Revista Construir Mais nº 09 / Abril de 2011

 

Embed or link this publication

Popular Pages


p. 1

cub fevereiro 1,580 revista mensal do sindicato da indústria da construção no estado de goiás sinduscon-go ano 1 nº 9 abril/2011 empresas goianas dão exemplo de como construir primando pelo bem-estar social pág 18 entrevista com o presidente do crea-go gerson de almeida taguatinga pág 6

[close]

p. 2



[close]

p. 3

e ditorial indústria da construção geradora de desenvolvimento os empresários que atuam na indústria da construção goiana estão preocupadíssimos em gerar o mínimo desconforto à sociedade enquanto executam suas obras as empresas em sua grande maioria cumprem a legislação ­ o código de posturas dos municípios e o código de obras ­ empregando recursos para promover melhorias nas proximidades dos canteiros de obras obviamente pela natureza das atividades relativas à indústria da construção é certo que sejam grandes ou pequenas obras ocorrem impactos diretos sobre os espaços geográficos onde estão localizadas causando incômodos temporários na rotina de vida da população mas benefícios duradouros como a valorização dos logradouros áreas bairros imóveis etc o assunto é o tema da matéria principal desta edição que traz os esclarecimentos do diretor da subcomissão de legislação municipal do sinduscon-go e presidente da ademi-go ilézio inácio ferreira mas de nada adiantaria abordar um assunto tão importante se não mostrássemos os exemplos do que os empresários estão fazendo sendo assim trazemos as experiências de três empresas consciente construtora pontal engenharia e tci inpar a primeira criou a calçada consciente projeto que privilegia a acessibilidade drenagem e permeabilidade urbana arborização entre outras iniciativas que visam criar um espaço humanizado outra ação de impacto benéfico da consciente construtora é a segregação de resíduos sólidos a pontal engenharia realiza intensa divulgação do código de posturas do município de goiânia à sua equipe técnica e administrativa para que coordene o planejamento projeto implantação e acompanhamento das ações de construção relativas ao canteiro de obras e suas interferências para com a vizinhança a cidade o meio ambiente e quanto à saúde e segurança de seus colaboradores entre as várias ações da empresa direcionadas a informar conscientizar e treinar seus colaboradores a cumprir as leis e normas pertinentes está o treinamento dos funcionários quanto a essas necessidades assim como a divulgação constante de assuntos relacionados na construção é certo que ocorrem impactos diretos sobre os espaços geográficos onde as obras estão localizadas causando incômodos temporários mas benefícios duradouros ao meio ambiente diminuição do barulho poeira etc saúde e segurança no trabalho e cidadania para tanto produz informativos boletins jornal mural entre outros meios de comunicação já a construtora e incorporadora tci inpar tem uma política clara de comunicação focada na transparência e nas boas práticas ao iniciar cada obra a primeira providência que a empresa toma é entrar em contato com os vizinhos para explicar como serão os procedimentos a movimentação da obra as etapas possíveis transtornos especificidades etc outro cuidado da empresa refere-se à organização da rotina dos canteiros com foco em minimizar os impactos negativos das obras os equipamentos que produzem mais ruídos como por exemplo a betoneira recebem especial atenção ­ a empresa utiliza cabine de isolamento no entorno do equipamento e adota rotina de manutenção preventiva como o leitor pode constatar a construir mais preocupa-se em mensalmente trazer informações relevantes que podem contribuir na gestão e no dia a dia das empresas boa leitura justo oliveira d abreu cordeiro presidente do sinduscon-go diretoria executiva do sinduscon-go 2010/2013 presidente justo oliveira d abreu cordeiro 1º vice-presidente carlos alberto de paula moura júnior 2º vice-presidente eduardo bilemjian filho diretor administrativo manoel garcia filho diretor adjunto administrativo daniel jean laperche diretor financeiro e patrimonial josé rodrigues peixoto neto diretor adjunto financeiro e patrimonial rodrigo campos ferreira diretor da comissão de economia e estatística ibsen rosa diretor adjunto da comissão de economia e estatística dinésio pereira rocha diretor da comissão da indústria imobiliária roberto elias de lima fernandes diretor adjunto da comissão da indústria imobiliária mário andrade valois diretora da subcomissão de habitação maria amélia alves e silva diretor da subcomissão de legislação municipal ilézio inácio ferreira diretor de materiais e tecnologia sarkis nabi curi diretor adjunto de materiais e tecnologia renato de sousa correia diretor da comissão de concessão privatização e obras públicas valdivino dias de oliveira diretor adjunto da comissão de concessão privatização e obras públicas josé carlos gilberti diretor de qualidade e produtividade humberto vasconcellos frança diretor adjunto de qualidade e produtividade marcelo alves ferreira diretor de construção pesada carmerindo rodrigues rabelo diretor adjunto de construção pesada jadir matsui diretor da construção metálica cezar valmor mortari diretor adjunto da construção metálica joaquim amazay gomes júnior diretor de assuntos jurídicos ricardo josé roriz pontes diretora adjunta de assuntos jurídicos patrícia garrote carvalho diretor da subcomissão de política e relações trabalhistas e sindicais jorge tadeu abrão diretor de saúde e meio ambiente moacyr soares moreira diretor adjunto de saúde e meio ambiente josé augusto florenzano diretor de setor elétrico e telefonia carlos vicente mendez rodriguez diretor adjunto de setor elétrico e telefonia osney valadão marques júnior diretor social e de comunicação darci moreira de lima diretora adjunta social e de comunicação eliane carvalho lima conselho consultivo josé alves fernandes filho paulo afonso ferreira mário andrade valois joviano teixeira jardim sarkis nabi curi josé rodrigues peixoto neto roberto elias de lima fernandes alan alvarenga menezes marcos alberto luiz de campos e Álvaro castro morais suplentes Élbio braz moreira marco antônio de castro miranda e joão arthur rassi conselho fiscal amós vieira wilson luiz da costa e andré luiz baptista lins rocha suplentes doriel natalício da fonseca célio eustáquio de moura e naldo alves mundim representantes junto À fieg roberto elias de lima fernandes e justo oliveira d abreu cordeiro suplentes marcos alberto luiz de campos e guilherme pinheiro de lima representante junto À cbic justo oliveira d abreu cordeiro suplentes carlos alberto de paula moura júnior e mário andrade valois abril 2011 construir mais sinduscon-go l l 3

