O Farmacêutico em revista

 

Embed or link this publication

Description

Farmacêutico empreendedor

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2



[close]

p. 3

::: EXPEDIENTE::: O FARMACÊUTICO EM REVISTA Edição nº 108 - 2015 Conselho Regional de Farmácia do Estado do Paraná Rua Presidente Rodrigo Otávio, 1.296 Hugo Lange Curitiba-PR | 80.040-452 NESTA EDIÇÃO DIRETORIA CRF-PR PRESIDENTE Dr. Arnaldo Zubioli VICE-PREDIDENTE Dra. Mirian Ramos Fiorentin DIRETORA TESOUREIRA Dra. Marina Gimenes DIRETORA SECRETÁRIA Dra. Marisol Dominguez Muro CONSELHEIROS REGIONAIS Dr. Cynthia França Wolanski Bordin Dr. Edmar Miyoshi Dr. Emyr Roberto Carobene Franceschi Dr. Márcio Augusto Antoniassi Dra. Maria do Carmo Baraldo Wagner Dra. Marilene Provasi Dra. Mônica Holtz Cavichiolo Grochocki Dra. Sandra Iara Sterza CONSELHEIROS REGIONAIS SUPLENTES Dr. José Antônio Zarate Elias Dra. Marina Sayuri Mizutani Hashimoto Dr. Maurício Portella CONSELHEIRO FEDERAL Dr. Valmir de Santi Dr. Dennis Armando Bertolini (Suplente) JORNALISTA RESPONSÁVEL Dayane Carvalho | MTB 6990 DRT/PR Ana C. Bruno | MTB 2973 DRT/PR ESTAGIÁRIO JORNALISMO Gustavo Lavorato DIAGRAMAÇÃO Michelly M. T. Lemes Trevisan CTP E IMPRESSÃO: Tiragem: 15.500 mil exemplares Artigos não manifestam necessariamente a opinião de “O Farmacêutico em revista”, e são de inteira responsabilidade dos seus autores. Foto capa: iStock images 5 5 12 13 18 20 22 28 29 30 13 22 MAIS SAÚDE PARA A POPULAÇÃO PARANAENSE CAMPANHA VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL SÉRIE EMPREENDEDORISMO Oportunidades e desafios de um profissional da Saúde no mundo dos negócios ENTREVISTA Farmacêutico Dr. Carlos Albini CRF-PR EM AÇÃO MULHERES FARMACÊUTICAS PRESIDENTE DO CRF-PR LANÇA NOVO LIVRO GRANDE CONQUISTA Dr. Hemerson Bertassoni está à frente da Perícia Criminal do Paraná DIA NACIONAL DO FARMACÊUTICO

[close]

p. 4

EDITORIAL Na primeira edição de 2015, O Farmacêutico em Revista inaugura a série Empreendedorismo. O assunto, de vital importância para qualquer profissional, será explorado em seus diversos aspectos, seja convidando o leitor a refletir sobre suas habilidades, seu potencial de inovação ou até mesmo sobre seus reais objetivos dentro da profissão farmacêutica. E para servir como inspiração, vamos contar histórias de farmacêuticos bem sucedidos que possuem o tão almejado perfil empreendedor. Nesta primeira edição, entrevistamos o farmacêutico-empresário, Dr. Carlos Albini. Na série Mulheres Farmacêuticas, vamos conhecer a trajetória da Dra. Eliane Nadalin, cofundadora de O Boticário. Também vamos mostrar os projetos conduzidos pelo Secretário de Saúde do Paraná em prol da saúde da população e a cobertura das comemorações pelo Dia Nacional do Farmacêutico em todo o estado. Boa leitura! Diretoria do CRF-PR: Dra. Mirian Ramos Fiorentin,Vice-Presidente; Dra. Marina Gimenes, Diretora Tesoureira; Dra. Marisol Dominguez Muro, Diretora Secretária-Geral e Dr. Arnaldo Zubioli, Presidente. 4 O FARMACÊUTICO EM REVISTA edição108

