que domine as obras de tuas mãos/ sob seus pés tudo colocaste:/ ovelhas e bois, todos,/e as feras do campo também;/a ave do ceu e os peixes do mar/ quando percorre ele as sendas dos mares". fícil aprendizado, cujo fruto do trabalho, a riqueza produzida, em vez de produzir liberdade e saciedade, gera o oposto. Em Jesus, Deus assume a condição de trabalhador, um artesão, um carpinteiro. Fala de sua Missão como um trabalho incansável. Como Deus-Pai que cuida incansavelmente da Humanidade. Para Jesus, trabalho é o cuidado com a Vida. Criar condições de vida àquele que não tem, devolver vida ao expropriado. Aí se faz o encontro com Deus. Assim o trabalho entra em sintonia com Deus, nos tornamos co-criadores quando "na nova reconfiguração do mundo, com seu custo ingente de desenraizamento e êxodo, de fome, violência e morte, tem hoje um nome prioritário: Paz e Justiça em nível mundial" (A.T. Queiruga). Como diz a CNBB: Fé e Compromisso Social. Bom trabalho! Seja operário da messe do Senhor da Vida. Texto: Padre Kiyoharu Ojima Com poesia canta ao Criador e a criação. Nesta, a condição humana, seu lugar privilegiado e participação nos cuidados das criaturas. O Salmo não vê punição, nem maldição. Reconhece a imensidão e grandeza da criação, o trabalho confiado. O Salmo contempla a gratuidade e entra em comunhão. Revela tempo, portanto, parada, descanso para se voltar ao Criador e reconhecer n´Ele a Fonte da Vida. Lembra a liberdade e amor com que nos criou. Lembra o exercício da liberdade que nos deu. Um longo e, muitas vezes, di- Contabilidade e Assuntos Fiscais por Processamento de Dados SOLIDARIEDADE COLABORE COM AS FAMÍLIAS CARENTES DO BAIRRO DOANDO, TODO TERCEIRO DOMINGO DO MÊS, ALIMENTOS PARA O GRUPO DE VICENTINOS. 3 ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE LTDA. TELEFAX: 2294-4527 / 2296-4658 / 2296-0939 Rua Jacirendi, 391 - Cep-03080-000 - Tatuapé - SP

[close]

p. 4

Missão Belém: uma obra religiosa com atuação mundial Inspirada pelo padre Giampetro Carraro, da Diocese de São Paulo, e pela irmã Cacilda, a obra religiosa da Missão Belém nasceu em 2000 com uma objetivo especial: prestar assistência aos mais pobres, principalmente os moradores de rua. Cinco anos depois, e com a iniciativa oficialmente instituída no Brasil e na Itália, Giampetro e Cacilda conseguiram a bênção do então arcebispo de São Paulo, dom Cláudio Hummes, e foram morar em uma favela no centro de São Paulo. Com ajuda de mais quatro missionários consagrados, eles constituíram a primeira casa de restauração abrigando 10 irmãos. A partir daí a atividade não parou de ganhar novos colaboradores e, em 2006, a missão já contava com 12 unidades de atendimento. Habituados a evangelizar os moradores de rua de São Paulo e convivendo diariamente com a pobreza, a fome, a violência e as “cracolândias” paulistanas, em 2010 eles foram estimulados pelo cardeal dom Odilo Scherer, arcebispo de São Paulo, a atuarem em prol das vítimas do terremoto no Haiti. Diante do pedido, Giampetro e Cacilda enviaram seis missionários para começar um trabalho de evangelização no bairro de Wharf Jeremie, o mais pobre e um dos mais violentos de Porto Príncipe, capital do Haiti. Atualmente a Missão Belém presta atendimento a 1.400 pessoas nas 20 casas de restauração instaladas no Brasil e Prestar assistência aos mais pobres é o principal foco do projeto iniciado em 2000 nas outras 80 espalhadas por diversos países, como Bósnia, Haiti e Itália, entre outros. Porém, desde 2005 mais de 11 mil pessoas já passaram pelas unidades. Essa missão é um verdadeiro testemunho que Deus existe e cuida de seus filhos. PSICOLOGIA PATRÍCIA MARIA MENDONÇA - CRP 06/27013 -PSICOTERAPIA INDIVIDUAL, GRUPO E CASAL. -DEPRESSÃO, ANSIEDADE, PÂNICO. -PERÍODOS DE CRISE (GESTAÇÃO, VESTIBULAR, -TÉCNICA DE RELAXAMENTO. UNIDADE TATUAPÉ RUA SORIANO DE SOUSA 189/63 (ESQUINA COM R. TUIUTI) - TATUAPÉ LUTO). FORMAÇÃO DE PERITOS LTDA. *Cursos de Especialização *Perícias Contábeis e Financeiras *Avaliação de Empresas Prof. Remo Dalla Zonna (MS) Sócio Gerente: Contador e Economista CELULAR: 99802-9772 WHATSAPP UNIDADE BRESSER/MOOCA RUA IPANEMA 434 - BRESSER/MOOCA Rua Santa Catarina, 418 - Pq. São Jorge Cep 03086-025 - São Paulo - SP Fone: (11) 2942.0806 e-mail: rdzpericias@uol.com.br www.rdzpericias@.com.br 4

