pista

 

Embed or link this publication

Description

auto

Popular Pages


p. 1

Revista Hobby News M uitas pessoas tem me procurado, a respeito de um tema em comum “Como se faz uma pista de Off? “ Bom, na verdade existem várias perguntas a serem feitas antes de você começar a fazer uma pista de Off-Road. Primeiro..... Porque fazer uma pista de OffRoad ? Será que é mesmo necessário ? Não existe nenhuma nas regiões próximas ? Essa primeira pergunta é necessária para você avaliar qual será o número de usuários/pilotos que vão utilizar a pista. Segundo..... A pista terá fins comerciais ? Você vai pagar aluguel pelo uso do terreno ? Ela tem que “ se pagar” ??? Essas questões sobre o lado “ comercial” da pista também são muito pertinentes pois dela depende a CONTINUIDADE da mesma. Não adianta você fazer uma pista pagando aluguel do terreno e depois não ter dinheiro para continuar “ bancando”. Todo o trabalho e o $$$ será perdido...... Creio que após responder satisfatoriamente essas questões, você pode passar para o lado “ físico” da pista. Qual as dimensões do terreno ? Que tipo de pista devo fazer ? Mais saltos, menos saltos, mais técnica , mais fácil...etc... Ai vai depender mais até do grupo que for utilizar a pista. Se for uma galera que curte apenas “ andar” e não tem grandes paixões por corridas, faça uma pista mais fácil e “ mansa” que não maltrate muito dos automodelos . se a turma já é mais “ agressiva” e tem pretensões mais altas, aí você já pode pensar em algo amis elaborado e minha sugestão é acessar o maior numero de sites possíveis para conhecer um pouco, além de ir às pistas já existentes aqui no Brasil. Para os interessados tenho enviado um documento bem simples que serve de roteiro do que se precisa para uma pista de OffRoad. Aproveitem. 76

[close]

p. 2

Out/Nov - 2009 CONDIÇÕES GERAIS, REGULAMENTAÇÃO PARA MONTAGEM DE PISTA DE AUTOMODELISMO OFF-ROAD INTRODUÇÃO: Para a realização de competições oficiais de Automodelismo Rádio Controlado deverão ser consideradas as condições mínimas aqui recomendadas. Ressaltamos que a regulamentação a seguir é baseada no regulamento EFRA e IFMAR, todavia são possíveis alterações realizadas pelos organizadores, afim de que sejam adaptadas às condições específicas de cada terreno Serão considerados: I - Local da Prova II - Equipamentos necessários III – Pessoal necessário I- LOCAL DA PROVA. A-Pista Antes de construir, verifique a topografia, caso o terreno seja muito plano , considere a possibilidade de efetuar obras de drenagem.Elaborar piso em condições satisfatórias e diversidade de obstáculos ( saltos simples, double, triple, table-top etc...). É aconselhável consultar à FEBARC antes de decidir pelo traçado.Demarcações nítidas de margens, zebras em concreto e com delimitador ( cone) e grid de largada( postes para a colocação de números para a ordem de largada).Grid para 12(doze) carros, tipo largada LE MANS. Comprimento da pista de no mínimo 200mts máximo 400mts. Largura mínima da pista entre 4,0mts (curvas) e 6,0mts (retas) B- Palanque Altura mínima de 2,5mts Acomodação mínima para 12(doze) pilotos com espaço mínimo de 80 cm para cada um deles com demarcação no piso. Teto que proporcione abrigo ao sol e à chuva Boxes individuais demarcados no piso para doze pilotos Possuir total visualização da pista sem interrupção como postes, colunas, etc Duas rampas (escadas) de acesso; uma para subir e outra para descer, de preferência nas extremidades do palanque C- Torre de Cronometragem Deverá proporcionar total visualização da pista. Deverá proporcionar abrigo do sol e da chuva. Deverá acomodar: Diretor de Prova Cronometrista Sistema de Computação para cronometragem Sistema de Som Tomadas elétricas energizadas com identificação da tensão Obs: poderá ser anexo ao palanque desde que tenha uma parede divisória ou algo que mantenha os pilotos afastados e não interfira com a medida mínima(80cm) para cada um deles. O ideal é uma cabine defronte ao local onde será instalada a antena do sensor. D - Boxes e Pits Localização abaixo do palanque dos pilotos Acomodações mínimas para dez mecânicos e cronometristas Identificação através de pintura dos 12 espaços correspondendo com a posição do respectivo piloto no palanque Disponibilidade de energia 12v para a ligação de Starter-box. Para as pistas de Off_road é recomendada a elaboração de uma rampa elevada ( +ou – 1.00m) para maior facilidade do trabalho dos mecânicos durante os pit stop’s E - Área para Vistoria Técnica A área deve ser isolada Acomodar equipamentos de pesagem, aferição de medidas e volumes Tomadas elétricas energizadas com identificação de tensão F - Área para acomodação de Participantes Deverá ser suficiente para acomodar os objetos e ferramentas de uso pessoal de cada piloto (mesas, bancos, caixas de ferramentas, etc ), que proporcione abrigo do sol e da chuva.Tomadas energizadas com identificação de tensão. Grade ou alhambrado para isolamento dos espectadores G - Área de Apoio para Utilidades Pias e torneiras com água suficiente para a limpeza dos carros e equipamentos. Compressor de ar para limpeza dos autos, com no mínimo dois bicos. Rede elétrica energizada com capacidade suficiente para o evento e tomadas com as tensões devidamente identificada, H - Sanitários No mínimo 01 feminino e 01 masculino com pelo menos três vasos em cada um, em perfeitas condições de uso contínuo. I - Lanchonete Local para o consumo de lanches e bebidas em boas condições de higiene e com disponibilidade de pelo menos 20 pessoas sentadas. J - Arquibancada Local privilegiado com visualização de toda a pista com capacidade mínima de 50 pessoas. II - EQUIPAMENTOS E MATERIAL A - Sistema de Cronometragem Microcomputador com sistema de cronometragem adequado / Impressora, teclado, mouse etc. / Transformadores de tensão / Sensores em número mínimo de 10 em perfeito estado de funcionamento e com reserva adequada para possíveis panes. / Monitores de vídeo - mínimo de dois, sendo um para instalação nos boxes dos mecânicos / Cabos de conexões de vídeo / Cabos de conexões de energia / Carregador dos sensores.SISTEMA DE NO-BRAK OU GERADOR PARA GARANTIR A CONTINUIDADE DA PROVA MESMO SEM ENERGIA ELÉTRICA B - Sistema de Som Amplificador com potência, entradas e saídas suficiente. / 02 microfones. / Alto falantes necessários para que as mensagens sejam audíveis pelos pilotos, mecânicos e demais envolvidos no evento. / 03 rádios “walk-talk” para comunicação entre Diretor de Prova e 2 Fiscais de box. / Cabeamento elétrico e de áudio suficiente. C - Equipamentos para Vistoria Técnica Mesa com base firme / Balança eletrônica com precisão de 5 (cinco) gramas / Paquímetro / Régua / Metro / Medidor graduado em mililitros com capacidade mínima para 200 ml. / Gabarito com as medidas da categoria que está sendo disputada. 77

