Show da Fé - Maio 2015

 

Embed or link this publication

Description

Show da Fé - Maio 2015

Popular Pages


p. 1

Jornal Show da Fé Não existe mistério para ser abençoado PÁGINA 22 SHOWda FÉ O JORNAL DAAC PALAVRA DE DEUS MARCOS Palavras de fé do Missionário PÁGINA 24 ANO 2 - Nº 16 - MAIO DE 2015 FOTOS: MARCOS AC A luz de Jesus sobre o Brasil Com apenas dois anos, Ana Júlia já sabe o que é ser curada por Jesus. No dia 4 de abril, a menina chegou ao campo de Marte, em São Paulo, a maior metrópole brasileira, chorando muito devido à forte dor de ouvido. A pequena estava no colo dos pais, que foram assistir às comemorações pelos 40 anos de unção do Missionário R. R. Soares. Ela saiu de lá sorrindo e sem dor. Muitas outras pessoas também viram a glória de Deus durante um dos maiores eventos evangelísticos já realizados, no qual uma multidão acendeu luzes enquanto louvava o Nome do Senhor. Páginas B7, B8 e B9 O milagre de Betânia Por causa de um coágulo no pulmão, que impedia a circulação de sangue, Betânia Baptista foi desenganada. Inclusive, médicos aconselharam o marido da moça a preparar o funeral dela. Hoje, sem sequelas, ela sorri para a vida. Página 2 DEZ PASSOS PARA TER UM CASAMENTO FELIZ Páginas 20 e 21 Vós sereis meu amigos, se fizerdes o que eu vos mando (João 15.14).

[close]

p. 2

2 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 16 - USA - Maio de 2015 Expediente Jornal Show da Fé Editorial Palavras de fé do Missionário PÁGINA 24 Não existe mistério para ser abençoado PÁGINA 22 SHOWda FÉ O JORNAL DAAC PALAVRA DE DEUS MARCOS ANO 2 - Nº 16 - MAIO DE 2015 FOTOS: MARCOS AC A luz de Jesus sobre o Brasil O poderoso Nome de Jesus Missionário R. R. Soares O Nome de Jesus, nos lábios dos Seus apóstolos, realizava as mesmas obras feitas por Cristo enquanto esteve aqui na Terra. Isso fazia com que os líderes do judaísmo odiassem os discípulos dEle e os proibissem de falar nesse Nome. Quando as pessoas descobrem que o segredo de serem bem-sucedidas na fé está no uso dEle, passam da noite para o dia a serem vencedoras. É isso o que temos feito em nossos encontros de fé! Com uma atitude firme, oramos pelos enfermos e problemáticos e vemos os mesmos prodígios operados por Jesus. Seja você quem for, esteja conosco e receba as bênçãos de Deus preparadas para aqueles que O amam. Você só terá a ganhar se crer da mesma maneira que as pessoas dos dias bíblicos criam. Com apenas dois anos, Ana Júlia já sabe o que é ser curada por Jesus. No dia 4 de abril, a menina chegou ao campo de Marte, em São Paulo, a maior metrópole brasileira, chorando muito devido à forte dor de ouvido. A pequena estava no colo dos pais, que foram assistir às comemorações pelos 40 anos de unção do Missionário R. R. Soares. Ela saiu de lá sorrindo e sem dor. Muitas outras pessoas também viram a glória de Deus durante um dos maiores eventos evangelísticos já realizados, no qual uma multidão acendeu luzes enquanto louvava o Nome do Senhor. Páginas B7, B8 e B9 O milagre de Betânia Por causa de um coágulo no pulmão, que impedia a circulação de sangue, Betânia Baptista foi desenganada. Inclusive, médicos aconselharam o marido da moça a preparar o funeral dela. Hoje, sem sequelas, ela sorri para a vida. Página 2 DEZ PASSOS PARA TER UM CASAMENTO FELIZ Páginas 20 e 21 Vós sereis meu amigos, se fizerdes o que eu vos mando (João 15.14). DIRETOR EXECUTIVO R. R. Soares CONSELHEIRO EDITORIAL Eber Cocareli EDITORA Elaine Monteiro R EPÓRTERES Amanda Pieranti Claudia Santos Mônica Ferreira R EPÓRTERES COLABORADORES Isabel Querino e Marcos Couto FOTOGRAFIA Marcos AC Luiz Fernando Marcelo Nejm R EVISÃO Célia Cândido (Direção), Joseane Cabral (Supervisão), Magdalena Soares (Prova), Jorge Guimarães e Marcella Peçanha (Originais) DIREÇÃO DE ARTE Kleber Ribeiro DIAGRAMAÇÃO E A RTE-FINAL Bruno Moraes, Leandro Alves, Rodrigo Magno e Tatyanne Rangel SITE www.ongrace.com/ jornalshowdafe E-MAIL jornalshowdafe@ongrace.com R EDAÇÃO Estrada dos Bandeirantes, 1.000 - Taquara - Rio de Janeiro RJ CEP 22.710-113 Telefone: (0xx21) 3077-5168 É expressamente proibida a reprodução total ou parcial de matérias, entrevistas, artigos, fotos e ilustrações sem prévia autorização dos titulares dos direitos autorais. O Jornal Show da Fé é uma publicação da Graça Artes Gráficas e Editora LTDA. ELE FAZ COISAS TÃO GRANDIOSAS, QUE SE NÃO PODEM ESQUADRINHAR (JÓ 5.9a). Marido foi aconselhado a preparar funeral de esposa Amanda Pieranti amanda.jornalshowdafe@gmail.com ra final de 2012. Betânia Baptista estava dando aula quando passou mal, caiu e não viu mais nada. No hospital, foi diagnosticada com TEP (Tromboembolismo pulmonar bilateral). “Três meses antes do acontecido, comecei a ter um inchaço significativo nas pernas e sentir muito cansaço, além de engordar 9kg em apenas dois meses. Para a Medicina, era uma situação irreversível. Fui para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva), fiquei em coma semi-induzido, usei respirador, fraldas, além de ser submetida a doses de morfina a cada quatro horas. Tive de ficar absolutamente reta. Não podiam nem mexer no meu cabelo, para não agravar a situação”. As circunstâncias eram tão graves, que o médico disse ao marido dela que, caso o corpo não reagisse em 24 horas, ele poderia E preparar o funeral da esposa. Betânia, membro da Igreja Internacional da Graça de Deus, estava nas mãos do Pai. “A Igreja toda entrou em oração”. Com a consciência indo e voltando, ela aproveitava os momentos em que estava lúcida para usar a fé e tentar se salvar. “Alguns salmos não saíam da minha cabeça. E, toda vez que abria meus olhos, eu os recitava para mim mesma. E, em 24 horas, comecei a apresentar melhoras. Os trombos foram diminuindo, e os coágulos, se estabilizando”. A estimativa dos médicos era de que eu ficasse cinco dias na UTI e mais um tempo no quarto. “Disseram que nunca viram uma recuperação tão rápida, pois, em dois dias, saí do tratamento intensivo e, em quase quatro dias, tive alta”. Além disso, as sequelas previstas não se concretizaram, pois ela teve os pulmões totalmente restaurados. “Os médicos diziam que eu ficaria com uma marca para o resto da minha vida, mas me mantive firme, pois, se Deus fez meus órgãos, não tinha por que ficar com sequela. Um ano depois, quando refiz os exames, os especialistas não acreditavam como os pulmões ficaram 100% regenerados, sem uma marquinha, nada. Se eu não falar que tive um tromboembolismo, ninguém acredita, pois não tenho vestígios. Foi um verdadeiro milagre”. MARC OS AC Entenda a doença O TEP é uma condição grave que ocorre pela migração de coágulo para o pulmão. Em geral, é formado em alguma veia do corpo, sobretudo nos membros inferiores; então, desprende-se e segue pela circulação venosa até os pulmões, obstruindo a passagem do sangue por uma artéria. A interrupção da circulação pode causar desde danos pulmonares até mesmo a morte súbita.

