Revista Municipal de Amares

 

Embed or link this publication

Description

Revista Municipal 2º semestre de 2014

Popular Pages


p. 1

2 revista municipal • 2° semestre / 2014 número

[close]

p. 2



[close]

p. 3

Índice 3 Palavra do Presidente 4 Amares, a afirmação de uma identidade 6 500 anos de Foral CULTURA E TURISMO 14 Exposições de artesanato e produtos da terra 16 Festival da Cerveja e da Francesinha 16 TV Minho em Amares 20 Moda em Movimento 22 Biblioteca Municipal Francisco de Sá de Miranda 23 Amares recebeu Confraria dos Gastrónomos do Minho 23 Inauguração da Galeria de Artes e Ofícios 24 Concerto e Árvore de Natal 25 IPCA e CIM Cávado de mãos dadas na valorização do conhecimento 25 Caracterização físico-química da “Laranja de Amares” 26 Mercado Natalício de Amares POLÍTICA DE PROXIMIDADE 28 Presidente da Câmara de Amares de visita às feiras semanais 30 OBRAS AÇÃO SOCIAL 36 “Habitação Digna” para 9 famílias amarenses 36 Recolha alimentar da Arca dos Sonhos sensibilizou amarenses 37 Apoios na área social 37 Município distribuiu cabazes alimentares a famílias carenciadas do concelho DESPORTO 39 Caminhadas com história 40 II Caminhada pela Geira / Via Nova Romana 41 Inaugurado Trilho do Penedo do Rebolão 42 II São Silvestre de Amares 44 Feira Franca de Amares - 2015 EDUCAÇÃO 47 Presidente da Câmara homenageou simbolicamente os professores 47 Presidente da Câmara visita cantinas escolares 47 Programa “Explorando Emoções” nos centros escolares do concelho SAÚDE 49 Município de Amares assinalou Dia Mundial do Coração 50 Hortas pedagógicas promovem alimentação saudável em Amares 51 Protocolo entre Câmara de Amares, Juntas de Freguesia e Centro Social do Vale do Homem MEIO AMBIENTE 53 Município limpou contentores do lixo 53 Munícipio de Amares incentiva colaboradores a reciclarem AGENDA 2015

[close]

p. 4



[close]

p. 5

palavra do presidente Manuel Moreira Caros Amarenses, Encontramo-nos de novo neste espaço para dar continuidade a um diálogo iniciado com a primeira revista. É uma oportunidade para balanços mas também ponto de encontro para perspetivarmos juntos o Futuro. Várias ações marcaram os últimos meses. Uma parceria com a TEC-Minho desencadeou um estudo sobre a caracterização físico-química da nossa laranja. É o primeiro passo. Esperamos, numa fase seguinte, despertar o interesse da restauração, dos empreendedores, dos agricultores, de todos quantos queiram investir e inovar. O Investimento direto nas pessoas, sendo desde sempre um aspeto prioritário, continua a marcar de forma muito clara a intervenção dos últimos meses. De junho a dezembro, 297 pessoas reformadas beneficiaram da medida “comparticipação de medicamentos” e 98 crianças da vacina preventiva da meningite. Realço, também, o acompanhamento de proximidade às cantinas dos centros escolares que tem permitido verificar o excelente trabalho desenvolvido no sentido de uma melhoria constante na qualidade das refeições e na educação alimentar. Creio firmemente que estes são aspetos que reforçam, a cada dia, a qualidade de vida no nosso concelho. Contamos que os próximos fundos comunitários vão permitir um importante impulso em várias áreas. Apresentamos nas próximas páginas as linhas do plano estratégico para o crescimento e desenvolvimento de Amares. É um caminho de valorização do território, património e produtos locais que necessita do envolvimento do tecido associativo, privado e dos cidadãos. Perspetivamos amares turística, competitiva, coesa, sustentável e participada. É esse o caminho. Participe connosco! Um abraço com amizade Manuel Moreira Amares | Revista Municipal 3

[close]

p. 6

amares a afirmação de uma identidade Uma visão para o futuro: Afirmar Amares como um destino turístico de excelência e um concelho com condições excecionais para fixação. Mobilização do tecido associativo (associações de desenvolvimento locais), do setor privado (hotelaria, restauração, pastelaria, produtores de vinho, agricultores, empresas em geral) e dos cidadãos em torno de um projeto de desenvolvimento através de uma aposta forte na valorização do território, do património e dos produtos locais. Identidade, Tradição, Criatividade, Inovação, Orgulho, Envolvimento SÃO ESTES OS VALORES QUE ESTRUTURAM A LINHA DE PENSAMENTO E AÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DO CONCELHO Objetivos Estratégicos Gestão próxima, rigorosa e participada; Aposta no valor dos Recursos Humanos da organização; Valorização do património, do território e dos produtos locais; Concelho inovador e espaço de oportunidades; Sustentabilidade; Desenvolvimento social. Amares Turística Amares Coesa Amares Sustentável Amares Competitiva Amares Participada 4 Amares | Revista Municipal

