Show da Fé - Março/2015

 

Embed or link this publication

Description

Show da fé, R.R. Soares, Missionário

Popular Pages


p. 1

Jornal Show da Fé A fé que remove o câncer PÁGINAS 20 E 21 SHOWda FÉ O JORNAL DAAC PALAVRA DE DEUS MARCOS MARCOS AC Palavras de fé do Missionário PÁGINA 24 ANO 2 - Nº 14 - MARÇO DE 2015 Ela realizou o sonho de andar sem bengala “Deus preparou tudo para que não nos falte saúde, dinheiro, felicidade no casamento, enfim, nada”. Ladir Amanso da Silva ouviu essas palavras do Missionário R. R. Soares, acreditou, fortaleceu sua fé e realizou um sonho acalentado por 25 anos: andar sem bengala. Com muitas dores, era impossível se locomover sem auxílio. Assim como Ladir, milhares de pessoas também viram o impossível acontecer em todas as reuniões realizadas no Brasil, na Argentina, em Portugal, nos Estados Unidos e em outros países. Página B1 Reaprenderam a sorrir MARCOS COUTO MARCOS COUTO Francisca de Jesus e João Gomes Barbosa (à direita, com sua esposa Marisa Barbosa) não se conhecem, mas têm duas coisas em comum: a primeira é que, nos últimos tempos, os dois viviam depressivos e angustiados. A segunda: durante uma das reuniões do Missionário, eles aprenderam que Jesus é a Força para os que necessitam, alcançaram a cura da alma e voltaram a ter um brilho radiante no rosto. Página B7 Amar a Deus é ter e cumprir os Seus mandamentos MARCELO NEJM Uma nova chance DIVULGAÇÃO IIGD Drogas, tráfico, prisão. Danilo Freitas vivia na fronteira entre a vida e a morte. No entanto, ao conhecer Jesus, encontrou a paz. Página B11 Fé e prosperidade JORGE CECÍLIO O passado de humilhações para Waldeci Teixeira e Erinéia Pessoa ficou para trás. Eles aprenderam a ser vitoriosos em tudo. Página 19 Guiados por Deus O programa Show da Fé foi decisivo para Eleni Coutinho aprender a pôr a fé em ação e alcançar a restauração de sua família. Página 3

[close]

p. 2

2 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 14 - USA - Março de 2015 Expediente Jornal Show da Fé Editorial Palavras de fé do Missionário PÁGINA 24 Com Deus, não há crise que resista PÁGINAS 20 E 21 SHOWda FÉ O JORNAL DAAC PALAVRA DE DEUS MARCOS ANO 2 - Nº 14 - MARÇO DE 2015 Ela realizou o sonho de andar sem bengala “Deus preparou tudo para que não nos falte saúde, dinheiro, felicidade no casamento, enfim, nada”. Ladir Amanso da Silva ouviu essas palavras do Missionário R. R. Soares, acreditou, fortaleceu sua fé e realizou um sonho acalentado por 25 anos: andar sem bengala. Com muitas dores, era impossível se locomover sem auxílio. Assim como Ladir, milhares de pessoas também viram o impossível acontecer em todas as reuniões realizadas no Brasil, na Argentina, em Portugal, nos Estados Unidos e em outros países. Página B1 Não tema mal algum Missionário R. R. Soares Um grande perigo que assola a humanidade começou logo após Adão e Eva terem pecado. Diz a Escritura que eles tiveram medo: E ele [Adão] disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me (Gênesis 3.10). Desde então, o homem tem medo de tudo: do amanhã, achando que alguma coisa má poderá lhe acontecer; de falar com Deus, acreditando que Ele não lhe atenderá; das obras de bruxaria e magia negra, crendo que, se um bruxo fizer um trabalho contra ele, isso lhe causará sérios problemas. Há quem pense estar doente por causa disso; outros julgam que o casamento não vai bem porque alguém quer separá-lo, e, por fim, alguns acham que não prosperam por causa de algum feitiço. Nós temos ajudado muitas pessoas a se libertarem dessas maldades e vamos ajudar você também. Procure-nos!  Reaprenderam a sorrir MARCOS COUTO MARCOS COUTO Francisca de Jesus e João Gomes Barbosa (à direita, com sua esposa Marisa Barbosa) não se conhecem, mas têm duas coisas em comum: a primeira é que, nos últimos tempos, os dois viviam depressivos e angustiados. A segunda: durante uma das reuniões do Missionário, eles aprenderam que Jesus é a Força para os que necessitam, alcançaram a cura da alma e voltaram a ter um brilho radiante no rosto. Página B7 Amar a Deus é ter e cumprir os Seus mandamentos MARCELO NEJM Uma nova chance DIVULGAÇÃO IIGD Drogas, tráfico, prisão. Danilo Freitas vivia na fronteira entre a vida e a morte. No entanto, ao conhecer Jesus, encontrou a paz. Página B11 Fé e prosperidade JORGE CECÍLIO O passado de humilhações para Waldeci Teixeira e Erinéia Pessoa ficou para trás. Eles aprenderam a ser vitoriosos em tudo. Página 19 Guiados por Deus O programa Show da Fé foi decisivo para Eleni Coutinho aprender a pôr a fé em ação e alcançar a restauração de sua família. Página 3 Diretor executivo R. R. Soares Conselheiro editorial Eber Cocareli Editora Elaine Monteiro R epórteres Amanda Pieranti Claudia Santos Mônica Ferreira R epórteres colaboradores Isabel Querino e Marcos Couto Fotografia Marcos AC Luiz Fernando Marcelo Nejm R evisão Célia Cândido (Direção), Joseane Cabral (Supervisão), Magdalena Soares (Prova), Jorge Guimarães e Marcella Peçanha (Originais) Direção de arte Kleber Ribeiro Diagramação e A rte-final Bruno Moraes, Leandro Alves, Rodrigo Magno e Tatyanne Rangel Site www.ongrace.com/ jornalshowdafe Verdadeiramente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades (Isaías 53.4a). “O Médico dos médicos me curou” H MARCELO NEJM á pouco mais de cinco anos, Ivaldo Galdino de Luna passou muito mal e, apesar dos graves sintomas, jamais pensou que enfrentaria o diagnóstico de câncer no estômago, agravado por uma hepatite C. “Senti fraqueza no corpo e uma dor na barriga, com fisgadas tão fortes, que quase me fizeram desmaiar. Evacuava e vomitava sangue”. Encaminhado para tratamento em um hospital de referência, Ivaldo foi submetido à transfusão de sangue e quimioterapia; porém, os médicos não lhe garantiram a cura. “Eles comentaram com minha família que não sabiam se eu sobreviveria. Meus colegas de trabalho me visitavam e saíam chorando. Reconhecia no olhar deles que eles também achavam que eu morreria”. No entanto, Ivaldo, que congrega na Igreja Internacional da Graça de Deus, não sentia a morte se aproximando. “Depositava muita fé em Deus, tanto que não tinha a sensação de estar doente”. Fortalecido pelas orações de irmãos em Cristo, ele foi melhorando, até ter a saúde restaurada. “O Médico dos médicos me curou. O especialista e meus amigos ficaram surpresos de eu ter sido sarado da hepatite C e do câncer”. DIVULGAÇÃO IIGD Retorno aos braços do Pai A perda de um filho recém-nascido em 2010 fez com que Alexandre de Souza Laranjo se revoltasse contra Deus. A falta de um diagnóstico que explicasse a morte do bebê, que ficou internado durante sete dias na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), contribuiu para aumentar a dor dos pais. Além disso, Alexandre e a esposa ouviram de um médico que ela não poderia mais engravidar. Diante desse quadro, a frustração e a decepção em relação à fé só cresciam, e o afastamento da casa do Pai foi iminente. Pautados apenas na palavra do especialista, o casal, que fazia parte da Igreja da Graça, temia buscar em Deus a possibilidade de uma nova gestação. Porém, como o Senhor tinha outros planos para aquela família, a esposa de Alexandre engravidou novamente. A situação os levou de volta aos braços do Altíssimo. Em oração, clamaram para que o bebê viesse ao mundo sem qualquer problema. Enquanto isso, a Igreja também intercedia pelo casal. “Em julho de 2012, nossa filha nasceu perfeita. Deus operou”, celebra. E-mail jornalshowdafe@ongrace.com R edação Estrada dos Bandeirantes, 1.000 - Taquara - Rio de Janeiro RJ CEP 22.710-113 Telefone: (0xx21) 3077-5168 É expressamente proibida a reprodução total ou parcial de matérias, entrevistas, artigos, fotos e ilustrações sem prévia autorização dos titulares dos direitos autorais. O Jornal Show da Fé é uma publicação da Graça Artes Gráficas e Editora LTDA.

