Boletim Municipal #01 | Município de Pampilhosa da Serra

 

Embed or link this publication

Description

Atividade Municipal de 1994 a 1997

Popular Pages


p. 1

•• Pampil1.os JaSerr ,,, 1/ '""\, l \.,... V (.,�� ') �[ � • ,Y-Yl )- ,....,, Ambiente Cultura ')�

[close]

p. 2

,,. dice ln ·11 sa Pam�ts-Jtr a Com o aparecimento deste Boletim Informativo, a Câmara Municipal da Pampilhosa da Serra pretende aproximar os Munícipes e o Executivo autarquico. Com ele, .serão reforçados os laços de amizade, soli­ dariedade, numa relação entre ambos que se pre­ tende transparente naquilo que se refere ao tra­ balho autárquico. Em suma, que traga um espírito participativo que se pretende no âmbito dum pro­ cesso de desenvolvimento económico, social e cultural que se está a operar no nosso concelho. Este Boletim Informativo pretende assim fazer um Balanço do que mais importante se fez entre 1994e1997. N (l;;Jt $1r l(l;;ti (I;; U1, Nota de Abettura Ji lu: r1r (I;; Ficha Técnica 2 5 Pampi�g� Boletim Informativo da Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra ANO l • Número 1 Novembro 1997 DIRECTOR José Augusto Almeida Presidente da Câmara Municipal Editorial ..................................... 3 Obras Municipais ..... ;.................. Acessibilidades ............................ 8 Ambiente ................................. ; . 11 Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra Telef. (035) 54 104 • Fax: (035) 54 140 EDIÇÃO E PRO PRIEDADE 12 Educação ...............'..................... 13 Cultura .................. · ·...................... 14 Desporto ..................................... 15 Acção Social ............................... 16 Protecção Civil ............................ 17 Equipamentos ............................. 18 Apoios Concedidos ............. , ........ 19 P lano Urbanístico 2 REDACÇÃO Dr. Anselmo Gonçalves Gabinete da Presidência, Foto Brandão, COMMeios (capa) FOTOGRAFIA CONCEPÇÃO GRÁFICA ©, PAGINAÇÃO, FOTOLITO COMMei�icação e Imagem lda. Rua de Baixo, nº 6 - 2 º Andar OLIVEIRA DO HOSPITAL Telf. (038)6081091 Fax. (038) 6081090 commeios@mail. telepac. pt c.a�. TIRAGEM IMPRESSÃO Novelgráfica 3000 exemplares H1111pill10sa ela Serra

[close]

p. 3

fJarr11Ji��osa .r' l erra ( ,l Editorial RELEMBRANDO O PERSPECTIVANDO O uturo progresso e o desenvolvimento das nossas terras sofreu um grande im­ pulso com o P ODER LOCAL. Pampil110sa da Serra há vinte anos? Quem não se lembra do que era a Na verdade éramos muito mais pobres. Estava tudo, ou quase tudo, sos. por fazer... Faltava saneamento bá­ água, de rede viária municipal, equi­ pamentos colectivos. sico, electrificação, abastecimento de José Augusto Almeida Presidente da Câmara da Pampilhosa a Serra condições de vida às suas populações, provando que é um concelho onde se po­ � vfu� moderniza-se com novos traçados, A rede viária municipal amplia-se, pavimentações e tapetes betumino­ O crescimento urbanístico tem si­ qualidade e os equipamentos colecti­ do efectuado com projectos de boa vos, como o Lar da Terceira Idade, o Palácio da Justiça, o Quartel dos Bombeiros, o Pavilhão Gimnodes­ portivo, o Museu e Posto de Turismo e as Casas de Convívio, têm criado, não só uma nova imagem, como têm contribuído para o progresso, desen­ volvimento e bem estar das popula­ �ente a P iscina e zona envolvente, darão nova vida à sede do concelho. ções da Pampilhosa da Serra. Igual­ que em breve serão uma realidade, Felizmente que hoje tudo é diferente, respira-se um clima de mudança, há um desenvolvimento real, um progresso e/ectivo. aldeias ganl1.aram nova face, nova dimensão. A sede do concelho, freguesias e A realidade dos nossos dias é bem diferente, pouco ou nada tem a ver com o que era então,. . Queremos continuar a evoluir, a respeitar a nossa cultura, fra-estruturas e equipamentos. sidades ainda maiores. a melhorar as nossas estruturas, in­ Os desafios são grandes e as neces­ Com muito trabalho, dedicação e tenacidade, a Pampilhosa da Serra vai-se modernizando, criando melhores . Nas nossas.freguesias e aldeias so­ pram ventos de mudança: novas ca­ ptações de água, sane"amento, abertura de novas estradas, pavimentações e ' arruamentos, construção de casas de convívio. co11l-i11ua na página 4 3 Pampilhosa da Serra