[close]

p. 4

s umário 5 artigo perspectivas para a nova legislatura é o tema do artigo do assessor legislativo da câmara brasileira da indústria da construção luis henrique macedo cidade 6/7 entrevista 18 matéria de capa o presidente do crea-go gerson de almeida taguatinga fala sobre o trabalho de valorização profissional acessibilidade e respeito ao meio ambiente realizado pela entidade empresas adotam práticas para minimizar os impactos da construção de grandes obras acompanhe as experiências da consciente construtora pontal engenharia e da tci inpar 10 comunidade da construção 12 espaço jurídico 27 reabilitação social confira matéria sobre paisagismo em função da sustentabilidade telemont faz convênio com o sistema de execução penal e com apoio do senai possibilita aos apenados acesso à educação profissionalizante o que significa trintídio legal da convenção coletiva de trabalho veja a resposta do departamento jurídico do sinduscon-go 30 contribuição confederativa patronal acompanhe as instruções referentes ao recolhimento da contribuição confederativa patronal 2011 16 passado presente elétron engenharia prima pelo exercício da responsabilidade social empresarial 34 indicadores econômicos confira o valor do custo unitário básico cub referente ao mês de fevereiro revista construir mais revista mensal do sindicato da indústria da construção no estado de goiás sinduscon-go sinduscon-go filiado à cbic e fieg rua joão de abreu n° 427 setor oeste goiânia-goiás cep 74120-110 telefone 62 30955155 fax 62 3095-5177 site www.sinduscongoias.com.br presidente justo oliveira d abreu cordeiro diretor social e de comunicação darci moreira de lima gerente executiva sebastiana santos edição joelma pinheiro reportagem aymés beatriz b gonçalves beatriz@sinduscongoias.com.br joelma pinheiro joelma@sinduscongoias.com.br e valdevane rosa valdevane@sinduscongoias.com.br fotografia assessoria de comunicação social do sinduscon-go e sílvio simões projeto gráfico© e diagramação robson duarte e edson de melo publicidade edson vicente eduardo filho edson@sinduscongoias.com.br telefones 62 3095-5168 62 9113-0062 9687-6938 impressão gráfica art3 tiragem 6.000 exemplares publicação dirigida e distribuição gratuita as opiniões contidas em artigos assinados são de responsabilidade de seus autores o sinduscon-go consciente das questões ambientais e sociais utiliza papéis com certificação fsc forest stewardship council na impressão dos seus materiais informe-se 62 3095-5168

[close]

p. 5

a rt i g o para a nova legislatura luis henrique macedo cidade passados os atos formais do início da nova legislatura e os reposicionamentos políticos inerentes a cada novo período no congresso nacional experimentamos a retomada dos trabalhos nas casas legislativas o cenário político esperado para o governo dilma é bastante favorável devido à nova composição do congresso nacional a presidente terá sua bancada de apoio ocupando a maioria das cadeiras em ambas as casas conferindo a seus projetos prioritários sustentação política esse apoio foi testado com sucesso e alguns poucos arranhões nos primeiros dias de legislatura com a rápida aprovação do novo valor do salário mínimo ainda como reflexo das discussões sobre a lei da ficha limpa vem ganhando destaque nos trabalhos do congresso a reforma política tendo sido instaladas comissões na câmara e no senado para apresentar propostas sobre o tema uma das prioridades dos trabalhos apontada por vários parlamentares será a discussão do sistema para eleição do congresso que envolve itens como voto distrital e voto em lista aberta ou fechada já as discussões sobre ações necessárias à realização da copa de 2014 e das olimpíadas de 2016 devem continuar como tema recorrente no congresso neste ano em virtude da aproximação desses eventos que envolvem grandes investimentos em infraestrutura por parte dos governos visando garantir a oferta de ambientes esportivos e de mobilidade urbana adequados às dimensões dos eventos nesse contexto destaca-se também a mpv 514/2010 que versa sobre o programa minha casa minha vida aumentando o teto de rendimento familiar elegível para os descontos para até dez salários mínimos ainda no início deste ano o governo promoveu o aumento do limite para compra de imóveis dentro do programa para até r 170 mil justificado pelo aumento natural dos preços dos imóveis desde 2007 outro tema prioritário para este ano será a proposta de um novo marco regulatório da mineração promessa de campanha de dilma que deve ser encaminhada ao congresso nacional brevemente no congresso as discussões sobre o novo código florestal cf devem continuar bastante acirradas em decorrência das tragédias causadas pelas chuvas no sudeste na versão do texto substitutivo da comissão especial da câmara o novo cf permite a construção em áreas de preservação e encostas o que vem sendo criticado por ambientalistas por gerar riscos de tragédias como as observadas recentemente na região serrana do rio de janeiro com a perspectiva de que teremos muitos temas de impacto direto no setor da construção na pauta política deste ano é perspectivas com a perspectiva de que teremos muitos temas de impacto direto no setor da construção na pauta política deste ano é necessário enfatizar a importância das contribuições das entidades e dos empresários necessário enfatizar a importância das contribuições das entidades e dos empresários desde a identificação de temas relevantes à participação ativa nas ações de defesa de interesse junto a autoridades competentes visando corrigir eventuais distorções que afetem negativamente o país luis henrique macedo cidade é assessor legislativo da câmara brasileira da indústria da construção cbic 5 abril 2011 construir mais sinduscon-go l l

