Jornal Geramigos Zona Sul - Edição 46 - Junho 2015

 

Embed or link this publication

Description

O Jornal dos Amigos Porto-Alegrenses

Popular Pages


p. 1

Início do Inverno e Cuidados Especiais com a Saúde Aglomerações urbanas e meio ambiente: entraves para a volta da Zona Rural Confira como proteger a sua saúde com a chegada do inverno, estação que requer alguns cuidados a mais e que valem à pena ser seguidos. Página 3 O Jornal dos Amigos Porto-Alegrenses Zona Sul Ano 5 Dilma sanciona lei que limita acesso a direitos trabalhistas Junho de 2015 ◆ Edição nº 046 ◆ Tiragem 10.000 Exemplares ◆ Distribuição Gratuita Confira a série de fatores que têm representado um entrave para a volta da regulamentação da Zona Rural. Página 8 Na mira da nova lei está: restrições ao seguro-desemprego, seguro-defeso e abono salarial. Lei já entrou em vigor no dia 17 de junho. Página 5 Aplicativo traz uma proposta diferente se comparado a outras plataformas sociais. Vale à pena apostar? Página 10 Tendência: Snapchat está prestes a virar febre Campanha do Agasalho repassa doações à Spaan A sociedade recebeu cerca de 700 peças arrecadadas por meio da Campanha do Agasalho. Página 6 SANVICENTE & SARTORI A Escassez de Mão de Obra Qualificada no Mercado de Páginas 6 e 7 Trabalho Brasileiro MACEDO SALGADINHOS P/ FESTA R$ 29,00 O CENTO Curso apresenta os parques da cidade Iniciativa tem levado a população a um contato mais direto com a natureza. Página 12 SAÚDE PLANOS DE acontecer! Imprevistos não tem hora para PROTEJA SU A FAMÍLIA E SEUS FU NCIONÁRIOS Desentupimento Limpa Fossa Hidráulica Elétrica 9109-4400 Ligue: 3248-7809 9773-6580 8544-6391 www.sanvicentesartori.com.br planosdesaude.rs@live.com contato@sanvicentesartori.com.br GRANDE R$ CRO 20178 PROMOÇÃO DE TORTAS!!! MINI MÉDIA R$ EPAO/RS 3268 Odontologia Den�stas Médicos Nutricionistas Psicólogos Pop Dente (51) 3221.6844 3221.5995 3084.4720 9255.4716 WhatsApp 9255.4720 Praça Osvaldo Cruz, 15 conj. 2713 Ed. Coliseu - Centro/POA 16,80 R$ 31,80 41,80 51 Filial B. Novo: Av. Heitor Vieira, 579 tel.: 3508-6658 Estrada do Lami, 517 Av. João Antônio da Silveira, 1900 - Restinga - Em frente a Agência da Caixa 3109-6090 8651-6558 9200-1946 8269-5571 www.popdente.com.br 9799-6090 TRABALHE CONOSCO! & És identi��ado �om vendas externas ou Call Center? Envie seu CV para comercial@geramigos.com.br

[close]

p. 2

2 www.geramigos.com.br Editorial Editorial Na edição do mês de junho do jornal Geramigos Zona Sul, além das notícias mais relevantes da sua região, trazemos também um novo projeto gráfico e layout, que não são apenas elementos decorativos e bonitos, mas que trazem uma série de benefícios, como por exemplo, só para citar alguns: facilidade de leitura, maior organização dos elementos em razão de um design mais “clean” (limpo) e uma adequação aos mais modernos princípios do design gráfico da autalidade. A partir da página 6 trazemos uma reportagem especial a respeito da escassez de mão de obra qualificada no mercado de trabalho nacional e seus péssimos efeitos para a econômia. Há muito desemprego, não tanto devido à crise que atravessamos, mas sim devido a diversos outros fatores, dentre eles a escassez de mão de obra qualificada. A cada ano milhares ingressam em faculdades, cursos técnicos, mas poucos realmente se formam e dentre os que se formam, uma pequena parcela está bem colocada no mercado. Veremos como, especialmente a área de T.I. (Tecnologia da Informação) conta com uma enorme carência, não só imediata, mas, de acordo com estimativas, por vários anos! Então, caso você se identifique com a área, é uma ótima aposta para o seu futuro! O Geramigos deseja a todos uma ótima leitura e que o conteúdo que trazemos nesta edição possa ser de grande valia! Fala leitor e internauta Lâmpada apagada à noite “Sem iluminação a mais de meses. Fica na rua Miguel dos Santos Ouvicto, do número 72 ao 126 Lomba do Pinheiro - Porto Alegre.” - Jana Martins - colab.re Limpeza urbana “Lixão a céu aberto na rua Vasco da Gama, 414 - Bairro Bom Fim - Porto Alegre.” - Paulo Renato Rodrigues Lima - colab.re Veículo abandonado “Carro está abandonado desde 2014 neste local: Rua Abelardo Marques - Bairro Santa Tereza - Porto Alegre.” - Bruno Barreto - colab.re Buraco nas vias “Buracos e asfalto irregular na parada de ônibus da Azenha. Pessoas que atravessam a faixa de pedestres tropeçam no asfalto que está totalmente deformado. Av. da Azenha, 933 - Bairro Azenha - Porto Alegre.” - Gabriel Perotoni - colab.re Acesse notícias diárias da sua região em: Pontos de Distribuição Expositores Mercado Caxias - Av. Costa Gama, 5001; Armazém da Esquina - R. Jorge Mello Guimarães, 1116; Loro Supermercados - Loja 3, Av. do Lami, 706; Supermercado Casa Grande - Av. Professor Oscar Pereira, 7381; Mercado Cavalhada - Silvio Silveira Soares, 2429; Supermercado Asun - Av. Bento Gonçalves, 66; Lotérica - R. José de Alencar, 447; PoliclinicaCei Claudino – R. Barão do Triunfo, 175; Mercado Peracchi - Av. Nonoai, 393; Lotérica Teresópolis - Av. Teresópolis, 3294; Supermercado Nacional –Teresópolis Super Três – Av. Teresópolis, 3742; Teresópolis Tênis Clube - Av. Eng. Ludolfo Boehl, 388; Colégio Pastor Dohms - Rua Arnaldo Bohrer, 253; Colégio Bom Jesus - Av. Teresópolis, 2805; Clinica Ortra - Av. Cavalhada, 2166; Colégio Santa Teresa de Jesus - Av. Cavalhada, 2250; Shopping Cavalhada - Av Cavalhada, 2360; Mercado Asun - Av.Cavalhada, 2985; Baú da Sorte Loterias - Av. Cavalhada, 2503; Sacolão Econômico - Av. da Cavalhada, 3370; Lotérica - José de Alencar, 181; Restaurante Tirol - Rua Jose De Alencar, 520; Armelin Confeitaria - Gonçalves Dias, 230; Multi Sorte Lotéricas - Av. Getúlio Vargas, 1668; Escola Maria Imaculada - R. General Gomes Carneiro, 364; Shopping Jardim Verde - Estrada Eduardo Prado, 1954; Supermercado Bom – Av. Campos Velho, 834; Supermercado Pezzi - Av. Dr. Carlos Barbosa, 1311; Ipanemão Loterias - Av. Tramandaí, 480; Farmácias Associadas –Av Tramandaí, 307; Farmácias Associadas - Av. Juca Batista, 2249; Mercado Asun- Av. Juca Batista, 4246; Supermercado Urubatã – Av. Celestino Bertolucci, 50; Lotérica Coringa - Av. da Azenha, 122; Lotérica Ponto da Sorte – Av. Wenceslau Escobar, 1286; Tudo Fácil - Av. Wenceslau Escobar, 2666; Armelin Confeitaria - Otto Niemeyer, 2440; OttoLoterias – Av. Otto Niemeyer, 2535; Super Iko - Av. Otto Niemeyer, 3389; Sacolão Barcelos – Av. Edgar Pires de Castro, 1855; Lotérica Hípica - Edgar Pires de Castro, 1260 L.2; Mini Mercado Moradas – Av. Edgar Pires de Castro, 2260; SuperKan – Av. Edgar Pires de Castro, 1545; Restaurante e Fruteira Kiko – Edgar Pires de Castro, 8517; Supermercado Gomes – Edgar Pires de Castro, 10100; Lotérica Sorte Certa – Rua Cecílio Monza, 11040; Mercado Loro- Heitor Vieira, 293; Agroflora Ungaretti – Rua Tenente Arizoly Fagundes, 50 Todos anunciantes dessa edição também possuem exemplares. Se não encontrar sua edição mensal, faça download em: www.geramigos.com.br/ edicoesanteriores Quer ficar sempre bem informado com o que acontece em sua região? Curta Geramigos no Facebook! Compartilhe essa ideia! /JornalGerAmigos Você fotografou alguma irregularidade no seu bairro? Quer reclamar ou sugerir melhorias? Fazer denúncias? Quer elogiar uma boa iniciativa realizada na sua comunidade? Entre em contato com o Jornal GERAmigos e participe! Nos ajude a construir o Fala Leitor e Internauta, o seu espaço para mostrar o que acontece nos bairros de Porto Alegre. Você pode entrar em contato com a nossa redação através do e-mail: redacao@geramigos.com.br ou pelo telefone (51)3026-8445. Participe! Expediente CNPJ: 11.248.576/0002-70 Av. Borges de Medeiros, 915 sala 202 Zona Sul Telefones: (51) 3026-8445 / (51) 9613-6986 comercial@geramigos.com.br Jornalista Responsável: Angelica Konzen - SRTE-MTE/RS nº 17.297 Jornalista associada a: Redação e Assessoria de Imprensa, Projeto gráfico e diagramação: Josias Soria Godoy Matérias assinadas não expressam necessariamente a opinião do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores. Tiragem: 10 mil exemplares Impressão: Grupo Sinos Periodicidade: Mensal Distribuição: Geramigos Empresa Jornalística Ltda. Locais de circulação - Bairros: Aberta dos Morros, Azenha, Belém Novo, Belém Velho, Camaquã, Campo Novo, Cavalhada, Centro, Cidade Baixa, Cristal, Espírito Santo, Guarujá, Hípica, Ipanema, Jardim Vila Nova, Lageado, Medianeira, Menino Deus, Moradas da Hípica, Nonoai, Ponta Grossa, Serraria, Teresópolis, Tristeza, Vila Conceição e Vila Nova. Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 46 - Junho de 2015 2