[close]

p. 3

SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 14 - USA - Março de 2015 3 Milagres pela TV O Show da Fé, programa de TV que alcança diariamente milhões de brasileiros, está levando os sofredores a receberem as mais fantásticas bênçãos em suas casas. Uma nova vida JORGE CECILIO D epois de se afastar do Evangelho, Eleni Coutinho da Silva se afundou em problemas. Um quadro grave de depressão foi um deles. A situação piorou quando o marido dela, após perder um irmão, começou a beber, fumar até dois maços de cigarros por dia e a dormir na casa de parentes por causa das brigas constantes do casal. “Às vezes, ele passava até duas semanas fora de casa”, relata ela, que também teve labirintite. Entretanto, tudo mudou quando Eleni se voltou para Jesus Cristo depois de assistir ao programa Show da Fé e ouvir as ministrações na Igreja Internacional da Graça de Deus. Dia após dia, ela foi aprendendo que, por meio das orações, poderia vencer aqueles problemas. “Em pouco tempo, meu esposo foi mudando as atitudes e, logo, a bênção nos alcançou. Jesus o libertou dos vícios e me livrou da depressão. A prosperidade também entrou na minha casa, e eu pude terminar uma reforma que estava parada fazia muito tempo”. ARQUIVO PESSOAL Dois milagres em um ano Solange Franco Cardozo Machado foi bastante abençoada quando começou a assistir ao Show da Fé pela televisão. Em 2004, ficou livre da dor na coluna. “Muitas vezes, não caminhava nem dormia, tampouco conseguia trabalhar, mesmo tomando medicamentos e injeções de corticoides diariamente. Hoje, estou totalmente curada”. No mesmo ano, foi liberta do vício em cigarro e da bebida alcoólica. Problemas na coluna cessaram Durante 32 anos, Salete Morais sofreu de enxaqueca e, por 12, de problemas na coluna. “Só trabalhava sob efeito de remédios para dor. Acordava e dormia tomando medicamentos”. A situação se agravou, e o ortopedista a encaminhou para cirurgia. “Assistindo ao Show da Fé , em certa ocasião, o Missionário falou: ‘Você, que está com problemas na coluna, venha aqui’. Fui para a frente da televisão e determinei a minha cura. Para honra e glória do meu Deus, estou sarada. Faço todo meu trabalho e não tomo mais remédio algum”. Curada de bactéria Durante quatro anos, Regina Célia Giarusso lutou contra uma bactéria alojada no aparelho genital. “Fui a vários médicos, fiz diversos exames, tomei antibióticos, passei pomadas, mas nada resolvia ou sequer amenizava esse problema desagradável”. No entanto, certa vez, ao assistir ao programa Show da Fé , Regina orou com o Missionário R. R. Soares e foi curada: “Daquele dia em diante, percebi que nada mais me incomodava. A Deus toda honra e glória!”.

[close]

p. 4

4 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 14 - USA - Março de 2015 Câncer desaparece da mama Ao receber a notícia de que havia contraído um câncer de mama, Cleia Ferreira ficou tão desesperada que pensou em acabar com a própria vida. “Vários pensamentos suicidas rondavam a minha mente, pois achava que não havia solução para o meu caso”. Entretanto, a vida dela mudou ao ser convidada por uma vizinha a comparecer a uma reunião da Igreja Internacional da Graça de Deus. Em poucos dias, Cleia aprendeu a determinar a cura e tomou posse do milagre que mudou sua história. Ao receber a notícia de que estava com câncer na mama direita, Cleia se desespera. Por mais de uma vez, ela pensa em tirar a própria vida, mas sente uma voz dizendo para não fazer isso. Angustiada, ela chora todos os dias, principalmente à noite, e necessita de calmantes. Mesmo fazendo quimioterapia e radioterapia, ela acredita que pode perder a luta contra o câncer e passa horas na varanda do seu apartamento, onde pensa em se jogar. O convite para assistir a um culto de libertação muda o rumo de sua história. A mensagem ministrada entra em seu coração, e ela decide se aproximar de Jesus. A partir daquele dia, não toma mais remédios para dormir. Em uma noite, sente como se a mão de Deus estivesse retirando o mal do seu corpo. Pouco tempo depois, ela refaz os exames, e nada mais é encontrado. O tumor desaparece. PROTAGONISTA: PARTICIPAÇÕES: ASSISTENTE: ROTEIRO E PRODUÇÃO: FOTOS: ARTE: EDITORA: Hoje, Cleia serve a Deus na mesma Igreja onde ela conheceu Cristo.

[close]