[close]

p. 6

e ntrevis ta gerson taguatinga crea defende a valorização profissional acessibilidade e o respeito ao meio ambiente gerson de almeida taguatinga é formado em engenharia cigerson de almeida taguatinga vil pela universidade federal de goiás ufg nascido em goiâpresidente do crea-go nia sua vida profissional começou como professor de matemática nos colégios lyceu assis chateaubriand e olavo bilac após a graduação trabalhou como engenheiro na empresa brasileira de correios e telégrafos e no grupo sotreq dentro das atividades tados para o profissional que reside no interior visitamos as 43 insempresariais fundou a construtora rochedo em 1982 onde perpetorias hoje já são 47 na época para detectar suas reais necessidamaneceu até dezembro de 1990 em janeiro de 1991 tornou-se des com o diagnóstico em mãos iniciamos um ciclo de palestras visócio-diretor da pórtico construtora sando o aprimoramento dos nossos profissionais e ainda incentivaparte de sua vida profissional é dedicada também às atividamos a criação ou reativação de entidades de classe nos municípios des classistas em 2002 foi presidente do clube de engenharia goianos por acreditar que o sistema confea/crea só será forte se tide goiás onde ainda foi vice-presidente membro do conselho vermos entidades parceiras e participando do dia a dia do conselho fiscal e do conselho deliberativo e diretor financeiro no período acredito também que a organização desses profissionais que reside 2005/2006 foi vice-presidente do conselho regional de endem no interior em associações ajuda o crea atender às reivindicagenharia arquitetura e agronomia de goiás crea-go em juções e responder aos seus anseios nho de 2008 foi eleito presidente do crea-go para o triênio 2009/2011 que reivindicações a temos muitos bons atualmente a entidade registra instituição tem defendido exemplos de empresas 40.788 profissionais com ensino sujunto ao governo estadual perior e médio e 8.644 empresas dos visando melhorar a que optaram pelo ramos da engenharia arquitetura e infraestrutura de goiÁs caminho da ética e agronomia com 209 funcionários saneamento habitação se esforçam para atuando na sede e nas unidades do energia e estradas diminuir o impacto interior o crea-go possui cinco câmapor meio de um projeto denominado ras especializadas e dez comissões ação parlamentar implantado pelo ambiental além até além de um grupo de trabalho sobre confea e consequentemente pelos creas do que a lei obriga acessibilidade mobilidade e transporde todo o brasil estamos angariando o te sua área de atuação integra ativiapoio dos parlamentares nos projetos de dades voltadas ao registro profissional registro empresarial lei que tramitam na câmara dos deputados e no senado de inteanotação de responsabilidade técnica fiscalização apoio ao resse da sociedade em geral e dos profissionais da área tecnológica direito do consumidor e inspetorias regionais este mesmo projeto é realizado desde 2009 em nível local onde teconfira a seguir a entrevista que ele concedeu à construir mais mos a oportunidade de cobrar dos governos estadual e municipal maior destinação de recursos para a área de infraestrutura e em em linhas gerais qual tem sido o foco de trabalho contrapartida apresentar soluções técnicas ou apoiar projetos de do crea-go na sua gestão governo que visam o investimento nesta área cumprimos o nosso nossa gestão está sendo marcada pela modernidade pela transpapapel de procurar as autoridades e nos posicionarmos tecnicamente rência pela integração pela valorização de cerca de 40 mil profissiosobre os problemas de infraestrutura que o estado enfrenta sem nais da área tecnológica vinculados ao conselho goiano e pela defeatrelarmos as nossas propostas a projetos pessoais ou de cunho polísa dos interesses da sociedade por meio de ações que instituem setico partidário alertamos ainda nossas autoridades sobre a necessigurança economia e qualidade de vida para o povo goiano colodade de cargos técnicos serem ocupados por profissionais habilitacando em prática o nosso lema crea-go um conselho para todo dos vinculados ao sistema confea/crea os profissionais da área teco estado desde o início da gestão meus olhos também estão volnológica têm muito a contribuir para o desenvolvimento do estado 6 sinduscon-go construir mais abril 2011 l l

[close]