[close]

p. 3

Saúde e Bem Estar www.geramigos.com.br 3 Início do Inverno e Cuidados Especiais com a Saúde var o problema. “A pessoa que tem doença crônica deve ter o acompanhamento de um médico. No Brasil, apenas 10% a 15% das pessoas que têm asma usam os tratamentos adequados e é absurdo porque já há acesso gratuito a medicamentos”, disse o alergista, destacando que entre 2,5 mil e 3 mil pessoas morrem de asma no Brasil todos os anos. O especialista alerta para a importância, como medida de prevenção, da vacina contra a gripe oferecida pelo governo para grupos específicos. Além das baixas temperaturas, algumas regiões também são marcadas pela queda da umidade no ar, um agravante para o organismo, disse Perini, pois as pessoas ficam com dificuldade de respirar. Ele explica que, além de nebulizadores, podem ser utilizadas toalhas molhadas esticadas pela casa para aumentar a umidade do ar. “Bacia, balde ou copo com água são mitos, porque a superfície é reduzida e a água não vai conseguir evaporar”, enfatizou. O uso de aquecedores em casa também é aconselhado pelo alergista, desde que em uma temperatura confortável, por volta de 21 graus Celsius. Além do sistema respiratório, a pele também é muito prejudicada com o tempo seco. Ele lembra que banhos quentes removem a hidratação natural da pele. É importante também tomar muito líquido, comer frutas, legumes e verduras. Segundo Perini, é importante estar atento para a diversidade de cores no prato o que ajuda a aumentar a diversidade de vitaminas protetoras. O inverno este ano deve ser um pouco mais quente em praticamente todo o país, segundo a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), com até 1 grau Celsius de aumento. Será um período de temperaturas amenas, mas com frio intenso na entrada de massas de origem polar nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste e com menos frequência e menos intensos no sul das Regiões Norte e Nordeste. O Inmet prevê ainda chuvas acima do normal para o período no leste de Mato Grosso e em áreas no norte de Goiás, norte do Pará e Amapá, Rondônia e Rio Grande do Sul. Chuvas abaixo das normais serão verificadas no leste de Goiás, norte e sul de Mato Grosso, oeste do Pará e região central do Amazonas, litoral do Nordeste, Minas Gerais, São Paulo e oeste do Mato Grosso do Sul e noroeste do Paraná. Nesta época do ano, os valores médios das chuvas no Centro-Oeste são muito baixos, entre 10 milímetros (mm) e 30mm de precipitações mensais, exceto no extremo sul de Mato Grosso do Sul que tem médias históricas entre 60mm e 80mm nesses meses. Segundo o Inmet, outro fenômeno meteorológico comum nessa época do ano são as inversões térmicas que causam nevoeiros e neblinas nas primeiras horas do dia, mas provocam queda da umidade relativa do ar, chegando a registrar valores de até 30% e por vezes abaixo desse valor, na região central do Brasil. O ar seco e o vento calmo favorecem a ausência da chuva, a suspensão de poeira e fumaça e as queimadas. Créditos: Divulgação Web Previsão é de um inverno um pouco mais quente que o normal. Inverno começou no último domingo, dia 21 de junho; população deve ter cuidados especiais com saúde O inverno começou oficialmente dia 21 de junho, domingo, e a diminuição da temperatura deve vir acompanhada de cuidados com a saúde, principalmente de crianças, idosos e pessoas propensas a doenças respiratórias. Segundo o médico alergista, José Carlos Perini, as mudanças bruscas de temperatura que ocorrem ao longo do dia causam um estresse no corpo fragilizando a resistência orgânica. Presidente da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia, Perini explica que muitos hábitos - como fechar os ambientes em casa, no trabalho, no carro e até mesmo no transporte coletivo - acabam atrapalhando a imunidade do organismo. “Esse enclausuramento por causa da temperatura é um fator de risco e facilita a proliferação de vírus pelo ambiente. Quando fazemos isso em casa também ajudamos os ácaros, fungos e mofo a proliferarem mais rapidamente”, disse. A dica do alergista é fazer circular o ar no ambiente, deixando uma fresta da janela aberta no transporte e em casa durante o dia, e evitar aglomerações. Ele aconselha ainda as pessoas, principalmente os alérgicos, a lavarem as roupas que estão guardadas há certo tempo, antes de usar, porque elas acumulam mofo. O período frio também vem acompanhado da proliferação de vírus respiratórios, que aumentam manifestações respiratórias, como a gripe, o resfriado e a rinite alérgica, disse Perini, explicando que os pacientes com asma devem ter mais atenção, já que o frio simula a contração do pulmão e pode agra- SEMPRE É TEMPO DE MELHORAR A QUALIDADE DE VIDA DO IDOSO Aviamos receitas Tudo em até 6x s/ acréscimo A partir da intervenção especializada é possível estimular o cérebro do idoso por meio de desaos, reativando a memória e retomando a aprendizagem. Atendimento Individual e coletivo (com até 4 idosos) em consultórios. Clínicas Geriátricas, Resistências, Clubes... Terezinha Dinamar dos Santos - Psicopedagoga Clínica (51) 8482.5288 / 8527.8648 Óculos - Jóias - Relógios - Artigos para presentes - Consertos em Geral Av. Cavalhada, 2360 /230 - Cavalhada Av. Teresópolis, 3173 otica_reis@hotmail.com (51) 3336.6943 www.radicom.com.br Ressonância Magné�ca 1,5 Tesla Ressonância Magné�ca de Extremidades Tomografia Computadorizada Densitometria Óssea Mamografia EcografiaConsultas médicas Neurologia e Coluna MATRIZ: Av. Érico Veríssimo, 624 - Menino Deus - Porto Alegre/RS • ZONA NORTE: Rua Álvares Cabral, 65 - Cristo Redentor - Porto Alegre/RS Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 46 - Junho de 2015 Central de Atendimento fones 321 82 400 | 337 43 500 3 Créditos: Divulgação Web

