Bom Dia - O Diário do Médio Piracicaba

 

Embed or link this publication

Description

Terça-feira, 6 de janeiro de 2015 - Edição Número 3.897

Popular Pages


p. 1

TERÇA-FEIRA 6 DE JANEIRO DE 2015 | R$ 1,00 Dia de sol com algumas nuvens e névoa ao amanhecer. Noite com poucas nuvens. MÁXIMA: MÍNIMA: 32ºC 19ºC O Diário do Médio Piracicaba Edição: 3.897 - Ano XVII - Fechamento: 20:00 www.bomdiaonline.com Quatro mortos e cinco feridos em acidente próximo a Catas Altas Rua sem infra-estrutura coloca moradores em situação de perigo Dindão Acidente aconteceu no domingo, 4, envolvendo dois veículos. Entre os feridos, duas crianças de cinco anos e uma de 12 Página 7 Página 6 Moradores acionaram o Bom Dia denunciando o que chamaram de “jogo de empurra” da prefeitura. Página 3

[close]

p. 2

terça-feira, 6 de janeiro de 2015 BOM DIA 2. BOM DIA • Diretor Geral/Responsável: Geraldo Magela Gonçalves • Diretor Financeiro: Luiz Gonazaga de Castro • Comercial: 3851-1515 • Edição Geraldo Magela Gonçalves (Interino) • Diagramação: Sérgio Henrique Braga • Colaboradores: Márcio Naoto Suzuki (Up Street) Lúcio Flávio Carlos Augusto - Gugu (Meu Palpite) Mariana Castro (Tendências) Luciano Estivalet (Gastronomia) Tayana Duarte (Interiores com Estilo) Marcos Martino (Cenários) Luciano Estivalet (Que tal cozinhar?) Thobias Almeida Lusco Fusco • Representante Comercial: Super Mídia Brasil - BH Central de Comunicação - SC Redação e Administração Rua Lucindo Caldeira, nº 159, Sl. 1, Alvorada, CEP.: 35930-028 João Monlevade / MG / Brasil (31) 3851.1515 • Bom Dia online: www.bomdiaonline.com Circulação: Alvinópolis, Barão de Cocais, Bela Vista de Minas, Bom Jesus do Amparo, Catas Altas, Dionísio, Dom Silvério, Itabira, João Monlevade, Nova Era, Rio Piracicaba, Santa Bárbara, São Domingos do Prata, São Gonçalo do Rio Abaixo, São José do Goiabal. opinião EXPEDIENTE A metáfora da impregnação O mistério de represas que as chuvas não enchem O modesto recomeço da temporada chuvosa trouxe para as redações do Sudeste, sobretudo as paulistas, novos chavões: “Aguaceiros não aumentam nível dos reservatórios”. Boletins de rádio, jornais e telejornais, durante dias entoaram a mesma cantilena sem que editores, pauteiros e repórteres investigativos atinassem com uma explicação convincente. Pouco antes do Natal, a reviravolta: “Reservatórios começam a encher”. Finalmente, a surpresa: “Não choveu e nível subiu”. Este sobe-desce deve continuar até o fim das águas de março. FUNDADO EM JULHO DE 1998 A solução do enigma é quase óbvia: com a prolongada estiagem as represas ficaram com seus leitos secos e os entornos, áridos e empedrados. As primeiras águas não deslizaram para aumentar o volume morto, no caminho foram sendo absorvidas pelo solo ressecado, sedento, rachado. De repente, quando as beiradas começaram a ficar embebidas, impregnadas ou encharcadas, a sobra líquida começa a escorrer para o centro da represa e a aumentar o seu volume. A Metáfora da Impregnação não foi detectada pelos radares das redações. Mesmo por que já não há redações suficientemente autônomas para perceber coletivamente a veloz fabricação de fenômenos e não apenas no âmbito da estiagem e da escassez. Mudam as circunstâncias, fatos e efeitos se sucedem, realidades são alteradas e os espelhos – o sistema jornalístico – não os reflete ou não entende os seus sinais. Por Alberto Dines Cidademais Comunicações Ltda. CNPJ.: 07.823..807/0001-73 Todos os Direitos Reservados bomdia@cidademais.com.br Av. Armando Fajardo, 1991 Loanda João Monlevade 3851-3295