p. 7

hoje goiás investe muito pouco em infraestrutura temos um problema sério que está afetando a economia goiana que é a falta de investimentos no setor elétrico impedindo que muitas indústrias se instalem aqui a rede de transmissão de energia no estado é insuficiente impedindo também a instalação de novos pivôs centrais na agricultura irrigada infelizmente não temos infraestrutura necessária para acompanhar o ritmo de crescimento da nossa economia o crea-go promove anualmente o prêmio de meio ambiente o senhor acredita que no desenvolvimento dos projetos de engenharia tanto para obras públicas quanto privadas a questão ambiental tem sido levada em conta cite um exemplo de um projeto premiado há nove anos expressamos nosso reconhecimento aos profissionais e sociedade goiana que se destacam por suas posições ações projetos e programas na luta pela preservação defesa e conservação do meio ambiente esta iniciativa do crea-go também permite a identificação de valores morais e éticos que estimulem a consciência ambiental e que venham a contribuir com a melhoria da qualidade de vida e de mudanças de comportamento da sociedade em prol da saúde do meio ambiente desde a primeira edição do prêmio em 2001 foram inscritos 605 projetos/programas sendo que 79 foram premiados e 18 receberam menção honrosa e o que consicomo tem sido a atuação da Área de fiscalização do dero mais importante nosso prêmio é destinado às atividades decrea-go quais os principais problemas observados nas senvolvidas somente no estado de goiás o número de projetos insobras e o que fazer para conscientizar/combater critos reflete o seu alcance e credibilidade atualmente o foco da fiscalização do com certeza os projetos vencedores crea não é a autuação em si mas sim atualmente o foco da ajudam a sociedade a perceber e a tria conscientização da sociedade em gelhar o caminho da sustentabilidade inral sobre a importância de se ter um fiscalização do crea felizmente hoje nos deparamos com profissional legalmente habilitado e não é a autuação uma prática enganosa adotada por emdevidamente regularizado perante o em si mas sim a presas instituições públicas ou indivíconselho à frente da obra ou serviço a conscientização da duos que mascaram suas ações com remulta pecuniária ocorre somente em lação ao meio ambiente essas ações viúltimo caso depois de esgotados tosociedade em geral sam enganar o consumidor essa prátisobre a importância de dos os recursos nossos principais proca é conhecida como greenwashing blemas estão relacionados a obras que se ter um profissional que significa lavagem verde ela é não possuem profissional legalmente usada há mais de duas décadas para legalmente habilitado habilitado a falta deste profissional se designar informações tendenciosas ou reflete na segurança e na durabilidade propaganda enganosa de algum proda obra ou serviço em geral tem-se a falduto ou serviço rotulado de ecologicamente correto ou que visam sa ideia de que contratar profissionais técnicos é um gasto dismascarar a má conduta ambiental É claro que temos muitos bons pensável e desnecessário os noticiários têm nos mostrado que a exemplos de empresas que optaram pelo caminho da ética e se essituação é exatamente o oposto quando não se contrata profisforçam para diminuir o impacto ambiental além até do que a lei obsionais é que se tem grandes perdas de recursos materiais e até riga e a função do prêmio é reconhecer apoiar e divulgar as boas mesmo de vidas humanas como vimos na região serrana do rio iniciativas que levam a sério a questão ambiental posso citar como de janeiro em janeiro onde as prefeituras deixaram de ter em exemplo o projeto gestão ambiental no setor sucroalcooleiro utiseus quadros profissionais para acompanhar e fiscalizar a expanlização dos resíduos industriais na cultura de cana-de-açúcar da são urbana de seus municípios e com isso causaram a perda de empresa jalles machado s/a que foi vencedor do prêmio crea inúmeras vidas sem se falar do prejuízo financeiro que ninguém goiás meio ambiente em 2008 na categoria meio ambiente rural até agora conseguiu mensurar o projeto sistema domiciliar de tratamento de esgoto por plantas uma contribuição ao ambiente da cidade de goiânia do tecnólocomo o senhor avalia o movimento dos go em construções civis/edificações douglas pereira da silva pitaluarquitetos no sentido de estruturarem ga também vencedor do prêmio em 2008 na categoria saneao seu conselho específico mento é outro exemplo que podemos citar o ex-presidente lula sancionou no dia 30/12/2010 a lei nº 12.378 que aprovou a criação do conselho de arquitetura e urbanismo cau para regulamentar o exercício da profissão no brasil eu partie na Área de acessibilidade que contribuições o crea-go tem dado a esse respeito cularmente não enxergo a necessidade da saída dos arquitetos do sistema confea/crea mas já que é um fato consumado eu desejo para o crea-go investir em acessibilidade é garantir o acesso fácil aos espaços aos mobiliários e equipamentos urbanos às edificasucesso aos colegas e que continuem trabalhando em benefício da ções e aos serviços de forma autônoma segura e independente a sociedade como sempre fizeram toda a população incluindo aqueles que apresentam algum tipo de incapacidade ou deficiência inserindo-se neste contexto idosos obesos grávidas crianças e acidentados acredito que quando as pessoas estão sujeitas às barreiras físicas culturais e sociais fica caracterizado o desrespeito aos princípios constitucionais de igualdade do pleno exercício da cidadania do direito de ir e vir do acesso à educação ao lazer ao emprego fazendo com que cidadãos vivam à margem da sociedade por isso o crea-go tenta conscientizar os profissionais para projetar e executar empreendimentos com critérios de acessibilidade entre as nossas várias contribuições na área de acessibilidade podemos citar o lançamento da 1ª edição do guia de acessibilidade de goiânia em 2006 no mesmo ano sugerimos adequações ao projeto calçada acessível da prefeitura de goiânia ainda em 2006 o crea iniciou um trabalho em parceria com o ministério público estadual de vistoria em várias escolas pontuando os itens de acessibilidade das edificações em um convênio firmado com a procuradoria geral da união fizemos várias vistorias em órgãos públicos federais para checar os índices de acessibilidade desses locais o crea também reconhece e apóia iniciativas do setor privado o projeto calçada consciente que foi vencedor do prêmio crea goiás meio ambiente em 2009 na categoria urbanismo é um exemplo concreto abril 2011 construir mais sinduscon-go l l 7

[close]

