Mundocoop 61

 

Embed or link this publication

Description

revista mundocoop

Popular Pages


p. 1

A REVISTA DE GESTÃO, FINANÇAS, PESSOAS E MARKETING DO COOPERATIVISMO Ano 13 61 o voto define O novo rumo do brasil? COACHING Ferramenta fundamental na gestão de carreira PLANO DE COMUNICAÇÃO Ação essencial para atingir os objetivos de uma cooperativa MUNDOCOOP 1

[close]

p. 2

Agência Unimed do Brasil 2 MUNDOCOOP Encher o cora

[close]

p. 3

ção de alegria. CUIDAR DE VOCÊ. ESSE É O PLANO. 29 DE SETEMBRO DIA MUNDIAL DO CORAÇÃO MUNDOCOOP 3

[close]

p. 4

A REVISTA DE GESTÃO, FINANÇAS, PESSOAS E MARKETING DO COOPERATIVISMO Diretoria Douglas Alves Ferreira Luis Cláudio G. F. Silva Redação EDITORA / Katia Penteado - MTb 11.682/SP redacao@mundocoop.com.br Colaboração | Clarice Bombana Arte DIRETOR DE CRIAÇÃO / Douglas Alves Ferreira ASSISTENTE DE ARTE / Felipe Ramos revista@mundocoop.com.br Publicidade DIRETOR COMERCIAL / Luis Cláudio G. F. Silva comercial@mundocoop.com.br COMERCIAL / Maria da Graça publicidade@mundocoop.com.br Controle e Operações Wilma Zacharias Impressão Referência Gráfica TIRAGEM / 15 mil exemplares Fotos Arquivo MundoCoop e Shutter Stock o futuro se aproxima Dia 5 de outubro simboliza a democracia brasileira. Independentemente de preferências por candidatos e ideologias e partidos políticos, o leitor brasileiro vai às urnas escolher deputados estaduais e federais e senadores, além de votar no primeiro turno para Governador e Presidente da República, cargos que podem exigir realização de segundo turno em 26 de outubro. Procurando fazer previsões sobre o que muda no Brasil com a eleição presidencial, a revista MundoCoop entrevistou, com exclusividade, dois economistas e um sociólogo, todos com doutorado em suas áreas de interesse, que fizeram previsões sobre cenários com os três candidatos melhor colocados nas pesquisas de intenção de voto. Também são apresentados os pleitos do cooperativismo aos candidatos à Presidência da República e descritas as ações empreendidas para orientação a cooperados, entre outros aspectos. O projeto Boas Práticas Agropecuárias para a Produção, Transporte e Beneficiamento do Leite – Segurança e Qualidade, que vai beneficiar cerca de 85 mil produtores nas principais regiões produtoras do País, é apresentado com os resultados do Edital do Leite. Em Momento Cooperar, os projetos desenvolvidos por duas cooperativas reconhecidas pelo Prêmio ODM Brasil: Cootac e Oestebio. Matéria sobre Coaching mostra que os benefícios do compartilhamento das experiências agregam valores para todos os envolvidos. Elaboração de preço de produtos e serviços e Plano de Comunicação como ação essencial para atingir os objetivos de uma cooperativa, são assuntos preparados especialmente para sua informação, que somam-se às posições de Fred Gelli, um brasileiro relacionado entre as 100 pessoas mais criativas, que fala sobre o desafio de reinventar marcas visando à perenização. A intenção com essa seleção de assuntos é auxiliá-lo na gestão da sua cooperativa e no desenvolvimento profissional seu e de todos que estão ao seu redor. Boa leitura! Katia Penteado, Editora A revista MundoCOOP é uma publicação da HL/Mais Editorial Ltda. Rua Atílio Piffer, 271 - Conj. 22 - Casa Verde 02516-000 - São Paulo/SP - Telefone (11) 4323-2881 www.mundocoop.com.br Os anúncios e artigos assinados são de responsabilidade dos autores. As opiniões emitidas pelos entrevistados não refletem, o pensamento da coordenação dessa publicação. 4 MUNDOCOOP