[close]

p. 4

4 www.geramigos.com.br Bairros A história do bairro Belém Velho visando o d e s e nv o l v i mento da região. Posteriormente, a capela passou pela condição de curato, alçando Belém à freguesia. Na virada do século, Belém Velho passou a ser destinado tanto ao veraneio de famílias que ali possuíam propriedades, bem como local onde eram desenvolvidas atividades agropecuárias. Desta maneira, inexistiu, na época, uma preocupação por parte do poder público em facilitar as vias de acesso ao bairro, que se tornava cada vez mais distante do centro da Capital. Mas, o trem já passou pelo bairro: em 1926, a linha férrea entre o Mercado Público e a Tristeza foi prolongada até a Vila Nova, passando então a ser utilizada para o transporte de mercadorias produzidas naquele recanto rural de Porto Alegre. Porém, ela teve curta existência: por ser considerada economicamente deficitária, foi desativada em 1932. A partir da década de 1930, três instituições se instalaram no bairro, ligadas à saúde pública e assistência social – Sanatório Belém, Amparo Santa Cruz e Instituto São Benedito. Estas instituições viriam a influenciar em grande escala a história do bairro, levando muitas pessoas a saírem de Belém Velho, por considerá-lo um bairro insalubre. O bairro abriga, desde o século XIX, o Cemitério de Belém Velho, que foi encampado em 1992 pela Prefeitura. Possui uma área de 2 ha. Outros pontos que identificam a história de Belém Velho estão a Capela, o antigo casario em frente à praça, a fazenda que pertenceu a Flores da Cunha e a fazenda que pertence à família Chaves Barcelos. Saliente-se que a capela e praça foram tombadas em 1992 pela Secretaria Municipal da Cultura. Apesar da antigüidade do Bairro, a demarcação de seus limites oficiais foi estabelecida em 1980, pela Lei 4876, fazendo com que grande parte originalmente de Belém, passasse a fazer parte do Bairro Vila Nova. Contudo, em meio a uma crescente população, o bairro Belém Velho continua sendo um dos bairros de Porto Alegre com menor densidade demográfica e tendo como uma de suas principais características, ainda hoje, o uso produtivo da terra. Dmae implanta nova adutora de água na avenida Guaíba Capela de Belém Velho Trata-se de um dos mais antigos núcleos habitacionais de Porto Alegre, e a denominação “Belém Velho” remete-se ao culto de Nossa Senhora de Belém, propagado na região por uma de suas primeiras moradoras, Sra. Francisca Maria de Jesus. No ano de 1830 foi construída uma capela, em homenagem a Nossa Senhora de Belém. Com a construção da Igreja, as terras em torno da mesma foram submetidas a uma nova apropriação, idealizada por funcionários eclesiásticos que redistribuíram os lotes, A obra de substituição da adutora de água tratada começou a ser executada ao longo da avenida Guaíba. A iniciativa visa à qualificação do sistema de abastecimento de água da zona Sul da cidade, o que reduzirá as interrupções no abastecimento e aumentará a pressão nas redes distribuidoras daquela área. Benefícios - A obra consiste no lançamento de 4,7 quilômetros de rede nos diâmetros que variam de 110 a 400 mm, Referências bibliográfi- com um investimento de R$ 4,5 cas: milhões. E beneficiará cerca de 140 mil pessoas que residem FRANCO, Sérgio da Costa. nos bairros Ipanema, Guarujá, Porto Alegre: guia histórico. Espírito Santo, Serraria, CavaPorto Alegre: Ed. Da lhada, Tristeza, Pedra Redonda Un i v e r s i d a d e / U F R G S , e Vilas Assunção e Conceição. 1992. Já pensando na conclusão desPAZ, Celso Toscano, Et ta obra, prevista para dezembro Ali... Belém Velho. Porto Ale- de 2015, o Dmae também apregre: Unidade Editorial da sentou o planejamento para Secretaria Municipal da ampliar o sistema de reservação Cultura, 1994. do subsistema Praça Moema, Dados do Censo IBGE com a construção de um novo 2000 In: http://www.portoale- reservatório com capacidade de 1,9 milhões de litros de água. gre.rs.gov.br Créditos: Divulgação Web TUDO PRA SUA CASA INTEIRA EM UM SÓ LUGAR? AS MELHORES CONDIÇÕES DE PAGAMENTO. CONSTRUÇÃO, MÓVEIS, ELETRO E EMPRÉSTIMO PESSOAL Av. Edgar Pires de Castro, 1813, Porto Alegre - 51. 3323.1850 Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 46 - Junho de 2015 4

[close]