[close]

p. 3

terça-feira, 6 de janeiro de 2015 BOM DIA 3. ambiente Inoperância da Prefeitura deixa moradores a “Deus dará” Prefeitura licencia loteamento sem infra-estrutura e coloca moradores em situação de perigo Fotos: Dindão João Monlevade – Moradores do final da rua Pedro Aleixo, bairro República, acionaram o Bom Dia na tarde de ontem, denunciando o que chamaram de “jogo de empurra” da prefeitura monlevadense. Segundo os moradores, a abertura de uma rua – a JK – acima da rua Pedro Aleixo, sem infra-estrutura, tem colocado em risco todos os moradores abaixo da referida rua. Isso porque, segundo eles, há cerca de 30 anos foi construído uma valeta paralela à rua Pedro Aleixo onde esta conduzia a água das chuvas, evitando que a mesma invadisse as casas. Entretanto, com a abertura da rua JK, sem um devido sistema de escoamento de água, ou seja, rede pluvial, e que, com as obras na rua, a valeta está sendo totalmente tampada, isso sem contar Abertura de rua sem infra-estrutura tem colocado moradores em risco que a terra que ora entope a valeta está perto de atingir também uma nascente em área de preservação permanente (APP). Os moradores, que acionaram o Bom Dia informaram que apesar das inúmeras tentativas de buscar soluções junto à prefeitura, todas foram fracassadas, tendo aí um “jogo de empurra” (sic). “O Departamento de Obras passou para o Meio ambiente que passou para a Polícia Militar e essa passou para a Polícia do Meio Ambiente, que por sua vez retornou com o problema para a prefeitura, mas até o momento nada foi feito. O período de chuva já chegou e estamos apreensivos, pois por experiência, sabemos o que poderá acontecer com nossas casas”, relatou um morador. APP No final da rua Pedro Aleixo, em um terreno da prefeitura existem várias pequenas nascentes totalmente desprotegidas e ainda um curso d´agua também sem as devidas proteções em vegetação ciliar. Com a abertura da rua, obras tiveram inicio nos lotes e essas obras geram resíduos que, além de entupir a valeta que conduzia a água, ameaça as nascentes e assorear o curso d´água. Obras Durante a visita do Bom Dia ao local um dos proprietários de área na rua JK e que executa uma obra no local informou estar todo documentado e legalizado, tendo todas as licenças para execução da obra. Já os moradores acusam a prefeitura de negligência e troca de favores para liberar tanto o loteamento quanto as obras na JK, já que não existe infra-estrutura mínima no local, principalmente para drenagem pluvial. “Não existe nem rede de esgoto na rua e um prédio que ainda está sendo acabado está jogando sua rede na Pedro Aleixo, passando em terreno de terceiro, que teria negociado a cessão. “Tem apenas um apartamento ocupado e a rede de esgoto já apresenta problemas, imagine quando estiver todos apartamentos ocupados?”, questionou uma moradora da Pedro Aleixo. Em 2012 aconteceram reuniões entre prefeitura e moradores e até ação do Ministério Público. Algumas situações foram definidas, incluindo ai destaques do MP sobre a recuperação de área situada no final da JK em razão do risco de deslizamento de terra, falta de contenções artificiais e inexistência de sistema eficiente de drenagem pluvial. Entretanto, apesar dessas considerações documentadas, até o momento nenhuma providência foi tomada pela prefeitura. Diante dos fatos o Bom Dia enviou demanda à Assessoria de Comunicação na tarde de ontem, e, apesar do pouco tempo para retorno, nenhuma resposta e ou consideração foi emitida pelo órgão responsável pela comunicação da prefeitura. “Caso ocorra um incidente causado pela atual situação, com danos aos moradores, a prefeitura tem ciência que seria a responsável por tal, já que licenciou todas as obras e o loteamento na rua JK?”, termina o questionamento. Os moradores deverão procurar novamente o Ministério Público tão logo o órgão retorne do recesso de fim de ano, o que deve acontecer amanhã, dia 7.