[close]

p. 5

Mais saúde para a população paranaense O FARMACÊUTICO, DR. MICHELE CAPUTO NETO, CONTINUA COMO SECRETÁRIO DE SAÚDE DO PARANÁ E DESEJA AMPLIAR AS CONQUISTAS DE SUA GESTÃO Sanitarista com grande experiência em gestão do sistema público de saúde, desde 2011, Dr. Michele Caputo está à frente da Secretaria de Saúde do Estado do Paraná. Sendo o primeiro farmacêutico a assumir esse posto no estado, ao longo do primeiro mandato, Dr. Michele venceu muitos desafios e conseguiu melhorar os índices da Saúde no Paraná com a criação de diversos programas voltados à população. Nesta nova gestão, os desafios continuam, os programas seguem com sucesso e novas ações serão realizadas. O FARMACÊUTICO EM REVISTA edição108 5

[close]

p. 6

Mais saúde para a população paranaense Formado pela UEM – Universidade Estadual de Maringá, Servidor Público da Secretaria de Estado da Saúde desde 1985 e um dos defensores do Sistema Público de Saúde Brasileiro nos anos 80, Dr. Michele foi chefe de gabinete da Fundação Nacional de Saúde, chefe da Vigilância Sanitária Estadual, Diretor do Centro de Medicamentos do Paraná e Diretor dos Órgãos Produtores de Insumos e Imunobiológicos da Secretaria de Estado da Saúde e ainda Secretário Municipal de Saúde e de Assuntos Metropolitanos. Vários indicadores mostram o êxito do estado na melhoria das condições de saúde. Em quatro anos de mandato, foram investidos R$ 8,5 bilhões na área da saúde, R$ 744 milhões aplicados em obras e equipamentos. Dr. Michele atribui o sucesso a três pilares fundamentais da sua administração: incentivo financeiro para custeio, estruturação (obras e equipamentos) e capacitação dos profissionais. A decisão do Governo do Paraná em adotar o modelo de Redes de Atenção à Saúde tem se mostrado uma estratégia eficaz. Com quatro redes lançadas e outras duas em estruturação, o Paraná avança com ações coordenadas na atenção primária, na área de especialidades e na retaguarda hospitalar. Um dos diferenciais do Paraná foi o investimento em um amplo processo de descentralização, onde as Regionais de Saúde possuem infraestrutura para atender os municípios, desafogando assim a Capital. “Isso faz com que a população seja assistida e receba atendimento sem precisar se deslocar para Curitiba”, justificou o Secretário. Segundo ele, uma das estratégias foi investir maciçamente para estruturar o setor de saúde no interior do estado e, consequentemente, desafogar os grandes centros, como Londrina, Maringá, Cascavel e, sobretudo, Curitiba. Para isso houve investimento nos 19 Hospitais Regionais, outros foram ampliados, reformados e modernizados. Além disso, o governo paranaense garantiu aporte financeiro para os hospitais filantrópicos e municipais. Outro êxito importante do Paraná apontado pelo Secretário foi a queda da mortalidade infantil e materna. Os índices foram reduzidos: mortalidade materna caiu 40% e mortalidade infantil 10%. Esses dados positivos são resultado da criação do programa Rede Mãe Paranaense. Em 2012, a SESA-PR implantou a Rede 6 O FARMACÊUTICO EM REVISTA edição108

[close]