p. 8

n ot í ciasdos pa rcei ro s riscos de engenharia proteção para obras do projeto à execução o seguro de riscos de engenharia foi desenvolvido para garantir toda a segurança para obras dos mais diferentes tipos É um seguro que oferece a proteção ideal para a construção ampliação ou reforma cobrindo inclusive os danos causados a terceiros seu objetivo é garantir durante o período de vigência até o limite máximo de garantia especificada na apólice de seguro os prejuízos que o segurado venha a sofrer em consequência de riscos cobertos inerentes à construção inclusive incêndio erro de execução sabotagens roubo e furto qualificado danos causados por vendaval queda de granizo entre outros riscos o seguro dá total cobertura os seguros de riscos de engenharia possuem uma cobertura denominada internacionalmente all risks ou seja garante todos os riscos envolvidos exceto os riscos definidos como excluídos trata-se de um seguro de reposição do bem nas mesmas condições em que se encontrava imediatamente antes do sinistro o seguro compreende várias modalidades enquadradas em duas grandes categorias antes do funcionamento e em funcionamento · antes do funcionamento ­ garantem a cobertura aos bens segurados durante as fases de construção instalação e testes antes de entrarem em funcionamento · em funcionamento ­ acobertam bens a partir do momento em que são postos em funcionamento diante da importância das construtoras efetuarem o seguro de riscos de engenharia o sinduscon-go possui uma assessoria especializada apta a prestar as informações necessárias sobre o referido produto para tanto entre em contato com juliana vieira no sinduscon-go telefone 62 3095-5179 goiânia palco de novas tecnologias industriais a cidade de goiânia será palco da feira mac&tools que ocorrerá no período de 26 a 29 de julho o evento do setor industrial metal mecânico será realizado no centro de convenções da capital e deverá unir as indústrias e os profissionais do setor a feira contará com expositores e visitantes que poderão conhecer grandes novidades deste segmento além de soluções e alternativas para os profissionais e indústria o evento será voltado para facilitar novos negócios e apresentar novas tecnologias para as mais diversas áreas do setor industrial metal mecânico o objetivo da feira mac&tools é inaugurar um novo centro de negócios na região centro-oeste já que goiás é um dos estados mais prósperos da região com crescimento da produção aumento dos investimentos no setor industrial e desenvolvimento acima da média nacional com isso goiânia foi escolhida para sediar a 1ª feira de máquinas de ferramentas da indústria metal mecânica do centro-oeste instituto cidade da ademi avança com o fórum da mobilidade o instituto cidade ong criada no ano passado pela ademi-go com o intuito de subsidiar o poder público com propostas estudos sugestões e projetos para a melhoria da qualidade de vida nas cidades da região metropolitana de goiânia rmg tem feito avançar as discussões dentro do fórum de mobilidade da rmg instituído para esse objetivo a última reunião a quarta realizada em fevereiro levou ao auditório da ademi-go um público numeroso e qualificado dando consistência às ideias para que mude a condição da mobilidade no que têm forte impacto as atuais deficiências do transporte coletivo que serve à grande goiânia compareceram o presidente da câmara municipal de goiânia iram saraiva na ocasião no exercício da função de prefeito o secretário estadual de assuntos metropolitanos jânio darrot o secretário municipal de planejamento e urbanismo roberto elias de lima fernandes e os presidentes da cmtc josé carlos xavier da metrobus carlos maranhão e da amt miguel tiago igualmente arquitetos e urbanistas estudantes de arquitetura e de urbanismo empresários empreendedores e representantes dos setores da incorporação e da construção em goiás com esse avanço a agenda do fórum se aproximou dos seus objetivos centrais de onde se pode concluir que as ideias de cidades melhores na região metropolitana vão ser concretizadas cmo contrata auditoria externa para demonstrar transparência ao mercado cmo construtora contratou a ernst young terco para realizar auditoria em todas as contas da empresa de 2010 a 2011 e consultoria no projeto de expansão da construtora que completa 25 anos este ano o objetivo é tornar transparente toda a movimentação financeira da empresa uma das 10 maiores na construção civil em goiânia e consolidar sua credibilidade no mercado o processo de auditagem que envolve 14 profissionais iniciou este ano e termina em março de 2012 a auditoria é realizada por equipes de especialistas junto aos departamentos da cmo com a revisão de toda documentação contábil da incorporadora após esta revisão é gerado um relatório com orientações a serem seguidas para melhoria dos processos internos todas as indicações segundo gester santos consultor da ernst são discutidas com os líderes das áreas envolvidas e principalmente com os sócios da companhia apenas empresas de capital aberto têm obrigação de auditar sua contabilidade o que não é o caso da cmo construtora mesmo assim seus diretores optaram por realizar a auditoria para demonstrar ao mercado a transparência e solidez da empresa a expectativa é que os resultados sejam utilizados como indicativo para consumidores bancos e futuros investidores 8 sinduscon-go construir mais abril 2011 l l

[close]

p. 9

novo curso técnico em meio à crescente demanda por formação de mão de obra qualificada para o segmento de construção o senai goiás se mobiliza para desenvolver ações de educação profissional cada vez mais adequadas às necessidades das empresas a partir de abril a instituição passa a oferecer o curso técnico em manutenção de máquinas pesadas que será ministrado pela escola senai vila canaã em goiânia em parceria com a sotreq ­ empresa especializada na comercialização e no fornecimento de suporte técnico para equipamentos de diversas marcas a nova habilitação irá ampliar as ações desenvolvidas pelo senai para o setor de máquinas pesadas já atendido com diversas atividades de qualificação e aperfeiçoamento profissional coopercon-brasil avança na agenda comercial com mercado externo a cooperativa central da construção civil do brasil realizou sua primeira reunião oficial no dia 18 de março em são paulo quando foram definidas as ações iniciais de cada grupo de trabalho da nova entidade de acordo com o seu diretor comercial engenheiro paulo marcelo torres em visita à feira internacional da construção feicon-batimat/sp 2011 foram agendados contatos comerciais com diversos fornecedores estamos focados em buscar no mercado externo principalmente aço cimento e equipamentos indicados pelo programa de inovação tecnológica pit da comat/cbic destacou o engenheiro adiantando que através da negociação da coopercon-go com o presidente da sáez group danniel canovas já está sendo formado um novo grupo de empresas interessadas na compra de gruas do fabricante espanhol informe-se ligando para 62 3095-5166 se o trabalhador nãovai até a escola o sesi leva a escola para dentro da empresa de acordo com a relação anual de informações sociais rais do ministério do trabalho e emprego o percentual de analfabetos no setor da construção civil diminuiu mais de 60 nos últimos 10 anos colaborando para esse desenvolvimento o serviço social da indústria sesi-goiás oferece salas de aula dentro do canteiro de obras que abrange desde a alfabetização à conclusão do ensino médio ao todo o programa sesi educação do trabalhador já atendeu mais de 20 empresas com a participação de aproximadamente 500 colaboradores desde 2004 o objetivo do sesi agora é levar ao trabalhador da construção a inclusão digital de acordo com a gerente de educação básica da instituição Ângela buta o trabalhador da empresa que aderir ao novo projeto poderá contar com cursos a distância e acesso à internet de acordo com a parceria cabe à construtora disponibilizar o espaço físico adequado e possibilitar o acesso à internet já o sesi entrega os computadores contrata o professor efetua o acompanhamento pedagógico e certifica os participantes a crv construtora foi a primeira a firmar a parceria e já possui 10 computadores funcionando na sala de aula outras empresas estão em fase de negociação para adesão ao sesi educação do trabalhador concurso falcão bauer recebe trabalhos sobre inovação tecnológica prosseguem até o dia 30 de junho as inscrições aos interessados em participar da 18ª edição do concurso falcão bauer ­ prêmio cbic de inovação tecnológica dirigido a profissionais estudantes e empresas que se dedicam à pesquisa de inovação tecnológica para a indústria da construção para saber mais acesse www.sinduscongoias.com.br ou contate a comissão de materiais tecnologia qualidade e produtividade da câmara brasileira da indústria da construção pelo e-mail comatcbic@sinduscongoias.com.br telefones 62 3095-5181/5183 abril 2011 construir mais sinduscon-go l l 9