[close]

p. 4

E ct1 1.t or1a · 1 n ram�t/S.erra trada Nacional 112, entre a Portela do Vento e a Pampilhosa da Serra, tam. bém inscrita no PIDDAC 98, são ou­ tros tantos empreendimentos que con­ tribuirão, decisivamente, para o desen­ volvimento e progressÔ que desejamos imprimir ao nosso concelho. Igualmente, a criação de novas �cessibJidades contribuirão, definiti­ vamente, para modernizar e desen­ volver o concelb.o da Pampil11.osa da Serra, abrindo-o à Região e ao País. il1osa Mas não é só na área das estruturas que se verificam todas as transforma­ ções. No âmbito da Cultura e do Des­ porto, outras tantas se têm realizado. A criação do Museu, as várias ex­ posições e outras iniciativas, e o ar­ ranque das obras da Casa da Cultura, são o exe�plo. Também no Desporto, o Pavilb.ão Gimnodesportivo e a P iscina Muni­ cipal irão dar novo incremento às actividades desportivas. Desenvolvimento e Ambiente de mãos dadas no concelho da Pampilhosa da Serra E nestas, permito-me destacar o Grupo Desportivo Pampil110sense, que tem levado tão longe o nome do nosso concel11.01 e o apoio que tem da­ do às camada� mais jovens na prática do futebol. . A existência de outros equipa­ mentos: central de fabricação de be­ tão, cilindros, pavimentadora, retro­ escavadora e todo o parque de máqui­ nas, propriedade da autarquia, au­ mentaram a capacidade de resposta nas obras de administração directa, permitindo desenvolver o concel110 a um ritmo mais acelerado e com me­ nos encargos para a Câmara Munici­ pal. Acreditamos que hoje , para os jo­ vens da Pampilhosa dà Serra estão cri­ adas as condições para uma vida mais digna. Em resumo, queremos imprimir ao concelho uma nova dinâmica e, estou certo, que com o empenho, coragem e determinação de todos, conseguiremos operar a mudança que se impõe, levando por diante um projecto em que vale a pena ac,·editar. Os equipamentos colectivos, em /a­ se de arranque, inscritos no PIDDAC 98 (P lano de Investimento para o Desenvolvimento da Administração CentraV, Centro de Saúde, Escola Bá­ sica Integrada, Quartel da Guarda Nacional Republicana, Casa da Cultu­ ra (Biblioteca e Anfiteatro), Parque de Campismo e ainda rectificação da Es- Todos por um e um por Todos, construiremos um futuro mel11.or. 4 Pampillwsa da Serra

[close]

p. 5

Pam'f'.?�áWii Obras _Municipais PISCIN A MUNICIPAL Com um investimento global a rondar os 491 milhões de escudos, a Piscina Municipal coberta e aquecida é mais um equipamento em fase final de execução, estando a sua abertura prevista para finais de 1997. É com certeza uma grande obra que ficará ao dispor dos jovens e de todos os Pampilhosenses em geral. PAVILHÃO GIMNODESPORTI VO Onde havia cepticismo há agora realismo. Com um investimento de 141.9 milhões de escudos, o Pavilhão Gimnodesportivo municipal encontra-se em franca actividade, sendo utilizado de manhã e tarde pelos alunos da Escola Básica Integrada. Após as 17h.30, está aberto a toda a população do concelho para toda a prática desportiva, incluindo uma sala de musculação para todos os escalões etários, sendo sem dúvida uma importante infraestrutura de apoio aos jovens e ao desporto na Pampilhosa. MERCADO MUNICIPAL Obra por todos reconhecida como de importância vital, que veio trazer mais limpeza, higiene e condições sanitárias, tanto para os utentes como para os comerciantes. O seu enquadramento urbanístico e paisagístico veio embelezar a entrada da vila, justificando claramente o investimento de 116.6 milhões de escudos efectuado pela Câmara Municipal. 5 Pampilhosa da Serra