[close]

p. 3

Revista Hobby News D - Materiais de escritório e gerais Troféus / Papel sulfite ou formulário para impressora / Canetas/Cartucho ou fitas para impressora / Fita adesiva Etiquetas auto adesivas numeradas para os carros / Cola Super Bonder ou equivalente para lacre do chassis na vistoria dos carros / Etiquetas ou equivalente para lacre do chassi / Fita isolante elétrica / Tomadas e plugs / Livro de Atas para registro de ocorrências / Impressos padronizados para : penalidades, recursos, solicitação de vistoria / Quadro de avisos para fixação de avisos e resultados / Cordas para isolamento III - Pessoal necessário Diretor de prova (1) Pessoa com experiência mínima de um (1) ano dirigindo Campeonatos Estaduais, com amplo conhecimento do regulamento e da modalidade a ser dirigida. Diretor Adjunto (1) Pessoa com experiência mínima de seis (6) meses dirigindo Campeonatos Estaduais ou um (1) ano dirigindo campeonatos locais, com amplo conhecimento do regulamento e da modalidade a ser dirigida. Fiscais de Box (2) Pessoas com experiência mínima de seis (6) meses trabalhando em Campeonatos Estaduais ou um (1) ano em campeonatos locais, com amplo conhecimento do regulamento . Cronometrista (1) Pessoa com experiência mínima de um (1) ano trabalhando em Campeonatos Estaduais, com amplo conhecimento do sistema de cronometragem e do regulamento. E – Diretor Técnico (1) Pessoa com experiência mínima de seis(6) meses em campeonatos estaduais, com amplo conhecimento dos equipamentos de aferição e do regulamento. F - Recolocadores Deverão ser em um número estabelecido pela seguinte fórmula : 1 recolocador para cada 35 metros de pista, com arredondamento para maior. Ou seja, uma pista com 200m terá a seguinte fórmula: 200:35= 5,71 que significa um número mínimo de seis recolocadores Bom..... acho que isso já dá pra dar uma idéia que a montagem de uma pista não é tão simples como parece, mas também não é um bicho de sete cabeças.... É apenas...... TRABALHOSO !!!! Espero que essas linhas inspirem corajosos automodelstas a construirem pistas cada vez mais bem elaboradas e bem ADMINISTRADAS. Abraços e até a próxima Heitor Nogueira 78

[close]

Comments

no comments yet