[close]

p. 3

SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 16 - USA - Maio de 2015 3 Milagres pela TV O Show da Fé, programa de TV que alcança diariamente milhões de brasileiros, está levando os sofredores a receberem as mais fantásticas bênçãos em suas casas. Era orientada pelos espíritos, e tudo dava errado Claudia Santos claudia.jornalshowdafe@gmail.com FOTOS: MARCELO NEJM “S e tivesse um problema na família, eu consultava os espíritos. Nunca tomava uma decisão sozinha”. Esse era o grau de fidelidade de Laudiceia da Silva Penha à feitiçaria, à qual serviu por 15 anos. Ela achava que os espíritos tinham o melhor para lhe oferecer, mas foi observando que, com o passar dos anos, sua vida ficava cada dia mais atribulada. “Eu dormia mal, pois era perturbada. Chorava muito e também não prosperava. Fazia inúmeros trabalhos para agradar aos demônios, mas minha vida continuava parada. Além disso, estava falida, e o pouco que eu ganhava em meu comércio entregava em forma de oferendas. Via a minha família desunida, envolvida em desavenças e fofocas, e notei que a minha fidelidade não me trazia os resultados que esperava”. Entretanto, ao assistir ao programa Show da Fé com o Missionário R. R. Soares pela televisão, tudo começou a mudar. “Peguei o endereço e participei de um culto na Igreja Internacional da Graça de Deus. “Muitos conhecidos me criticaram por essa atitude, mas fui em frente e aceitei Jesus Cristo. Já se passaram oito anos desde que Ele transformou a minha história. Fui liberta das perturbações e, agora, tenho paz em minha família e sucesso em meu estabelecimento. Mais um curado do câncer “No dia 7 de maio, fui ao médico, porque senti um mal-estar, e, após exames, recebi o diagnóstico de câncer no intestino. Perguntavam-me se eu não tinha medo, e sempre respondia que tinha fé”. Durante os meses de luta travada contra a doença, Ismael Nascimento manteve o hábito de assistir ao Show da Fé e orar a Deus por sua cura. Em uma das reuniões televisivas, R. R. mencionou que intercederia por aqueles que tinham problemas nos intestinos. “Naquele momento, senti falta de ar e perdi a força nas pernas. Porém, quando acabou a oração, tive a sensação de estar curado. No dia da consulta, ao mostrar novos exames, ficou constatado que o tumor havia regredido. Assim, a cirurgia que havia sido cogitada foi descartada. Estou sarado do câncer, pela graça do Senhor” Curada de dor no braço A dor no braço esquerdo incomodava Maria Conceição Correa. “Estava sem movimentar o braço havia uns 15 dias. Por isso, varrer a casa era muito difícil”. No entanto, assistindo ao Show da Fé, ela foi curada. “O Missionário falou que quem estava com dor no braço deveria colocar a mão sobre a televisão. Orei com ele e, graças a Deus, minha saúde foi restaurada na hora. Presente que cura Amanda Pieranti amanda.jornalshowdafe@gmail.com Telma Moura de Souza Silva é assinante da Nossa TV, bênção que ela fez questão de estender à sua mãe. “Falei que, acompanhando os programas, ela estudaria a Palavra e aprenderia a ler a Bíblia”. A filha conta que a mãe sofria de feridas nas pernas, as quais nunca cicatrizavam. “Tudo o que você pudesse imaginar de tratamento ela fez. Entretanto, ficou nessa luta por quase um ano”. Ao começar a assistir ao Show da Fé, Telma sentiu vontade de ser patrocinadora, e o milagre começou a acontecer. “As feridas foram cicatrizadas, e ela nunca mais teve sintomas nas pernas. Além disso, quando alguém vai visitá-la, minha mãe convida a pessoa para se sentar em frente à televisão, pois ela fica o tempo todo assistindo aos cultos na Nossa TV e, assim, tem aprendido muito”.

[close]

p. 4

4 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 16 - USA - Maio de 2015 Vida refeita Criado sem regras, Jeferson da Silva Ribas cresceu em meio à marginalidade. Não demorou muito para se tornar alcoólatra. Todo o dinheiro que ganha é para sustentar o vício. Embriagado, fica violento, e sabe que isso preocupa a esposa. Cansada da situação, Lauren Dornelles Alves cobra ao marido mudanças. Durante uma discussão, ele, embriagado, agride a esposa. Lauren decide abandoná-lo, pois já não sabia mais como lidar com os problemas. Solitário, depressivo, arrependido e sofrendo devido à separação, resolve dar um basta naquele estilo de vida. Consciente de que não venceria o vício sozinho, procura a Igreja da Graça. Em pouco tempo, aceita Cristo e se sente forte para resistir ao vício. Liberto, Jeferson prova para a esposa que está transformado. Ela volta para casa, e o casamento é restituído pelo Altíssimo. Para selar a libertação e a oficialização do seu casamento, ele resolve ser patrocinador do Show da Fé. PROTAGONISTAS: PARTICIPAÇÃO: ASSISTENTE: ROTEIRO E PRODUÇÃO: FOTOS: ARTE: EDITORA: Firme na casa de Deus, Jeferson testemunha que é fiel à causa do Evangelho.

[close]