[close]

p. 5

POR DENTRO DA IGREJA Recordar é viver – O cardeal dom Odilo Scherer completou, em 29 de abril, oito anos como arcebispo da Arquidiocese de São Paulo. Sétimo sacerdote a ocupar o posto, ele tomou posse aos 57 anos em uma cerimônia na Catedral da Sé que reuniu cerca de 4 mil pessoas (foto). Preocupação – A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) criticou, em 24 de abril, o projeto de lei que regulamenta a terceirização de mão de obra nas empresas e a proposta de redução da maioridade penal. A posição foi divulgada durante o encerramento de sua 53ª Assembléia Geral, em Aparecida, oportunidade que também marcou a cerimônia de posse do arcebispo de Brasília, dom Sérgio da Rocha (foto), na presidência da entidade. Em nota, a entidade ainda avaliou “com apreensão” a realidade brasileira, “marcada pela profunda e prolongada crise que ameaça as conquistas, a partir da Constituição Cidadã de 1988, e coloca em risco a ordem democrática do país”. Diálogo – A família tem sido um dos principais temas discutidos pelo Papa Francisco em suas Catequeses e reflexões. Sobre a verdadeira alegria dentro um lar, o pontífice disse que esta nasce da harmonia profunda entre as pessoas, que faz sentir a beleza de estar juntos. Mas para que esta harmonia aconteça, saber dialogar é uma tarefa fundamental para cada um. Desafio – Os quatro bispos eleitos durante a 53ª Assembléia Geral da CNBB para participar do Sínodo sobre a Família, em outubro, em Roma, vão propor que a Igreja discuta questões desafiadoras para a pastoral, como a situação dos casais divorciados que vivem uma segunda união e a acolhida aos homoafetivos. 5

[close]

p. 6

PALAVRA DOS FIÉIS Marcelo C. de Lucena, 41 anos, e Rosangela Lucena, 43 anos “Iniciamos nossa participação na Cristo Rei através do 9º ECC, em 2013, e desde então temos colaborado com essa pastoral. É realmente uma obra abençoada por Deus e guiada pelo Espírito Santo, como tantas outras na paróquia, mais foi nesta que Cristo nos mostrou a importância de servir na comunidade para o nosso crescimento Espiritual”. Massar Shiguihara e Yaeco Matida Shiguihara, 79 anos “Estamos há 48 anos na paróquia e a consideramos uma casa acolhedora e cheia de amor, onde temos a oportunidade de servir a Deus através do amor ao próximo. Acreditamos que a verdadeira igreja é a família, onde cada um exerce o seu dom para o benefício de todos. Somos gratos a Deus pelos padres dedicados e amorosos da Cristo Rei.” Aniversariantes de Maio 2 2 3 3 4 4 4 5 5 5 6 7 10 11 11 13 13 13 13 14 SUELY PIRES EUSTACHO VALE RUI ANTÔNIO AMORIM MARIA APARECIDA MACHADO MARIA ELENA BUZATO GERCILDO H. FILHO ANA CAROLINA DE CARVALHO MIRENI BATISTA GUERRA WALDIR CALEGARETTI DOS SANTOS MARIZA DE OLIVEIRA LUCIA ANDREOTTI FERNANDA DA RORARI VANDA HEISE ELZA ELIAS RIBALDO JOSÉ APARECIDO GOMES FIGUEIRA GERALDINO HENRIQUE SILVA SUELY OLIVEIRA BARBOSA MARIA DE FÁTIMA SILVA HELIA ZANDETTA DE OLIVEIRA MATIAS FERNANDES MARIA TEREZINHA DA SILVA MARIA ISABEL DO NASCIMENTO MARIA DE LOURDES OLIVEIRA RODRIGUES WILSON GOMES NEUSA CRISTINA PEREIRA MARCO ANTÔNIO GABELLINI INEZ BENEDITA DO PRADO CLAUDIO JOSÉ RIBEIRO MARIA CELIA DE ANDRADE RITA DE CÁSSIA BARROS OSVALDO MARTA TEREZA ESCUDEIRO ELISANE DUTRA ROSSI CEDANO SILMARA SIMÕES COELHO ANGELO VICENTE VIEIRA DIVA DALLA ZANNA BENEDITA OLIVEIRA PAULINO ANDRÉ XAVIER DE MIRANDA MARIA DO CARMO BIRAL MARTA APDA ERALDO LOPES ELIANE APARECIDA SILVA SOLIMEO RUBENS APARECIDO SANTOS RUBENS APARECIDO SANTOS CLÍNICA SANTA VIRGÍNIA RUA: SANTA VIRGÍNIA, 68 - TATUAPÉ SÃO PAULO - CEP: 03084-000 14 15 15 15 16 18 20 22 22 23 25 25 25 26 26 26 27 29 30 30 30 30 TODAS AS ESPECIALIDADES! TELEFONES: 2097-0079 / 2097-0089 Anuncie no Informativo da Paróquia Cristo Rei 99869-9318 (Caetano) Tamanho padrão R$ 125 6