p. 5

Bairros www.geramigos.com.br 5 Dilma sanciona lei que limita acesso a direitos trabalhistas trabalhador rural, resultando em quebra da isonomia em relação ao trabalhador urbano”. Outra razão dada pelo governo para o veto é que a proposta não traz parâmetros acerca dos valores e do número de parcelas a serem pagas, o que inviabilizaria a execução. O segundo veto foi acordado com o Senado, durante a votação. A presidente vetou o inciso 1º do artigo 9º que trata do pagamento abono salarial. Quando a MP foi apreciada pelo Senado, depois de passar pela Câmara, o governo costurou um acordo com os senadores comprometendo-se a vetar integralmente a modificação proposta nas regras da concessão do abono salarial, que aumentava a carência exigida para o pagamento do benefício. Na razão do veto, a presidente esclarece que ele “decorre de acordo realizado durante a tramitação da medida no Senado Federal, o que deixará a questão para ser analisada pelo Fórum de Debates sobre Políticas de Emprego, Trabalho e Renda e de Previdência Social, criado pelo Decreto 8.443, de 30 de abril de 2015”. Essa é a primeira medida provisória do ajuste fiscal sancionada pelo governo. A redução da maioridade penal e suas probabilidades decadentes Hoje temos uma realidade assustadora, possuímos uma das maiores populações carcerárias do planeta, com mais de meio milhão de presos, ou seja, a população de uma metrópole. Não dá para entender o porquê dessa absurda proposta acerca da redução da maioridade penal, como se isso fosse solucionar a criminalidade do Brasil. Existem inúmeras mudanças e melhorias, ou melhor, diversas prioridades a serem tratadas, sendo a primeira delas, tratando-se desse assunto de criminalidade, transformar o sistema penitenciário deste país. Hoje temos uma realidade assustadora, possuímos uma das maiores populações carcerárias do planeta, com mais de meio milhão de presos, ou seja, a população de uma metrópole. Em consequência disso, a violência e o menosprezo à vida se impõe dentro desses estabelecimentos prisionais, que são transformados em verdadeiros centros de formação de personalidades violentas e criminosas, voltadas ainda mais para a criminalidade. Não há que se falar em reeducandos, pois o significado desta palavra é “educar novamente, reensinar.” O que se vê é completamente o contrário, esta “reeducação” é utopia comparada a realidade vivida no sistema prisional brasileiro. As leis não são aplicadas, a criminalidade é tremenda, a droga tem livre acesso, isso sem mencionar que existem até mesmo organizações criminosas chefiadas de dentro dos presídios, sendo este assunto público e notório nas manchetes dos jornais. Não se ensina nada e não se educa novamente, mas formam-se profissionais do crime. Não há uma atenção especial para esta problemática, os investimentos são apenas promessas e alguns vão somente Coluna Jurídica Dilma sanciona lei que li- primeiro pedido de seguro-demita acesso a direitos traba- semprego, e de 12 para 9 na selhistas com dois vetos. gunda requisição do auxílio. O primeiro veto foi feito ao A presidente Dilma Rousseff artigo 4º-A, que concedia ao sancionou no dia 17 de junho, trabalhador rural desempregauma quarta-feira, a Medida do dispensado sem justa causa Provisória 665, que restringe o direito ao seguro-desemprego o acesso a direitos trabalhistas se tivesse recebido salários recomo o seguro-desemprego, o lativos a cada um dos seis meabono salarial e o seguro defe- ses imediatamente anteriores à so. A MP, aprovada no final de data da dispensa. Também dava maio pelo Senado Federal, foi direito ao benefício ao trabaagora convertida na Lei 13.134, lhador rural que tivesse sido publicada na edição do últi- empregado durante pelo menos mo dia 17 do Diário Oficial da 15 meses nos últimos 24 meses. União, e sancionada com dois Segundo as razões do veto, vetos. também publicadas no Diário A presidente manteve a mu- Oficial da União, “a medida redança feita na MP pela Câmara sultaria em critérios diferenciados Deputados que reduziu de dos, inclusive mais restritivos, 18 para 12 meses de trabalho para a percepção do benefício o período de carência para o do seguro-desemprego pelo Pista de ônibus do viaduto São Jorge liberada los. Ta m b é m ficaram liberadas à circulação de veículos, a partir das 6h da manhã, a alça lateral da 3ª Perimetral junto ao viaduto, sentido Sul/Leste (acesso à avenida Bento Gonçalves em direção à cidade de Viamão), e a pista para quem trafega pela avenida Bento Gonçalves, bairro/Centro (acesso ao lado do quartel, em direção à avenida Ipiranga). Viaduto São Jorge - A primeira parte do viaduto São Jorge foi entregue no dia 26 de março, no aniversário de Porto Alegre. Com 540 metros de extensão e seis faixas de tráfego, garante maior fluidez aos cerca de 90 mil veículos que fazem o trajeto entre as zonas Norte e Sul, além das cinco linhas de transporte coletivo. De acordo com cálculos da EPTC, quem se desloca da zona Sul para a zona Norte, e vice-versa, teve um ganho de 15 minutos após a liberação em março. A obra interliga as avenidas Salvador França e Aparício Borges sobre a avenida Bento Gonçalves, sem interrupções. Possui três níveis: o do asfalto, o superior para veículos e o intermediário, na parte central, para a passagem de cinco linhas que cruzam a Bento. A obra é executada pelo Consórcio Nova Bento (Construtora Cidade Ltda e Sultepa Comércio e Construções Ltda), vencedor da licitação, com custo de R$ 79,4 milhões. Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 46 - Junho de 2015 A partir das 9h de segunda-feira, 1° de junho, foi entregue a segunda etapa das obras do viaduto da avenida Bento Gonçalves. Foi liberado o trânsito no corredor de ônibus para as cinco linhas de transporte coletivo que fazem o trajeto entre as zonas Norte e Sul (T2, T4, T11, T11A e a linha 280.2 Otto / HPS / 3ª Perimetral). A pista fica um nível abaixo do pavimento no qual circulam os demais veícu- para o papel, mas na prática nada se muda. As leis são violadas, aplica-se a penalidade e esquece-se da função da pena, não se observa o lado humano da coisa, nem se cultiva o que a própria constituição e as leis humanitárias ensinam. Agora imaginemos um adolescente de 16 anos na cadeia... A reclusão não vai ensinar NADA a ele, nem fazê-lo meditar, pois não há ambiente para isso nas nossas prisões. No entanto, uma educação de qualidade, um incentivo aos estudos, com certeza poderá colocá-lo no caminho do bem, vai encorajá-lo a enxergar os horizontes da vida. Agora, da maneira que se encontram as cadeias, o jovem vai sair muito pior, com a mentalidade mais voltada para a violência, e, a prática reiterada de crimes será inevitável. Vivemos em tempos de uma juventude mais desenvolvida, de mente mais aberta, com maiores expectativas, que se cultivada, poderá melhorar em muito o futuro do país. O investimento nessa mocidade atual, pode trazer grandes lucros para o Brasil. O país está carente de boas escolas e universidades, melhores hospitais, condições dignas de trabalho e incentivos a educação, estas seriam as prioridades as metas iniciais, pois são as bases da vida, e com um bom alicerce as estruturas são garantidas. A redução da maioridade penal trará prejuízos irreparáveis, uma ruína praticamente sem volta, onde ao invés dos jovens estarem frequentando uma faculdade e formando-se melhores cidadãos, estarão reclusos, enfurnados em uma cela minúscula e superlotada, sem chances de um futuro melhor, com grandes probabilidades de enegrecerem ainda mais as suas vidas na violência e no crime. Hennynk Fernando Prates Créditos: Divulgação PMPA Créditos: Divulgação Web 5

[close]

p. 6

6 www.geramigos.com.br Reportagem Especial A Escassez de Mão de Obra Qualificada no investimentos. Nos dois casos, o crescimento da nossa economia é afetado”, afirmou. A pesquisa também aponta que entre os profissionais mais difíceis de contratar, operários e técnicos aparecem no topo da lista. Para Marcia Almstrom, diretora de Recursos Humanos da ManpowerGroup no Brasil, o “desprestígio” do ensino técnico criou “uma lacuna no mercado de trabalho”. Para tentar solucionar esse problema, o governo federal criou o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). O diretor de Operações de uma empresa de tecnologia da informação, Glauber Weddigen relata a vivência de um período de dois anos de decadência em relação a profissionais qualificados. “Desde 2012, percebemos uma redução drástica na procura por vagas na área de tecnologia da informação e isso acaba prejudicando as empresas, provocando inflação salarial e um aumento no índice de turnover – troca de profissionais nas empresas”. Como alternativa, atualmente a empresa busca capacitar novos profissionais, trazendo estudantes para dentro da empresa e ensinando-os a aplicar na prática a teoria aprendida na escola. “É um modelo eficaz comprovado na prática, pois mais de 90% dos profissionais que trabalham na empresa hoje foram formados desta forma”. Segundo Glauber, as áreas técnicas são as mais carentes, criando demanda para cargos como Analistas de Sistemas, Analistas de Suporte, Analistas de Testes e Programadores. “Estas áreas demandam de uma linha de conhecimento diferenciada e que é pouco incentivada no ensino fundamental e médio. Na minha opinião o problema está mais relacionado a formação básica. Nas escolas o ensino é defasado, métodos antiquados de aprendizagem, focado na teoria e pouca prática”, alega. Para ele, já é tempo de mudanças, no qual algumas instituições utilizam metodologias alternativas para o ensino básico. “Porém, vejo que ainda precisamos evoluir muito para que tenhamos uma educação básica que nos proporcione profissionais preparados para serem empreendedores e não empregados”. Glauber ressalta que ao contrário dos países de primeiro mundo, onde os estudantes são ensinados e preparados para que sejam empreendedores, enquanto no Brasil ainda existe a influência dos aspectos de colonização, onde as pessoas foram ensinadas a trabalhar e não a pensar. “Creio que precisamos trabalhar para mudar esse conceito no processo educativo em nosso país”. O diretor de Operações salienta que a empresa de tecnologia da informação, e também tantas outras da mesma área de conhecimento, necessitam Créditos: Divulgação Web A falta de preparo do trabalhador brasileiro e o estigma associado aos cursos profissionalizantes – que faz com que muitos jovens ainda prefiram optar pela universidade do que pela escola técnica – criou sérios problemas para as empresas brasileiras na busca por mão de obra. Uma pesquisa da empresa de recrutamento ManpowerGroup, divulgada recentemente, mostrou que a taxa de escassez de talentos (mão de obra qualificada) no Brasil é de 63%, quase o dobro da média mundial (36%). Foram ouvidos na sondagem mais de 37 mil em- pregadores de 42 países e territórios. Outro levantamento, da Fundação Dom Cabral (FDC), em São Paulo, publicado em abril deste ano, diz que nove entre cada dez empresas brasileiras apresentam dificuldades em preencher seus quadros. As empresas citam a escassez de profissionais capacitados (83,23%) e a deficiência na formação básica (58,08%) como os principais entraves para assinar carteiras. O estudo foi realizado com base em dados fornecidos por 167 empresas de diferentes setores que, juntas, respondem por 23% do Produto Interno Bruto (PIB). Com funcionários menos produtivos, a competitividade dos produtos brasileiros acaba prejudicada. Hoje, um brasileiro leva um dia para produzir o equivalente a um americano em cinco horas, um alemão, em seis horas, e um chinês em oito horas. Para o professor de economia da USP (Universidade de São Paulo), José Pastore, a produtividade brasileira vem crescendo a um ritmo menor do que o custo do trabalhador. “A empresa precisa pagar essa diferença, ou corrigindo os preços e gerando inflação, ou reduzindo QUADRA 7 CAMPO NOVO e-mail: villabella.cosmeticos@live.com site: www.villabellacosmeticos.com.br face: www.facebook.com/villabellacosmeticos Quadra society grama sintética e natural, sede com bar, churrasqueira, estacionamento e ótimo ambiente Est. Cristiano Kraemer, 2880 Fone: 9296 8961 / 8507 3036 Fone: (51) 3261.6178 / 3573.6178 Rua Rodrigues da Fonseca, 1926 Loja 15 - Bairro Vila Nova Fones: (51) 3246-4662 / 3261-5503 e-mail: rotasul@rotasulpoa.com.br Não fechamos ao meio dia Av. Juca Batista, 332 - Ipanema Cigarros Loterias Xerox Doces Revistas Bebidas Av. Rodrigues da Fonseca, 1920 Loja 6 - Vila Nova Fone: (51) 3261.6178 Av. Edgar Pires de Castro, 2260 - Telefone: 3062-3451 6 Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 46 - Junho de 2015