p. 5

MILAGRES E TUDO O QUE PEDIRDES NA ORAÇÃO, CRENDO, O RECEBEREIS (Mateus 21.22). Editorial SHOWda FÉ MAIO DE 2015 B1 Um toque de fé Amanda Pieranti amanda.jornalshowdafe@gmail.com MARCOS AC Missionário R. R. Soares Aprenda a usar os seus direitos em Cristo Pedro, o apóstolo de Jesus dos primeiros dias do cristianismo, não era diferente de qualquer Pedro de hoje. O que o tornava bemsucedido na fé era ter aprendido com o Mestre o segredo de fazer o poder de Deus agir na vida daqueles por quem ele orava. Hoje, qualquer um – eu e você – que também aprender a usar os seus direitos em Cristo verá o Senhor operando da mesma forma que fazia quando Jesus intercedia. Não deixe o mal continuar na sua vida. Sem dúvida, o milagre de que você tanto necessita está à sua espera. Estamos cumprindo a ordem do Filho de Deus de orar pelos enfermos e desfazer as obras de feitiçaria. Tudo é gratuito. Venha ser feliz! o passado, Jesus andava de cidade em cidade e de aldeia em aldeia curando, pregando e anunciando o Evangelho do Reino de Deus. Em um desses lugares, havia uma mulher que sofria de hemorragia havia 12 anos. Ela já tinha gastado todo o seu dinheiro com remédios e médicos, mas nenhum conseguiu curá-la. Certamente, seu sofrimento era grande, pois, além da fraqueza provocada pela doença, enfrentava o preconceito da sociedade. Naquela época, quem tocasse em uma mulher no período da menstruação era considerado impuro (Levítico 15.19), e, se ela tocasse em alguém na rua, poderia ser apedrejada. Devido a esse costume, é bem provável que ela saísse muito pouco de casa. N Essa mulher, no entanto, não se deixou abater pela enfermidade. Mesmo desenganada pela Medicina, ela permaneceu crendo que seria curada. Por isso, quando soube dos milagres de Jesus e de que Ele estava em sua cidade, superou a fraqueza imposta pela hemorragia e o medo de ser apedrejada e foi ao encontro do Mestre, pensando consigo: Se eu tão somente tocar a sua veste, ficarei sã . E, chegando por trás de Jesus, tocou na orla de Suas vestes, e o fluxo de sangue foi interrompido. No momento em que o Mestre perguntou quem O havia tocado, ela, vendo que não podia ocultar-se, aproximou-se tremendo e, prostrando-se diante do Senhor, falou a causa de ter tocado nEle e como logo ficara sarada. E ele lhe disse: Tem bom ânimo, filha, a tua fé te salvou (Lucas 8.42-48). “A Medicina não tinha a cura para meu problema, mas Jesus sim” Hoje, Jesus continua curando e libertando de todo tipo de mal aqueles que O tocam pelo poder da fé. A cura de Minervina Bispo Corrêa é uma prova disso. Assim como aquela mulher que sofria de hemorragia, ela não encontrou na Medicina a solução para a artrose no joelho esquerdo, que a atormentava havia seis anos. Minervina relata que sentia muita dor e, por causa disso, mancava. “Se eu ficasse muito tempo em pé ou sentada, também me incomodava. Tomava remédio, fazia fisioterapia, mas não melhorava. Meu joelho estava sempre dolorido, e o especialista disse que não havia solução para o meu problema”. Apesar do diagnóstico, Minervina mantinha a esperança de recuperar a saúde. Por isso, foi pela primeira vez a um dos cultos do líder da Igreja da Graça. Confiante na vição. “Senti uma fisgada no joelho e, em seguida, a dor desapareceu completamente”. Com a saúde restaurada, Minervina voltou a cuidar do seu lar. “Quem resolve tudo na minha casa sou eu, porém era difícil fazer qualquer coisa, por causa da dor e porque não andava direito. Graças a Deus, estou bem. A Medicina não tinha a cura para meu problema, mas Jesus sim”. Tomava remédio, mas não melhorava tória, no momento do clamor, ela tocou em Jesus com sua fé e determina-

[close]

p. 6

B2 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 16 - USA - Maio de 2015 FOTOS: MARCOS AC Sofrimento faz parte do passado Amanda Pieranti amanda.jornalshowdafe@gmail.com M uitas pessoas chegam enfermas aos cultos especiais realizados pelo Missionário R. R. Soares no Brasil e no exterior. No entanto, depois de ouvirem a Palavra de Deus e participarem da oração da fé, voltam para casa totalmente curadas. E não foi diferente nas reuniões que ele ministrou nos dias 3 e 4 de março. “Viemos aqui, em Nome de Jesus, e vamos honrar esse Nome. Você honrará o esforço que fez, o chamado de Deus, clamando por sua bênção com fé. Não tem ninguém neste lugar que não mereça um milagre. Quem lhe trouxe a esta reunião foi o Espírito Santo e, hoje, Ele quer mudar a sua vida”, afirmou o ministro do Evangelho em um dos cultos. Após a mensagem, R. R. Soares fez o clamor pelos doentes, no qual Lu- Quem lhe trouxe a esta reunião foi o Espírito Santo ciene Maria Nascimento Franca foi abençoada. Sofrendo, havia seis meses, de forte dor no joelho direito, ela, que é secretária, mal podia trabalhar, pois diariamente tem de subir e descer cerca de quatro lances de escada. “Fiquei assim devido ao sobrepeso e ao reumatismo”. Porém, Luciene teve sua história transformada. “Eu trabalho perto da Igreja. Certa vez, minha chefe passou pelo local e viu o anúncio de que o Missionário estaria lá. Não perderia essa bênção nem a oportunidade de estar com esse homem abençoado. Fui e, quando ele falou que oraria por quem tinha problema no joelho, clamei com fé e alcancei o milagre”. Naquele dia, Luciene chegou mancando à Igreja. “Foi a última vez em que senti dor. Graças a Deus, após a oração, esse sofrimento ficou no passado. Meu joelho está ótimo”. Além disso, a secretária se lembrou de outro milagre alcançado quando invocou o Nome do Senhor ao assistir ao programa de R. R. Soares. “Na infância, tinha um nódulo entre os dois seios, mas Jesus me curou no momento em que intercedi com o Missionário pela televisão”. Sem dor, até esquece que tem joelho O joelho esquerdo de Delma de Souza Silva doía tanto que ela não era capaz de dobrá-lo. “Era difícil cuidar direito do meu sobrinho, um bebê que pesa 11kg. Não estava nem conseguindo dar banho nele”. Quando ela se sentava na cama, o joelho travava. “Tinha reflexos até perto da virilha e na perna”. O verbo no passado representa, hoje, uma vida sem aflições. “Vi na televisão o anúncio do culto do Missionário. Naquele dia, estava até sentindo febre e com o joelho muito inchado”. Entretanto, mesmo correndo risco de não encontrar lugar para se sentar, Delma foi ao encontro de fé. “Também não podia ficar muito tempo sentada. Era insuportável em qualquer posição”. R. R. Soares chamou todos os aflitos para orarem com ele, e Delma não titubeou. “Falei que receberia minha cura naquele dia”. Depois da oração, o milagre aconteceu: “O joelho desinchou. Está Já pode viajar para visitar a mãe Havia três anos que Jesilda Moreira dos Anjos sofria de dor nos joelhos. “Quando aplicava gelo, melhorava, mas, depois, ficava dolorido novamente. Não conseguia dobrá-los nem andar, pois doía muito, dia e noite”, recorda-se ela, que tinha dificuldades para cuidar da casa. Os tratamentos não davam resultado, mas Jesilda sempre confiou que Deus restituiria sua saúde. E foi o que aconteceu durante o clamor. “Cheguei com problema nos joelhos, mas orei com fé e fui atendida pelo Senhor. A dor sumiu, e estou muito bem”. Com a saúde recuperada, Jesilda já está de viagem marcada para visitar a mãe na Bahia. “Vou de ônibus sem dificuldade alguma”, afirma ela, que, normal agora. Consigo fazer qualquer movimento e não sinto mais nada, graças a Deus. Já dei até banho no meu sobrinho. Parece que esqueci que tenho joelho de tão leve que estou me sentindo”. Delma ainda colocou a casa em ordem. “Abaixo-me para limpar o banheiro e consigo lavar meu tapete. Antes, não aguentava fazer nada disso. Até a geladeira consigo limpar. Agora, está tudo arrumadinho”. agora, pode subir as escadas do veículo normalmente. “Irei tranquila, pois Jesus me curou”.