p. 5

MILAGRES A TUA FÉ TE SALVOU (Lucas 7.50). Editorial SHOWda FÉ MARÇO DE 2015 B1 “Realizei meu sonho de andar sem bengala” Claudia Santos MARCOS AC claudia.jornalshowdafe@gmail.com Missionário R. R. Soares As palavras têm poder Dona Maria, mãe cuidadosa, falava com frequência aos seus filhos que não brincassem no quintal nos dias frios, pois poderiam ficar doentes e morrer. Olavo, o mais velho, tinha sempre isso em mente quando brincava com os amigos. Então, um dia, ele começou a tossir, ter febre e calafrios. A mãe o levou ao médico, e este disse que o menino contraíra pneumonia. Olavo logo pensou no conselho recebido, ao qual não obedeceu. Foi internado e, em poucos dias, morreu. Todos deram razão às advertências da mãe. Porém, ela não sabia de duas coisas: as palavras têm poder tanto para dar fé como para causar medo. Como Olavo se encheu de medo, cumpriu-se o que ela disse. D. Maria também não sabia que Jesus podia curar o filho, e isso ela não disse a ele. Venha estar conosco, pois vamos orar para Deus abençoá-lo. As boas palavras lhe darão fé para vencer. obediência a Deus nos torna vencedores. Esse foi o ensinamento do Missionário R. R. Soares em uma de suas reuniões. “Quando você é obediente, o Senhor amplia a obra na sua vida. Antes de tomar alguma decisão, ore e pergunte onde e quando; assim, Ele dará as instruções sobre o que fazer. Vivamos sob a direção do Todo-Poderoso, pois Ele preparou tudo para que não nos falte saúde, dinheiro, felicidade no casamento; enfim, nada”. Essa mensagem de R. R. Soares ajudou Ladir Amanso da Silva a ter certeza de que seria curada naquele dia por Jesus. “Eu cheguei ao culto com um único sonho: andar bem sem o auxílio da bengala, que me acompanhava havia 25 anos. Sem ela, não conseguia me locomover devido às consequências da artrite, artrose, hérnia de disco e do bico de papagaio”. Por causa das enfermidades, Ladir mancava da perna esquerda e sentia muita dor. “Submeti-me até a uma cirurgia, na qual coloquei aparelhos em meus joelhos para me dar mais mobilidade nas pernas, porém esse procedimento não teve o sucesso esperado”. Segundo ela, após a operação, uma perna ficou alguns centímetros mais curta que a outra. “As quedas e as dores se tornaram mais frequentes, e os joelhos constantemente estavam inchados”. A “Era humilhante ter de andar escorando-me nas paredes” Quando a dor aumentava, Ladir precisava se sentar ou deitar. “Os remédios não surtiam mais efeitos, e o jeito era conviver com aquele sofrimento. Era humilhante ter de andar escorando-me nas paredes da minha casa quando ficava sem a bengala”, relata ela, que precisava da ajuda da neta para tudo. Como não suportava mais viver naquela situação, Ladir pediu ao genro que a levasse ao culto de R. R. Soares depois de saber do evento pela televisão. “Cheguei à Igreja confiante na vitória, crendo que, naquele dia, Jesus mudaria a história da minha vida”. E foi o que aconteceu. “Após o clamor pela cura, saí andando pelos corredores, sem bengala, e subi a escada que dá acesso ao altar a fim de testemunhar para a multidão do poder de Deus na minha vida”. Sem a forte dor que sentia e as limitações para se locomover, Ladir, hoje, é uma nova pessoa. “Voltei a ter segurança nas pernas e realizei meu sonho de andar sem bengala. Caminho normalmente e cuido sozinha da minha casa. Faço até limpeza pesada, como esfregar o chão. Com o milagre, dei folga a minha neta”.

[close]

p. 6

B2 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 14 - USA - Março de 2015 FOTOS: MARCOS COUTO Solução de problema que começou na infância Marcos Couto marcosstefano@gmail.com E m um de seus cultos especiais, o Missionário R. R. Soares incentivou a multidão a colocar a vida diante de Deus. Em seguida, fez um clamor a fim de que todos fossem abençoados. “Em Nome de Jesus, quebro o poder do mal sobre essas vidas. Satanás, você perdeu a batalha; paraliso suas ações. Senhor, quero ver o Teu povo prosperar: o empresário crescer, o desempregado trabalhar e o endividado pagar suas contas. Que os casamentos sejam restaurados e enfermos, curados. Que as pessoas fiquem alegres, sejam abençoadas e, mais do que receberem bênçãos, desejem ser bênçãos”. Muitas pessoas alcançaram o milagre após essa intercessão do líder da Igreja da Graça. Janete Aparecida Neves de Freitas é uma delas. Desde a infância, ela sofria por ter pés planos. Seu caso era tão grave, que, com apenas sete anos, teve de passar por uma delicada cirurgia. “Fiquei mais de um ano em recuperação”. Ainda assim, o problema não foi resolvido, e ela precisou aprender a usar calçados ortopédicos. “Porém, meu quadro piorou nos últimos tempos. Já não podia me abaixar nem ficar sentada por muito tempo. Minha coluna foi afetada, e a dor era insuportável”. Na oração, Janete sentiu as costas arderem, como se pegassem fogo. “Minha coluna parou de doer no mesmo instante. Agora, consigo ficar por longo tempo em pé, andar ou abaixar-me sem problema”. Brincou com bambolê e comprovou cura do quadril Quando acordou na manhã de 5 de dezembro, Mirian Carla de Souza Santos não aguentava as dores na altura do lado direito de seu quadril. “Eram tão fortes que impediam meus movimentos”. Como ela já havia sentido isso outras vezes, ficou muito preocupada. Mirian, então, foi à reunião de R. R. Soares com o noivo. Ela ouviu a Palavra e, na oração, foi curada. “Foi emocionante. Não consegui me conter de alegria”. O Missionário chegou a pedir um bambolê para que ela pudesse testemunhar sua vitória. “Não parava de me movimentar. Continuo até agora, sem limitações”. Andava cambaleando Durante mais de três anos, os joelhos de Lezia Pereira Furtado doeram fortemente. “O problema na altura das rótulas era consequência de ‘fraqueza nos ossos’ e fazia com que eu não conseguisse caminhar direito. Andava cambaleando e mancando”. Constantemente, ela precisava de apoio e, além disso, sofrera uma queda no banheiro há pouco tempo. “Tive sorte de não quebrar nada, mas fiquei bastante machucada”. Lezia é mais uma das pessoas abençoadas pois decidiu confiar no Senhor. “Senti o poder de Deus sobre minha vida. A dor sumiu. Agora, posso andar e dobrar a perna sem dificuldade. Recentemente, decidi me mudar de estado com minha filha, e acredito que isso já era plano do Senhor para me restaurar”. “Estou me sentindo uma menina” Por conta da diabetes e da hipertensão, Geni Maria de Menezes passava sérios apertos. “Há mais de dez anos que meus movimentos estão afetados. Não consigo dobrar as pernas, que ficam dormentes, nem me abaixar. Ando lentamente e mancando”. Foi dessa maneira que ela chegou à Igreja na noite daquela sexta-feira, 5 de dezembro, ao lado das duas filhas. “Soubemos pela RIT que haveria a reunião e viemos confiando que Deus me daria a vitória”. Confiança que trouxe à existência aquilo que parecia impossível. “Durante a oração, senti umas pontadas. Era como se alguém me operasse. Agora, abaixo-me, ando e dobro as pernas. Estou me sentindo uma menina”.