[close]

p. 7

Reportagem Especial www.geramigos.com.br 7 Mercado de Trabalho Brasileiro hoje de profissionais melhores preparados em algumas áreas, como matemática e, consequentemente, lógica. “Entretanto esta é uma das matérias com menor índice de aprovação no ensino médio. Para complicar ainda mais, a informática não é uma profissão reconhecida e nem regulamentada – como a Administração ou Medicina – e, por isso, nem as instituições nem os estudantes conseguem vislumbrar uma carreira promissora”. Glauber cita ainda, um exemplo pessoal. “Para exemplificar, quando ingressei na faculdade de Sistemas de Informação eu fazia parte de uma turma de 40 acadêmicos e destes apenas 10 se formaram. Em um levantamento feito esse ano pela Brasscom (Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação), estima-se que esse mercado terá déficit de 45 mil preencher seus quadros. A maior carência ocorre na área técnica como analistas de suporte, desenvolvedores e DBA (administrador de banco de dados). “Ocorre em virtude de ser uma área com pouca formação de profissionais em nossa região, e muitas vezes os profissionais formados buscam oportunidades nos grandes centros. Outra dificuldade encontrada é que estes profissionais possuem a formação, porém não tem experiência, o que dificulta o preenchimento da vaga que geralmente é para início imediato”. Segundo Kerly, a área de TI é bastante desafiadora. “Para Dificuldade para contratar profissionais com experiên- quem tem interesse em atuar cia e formação na área nesta área, as dicas são atualização constante, possuir espíEm outra empresa da área rito autodidata e estar disposto de TI, a responsável pelas con- a encarar desafios”, recomenda. tratações Kerly Selzler, ratifica a Dicas na hora de contratar dificuldade em encontrar candidatos com qualificação para • É fundamental que o tipo de personalidade seja de acordo com a função; • Perceber que visão de mundo o candidato tem, quais suas ideologias, crenças e valores, pois essas norteiam de modo inconsciente muitas ações que podem ser desfavoráveis à atividade ou ao crescimento da empresa. • Ver se é alguém que sabe servir; como é a vida familiar e a vida social; avaliar se há saúde física e mental. Dicas para candidatos, de profissionais em 2014/2015. Informações como essa mostram o quanto é promissora a área. Diante destas considerações, ele garante que não existe nenhuma fórmula especial para conquistar uma vaga nesta área de TI. “Precisamos de pessoas que tenham vocação para a área, que tenham interesse em aprender todos os dias, dedicação ao que fazem, que sejam pessoas felizes no seu trabalho e que sejam pacientes. Muitos dos que vem até nós, chegam com a expectativa de crescer muito rápido, e isso acaba atrapalhando seu desenvolvimento”, orienta. Créditos: Divulgação Web que rever e, até mesmo, adptar seu planejamento de atuação e expansão em seu segmento. • Entender o que o emprega- Outro aspecto preocupante é que, de acordo com um estudo dor realmente procura; • Considerar honestamente se realizado pela CNI (Confedeo que sabe fazer atende ao ração Nacional da Indústria), a que esperam do candidato; escassez de mão de obra quali• Questionar-se porque este ficada prejudica 69% das comtrabalho nesta empresa lhe panhias que atuam no comércio interessa. industrial. Faltam profissionais qualifi• Empregador e candidato quando tratam a situ- cados e comprometidos. E esta ação com verdade atuam carência se dá em praticamente com responsabilidade, todos os setores, como a área de cada um em seu proje- vendas, por exemplo. to e juntos para resultados bem mais satisfatórios. Áreas em que mais faltam profissionais: Falta de capacitação profissional desafia evolução de • Operários; • Técnicos; setores • Motoristas; Alguns setores estão em • Vendedoras,secretárias e asfranco crescimento, como na sistentes; área de comércio e serviços • Profissionais de Recursos Humanos; propiciando o desenvolvimento econômico de diversas cidades, • Profissionais de TI; inclusive Porto Alegre e Região • Contadores e Profissionais de Finanças; Metropolitana. Contudo, a falta de qualificação profissional • Profissionais de meio ambiente; está prejudicando essa evolução mercadológica, o que faz com • Engenheiros; que muitas empresas tenham • Profissionais de Saúde; modo sucinto e saindo dos tradicionais clichês: Créditos: Divulgação Web Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 46 - Junho de 2015 7

[close]

