tamanho

 

Embed or link this publication

Description

auto

Popular Pages


p. 1

Revista Hobby News Fernando dos Santos J á um grande sucesso fora do Brasil, mas ainda pouco conhecidos por aqui os modelos em mini e micro escala são diversão garantida a qualquer momento e praticamente em qualquer lugar. Conhecidos como “palm runners”, “micro sizers” ou ainda simplesmente como “micros e minis”, quase todos tiveram seu início no Japão onde se tornou quase que uma epidemia e hoje se espalharam pelo mundo. Automodelos que chegam a ter menos de 10 cm, helicópteros de até 4 canais e aviões que praticamente cabem na palma da mão. Graças a evolução tecnológica, hoje são equipados com as mesmas tecnologias empregadas nos modelos de maior escala, sendo assim capazes de executar as mesmas façanhas apenas limitadas, obviamente, ao seu tamanho físico. Tamanhos mínimos, desempenho invejável, varias opções de upgrades e acessórios disponíveis são alguns dos atrativos da categoria, muito mais do que um simples brinquedo, hoje podem ser facilmente encontrados modelos fabricados por grandes marcas, como por exemplo, a linha “MiniZ” (1/27) da Kyosho, exclusivamente elétricos e com diversos modelos e categorias que vão nos automodelos de carros de rua até a linha de mini monster trucks, com direito a modelos super-esportivos, clássicos , carros da GT CUP, LeMans, Formula 1, WRC, Off-Road e Drift. São dezenas de modelos diferentes com grande riqueza de detalhes que podem ser usados em chassis 2WD e 4WD. A linha ainda conta com uma linha de mini-lanchas de corrida com direito a reboque de transporte e engate que pode ser utilizado em conjunto com alguns dos modelos da linha de mini-autos. Ainda seguindo nos autos há também a série “dNaNo”, que como o nome su- gestiona são modelos ainda menores em tamanho (escala 1/43) e de tão grandiosa tecnologia e riqueza de detalhes quanto os outros. O fabricante conta ainda com uma série aeros e helis, a linha MINIUM e MINIUM AD composta por diversos modelos de aviões (clássicos, acrobáticos, shock flyers, etc.), com menos de 30 cm de envergadura e helicópteros de 4 canais que cabem na palma da mão. Para quem pensa que o tamanho inferioriza os menores está enganado: toda a linha atualmente é equipada com sistemas de rádio 2.4Ghz proporcional e contam com praticamente todos os ajustes e regulagens dos mode- los maiores e inclusive alguns exclusivos da série. Alguns modelos já são vendidos com baterias recarregáveis de Lítio inclusa e contam com uma enorme quantidade de acessórios, tanto originais do fabricante quanto “paralelos” de diversos fabricantes de peças de performance como motores, pneus, suspensão e estrutura em fibra de vidro, carbono e alumínio. Outra linha bastante conhecida são os carros da serie Mini-T e Micro-T da Team Losi, a serie Mini-T é composta por veículos em escala 1/18 2WD e são comercializados originalmente com sistema de rádio e motorização básica, porém conta com uma vasta linha de opcionais como praticamente todas as peças em alumínio e fibra de carbono, grande variedade de bolhas, rodas e pneus, sistema de rádio digital ou 2.4Ghz e motorização brushless que pode levar o modelo facilmente a mais de 70

[close]

p. 2

Fev/Mar - 2011 100Km/h. A linha Micro-T é composta por modelos de escala 1/32 e 1/36 2WD e recentemente foram lançados os modelos 1/24 Rally, Short Course e ainda o gracioso modelo Rock Crawler todos 4WD. Originais os modelos já são impressionantemente velozes para seu tamanho e tem força e resistência de sobra, contam ainda com a mesma vasta linha de acessórios do irmão maior tanto em peças originais quanto paralelas e acreditem ou não podem chegar em configurações extremas a mais de 70 Km/h. Mais um grande fabricante a seguir a tendência dos minis com grande sucesso é a TRAXXAS, que lançou uma série de reproduções em escala 1/16 de seus maiores sucessos de vendas, MINI E-REVO VXL, MINI SLASH VXL, MINI SUMMIT VXL, modelos sensacionais com todas as características de seus modelos nativos e já originalmente com desempenhos extremos, além do novo modelo MINI RALLY VXL e sua edição especial MINI DRIFT KEN BLOCK, compartilhando basicamente de uma mesma eletrônica e estrutura básica. Cada modelo foi enquadrado e adequado a uma categoria diferente para atender a todas as vertentes do hobby atuais. Como no caso dos outros modelos similares da categoria é possível encontrar a disposição no mercado grande diversidade de peças e acessórios originais e paralelos para todos os modelos da série. Alguns dos detalhes marcantes da linha, na maioria já presentes em outros modelos do fabricante são: o desempenho extremamente agressivo, já que exatamente como retirado da embalagem os carros são capazes de atingir cerca de 50 Km/h e é possível fazer o carro chegar a mais de 80 Km/h sem grandes alterações, é vendido completo e pronto para andar acompanhando todos os acessórios básicos necessários (radio, baterias, carregador, ferramentas básicas e até alguns acessórios extras) bastando apenas as pilhas para o sistema de radio, a incrível resistência, desempenho e dura- 71

[close]

p. 3

Revista Hobby News bilidade da plataforma e o fato de toda a eletrônica ser water/dust proof ou seja, com a configuração original, é possível utilizá-lo em pisos extremamente sujos, molhados, lama ou até mesmo sob chuva sem risco algum a seus componentes eletrônicos, o que facilita em muito a limpeza do modelo,aumenta a vida útil de seus componentes e garante literalmente diversão até debaixo d’agua. Há ainda diversos outros fabricantes e modelos que se encaixam nesta categoria do modelismo, isso sem falar em “mods”(chassis criados/modificados a partir de modelos já existentes), adaptações e até modelos RC totalmente artesanais com escalas impressionantes que chegam a absurdos 1/87, 1/160 e assim por diante, todos com características muito semelhantes aos já conhecidos modelos 1/8 ou 1/10 comuns em nosso cotidiano de modelista. Mais do que uma das dezenas de ramificações já existentes do hobby, esta é uma demonstração da incrível capacidade de miniaturização que é uma tendência mundial em todos os seguimentos, do avanço geral da tecnologia empregada e do nível de respeito e seriedade que o hobby conquista na sociedade, além é claro do mais importante, sinal de que você, como eu, nunca mais vai ter de deixar seu modelo em casa nas férias por falta de espaço no porta-malas! A notação de escala não se refere a uma medida física, mas sim representa quantas vezes menor é o modelo em questão com relação ao modelo real . Ex : 1/10 quer dizer que o modelo é 10 vezes menor do que o real, ou 1/16 que ele é 16 vezes menor que o modelo real, e assim por diante. 72

[close]

Comments

no comments yet