[close]

p. 7

SHOWda FÉ Busque o Senhor e seja um vitorioso “N ão importa o que lhe está faltando, Deus pode mudar a sua história, porque não há limite para Ele. O Senhor tira você das condições de anormalidade, pois é especialista em levantar as pessoas do pó (Salmo 113.7,8), suprindo todas as necessidades e tornando vencedor quem acredita nEle”. Essa declaração fez parte da mensagem do Missionário R. R. Soares em um dos varios cultos que fez pelo Brasil. No entanto, o líder da Igreja da Graça ressaltou que, para alcançar a vitória, é preciso buscar o Senhor incessantemente. “Temos de falar com Ele nas crises financeira e sentimental e quando enfrentamos alguma enfermidade ou algum problema na família. Precisamos orar, porque só assim a situação mudará. Não seja limitado em buscar a Deus, pois quem O procura vê o Senhor operar”. ANO 2 - Nº 14 - USA - Março de 2015 B3 MARCOS AC Guardou as muletas como prova da cura Jorge da Paixão Vieira foi um dos que buscou com fé e viu o poder do Altíssimo em sua vida. Ao tirar um nódulo da coluna, há dois anos, ele acreditou que seus problemas estariam solucionados. “Porém, após a operação, soube que o local havia apodrecido”. Os médicos tiveram de colocar dois aparelhos que davam flexibilidade à coluna, mas as dores persistiram. “Necessitava da ajuda de muletas para andar. Por causa disso, deixei de fazer várias atividades, inclusive dirigir meu carro. Era triste também ver o quintal coberto de folhas, pois estava impossibilitado de varrê-lo”. Ao saber que o Missionário estaria em sua cidade, Jorge pediu à filha que o levasse ao evento. Quando chegou ao local, que estava lotado, deixou as muletas no carro e ficou se apoiando na filha. “Cheguei ao culto quase me arrastando e, como não podia ficar em pé, sentei-me no chão”. Foi assim que ele participou da oração da cura. “Quando o Missionário terminou o clamor, já levantei bom, sem limitações, dor nem muletas. Foram seis meses naquele tormento, mas Jesus me curou, e, hoje, ando normalmente e faço todos os movimentos que não podia. Guardei as muletas em cima do guarda-roupa como prova do milagre que Deus fez na minha vida”.

[close]

p. 8

B4 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 14 - USA - Março de 2015 FOTOS: MARCOS AC Recuperou a independência de sair sozinha Silvia Santos foi atropelada por uma moto no dia 15 de abril de 2014, acidente que deixou sequelas terríveis. Ela quebrou o pé esquerdo em quatro partes. Para consolidar as fraturas, teve de ser imobilizada. Porém, após o período de recuperação, perdeu a firmeza nas pernas, ficando com o pé inchado e dolorido. Entretanto, graças à sua determinação, teve a saúde restabelecida no culto, recuperando a independência, pois, antes, precisava ser acompanhada pelo filho. “Para honra e glória de Jesus, estou sarada”. No dia seguinte à campanha A Volta da Vitória, ela foi sozinha participar de uma reunião na Igreja da Graça e agradeceu a Deus pelo milagre recebido. “Desde abril, só podia sair acompanhada, mas, hoje, eu me movimento e saio sem precisar de ajuda. É muito bom ser independente”. Ela não podia cobrir os pés Além da dor na coluna que sentia havia dois anos, a qual começava no quadril e se estendia até as pernas, os pés de Maria de Lourdes Morais também doíam e queimavam. Ela sofreu deste problema, cujo emprego contribuía para agravar a situação, por 15 anos. “Eu trabalhava como cozinheira em um restaurante e ficava em pé o dia todo. A queimação começava na perna e ia até o pé”. Os médicos não sabiam o que Maria de Lourdes tinha. “Porém, para mim, a dor de coluna era consequência das panelas pesadas que eu carregava”. A intensidade do calor nos pés era tanta que ela não podia cobri-los nem com lençol fino. “Quando fazia isso, meus pés pareciam pegar fogo, e eu não aguentava. Era bastante incômodo”. No entanto, em um dos cultos de R. R. Soares, Maria orou com fé, e aquele sofrimento sumiu. “Não sinto mais incômodo algum. Agora, posso até cobrir meus pés. Voltei a ter uma vida normal”. Parou de sentir “facadas” no joelho Vítima de atropelamento, Jailza sofria havia mais de dois anos. A dor limitava sua vida Amanda Pieranti amanda.jornalshowdafe@gmail.com A oração que o Missionário R. R. Soares fez pelas vítimas de atropelamento e por quem estava com problema nas pernas alcançou Jailza Santos de Je- Parecia que meu joelho ia estourar sus, que chegou ao culto confiante no milagre. Em julho de 2012, ela foi atropelada e, após seis meses, passou a sofrer de dor no joelho direito. “Parecia que tinha uma faca lá dentro, furando-me e queimando-me. Eu ia trabalhar mancando e tropeçava a ponto de cair. Porém, cria que isso teria fim quando eu fosse à reunião do Missionário”. Seguindo os ensinamentos do líder da Igreja da Graça, Jailza confiou em Jesus e foi curada. “Enquanto o Missionário orava, comecei a movimentar minha perna. Antes, parecia que meu joelho ia estourar de tanta dor; não aguentava nem ficar sentada. Agora, está perfeito. Não dói mais, graças a Deus”. Totalmente recuperada, Jailza, que é baiana, passou a vender as cocadas que fabrica. “Não fazia isso antes porque tinha medo de cair na rua. No entanto, já posso andar por aí vendendo meus docinhos sem nenhuma limitação. Quanto mais vendo, mais tenho vontade de caminhar para vendê-los. Desde que fui abençoada com a cura, ninguém me viu mancando”. Pés fresquinhos e sono tranquilo Ana Maria Gonçalves Ferreira também sofreu de calor e queimação nos pés por tantos anos, que não sabe nem dizer o tempo exato. Sem causa diagnosticada pelos médicos, vivia de paliativos. “Fiz vários tratamentos, mas não melhorava”. Mesmo sentindo como se os pés pegassem fogo, Ana Maria participou da reunião, e Jesus mudou sua condição por completo. “Os pés queimavam tanto que estavam manchados. Porém, agora, nem as manchas eu tenho mais”. Após a cura, ela pôde, inclusive, viajar para visitar o cunhado em Uberaba, distante sete horas de carro. “Cheguei à minha casa me sentindo muito bem. Havia muito tempo que não fazia uma viagem longa como essa”. Até as boas noites de sono ela recuperou. “Os calores que não me deixavam dormir, graças a Deus, passaram. Quando fazia frio, não podia cobrir meus pés; se os cobrisse, não dormia. Hoje, eles estão fresquinhos, e durmo bem”.

[close]

