ferias

 

Embed or link this publication

Description

auto

Popular Pages


p. 1

Revista Hobby News Bom, depois de um longo e proveitoso período de festas, no qual todos comem e bebem bastante (com direito a aumento de peso e barriga) vem chegando a hora de retomarmos nosso tão querido hobby. Se você seguiu os passos da “estocagem” que eu descrevi na edição anterior, seu automodelo deve estar em ótimas condições para voltar à “ativa”. Primeiramente dê uma checada no seu combustível para ver se ele não está estragado. Geralmente uma simples inspeção visual pode constatar danos no mesmo. O combustível tende a oxidar-se e perder o nitrometano devido à alta volatilidade desse componente de nossa mistura. A oxidação caracterizase pela mudança de cor no combustível (escurecimento). Caso seja o caso do seu combustível, é melhor nem colocar no motor, pois embora não vá danificá-lo, irá perder as regulagens conseguidas anteriormente de maneira tão suada. Conferido o combustível, passamos agora para a parte elétrica. Logicamente você retirou as pilhas do controle e do receptor, não? Espero que sim, pois caso contrário elas podem ter vazado liberando material corrosivo dentro do seu transmissor/receptor e vai te dar uma baita dor de cabeça e seguramente algum prejuízo. Se você usa packs recarregáveis, basta colocá-los na carga lenta e deixar que voltem à vida lentamente... Ah! Não vamos nos esquecer que se você usa caixa de partida auxiliar, também tem que recarregar suas baterias. E por último nosso tão grande amigo: o aquecedor de velas! Sem ele nada de motor funcionando. Também é aconselhável uma primeira carga bem lenta para não danificar sua bateria. Pronto! Você já deixou tudo no “jeito” pra funcionar a máquina no dia seguinte. Passadas 24 horas (muitas das quais carregando), você já pode se preparar para devolver à vida o motor da máquina. Complete o tanque, ligue o TRANSMISSOR PRIMEIRO, depois o RECEPTOR. Teste os comandos pra ver se está tudo ok. Tudo certo? Legal, agora dê uma afogada no motor (alguns carros têm no tanque uma bombinha manual), os que não possuem esse equipamento, você pode tapar o escapamento (que no momento está frio) e girar o motor. Você verá que em ambos os casos o combustível chega rapidamente até o carburador. Logo que ele chegar, pare o processo pois, caso o contrário, 68 você pode “encharcar” o motor e aí terá que retirar a vela para que o excesso de combustível possa sair de dentro do cilindro do motor. Tudo pronto coloque o aquecedor de vela e dê partida, se você deixou o motor regulado da última vez que usou ele não deve tardar a pegar, proporcionando aos seus ouvidos aquela deliciosa sinfonia que somente os micro motores são capazes de fazer. Após ligar procure aquecer o motor pelo menos uns 30 segundos em aceleração curta e baixos giros para que o motor aqueça por inteiro antes de você dar aquela “esticada” nos giros. Acelerar demais com o motor frio, danifica o conjunto camisa/pistão, pois quando ambos estão frios a dilatação ainda não foi devidamente atingida, deixando o ajuste entre eles demasiadamente “presos”. Após o aquecimento, coloque o automodelo no chão e acelere progressivamente nos primeiros dois minutos. Depois disso o motor provavelmente já alcançou as condições ideais de temperatura e você pode acelerar a máquina sem dó. Procure rodar pelo menos uns dois tanques de combustível para assegurar que tudo está ok, inclusive às regulagens do motor porque na próxima edição vamos “VOLTAR ÀS PISTAS“. Um abraço e até a próxima edição!

[close]

Comments

no comments yet