p. 8

8 www.geramigos.com.br Bairros Aglomerações urbanas e meio ambiente são nós para volta da Zona Rural de, representados na região, irão território da capital, deixarão de se adaptar a essa nova realidade, pagar o IPTU. Essas propriedades passarão a contribuir com o caso o projeto seja aprovado. Imposto Territorial Rural (ITR), cuja arrecadação é federal, mas, Fiscalização Várias foram as manifesta- conforme o procurador do muções que apontaram para a ne- nicípio Marcelo Dias Ferreira, cessidade de maior fiscalização passíveis de fiscalização para para coibir, ou mesmo buscar confirmar o efetivo enquadrameios de corrigir, quando pos- mento nos requisitos da lei. sível, as irregularidades. Para “Caso contrário, o município, a arquiteta Fabiana Cruz, da que não abre mão da gestão terSmurb, “qualquer regularização, ritorial, terá todas as condições independente da caracterização para reenquadrar o imóvel e reda área, seja rural ou urbana, tornar à cobrança do IPTU. Na mesma linha, Soraia Rideve cumprir os fundamentos legais já estabelecidos”. Ela ain- beiro e Carlos Nissola, represenda alertou que “mesmo depois tantes da Smam, entendem que de aprovada a recriação da área o governo já realiza a fiscalizarural, caso outra lei para proje- ção e o licenciamento para os to específico que a altere, desde empreendimentos, sejam eles que aprovado pelo Legislativo e habitacionais ou do setor prisancionada pelo prefeito”, dará mário. De acordo com os téclegalidade para quem estiver nicos, a prefeitura realiza um empreendendo. De acordo com estudo e mapeamento dos anéis a servidora municipal, quem das nascentes dos arroios da ciestiver em desacordo com a lei dade e em breve deverá iniciar e sem projeto de regularização outro mais extenso, das áreas de tramitando antes dela ser apro- preservação ambiental. “Não livada, estará passível das penali- cenciamos qualquer empreendidades cabíveis, quando as irre- mento para locais em que exisgularidades forem constatadas tam anéis de nascentes”, disse Nissola, sendo contestado pela pela fiscalização. Conforme o projeto, os pro- representante da comunidade dutores que estiverem dentro da no Fórum de Planejamento da Área Rural, que passará dos 30% Região 8. De acordo com o presidente que havia antes da sua extinção, em 1999, para 8,27% de todo o da Comissão Especial, vereador Cássio Trogildo, as informações que estão sendo compartilhadas têm permitido que os vereadores formem posição sobre a matéria. Trogildo não definiu a data para o próximo encontro, mas disse que, “possivelmente na semana que vem ou daqui a 15 dias, os integrantes irão se reunir internamente para nortear ações da comissão no tempo que ela ainda tem para a formulação e apresentação do relatório. Participaram da reunião, ainda, os vereadores Tarciso Flecha Negra (PSD), Idenir Cecchin (PMDB), Alex Fraga (PSOL), Mônica Leal (PP), Bernardino Vendruscolo (PROS), Airto Ferronato (PSB) e Valdir Canal (PRB). Também compareceram ao encontro da comissão especial o titular da Smic, Humberto Goulart; o coordenador da Divisão de Fomento Agropecuário da Smic, Antônio Bertaco; o representante da Secretaria Estadual da Agricultura e Pecuária, Antônio Rivaldo; o servidor da Secretaria Municipal de Governança Local, Oscar Pellicioli; os representantes da Emater/RS, Luis Bohn e Warna Frühauf; a servidora da Smam, Renata Vieira; e Synthia Krás Borges, da Smurb. Milton Gerson Créditos: Divulgação CMPA Encontrar uma solução para a situação das aglomerações urbanas que se instalaram irregularmente ao longo dos últimos 20 anos no Sul e Extremo Sul de Porto Alegre e o fim do avanço da degradação do meio ambiente na região são os principais nós que ainda precisam ser desatados na discussão do projeto de lei complementar do Executivo que pretende recriar a Zona Rural de Porto Alegre. Extinta durante o processo de revisão do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental da capital, em 1999, a posição de retorno de um espaço para a produção rural é praticamente unânime, mas esbarra em pontos específicos que estão sendo tratados, agora, no âmbito de uma Comissão Especial insta- lada na Câmara Municipal para analisar a proposta que tramita na Casa desde novembro de 2014. No dia 17 de junho, vereadores, representantes da Secretaria Municipal de Produção, Indústria e Comércio (Smic), Secretaria Municipal de Urbanismo (Smurb), Procuradoria Geral do Município (PGM), Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam), Secretaria Municipal da Governança Local (SMGL), Secretaria Estadual da Agricultura e Pecuária e da Associação Rio-Grandense de Empreendimentos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), estiveram mais uma vez reunidos para ampliar o debate sobre o tema. A maior preocupação é como os diversos segmentos da socieda- EPTC analisa autuar pelas imagens das câmeras de monitoramento Resolução 471/2013, a fiscalização somente poderia ser realizada nas estradas e rodovias. Agora, com a nova resolução, este procedimento foi estendido para todas as vias, contanto que haja a disposição de sinalização indicativa de fiscalização. O diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari, explica a medida. “Muitos motoristas somente respeitam as leis de trânsito na presença dos agentes de fiscalização. Fora isto, cometem uma série de infrações, com graves riscos à segurança dos demais condutores e dos pedestres. Esta decisão do Contran, de também liberar autuações pelas câmeras de monitoramento, busca reduzir a acidentalidade, aliada às permanentes ações de educação para o trânsito na cidade”. Créditos: Divulgação PMPA Homenagens marcam o aniversário de 143 anos da Carris Pouco depois do centenário de fundação da cidade de Porto Alegre, ocorrido no ano de 1872, o imperador Dom Pedro II autorizou, via decreto, a criação daquela que é, até hoje, a companhia de transporte pioneira na cidade, e mais antiga do Brasil, a Carris, que completou 143 anos de existência no dia 19 de junho, sexta-feira. Para celebrar mais um ano de vida prestado a serviço da comunidade, a Carris homenageou os dezessete funcionários com 30 e 40 anos de dedicação à companhia. Os veteranos receberam um relógio personalizado, simbolizando o tempo de serviço na empresa. A cerimônia de aniversário ocorreu na tarde do dia 19 de junho, sexta-feira, na sede da empresa e além da presença dos homenageados, contou com representantes de todos os setores que fazem parte da estrutura da Companhia, que puderam brindar mais um ano completado de história. O diretor-presidente, Sérgio Zimmermann, destacou a importância histórica da Carris como referência no transporte público coletivo, do país e, sobretudo, de Porto Alegre, e ainda enalteceu os homenageados pela dedicação e empenho demonstrado ao logo de todas essas décadas na companhia. 8 A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) projeta, para a primeira semana de julho, o início das ações que possibilitarão a autuação dos infratores de trânsito através das imagens das câmeras de monitoramento da circulação na cidade. Essas autuações se tornaram possíveis pela recente publicação da Resolução 532/2015, que altera a Resolução 471/2013, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Anteriormente, conforme a Bar e Lancheria Qualidade, Preço e Bom Atendimento BOTEKA’S Materiais de Construção Venda de pintos Vestuário | Mudas Rações | Medicamentos Ala minuta Petiscos Baurú Xis burger Cachorro Quente Av. Eduardo Prado, 1250 Fone: 3245 1177 Av. Otto Niemeyer, 1229 Fone: 3268 5955 Av. Edgar P. de Castro, 583 Fone: 3265 1177 3258.1108 / 8104.8785 ESTRADA DO VAREJÃO, 5155 LAMI - POA/RS Av. Heitor Vieira, 438 3259.5670 Orçamentos confira no site! www.dauge.com.br Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 46 - Junho de 2015

[close]