[close]

p. 6

Obras Municipais Parnpt�\��� Abastecimento de Água e Saneamento Uma das grandes apostas do actual Executivo Camarário tem sido a melhoria significativa das intra-estruturas de abastecimento e reforço de água e saneamento, como comprovam as obras já concluídas, as já iniciadas e a iniciar brevemente. Há, no entanto, duas razões pelas quais pautamos o nosso trabalho: 1 ª Maior fiabilidade na continuidade do abastecimento e qualidade da água; 2 ª Maiores condições de segurança no ab.astecimento de água potável. ABASTECIMENTO DE .ÁGUA Ampliação e melhoria em Pampilhosa da Serra Armadouro Ceiroquinho Lomba do Barco Aldeia Cimeira 6.200 1.720 2.900 2.600 1.850 . Valores expressos em milhares de "'"·-·-�··--· escudos REFORÇOS DO ABASTECIMENTO Malhada do Rei Machio de Cima Unhais-o-Velho Maria Gomes · Pampilhosa da Serra ( Bairro Campo de Futebol) Fajão Ceiroquinho Coelhal Armadouro Pessegueiro, Carvoeiro Amoreira Vale Pereiras 175 5.300 1.570 840 5.900 990 660 460 405 1.400 405 1.060 1 Sobral Valado Pescanseco Cimeiro Ceiroquinho Machio de Cima Machial Sobral de Baixo Moradias Ramalheira Aldeia do Meio Vale Grande Vale Pereiras Soeirinho Trinhão Brejo Lomba do Barco Vidual de Baixo Vilar Valores expressos em milhares de escudos RESERVATÓRIOS DE ÁGUA 3.150 3.150 3.160 3.150 3.150 1.995 1.995 1.995 2.940 2.940 2.940 2.940 2.94&) 2.MO 1.'9§0 2.940 1.950 Valores expressos em milhares de escudos foto 4 fotos foto 6 1 6 Pampilhosa da Serra

[close]

p. 7

a n t \.;'5ci�·a r am 11il\1o� . . . pa 1s 01Jras M 11111c1 Abastecimento de Água e Saneamento � Foto 4 - Reservatório de Água de Vale Grande T Foto 5 - Reservatório de Água de Trinhão ..... Foto 6 - Reservatório de Água de Brejo Foto 7 - Obras de Saneamento Básico em Vidual SANEAMENTO BÁSICO • Vidual (foto 7): Obra de importância vital onde a Câmara Municipal investiu 22.5 mil contos. Neste aldeia, sede de freguesia, o saneamento é hoje urna realidade que a população pode já usufruir. VidUal Pampilhosa da Serra (ampliação) Brejo de Baixo Valores expressos em milhares de escudos .... • Está para breve a ampliação e melhoria do Saneamento Básico da Vila de Pampilhosa da Serra ( Estação de Tratamento de Águas Residuais). • Estão a decorrer estudos de pormenor relativamente à insta­ lação/ampliação da rede de saneamento básico nas seguintes aldeias: Fajão, Cabril, Amoreira Cimeira e Funçleirêl, Machio e Pesseguei­ ro. • Foram efectuadas reparações no sistema de recepção dos resíduos sólidos e líquidos da aldeia de Souto do Brejo, melho­ rando sistema de saneamento. 7 Pampilhosa da Serra

