stryker

 

Embed or link this publication

Description

ricardo

Popular Pages


p. 1

RevistaHobby HobbyNews News Revista Ricardo Gasparini Mattua O Stryker é uma família de veículos blindados de combate. Possui oito rodas, tração 8 x 8 e é fabricado pela General Dynamics Land Systems. É baseado no veículo armado leve canadense LAV III, que, por sua vez, baseia-se no veículo suíço MOWAG Piranha III 8 x 8. O Stryker é o primeiro meio de transporte de tropas usado pelo Exército Americano desde a família M2/M3 Bradley, entrando em operação no início dos anos 80. 42

[close]

p. 2

Abr / Mai - 2009 O veículo usa um motor Caterpillar a diesel, comum a muitos caminhões de carga usados no mercado americano, o qual elimina a necessidade de treinamento específico a mecânicos e permite o uso de peças de manutenção facilmente encontradas no mercado civil. O veículo é fabricado em diversas variantes, usando sempre o mesmo motor, transmissão, hidráulica, rodas, pneus, diferencial e caixa de transmissão. As únicas exceções eram as unidades M1130 Comando Veículo e M1133 Veículo Fornecedor de Transporte Médico de Evacuação, os quais tinham unidades de ar condicionado montadas em suas traseiras. Porém, as recentes necessidades de combate no Oriente Médio levaram o Exército a aplicar uma alteração de campo, adicionando ar condicionado a todas as unidades fabricadas. A versão M1126 Infantry Carrier Vehicle (ICV) transporta um esquadrão de infantaria de nove homens e seus equipamentos e fornece fogo direto de suporte durante o assalto da tropa. A tripulação de operação básica compõe-se de dois homens, um motorista e um comandante. O Stryker é fabricado em diversas configurações, sendo as básicas ICV, MGS (Sistema de Arma Móvel), CV (Veículo Comando), RV (Veículo de Reconhecimento), FSV (Veículo Suporte de Fogo), MC (Transporte de Morteiro), ATGM (Veículo de Transporte de Míssil Antitanque), ESV (Veículo de Engenharia), MEV (Ambulância) e NBC-RV (Veículo de Reconhecimento Antinuclear, biológico e químico). 43

[close]

p. 3

Revista Hobby News A AFV Club e a Trumpeter lançaram diversas versões desse veículo. A AFV fabrica três modelos: Infantry Carrier Vehicle (ICV), Stryker M1128 Mobile Gun System (MGS) e o M1130 Stryker CV/ TACP. A Trumpeter faz dois kits diferentes: o M1126 Stryker (ICV) e o M1127 Reconnaissance Vehicle (RV). Para este artigo montei o kit da AFV Club Infantry Carrier Vehicle (ICV), número 35.126, composto por oito árvores de peças mais a parte superior e inferior do chassi, todas injetadas em plástico estireno na cor verde. Uma árvore transparente fornece peças para o periscópio e lentes para farol e lanternas. Os pneus são injetados em borracha; aliás, eles impressionam pela qualidade dos detalhes nas laterais e na banda de rodagem. O kit também possui uma folha de Photo-Etched, decal e um cabo a ser usado no guincho. Segundo o fabricante, o kit é composto por 307 peças. Como todo kit da AFV, este impressiona pela grande quantidade de detalhes apresentados pelo modelo. As proteções extras da blindagem são injetadas separadas das do chassi do veículo, ao contrário da Trumpeter, que injeta tudo de uma vez. Esta injeção separada permite uma maior riqueza de detalhes na proteção. Por causa da grande quantidade de peças, o kit exige muita atenção na montagem. Sugiro que, ao colar uma peça, marque no manual que já a utilizou, pois facilmente você poderá esquecer algum detalhe durante a montagem. da superfície. Tenha muito cuidado durante a colagem! O sistema de defesa do veículo impressiona pela qualidade e fidelidade e você tem a opção de montar uma 0.50 ou um lançador de granada MK19 de 40mm. Eu acrescentei ao modelo um kit de mochilas da Legend LF1153, que é bem completo, possuindo caixas, jerry can, vários tipos de bagagem e um item que aparece em vários veículos Stryker, mas que não vem no kit: um pneu extra de estepe. Para permitir trabalhar no encaixe, além de um melhor posicionamento da carga, eu as colei antes da pintura, pois assim podia retirar excesso de resina conforme ia encaixando uma mochila na outra. Depois de colocada toda a carga, apliquei primer acrílico e pintei com tinta Aerotech FS 34096 Field Green. Todo o veículo é pintado nesta cor, não existem versões em cor areia ou camuflado em padrão NATO. Após isso, apliquei no veículo o Wash usando tinta óleo Raw Umber misturada com preto, seguida de Dry-Brush com tinta Humbrol Enamel nº 72. Comecei a pintar as mochilas uma a uma, usando vários tons O modelo oferece a opção de deixar as portas de acesso abertas, mas o grande vazio do interior não favorece esta opção. Resta esperar que alguma fábrica de resina lance este interior, pois ficaria muito mais interessante com tudo aberto. Outro cuidado necessário é com o tipo de plástico que o kit é injetado, pois ele é muito sensível à cola e, se você usar uma quantidade acima do recomendado, pode afetar o acabamento 44 de tinta Vallejo. Ao pintar cada cor em vários lugares diferentes, realizava os efeitos de subida e descida de tons, facilitando o uso das cores corretas. Após tudo pintado, usei fitas de chumbo para simular que prendia a carga ao veículo e as pintei com tinta Humbrol cor Khaki. Fiz as antenas usando agulhas de acupuntura e acrescentei algumas caixas de refrigerante e água que vem no kit do Stryker da Trumpeter. Depois disso, usando tinta Tamiya, fiz a sujeira de uso no veículo e o finalizei. Pela riqueza de detalhes e por sua utilização nas atuais guerras americanas no Oriente Médio, o veículo é, sem dúvida nenhuma, um grande acréscimo à coleção de veículos de militaria moderna. Esperamos que os fabricantes continuem a lançar mais veículos dessa família.

[close]

Comments

no comments yet