p. 7

Mãe Paranaense com objetivo de organizar a atenção materno-infantil nas ações do pré-natal, parto e puerpério. O Estado garante às gestantes, no mínimo, sete consultas, todos os exames necessários, sua classificação de risco, a garantia de ambulatório especializado para mulheres e crianças, a realização do parto por meio de vinculação ao hospital e o acompanhamento das crianças menores de um ano. O projeto já atende todos os 399 municípios e já salvou 550 mães e bebês. Esta e outras estratégias adotadas pela gestão, que agora tem continuidade, fazem do Paraná o Estado com os melhores indicadores no que diz respeito à saúde e um dos melhores mercados para os profissionais farmacêuticos. Atendimento realizado em Farmácia do Paraná. ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA O Departamento de Assistência Farmacêutica (DEAF) da SESA-PR foi criado em 2011, juntamente com o Programa Farmácia do Paraná. Este setor atualmente é composto por quatro farmacêuticos e executa ações como o planejamento, a formulação, a implementação e a coordenação da gestão da política estadual de assistência farmacêutica, seguindo os princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS). Na gestão 2011-2014, o DEAF realizou a estruturação das Farmácias do Paraná, das Seções de Insumos Estratégicos e dos Almoxarifados de Regionais de Saúde e do Centro de Medicamentos do Paraná (CEMEPAR). Mais de 60 farmacêuticos foram contratados durante a gestão para compor a Assistência Farmacêutica Estadual, totalizando 90 profissionais de carreira contratados trabalhando nesta área. “Nós conseguimos triplicar o número de profissionais farmacêuticos nos últimos quatro anos”, comemora o Secretário. Os farmacêuticos têm tido uma atuação muito importante nesta área. As Regionais de Saúde contam com farmacêuticos que trabalham na farmácia, realizando o atendimento à população, e na seção de insumos, responsáveis pelas ações logísticas, recebendo os medicamentos e distribuindo para os municípios. “Uma logística acompanhada por profissionais farmacêuticos, que conhecem as condições necessárias para a correta distribuição desses medicamentos de acordo com a legislação vigente, é muito mais eficiente e segura. A população paranaense é a maior beneficiada”, afirma a Dra. Deise Pontarolli, Diretora do Departamento de Assistência Farmacêutica do Paraná. FARMÁCIA DO PARANÁ O programa Farmácia do Paraná tem o objetivo de promover o acesso da população a medicamentos seguros, eficazes e de qualidade por meio de três eixos estratégicos: a estruturação das áreas físicas das farmácias e O FARMACÊUTICO EM REVISTA edição108 7

[close]

p. 8

Mais saúde para a população paranaense almoxarifados, o custeio e a qualificação dos profissionais da Assistência Farmacêutica. As farmácias atendem aos pacientes usuários de medicamentos do Componente Especializado, cuja responsabilidade de financiamento é compartilhada entre os governos federal e estadual. Por meio delas são dispensados medicamentos para transplantados e portadores de doenças como hepatite, Alzheimer, Parkinson, asma grave, esclerose múltipla, entre outras. Ao assumir o cargo de Secretário de Saúde do Paraná em 2011, Dr. Michele fez um “raio x” na rede de distribuição de medicamento especializados do Estado e confessa ter encontrado problemas que prejudicavam o trabalho. “Nenhuma das unidades apresentavam consultórios farmacêuticos e alguns usuários tinham que ser atendidos fora das unidades em decorrência dos espaços pequenos”, afirma. Depois dessa constatação, o projeto foi criado. O Farmácia do Paraná será implantado em todas as 22 Regionais de Saúde do Estado com unidades em Curitiba, Paranaguá, Ponta Grossa, Irati, Guarapuava, União da Vitória, Pato Branco, Francisco Beltrão, Foz do Iguaçu, Cascavel, Campo Mourão, Umuarama, Cianorte, Paranavaí, Maringá, Apucarana, Londrina, Cornélio Procópio, Jacarezinho, Toledo, Ivaiporã e Telêmaco Borba. A primeira unidade do programa foi inaugurada em Guarapuava (que atende 20 municípios da 5ª Regional de Saúde), em dezembro de 2011. A iniciativa marcou o início da reestruturação das farmácias das Regionais de Saúde do Estado. Depois dessa unidade, ou- “OS FARMACÊUTICOS PRECISAM ORIENTAR DE FORMA CORRETA OS USUÁRIOS QUE FAZEM USO DESSES MEDICAMENTOS. HOJE, SÃO MAIS DE 130 MIL PARANAENSES QUE UTILIZAM MEDICAMENTOS DE ALTO CUSTO OU DE PROGRAMAS ESPECÍFICOS, PRECISANDO SEMPRE DA ASSISTÊNCIA DE UM PROFISSIONAL FARMACÊUTICO”. - DR. MICHELE CAPUTO tras 10 foram inauguradas, nas cidades de Pato Branco, União da Vitória, Cascavel, Apucarana, Telêmaco Borba, Toledo, Londrina, Jacarezinho, Cianorte e Ivaiporã, locais que agora contam com espaços adequados para oferecer agilidade no atendimento e conforto ao usuário que retira os medicamentos na Farmácia. A unidade da 2ª Regional de Saúde Metropolitana, em Curitiba, será a maior do Estado. A obra de três andares no prédio da antiga sede do Centro de Especialidades, na avenida Marechal Floriano Peixoto, já está praticamente concluída, e contará com consultórios farmacêuticos, almoxarifado, auditório, am- 8 O FARMACÊUTICO EM REVISTA edição108