[close]

p. 4

terça-feira, 6 de janeiro de 2015 BOM DIA 4. esporte carlosaugustorochavieira@yahoo.com.br lucioflavioesportes@ig.com.br Forte até no banco Treinador atleticano, Levir Culpi deseja contar com três jogadores de nível semelhante para cada posição, para garantir que o alvinegro mantenha o ritmo mesmo quando houver desfalques Com quatro competições a disputar em 2015, o Atlético planeja contar não somente com jogadores de peso, mas também com peças de reposição que estejam prontas para ocupar a vaga de titular. Por isso, a comissão técnica quer contar com um grupo numeroso, com cerca de 35 atletas, para amenizar as eventuais perdas por lesão ou suspensão. Nos próximos dias, o alvinegro espera trazer mais dois reforços, que podem ser o volante Danilo Pires (ex-Santa Cruz) e mais um armador, com chances para o colombiano Cárdenas (ex-Nacional de Medellín). Danilo Pires é mais uma aposta e viria para preencher o lugar de Claudinei, que deve se transferir para o Avaí. Aos 22 anos, ele se destacou na Série B, marcando sete gols e dando seis assistências. Sem nunca ter atuado em uma equipe de Primeira Divisão, Danilo poderia ganhar experiência, ter chances de jogar no Campeonato Mineiro e no futuro até ser utilizado como moeda de troca. As partes financeiras já foram acertadas, mas o Galo aguarda os exames médicos para anunciar oficialmente a contratação, o que vai ocorrer na terça-feira. Caso a negociação seja concretizada, não será a primeira vez que o jogador vestirá a camisa alvinegra. O volante passou pelas categorias de base do Galo, antes de seguir para o River Plate-URU, em 2011. “Outras equipes quiseram contar com meu futebol, mas preferi o Atlético porque já conheço o clube. Fiz boa temporada pelo Santa Cruz e espero continuar sendo útil no Atlético”. Ele deve ser emprestado gratuitamente por um ano, com opção de compra por 50% dos direitos econômicos. Há dois anos, o Galo investiu cerca de R$ 2 milhões no atacante Luan, negociação que rendeu bons frutos. Ele se tornou um dos xodós da torcida, foi destaque na conquista da Copa do Brasil e recebeu sondagens do futebol europeu. É um dos cotados a deixar a equipe no meio do ano, com a abertura da janela de transferência para o Velho Continente. Outros jogadores que podem agregar força ao Atlético são o lateral-direito Patric e o armador Giovanni Augusto, que devem retornar ao clube com o término dos empréstimos a Sport e Figueirense, respectivamente. O técnico Levir Culpi já estabeleceu parte do planejamento para 2015 com o novo preparador físico Rodolfo Mehl e o auxiliar Luiz Matter em reunião em Curitiba, onde eles passam as férias. O treinador deseja ter, no mínimo, três jogadores do mesmo nível em casa posição. ARMADOR A negociação com Cárdenas esfriou um pouco devido às festas de fim de ano, mas devem ter novo capítulo na semana que vem. Segundo o diretor de futebol do Nacional de Medellín, Víctor Marulanda, o Galo já saberia o preço para contar com o armador. Os valores giram em torno de R$ 10 milhões. O colombiano é o mais cotado para ocupar a vaga de Guilherme, que deve deixar o alvinegro em março. Torcida cruzeirense espera um time muito mais forte Cruzeiro conta atualmente com 67.223 sócios e quer contemplar torcedores que moram longe de BH O Cruzeiro deve lançar esse ano uma nova modalidade do seu programa de sócios. O clube pretende suprir uma demanda de torcedores que residem longe de BH e freqüentam menos o Mineirão. Apesar de o público-alvo ser de fora da capital, os cruzeirenses belo-horizontinos também poderão aderir ao plano, especialmente aqueles que vão ao estádio esporadicamente. O torcedor pagará um valor popular e terá todos os benefícios que um sócio “Cruzeiro Sempre” tem, com a diferença que o associado da nova modalidade comprará ingresso sem nenhum desconto quando quiser ir ao Mineirão. A vantagem é que a compra será feita pela internet, antes da comercialização nas bilheterias, e o próprio cartão de sócio valerá como ingresso, sem a necessidade de retirada de bilhete de papel. O preço desta nova categoria ainda não foi definido. Parte da diretoria quer que a mensalidade seja de R$15. Outros preferem o valor de R$18. A nova modalidade não excluirá o “sócio Nação Azul”, em que o cruzeirense paga R$12 e não tem direito a comprar ingressos, apenas a desfrutar dos descontos nas redes de supermercados. ”Já apresentamos essa proposta de nova modalidade para o presidente, mas ainda estamos aparando as arestas antes de concluir e disponibilizar para o torcedor. O valor da mensalidade ainda não foi definido”, explicou o diretor de marketing Marcone Barbosa. Atualmente, o Cruzeiro conta com 67.223 sócios do futebol, distribuídos em sete modalidades, sendo quatro delas com acesso garantido ao Mineirão (Tríplice Coroa, Libertadores, Brasileiro e Copa do Brasil), e uma com possibilidade de compra do ingresso (Cruzeiro Sempre). Uma outra modalidade é destinada aos cruzeirenses que residem no exterior (Cruzeiro World), e ainda há a categoria que só dá direito a descontos em produtos vendidos nos supermercados, e não disponibiliza ingressos para jogos (Nação Azul). Cadeiras cativas no setor laranja Outro projeto do Cruzeiro para o futuro é criar uma categoria de sócio “cativo” para o setor laranja do Mineirão. Essa modalidade se assemelharia às já existentes nos setores Roxo (Tríplice Coroa), Vermelho (Libertadores) e Amarelo (Brasileiro e Copa do Brasil). Esse, porém, é um projeto ainda embrionário e, segundo Marcone Barbosa, nem sequer foi apresentado ao presidente Gilvan de Pinho Tavares. “Ainda estamos estudando a possibilidade, existe a discussão sobre este assunto, mas ainda não há nada definido”. Com Informações Super Esportes