p. 9

SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 14 - USA - Março de 2015 B5 Cura para todos os males E FOTOS: MARCOS AC Não anda mais envergada Maria das Graças também foi curada. Havia seis meses que ela padecia de um mal-estar na coluna, o qual a fazia se contorcer de dor. “Fiz uma operação no joelho esquerdo e fiquei andando de maneira envergada. Isso prejudicou minha postura, e as dores apareceram”. Ao consultar um especialista, Maria foi informada de que precisaria se submeter a uma nova cirurgia, mas, pela fé, alcançou o milagre e não necessitou realizar a operação. Durante o culto do Missionário, m um dos cultos realizados muita gente obteve milagres, como a Maria Lindalva, que quebrou o pé em meados de 2005, mas procurou um médico para se tratar. “Não gosto de hospitais; fiz receitas caseiras e consegui voltar a andar, porém com certa dificuldade. Depois da oração, a dor sumiu completamente”. Maria tem outras bênçãos para contar, pois, há um ano, estava sofrendo de artrose, mas, ao receber a oração na Igreja onde frequenta, teve a ela estava maravilhada e grata a Deus pelas conquistas. Depois da oração, a dor sumiu completamente saúde restaurada. “Com o milagre recebido na reunião do Missionário, fiquei completamente bem”, falou, acrescentando que alcançou as bênçãos do Senhor por meio dos cultos e dos programas que a Igreja mantém em rádios e TVs da cidade, além do próprio Show da Fé , em rede nacional. Nódulo nas costas sumiu Nailda Augusta era outra que sofria de uma terrível dor nas costas. Ela estava com um nódulo na região por ter dado um mau jeito na coluna, mas, na oração, o mal sumiu, e não voltou mais. Ela, que tem mais de 50 anos no Evangelho, também ficou livre da forte dor nas pernas, mas esse milagre foi obtido por meio das orações realizadas pelo programa de rá- dio promovido pela Igreja-sede. Recuperou equilíbrio do corpo Mãe de nove filhos, Geralda Martins de Souza está bastante alegre. Isso porque, após a oração da fé, ela recuperou as forças e o equilíbrio do corpo para se manter em pé e fazer as tarefas mais básicas do lar, algo que não abre mão de modo algum. “Tive metade do pé esquerdo amputado, há dois anos, por conta de diabetes”. Desde então, sua vida passou de ativa para quase vegetativa, já que não podia sequer ir ao banheiro sozinha. Ela chegou à reunião amparada por duas filhas, mas saiu caminhando tranquilamente sem ajuda. Sofrimento de dez anos acabou Por dez anos, o joelho direito de Yara Natalício do Carmo doeu terrivelmente. Isso porque o líquido da cartilagem acabou passando para a parte de trás da perna. “O médico informou que seria necessária uma cirurgia. Porém, busquei pela cura divina e a recebi por meio da oração”. Não conseguia nem se vestir Dias depois dos cultos realizados por R. R. Soares, Geralda relatou ao Jornal Show da Fé que, no tempo da aflição, não conseguia sequer vestir ou tirar as próprias roupas. “Porém, hoje, voltei a ser independente”. Para ela, assim como para outros que compareceram aos eventos, o clamor do Missionário foi uma “explosão de fé”, com centenas de milagres testemunhados no altar e outros mais não relatados por falta de tempo. A sensação que ficou depois do fim de cada um dos três cultos era de um “gostinho de quero mais”. As pessoas já pedem que o servo de Deus retorne à cidade o mais breve possível. “Cada vez que ele vem, é lindo ver Jesus operando tanto e de tantas maneiras no meio da Igreja”, disse a aposentada Maria Lúcia Rosa, que viajou 50km para participar da reunião. Sentia muita dor no quadril Uma grave crise de artrite e artrose há oito anos deixou Maria José da Costa paralisada por três meses, sem poder colocar a perna esquerda no chão. “Além disso, sentia muita dor no quadril. Porém, tudo passou depois do clamor do Missionário”.

[close]

p. 10

B6 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 14 - USA - Março de 2015 FOTOS: MARCOS AC Confiou em Deus e venceu 30 anos de dor “E spírito de enfermidade, saia da mente e do corpo dessas pessoas, em Nome de Jesus”. Foi depois dessa oração, feita pelo Missionário R. R. Soares em um culto, que Maria de Lourdes Lira Nogueira ficou livre da dor no joelho direito. “Há mais de 30 anos, os médicos me diagnostica- ram com artrose”. A doença também acarretou a dificuldade para caminhar. “Tudo isso provocou deformidades nas minhas pernas, que, hoje, são arqueadas”. Maria de Lourdes relata que, na manhã da reunião com R. R. Soares, sua perna estava muito dolorida. “No entanto, disse ao Senhor que precisava ir à Igreja com ou sem dor, pois confiava que receberia a vitória. E, mesmo mancando, fui”. Sua fé foi recompensada, pois, no momento do clamor da cura, Maria sentiu um arrepio nas costas. “Imediatamente, aquele mal sumiu, e voltei a dobrar a perna perfeitamente e andar sem dificuldades. O Senhor restaurou a minha saúde”. Voltou a cuidar dos animais e das plantas Uma data especial e inesquecível. É assim que Jovelina da Silva Barros define o dia 24 de outubro de 2014, quando participou do encontro de fé realizado pelo Missionário R. R. Soares. “Esse foi o dia em que Deus providenciou o meu milagre”, diz a cozinheira, que começou a trabalhar muito nova. “Tinha de ajudar nas despesas de casa, e, como ficava em pé por muito tempo, tive vários problemas no joelho, inclusive o desgaste da cartilagem”. Ela não conseguia dobrar a perna. “Era um sofrimento que já durava 15 anos. Tinha dia em que nem andar direito era possível. Precisava me escorar nas paredes e nos móveis para não cair”. O joelho de Jovelina, ultimamente, estava muito inchado, e os medicamentos já não faziam efeito. “Convivia com a dor”. A enfermidade também não a deixava cuidar direito da casa, das plantas nem dos animais, de que tanto gosta. “Era tris- Sequelas após acidente somem te ver os cachorros, o jabuti e as tartarugas abandonados, pois não podia me abaixar para cuidar deles”. Decidida a mudar de vida e recuperar a saúde, a cozinheira clamou ao Senhor. E, ao saber da reunião do Missionário, pediu ao filho que a levasse à Igreja. “Naquela madrugada, eu mal havia dormido, porque meu joelho doía intensamente, mas não desanimei; fui buscar minha bênção. No momento da oração, determinei a vitória sobre aquele mal, e Jesus me sarou”. Muito feliz com o milagre, ela retornou para casa renovada. “Estou cuidando do meu lar, dos meus animais e das plantas. Também voltei a cozinhar para minha família. Faço pratos deliciosos”. Há três anos, Hortília Ribeiro de Abreu pisou em falso e caiu dentro da sua casa, fraturando a coluna. Porém, quando se recuperou, ficou com dor na perna esquerda. “Fiquei 30 dias sem andar. Mancava bastante e não aguentava ficar em pé por muito tempo. Também não pude mais fazer caminhada”. No entanto, todas as lamentações ficaram no passado quando ela cruzou a porta da sede estadual da Igreja da e clamou com o Missionário. “A hora da oração foi a mais emocionante da minha vida, porque estava ali para ser curada. Fui buscar minha bênção e a alcancei”. Depois do milagre, ela andou normalmente e subiu e desceu as escadas da Igreja, conforme pediu R. R. Soares. Curada, voltou a cuidar da casa e se exercitar. “Não preciso mais da ajuda do meu marido e da minha filha. Até caminhada estou fazendo”, diz ela, que pratica exercícios durante 40 minutos, três vezes na semana. “Antes, ficava triste por causa das limitações; agora, sinto-me bem e feliz”. Venha receber a sua bênção IIGD POMPANO BEACH - 1261 East Sample Road Pompano Beach, FL 33064 - Igreja: (954) 785-3699 Pr. Willian Sodré - pompano@iigdusa.com ENTRADA GRÁTIS Missionário R. R. Soares Reuniões: segundas, quartas e sextas-feiras - 7:30pm Domingos - 10am e 7pm

