Capa Jornal O Guaíba - 28/02/2015

 

Embed or link this publication

Description

Capa Jornal O Guaíba

Popular Pages


p. 1

Sábado, 28 de fevereiro de 2015 - Ano 45 - Nº 2300 R$ 2,00 guaibabomdia@uol.com.br IPTU e processo seletivo agravam crise entre Executivo e Oposição Leia nesta edição Página 10 ANTÔNIA TEIXEIRA A CORTE CONVIDA Todos os caminhos levam à passarela do samba Página 10 e contracapa Comerciante reage e detém assaltante Página 10 Prefeito terá que ressarcir cofres públicos Página 4

[close]

p. 2

ACADEMIA DE SAMBA COHAB / SANTA RITA "SUSTENTABILIDADE DÁ SAMBA! QUAL É O SEU PAPEL?" Sábado, 28 de fevereiro de 2015 guaíbabomdia@uol.com.br É CARNAVAL EM GUAÍBA A coluna desta semana trouxe a sinopse do "enredo" de cada escola para quem for na Passarela Liberato Garcia neste sábado, prestigiar o desfile das escolas de samba, saiba o tema central proposto por cada uma delas. Os desfiles deverão seguir um roteiro e também transmitir por meio das fantasias, alegorias, cenografias e outros elementos plásticos e cênicos, argumentos que norteiam e fundamentam esta proposta. Logo mais à noite a escola levará para a avenida o enredo sob o título "Sustentabilidade dá Samba! Qual é o seu papel ?" As atenções no mundo inteiro estão voltadas para recuperar os danos que nós causamos, tanto para nós mesmos seres humanos, como para a natureza. A questão de ordem mundial é a responsabilidade social e a sustentabilidade ambiental. Preocupação do governo, das empresas e da sociedade que vê no dia a dia o clamor popular. Ser uma escola de samba sustentável será a grande sacada da Academia de Samba Cohab / Santa Rita em 2015, que na contra mão, em via dupla em ter que mostrar o luxo na simplicidade, contribuirá para a sociedade em geral que se beneficiará da "aula de cidadania" e cuidado com o meio ambiente. O tema enredo proporciona uma viagem pelos quatro elementos essenciais: ar, terra, fogo e água passeando pelo mundo infinito da reciclagem e fazer o grande alerta trazendo as inovações e ações da sustentabilidade. Serão 14 alas, 03 alegorias e cerca de 640 componentes que defenderão um samba valente e de fácil interpretação. TRADIÇÃO "A TRADIÇÃO VEM HOMENAGEAR OS 40 ANOS DE SAMBA DA IMPÉRIO DA ZONA NORTE " A escola de samba Tradição, vai para a avenida homenageando os 40 anos da escola de samba Império da Zona Norte da cidade de Porto Alegre. Inicialmente localizada no bairro Sarandi, a escola acabou transferindo-se para outro bairro na zona norte, o navegantes, onde possui sua quadra na avenida Sertório. Suas cores são o amarelo, branco e o prata e o símbolo dois cavalos alados coroados. Em meio às comemorações do quadragésimo aniversário da Império da Zona Norte, a escola de samba Tradição, sua afilhada, tratou de convidar a Nigéria, país do continente africano, para abrilhantar a festa. Este país é conhecido como "o gigante da África", devido à sua grande população e economia, raça, crenças e cultura. Oxum, orixá feminino, cujo nome deriva do Rio Osun, que corre na lorubalandia, região nigeriana de Ijebu, vem abençoar a bela homenagem à família imperiana. Através destas linhas a escola de samba Tradição e a Nigéria brindam na avenida os majestosos "Leões da Zona Norte". ESTADO MAIOR DA COLINA "TIA CIATA, A IALORIXÁ DO SAMBA APORTA EM GUAÍBA E ABENÇOA A COLINA" A Estado Maior da Colina em verso e prosa apresenta em seu carnaval com muito orgulho e emoção a vida de Hilária Batista de Almeida, a Tia Ciata. Importante personalidade cultural afro-brasileira, principalmente no cenário de integração social entre samba/candomblé e Rio de Janeiro/ Bahia. Tia Ciata desempenhou um importante papel para o surgimento dos ranchos e das escolas de samba. No carnaval armava uma barraca na Praça Onze, onde reuniam-se pessoas de diversas classes sociais para acompanharem e prestigiarem o lançamento das marchinhas, que até hoje são conhecidas. E nos primeiros anos de desfile das escolas de samba, as agremiações faziam questão de passar pelo seu terreiro para pedir benção e proteção. A Ala de Baianas das escolas de samba foi oficializada como uma digna homenagem às tias baianas. Assim, a Estado Maior da Colina vem para o carnaval em clima de samba de roda, com um saboroso tempero e dando um banho de axé. Prestando uma justa e bela homenagem a ialorixá do samba, Tia Ciata, e faz uma pequena África em Guaíba. Novamente o Império Serrano sensualizou em seu desfile durante a muamba e levou para a avenida um timaço de belas mulheres. (Foto: Spaço Visual / Clay Teixeira) IMPÉRIO SERRANO " O CÉU É O MEU TETO, A TERRA É MINHA PÁTRIA, A LIBERDADE É A MINHA RELIGIÃO" O Império Serrano vai para a avenida contar a história do povo cigano. A origem dos ciganos até hoje não está esclarecida, nem na Bíblia encontramos dados que possam determinar o início deste povo, deste estilo nômade de vida. Antigamente eram vistos como amaldiçoados e feiticeiros, moravam