[close]

p. 8

ma das grandes apostas desta autarquia continua a ser as Acessibilidades. Sem uma rede viária condigna, dificilmente se poderá processar o tráfego de berís e pessoas, influ­ enciando mesmo a velocidade normal do de­ senvolvimento. Neste sentido, algumas obras de impor­ tância vital foram já iniciadas. Outras em breve o serão. Não menos importante para todo o con­ celho, foram o início de duas grandes obras estruturantes para a Pampilhosa daSerra. Com o realismo de uns e a descrença e maldi­ cência de outros, as estradas de Porto da Balsa até próximo de Malhada do Rei, do Esteiro até Janeiro de Baixo ligando aldeias como Brejos e, em breve, o Souto .do Brejo, são hoje uma rea­ lidade que irá com certeza diminuir a distância entre as povoações das freguesias de Fajão e Janeiro de Baixo; assim como abreviarão o tempo gasto nas ligações quer com a sede do concelho, quer de distrito, quer ainda com Lisboa. Assim sendo, e dando seguimento à política de melhoria das vias de comunicação no concelho: ARRUAMENTOS já se encontram-se terminados os arruamentos nas seguintes aldeias: Fajão Portas doSouto Amoreira de Cima Pampilhosa daSerra (área CapelaSra. de Fátima) Ribeiros Dornelas do Zêzere (Bairro Mineiro e Machial) Portela de Unhais (acesso e zona envolvente da Capela) Cadavoso (área envolvente da Fonte) Ribeiro e Folgares Braçal Pessegueiro (zona envolvente à Igreja) Coelhal Ramalheira Lobatos e Lobatinhos ValeSerrão Aldeia Cimeira e Fundeira Carvoeiro Esteiro Sobral Magro Gavião eSancha Moura Arma douro Pescanseco Cimeiro e Fundeiro Ceiroquinho . Cavaleiros de Baixo Gralhas f42.0 1.215 7.060 2.810 1.95,.0 l.350 '466 �-1�{;) 3;,o,71(:)0 2.Ofl.,Q },�00 1.§'� 1-� 1.M© 1.3'©tf) 1.415J); 3,,,©©t©: 2. 5i7(), 2.tfOO 3',()Q 9.:50 870 9fü) 'ZOB foto 8 / 9 4{i))5, Valores expressos em milhares de escudos _à Foto 8 - Arranjos dos acessos à Portela de Unhais (Rotunda e Iluminação) A 8 Foto 9 - Arrar!jo do ·acesso à Capela Portela de Unhais Pampilhosa ela Serra

[close]

p. 9

PAVIMENTAÇÃO DE ESTRADAS Estrada Souto do Brejo/Casal da Lapa Foi em Junho de 1 997 que a Câmara Municipal, conjuntamente com a Liga de Amigos de Souto do Brejo, mandou proce 0 de r à rectificação / reparação da referida estrada (foto 1 O), estando ago ra a faixa de rodagem mais larga . Também fo ram e liminadas algumas curvas consideradas perigosas, e onde já anteriormente haviam ocorrido acidentes rodoviá rios . Fica m assi m me lho r se rvidos os habitantes de Souto do B rejo . .A. Foto l O - Estrada Souto do Brejo / Casal da Lapa RECTI FICAÇÃO DE ESTRADAS · Po rte la de A rmadouro a Janeiro de Baixo . . .. .. . . . . . .. .. . . . . . . . . .. . . . .. investimento · Pisão / Adurão . .. . . ... . . ..... . .. . ... .. .... . ..... . . .. . . .. .. .... . . ..... . ..... ... . ... ... ..... .. · Janeiro de Baixo / B rejos / Esteiro .. . .. .. , . .... ........ . ..... . . ..... ... investimento · Está em fase de negociação de cedência de te rrenos A ligação Souto do Brejo / Janeiro de Baixo · Pavimentação da estrada Trinhão a Vale Po rco · Rectificação da estrada Po rto da Balsa / Camba /Covanca /Cei roco /Vilar/Malhada do Rei . . . . investimento · · Rectificação do c ruzamento Machialinho / Porto de Vacas .. ..... ... investimento · Rectificação da estrada ponte de Fajão / G ralhas · Rectificação da est rada do Vilar ( Portela do Fojo ) · Rectificação da estrada Machia linho / Porto de Vacas . ... . . . . . . . . . . . investimento · Const rução dos Pont