[close]

p. 10

construção sustentável convencional de coberturas por uma extensa manta de vegetação e é responsável por ganhos no desempenho térmico das edificações assim diminui a necessidade de utilização de ar-condicionado no interior das edificações uma vez que há a redução de transmissão de calor além de proporcionar a produção de oxigênio por meio da fotossíntese este sistema auxilia ainda na coleta de águas pluviais utilizadas para retroalimentação de lençol freático ou armazenamento para reutilização em fins não potáveis como irrigações de jardins e serviços gerais os chamados jardins de chuva a discussão e o estudo dos impactos ambientais da construção têm como principal objetivo promover uma melhor vazão através de a cada dia têm ganhado mais corpo promovendo o senso comum drenagem de águas pluviais no solo amenizando as consequências de que o simples fato de se alterar o ambiente pode gerar uma conde alagamentos e enchentes no ambiente urbano a utilização de dição insustentável sabe-se o quanto a diminuição da área perespécies vegetais que necessitem de maior umidade são as mais remeável do solo pode acarretar grandes acidentes ambientais cada comendadas para este tipo de solução vez mais frequentes em regiões metropolitanas e que a concentraa escolha e distribuição da vegetação em um jardim são fundação de espaços edificados pode ser responsável pela geração de bomentais para que haja a redução do consumo de água uma vez lhas de calor afetando a qualidade de vida e o consumo de energia que a irrigação pode ser otimizada ao se colocar em dado lugar esa partir dessa problemática a consciência ambiental das empécies de preferência nativas ou adaptadas ao clima local que tepresas ligadas à construção civil está nham consumo similar de água potencialise modificando de forma expressiva zando a racionalização da água É também o paisagismo em todo o país e se materializando importante estudar a possibilidade de confuncional é uma através de construções mais sustentáservação da topografia local evitando moalternativa veis e práticas ecologicamente correvimentações de terra o que acaba por ditas o paisagismo tem se revelado cominuir a emissão de gases do efeito estufa que não acarreta mo um forte aliado nesse processo e acréscimo significativo gee pelas máquinas à atmosfera muros pode ser adotado objetivando-se a por fim soluções simples como no orçamento redução de impactos negativos ao vegetados implantação de hortas pomameio ambiente de forma funcional res bem como jardins sombreados próxiproporcionando qualidade de vida do ser humano na edificação mos à edificação além de proporcionar maior conforto visual aos bem como em seu entorno levando-se em conta características cliusuários promovem o aumento do desempenho térmico e acústimáticas sociais e culturais de cada região concebido ainda em fase co do edifício com a diminuição das ilhas de calor geralmente prode projeto o paisagismo funcional é uma alternativa que não acarvocadas pela incidência direta de sol em superfícies escuras e não reta acréscimo significativo no orçamento sendo uma solução viáreflexivas principalmente em fachadas com orientação solar voltavel e com grande possibilidade de retorno sobre o investimento se das para oeste e noroeste para que o paisagismo funcional tenha comparado aos métodos convencionais de paisagismo de fato um resultado final satisfatório é de fundamental importânfazem parte do paisagismo funcional algumas soluções que cia que haja a integração entre os todos os profissionais envolvidos podem contribuir com a preservação ambiental tendo ao mesmo e que os mesmos tenham consciência e conhecimento da proposta tempo funções específicas em um edifício além da função estética e conceito de sustentabilidade propondo soluções coerentes com o eco-telhado ou cobertura verde por exemplo substitui o sistema todas as características locais da região onde haverá a intervenção paisagismo em função da sustentabilidade 10 sinduscon-go construir mais abril 2011 l l

[close]

p. 11

comunidade da construção projeto gestão integrada de serviços de obra integrando planejamento comÉ notório o crescimento nos pras logística qualidade seguúltimos anos do mercado da rança execução e controle dos construção civil no brasil impulserviços de obra sionado principalmente pelo para eduardo carvalho paiva crescimento da economia e pelo engenheiro da qualidade da fácil acesso aos créditos proporconsciente construtora sua excionados por programas como o pectativa é de que por meio da minha casa minha vida mas o utilização de bpm possa identifisetor enfrenta uma série de procar e implementar melhorias aos blemas agravado ainda mais processos o projeto é importanpelo crescimento acelerado te pela possibilidade de benchdentre os principais problemas marking com outras empresas destacam-se falta de mão de ampliando os horizontes da emobra e qualificação profissional presa de atuação local e crescimento contínuo falta e atrasos no fornecimento de insumos e equipamentos e segundo a professora da universidade federal de goiás pressão por redução nos prazos e custos das obras outra readra tatiana gondim do amaral o projeto se baseia em uma lidade do setor é a falta de planejamento adequado e a utilimetodologia de gestão voltada a apoiar os processos de negózação de métodos e processos construtivos tradicionais que cios nesse sentido complementa que a metodologia serve patrazem como maior consequência o grande desperdício de ra proporcionar ao gestor da construção civil uma maior facilimateriais insumos mão de obra e dificuldade na execução e dade de encontrar oportunidades de melhoria para o serviço controle dos serviços de obra prestado ao cliente através de indicadores de resultados de diante deste cenário a bp company empresa especialista seus processos eu acredito que a forma como vamos gerir em gestão de processos de negócio bpm desenvolve o projenossos negócios vai mudar os departamentos/áreas das emto gestão integrada de serviços de obra segundo sergio capresas irão se reestruturar para atender às necessidades especílura coordenador do projeto o objetivo é desenvolver um ficas dos processos construtivos que por sua vez têm como foconjunto de serviços e ferramentas especializadas para a gesco principal a satisfação do cliente tão efetiva da obra através de mée resultados para o negócio estatodos processos e softwares de o projeto adota mos diante da convergência de obforma integrada e capaz de conum modelo aberto jetivos já traçados pelas empresas trolar os prazos custos e qualidade construção civil por meio da de dos serviços executados na e participativo implantação do sistema de gestão obra e alinhados as necessidades e possibilitando a troca da qualidade não obtidos ainda expectativas do negócio de experiência dos afirma a professora o projeto gestão integrada de envolvidos por meio tatiana amaral ressalta que serviços de obra está incubado na seja inovador para o setor da proine/ufg e conta com o apoio da de uma visão sistêmica construção civil implementar uma comunidade da construção e sinde todas as etapas do solução integrada capaz de atuar duscon-go atualmente o projeto processo construtivo sobre todos os processos construse encontra em desenvolvimento tivos modelá-los e compreendêem três construtoras associadas à los integrá-los e automatizá-los gerenciá-los e otimizá-los comunidade da construção terral construtora consciente gerando assim uma organização muito mais bem sucedida construtora e incorporadora e vega construtora o projeto está para servir seus clientes reduzir seus custos de produção ausendo desenvolvido de forma prática e por etapas segundo o cimentar a eficiência dos seus colaboradores e melhorar as reclo de bpm que visa o entendimento de como as construtoras lações com seus parceiros comerciais obteremos uma orgaplanejam executam e controlam os processos construtivos para nização mais proficiente e eficiente nos planos estratégico posterior análise propostas de melhorias e implementação das tático e operacional ações o projeto adota um modelo aberto e participativo possipara mais informações sobre o projeto ligue 62 3280bilitando a troca de experiência dos envolvidos por meio de 9300 uma visão sistêmica de todas as etapas do processo construtivo abril 2011 construir mais sinduscon-go l l 11