[close]

p. 11

SHOWda FÉ MARÇO DE 2015 B7 CAMPANHAS DE FÉ TU ÉS O DEUS QUE FAZES MARAVILHAS (Salmo 77.14a). Editorial O Senhor é a nossa Força Marcos Couto marcosstefano@gmail.com FOTOS: MARCOS COUTO Missionário R. R. Soares C Não diga más palavras Mariazinha, quando menina, já era uma cristã exemplar e ouvia sua mãe contar sobre amigas que foram traídas no casamento. Ainda em sua inocência, pensava: “Se fizerem isso comigo, eu vou dar o troco”. Ela não sabia que as palavras têm poder para dar fé e medo também. O demônio ouviu isso dela e foi contar ao chefe dele, que disse: “A sua missão será ficar ao lado dela, pois, quando ela se casar, faremos tudo para o marido ser infiel. Assim, ela cumprirá o que já decidiu e destruiremos sua vida”. Isso está acontecendo em todas as partes, pois as pessoas não imaginam o quanto uma má palavra pode destruir a felicidade de alguém. Venha participar das nossas reuniões, a fim de se preparar para não cair em tentação e livrar-se de qualquer mal. Creia! Jesus ama você! uras, libertação, alegria renovada e milagres impressionantes. O poder de Deus continuou realizando sinais, prodígios e maravilhas nas reuniões especiais realizadas pelo Missionário R. R. Soares. Em suas mensagens, R. R. Soares falou sobre a importância de buscar a comunhão com Deus. “O Senhor era a força de Davi, tanto que, por vezes, alertava-o dos perigos. Mesmo quando Davi vacilava e era preso por seus inimigos, clamava a Deus, e Ele o socorria. Nosso Pai, que está nos Céus, continua fazendo o mesmo por nós hoje. Ainda que estejamos presos nas redes do inimigo, em sentimentos, opressão, doenças, desemprego ou problemas familiares, podemos contar com a mão de Deus para tudo, se buscarmos Cristo”, declarou, citando o Salmo 31.4. “Andava muito triste e depressiva” Quando soube da reunião do Missionário, Francisca de Jesus Assunção Araújo também decidiu que iria buscar por sua restauração. “Andava muito triste e depressiva nos últimos tempos. Vim para buscar, em primeiro lugar, a cura da alma”. Outro alvo de Francisca era a rótula do joelho esquerdo. “Eu a forcei demais subindo e descendo ladeiras e escadas. A dor atrapalhava muito”. Na oração, ela ficou totalmente curada. “Com o fim da tristeza e do abatimento, o ânimo e a alegria encheram meu peito. A dor e as limitações também sumiram”, afirma Francisca, enquanto faz movimentos, anda e comemora a restituição da sua saúde. Cura da alma e do corpo Ao término de uma das reuniões, João Gomes Barbosa andava com sua esposa, a empresária Marisa Barbosa, com um sorriso no rosto. Bem diferente do modo como vivia ultimamente. “Estava arrasado, completamente deprimido. Acredito que o desgaste da vida estava me entristecendo bastante”. Desde a véspera do culto, João, que acompanhava o Missionário pela RIT, resolveu deixar os problemas nas mãos de Deus e louvar o Criador. Ao longo da reunião, a angústia foi sendo trocada pela alegria. Logo, a depressão tinha sumido completamente e dado lugar a um brilho radiante em seu rosto. “Foi um dos cultos mais alegres de que já participei. Estou liberto”.

[close]

p. 12

B8 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 14 - USA - Março de 2015 FOTOS: MARCOS AC Fé com objetividade D ecidico a buscar um milagre, José Santos caminhava pela calçada da Igreja da Graça feliz porque, em meia hora, participaria de um culto com o Missionário R. R. Soares. Líder da Igreja Internacional da Graça de Deus, R. R. Soares também estava contente. Ele não conhece José Santos, mas estava convicto de que iria rever antigos irmãos de caminhada. “Quem aqui ainda não tinha me visto pessoalmente?”, perguntou. A Igreja estava lotada, e algumas poucas pessoas levantaram as mãos. “Ué, por onde vocês andavam?”, brincou, acrescentando que prega a Palavra desde a década de 1970. De jeito simples e extremamente carismático, bastaram apenas dois minutos para que ele captasse a atenção do povo e o levasse ao Evangelho simples, puro e verdadeiro. Trata-se do mesmo que ele prega há 40 anos, mas que precisa ser revisitado dia após dia e “martelado” na mente e no coração daqueles que servem ao Senhor. Apesar da mansidão, a noite foi de exortação, com base no livro de Tiago, capítulo 1, versículos de 5 a 7. E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça- -a a Deus, que a todos dá liberalmente e não o lança em rosto; e ser-lhe-á dada. “Por meio desse primeiro verso que lemos, compreendemos que aqueles que têm falta de sabedoria devem pedi-la a Deus. No entanto, essa mesma frase vale para saúde, prosperidade, paz, alegria, amor, direção do Altíssimo”, explicou, complementando que isso é ser objetivo diante do Criador. E continuou a leitura: Peça-a, porém, com fé, não duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento e lançada de uma para outra parte. “Você não deve pedir por pedir, sem convicção, pois isso desagrada a Deus. Essa atitude caracteriza falta de fé”, citou, parafraseando a passagem que afirma que sem fé é impossível agradar ao Senhor (Hb 11.6). O Missionário frisou que fé é algo sério, pois é por meio dela que se obtém respostas da parte de Deus. De acordo com o pregador, os que têm pouca fé devem reforçar a presença nos cultos, porque ela vem pelo ouvir a Palavra. Já àqueles que são ou estão cheios dela recomenda-se que, assim como os demais, intensifiquem a participação nas pregações para manutenção desse sentimento vigoroso que liga o homem ao Altíssimo. Segundo R. R. Soares, a fé é a via que dá acesso àquilo que deseja o coração do homem. Ele ensinou, ainda, que o Senhor tem prazer em abençoar, mas, para que o homem conquiste os sonhos do coração, é preciso alcançar, em primeiro lugar, o coração de Deus. Depois da pregação, o Missionário orou pelos enfermos e provou que a fé faz diferença na vida das pessoas, pois muitas foram curadas de dor de cabeça, de coluna e de outras enfermidades. Movimentos do corpo voltaram ao normal Santa Bitencourt de Souza, que conseguiu levantar os braços normalmente, foi uma das pessoas saradas durante a oração da cura em Belo Horizonte. Por conta de um derrame sofrido há 12 anos, a mineira ficou com sequelas. “Fiz fisioterapia, que me ajudou bastante, mas ainda assim tinha dificuldade para realizar alguns movimentos”. Além da profissional de saúde que a auxiliava, Santa contava também com a fé. Convertida havia dois anos, estava se sentindo melhor a cada dia, até que recebeu o convite para participar da reunião com o Missionário. “Minha irmã é da Igreja da Graça e me chamou para o evento”, disse, acrescentando que, desde a intercessão, consegue movimentar os braços normalmente. Após a notícia do milagre, familiares e vizinhos foram à casa de Santa para vê-la. “Eles não acreditavam. Vieram aqui para confirmar”, contou, explicando que, devido ao derrame e a um acidente vascular cerebral (AVC), ela ficou com a parte esquerda do corpo paralisada por meses. “Os médicos também cortaram uma veia da cabeça que estava comprometida por causa do problema”. A opressão espiritual na vida dela foi tão intensa, que, depois do derrame, ela ficou perturbada e foi levada para um hospital psiquiátrico. “Dormi lá, mas acordei na minha casa. Estava grávida na época”. Mesmo assim, ela conseguiu levar a gestação até o final. O menino, que não ficou com nenhuma sequela, está com 12 anos. Apesar de todos os problemas, tinha um marido que não media esforços para ajudá-la. “Ele cuidou de mim todo o tempo e fez um pedido a Deus dizendo que, se eu não morresse [ela e o bebê corriam esse risco], ficaria ao meu lado até o fim da vida”. E assim aconteceu: o esposo de Santa faleceu em meados de 2014. “Ele honrou esse compromisso mesmo, pois não foi fácil ficar ao lado de uma mulher feia, sem dente, careca e puxando de uma perna”, declarou, ao lembrar-se da situação temporária após o derrame. Atualmente Santa está feliz, bem e caminhando na fé. Ela queria conhecer o Missionário e, além de vê-lo, alcançou a cura de que necessitava. “Jesus realmente age por intermédio dele”.

