hyperion

 

Embed or link this publication

Description

aero

Popular Pages


p. 1

Revista Hobby News Texto e Fotos: Augusto José Campello C onfesso que foi paixão a primeira vista. Quando olhei este Extra a primeira vez pensei: Ta ai um modelo que eu quero testar. Desde a padronagem até a forma geral e proporções tudo neste modelo me agrada. Queria ver se ele era tão bom de voo quanto era de visual. Ao abrir a caixa e checar as peças, tudo esta em ordem bem embalado, principalmente o magnífico cowl de fibra pintado a mão o qual a fabrica teve bastante cuidado na embalagem. Os modelos 10e da Hyperion gostam de motorizações leves e eficientes, por isso optei por um Hacker A20-20L com uma Thunder Power 3S 1320 rodando uma APC 9x6. Poderia ter optado também por um Hyperion Z2213-16, mas como já tinha um Hacker a mão fiquei com o alemão e deixei o coreano no balcão da loja. Não adianta muito por motores mais pesados e potentes nestes modelos pois vão requerer baterias mais pesadas, não que eles não voem com estas motorizações, mas o peso extra final ajuda a quebrar o modelo num pouso forçado. O peso ideal destes modelos é entre 600 e 700 gramas. Separei 4 servos Hitec HS-55, junto com o Hacker, Speed Control X-20, bateria, ferramentas e colas a postos e parti para cima do Extra. Pode parecer pela foto que a famigerada boca de tubarão já vem adesivada no modelo, mas na verdade ela vem em um adesivo separado, o cowl vem com uma parte dela pintada e você deve instalar o motor, ajustar o cowl e somente depois aplicar o adesivo no modelo para que ela fique alinhada, portanto não faça como eu e aplique ela antes. Dei sorte pois ela ficou alinhada, mas poderia não ficar e difinitivamente estragaria o visual do modelo. 16

[close]

p. 2

Fev / Mar - 2009 Comecei instalando o motor no suporte, que aliais é reforçado por uma camada de fibra com resina. Facilidade total! Os furos todos casam perfeitamente com o A20-20L, escolhi o spinner da Hyperion SPAERO-32R, vermelho, mas poderia ter escolhido o branco também que ficaria bom. Cabe lembrar que nenhum modelo da Hyperion vem com spinner. Instalei parcialmente o cowl e testei o espaço entre ele e o spinner. Ops! O fundo do spinner raspava no cowl, parece que o motor original do modelo o Z2213-16 é um pouco mais comprido que o Hacker A20-20L. Decidi chegar o motor para frente aplicando duas camadas de plywood no montante, 2mm foram o suficiente. Com o spinner centralizado no cowl, prede-se o cowl na fuselagem, optei por usar 3 parafusos apenas 2 nas laterais e um por baixo. O resultado ficou perfeito. Cabe dizer que deve-se usar hélices APC Slow Flyer (SF) pois as mesmas tem um cubo mais fino e são mais leves que as Eletric. Como disse antes tive sorte e o adesivo da boca de tubarão que apliquei indevidamente casou perfeitamente. Para o resto da montagem é melhor trabalhar sem o cowl. Como estamos usando uma motorização leve, pode instalar sem medo o Speed Control por baixo do montante do motor. Os furos na parede de fogo do Extra são suficientes para passar os conetores DEANS sem problemas. Os modelos da Hyperion são construídos tendo em mente facilidade de instalação com motorização elétrica, portanto não temos dificuldade alguma na instalação da bateria. O espaço todo na frente do modelo, desde a longarina até o montante do motor é trabalhado para facilitar a instalação da bateria . O plywood tem diversos recortes que servem para aliviar o peso, refrigerar a bateria e facilitar o uso de abraçadeiras de velcro. O espaço é mais do que suficiente para acomodar uma 3S 1320 ou uma 3S 2250 com folgas. 17

[close]

p. 3

Revista Hobby News Bem agora vamos para as asas, não gosto do sistema de prender as asas dos modelos 10e da Hyperion. Pode até ser uma opinião pessoal, pois tem gente que gosta, mas não me sinto bem com ele. O sistema original usa dois ganchos presos nas do “ez-conector” que a Hyperion manda junto com o kit, antes de colar. A Hyperion manda todos os componentes de linkagem e trem de pouso do modelo, portanto não há preocupações neste sentido. O cabo do Hitec HS-55 é suficiente para atravessar toda a asa e ligar-se ao receptor sem necessidade de extensões, não precisei usar nenhuma na montagem. Asas no lugar, partimos para o profundor. asas e elástico para segurar no lugar. Tem gente que substitui os elásticos por abraçadeiras plásticas, prende e na hora de guardar o modelo corta as mesmas. Eu prefiro o bom e velho Blind-Nut com parafuso Allen. Minha dica é usar um Blind-Nut 6-32 no lu- O encaixe dele na fuselagem é preciso e ele já vem com a parte central da entelagem retirada para facilitar a montagem e melhor penetração da cola. Não se esqueça de medir precisamente as distancias entre a ponta da asa e a ponta do profundor, isto é imprescindível em qualquer montagem. gar onde se aparafusaria os ganchos e por um pequeno plywood por dentro da fuselagem para prender a cabeça do parafuso. Fica muito mais bonito e te da uma sensação de segurança maior. Ou se você quiser pode colar as asas e longarina na fuselagem e deixar o conjunto montado definitivamente. A instalação dos servos nas asas é bem simples e os horns são de fibra muito resistentes e prendem muito bem na casa deles usando epoxy. Aconselho a abrir o furo no horn para a passagem Não foi preciso qualquer ajuste de alinhamento no plano horizontal entre o profundor e as asas, o casamento foi perfeito. Com o profundor devidamente alinhado use uma CA fina, eu prefiro a ZAP rosa com bico fino e tubinho na ponta. Deixe a CA penetrar no profundor nos dois lados, mas não exagere para não vazar. Agora basta pingar CA nas dobradiças do profundor e irmos para o leme. Primeiro encaixe o leme no lugar e pegue um esquadro para verificar o alinhamento. O leme ficou perfeitamente alinhado com a linha central do modelo e totalmente perpendicular ao profundor, assim é fácil! Use CA de novo no leme. Antes de prender as dobradiças no leme você deve escolher se vai usar o “tail-skid” de metal fornecido no kit ou se vai usar uma roda de bequilha como da DUBRO por exemplo. Eu optei pela simplicidade e baixo peso e pus o “tailskid” fornecido. Os tubos da linkagem do profundor e leme já vem instalados, estude muito bem qual leva ao profundor e qual leva ao leme para instalar os horns corretamente. Agora vem a parte que não gostei no kit. Os “ez-conector” ou para quem não conhece, “parafusos de ajuste de linkagem” ficam numa posição no leme e profundor muito ruim e quase não se tem acesso para ajustar. 18