[close]

p. 12

e s pa ç ojur í dico humberto frança a assessoria jurídica do sinduscon-go responde trintídio legal da convenção coletiva de trabalho essa é uma expressão utilizada para caracterizar a demissão sem justa causa do empregado no período de 30 dias anteriores a data base da convenção coletiva de trabalho cct assim considerando que a data base da indústria da construção é em 1º de maio caso o empregador dispense sem justa causa o empregado no mês de abril estará sujeito ao pagamento de uma indenização adicional equivalente a um salário mensal do trabalhador por força da lei nº 6.708/79 e lei nº 7.238/84 artigo 9º em ambas ainda que o empregador pague as verbas rescisórias com base no salário reajustado não haverá isenção do pagamento da indenização adicional conforme entendimento do tribunal superior do trabalho por meio do enunciado nº 314 contudo este adicional não será devido caso o pedido de demissão seja de iniciativa do empregado o departamento jurídico do sinduscon-go aproveita para informar a importância da participação dos empregadores nas negociações das cct s de acordo com o artigo 611 da consolidação das leis do trabalho clt a cct é o resultado das negociações entre sindicatos patronais e laborais assim todos os anos no decorrer do mês de março o sinduscon-go convoca as empresas a participarem de reuniões prévias onde são discutidas as cláusulas de interesse do setor as convocações são feitas através de jornal de grande circulação e e-mail daí a importância de as empresas manterem seus cadastros atualizados junto ao sindicato ao final das reuniões com as empresas é elaborada uma pauta de reivindicação patronal que será levada à assembleia geral patronal para aprovação final nessa assembleia se discute também a pauta de reivindicação dos trabalhadores estabelecendo e autorizando os limites da negociação a partir daí o sinduscon-go através da sua comissão de negociação composta pelos diretores de assuntos jurídicos e da subcomissão de política de relações trabalhistas e sindicais convida os sindicatos laborais para início das negociações que geralmente ocorrem no mês de abril a duração das cct s da indústria da construção no estado de goiás é de dois anos conforme determina o §3º do artigo 614 da clt contudo as cláusulas de natureza econômica tais como reajuste e piso salarial devem ser discutidas anualmente 12 o que significa humberto vasconcelos frança sócio proprietÁrio da cifran construtora e incorporadora frança a duração das cct s da indústria da construção no estado de goiás é de dois anos conforme determina o §3º do artigo 614 da clt contudo as cláusulas de natureza econômica tais como reajuste e piso salarial devem ser discutidas anualmente assim considerando que em 2010 a cct foi renovada em sua totalidade vez que se discutiu as cláusulas de natureza social em 2011 neste mês de abril o sinduscon-go negociará com os sindicatos laborais tão somente as cláusulas de natureza econômica índice de reajuste piso salarial valor do seguro de vida se os sindicatos autorizados pelas respectivas assembleias gerais estiverem de acordo com as condições estipuladas na negociação a cct é acordada sendo registrada na superintendência regional do trabalho srte ressalta-se que a cct atinge todos os integrantes da categoria com esses esclarecimentos o departamento jurídico do sinduscon-go espera uma maior participação dos empresários nas negociações dos próximos anos auxiliando a entidade na defesa contínua dos interesses do setor da construção no estado de goiás sinduscon-go construir mais abril 2011 l l

[close]

p. 13

da ilegalidade e abusividade no giuliano f miotto tem sido muito utilizado pelos municípios um mecanismo de arbitramento chamado de pauta fiscal segundo o qual os valores dos serviços apresentados pelos prestadores de serviço de construção são simplesmente desconsiderados pelo fisco o qual estabelece preços mínimos por metro quadrado a serem utilizados como o menor valor da mão de obra na construção civil geralmente estas pautas são publicadas por meio de portarias ou atos administrativos alargando indevidamente a base de cálculo do iss mesmo empresas que apresentem perante o fisco contabilidade regular e planilhas detalhadas dos preços praticados e de custos estão sujeitas a autuações por parte da receita municipal para recolherem o iss de acordo com os valores mínimos adotados em pauta fiscal tal procedimento não encontra guarita em nosso ordenamento jurídico e cria uma situação ilegal e abusiva para as construtoras de acordo com o art 148 do código tributário nacional o arbitramento no lançamento de tributos somente pode ocorrer quando houver omissão por parte do contribuinte ou quando suas declarações esclarecimentos prestados ou documentos apresentados perante o fisco não forem dignos de fé o mesmo artigo também estabelece que o contribuinte que tiver sofrido uma autuação com base no arbitramento tem o direito de produzir provas e contestar na seara administrativa ao se utilizar de pauta fiscal ou arbitramento os municípios ignoram a verdade material dos fatos e acabam por estabelecerem uma base de cálculo do iss maior do que a prevista na lei isto sem se sujeitarem ao princípio da legalidade o qual é tão precioso ao direito tributário e está consagrado tanto na constituição federal quanto no código tributário nacional a pauta fiscal do modo como tem sido utilizada está substituindo a realidade dos fatos e as provas materiais por uma fantasia que só serve aos interesses arrecadatórios do fisco municipal configurando-se em verdadeiro ataque ao estado de direito e ao bolso dos contribuintes deste modo aquilo que deveria ser apenas a exceção torna-se a regra estabelecendo-se um peso extra para toda a atividade de prestação de serviços na área de construção civil o lançamento na modalidade de arbitramento deveria ser utilizado pela administração pública apenas em situações excepcionais nas quais houvesse indícios da ocorrência de infrações à lei tributária que pudessem ser imputadas ao sujeito passivo digamos por exemplo que uma construtora não possua uma contabilidade regular nem apresente uma planilha de custos que possa dar suporte ao quantum devido por ela a título de iss neste caso a autoridade fiscal poderia se utilizar de algum mecanismo de arbitramento para se restabelecer a justiça fiscal no caso uso da pauta fiscal pelos municípios o lançamento na modalidade de arbitramento deveria ser utilizado pela administração pública apenas em situações excepcionais nas quais houvesse indícios da ocorrência de infrações à lei tributária em concreto mas os municípios não estão usando deste artifício nos casos em que a lei manda mas de modo geral e sem qualquer critério ou fundamento legal por todo o exposto entendemos que é completamente ilegal e arbitrária a utilização indiscriminada pelos municípios do instrumento designado pauta fiscal para se estabelecerem preços mínimos dos serviços prestados pelas empresas da área de construção civil se tal arbitramento não estiver de acordo com a verdade material dos fatos ou seja com o efetivo preço contratado para a prestação do serviço pode ser objeto de impugnação na via administrativa ou se for o caso judicial não é justo que os municípios recebam tributos desta forma onerando ainda mais o desenvolvimento do país e o trabalho das empresas prestadoras de serviço de construção giuliano f miotto é advogado em goiânia abril 2011 construir mais sinduscon-go l l 13