[close]

p. 7

SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 16 - USA - Maio de 2015 MARCOS AC B3 “Cheguei à Igreja sem firmeza nos joelhos” Maria só conseguia andar amparada por outras pessoas, pois não tinha equilíbrio no corpo. Confiante na cura, esforçou-se para ir ao culto. Lá, ouviu a pregação, fortaleceu-se e alcançou a bênção. om intenso mal-estar, Maria Joana Queirós dos Reis foi a uma das reuniões do Missionário amparada pelo filho. “Cheguei à Igreja sem firmeza nos joelhos e nas pernas, por isso não conseguia ficar em pé. Era como se meu corpo estivesse cansado”. Apesar de todo o sofrimento, Maria estava confiante na cura e teve a fé ainda mais fortalecida depois da pregação. “Jesus quer que você seja a glória dEle neste mundo. C Por isso, Ele disse que, quando duas pessoas estiverem reunidas em Seu Nome – e não por acaso –, concordando acerca de qualquer coisa que porventura pedirem, isso lhes será feito (Mateus 18.19). Agora, você tem de invocar o Senhor em espírito e em verdade e com muita fé, trazendo-O para operar o milagre em sua vida”, ensinou o líder da Igreja da Graça antes de ministrar a oração em favor dos enfermos. Maria, que estava sentada nos últimos ban- cos da congregação, contou com a ajuda da nora. “Ela me levou até a frente do altar. Fui me segurando nas cadeiras, pois, quando me soltava, eu caía”. Maria orou com fé, e Jesus lhe concedeu a vitória. “Quando o Missionário mandou fazer o que eu não podia, bati os pés com força no chão e andei sozinha. Depois, subi no altar, também sozinha, para contar a bênção. Recuperei meu equilíbrio e estou andando normalmente”. MARCOS COUTO Oração foi como anestesia contra a dor nos joelhos MARCOS AC Vitória sobre problema na coluna Maria do Carmo Rocha sofreu, por vários anos, devido à dor na lombar e no quadril. Bastava uma caminhada um pouco mais longa para que o problema a debilitasse. “Sou evangélica há 24 anos e estou na Igreja da Graça há 15. Deus já me curou de tendinite e de uma alteração na visão. Certa vez, quando estava acamada, Ele me levantou milagrosamente. Por isso, clamava com fé por essa nova vitória”. Confiante no milagre, Maria foi a um dos cultos de R. R. Soares. “Após o clamor, a dor sumiu. Jesus me abençoou”. Maria já anda e se movimenta sem limitação alguma. “Deus opera na vida daqueles que perseveram. A pessoa não deve desistir de buscá-Lo, pois só Ele pode fazer essas maravilhas”, finaliza, alegre e sorridente. Gilberto Moreira da Silva não tinha dúvidas de que o Missionário R. R. Soares seria usado por Deus para curá-lo. Nessa fé, o pedreiro deixou São Sebastião de ônibus, com os joelhos bastante doloridos, rumo à Igreja da Graça onde o pregador realizou vários cultos no dia 3 de março. “Disse à minha mulher que iria lá buscar minha cura”, relata ele, que não conseguia dormir bem por causa da dor. “Quando meu corpo esfriava, à noite, a dor vinha mais forte. Tinha de deitar com o travesseiro entre uma perna e outra”. Para trabalhar, também enfrentava dificuldades. “Principalmente para assentar piso, porque precisava me abaixar e me levantar toda hora. Aí doía mais ainda. Tomava remédio todos os dias, mas a medicação não resolvia o problema”. Porém, ao unir a própria fé com a do Missionário, o pedreiro foi agraciado por Jesus no momento da oração. “Os joelhos estão excelentes. É como se tivessem aplicado uma anestesia. Estou até trabalhando melhor. Agora, durmo bem e sem o travesseiro entre as pernas. É muito bom ficar sem dor”.

[close]

p. 8

B4 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 16 - USA - Maio de 2015 FOTOS: MARCOS AC “Precisava de ajuda até para trocar de roupa e tomar banho” Claudia Santos claudia.jornalshowdafe@gmail.com “T oda a obra do inimigo na sua vida começa a ser desfeita hoje, porque o Senhor abrirá o entendimento de todos que chegaram aqui, e vocês serão abençoados”. Com essa declaração, o Missionário R. R. Soares iniciou o culto especial no dia 2 de março. Além disso, durante a reunião, ele ensinou, com base nas Sagradas Escrituras, como obter as bênçãos e vitórias desejadas. Atenta ao que disse o líder da Igreja da Graça, Marina Chaves Bar- bosa Gonçalves colocou em prática o que ouviu e saiu da Igreja com a cura que foi buscar. Desde que caiu e bateu a cabeça no chão, Marina tinha dificuldade para fazer alguns movimentos. “Fiquei algum tempo desacordada e em observação no hospital. Não fraturei nada, mas todo o meu corpo doía demais. Tomava remédio, mas não adiantava”, relata ela, que, mesmo tendo 87 anos, é muito ativa. “Não podia me abaixar para pegar nada. Precisava de ajuda até para trocar de roupa e tomar banho. Para limpar os pés, jogava o sabone- te no chão e esfregava um pé no outro com cuidado para não cair. Era humilhante”. Porém, esse sofrimento, hoje, faz parte do passado, pois Jesus escreveu uma nova história na vida dela. “O Senhor me curou. Já me abaixo e passei a fazer até alongamento. Tomar banho não é mais um problema, e posso usar as mãos para esfregar meus pés”. Marina também está feliz por conseguir cozinhar para a família, o que era muito difícil antes. “Quero viajar e sair para fazer compras, planos impossíveis de realizar até a noite em que recebi o milagre de Jesus”. “A dor no pé sumiu milagrosamente” Eleny Pacheco Constantino sempre gostou de exercitar o corpo, mas estava limitada por causa de uma espécie de cravo que nasceu na sola do seu pé direito, o qual provocava muita dor. “Convivia com esse problema havia muito tempo. O incômodo era grande, mas eu sempre protelava para ir ao médico. Porém, nos últimos dias, quando as dores se intensificaram, procurei um especialista, que me orientou a usar uma palmilha especial”. Além dos exercícios que praticava, Eleny queria correr, mas não podia, mesmo usando a palmilha. Entretanto, desde que participou da reunião, essa limitação acabou. “Orei com fé, e Jesus me curou. A dor no pé sumiu milagrosamente. Estou me preparando para fazer a corrida da vitória”, disse ao Jornal Show da Fé dias depois da bênção. “Minha perna está leve como uma pena” Durante 15 dias, Silvia Helena da Silva sentiu fortes dores nas pernas. “A mais afetada ultimamente era a direita. Meu médico falou que poderia ser por causa das varizes e me passou medicamentos, porém eles não resolveram o problema”. O sofrimento era tanto que ela não tinha posição para dormir. “Esticava e encolhia as pernas para que a dor passasse, mas sem sucesso”. A enfermidade já estava prejudicando o emprego de Silvia, que trabalha fazendo limpeza. “Era muito difícil subir escada ou na cadeira para arrumar armários. Também tinha dificuldade para esfregar o chão. Devido ao esforço que fazia, saía do trabalho exausta. Retornava para casa praticamente me ar- rastando por causa das dores”. No entanto, nos dias de folga, Silvia sentia algum alívio. “Ficava o tempo todo deitada com as pernas para cima. Assim, o peso que sentia nelas passava um pouco”. Não aguentando mais viver desse modo, ela foi clamar ao Senhor por um milagre. “No momento em que o pregador convidou os enfermos para irem à frente do altar, ainda sentia muita dor. Porém, após a oração, fiquei completamente sarada. Subi no altar e dei o meu testemunho com bastante alegria”. Quando retornou para casa, Silvia estava tão feliz, que fez uma grande faxina em seu lar. “Limpei tudo, esfreguei o chão e arrumei o guarda-roupa sem nenhuma dificuldade. Também tive uma noite de sono tranquilo. Minha perna está leve como uma pena e com a flexibilidade de uma mola, e posso movê-la sem dor”.