[close]

p. 5

O SEU NOVO AJUDANTE GERAL. R$ 34.990 FRETE INCLUSO A PARTIR DE CADASTRE-SE EM NOSSO SITE PARA OBTER CONDICOES , ˜ ESPECIAIS. Capacidade de carga para 800 kg AR CONDICIONADO ´ *Volume 6,5m3 ˜ DIRECAO ´ ELETRICA Motor 1.3L 16v Multifuncional www.lifanmotors.com.br Lifan Foison modelo 2014 com todos os itens de série informados neste anúncio. Ar-condicionado e direção elétrica não inclusos, disponíveis como itens opcionais. Garantia de 2 anos ou 40 mil quilômetros, o que ocorrer primeiro. Consultar exclusões conforme Manual de Garantia e Manutenção do Veículo. Capacidade de carga máxima igual a 800 kg. Preço sugerido ao público a partir de R$ 34.990,00 com frete incluso, preço para condição de pagamento à vista e sujeito a alteração sem prévio aviso. Tarifa de gravame, licenciamento, IPVA e emplacamento não inclusos. Para assistência técnica, preços e condições de pagamento, consulte nossa rede de concessionárias no www.lifanmotors.com.br ou pelo telefone 11 2811-8517. *Volumes e medidas aproximados e somente válidos após a instalação do baú, vendido separadamente. Imagens meramente ilustrativas. MUNDOCOOP Respeite os limites de velocidade. 5

[close]

p. 6

Sumário cooperativas colaboram com os objetivos do milênio 50 O voto define (novo) rumo do Brasil? Os especialistas garantem: 2015 será um ano difícil. E depois disso? Quem ganhar definirá o caminho. Resultados do Prêmio ODM Brasil reconhecem importância do cooperativismo no desenvolvimento das populações de baixa renda 20 16 | Finanças O que considerar ao elaborar o preço de um produto ou serviço? 12 14 26 38 08 | Entrevista A trajetória profissional de Fred Gelli levou-o a, em 23 anos, conquistar mais de 100 prêmios nacionais e internacionais, entre eles o iF Design Award; IDEA - USA; Caboré e Cannes Lions. Participou como jurado dos mais importantes prêmios internacionais de design. 28 | Marketing Plano de Comunicação: ação essencial para atingir os objetivos de uma cooperativa 34 | Gestão BPA e PAS-Leite: instrumentos de avanço da cadeia leiteira 40 41 56 46 | Pessoas uma ferramenta fundamental na gestão de carreira As matérias da revista impressa têm complementos exclusivos na edição digital. No final de cada matéria, há a indicação com os seguintes ícones: MAIS CONTEÚDO Mais informação no site MAIS CONTEÚDO vídeos exclusivos MAIS CONTEÚDO galeria de fotos MAIS CONTEÚDO texto completo da matéria 6 MUNDOCOOP

[close]

p. 7

MUNDOCOOP 7

[close]

p. 8

ENTREVISTA FRED GELLI Reinventar 8 MUNDOCOOP marcas

[close]