[close]

p. 14

a abril genda de eventos data 07/04 cursos workshop sistemas inovadores para programas habitacionais horário 16h local sinduscon-go informações inscrições r 30,00 isenção de taxa para empresas participantes da comunidade da construção mais informações 62 3095-5178 e-mail comunidadedaconstrucao@sinduscongoias.com.br objetivo estudar e propor medidas para o controle e a melhoria das condições e dos ambientes de trabalho na indústria da construção mais informações 62 3095-5178 e-mail comunidadedaconstrucao@sinduscongoias.com.br inscrições gratuitas mais informações 62 3261-3344 e-mail rvps-gyn.jahu@mills.com.br objetivo estudar e propor medidas para o controle e a melhoria das condições e dos ambientes de trabalho na indústria da construção inscrições r 30,00 isenção de taxa para empresas participantes da comunidade da construção mais informações 62 3095-5178 e-mail comunidadedaconstrucao@sinduscongoias.com.br mais informações 62 3095-5178 e-mail comunidadedaconstrucao@sinduscongoias.com.br mais informações 62 3095-5180 reunião ordinária do comitê permanente regional sobre condições e meio ambiente do trabalho na indústria da construção ­ cpr goiás 4ª reunião técnica da comunidade da construção de goiânia palestra novas tecnologias em formas e escoramentos metálicos reunião ordinária do comitê permanente regional sobre condições e meio ambiente do trabalho na indústria da construção ­ cpr goiás seminário sobre revestimentos da comunidade da construção de goiânia maio 12/04 14h30 casa da indústria fieg 14/04 26/04 16h 18h às 22h sinduscon-go sinduscon-go 10/05 14h30 sintracon 12/05 16h sinduscon-go 5ª reunião técnica da comunidade da construção de goiânia xii encontro dos engenheiros e empreendedores sobre saúde e segurança no trabalho da indústria da construção 19/05 26/05 16h 19h sinduscon-go sinduscon-go endereços sinduscon-go rua joão de abreu nº 427 setor oeste goiânia-go casa da indústria fieg avenida araguaia nº 1.544 edifício albano franco vila nova goiânia-go sintracon rua 5 nº 287 centro goiânia-go 14 sinduscon-go construir mais abril 2011 l l

[close]

p. 15

a rt i g o de habitação é realidade em goiânia paulo sérgio pÓvoa borges a prefeitura municipal de goiânia através da sua secretaria municipal de habitação vem desenvolvendo nos últimos anos várias ações voltadas para o processo de adesão do município ao sistema nacional de habitação de interesse social incluindo a regulamentação do fundo municipal de habitação e do seu conselho gestor e isso acarretou na validação da elaboração do plano municipal de habitação pmh com a elaboração deste plano goiânia mais uma vez se antecipa ao processo de planejamento de seu território e questões a ele inerentes o pmh foi idealizado de acordo com as diretrizes delineadas pelo ministério das cidades e da secretaria nacional de habitação o plano que tem como principal objetivo orientar o planejamento habitacional é um instrumento que permite ao município acessar os recursos financeiros destinados para habitação garantindo moradias dignas principalmente às famílias de baixa renda estas ações buscam nortear as futuras gestões municipais estabelecendo assim uma ação efetiva contínua e participativa para o enfrentamento dos problemas habitacionais da cidade e dos desafios que se mostram para o futuro próximo constituindo-se em um importante instrumento para o combate às desigualdades sociais o desenvolvimento urbano e o bem-estar coletivo assim este programa que se constitui em um dos primeiros a ser concluídos no estado de goiás permite habilitar o município no acesso aos recursos do fundo nacional de habitação de interesse social fnhis através do plano foi feito um diagnóstico das condições de habitação no município e a projeção da situação a ser enfrentada até o ano de 2020 definindo as diretrizes e metas a serem alcançadas no horizonte dos próximos 10 anos para tanto o projeto prevê o compromisso do governo com o objetivo de fomentar a produção e a melhoria habitacional ampliar o acesso à terra urbanizada e promover a regularização fundiária e urbanística paulo sérgio pÓvoa borges é secretário municipal de habitação plano municipal o plano tem como principal objetivo orientar o planejamento habitacional e permitir ao município acessar os recursos financeiros destinados para habitação garantindo moradias dignas principalmente às famílias de baixa renda abril 2011 construir mais sinduscon-go l l 15

[close]

Comments

no comments yet