[close]

p. 9

SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 16 - USA - Maio de 2015 B5 “Sabia que Jesus podia me curar” FOTOS: MARCOS AC Amanda Pieranti amanda.jornalshowdafe@gmail.com ão há doença nem problema em que o nosso Deus não possa intervir. O toque dEle destrói o câncer e também faz você receber, hoje, o que precisa”. Essa declaração, feita pelo Missionário em um dos cultos que realizou na Igreja da Graça nos bairros de São Cristóvão e do Méier, no Rio de Janeiro, no dia 13 de março, despertou muitas pessoas a confiarem no Altíssimo. Com isso, no momento da oração da fé, vários alcançaram a solução dos problemas que enfrentavam ou foram curados das mais diversas enfermidades. Maria de Lourdes Freitas Valentim é uma das abençoadas. Ela passou mais de dez anos com dor nas pernas. “Depois de me submeter a uma cirurgia no joelho direito, levei um tombo e passei a sofrer de tendinite. Meu médico falou que não poderia operar de novo. Então, tive de conviver com a dor, que era intensa. Tomava até injeção no joelho quando tinha crise”. “N Maria de Lourdes não queria mais viver assim e passou a clamar ao Senhor por uma solução. “Sabia que Jesus podia me curar”. E, com esse propósito, ela foi, pela primeira vez, à Igreja da Graça a fim de participar de uma reunião com o Missionário. “Eu estava com muita dor. Mancava e andava igual a uma pa- ta. Era difícil descer a escadaria do local onde eu moro. Precisava de apoio para não cair”. No entanto, após o clamor de fé, Maria de Lourdes alcançou a cura. “Graças a Deus, estou andando normalmente, desço as escadas bem e não sinto mais nada. Jesus me curou. Estou muito feliz”.

[close]

p. 10

B6 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 16 - USA - Maio de 2015 FOTOS: MARCOS AC “Eram 24 horas de terríveis dores no quadril” m todos os cultos realizados pelo Missionário R. R. Soares, Jesus opera maravilhas. E foi assim no dia 6 de março. “Aqui vem um povo de fé. Não importa se você veio pela primeira vez. Para ser abençoado, basta prestar atenção na Palavra de Deus e entendê-la. Dentro dela, está o poder para abençoá-lo. Não ponha sua fé em mim, pois sou igual a você; somos seres humanos. Porém, o Espírito Santo está aqui para abrir o seu entendimento, e, na hora em que você compreender a Palavra, será contemplado”, disse o Missionário, lembrando que, no passado, homens como Moisés invocavam o Nome do Senhor e eram atendidos. “Deus também vai ouvir o seu clamor. Não existe nenhuma diferença entre você e Moisés. Ele não tinha uma terceira orelha e, por isso, o Senhor o ouvia. E Possuía apenas duas, assim como nós. Deus ouvia Moisés porque ele clamava com fé. Se você agir assim, também terá êxito”. Adelina Delfino dos Santos foi uma das pessoas que seguiram a orientação de R. R. Soares e alcançaram o milagre. “Eram 24 horas de terríveis dores no quadril”. Assim, ela define o problema para o qual foi buscar solução no Altíssimo. “Havia dois anos que já acordava com dor. Não podia andar direito, pegar ônibus nem ficar muito tempo em pé”. Adelina também não conseguia realizar as tarefas domésticas. “Passar roupa era impossível. Para lavar a louça ou cortar um legume, eu tinha de ficar debruçada na pia. Meu cotovelo ficou todo áspero por causa disso. Quem me ajudava era meu marido”. Segundo Adelina, estava tão dolorido, que pa- recia que ela estava presa a uma máquina de prensar. “Era algo que ia me apertando, como se eu estivesse sendo prensada”. Sem conseguir um especialista para se consultar pelo sistema público de saúde, Adelina buscou sua cura em Deus. “Meu marido, que me levou ao culto, chegou a falar para eu não ir à reunião do Missionário, porque é sempre muito cheia, e eu não aguentava ficar em pé”. Porém, ao chegar ao templo, ela não só encontrou lugar para se sentar, como também a cura. “Durante a oração, senti um alívio e, quando me mexi, o quadril não doeu mais. Saí da Igreja curada e, em vez de ligar para meu esposo me buscar, peguei um ônibus e fui tranquilamente para casa. Posso cuidar do meu lar muito bem. Inclusive, já passei roupa”. Não olhou para os obstáculos e alcançou a bênção Bastava tentar dobrar o joelho direito que Lorena Maria Coelho sentia um estalo na articulação. Foram dois meses assim. “Era uma dor muito forte, principalmente quando eu tinha de dobrá-lo. Só podia me ajoelhar para orar com o joelho esquerdo”. Porém, mesmo mancando, devido às dores, Maria enfrentou 50 minutos de viagem de ônibus até a Igreja da Graça para participar da reunião de R. R. Soares. “Deus colocou no meu coração que, se eu fosse ao evento, seria curada”. Foi exatamente isso que o Altíssimo fez na vida de Lorena. “ Ao orar, senti uma espécie de fogo queimar meu joelho. Depois disso, não senti mais dor”. “A oração da fé é poderosa mesmo” A uma semana da reunião do Missionário, Luis Roberto Ávila Sábio tinha dado um mau jeito na coluna enquanto concretava o telhado de casa. Porém, essa não era a primeira vez que ele sofria devido ao desgaste de um nervo. “Esse problema me acompanhava havia muito tempo. Teria de fazer uns exercícios para fortalecer a musculatura, mas estou sempre ocupado. Então, a situação foi piorando. Já fiquei duas vezes sem mexer a coluna”. Essa situação era um tormento para Luis Roberto, que é motorista, pois não conseguia chegar ao final do dia sem dor. “Não era só ruim para caminhar, mas para dirigir também”. Ele chegou ao culto com um emplastro na região da lombar, receitado por um farmacêutico, a fim de aliviar a dor. “Ficava com o medicamento, mas, quando o efeito do remédio passava, doía de novo”. Decidido a mudar aquela situação, aproveitou a folga no serviço e foi dirigindo até a Igreja para assistir à reunião de R. R. Soares, o qual conhecia apenas pela televisão. “Quando o Missionário chamou os enfermos para orar por eles, até me surpreendi, pois ele falou que clamaria por quem tinha problemas da cintura para baixo. Então, pensei: ‘Essa oração é Curada, ela está feliz por voltar à sua rotina e poder orar ajoelhada. “Para mim, isso é muito importante. Estou andando normalmente; não manco mais”. para mim’. Fui com a maior fé à frente do altar, e Jesus me curou. A oração da fé é poderosa mesmo. Só Deus para fazer esse milagre na minha vida”. Venha receber a sua bênção IIGD POMPANO BEACH – 1261 East Sample Road Pompano Beach, FL 33064 – Igreja: (954) 785-3699 Pr. Willian Sodré – pompano@iigdusa.com ENTRADA GRÁTIS Missionário R. R. Soares Reuniões: segundas, quartas e sextas-feiras – 7:30pm Domingos –10am e 7pm