p. 9

ENTREVISTA Desafio evolutivo para evitar a extinção permitir escaparmos do grande desafio evolutivo em que nos encontramos como civilização. Acredito que as marcas relevantes no futuro próximo serão aquelas que assumirem esse novo papel. E isso não se dará por altruísmo e sim pelo próprio instinto de sobrevivência. Você defende a reinvenção das marcas. O que significa reinventar a marca? Como manter a marca viva? A reinvenção das marcas, na verdade, é parte do desafio evolutivo da maneira como entendemos o mundo dos negócios. As marcas devem representar os esforços de adaptação da companhia aos novos ambientes de negócio. O que acontece se a marca não for reinventada? Assim como espécies que não conseguem se adaptar às mudanças de cenário, as marcas que não têm o poder de se reinventar correm o risco de serem extintas. Quais os riscos que afetam uma marca? As mudanças nas leis, cada vez mais radicais em relação a impactos ambientais, as novas gerações que veem as marcas de uma maneira muito diferente, a concorrência que surge de onde menos se espera e o conservadorismo que impede o processo da “destruição criativa”, a capacidade de entender que aquilo que você entrega para o mundo hoje não vai te levar ao futuro. Ao ocupar a 72ª posição no ranking da revista norte-americana Fast Company, em maio de 2014, Fred Gelli passou a ser listado entre os 100 homens mais criativos do mundo. Formado em Design de Produto e Design Gráfico pela PUC/RJ, cofundador e diretor de criação da Tátil Deisgn de Ideias, além de professor do departamento de Design da PUC-RJ, onde, há 10 anos, ministra os cursos de Ecoinovação e Biomimética, Fred Gelli concedeu entrevista exclusiva para a MundoCoop, enfocando temas de sua predileção, que integram seu dia a dia: Design, Branding e Sustentabilidade. Sua trajetória profissional levou-o a, em 23 anos, conquistar mais de 100 prêmios nacionais e internacionais, entre eles o iF Design Award; IDEA - USA; D&AD; Caboré e Cannes Lions. Participou como jurado dos mais importantes prêmios internacionais de design, como D&AD e Cannes Lions. Em 2010, a empresa venceu uma concorrência com outras 139 agências, e desenvolveu a marca dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Além disso, Fred Gelli é membro do Comitê de Tecnologias Sustentáveis da Natura e palestrante em inúmeros eventos nacionais e internacionais sobre Design, Branding e Sustentabilidade. Fred Gelli e a Tátil construíram um ecossistema de empresas com uma mesma visão: Cria e Pipa. A primeira, uma empresa focada na implementação e gestão de negócios de valor compartilhado, especializada em projetos com baixo impacto ambiental e alto retorno para a sociedade e seu entorno. Já a Pipa resulta de parceria entre a Tátil, Cria e Engage. É uma aceleradora e incubadora de novos negócios que busca formar empreendedores com forte compromisso na construção de negócios com impacto positivo no mundo. Confira! Qual a importância das marcas para as empresas? O que faz uma marca ser amada ou rejeitada? Marcas são a síntese da razão de ser de companhias. Elas garantem identidade e diferenciação no sentido ampliado da palavra. Em mercados cada vez mais competitivos, as marcas têm o poder de criar comunidades em torno de produtos e serviços. Cada vez mais as pessoas reconhecerão valor nas marcas que, mais do que vendedoras de coisas, carregam propósito em sua forma de se relacionar. A Tátil é apresentada como uma empresa formada por “mais de 130 apaixonados por desafios criativos, que gerem valor e relações sustentáveis entre as marcas e as pessoas”. De que forma as marcas podem contribuir para a sustentabilidade e gerar valor contribuindo para um mundo melhor? Tenho uma visão de que serão as marcas as grandes protagonistas na construção de um futuro desejável. Isso porque das 100 maiores economias do planeta, 51 são corporações. São nos laboratórios das grandes empresas que mora grande parte do conhecimento humano, tão importante para transformar nossa realidade e nos MUNDOCOOP 9

[close]