p. 9

Bairros www.geramigos.com.br 9 Campanha do Agasalho repassa doações à Spaan apresentação musical em parceria com o Conselho Municipal do Idoso (Comui), da cantora e Rainha da Terceira Idade da Associação Nacional de Aposentados da Previdência Social, Pedrolina do Prado. Também acompanharam o evento, o secretário de Acessibilidade de inclusão Social, Raul Cohen, a presidente do Comui, Dilci Rodrigues, e o coordenador da Campanha, Tiago Reis, além da diretoria da instituição. A Campanha – A Campanha do Agasalho deste ano iniciou no dia 13 de maio e segue até o dia 21 de agosto. Neste ano, os agasalhos poderão ser doados nos seguintes locais: Municipal (Praça Montevidéu, 10; Usina do Gasômetro (avenida Presidente João Goulart, 551); Secretarias municipais; Supermercado Zaffari Fernando Machado (rua Fernando Machado, 560); Supermercado Zaffari Otto Niemeyer (avenida Otto Niemeyer, 601); Supermercado Zaffari do Bourbon Country (avenida Túlio de Rose, 80); ônibus da Carris e Shopping Total (avenida Cristóvão Colombo, 545). Spaan – A Spaan é uma instituição sem fins lucrativos que presta assistência a idosos. Foi fundada pelo Rotary Clube Porto Alegre, e é administrada por representantes da entidade. Tem parceria com o Comui e com a Fasc para o acolhimento em longo prazo. Procon alerta para superendividamento com o cartão de crédito Dezenas de pessoas procuram o Procon Porto Alegre todos os meses para renegociar dívidas de cartão de crédito com as administradoras. Apesar de não se constituir a maioria das reclamações no Procon, as queixas de altas taxas de juros dos cartões de crédito configuram um assunto recorrente no órgão. De janeiro a junho deste ano, as reclamações sobre cartão de crédito nas estatísticas do Procon municipal computaram 44% do total de queixas sobre assuntos financeiros. Os relatos dos consumidores apontam que pequenas despesas não pagas foram se transformando num passivo gigantesco, com o cálculo de juros sobre juros, multas e juros moratórios. “A armadilha se esconde atrás das facilidades em financiar as faturas quando o cliente opta por efetuar apenas o pagamento mínimo ou valor inferior ao total da parcela”, destaca o diretor executivo do Procon Porto Alegre, Cauê Vieira. Ele explica que os juros que recaem sobre o valor devido podem superar 350% ao ano. “É como se o consumidor estivesse devendo R$ 1.000 e, um ano depois, a dívida já estivesse em R$ 4.500,00”, ressalta Vieira. “Trata-se de um processo de superendividamento”, acrescenta. A taxa de juros praticada pega o consumidor de surpresa, bastando que ele deixe de pagar uma fatura que a cobrança do mês seguinte já vem com quase 20%, em média, de acréscimo sobre o valor, considerando os juros de mora, multa e IOF. Vieira esclarece que o cartão de crédito deve servir como um facilitador de pagamentos e não como uma linha de crédito à disposição da população. “Recomendamos no Procon que a fatura deve sempre ser paga integralmente. É mais vantajoso nestes casos se valer de um empréstimo bancário ou, na pior das hipóteses, do cheque especial cuja taxa é 7 a 8 % inferior à do cartão de crédito”, aconselha. Cobranças indevidas Sempre que o consumidor receber a fatura do cartão de crédito ele deve examinar meticulosamente todos os lançamentos, pois poderá ocorrer a inclusão de seguros não contratados, planos odontológicos não solicitados, entre outras cobranças indevidas. O Procon de Porto Alegre é um órgão vinculado à Secretaria Municipal da Produção, Industria e Comércio (Smic). Créditos: Divulgação PMPA A Sociedade Porto-Alegrense de Auxílio aos Necessitados (Spaan) recebeu, na tarde do dia 19 de junho, uma sexta-feira, 700 peças arrecadadas pela Campanha do Agasalho. Entregues durante evento com a presença do prefeito José Fortunati e do presidente da instituição, Geraldo Sander, as roupas serão repassadas para os 104 internos da casa. Antes da entrega, o prefeito conheceu as reformas que estão sendo feitas no local com recursos do Fundo Municipal do Idoso. De acordo com Sander, a Spaan, que completará 88 anos em agosto, está tendo seus prédios reformados pela primeira vez em quase 60 anos. “Isso só foi possível graças ao Fundo Municipal. Estamos muito agradecidos tanto por este projeto maravilhoso quanto por essas doações de hoje”, disse o presidente, ao lembrar que muitos dos idosos não têm outros meios de adquirir agasalhos. É o caso da moradora Quintilhana Nunes, de 88 anos, que preparou uma poesia especial para receber o prefeito. “Essa visita é como se ouvisse os pássaros cantar”, comparou a moradora. O prefeito José Fortunati conheceu os novos prédios, onde são separadas as doações e onde são realizadas as aulas de inclusão digital, de alfabetização e dança, além de um salão de beleza e de uma nova praça. “Fico muito feliz de saber que estes recursos públicos tenham sido tão bem utilizados, de forma tão digna e adequada”, ressaltou. O prefeito também salientou a importância de a população saber que todas as doações da Campanha do Agasalho, coordenada pelo Gabinete da Primeira Dama, tenham destino certo para instituições sérias. O evento contou com uma Carne de Ovelha é Aqui! Temos Carne Bovina, Suína e Aves R$ CARNES INSPECIONADAS 22,99 kg Paleta R$ R$ 16,98 kg R$ 16,00 kg Costela Com Carré Visite-nos e confira! Meia Ovelha...R$ 17,00 kg 18,98 kg Ovelha Inteira Pernil Coração: R$ 9,99 kg / Rins: R$ 3,98 kg / Língua: R$ 4,99 kg No mês de Julho o NAVEGANTES Estará completando seus 10 anos! NOVIDADE: Promoção Especial: Filé de Ovelha Kg R$ 18,99 Agora também linguiça de porco com queijo Você encontra só aqui: a melhor linguiça de cordeiro com queijo. Exclusividade: Miúdos de Ovelha 3311.0597 Av. Edgar Pires de Castro, 2649 Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 46 - Junho de 2015 9 Créditos: Divulgação PMPA

[close]

p. 10

10 www.geramigos.com.br Tecnologia Famosos na onda do aplicativo de mensagens Snapchat chnitzel na rede – começaram a marcar território. Artistas, esportistas e blogueiros brasileiros vêm tomando o mesmo caminho. Todo o burburinho em torno do app tem a ver com algumas de suas funcionalidades pouco conhecidas por quem não é usuário. A maior parte das celebridades atrai seus fãs a partir de um recurso chamado “Histórias”. Com ele, fotos e vídeos ficam disponíveis para os seguidores por 24 horas. Ou seja, nem tudo no Snapchat é apagado instantaneamente. “O ano de 2015 talvez seja marcado como o início daquela ‘barriguinha’ da curva exponencial do aplicativo no Brasil”, explica Gabriel Borges, CEO da Ampfy, agência especializada em comunicação nas mídias digitais. O Snapchat dá a possibilidade de se construir uma narrativa diferente de outras redes. Se eu publicar muitos vídeos e fotos em uma só noite no Instagram, acabo cansando meus seguidores. Isso não acontece no Snapchat. As pessoas podem acompanhar em tempo real ou deixar para mais tarde, quando poderão conferir tudo o que foi registrado em sequência. Blogueiras e outras personalidades que fazem sucesso on-line têm encorajado seus seguidores a começar a usar o app. Gabriela Pugliesi, que dá dicas de saúde e boa forma no Instagram para nada menos que um milhão de seguidores, agora conta tudo o que acontece em seu dia a dia pelos vídeos e fotos que sobe no “Snap”. “É a forma mais espontânea e natural de falar com os meus seguidores”, explica Gabriela, que tem cerca de 85 mil visualizações no programa. Sem botões de curtidas ou espaço público para comentários, com vídeos e fotos que muitas vezes só podem ser publicados se forem feitos a partir do próprio aplicativo – e que têm prazo determinado para desaparecer –, o Snapchat é celebrado como uma rede em que as pessoas são mais relaxadas, não fazem tanta pose e agem com mais naturalidade. O número estimado de usuários é de mais de 100 milhões no mundo todo. Créditos: Divulgação Web Conhece o FISL? Fórum do Software Livre que acontece na Capital? Créditos: Divulgação Fisl O Snapchat já foi um aplicativo usado apenas por adolescentes e incompreendido por adultos. Eram poucos aqueles com mais de 20 anos que conseguiam ver graça em um app que apaga automaticamente as mensagens logo depois que elas são vistas pelo destinatário. Este cenário vem mudando nos últimos meses – e muito por “culpa” das celebridades. Foi nesta plataforma, por exemplo, que Madonna lançou seu clipe “Living for Love”, em fevereiro. Em maio, Sofía Vergara, atriz conhecida pela série “Modern Family”, anunciou que terá seu próprio reality show no aplicativo. Não faz muito tempo que Rihanna, Jared Leto, Kim Kardashian e vários outros famosos internacionais – incluindo Arnold Schwarzenegger, que atende pelo nome de ArnoldS- A cada ano que passa o Fórum Internacional Software Livre vem se firmando como um local de discussão e exposição do que há de mais novo em tecnologias livres. Não é por acaso que o Marco Civil da Internet, uma das legislações mais avançadas do mundo, surgiu dentro de uma das diversas salas do evento. Ela foi resultado da articulação de especialistas, usuários e militantes, algo que faz parte da dinâmica do evento de forma orgânica. Temos como principais valores desde a nossa primeira edição a manutenção da transparência na tecnologia, seja nos códigos, nos padrões abertos e na luta pela internet livre e neutra. Porto Alegre será novamente o palco do maior encontro de comunidades de Software Livre do mundo. Juntos, iremos compartilhar conhecimentos e inovações, mas também inquietações em busca do nosso objetivo comum: construir uma humanidade mais justa com conhecimento livre. O evento acontece de 8 a 11 de julho de 2015, no Centro de Eventos da PUCRS, em Porto Alegre. O evento conta com a parte de palestras, sendo nessa modalidade paga e, conta também, com a feira que é de entrada franca e oferece vários brindes e livros e itens em promoção da área de TI. Vale à pena conferir! Sempre trazendo temas inovadores, o Fórum do Software Livre, assim como outros eventos pelo mundo, tem congragado uma comunidade cada vez mais crescente de adeptos do software livre, que não se traduz apenas como programas de computador de uso gratuito, pois vai muito além desse conceito. Ficou curioso? Participe! 10 Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 46 - Junho de 2015