[close]

p. 11

SHOWda FÉ MAIO DE 2015 B7 CAMPANHAS DE FÉ NADA É IMPOSSÍVEL PARA TI (Jeremias 32.17 --- NTLH). MARCOS AC Editorial Missionário R. R. Soares Tempo de bênçãos Embora muitos digam que os dias de milagres já passaram, não creia nisso! A mentira é a arma dos espíritos malignos para destruir as pessoas, principalmente aquelas que creem em Deus. Seja você quem for, venha receber a sua bênção em nossas reuniões! Sem dúvida, alguma coisa boa lhe acontecerá. Este é o tempo de os sofredores chegarem até nós e receberem a solução para seus problemas. Nunca houve uma época tão abençoada como esta. Se você foi vítima de uma obra de bruxaria, não deixe de vir buscar a sua libertação. Se a situação está difícil para você, se sofre de constante dor de cabeça, vive endividado, está com o casamento praticamente destruído, ouve vozes ou vê vultos, nós iremos libertá-lo com uma simples oração. Venha! Um milagre espera por você! Sábado dos milagres em São Paulo Muitas pessoas foram curadas e libertas no dia em que o Missionário R. R. Soares comemorou 40 anos de unção Marcos Couto cional da Graça de Deus falou à multidão sobre perdão e salvação e lembrou várias experiências pelas quais passou na vida e no ministério nesses 40 anos. Ele também ensinou que amar a Deus é o segredo para receber o poder, as bênçãos e os milagres de Jesus. “Não podemos amar o Senhor parcialmente. Temos de fazer isso de todo o coração, toda a alma e todo o pensamento (Mateus 22.37). Quando entregamos tudo ao Altíssimo e cremos, o impossível acontece”. O livro de Mateus, capítulo 22, foi apenas o primeiro texto bíblico lido pelo Missionário, que também utilizou João 14.21, Deuteronômio 4.13, Jeremias 11.3,4 e Lucas 6.46. “Não é aquele que canta bonito ou fala bem que ama a Deus, e sim o que guarda Seus mandamentos. Muitos parecem crentes, mas, na hora da tentação, não perseveram. Caem e esquecem o que o Todo-Poderoso disse”. De acordo com R. R. Soares, isso acontece porcou estudar Medicina, mas o Senhor me chamou para pregar o Evangelho. Respondi a Ele com convicção que o mundo perdia um médico, mas ganhava um pregador. Não podemos diminuir o que o Altíssimo nos pede nem acrescentar algo a essa ordem. Devemos apenas cumprir o que Ele diz”. Segundo o Missionário, se fizermos isso, acontecerá conosco o que houve com Israel quando Balaque tentou amaldiçoar o povo. “Chamaram Balaão para profetizar contra essa nação, mas, embora este fosse um profeta vendilhão, conhecia a Deus. Esse homem não conseguiu falar contra os israelitas, porque nenhuma maldição prevalece contra o povo de Deus (Números 23)”. marcosstefano@gmail.com amãe, a dor sumiu”. A frase é da pequena Ana Vitória, de apenas dois anos. Os pais chegaram à Praça Campo de Bagatelle, junto ao Campo de Marte, em São Paulo, local do evento, com a criança chorando muito, pois havia dias em que seu ouvido direito doía demais, e os tratamentos não davam resultado. No entanto, durante a oração da fé, o sofrimento da menina teve fim, assim como o de outras pessoas (ver páginas B8 e B9). Além do clamor no dia 4 de abril, que recebeu milhares de pessoas vindas em caravanas de vários estados e autoridades, o líder da Igreja Interna- “M É preciso ouvir a Palavra e cumprir o que ela diz que só ouvir a Palavra não basta. “É preciso ouvi-la e cumprir o que ela diz. Se Deus tocar em seu coração, como tocou no meu em 1968, preste atenção. Eu ia para Mos-

[close]

p. 12

B8 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 16 - USA - Maio de 2015 MARCOS AC MARCOS AC “Torne-se amigo de Deus e seja abençoado” urante o evento no Campo de Marte, que começou às 16h, R. R. Soares comentou sobre as recentes campanhas de fé que realizou no Peru e na Argentina. Nesses países, dezenas de pessoas experimentaram milagres, largando bengalas, que eles chamam de bastóns, e voltaram a D andar normalmente. “Quer ver o mesmo em sua vida? Não brinque com Deus e confie nEle”. O Missionário explicou que, por não conseguir amaldiçoar Israel, Balaque mandou as mulheres moabitas seduzirem os judeus. “Isso foi feito da maneira mais torpe e com atos contrários à natureza. Aquela orgia consagrada a Baal foi uma tragédia. Devido a essa atitude maligna, Deus enviou uma peste que matou milhares em um único dia. Portanto, não permita que o pecado entre em sua vida, principalmente o da fornicação. Se você está em um namoro ‘quente’ e imoral, saiba que esse tipo de relacionamento é a porta de entrada para a perdição eterna”. Durante o evento, o pregador também alertou os casados. “Não adulterem. Lembre-se da mulher pecadora de Lucas, capítulo 7, versículos 37 a 50. Ela levava uma vida errada, mas, ao ouvir falar de Jesus, que estava na casa de Simão, foi tocada pelo Espírito Santo e não teve medo de se humilhar. Amar é sentir o toque do Espírito Santo e obedecer ao mandamento do Todo-Poderoso”. Além disso, o líder também advertiu sobre o perigo dos “pecadinhos”. “Quem muito ama muito é perdoado. Porém, quem pensa que não tem problema cometer algum pecado aqui ou ali deve saber que já está perdido”. Não adianta conhecer a Palavra e agir na mentira Por fim, o pregador contou a história da mulher com hemorragia, relato descrito em Marcos, capítulo 5, versículo 33. Ela havia recebido a virtude divina, e seu sangramento estancara. Por estar impura, ela não poderia tocar em Cristo. Ainda assim, teve coragem e contou toda a verdade ao Mestre quando Ele perguntou quem O havia tocado. “Não esconda nada. Se você errou, desonrou alguém, enganou, conte a Deus e se acerte com a pessoa prejudicada”. Ele também ensinou que não adianta conhecer a Palavra e agir na mentira, enganando e fazendo uso de artimanhas. “Você precisa se limpar! Quantos estão doentes e não são curados; estão desempregados e não conseguem trabalho; estão enfermos e não aguentam se levantar; estão caminhando para o inferno, mas não acordam? Tudo porque desobedecem a Deus. Portanto, tome a decisão certa e torne-se amigo do Senhor, fazendo o que Ele manda, como orienta João 15.14, e seja abençoado. E, depois de ter feito tudo quanto possível, seja humilde, MARCELO NEJM Adeus à enxaqueca após 19 anos de sofrimento Logo após a oração do perdão, Soares orou para que todos fossem abençoados, santificados e recebessem a renovação da unção, o que trouxe milagres e curas para muitas pessoas, como Joalice Elisiário Sabino. Devido às severas crises de enxaqueca, as quais a acompanham desde os dez anos, Joalice quase deixou de ir ao encontro de fé. Quando surgiam as dores, ela não aguentava a claridade nem conseguia sair de casa, tendo de permanecer deitada. “Na quinta-feira, dia 2, a dor começou e não parou mais. Sentia a cabeça pesada do lado direito”, relata ela, que usou óculos escuros o tempo todo e não comeu nada durante todo o sábado. A bênção de Joalice ocorreu no momento da intercessão pelos enfermos. “A dor sumiu inteiramente”. Com o fim das crises, ela pode experimentar um alívio antes impensável. “Deus me curou”. pois o Altíssimo irá exaltá-lo. Busque o Reino de Deus em primeiro lugar, e as demais coisas lhe serão acrescentadas. Quero receber o diploma de servo inútil, mas jamais de servo negligente e mau” (Lucas 17.10; Mateus 25.26). Em seguida, foi feita uma oração para aqueles que desejavam entregar a vida a Jesus, deixando os pecados do dia a dia. Milhares de pessoas levantaram as mãos e, clamando com o Missionário, confessaram falhas, pecados e se entregaram ao Senhor. Saiba onde os cultos de fé com o Missionário serão realizados por meio do site www.ongrace.com ou d MA RC OS O UT CO

