geracao

 

Embed or link this publication

Description

auto

Popular Pages


p. 1

Revista Hobby News Aqui na minha estréia na Revista HOBBY NEWS, gostaria de comentar sobre uma nova tendência no Automodelismo nacional, a transformação dos modelos GP (gáz power) para EP (eletric power), usando sistema BRUSHLESS. Heidi Fujiwara Com a estabilidade do nosso Real e acesso ao e-Commerce, está cada vez mais fácil termos acesso às novidades tecnológicas lançados mundo a fora. O que seria BRUSHLESS? São motores elétricos que não possuem escovas (aqueles pares de carvão), e não tem partes que se tocam mecanicamente entre módulos (induzido e carcaça), único contato são os seus característicos 3 fios (trifásico). A corrente elétrica passa somente pela carcaça, que seria a parte de fora do motor, e no lugar do “induzido”, fica um imã muito poderoso . Existem no mercado modelos variados de todos os tamanhos, potência e utilização. Muitos não se lembram, mas os “Coolers” que todos os PCs e Notebooks utilizam pra resfriar a placa mãe é um motor Brushless, silencioso, potente e de baixo consumo. Para tirar máximo proveito desses motores precisamos de um ESC (speed control eletrônico), específico, apesar de existir no mercado ESC que podem ser utilizados tanto com motores BRUSHED (com escova) ou BRUSHLESS (sem escova). A concepção desses motores permite uma rotação baixa mas com muito torque, eliminando dessa forma a necessidade de utilizar “caixa de cambio”. A vida útil desses motores é longa, pois não existe desgaste físico das escovas (carvões), nem faíscas e interferências magnéticas. São motores de alta tecnologia e eficiência em baixa carga devido à ausência de contato, não há perde de calor e consequentemente de energia. Precisamos também de um bom carregador digital com balanceador (esse acessório monitora sistematicamente cada célula), existem no mercado vários modelos semelhantes e com custo muito próximos, inclusive alguns com fonte de 12 V embutidos Falamos até agora do motor e seu controlador (ESC), mas pra poder alimentar esse sofisticado e eficiente sistema, precisamos de uma bateria também muito boa, vamos falar das famosas Li-Po (Lithium Polymer), baterias que tem uma relação peso-perfomance excelente, consegue reter muito mais amperagem, chegando até 5000 mAh e descargas potentes. Essas baterias podem chegar até 22,2 V (voltagem nominal), equivalente a um Pack de 6 células (6S). 64

[close]

p. 2

Dez/Jan - 2009/10 Numa próxima oportunidade falaremos com mais detalhes sobre cada componente do sistema BRUSHLESS de propulsão. O que tenho presenciado cada vez mais é que o pessoal tem se interessado na transformação dos modelos a explosão 1/8 em elétricos. Aqueles buggys tipo Inferno ou BMX parados estão se renovando e voltando muito nervosos usando um Combo BRUSHLESS (tipo MAMBA MONSTER). Já existe no mercado mundial vários kits de transformação e vários acessórios (HOP UP), voltados para essa nova modalidade de RC, inclusive já temos vários fabricantes de olho nesse promissor mercado lançando KITs RTRs com sistema BRUSHLESS, modelos esses, idênticos aos seus sucessores à explosão. Isso vai de encontro com a Sustentabilidade Global do Meio Ambiente; não poluir o ar, não fazer muito barulho e dar pouca manutenção. Coisas que e um modelo à explosão se torna um pouco difícil. Para se ter uma idéia do desempenho desses modelos é só entrar no YouTube e ver muitos vídeos desses automodelos fazendo manobras incríveis graças a potência dos sistemas BRUSHLESS. Estes modelos podem chegar facilmente à 100 km/h (!). Veja que estou falando dos modelos Off-Road adaptados para andar no asfalto, que dirá dos modelos On-Road que são preparados para pista. Podem chegar aos 130 km/h fácil. Hoje temos sofisticados rádios digitais que possuem integrado um sistema de telemetria que mede a velocidade em tempo real dos modelos, inclusive a RPM. Com essa possibilidade que se abre – a transformação de modelos à explosão em modelos elétricos - talvez seja o momento de tirarmos da prateleira (ou do baú) aquele modelo há muito adormecido só esperando uma oportunidade de voltar para as pistas para mostrar todo seu desempenho e trazer alegria e a adrenalina de piloto que temos um pouco dentro de nós. Com essa sugestão, espero ter ajudado a dar uma “nova vida” para aqueles automodelos esquecidos e encostados, e encontrar cada vez mais praticantes com os seus bólidos a todo vapor em alguma pista, seja de terra ou de asfalto. Desejo um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo a todos os leitores que apreciam e admiram, assim como eu, a arte do automodelismo, sua história, evolução e a participação em nossas vidas. Essas 4 rodas não são apenas brinquedos, muito menos perda de tempo. Nos trazem emoção, e é o que realmente importa na vida: a paixão e a dedicação de que você acredita em algo e faz dela sua felicidade. Exemplo é o recente lançamento mundial da Kyosho, o Buggy 1/8 RTR Inferno VE, que inclusive tive a oportunidade de testá-lo em uma pista de terra. Sua performance é fantástica com muita potência e dirigibilidade, andei com uma bateria de Li-Po de 3S (11,1 V-5000 mAp). Esse sistema usa pinhões “mod. 1” para eixo de 5 mm. Vejo também que essa oportunidade de aproveitar ou renovar um investimento anterior parado, possa trazer de volta para a pista o Automodelista “aposentado”! Isto “esquenta” o mercado de modelismo, pois quanto mais pessoas praticando, mais novidades surgirão e o custo benefício também irá melhorar. Heidi Fujiwara 65

[close]

Comments

no comments yet