p. 10

ENTREVISTA fred gelli É possível reinventar sem perder a identidade? Gosto do exemplo do fabricante de ferraduras que no início do século XX, percebendo que as pessoas deixariam de usar cavalos como principal meio de transporte, revisou suas competências essenciais entendendo que acima de tudo era um “metalúrgico” e não um fabricante de ferraduras. Com isso, ele pode passar a fabricar peças de carros e continuar a ser relevante para um novo cenário. Você fala em ciclos da Natureza como caminho natural e afirma que a complexidade atual também resulta da fuga dessa rota. No que consiste esse ciclo? Como utilizá-lo com relação a marcas? O que caracteriza a situação atual e como equacioná-la? A Natureza tem três princípios básicos em tudo que “cria”. O primeiro é uma obsessão pela otimização. Ela detesta desperdícios. O segundo é a ideia de que tudo está dentro de ciclos, e o terceiro é a ideia de interdependência, que garante que tudo que é vivo é regido por uma cadeia infinita de ações e reações. Em contrapartida nossa maneira de criar coisas é exatamente oposta aos três princípios. Somos MAXIMUN no lugar de OPTIMUN, pensamos linearmente ao invés de ciclicamente e fragmentamos tudo ao invés de entendermos que a grande teia da vida e as consequências dessa discrepância estão aí. As marcas terão, mais cedo ou mais tarde, de se submeterem a esses princípios naturais se pretenderem ser sustentáveis no sentido literal da palavra. No que diz respeito a marcas e identidade de empresas, no que consiste a inovação? Na capacidade de leitura de novos contextos e na força criativa estratégica para se reposicionar em termos de produtos, serviços e geração de valor para as pessoas. As armadilhas sensoriais (olfato, paladar etc.) seriam uma forma de envolver as pessoas? Sim. Na verdade elas são a porta de entrada para as experiências com as marcas. A vida das empresas na atualidade é em média de 15 anos. Teóricos defendem a passagem do modelo de comando e controle para o modelo coletivo, colaborativo e inteligente. Como fazer essa migração? Este é um enorme desafio criativo, pois depende da capacidade de revolucionar as relações, reinventar as dinâmicas e praticar o desapego a algo que funcionou por muito tempo! Em termos práticos, no que consiste o Branding 3.0 ou o Branding Integral? Branding Integral é uma forma de conectar competências das marcas. O Branding Integral propõe exatamente um esforço estratégico e criativo para uma revisão da conexão das marcas com o espirito da época. Mergulhamos nas competências essenciais das marcas, os valores que a diferenciam e cruzamos com as novas demandas do mundo, com o Zeitgeist, repensando a natureza mais profunda do negócio. Produtos e serviços são reinventados à luz dos novos desejos das pessoas, e quando esse cruzamento se dá, estamos diante do “propósito” da companhia. Você criou a Liga OP. No que consiste esse grupo? Como atua? A Liga OP é um grupo de profissionais de várias áreas – como marketing, inovação, finanças, entre outras – que trabalham dentro de grandes companhias e que tem espirito empreendedor. Elas acreditam que podem usar essa energia para mudar o mundo contando com a força das grandes corporações. Hoje são mais de 40 pessoas que se mantém em contato, trocando experiências sobre suas conquistas e desafios criando atalhos uns para os outros. A CRIA, nossa consultoria de inovação, faz a mediação desse ecossistema. 10 MUNDOCOOP

[close]

p. 11

MUNDOCOOP 11

[close]

p. 12

modelo de gestão Gestão por competências: novidade no Sistema Unimed A Unimed está investindo na implantação de modelo de gestão de pessoas por competências, integrando e padronizando os procedimentos das áreas de recursos humanos das 353 cooperativas médicas do sistema e seus 75 mil colaboradores. A meta é ampliar as oportunidades para desenvolvimento profissional dos colaboradores, a partir de três princípios básicos: trajetórias de carreira, níveis de complexidade e competências. O novo modelo foi elaborado com o apoio da Unimed do Brasil e de 25 cooperativas da Unimed, de diferentes portes e regiões. integração CNCoop integra o GT Empresas Piloto do eSocial A Confederação Nacional das Cooperativas (CNCoop) passou a integrar o Grupo de Trabalho de Empresas Piloto do eSocial, que visa a discutir a melhoria e a simplificação geral do sistema operacional do eSocial, indicando os ajustes necessários. Ranking Vinhos de cooperativa entre os melhores do mundo A Associação Mundial de Jornalistas e Escritores de Vinhos e Licores (WAWWJ) avaliou mais de 650 mil rótulos e definiu os 100 melhores vinhos do mundo. O resultado, divulgado na revista Exame, constatou que Aurora Espumante Moscatel, Aurora Reserva Merlot 2011 e Garibaldi Espumante Moscatel são destaques. No ranking anterior, apenas um vinho nacional representava o Brasil. 12 MUNDOCOOP

[close]