[close]

p. 10

Foto 1 1 - Rectificação da estrada Portela do Armadouro / Janeiro de Baixo .à Foto 1 2 - Rectificação da estrada Janeiro de Baixo / Bre jos / Esteiro Foto 1 4 - Rectificação da estrada Ponte de Fajão / Gralhas .à Foto 1 3 - Rectificação da estrada Machialinho / Porto de Vacas .ESTRADÕES Póvoa / Moninho Vilar Pampilhosa da Serra Aldeias / Covões Aldeias / Coelhal / Vale Pereiras Preles 469 476 1 .200 1. 300 740 2ô0 Valores expressos em m!1hares de escudos "' .à · Foto 1 5 - Construção dos Pontões 1 e 2 em Porto da Balsa LIMPEZA DE ESTRADÕES Sobral Ramalheira A ldeias Vale Pereiras ,, 696 642. 1 20 Valores expressos em milhares de escudos 100 Delicie-se com a Nossa Gastronomia • � 10 Pam p ilhosa da Serra

[close]

p. 11

RECOLHA DE LIXOS URBANOS revemente , o nosso concelho terá cober­ tura total de recolha de lixo. Esta é mais uma das grandes apostas da Câmara Munici­ pal, dado que não se pode pensar em ter um concelho desenvolvido se não tivermos em pleno funcionamento determinados servi­ ços fundamentais; nomeadamente a reco­ lha de lixos ur banos. Pretendemos um serviço prestado a todos os cidadãos com qualidade, com higiene e eficiência. Assim; a Câ mara acaba de adquirir mais u ma viatura pesada de recolha de lixos ur banos, no valor de 37,6 milhões de escudos. Apostamos numa nova i magem para o nosso concelho. Ajude a manter o nosso concelho limpo. Todos nós seremos os grandes beneficiados. 1 ' .._ Maquete das Viaturas pesadas de recolha de lixos urbanos ETAR - Estação de Tratamento de Águas Residuais I Construção para breve da Estação d e Tra­ tamento de Aguas Resíduais em Pampilhosa da Serra vir á resolver de for ma clara os problemas de higiene p ública que se fazem sentir, porque grande parte dos efluentes líquidos vão para o Rio Unhais a juzante da vila. Assim sendo , acredita a Câmara Municipal ser esta obra de i mportância fundamental para melhorar a qualidade de vida dos Pampilhosen ­ ses. 11 Pam pilhosa da Serra

[close]

p. 12

PRAIAS FLUVIAIS stá para breve a criação de três novos espaços · naturais com condições ímpares para a prática da natação e, lazer no Rio Zêzere. Com uma óptima localização geográfica e boas acessibilidades, as praias f luviais de Dornelas d o Zêzere, Porto de Vacas e Janeiro de Baixo poderão vir a criar condições para uma grande afluência de banhistas, que ali p oderão desfrutar um pouco de repouso e contacto com a natureza. ,à Foto 1 6 - Praia fluvial de Dornelas do Zêzere em execução _ ,à Foto 1 7 - Futuro local da Praia Fluvial de Janeiro de Baixo ENERGIA ELÉCTRICA Electrificações Várias (B I P 's ) Valores expressos em milhares de escudos Plano U rbanis , t·1co ESTUDOS E PROJECTOS Plano Director Municipal Plano de Urbanização Plano de Pormenor (Reparação Edifícios Municipais ) Outros Projectos I'Jan1-p(L, ir "" osa e rra 12 Pam p ilhosa da Serra

[close]