[close]

p. 9

pla recepção e câmara fria. Foram investidos mais de R$ 4 milhões na reforma do edifício e, quando pronta, a unidade da Farmácia do Paraná irá atender cerca de 22 mil usuários. Dr. Michele Caputo Neto deixa claro que não é apenas o cuidado com o medicamento do ponto de vista físico que deve importar na implantação das unidades do Farmácia do Paraná, ressaltando a necessidade de profissionais qualificados para a execução de um trabalho de qualidade. “Os farmacêuticos precisam orientar de forma correta os usuários que fazem uso desses medicamentos. Hoje, são mais de 130 mil paranaenses que utilizam medicamentos de alto custo ou de programas específicos, precisando sempre da assistência de um profissional farmacêutico”. Em comparação aos últimos dez anos, o número de pacientes da rede de distribuição de medicamentos especializados do Estado subiu cerca de dez vezes. Em 2003, a estimativa era de 13 mil usuários. População recebe orientação sobre o uso de medicamentos. FARMACÊUTICO EM VÁRIOS PROGRAMAS DO GOVERNO “Além do Farmácia do Paraná, outras áreas contam com a atuação dos profissionais farmacêuticos. Como por exemplo, a área de vigilância em saúde, onde o profissional graduado em Farmácia é muito requisitado”, disse o Secretário. Além desse ramo, a primeira ges- tão do Dr. Michele fortaleceu a Hemorede, que conta com um número grande de farmacêuticos, e as farmácias hospitalares dos hospitais públicos e filantrópicos do Paraná. Para essa gestão, que teve início em 2015, Dr. Michele pretende investir no Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos (CPPI). Fundado em 1987, o centro atua na área de pesquisa e desenvolvimento de produtos de interesse para a saúde pública do país, produzindo soros antivenenos, insumos e antígenos para auxílio diagnóstico. “Neste ano conseguimos mais de 30 milhões de reais para a construção da nova planta do CPPI, que hoje conta com instalações muito modestas”, afirma o Secretário. Todas as conquistas da gestão 20112014 foram muito comemoradas. Agora, o Secretário de Saúde busca continuar conseguindo bons resultados e fortalecer ainda mais o Paraná como referência na saúde pública. “A situação favorável de saúde no Estado se explica devido o grande esforço e dedicação da equipe que compõe a Secretaria de Saúde, e conduz os programas e os projetos propostos. Sem uma equipe comprometida não tem como garantirmos à população o acesso a uma saúde gratuita e de qualidade”, define Dr. Michele. Foto: SESA/PR O FARMACÊUTICO EM REVISTA edição108 9

[close]

p. 10

Transparência CRF-PR Conselho Regional de Farmácia do Estado do Paraná A favor de uma cultura de transparência, o CRF-PR, a partir desta edição, irá prestar contas de sua administração na Revista e no Site do Conselho. A Lei nº 12.527 regulamenta o direito à informação garantido pela Constituição Federal, obrigando órgãos públicos a considerar publicidade como regra e sigilo como exceção. Confira abaixo: PRESTAÇÃO DE CONTAS DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA - EXERCÍCIO 2014 DESPESA ORÇADA DESPESA EXECUTADA R$ 15.655.390,40 R$ 14.710.777,45 RECEITA ORÇADA RECEITA RECEBIDA R$ 15.655.390,40 R$ 14.356.129,07 DÉBITO FINALIDADE DA DESPESA Com Pessoal e Variável Encargos Patronais Benefícios a Pessoal Diárias e Jetons Material de Consumo Serviços Pessoa Física Serviços de Terceiros e Encargos Cota-Parte do Conselho Federal Despesas de custeio Capital (Investimentos) TOTAL DESPESA ORÇADA R$ 3.867.241,47 1.063.190,40 1.032.323,00 808.398,47 310.779,57 156.601,53 DESPESA EXECUTADA R$ 3.809.135,65 1.060.104,34 1.021.928,38 799.874,62 240.964,72 153.235,43 GRAU DE EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA CRÉDITO ORIGEM DA RECEITA Contribuições (PF E PJ) Rendimento Aplicação Serviços (Emolumentos) Transferências Correntes Multas: Infração, Ética e Eleitoral Dívida Ativa Adm. RECEITA ORÇADA R$ 9.794.190,40 540.000,00 786.000,00 600.000,00 392.000,00 1.363.200,00 619.000,00 251.000,00 1.310.000,00 15.655.390,40 RECEITA EXECUTADA R$ 9.405,347,31 691.362,83 716.763,53 600.000,00 618.441,85 1.726.494,95 406.872,10 190.846,50 14.356.129,07 GRAU DE EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA % 96,03 128,03 91,19 157,77 126,65 76,03 91,70 % 98,50 99,71 98,99 98,95 77,54 97,85 3.155.605,96 2.803.140,84 88,83 Dívida Ativa Exec. Outras Receitas Receitas de Capital Reformulação TOTAL 3.300.000,00 65.000,00 1.896.250,00 15.655.390,40 3.214.413,14 54.035,03 1.553.945,30 14.710.777,45 97,41 83,13 81,95 93,97 * Mais informações em: www.crf-pr.org.br no menu Transparência CRF-PR. 10 O FARMACÊUTICO EM REVISTA edição108