[close]

p. 13

SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 14 - USA - Março de 2015 MARCOS COUTO B9 “Sinto-me como uma criança; estou renovada e fortalecida” Nódulo no seio sumiu Há oito anos, Geralda Ferreira da Silva reparou que estava com um nódulo no seio esquerdo. Exames confirmaram o problema, que a incomodava intensamente e, por vezes, doía. “Mesmo assim, disse ao médico que não me submeteria a uma cirurgia. Confiava em Deus e cria que, no tempo certo, seria curada”. Quando soube da campanha em sua cidade, Geralda teve certeza de que era o tempo de Deus operar. Foi dessa maneira, firme na Palavra, que ela chegou à Igreja da Graça para o evento. “No momento da oração, senti uma dor fortíssima no seio, mas, depois, quando passei a mão, o nódulo tinha sumido. A dor e o incômodo pararam logo em seguida”. MARCOS COUTO “A dor no braço esquerdo começou há uns seis meses, ficando cada vez mais forte e insuportável”. É dessa maneira que Antonia Gonzaga de Oliveira Alves iniciou o relato sobre o diagnóstico de bursite em seu braço. Um mal que também transtornou seu dia a dia. “Não conseguia lavar louça, torcer o pano de chão nem levantar o braço acima do ombro”. Para os médicos, a única opção de Antonia era a cirurgia. Ela, no entanto, preferiu crer em Jesus, alcançando a vitória em um dos cultos de R. R. Soares. “Na oração, fiquei totalmente sarada. Agora, levanto e mexo o braço sem restrições”, diz, demonstrando extrema agilidade e desenvoltura. Porém, as bênçãos não acabam por aí. Havia, aproximadamente, quatro anos que o joelho esquerdo de Antonia também doía bastante. Por isso, ela só andava mancando. Na mesma oração, foi igualmente curada. “Já posso caminhar normalmente. Sinto-me como uma criança; estou renovada e fortalecida pelo Senhor”. “Pensei que estivesse tendo um derrame” MARCOS COUTO MARCOS COUTO Na manhã dia, 1º de fevereiro, Antonia Fátima Nastari acordou com o lado esquerdo de seu rosto adormecido. “Nunca havia sentido um formigamento como aquele. Fiquei com medo, pois pensei que estivesse tendo um derrame”. Foi com angústia e perplexidade que ela se dirigiu até a Igreja da Graça para participar de uma reunião especial com o Missionário. “Desde os louvores até, principalmente, a Palavra, Deus Se fez presente, falando e fortalecendo meu coração. No momento da oração, comecei a chorar muito”. Nesse instante, ela sentiu um alívio e percebeu que não tinha mais nada. “Estou curada, confiante e sem medo. Sei que o Senhor me deu um livramento poderoso”. “Eu já não conseguia mais trabalhar” Os dias que antecederam à ida da costureira Maria da Glória da Silva à Igreja da Graça para o encontro de fé com R. R. Soares foram de abatimento. “Com as mãos dormentes e doendo muito, eu já não conseguia mais trabalhar. Era impossível costurar. Até realizar tarefas simples, como lavar roupa, era impraticável. Os remédios que tomava e a pomada que passava pouco adiantavam”. Com dificuldades para dormir, a costureira foi à Igreja da Graça. Na ocasião, Maria estava com a perna e a cabeça doendo. Porém, durante a intercessão, foi curada de tudo. “A dormência nas mãos e todas as dores sumiram. Estou liberta desse problema que me consumia havia dois anos”. ARQUIVO PESSOAL “Acabei me acostumando com a dor” Durante muito tempo, a estudante de pedagogia Daniele Falcone Santos carregou livros pesados. “Ia à faculdade e levava tudo em uma bolsa, mas só do lado direito. Nunca me preocupei com isso; porém, de repente, comecei a sentir dor no braço e nas costas”. As dores foram ficando cada vez piores, a ponto de Daniele não conseguir mais levantar o braço. “Remédios e tratamentos não surtiam efeito. Mesmo depois que parei de carregar o peso, continuou doendo. Acabei me acostumando com a dor. Era muito difícil, pois não aguentava levar qualquer tipo de peso”. Na campanha da Igreja da Graça, quando o Missionário orou pelas pessoas que sentiam dor e não podiam levantar o braço, Daniele foi imediatamente sarada. “Desde então, levanto-o perfeitamente, e posso carregar o meu material sem dificuldade alguma. Claro que não abuso mais, pois aprendi que temos de cuidar do nosso corpo, o templo do Espírito Santo”.

[close]