[close]

p. 7

Valorização do território, Rio Cávado e Rio Homem; Monte de S. Pedro; Trilhos; Geira; Quatro Caminhos; Mosteiros e Monumentos; Sá de Miranda; D. Gualdim Pais; António Variações; Laranja; Vinho; do património, das pessoas e dos produtos locais Gestão próxima, rigorosa e participada Promoção de uma cidadania cada vez mais ativa e responsável aumentando as dinâmicas de participação da população; Reforço da cooperação institucional (envolvimento de instituições e setores estratégicos do desenvolvimento social, educativo e económico). Recursos Humanos motivados, empenhados e envolvidos Gestão estratégica no ativo humano e na melhoria do clima organizacional; Concelho inovador e espaço de oportunidades Melhorar as condições de atração e acolhimento empresarial do concelho; Reforçar a imagem do concelho como destino turístico peculiar através da valorização das suas características diferenciadoras; Aumentar a oferta de produtos tradicionais no mercado; Fomentar o empreendedorismo; Linho, Bordados e lenços dos namorados; Artesanato; Gastronomia. Envolvimento do tecido Associativo e Setor Privado Produtores de Vinho Agricultores Criação de um plano estratégico para os setores da hotelaria, restauração e pastelaria; Revitalização do comércio local; Valorização das atividades agrícolas (Afirmação do Vinho de Amares e da laranja). Envolvimento de potenciais investidores Envolvimento da hotelaria, restauração e pastelaria Melhorar a Imagem do Concelho Requalificação das rotundas; Limpar paragens de autocarros e colocar informação dos transportes; Sinalização vertical e horizontal; Estradas de acesso; Sistematização de informação sobre oferta turística, alojamento, restauração e oferta cultural; Melhorar as redes de Comunicação. Sustentabilidade Eficiência Energética; Água; Evolução territorial harmoniosa; Promover a salvaguarda e valorização de áreas ambientalmente relevantes. Desenvolvimento Social Aprofundar respostas inovadoras, multidisciplinares e integradas para os problemas sociais; Promover condições dignas de acesso à habitação, educação e alimentação. OPINIÕES E SUGESTÕES: debate.ideias@municipioamares.pt Amares | Revista Municipal 5

[close]

p. 8

500 ANOS DE FORAL

[close]

p. 9

Comemorações dos 500 anos de Foral em Amares Mais do que dizer que tenham terminado as comemorações dos 500 anos dos forais de Amares, importa referir apenas alguns momentos e eventos que se levaram a cabo nesse âmbito durante estes meses. E desde 08 de abril que vieram, de facto, acontecendo iniciativas que primaram inequivocamente pela diversidade e qualidade, numa lógica de envolvimento de distintas entidades e instituições do Concelho e sempre numa perspetiva de satisfazer vários gostos e múltiplos públicos, sem ceder à tentação fácil de um “fazer por fazer” baseada meramente em possíveis critérios de quantidade avulsa ou descaracterizadora. Foi neste espírito de inclusão e abrangência que surgiram espaços destinados à “Cultura e Tradições da nossa Terra”, representações teatrais, danças e cantares, marchas e rusgas, exposições e concertos ao mais alto nível, Cortejo e Feira Quinhentista revisitando a época de D. Manuel, palestras e conferências, bem como monumentos que perpetuarão a memória destas datas e ficarão como sinais de religação à nossa História e à nossa identidade de Amarenses. Até porque ainda falta um outro momento que sofreu algum atraso por dificuldade de compilação dos textos e imagens de todos os autores, mas que se concretizará em breve com o lançamento de uma ampla monografia alusiva precisamente à “História de Amares”, às várias épocas que vieram formando este território e este Povo e às mais díspares dimensões sobre as quais se pode analisar, interpelar e interpretar um Concelho como o nosso, assim tão rico em paisagem e património, seja material, seja imaterial, indo com conhecimento de causa à geografia íntima dos vultos e das coisas. De maneira que, para lá do balanço deveras positivo que, sem dúvida, se pode fazer destas comemorações: o essencial é mesmo este desafio de prosseguirmos Amares progredindo ou inovando dentro do respeito pela nossa singularidade, pela nossa alma e pelas nossas raízes diferenciadoras – tanto mais quanto formos capazes de interiorizar que as efemérides só têm efetivamente sentido se assentarem na festa da nossa humanidade, da nossa sensibilidade e sobretudo da nossa vocação para deixarmos o mundo ainda e sempre cada vez melhor. O vice-presidente da Câmara, Jorge Tinoco. 500 anos de Floral 7

[close]

p. 10

Cerimónia de abertura das comemorações Inauguração do monumento evocativo do Foral de Entre-Homem e Cávado, em Amares Marcha até ao Largo D. Gualdim Pais, ao som de bombos das associações locais Sessão Solene de abertura das Comemorações do Foral de Entre-Homem e Cávado e do Foral do Couto do Convento de Bouro na Câmara Municipal de Amares Hastear da bandeira do Município Representação da entrega da Carta de Foral pelo Grupo de Teatro de Bouro Santa Maria, no Largo D. Gualdim Pais 8 Amares | Revista Municipal

[close]

p. 11

Mini Maratona do Foral Costumes e tradições da nossa terra 500 anos de Floral 9

[close]

p. 12

Feira Quinhentista 10 Amares | Revista Municipal

[close]

p. 13

Feira Quinhentista 500 anos de Floral 11

[close]

p. 14

Cerimónia de encerramento das comemorações Encenação da entrega da Carta de Foral ao Couto do Convento de Bouro Concerto “Vox Angelis – Cantus Manuelinus” no Mosteiro de St.ª Maria de Bouro Inauguração de Monumento Evocativo em St.ª Maria de Bouro 12 Amares | Revista Municipal

[close]

p. 15

CULTURA TURISMO

[close]

Comments

no comments yet