[close]

p. 5

terça-feira, 6 de janeiro de 2015 BOM DIA 5. cidade Inscrições abertas para cursos gratuitos de Informática e Pintura João Monlevade - A Escola de Informática e Cidadania (EIC) e a Escola de Pintura, ambas mantidas pela ArcelorMittal Monlevade no Centro de Cultura e Memória, localizado no prédio do antigo Hotel Cassino, estão com inscrições abertas. Podem se inscrever crianças e adultos para o curso de informática básica e para os cursos de pintura em tecido ou artesanato. As aulas começam em fevereiro e terminam em juDivulgação As aulas começam em fevereiro e terminam em julho. lho. A participação é totalmente gratuita, porém as vagas são limitadas e preenchidas por ordem de inscrição. Para se inscrever o interessado deve ir pessoalmente ao Centro de Cultura e Memória (Cassino), de segunda a sexta-feira, de 7h às 11h30 e 13h30 às 17h, levando cópias do comprovante de endereço e da carteira de identidade ou CPF. Os horários de aula serão informados no dia da inscrição, de acordo com o preenchi- mento das vagas. A EIC faz parte do projeto Cidadania Digital, da Fundação ArcelorMittal Brasil em parceria com o Comitê para Democratização da Informática (CDI), ONG que estimula a inserção das pessoas no mundo digital através da implantação de escolas gratuitas. Já a Escola de Pintura tem como objetivo formar artistas. O candidato a uma das vagas pode escolher estre duas opções: pintura em tecido ou artesanato. Cidades mineiras cobram dívida da Vale Geral - Duas cidades mineiras, Mariana e Itabirito, estão esperando o pagamento da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM) pela Vale para destravar obras que estão paradas por falta de recursos financeiros. Os prefeitos destas duas cidades apostam no recebimento destes recursos para concluírem as construções. Em Mariana, a expectativa é construir uma unidade de pronto atendimento e em Itabirito, na mesma região, a expectativa é a melhoria na mobilidade urbana. Segundo matéria publicada no jornal O Tempo, em ambos os casos, já existem projetos. O primeiro está orçado em R$ 14 milhões e o segundo em R$ 60 milhões. Os prefeitos alegam que não têm dinheiro em caixa para as obras, mas têm recursos para receber das mãos da Vale. Onde há mineração, as empresas são obrigadas a pagar a CFEM. Ainda de acordo com informações dadas pelo jornal, a dívida é estimada em cerca de R$ 1 bilhão pela Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais (Amig), mas, de acordo com a Vale, o débito pendente é estimado em R$ 300 milhões. A arrecadação da CFEM é repartida. A União fica com 12%, o Estado fica com 23% e os municípios mineradores recebem 65% do total pago pelas mineradoras.