[close]

p. 11

CRF-PR em casa NOVO SERVIÇO DO SITE CONFERE AGILIDADE AO ATENDIMENTO FEITO PARA VOCÊ CRF-PR EM CASA O CRF-PR tem como premissa oferecer soluções que tragam agilidade e qualidade ao atendimento dos farmacêuticos paranaenses. Por conta disso, disponibiliza uma nova ferramenta de inclusão digital em prol da classe farmacêutica, o CRF-PR em CASA. Ao cadastrar-se no sistema, o farmacêutico pode acessar diversos tipos de serviços diretamente de um computador, tablet ou celular, com a segurança e a comodidade de estar em qualquer lugar que possua acesso à Internet. A ferramenta disponibiliza o “PAGAMENTO DE ANUIDADES” para que os farmacêuticos possam efetuar o pagamento online, na hora e local que desejarem. Além disso, é possível fazer o “RECADASTRAMENTO” para atualização de dados cadastrais, preencher online o “COMUNICADO DE AUSÊNCIA PROFISSIONAL” e consultar “CERTIDÕES” e “PROCESSOS”. Demais serviços serão disponibilizados na sequência da implantação do sistema. Cadastre-se e desfrute dessa comodidade! O CRF-PR em Casa está disponível no site: www.crf-pr.org.br O FARMACÊUTICO EM REVISTA edição108 11

[close]

p. 12

CAMPANHA DE VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL A nova campanha institucional do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Paraná promove a valorização profissional dos farmacêuticos com o tema “Farmacêutico Sempre Presente: Um Direito de Todos!”. A campanha contempla as conquistas da lei 13.021 e a recente vitória na luta contra a MP 653, reforçando o direito da população em ter farmacêutico presente em tempo integral na farmácia. Além disso, a campanha irá abordar os diversos campos de atuação farmacêutica, a fim de reforçar e valorizar a ampla contribuição do farmacêutico à população. O presidente do CRF-PR, Dr. Arnaldo Zubioli, ressalta que a campanha pretende estimular os cidadãos a cobrarem a presença do farmacêutico nas farmácias e drogarias. “O farmacêutico está ali para prescrever os medicamentos isentos de prescrição médica, para orientar quanto ao uso correto de medicamentos, e para prestar serviços de saúde como aferição de pressão arterial, teste glicêmico, entre outros.” A primeira fase da campanha teve como foco o Dia do Farmacêutico, comemorado no dia 20 de janeiro. Além de vídeo veiculado em TV aberta e na internet, a campanha foi divulgada em rádios, outdoor, ônibus, site e redes sociais do CRF-PR. Ao longo de 2015, serão apresentados vídeos que enaltecem o papel do farmacêutico em diversas áreas de atuação. Dr. Arnaldo Zubioli ressalta que a participação dos farmacêuticos no sentido de replicar as peças divulgadas nas redes sociais é de extrema importância para ampliar a visibilidade da campanha e colaborar com a conscientização da população. “A valorização da nossa profissão começa pelos próprios farmacêuticos”, conclui. Para acompanhar as ações da campanha de valorização da profissão farmacêutica, acesse os site e redes sociais do Conselho: www.crf-pr.org.br twitter.com/crf_parana facebook.com/crfpr youtube.com/crfparana 12 O FARMACÊUTICO EM REVISTA edição108