p. 13

os últimos quatro anos foi efectuado um trabalho de recuperação em grande parte das esco las do 1 º Ciclo do Ensino Básico do conce lho . Pretende-se dar co nti nuidade e esta ver­ dadeira «OPERAÇÃO ESCO LAS », pois é fun­ damenta l criar condições físicas apropriadas à aprendizagem dos mais novos. REPARAÇÃO DE -VÁRIAS ESCOLAS DO CONCELH O · Em Porto de Vacas, foi recentemente reparada (na sua tota lidade ) a Escola do 1 º Ciclo . A obra orçou em ..... . •. .. . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . : . . . . . . ...... , . · EmSouto do Brejo, foi reparada toda a área envolvente, assim cómo os sanitários, fechaduras e aumento do equipamento disponível · No entanto, todas as escolas do co nce lho têm tido a nossa atenção . Desde o fornecimento de lénha, transportes esco lares diários, me lhoria de algum mobiliário, apoio a todas as visitas de estudo que nos foram solicitadas, tendo para tal a Câmara cedido gratuitamente os transportes . · É de salientar que a reparação e co nservação das diversas escolas em funcionamento, espa lhadas pe lo co nce lho, orçou em . . . . .. . . . . .. . . .. . . . . . . . . . . . . . . tendo também sido gasto para aquisição de diverso material esco lar . . .. . .. : ... . · Transportes escolares �' ·,� " " """" � ---._..,, ... . .,..,,...__ 1/i#i ii/i< � l,J i;/ , � � foto 18 Valores exr>ressos em milhares de escudosJ! m sr � Foto 1 8 - Escola do 1 ° Ciclo de Porto de Vacas EBI de Pam pi lhosa da Serra: Wh\:\ R.E:\LJD;\r E .r>:\E:\ f.H .EV.E Escola Básica Integrada de Pampilhosa da Serra vai ser uma realidade. Trata-se de uma aspiração dos Pam­ pilhosenses em geral, que pretendem con­ dições condignas para que os seus filhos possam assim, em ambiente saudável, obter os resultados que todos nós deseja­ mos. A Escola foi posta a Concurso Público em Diário da República no passado dia 30 de Junho de 1 997 com um preço base de 509. 498. 9 12$ e uma única fase de construção, estando prevista a sua conclusão para De­ zembro de 1 998. Será dotada de blocos de aulas, pavilhão gi­ mnodesportivo, balneários, campos de jogos exteriores e redes de segurança exteriores. A Escola será construída na Quinta de São Martinho, na Pampilhosa da Serra, que foi adquirida pela Câmara Municipal pelo valor de 200 milhões de escudos para a expansão urba­ nística da vila. A construção da Escola nesse espaço em mui­ to irá valorizar aquele local. Pamp ilhosa da Serra 13

[close]

p. 14

om um investimento total de 39,7 milhões de escudos, concluíram-se as obras de construção do Museu Municipal e Posto de Turismo, encontrando-se já ao serviço dos Pampilhosenses e do público em geraL Numa obra de recuperação digna de registo, este novo espaço cultural já rece­ beu algumas exposições, marcando desta forma a aposta da Câmara na vertente cul- tural. É de salientar que neste espaço existe uma sala de exposições aberta aos artistas Pampilho­ senses. Paralelamente, este Museu tem uma ex­ posição permanente de peças etnográficas do nosso concelho. Em relação ao Posto de Turismo, este en­ contra-se aberto durante todo o dia para prestar todas as informações a quem as solicitar. Â Foto 1 9 - Museu Municipal e Posto de Turismo BIBLI OTECA E ANFITEAT RO · Está já em execução a 1 ª Fase da construção da Casa da Cultura, obra que enriquecerá o nosso concelho na componente sócio -cultural. Esta obra orçará em .................................................................... 14 Pamp ilhosa da Serra

[close]

p. 15

·11, sa o ,� am�?;Sc? rr a Câmara Municipal da Pampilhosa da Serra continua a prestar a melhor atenção do Des porto que se pratica no nosso concelho. Desporto Dentro de uma política realista, a Câmara tem apoiado o Grupo Desportivo Pampilhosense de várias formas: - Cedência gratuita de transpo rtes a todos os atletas de toââs as camadas etárias - Arranjo do Campo de Jogos - Col-0c;;:ação de Iluminação no Campo de Jogos - Atribuição de Subsídio Mensal Desta forma, a Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra apoia quem leva bem longe o nome da Pampilhosa da Serra e das suas gentes. Â Foto 20 - Campo de Jogos de Pampilhosa da Serra om a conclusão da Piscina Municipal e com o Pavilhão GimnoDesportivo em franca uti­ lização, é de prever um aumento da prática desportiva . Facto comprovado pelos cada vez mais elevados indíces de utilização das instalações do Gimnodesportivo por parte dos jovens do concelho. Com esse aumento, esperamos que de futuro apareçam mais praticantes das mo­ . dalidades desportivas, ditas amadoras, e que em muito enriquecerão o panorama desportivo na Pampilhosá da Serra. 15 Pampilhosa da Serra

[close]

Comments

no comments yet