64

 

Embed or link this publication

Description

soldatelli

Popular Pages


p. 1

Revista Hobby News Navegando pela internet, encontrei vários desenhos de modelos escala cheia do avião Stinson Reliant, que logo despertoume um “certo interesse” por um deles. O escolhido foi o Stinson Reliant AT-19. A vontade de construí-lo era grande, mas a preguiça era maior. A solução mais rápida e menos onerosa, seria optar por um elétrico. Para a fuselagem eu já tinha uma lâmina de depron de 5mm, e nenhuma vontade de construir a asa com nervuras. Outra solução, quase instantânea, é a Foam Wing, a asa de poliestireno. Procurei o Amigo Cortador de Asas e resolvi que seria no formato retangular, pois facilita os cálculos. Com isso, o modelo sofreu alteração na asa, a original é no formato trapezoidal. O perfil escolhido foi o Clark Y. O material em polies-tireno expandido (isopor) de densidade P7. O diedro unido com epóxi e com longarina de três varetas de cortina de bambu, encaixadas e coladas em toda a extensão do dorso da asa. Foi aplicada lixa fina para tirar a rugosidade do material. Para o bordo de ataque, usou-se a proteção de fita adesiva colorida. A construção da fuselagem também foi rápida, com dois painéis cortados com estilete, deixando as aberturas para as janelas e o encaixe para o esta-bilizador horizontal. A empenagem feita da mesma maneira, com os devidosreforços para as dobradiças. O camuflado da pintura foi aplicado com pincel e tinta acrílica. Depois de pronto, antes do primeiro vôo, tenho o costume de ir para a sessão de fotografias. Nota-se, que a maioria das imagens, são tiradas dentro ou fora de um hangar. Depois do término da bateria de fotos, resolvi dar uma pequena corrida no solo com o modelo, e assim verificar se havia alguma tendência. Coloquei o avião no meio do hangar, com a direção da corrida para fora do pátio que fica cercado de outros hangares. Lá fora, o movimento aeronáutico terrestre estava intenso. Nas imediações haviam vários aviões de todos os tipos e tamanhos. Os mais próximos, uns quatro grandes turbo hélices. Um girando os motores em plena potência, outro sendo preparado para o reboque. Até aí, tudo bem. Quando apliquei uma pequena potêncian no motor, o Stinson deu um suave salto e decolou. O que fazer? Se abortar a decolagem, o vizinho da frente iria receber maisum avião no seu hangar lotado. Não tendo outra alternativa, foi elevar o modelo para as alturas e ficar girando sobre os aviões e hangares. Pousar, nem pensar. O negócio era confiar na carga da bateria, pois não sabia que teria de cumprir esta missão. Outro fator importante é o silêncio dos elétricos, ninguem notou que havia um pequeno avião cirlulando naquele espaço aéreo. O modelo estava perfeito, voava com menos da metade da potência, com curvas perfeitas e sem tendências. O avião que estava sendo rebocado, já havia se deslocado. O que estava girando os motores, ficava na reta que eu deveria pousar. Do 30 espaço que houve a decolagem, não havia condições, e assim continuei voando silenciosamente. Não tardou muito, o grande bimotor saiu para a pista de taxi e depois para a de decolagem. Com o pátio livre dos escalas cheias , o Stinson Reliant AT-19, conseguiu pousar suavemente. O piloto, com pequena tremedeira e sem ser notado, recolheu a belonave com rapidez e desapareceu dentro do hangar, de onde não deveria ter saído, e o pior de todos os agravantes, sem o Plano de Vôo.

[close]

p. 2

Abr / Mai - 2009 STINSON RELIANT AT-19 Aeromodelo Elétrico Fuselagem: 60cm . Envergadura: 104cm. Largura da asa: 16cm. Peso: 500g . Diedro medido na ponta da asa: 11cm. Comprimento do estabilizador horizontal: 40cm. Altura do estabilizador vertical: 14cm. Altura do leme: 19cm. Motor: Brushless Bm 2409-18. Speed ESC 25A. Hélice: 9x6. Bateria: Lipo 11.1 V/1300 mAh. STINSON RELIANT AT-19 Especificação Militar Treinador Avançado Escala Cheia Fuselagem: 8,9m. Envergadura: 12,7m. Motor Radial Lycoming R-680-13 de 280 hp. Peso Bruto: 1961 kg. Velocidade Máxima: 217 Km/h. Teto: 4265m. 31

[close]

Comments

no comments yet