[close]

p. 13

O FARMACÊUTICO EM REVISTA edição108 13

[close]

p. 14

EMPREENDEDORISMO FARMACÊUTICO EMPREENDEDOR OPORTUNIDADES E DESAFIOS DE UM PROFISSIONAL DA SAÚDE NO MUNDO DOS NEGÓCIOS Foco e desejo de aprender são habilidades comuns entre farmacêuticos que se destacam na profissão. O mercado de trabalho é promissor para aqueles que ousam crescer e têm determinação. Saiba o que mais é preciso para conquistar o seu espaço e ser um empreendedor de sucesso. mercado de trabalho atual é acirrado e altamente competitivo. O desejo de crescer define as experiências e a colocação do profissional nesse cenário. O acesso à informação é dinâmico, surgem áreas de trabalho cada vez mais específicas e as fronteiras geográficas praticamente não existem. No meio desse turbilhão, o farmacêutico depara-se com diversos desafios e inúmeras possibilidades. Mas por onde começar? Para acompanhar as tendências e evoluir com o mercado, o farmacêutico precisa estar disposto a aprimorar seus conhecimentos, se qualificar continuamente e ter coragem de encarar novos desafios. O tão falado “espírito empreendedor” nunca foi tão cobiçado. Afinal, com o crescimento e a valorização da profissão farmacêutica os desafios aumentaram, e muito. Mas as oportunidades também. É preciso se qualificar para atender às exigências do mundo dos negócios e se tornar um verdadeiro empreendedor. O O QUE É EMPREENDEDORISMO, AFINAL? Segundo o autor Fernando Dolabela, “empreendedorismo não é um tema novo ou modismo: existe desde sempre, desde a primeira ação humana inovadora, com o objetivo de melhorar as relações do homem com os outros e com a natureza”. 14 O FARMACÊUTICO EM REVISTA edição108

[close]

p. 15

Existem muitas obras sobre o assunto, as definições do tema são as mais diversas, mas a grande maioria converge no mesmo ponto: a inovação, aliada à força de vontade e a grande busca de resultados. Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE, o empreendedor tem como característica básica o espírito criativo e pesquisador. Ele está constantemente buscando novos caminhos e novas soluções, sempre tendo em vista as necessidades das pessoas. Empreendedorismo é o ato de aproveitar oportunidades, inovar, planejar, arriscar, empenhar, ser perseverante, acreditar na ideia e transformar em realidade, este ato se aplica em qualquer área, seja um novo negócio, seja um novo processo ou um novo produto, um novo método, tanto faz. O CENÁRIO Abrir o próprio negócio é uma opção que muitos farmacêuticos escolhem em diferentes fases da carreira. Sendo o campo de atuação muito amplo, são diversas as áreas nas quais o farmacêutico pode empreender. No setor de Análises Clínicas e Toxicológicas, por exemplo, as chances podem ser identificadas em mais de 15 áreas como laboratórios de água, ambiental, alimentos, entre outras. Nos últimos 5 anos, o número de farmácias e drogarias com proprietários farmacêuticos cresceu 18% no Paraná. No mesmo período, entre 2009 e 2014, foi registrado um aumento de 5,6% no total de Laboratórios de Análises Clínicas com proprietários farmacêuticos no interior do Estado, segundo o Departamento de Fiscalização do CRF-PR. Essa pequena amostra revela que o farmacêutico paranaense tem empreendido mais nos últimos anos e se lançado aos desafios do mercado. O farmacêutico, com um papel natural de responsabilidade na farmácia, no laboratório, na indústria, como professor e em outros papéis que assume, precisa muito cedo, aprender a explorar atributos que irão favorecer seu sucesso e evolução de carreira. Estamos falando de perfil empreendedor e características como iniciativa e proatividade, autoconfiança e vontade de realizar, criatividade e inovação, visão de conjunto e liderança, identificação de problemas e soluções, capacidade de expressão e comunicação, comportamento equilibrado e senso ético. Vale destacar que o perfil empreendedor independe de um profissional abrir seu negócio ou fazer parte de uma organização. É simplesmente o perfil almejado pelo mercado e por quem quer obter sucesso naquilo que faz. “Para ter um negócio de sucesso, alguém, algum dia, teve que tomar uma atitude de coragem.” - PETER DRUCKER - O FARMACÊUTICO EM REVISTA edição108 15

[close]

Comments

no comments yet