[close]

p. 13

SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 16 - USA - Maio de 2015 MARCOS AC B9 Poder de Deus combate fibromialgia e opressão Marlene Weber Vieira da Mota foi pela primeira vez participar de um culto do Missionário em São Paulo. Queria agradecer a Deus pela bênção recebida. Marlene sofria de fibromialgia, uma síndrome que causa terríveis dores musculares por todo o corpo e que não tem cura, segundo a Medicina. “Fazia tratamento, mas os remédios só traziam um pouco de alívio. Chegou um momento em que já não conseguia mais tomar banho sozinha, e era meu marido quem me ajudava a me vestir. Além disso, para me levantar e me deitar era bastante complicado, pois o corpo ficava enrijecido”. Ao assistir ao Show da Fé pela televisão, Marlene aprendeu a lutar contra a enfermidade. Com o Missionário, começou a jejuar, orar e ler os salmos diariamente. Em 2007, instantaneamente, o mal teve fim, e a dor e os sintomas nunca mais voltaram. A saúde dela estava restaurada. No sábado, 4 de abril, Marlene foi agradecer a Deus pelo milagre e levou outro para casa. “Havia bastante tempo que me sentia oprimida. Tudo dava errado para mim”. MARCOS COUTO Casal vê o milagre na vida da filha de dois anos L uzinete da Silva Vieira de Souza e o marido, Cleo de Souza, acompanhados dos dois filhos do casal, atravessaram a cidade a fim de participarem do evento da Igreja da Graça. Porém, para a pequena Ana Vitória, de dois anos, foi um percurso difícil. “Ela chorou muito e reclamou o tempo todo de uma dor no ouvido direito, que a incomodava havia dias”, informa a mãe. Apesar de fazer tratamento e tomar remédios, nada adiantava. Ana Vitória continuava sofrendo. Ao ouvirem a mensagem de R. R. Soares, Luzinete e Cleo creram e tomaram posse da bênção. “Orei com o Missionário, colocando minha mão sobre o ouvido dela”, revela Luzinete. A resposta veio em seguida, quando a pequena disse: “Mamãe, a dor sumiu”. O casal voltou para casa feliz e comemorando o milagre na vida da filha. Essa opressão causava constantes doenças e brigas na família, até mesmo com o marido. “Na oração, senti aquele mal sair. Estou liberta! Hoje, foi meu dia de ser renovada”. A morte rondava a família Quem também foi ao Campo de Marte agradecer pela bênção de Deus foi José Alberto Gonçalves Jesus. Frequentador da Igreja da Graça, ele afirma que motivos para louvar o Senhor não lhe faltam. “Conheci Jesus por intermédio de minha filha, que enfrentou uma batalha em sua gravidez, mas, apesar das lutas pelas quais passava, não desistiu de orar por mim e pela mãe. No final de sua gestação, ela teve eclampsia, e quase houve uma tragédia. Enquanto minha filha lutava pela vida dela, meu netinho lutava pela dele, já que contraiu uma bactéria resistente, que fazia sua pele se soltar. Porém, o Senhor deu vitória em tudo e os curou”. No começo de 2014, durante exames de rotina, os médicos descobriram que José Alberto sofria de um bloqueio de nível dois no coração por conta da doença de Chagas. “Eles se perguntavam como era possível eu estar vivo. O quadro estava tão sério, que me encaminharam com urgência para um hospital especializado em cardiologia”. Na mesma semana, José Alberto implantaria um marca-passo. A situação era grave e ele já tinha até recebido encaminhamento para se aposentar. Entretanto, nenhum desses proceMA dimentos foi necessáRC OS rio. Perseverando em CO UT O oração e na Palavra, novos exames, antes da cirurgia, mostraram o milagre: José Alberto estava curado; o bloqueio havia surpreendentemente sumido. “Vim celebrar! A unção que Deus deu ao Missionário foi repartida sobre a minha vida também”. Unção e cura em casa Estava tudo planejado. Há tempos, Ruth Katagnavvi desejava ir ao encontro de fé, na Praça Campo de Bagatelle, para receber sua bênção. No dia, no entanto, as coisas não saíram como previsto. Por causa de uma inflamação no nervo ciático, que afetava os movimentos de sua perna esquerda, Ruth enfrentava dores terríveis e, além de ter dificuldade para se levantar, não podia se abaixar. Andava de moto, mas subir escadas era uma missão impossível. “Desisti de ir ao evento com minha filha, porque não estava me sentindo bem”. Ruth acompanhou o culto em sua casa, pela RIT, louvando a Deus e orando. Ela viu milhares de mãos se levantarem, aceitando Cristo, confessando pecados ou testemunhando curas. Por isso, ficou sentida por não estar lá. Porém, quando o Missionário cantou a canção Acende uma luz e todos acenderam lanternas, o impossível aconteceu em sua residência, a muitos quilômetros do Campo de Marte. “Jesus me curou completamente. Não sinto mais dor ou limitação em meus movimentos. A unção chegou até a minha vida também”, testemunha ela, repetindo algo que muitos têm dito ao participarem das reuniões de R. R. Soares transmitidas para o mundo todo. OS O UT CO m ou do programa Show da Fé, de segunda-feira à sábado, 9pm, na RIT TV – Canal 9815 DishNetwork.