[close]

p. 7

GENTE NOSSA Maternidade e adoção: desejos legítimos e constitucionais Além das mães, maio também é o mês escolhido para homenagear seres humanos que, a exemplo das progenitoras, vieram ao mundo para amar o próximo independentemente da cor, sexo, condição social ou nacionalidade. Para celebrar o Dia Nacional da Adoção, comemorado em 25 de maio, o informativo Cristo Rei destaca a história da pedagoga Rita de Cassia Barros Osvaldo, de 40 anos. Natural de São Paulo, ela mora no Tatuapé há cinco anos e desde então frequenta a paróquia, para a qual dedica as manhãs de domingo à preparação de crianças na Catequese. Disposta a ser mãe, mesmo sem se casar, ela contou com o apoio da mãe para iniciar o processo de adoção de uma criança e tornar seu sonho uma realidade. Apesar de o processo de adoção no Brasil não ser rápido, já que é necessário passar por algumas etapas como providenciar documentações, petição, frequentar o curso de preparação psicossocial e jurídica, ela jamais desanimou. “Sinto que tenho muito amor para doar e confiança que Deus nos prepara para todos esses obstáculos, dando a força de que precisamos. Mesmo com tanta burocracia e pouca colaboração, continuo persistente”, observa Rita, que há três anos aguarda pela adoção. O desejo pela maternidade foi intensificado quando Rita começou a exercer a profissão de pedagoga. Atualmente trabalhando como professora do ensino fundamental 1 pela Prefeitura de São Paulo, ela já viveu a experiência de abrir uma pré-escola, que manteve por 13 anos, convivendo com crianças de 0 a 6 anos. “Adoção é um gesto de amor, persistência e paciência. Incentivo a todos que tenham esse desejo para seguir em frente e não desistir devido à morosidade do processo. No final, tudo valerá a pena”, ressalta, otimista. "Adoção é um gesto de amor", diz Rita Atendendo Pessoas de Bom Gosto o Rua Tuiuti, no n 1.164 03081-015 Rua Tuiuti, 1.164-- CEP: Tatuapé - SP Tatuapé - www.camalchaim.com São Paulo - SP visite nosso site: 7 2097-2615

[close]

p. 8

PARÓQUIA EM AÇÃO Visitas missionárias priorizam famílias em dificuldades Famílias com pessoas enfermas ou que estejam passando por alguma dificuldade serão priorizadas nas visitas missionárias da Cristo Rei, que estão de volta a partir deste mês. A reunião de preparação para a atividade aconteceu no dia 27 de abril e reuniu membros do Conselho de Pastoral da Paróquia (CPP). "Resolvemos priorizar essas famílias para atender ao apelo do Papa Francisco, que sejamos uma Igreja Samaritana que vá ao encontro de pessoas que estão sofrendo", destaca o padre Marcelo Maróstica ao explicar o novo enfoque da iniciativa. Os interessados em receber a visita missionária devem deixar nome, endereço e telefone para contato na secretaria da paróquia. As pastorais farão o levantamento das pessoas cadastradas antes de agendar as visitas. Novo enfoque da atividade atende ao apelo do Papa Francisco Em clima de harmonia, jantar reúne 170 pessoas Os ensinamentos de Deus propagados em um ambiente de paz, harmonia e fraternidade. Assim pode ser definido o Seder de Pessach (jantar ritual de Páscoa), que reuniu, no dia 28 de abril, cerca de 170 representantes de diversos credos no Salão Paroquial da Cristo Rei. Durante quase três horas, católicos, anglicanos, metodistas, presbiterianos, luteranos, ortodoxos, judeus, budistas e membros de religiões afro aproveitaram para dividir conhecimentos e refletir sobre a cultura de cada religião com liberdade e sem discriminação. Promovida em parceria com a Paróquia Nossa Senhora da Conceição, a iniciativa teve como objetivo lembrar a passagem bíblica que destaca o fim da escravidão dos hebreus no antigo Egito. “Além de promover a aproximação entre as religiões, esse jantar é importante para nós, católicos, percebermos a diversidade e a pluralidade religiosa existentes em São Paulo”, ressaltou o padre José Bizon, organizador do evento. Diversas lideranças religiosas da cidade marcaram presença

[close]

Comments

no comments yet