[close]

p. 6

terça-feira, 6 de janeiro de 2015 Papai Noel no aniversário da Ótica Novo Mundo Formatura do Cesp Aconteceu no Centro Educacional mais uma formatura secundarista do Cesp, atualmente sob direção de Gabriel Ferreira. O evento foi marcado pela emoção e alegria dos formandos e de seus respectivos pais, contagiando professores e direção da escola. O Cesp continua com a qualidade e tradição no ensino da cidade. Muita alegria e descontração no aniversário de 1 ano da filial da Ótica Novo Mundo, quando Papai Noel fez a festa da criançada. Durante a visita do Papai Noel a Ótica Novo Mundo apresentou as últimas tendências em óculos, armações e lentes para seus clientes. A nova Ótica Novo Mundo completou 1 ano, mas mantêm a tradição do “Tião da Ótica”. A loja, sob comando de Fernanda e Gustavo Souza, fica na Av. Getúlio Vargas, 5128, em Carneirinhos. Os telefones de contato são 3852-2509 e 3852-4445.

[close]

p. 7

terça-feira, 6 de janeiro de 2015 BOM DIA 7. polícia Colisão frontal mata quatro pessoas em Catas Altas Catas Altas - Um grave acidente ocorrido por volta das 11h50 deste domingo, 4, envolvendo dois veículos de passeio, matou quatro pessoas e feriu cinco na MG-129, km 91, em Catas Altas. A colisão frontal envolveu um Fiat Palio preto, placa HCW-0246, de João Monlevade e um Gol prata, placa GQG-0284, de Catas Altas. No Palio viajavam Marco Túlio, condutor, Renata Fernandes, 22, que morreu no local, Natália Fernandes, 20, e uma criança de 6 anos, que morreu a caminho de Santa Bárbara. A menina estava sendo socorrida pela avó, que viajava em outro carro atrás e presenciou o aciDivulgação Acidente ocorreu por volta das 11h50 deste domingo, 4, envolvendo dois veículos de passeio dente. A família seguia sentido Mariana e seria de Barão de Cocais. O Gol era conduzido por Silvano Geraldo Teodoro, de 45 anos, que também morreu na colisão. Duas crianças de cinco anos e uma de 12 que viajavam no veículo ficaram feridas e foram socorridas pelo GRVE, resgate voluntário de Barão de Cocais. Duas equipes do Corpo de Bombeiros de Itabira também participaram do regate às vítimas. A Polícia Rodoviária Estadual (PRv) isolou a área do acidente, preservando o local até a chegada da perícia da Polícia Civil. Até o momento não se sabe as causas do acidente. Polícia Militar de João Monlevade recebe reforço de nove soldados Divulgação Soldados recém-formados já atuam nas ruas da cidade João Monlevade Neste sábado, 3, a 17ª Cia. Ind. de Polícia Militar de João Monlevade recebeu reforço de nove soldados que vieram recém-formados de Belo Horizonte, que já passam a trabalhar em Monlevade, integrando a tropa da cidade. Os militares foram recepcionados pelo Comandante Major Jayme e pelo Sub Comandante Capitão Freitas, que também apresentaram a eles a Unidade da 17ª Companhia Independente e sua política de comando. Segundo o Capitão César Freitas, neste domingo, 4, os novos soldados também estarão envolvidos em operações em Monlevade e, na segunda-feira, 5, eles terão concluídas suas movimentações no âmbito da Unidade.

[close]

p. 8

.8

[close]

Comments

no comments yet