[close]

p. 14

B10 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 16 - USA - Maio de 2015 FOTOS: MARCOS AC P Cinco nódulos nos seios sumiram via recebido várias bênçãos do Senhor e passou a clamar por mais esse milagre. “Cada vez que participo dos cultos dele, fico livre de algum mal. Em setembro, uma dor no braço ficou para trás”, menciona ela, que, ao interceder mais uma vez com o líder da Igreja da Graça, foi abençoada. “Coloquei a mão nos seios e comecei a pedir a Deus que ficasse livre daquele problema. Percebi que os meus seios voltaram ao normal, e os nódulos sumiram. Estou dormindo perfeitamente. Não sinto mais dor nenhuma”. or cerca de dez anos, Silvênia Mendes Gomes conviveu com três nódulos no seio esquerdo e dois no direito. “De janeiro para cá, os seios começaram a doer bastante, o que não é bom sinal. Não tinha posição para dormir; para o lado que eu virava, latejava. No esquerdo, então, não podia nem tocar, pois estava todo dolorido. Temia, inclusive, fazer os exames, pois, se os nódulos fossem malignos, teria de me submeter à cirurgia e poderia ficar sem as mamas”. Assídua nas reuniões do Missionário, Silvênia já ha- “Estou bem e muito feliz” Maria da Conceição Reis da Silva estava, havia mais de dois meses, com um nódulo de, aproximadamente, 3cm na perna direita. “Comecei a sentir dor na perna e, ao passar a mão na região, percebi um nódulo próximo à virilha. Doía constantemente, inclusive o osso, mas, à noite, era pior. Quando conseguia adormecer, já era bem tarde. Fazia massagem e tomava comprimidos contra a dor, porém não adiantava”. Telespectadora do Show da Fé, Maria da Conceição decidiu participar de um dos cultos de R. R. Soares a fim de buscar a própria bênção. “Tinha certeza de que seria curada. No momento da oração, senti pontadas, como se me queimassem. Quando terminou e passei a mão no local da enfermidade, não encontrei mais nada. Graças a Deus, estou bem e muito feliz. Posso cuidar da casa sem dores. Já lavei roupa e fiz faxina e comida”. Fim da dor que o sacrificou por cinco anos “Deus fará maravilhas aqui. Hoje, o Senhor há de curar tantos quantos desejam ser curados e começar uma nova vida. Aceite essa bênção. Chega de sofrimento”. A declaração do Missionário em dos seus cultos despertou a fé de muitas pessoas que acreditaram no poder do Altíssimo e foram curadas, como Anízio Theodoro de Farias. “Graças a Deus, estou bem”. Sua frase aliviada demonstra a satisfação pela cura de bursite no braço direito, que o sacrificava havia cinco anos. “Eu tomava remédio, mas a dor ia e voltava todos os dias. Depois que participei da reunião do Missionário, ela nunca mais voltou”. Livre do mal, ele já pode movimentar o braço sem problemas. “Levantava-o apenas até a metade. Como moro sozinho, tinha dificuldade para trocar lâmpada, ver algum vazamento de água e outras coisas na minha casa”, explica ele, que congrega na Igreja da Graça e sempre assiste ao Missionário pela televisão. “Cheguei à reunião com fé, apesar de estar sentindo dor. No momento em que ele chamou para fazer a oração pelos enfermos, fui e deu tudo certo. Quando retornei para casa, contei aos vizinhos o milagre que Jesus fez na minha vida, pois sempre falava com eles sobre esse problema”. De volta às atividades do cotidiano, Anízio já começou a fazer consertos em sua residência. “Verifiquei a boia da caixa d’água, que fica no alto, e, para chegar até lá, precisei de uma escada. Levantei o braço, apoiei na escada e não senti dor. Valeu muito a pena ir à reunião”. Pg 11 - 14 - Campanhas de Fé - B7 - B10 - 16 - EUA - Português.indd 10 15/05/2015 14:26:53

[close]

p. 15

SHOWda FÉ MAIO DE 2015 B11 LIBERTAÇÃO SUJEITAI-VOS, POIS, A DEUS; RESISTI AO DIABO, E ELE FUGIRÁ DE VÓS (Tiago 4.7). Missionário R. R. Soares MARCOS AC Editorial Missionário R. R. Soares Deus quer abençoá-lo Por que não dar uma chance ao Criador de abençoá-lo? Ora, há muita gente que se diz de Deus, mas não tem poder para libertar uma vítima de obra de feitiçaria. Porém, tenha certeza de que o Senhor está nos usando. Do mesmo modo que, no passado, o Altíssimo operava por intermédio de Seu Filho, Jesus de Nazaré, Ele age hoje usando aqueles que se consagram para libertar os oprimidos pelas obras das trevas, os quais vivem dominados por tentações e todo tipo de sofrimento. Creia! Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e para sempre. O que Ele fez no passado fará hoje por quem confiar nEle. Agora mesmo, enquanto você lê esta mensagem, existem pessoas sendo libertas das aflições. Por que não receber a sua graça também? Venha! Há uma bênção para você. Estava no fundo do poço por causa das drogas Amanda Pieranti amanda.jornalshowdafe@gmail.com os 14 anos, começou a fumar cigarros. Depois, maconha. Em seguida, a mistura de maconha e crack , conhecida como mesclado, até chegar a algo com maior poder entorpecente, o capeta, mistura de cigarro normal e crack . Na prática e na alma, David Dias Queiroz da Silva estava tomado pela dependência química, que o consumiu por quase cinco anos. Ele relata que se encontrava no fundo do poço. “Perdi a confiança da minha família, pois peguei eletrodomésticos de casa para vender e comprar drogas. Cheguei a ponto A de tirar os fios elétricos para o mesmo fim. Por causa disso, ficamos sem luz em casa”. Quando não tinha entorpecentes, sentia-se aflito. “Fazia de tudo para conseguir as drogas: saía de madrugada para as bocas de fumo, tentava pegar fiado. Ficava desesperado mesmo! Não tinha controle sobre meu corpo. Na fase terminal, eu estava, praticamente, pele e osso”. Após passar uma noite inteira se drogando, David teve um “apagão”. Diante disso, ele entendeu que era hora de parar. “Percebi que minha vida estava em risco. Eu dizia que não usaria mais, porém não tinha uma motivação para largar aquela vida”. A luz da libertação Uma noite, quando ouviu a pregação de um pastor no rádio, tudo mudou. “Lembro-me de que tinha acendido velas para iluminar o ambiente. O ministro, então, disse que Jesus estava nos chamando, e convidou os ouvintes a orarem. Essas palavras falaram tão profundamente ao meu coração, que caí de joelhos e comecei a chorar. Não conseguia falar com Deus de tanta emoção, porque aquele peso que estava sobre minha vida saiu na hora, e a alegria da salvação entrou em mim de uma forma tão forte, que já não tive mais vontade de usar drogas. Eu me rendi a Jesus e fui liberto daquele mal”. Com a saúde recuperada, David restaurou os laços familiares e, há oito anos, tornou-se pastor da Igreja Internacional da Graça de Deus.

[close]

Comments

no comments yet