Jornal SPMM 2

 

Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1

e d uc ador maricá setembro de 2010 distribuição gratuita palavra do www.spmm.com.br número 16 recorde de processos outro ponto positivo da atual gestão vem do nosso jurídico sob o comando do advogado marcos roberto de freitas o departamento saiu do estado de inércia pulando de menos de trinta ações para mais de 300 processos contra a prefeitura de maricá página 4 lutas comandadas pelo sindicato elevam piso para r 757,66 quando atual diretoria assumiu em 2005 salário não saía dos r 456,00 a diferença é de 66,1 página 3 mais lazer para todos em mais uma demonstração de que a qualidade de vida do profissional em educação é prioridade dessa gestão a diretoria do nosso sindicato abre as portas de um mega clube para a categoria e o que é melhor sem cobrar um centavo do trabalhador página 2 sindicato foge do aluguel com o sindicato agora instalado numa casa com mais de 250 metros quadrados os r 1,2 mil antes gastos com aluguel de sala poderão se transformar em outros benefícios a casa fica num terreno de 629 metros quadrados e custou r 85 mil página 2 saúde mais barata para sindicalizados página 2 prefeito tenta desqualificar nosso sindicato e diretores rebatem ataques página 4

[close]

p. 2

2 palavra do educador www.spmm.com.br palavra da presidente depois de 20 anos o sindicato passará a ter um colegiado no comando da entidade o fim do presidencialismo mais uma demonstração de transparência da atual direção reforçará a nossa democracia É o fim da centralização daqui pra frente vamos dividir atribuições e responsabilidades entre os nove diretores nunca estive sozinha e acho justo e benéfico para todos que o poder do veto seja extinto para que o bem comum prevaleça se combatemos a centralização e o autoritarismo temos que começar a dar exemplo e nada melhor que criar um colegiado participativo além do avanço democrático nossa entidade terá abrangência maior agora os profissionais da educação vão poder se filiar ao sindicato merendeiras inspetores de alunos serventes orientadores pedagógicos orientadores educacionais e inspetores escolares estarão na mesma trincheira que os professores aline simonassi dos santos convênio com aspra garante mais lazer profissionais em educação do município de maricá já podem usufruir do clube da associação de praças da polícia militar e do corpo de bombeiros do estado do rio de janeiro aspra pm/bm-rj em itaipuaçu o convênio foi mais uma parceria fechada pelo sindicato o local possui ampla área de lazer com duas piscinas salão de festas sete churrasqueiras uma para 40 convidados salão de jogos e parquinho expediente presidente aline simonassi dos santos vice-presidente alex silva monteiro 1º tesoureiro alexsandro da silva jorge 2º tesoureiro shirley aguiar vieira 1ª secretária cristina pereira gonçalves 2ª secretária michele silva dos santos diretor de esportes e lazer henrique martins de souza diretor de divulgação luciano vasconcelos dos santos diretora de cultura maria de fátima magalhães mano endereço avenida roberto silveira 1.361 flamengo maricá cep 24.900-000 telefones 2637-4987 8216-0550 produção execultive press 3073-1000 equipe marcelo leite inaldo batista aurino leite tamara ferreira e leo santos sede própria é realidade a casa do profissional de educação agora é própria graças ao trabalho da atual gestão que poupou o dinheiro dos associados o sindicato saiu do aluguel de r 1,2 mil por mês instalada num amplo terreno no bairro do flamengo a casa tem mais de 250 metros quadrados adquirido por r 85 mil o imóvel passa por reformas para melhor atender os companheiros a presidente aline simonassi comemora a conquista foi como comprar uma casa própria manter esse patrimônio só depende de nós agora podemos investir o dinheiro do aluguel em outros benefícios plano de saúde mais barato ficou bem mais fácil para os companheiros da educação garantir a saúde de suas famílias com o convênio que o sindicato assinou com a operadora amigo os trabalhadores já podem fazer planos médicos com preços bem abaixo do mercado confira na tabela ao lado faixa etária 0 a 28 anos 29 a 38 anos 39 a 48 anos 49 a 58 anos 59 em diante preço de mercado de r 78,53 a r 99,83 r 127,89 de r 176,30 a r 193,97 de r 219,61 a r 370,77 r 468,39 sindicalizado r 58,00 r 78,55 r 85,00 r 215,00 r 317,31

[close]