p. 14

B10 SHOWda FÉ ANO 2 - Nº 14 - USA - Março de 2015 MARCOS COUTO Um ano de liberdade e sem embaraços Marcos Couto marcosstefano@gmail.com O ano de 2015 mal começou e já promete ser cheio de vitórias na Igreja Internacional da Graça de Deus. Toda essa certeza tem motivo: 2014 acabou debaixo da manifestação do poder divino, quebra de todo o mal, libertação e de bênçãos. Tudo isso aconteceu durante as campanhas de fé realizadas pelo Missionário R. R. Soares. De acordo com o livro bíblico de 2 Samuel 22.33, o Senhor é o Único que pode aperfeiçoar a vida do ser humano, desembaraçando todos os seus caminhos e substituindo as dores, enfermidades, derrotas e o fracasso por triunfos e vitórias para a glória de Deus. A verdade é que todos têm momentos bons e ruins, e, por meio deles, o Altíssimo aperfeiçoa o caráter de cada um. Porém, há muitos indivíduos que não saem do lu- gar por estarem presos ao pecado e às armadilhas do diabo. Libertá-los e alcançar a vontade de Cristo foi o que motivou R. R. Soares a fazer reuniões e orações a fim de que o velho ano terminasse bem e o novo começasse melhor ainda. Em suas pregações, o líder da Igreja da Graça lembrou que o Altíssimo deseja desembaraçar os caminhos. Entretanto, também observou que cada pessoa que deseja essa bênção precisa toDIVULGAÇÃO IGREJA DEUS É AMOR mar uma posição. “Deus não tem uma fortaleza para nos dar; Ele é a própria Fortaleza! Ele Se abriu e estamos nEle, que também é a nossa Força. Por isso, temos de andar ao Seu lado, fazendo Sua vontade. A Bíblia revela o testemunho do Senhor, aquela passagem que fala profundamente ao nosso coração. Assim sendo, devemos permanecer nessa Palavra, sem jamais deixarmos de crer”. Segundo R. R. Soares, para que a graça divina possa operar, a pessoa precisa renunciar à impiedade, ou seja, à falta de respeito aos mandamentos do Senhor, e à concupiscência, os desejos da carne. “Tome a Palavra como sua herança; uma antecipação de tudo quanto Deus vai lhe dar. Seus testemunhos alegram o coração e são a certeza da vitória. Não tente esconder nada do Todo-Poderoso. Coloque sua vontade, seus desejos e planos diante dEle e deixe que o Pai lhe dê o melhor. Fique em Sua presença”. DIVULGAÇÃO IGREJA DEUS É AMOR Missionário David Miranda vai para os braços do Pai Um dos mais destacados pregadores do Brasil, David Miranda morre, deixando um legado de uma vida dedicada à obra de Deus. Vinte e um de fevereiro ficará marcado na memória do povo evangélico brasileiro como o dia em que o Senhor chamou para Si um dos mais proeminentes pregadores deste país. Afinal, foi nessa data que faleceu o missionário David Martins Miranda (19352015), fundador da Igreja Pentecostal Deus é Amor (IPDA). Ele tinha 78 anos e sofreu um infarto. Líder da Igreja Internacional da Graça de Deus (IIGD), o Missionário R. R. Soares também compareceu à cerimônia, que atraiu uma multidão, e prestou condolências à viúva, D. Ereni de Oliveira Miranda. David Miranda fundou a IPDA em 1962, e sua atividade pastoral foi marcada pelos inúmeros milagres registrados ao longo de seu ministério. Curas físicas e espirituais excepcionais foram testemunhadas até o fim de sua vida, como, por exemplo, paralíticos que voltaram a andar, aidéticos que foram curados, dentre outros. Além da viúva, ele deixa os filhos Daniel Miranda, Débora Miranda de Almeida e Léia Miranda Sóra, todos diretamente ligados ao ministério do pai, e uma legião de filhos espirituais. Durante o velório, R. R. Soares cumprimenta a viúva, D. Ereni CURAI ENFERMOS Os 53 anos de ministério de David Miranda foram marcados pelo cumprimento à risca da ordem de Jesus expressa em Mateus 10.8, que diz: Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai. “Ele foi um grande homem de Deus, um profeta dos séculos 20 e 21 e precursor da obra do Senhor em muitas partes do Brasil e do mundo. Servo que soube ouvir e obedecer”, enfatiza R. R. Soares. Venha receber a sua bênção IIGD BOSTON - 85 Washington Street Somerville, MA 02143 Igreja: (617) 996 9194 Pr. Glauber Morare - somerville@iigdusa.com Segundas,Quartas, quintas e sextas-feiras - 8pm Domingos - 10am e 7pm MISSIONÁRIO R. R. SOARES ENTRADA GRÁTIS

[close]

p. 15

SHOWda FÉ MARÇO DE 2015 B11 LIBERTAÇÃO EXPULSAVAM MUITOS DEMÔNIOS, E UNGIAM MUITOS ENFERMOS COM ÓLEO, E OS CURAVAM (Marcos 6.13). Missionário R. R. Soares Editorial “Traficante não tem paz” Amanda Pieranti MARCOS AC amanda.jornalshowdafe@gmail.com D Missionário R. R. Soares Lance fora o medo Aquilo que você teme é resultado de um mau ensinamento que lhe foi dado ainda na infância, pois colocar medo nos outros é algo que muitas pessoas fazem, embora não prestem atenção a isso. O medo é uma porta usada pelo diabo para invadir a sua vida e, assim, realizar as más obras em você. Participe de uma de nossas reuniões e a sua vida vai melhorar muito. Ao ouvir as promessas de Deus, você receberá a fé. Com ela, alcançará o Senhor em suas orações e se livrará das coisas ruins que o têm feito sofrer. Não deixe para depois, decida mudar para melhor. Milhares de pessoas viviam derrotadas, mas, hoje, estão bem. Os testemunhos que publicamos falam disso. Venha, pois você será muito abençoado! Todo o nosso trabalho é gratuito. anilo Freitas da Cunha é um rapaz franzino. A conversa com ele revela seu jeito pacato e discurso tranquilo, perfil de um cidadão acima de qualquer suspeita. Isso agora, porque no passado a situação era bem diferente. Com cinco irmãos e filhos de mãe solteira, não recebia educação a respeito do certo e errado. “Fazia tudo por vontade própria”, frisa ele, que começou como usuário de maconha, aos 23 anos, até se tornar gerente do tráfico de drogas, um alvo fácil para a bandidagem inimiga e a polícia. “Quando a minha mãe descobriu, não falou nada, pois eu já era maior de idade. Fiquei desempregado, sem ter o que fazer, e passei a usar mais drogas. Vivia na boca de fumo, e fui me envolvendo cada dia mais. Em menos de uma semana, quase morri duas vezes. Certa vez, dei de cara com três policiais armados com fuzil. Desci o morro correndo e só escutei os tiros”. Danilo conta que a família ficava nervosa, pois ele demorava para aparecer em casa: “Minha mãe chorava todo dia. Eu dormia no mato, em meio a bichos. Tinha de ficar escondido por causa da polícia e dos traficantes inimigos”. Era um estágio permanente de desassossego: “Traficante não tem paz”. A morte não chegou, mas a privação da liberdade sim, quando foi detido em um presídio no Rio de Janeiro, onde cumpriu pena. Nesse período, ganhou livros evan- gélicos. “Fui lendo e entendendo um pouco quem era Jesus. Parecia que o livro contava a minha vida. Quando saí da cadeia, tinha certo temor a Deus”. A libertação No entanto, Danilo não teve forças para abandonar a dependência química, que lhe causava perturbações. “Comecei a falar um montão de coisas. Eu não sabia se queria ir para o mal ou para o bem, pois, após conhecer a Palavra, houve um conflito dentro de mim, como se fosse uma batalha espiritual”. Diante dessa situação, ele buscou uma Igreja. “A pastora pregou e orou por mim. Quando saí de lá, parecia que eu andava nas nuvens. Era como se o mundo tivesse saído das minhas costas. Era uma alegria inexplicável e uma paz que nunca havia sentido”. Desde então, Danilo passou a frequentar a Igreja Internacional da Graça de Deus, onde se firmou no Evangelho. “Minha libertação não foi difícil. Depois que entrei para a Igreja, só usei drogas uma vez, e parecia que eu era um ‘peixe fora d’água’, pois as práticas erradas me incomodavam”. Transformado, recuperou a verdadeira liberdade e a paz que só o Altíssimo promove. “ Agora, ando e durmo tranquilamente. Não tenho medo de nada, pois confio em Deus”, conclui ele, que é obreiro da IIGD.

[close]

Comments

no comments yet