[close]

p. 11

Bairros www.geramigos.com.br 11 Cursos melhoram qualidade de doces e conservas artesanais O curso iniciou no dia 9 de junho, uma terça-feira, tendo continuidade no dia 10, e no dia 16 de junho. Abordou conceitos e técnicas importantes do Os pequenos agricultores da ponto de vista da qualidade e região rural de Porto Alegre e segurança na fabricação de geViamão estão aprimorando a fa- leias, doces cremosos, pastas, bricação artesanal dos produtos conservas em aulas práticas na em cursos promovidos pela Se- agroindústria de capacitação do cretaria Municipal da Produção, Centro Agrícola Demonstrativo Indústria e Comércio (Smic). (CAD). Durante 24 horas, os Além de oferecer um alimento agricultores receberam oriende boa qualidade, o objetivo é tações teóricas e práticas sobre atender às exigências do Serviço processos, métodos adequados de Inspeção Municipal de pro- de fabricação, conservação dos dutos de origem vegetal, o SIM produtos, rótulos, embalagens, controles, registros e legislação. Vegetal. Durante um ano e meio, os técnicos fizeram um diagnóstico das agroindústrias artesanais de Porto Alegre e baseados nele organizaram a programação dos cursos. A coordenadora do projeto SIM Vegetal, Cláudia Ache, explica que o curso tem o objetivo de capacitar os produtores rurais sem interferir nas receitas e na produção artesanal. “Nós fizemos visitas aos agricultores de Porto Alegre para identificar as características, as peculiaridades de cada estabelecimento. Respeitamos o modo de preparo, esse é o atrativo do produto artesanal”, observa. O secretário da Smic, Humberto Goulart, considera o trabalho fundamental para que os produtos artesanais atendam às normas sanitárias, sejam certificados e ampliem o mercado consumidor pela qualidade. Créditos: Divulgação PMPA Reserva do Lami realiza pesquisa inovadora com morcegos A Reserva Biológica do Lami José Lutzenberger está realizando uma pesquisa sobre a presença de morcegos na unidade de conservação, localizada na avenida Otaviano José Pinto. Os resultados desse estudo foram publicados em um livro sobre a fauna, publicado em 2013 pela unidade. Esta foi a primeira pesquisa que se propôs a estudar esse grupo de mamíferos desde a criação da reserva. Para a iniciativa, foi desenvolvida uma nova metodologia, ainda não conhecida nos estudos de outras unidades de conservação do Brasil. O novo processo inclui a captura das espécies para serem identificadas, pesadas, sexadas, mensuradas e anilhadas, sendo depois soltas no seu habitat natural. Foram instalados, em toda a área da reserva, cem abrigos artificiais conhecidos como bat houses (casas dos morcegos), as quais atraem os animais. De acordo com a gestora da unidade, a bióloga Patrícia Witt, o estudo tem um grande potencial de esclarecimento no que se refere às interações ecológicas das diversas espécies de morcegos identificados, a relação desses animais com outros mamíferos, bem como entre a fauna e a flora da região. A importância dessa pesquisa ainda se dá pela pouca discussão a respeito do tema no Rio Grande do Sul, apesar do grande número de ecossistemas que abriga. A Reserva Biológica do Lami tem como principais objetivos a conservação da biodiversidade, a promoção da pesquisa científica e a reflexão sobre educação ambiental. Para isso, promove visitas guiadas que podem ser agendadas pelo e-mail reservalami@smam.prefpoa.com.br ou pelo telefone (51) 3258-1314. Linha de lotação Glória tem novo itinerário e terminal seletivo. A linha, que transporta cerca de 2.500 passageiros por dia, agora percorrerá o trecho da avenida Oscar Pereira entre o Hospital Parque Belém e a rua Doutor Sarmento Barata, até o novo terminal de bairro. A construção do terminal foi solicitada pelas lideranças comunitárias da região, que se mobilizaram e participaram de reuniões nos Centros Administrativos Regionais (CARs) e no âmbito do Orçamento Participativo (OP). A presidente da Associação dos Moradores de Belém Velho ressaltou os benefícios à comunidade. “Ter uma linha de lotação chegando até aqui significa mais qualidade no transporte coletivo na região. Cria uma alternativa de locomoção, que é melhor, aumenta a oferta do serviço e melhora a nossa vida”, comemorou Eloíza Vinholo. Zona Sul Créditos: Divulgação PMPA O terminal da linha de lotação 20.6 – Glória no bairro Belém Velho agora fica na rua João de Couto, esquina com a Dr. Vergara. A mudança amplia o percurso em 1,4 quilômetro, fazendo com que mais usuários tenham acesso ao transporte AV. EDGAR PIRES DE CASTRO, 2130, POA (51) 3264-1488 (51) 3311-1897 edgarpires@amauritintas.com.br AV. CAVALHADA, 2090, POA cavalhada@amauritintas.com.br (51) 3246-0044 (51) 3045-6000 Horário de atendimento: Seg à sex 08:30 - 12:00 | 13:30 - 18:00 Sáb. 08:30 - 12:00 | 13:30 - 17:00 www.amauritintas.com.br Toldos Pinheiro AV JUCA BATISTA ,2154 | FONE: 3246.7307 RUA BECO DO PALADINO , 77 | FONE: 3245.3245 A Assembleia vem trabalhando para modernizar sua gestão, reduzindo custos com responsabilidade e transparência. Democracia forte se faz com Parlamento forte. Toldos em Lona, policarbonato e telha de alumínio Estrutura de alumínio com pintura epoxi e tubo galvanizado (51) 3223-5597 / 3241-0361 / 8519-9471 a assembleia faz sua parte, todo rio Gr ande Ganha. economia no orçamento www.fabricadostoldos.com.br fabricadostoldos@yahoo.com.br Aceitamos: Estrada Jorge Pereira Nunes, 1129 Aberta dos Morros Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 46 - Junho de 2015 11 Créditos: Divulgação PMPA

[close]

p. 12

12 www.geramigos.com.br Educação Curso de educação ambiental apresenta os parques da cidade Gabriel Knijinik, Marinha do Brasil e Maurício Sirotsky Sobrinho (Harmonia). Ainda nesse dia, foi realizado um almoço coletivo com os participantes. A equipe de educação ambiental promove atividades para incentivar a reflexão sobre a importância do meio ambiente e propiciar um ambiente dinâmico, além de didático, para seus participantes. Para mais informações sobre cursos e ações, o telefone é (51) 3389-7580. percepção. As dinâmicas começaram com um curso teórico sobre os parques na Sala do Orquidário, no Parque Farroupilha (Redenção), na sexta-feira de manhã. Na parte da tarde, o grupo fez uma trilha pela área verde do parque. O sábado ficou reservado para um tour pelos oito parques urbanos da cidade: Farroupilha, Moinhos de Vento (Parcão), Mascarenhas de Moraes, Chico Mendes, Germânia, “Entendem-se por educação ambiental os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade.” Política Nacional de Educação Ambiental - Lei nº 9795/1999, Art 1º. Acesse notícias diárias da sua região em: Compartilhe essa ideia! Créditos: Divulgação PMPA AÇOUGUE - PADARIA - FRUTERIA Mercado Caxias A atividade Trilhando os Parques de Porto Alegre, promovida pelo Centro de Educação e Integração Ambiental da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam), teve a participação de 15 pessoas, nos dias 19 e 20 de junho, sexta e sábado, respectivamente. As atividades, em dois turnos, pretenderam aproximar o público dos parques e mostrar que as áreas verdes podem ser importantes ferramentas de sensibilização e Horário: das 8h às 21h30 Domingo: das 8h às 13h e das 16h às 21h Filial: Estrada Barro Vermelho, 571 Av. Costa Gama, 5001 (51) 3239-3614 Anuncie na Revista ProcureAche e ganhe uma página no nosso Portal Online! www.procureache.geramigos.com.br 20.000 exemplares Zona Norte Tiragem de 20.000 exemplares Extremo-Sul e Itapuã + = 40.000 exemplares todos meses! “ Pertence ao grupo: O que dizem os anunciantes? Anuncie: 12 (51) 3026-8445 (51) 9100-0440 (51) 9613-6986 (51) 8564-6451 (51) 9814-2056 (51) 8105-4796 Jornal Geramigos Zona Sul - Ano 5 - Edição nº 46 - Junho de 2015 ”

[close]

Comments

no comments yet