longe de tudo, quase em total isolamento. Trabalhavam com ferro e fogo e sempre que chegavam a algum país, diziam ser oriundos do Egito para obter um melhor tratamento. Após algum tempo os ciganos reapareceram na Europa, o choque cultural foi inevitável porque o estilo exótico, os trajes diferentes, o conhecimento e o uso da arte da advinhação geraram medo, espanto e curiosidade na comunidade por onde o povo cigano passava. E como tudo que causa repúdio é perseguido, os ciganos passaram a ser alvos da inquisição, "queimados como hereges" e fuzilados na Guerra Civil espanhola. Já os nazistas mataram e tentaram dizimar o povo cigano por não serem da raça Ariana. Em 1594 chegavam ao Brasil ciganos vindos de Portugal, e aqui difundiram seus conhecimentos e costumes, sendo exímios ferreiros, domadores de cavalos, fabricantes de taxos, bules e chaleiras de cobre ou ferro. Porém o ponto alto é o talento na dança e na magia, leitura de mãos e cartas, na borra do café, jogo de moedas, de dados e cristais. Tais habilidades aproximavam o povo cigano das pessoas que desejavam saber sobre o futuro e a sorte. O Brasil por ser um país com muita diversidade aceitou seus costumes e respeitou suas tradições. Ao girar com suas maravilhosas saias coloridas as ciganas enriquecem nossa cultura. Existem contos incríveis em livros e filmes como "Sangue e Areia", que é a história de amor do toureiro Juan Gallardo pela cigana Carmem. Para a mulher cigana, o milagre mais importante da vida é o da fertilidade. Quanto mais filhos tiver, maior será sua sorte e mais considerada será seu pelo povo. A pior praga para uma mulher é alguém desejar que ela não tenha filhos. Santa Sara Kali, para os ciganos, representa toda a liberdade e culto à natureza, ao sol, à lua e aos animais! Salve o povo cigano e salve Santa Sara Kali! Opcha! Os ciganos cultuam em especial os quatro elementos da natureza (terra, água, ar e fogo). Na noite deste sábado o Império Serrano vai ter a honra de cantar e dançar a cultura e a magia cigana. OS JURADOS RESPONSÁVEIS PELA AVALIAÇÃO DE CADA QUESITO - Fabiana Vasconcelos e Dircei R. Motta Brum (Tema Enredo) - Simone Fernandes e Abdná Florencia de Matos (Fantasias) - Gerson Moreira de Souza - (Samba Enredo) - Júlio Lucena e Gilnei Borba Soares - (Bateria) - Alexandre Barbosa e Iara Rosa - (Mestre Sala e Porta Bandeira) - Silfarnei da Silva Alves e Claudio Barulho - (Harmonia Musical) - Maria Inês Schmidt e Valdinei Nascimento - (Alegorias e Adereços) - Tulia Beatriz da Silva e Ademir Conceição - (Evolução) - Raquel Nunes e Otavio frota Jr. - (Comissão de Frente) O casal de mestre-sala e porta bandeira do Estado Maior da Colina , um show à parte durante a muamba do último domingo. (Foto: Spaço Visual / Clay Teixeira) ENTENDA CADA QUESITO QUE SERÁ JULGADO FANTASIA: São as fantasias de alas apresentadas pela escola, com excessão das que estiverem sobre as alegorias, as fantasias de casal de Mestre Sala e Porto Bandeira e a fantasia da Comissão de frente. TEMA ENREDO: É o tema central proposto pela escola, baseado em um roteiro de desfile previamente fornecido pela agremiação. SAMBA ENREDO: É a representação musical do tema proposto pela escola para o desenvolvimento do seu desfile. BATERIA: A bateria na escola de samba é quem sustenta, com vigor, o ritmo e o andamento proposto para desfilar, dando sustentação ao canto e à dança dos componentes em desfile. EVOLUÇÃO: É a perfeita integração da dança, de acordo com o ritmo do samba que está sendo executado, deve-se observar o movimento espontâneo dos desfilantes. COMISSÃO DE FRENTE: Este quesito é o primeiro contingente humano a pé ou sobre elemento cenográfico e tem a obrigatoriedade de apresentar a escola e saudar o público, com fantasia dentro da proposta do enredo. ALEGORIAS E ADEREÇOS: Entende-se por alegorias qualquer elemento cenográfico que esteja sobre rodas, inclusive os elementos humanos destaques e composições que desfilam sobre as alegorias, caracterizadas dentro do enredo na representação plástica do carro alegórico. MESTRE SALA E PORTA BANDEIRA: Cabe à Porta Bandeira ostentar o pavilhão da escola de samba, e ao Mestre Sala o papel de guardião deste. O casal executa um bailado próprio, no ritmo do samba, com pasos e características próprios. Ambos devem manter sempre a elegância e a postura. HARMONIA MUSICAL: É o perfeito entrosamento entre o ritmo, canto do interprete e o grupo musical em consonância com o canto geral da escola, o grupo no carro som e a bateria. HORÁRIO DOS DESFILES: Império Mirim - 21h15 Desfile da Corte - 21h35 Bloco Palma da Mão - 21h50 Bloco Junto e Misturado e Bloco Comunidade em Ação e saúde em movimento 22h20 Escola de SambaTradição 22h50 Estado Maior da Colina 00h05 Império Serrano - 01h20 Academia de Samba Cohab / Santa Rita - 02h35 Fechamento com o bloco palma da mão, uma integração entre os foliões.

[close]

Comments

no comments yet