p. 3

www.spmm.com.br palavra do educador 3 piso registra vários reajustes com atual diretoria do sindicato a partir deste mês professor ganhará r 757,66 em junho daquele ano na primeira negociação que fizeram com o município os líderes sindicais elevaram o piso de r 456,00 para r 492,48 desde 2003 os professores não tinham aumento menos de um ano depois em janeiro de 2006 o menor salário passou para r 502,33 no mesmo ano teve mais dois saltos para r 532,47 em maio e para r 552,20 em dezembro em maio do ano seguinte a atual direção do nosso sindicato elevou o piso para r 662,20 novamente reajustado em junho de 2009 dessa vez para r 701,93 o salário dos professores voltou a aumentar em junho deste ano r 737,02 e agora em setembro em mais um salto foi para r resgatar a dignidade do professor de maricá foi com esse objetivo que a direção do sindicato hoje abrangendo todos os profissionais em educação iniciou em 2005 a caminhada mais vitoriosa da história de nossa entidade 757,66 a diferença entre o salário que a atual gestão encontrou e o atual piso é de 66,1 as evoluções salariais foram fundamentais mas a luta por mais dignidade não pode parar ressalta aline simonassi dos santos depois de anos estacionado piso dos professores de maricá registrou vários avanços na atual gestão do nosso sindicato saltou de r 456,00 para r 757,66 em dezembro de 2006 a diferença salarial foi referente ao abono de 10 outras conquistas da categoria as conquistas do sindicato vão além da elevação do piso salarial atualmente os profissionais em educação possuem plano de carreira licença amamentação com tempo ampliado adicional de qualificação modulação das turmas e licença para estudos a licença amamentação por exemplo teve seu período ampliado para 60 dias antes eram por apenas 15 quanto ao adicional por qualificação o cálculo é feito de acordo com a carga horária do curso realizado pelo profissional aline simonassi explicou a forma como o sindicato incentiva a capacitação profissional o adicional por qualificação foi a forma que encontramos de investir no aperfeiçoamento dos profissionais da região se o professor participar de um curso com carga horária entre 30 e 100 horas ele terá 6 de gratificação aplicada ao vencimento na referência do nível profissional caso o curso possua entre 101 e 200 horas o aumento será de 8 se possuir carga horária entre 201 e 300 horas a gratificação será de 10 esclarece a licença para estudos é mais um incentivo o professor que cursar uma graduação ou uma especialização poderá se afastar por até três meses para a realização da monografia para tese de mestrado ou doutorado o período aumenta para seis meses a participação em congressos simpósios ou cursos ligados às áreas de educação ou às disciplinas ministradas no ensino fundamental e médio também dá direito à licença pensando no aprendizado dos alunos o sindicato também brigou pela modulação de turmas a limitação do número de alunos em sala de aula melhora o aprendizado.

[close]

p. 4

4 palavra do educador www.spmm.com.br atendimento é gratuito para todo sindicalizado os números da atual gestão também são pra lá de positivos quando o assunto é justiça ao assumir o sindicato em 2005 a presidente aline simonassi dos santos encontrou um departamento jurídico inoperante com cerca de 25 ações em ritmo lento o setor não atendia às expectativas dos trabalhadores depois de estudar cada caso o advogado marcos roberto de freitas tirou os processos da prateleira e foi atrás de bons resultados e as conquistas não param de crescer de lá para cá já foram abertos aproximadamente 320 processos contra a jurídico sai da inércia e bate recordes de ações prefeitura de maricá as consultas jurídicas que acontecem às quartas-feiras são gratuitas para qualquer filiado do nosso sindicato com o advogado marcos roberto de freitas os companheiros podem tirar qualquer tipo de dúvida sobre questões trabalhistas segundo o advogado a maioria das ações é por adicional por tempo de serviço em seguida ainda de acordo com marcos roberto vêm os casos de cobrança falta de pagamento abono de permanência e mandado de segurança coletivo por corte indevido de ponto marcos roberto de freitas confere estatísticas do jurídico com a auxiliar patrícia ribeiro diretoria do sindicato rebate críticas de prefeito chefe do executivo desrespeita sindicato e tenta cassar disponibilidades a fala do prefeito só demonstra que o trabalho do sindicato é efetivo e combativo o sindicato são todos os profissionais da educação e não apenas os diretores licenciados a crítica feita não afeta somente os diretores da entidade mas toda a classe michele silva dos santos definitivamente esse rótulo de não gostar de trabalhar não é nosso a fala do prefeito foi inadequada para a ocasião já que se tratava de uma inauguração de creche o momento seria oportuno para falar das incontáveis conquistas do governo mas infelizmente ele preferiu nos atacar aline simonassi a atitude do senhor prefeito com relação à direção do sindicato vem simplesmente reafirmar que esta diretoria tem impactado a sociedade de maricá com a realidade da educação no município cassar nossas licenças sindicais é apenas uma tentativa desesperada de desarticulação cristina barcellos eu me senti humilhado principalmente porque o ataque partiu de um chefe do executivo que é professor jamais esperava ouvir referência desse nível à categoria e aos profissionais de educação isso demonstra falta de conhecimento do trabalho que fazemos pela educação alexsandro jorge É um absurdo um profissional em educação desrespeitar de tal forma a sua própria categoria somos concursados e vamos fazer seis anos à frente do sindicato somos vagabundos por lutarmos pelos direitos da categoria o nosso trabalho é sério e está incomodando henrique martins o prefeito denomina como vagabundos quem faz parte do sindicato se esquece que já usou nosso microfone para criticar outro governo hoje é ele quem persegue colegas desenvolvendo ações que já condenou se ser vagabundo significa lutar pela categoria somos vagabundos sindicalistas maria de fátima mano num deplorável discurso o prefeito revelou desconhecer o movimento sindical da educação deveria saber que a nossa entidade tem nove diretores licenciados e não 14 o senhor prefeito também deveria saber que as conquistas da classe passam pelas mãos desses diretores luciano vasconcelos as palavras do prefeito confirmam a atitude combativa da categoria e do sindicato ele faz isso porque não nos calamos frente às atitudes da prefeitura que persegue professores inspetores de alunos merendeiras e serventes cortando pontos reduzindo licenças e atacando nossa direção alex monteiro o sindicato dialoga com a sociedade e isso incomoda quem governa distanciado da realidade avanços destacados por nós legitimam a licença sindical questioná-los significa querer nos distanciar da categoria calar a nossa voz esperamos mais de um governo que promete a revolução shirley vieira

[close]

Comments

no comments yet