[close]

p. 4

Fev / Mar - 2009 A instalação dos servos do conjunto de cauda é simples e sem problemas. O receptor pode ficar em diversos locais dentro do modelo eu optei por prender o meu na longarina. Eu sei, eu sei... este modelo não precisava de um AR7000 mas era o que eu tinha no momento o ideal seria um AR6200. O suporte do trem de pouso deste Hyperion versão 2008 é super reforçado. A Hyperion andou recebendo algumas críticas sobre a fragilidade dos seus suportes de trem de pouso nas versões 2007 e parece que vez o dever de casa direitinho. O trem de pouso e as polainas de fibra de vidro são pintadas e os parafusos e rodas fornecidos encaixam certinho e sem problemas. Com tudo em cima do modelo chegou a hora de testar o CG. Para minha surpresa o modelo estava no CG e eu não precisei fazer nenhum ajuste. Se precisa-se de ajustes eu tinha uma “pista” enorme dentro do modelo onde poderia correr com a bateria para frente ou para trás. Na balança ele pesou 679 gramas, dentro do peso ideal de vôo. Agora basta adesivar, carregar as baterias e partir para os testes de vôo. 19

[close]

p. 5

Revista Hobby News O Voo. vento de vento cruzado e me jogou para fora da pista com tuda a força! Bati de trem de pouso, “quicou” no chão e terminou de cabeça para baixo. Pensei o pior. Fui conferir o estrago, nenhum! O trem de pouso nem notou o pouso horrível e não houve nenhum estrago em nada do modelo. O vento não iria me vencer, o pouso estava lindo. Decolei de novo e desta vez vim para pouso com um pouco mais de motor para ter mais autoridade sobre o modelo, pousou perfeito. Conclusões: O motor da Hacker A20-20L ficou muito bom no modelo, o motor original Hyperion Z2213-16 tem um Kv um pouco maior, portanto para 3D o Hacker é mais indicado e para voos mais F3A eu optaria pelo da Hyperion. A hélice uma 9x6 ficou perfeita no modelo, não pude testar um voo 3D pois o vento não permitia, e é claro eu também sou péssimo no 3D, mas acredito que uma 11x3,8 neste modelo seja melhor para 3D. Os servos Hitec HS-55 ficaram bons, mas sou um pouco fanático por precisão e optaria pelos Hitec HS-45HB pois são mais rápidos, precisos e resistentes. O voo do modelo é tudo o que se espera de um modelo acrobático e supera as expectativas ao enfrentar um pouco mais de vento que outros modelos do mesmo tamanho, embora não seja totalmente invulnerável. Amei! Realmente o visual agressivo combina com o espírito de voo deste modelo, definitivamente ele vai ter vaga cativo dentro do porta malas do meu carro. O primeiro voo foi no campo da AMA UFRJ, num sábado de vento forte de través total. Até pensei em adiar a estréia, mas tomei coragem e decolei. Ele ficou firme na pista, somente quando saiu do chão teve uma tendência para a esquerda por causa do vento. Não foi preciso nenhuma trimagem fina no radio O Hacker se mostrou mais uma vez super valente e com pouco stick já estava nas alturas. Dava para sentir o vento empurrando o modelo, mas pequenas correções no leme, e ele seguia a trajetória firmemente. Me surpreendi com a valentia deste pequeno modelo 10e diante do vento totalmente desfavorável, enquanto você estiver com meia máquina ou mais ele enfrenta o vento como um modelo maior, mas a baixas velocidade é claro a coisa muda de figura como não poderia deixar de ser num modelo de menos de 700gramas. Rools e loopings precisos como um F3A, snap-rools lindos como seu irmão maior o Extra 260 40e embora não tão travados. E agora o pouso... vento de traves na pista...modelo leve...primeiro voo... primeiro pouso...receita para um desastre. Alinhei na pista, apliquei um pouco de leme e fui tirando o motor, ele veio meio glissado como deveria, tudo bem. A 1,5m do chão veio uma rajada de Augusto José Campello é proprietário da empresas Asas Elétricas e da importadora Littium 20

[close]

Comments

no comments yet