p. 13

história Sistema OCB divulga projeto de acervo virtual Diversas videoconferências realizadas durante o mês de agosto pelo Sistema OCB com os representantes dos Estados divulgou o projeto de organização dos acervos bibliográfico, videográfico, iconográfico, cartográfico, sonoro, publicitário e histórico, marcando o início do compartilhamento de todos os arquivos já existentes no banco de dados do sistema. O projeto foi planejado e implementado ao longo de 2012 e 2013 pelo Centro de Documentação e Memória Institucional (Cedoc). Todos os documentos foram identificados, classificados, indexados e organizados para disponibilização aos públicos interno e externo do Sistema OCB e à comunidade em geral. CPLA E CODEVASF: CONSTROEM BARRAGENS A Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas (CPLA) e a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaiba (Codevasf) assinaram documento para construção de 50 barragens em locais onde a produção leiteira integra a agricultura familiar, beneficiando produtores participantes do Programa do Leite e comunidades localizadas no semiárido alagoano. Bahia realiza encontro de presidentes de cooperativas Para propiciar aos presidentes e líderes das cooperativas do Estado da Bahia o debate das ações estratégicas para o desenvolvimento do Cooperativismo, além de discutir e priorizar as ações a serem desenvolvidas nos próximos anos, o Sistema OCEB e Sescoop/BA realizaram encontros em cada uma das seis regiões definidas pelo sistema: Região Metropolitana, Região Portal e Sertão, Região Sudoeste, Região Oeste, Região Sul e Região Piemonte e Chapada. Cooperativismo agropecuário representa 5% do PIB em Rondônia O Censo do Cooperativismo de Rondônia 2013 detectou 477 cooperativas registradas na Junta Comercial do Estado, sendo que 302 estão desativadas, paradas ou em processo de baixa na Jucer e na Receita Federal. Das 154 em funcionamento, de acordo com o documento, 71 são cooperativas agropecuárias e respondem por cerca de 5% do Produto Interno Produto do Estado, que, em 2011, foi de R$ 27,839 bilhões. As demais cooperativas estão nos ramos crédito (28), transporte (15), mineração (15), trabalho (11), saúde (8), educacionais (4) e consumo (2). MUNDOCOOP 13

[close]

p. 14

no Mundo Coop ACI-Américas: eleições em novembro No dia 6 de novembro de 2014, durante a III Cúpula Internacional de Cooperativas das Américas, em Cartagena das Índias, na Colômbia, a ACI-Américas realizará sua Assembleia Geral e eleição para presidente e vice-presidentes, assim como escolherá o novo presidente do escritório regional americano da Organização Internacional das Cooperativas de Trabalho, Industriais, Artesanais e de Produção (Cicopa), organismo setorial da ACI-Américas. O comitê responsável pela organização da eleição foi eleito pelo Conselho de Administração da Aliança e é composto pelos representantes da Argentina, Porto Rico e Peru. Congresso Latino-Americano de Inclusão Financeira Pela primeira vez, o Brasil sediou o Congresso Latino-Americano de Inclusão Financeira (CLIF). Promovido pela Federacion Latinoamericana de Bancos (FELABAN), objetiva debater políticas e práticas para maior acesso aos serviços financeiros. Organizado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), com o apoio do Sistema OCB, o evento aconteceu em agosto e recebeu executivos e especialistas, nacionais e internacionais que apresentaram projetos de difusão da atividade bancária nas distintas esferas sociais. Também foram discutidos meios de pagamentos que favorecem a inclusão financeira e apresentadas análises e informações sobre crédito consignado, direitos do consumidor, cooperativas de crédito, microcrédito, entre outros temas. Em outubro, assembleia da OCPLP Os integrantes da Organização Cooperativista dos Povos de Língua Portuguesa (OCPLP), em 14 de outubro, reúnem-se em Brasília para a realização da Assembleia Geral. A instituição conta com 33 representantes de oito países e é presidida por Márcio Lopes de Freitas (presidente do Sistema OCB). Na pauta, está a implementação de projetos de cooperação internacional para o desenvolvimento conjunto do cooperativismo nos países lusófonos e projetos de parcerias com organizações internacionais. A OCPLP é composta por Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. A Guiné Equatorial está em fase de adesão ao grupo. 14 MUNDOCOOP

[close]

p. 15

SOLUÇÕES PERFEITAS PARA O MERCADO FINANCEIRO Com mais de 10 anos de atuação, a TECNOCRED é a solução tecnológica para as cooperativas de crédito obterem os melhores resultados. A infraestrutura completa e a comunicação integrada colocam a automação a serviço da eficiência. Para conhecer melhor as nossas soluções, ligue e agende a visita de um de nossos especialistas: (51) 3375.1300. www.tecnocred.com.br MUNDOCOOP 15

[close]

Comments

no comments yet