Revistainsideits.com.br

 

Embed or link this publication

Description

A Revista Digital - Indicada pelos melhores

Popular Pages


p. 1

Dezembro 2014 revistainsideits.com e sd De 08 20 A Nossa Revista Digital Edição 3 Retrospectiva 2014 Deus em 1º lugar. Foto: Robson Mendes Brasil Zaca Oliveira Artista Plastico Inovando sempre Conheça um pouco sobre o artísta de Salvador/BA Participantes da HQ Comando Alfa Clara Custódio Mauro Gianfrancesco Apoio Cultural: Grupo Boticário é finalista do Prêmio Criança www.revistainsideits.com Arte Música Teatro Meio Ambiente Dança Personalidade Política Internacional Cinema HQ

[close]

p. 2

Revista de Estilos ÁREA VIP Além de editoriais de estilo, a Revista Inside It’s é uma publicação conceitual que apresenta em seu conteúdo assuntos como literatura, música, artes plásticas, teatro, dança, moda, dicas de beleza, estética, saúde, meio ambiente e muito mais! Após ter fechado parcerias importante as e dições serão publicadas trimestralmente, e recheadas de novidades contagiantes, para um público inteligente e eclético, sempre inovando o seu conceito de capa e ilustração. A Revista Inside It’s é online porém apresentará um informativo publicitário impresso para ser distribuído em locais públicos para promover seus links. O objetivo principal é atingir cada vez mais leitores através dos contatos que vem sendo ampliados dia a dia. Neste momento, a revista também está de portas abertas a críticas construtivas para que um belo trabalho seja sempre produzido, mas a expectativa do sucesso garantido continua, haja visto o sucesso de sua 1ª publicação em 2006. O expediente atual da revista conta ainda com os colaboradores da primeira edição como o jornalista J.R. Robell, a atriz e modelo Graziela Barduco, o produtor artístico George Bento, o escritor, fotógrafo e cineasta J.P. Rezek, entre outros também importantes colaboradores como, Carlos Honório, William Rodrigues, Rafael Magalhães, Camila Lisboa, Marly Pereira, Lú Bento, Dayane Karoline, Daniele Nogueira, todos os parceiros/empresários que estão dando crédito a Revista Inside It’s. Zaca Oliveira(Capa), nos presenteou com sua participação contando um pouco de si. Esta edição do ano de 2014 com certeza é continuidade de uma jornada acompanhada de antigos amigos, bem como novos, que passam a fazer parte de grandes e esperadas realizações. Curtam a página da revista e aguardem a próxima edição! Jr.Robell - Jornalista Editor Chefe - São Paulo e Região MTB - 33412 SP Graziela Barduco Supervisão Registro/ SP Brasil Zaca Oliveira Fomato Digital Colaboradores www.revistainsideits.com Desde 2005 Organização, Produção e Agencia de Informações ‘‘Revista Inside Its’’ Expediente Diretor Geral George Bento Gerente de Produção Lú Bento Rede Social/Divulgação Damaris Nogueira cartaocultural@gmail.com georgebento@revistainsideits.com Grupo Núcleo Gráfico (13) 99654-4954 (13)997020314 George Bento Marly Pereira Contato em São Paulo- Jornalista Joss Robell São Paulo - Registro-SP Distribuição interna www.cartaoculturalbrasil.com 2 Revista Inside its Ano - 06 / Edição nº 3 - 2014 - www.revistainsideits.com insideits.com.br

[close]

p. 3

Revista de Estilos Utiliade Pública São Paulo é o estado que possui o maior centro de negócios da América Latina e tornou-se muito importante economicamente. O litoral paulista é banhado pelo Oceano Atlântico e tem mais de 600 quilômetros de praias. Vários municípios da baixada santista e Vale do Ribeira tornaram-se caminhos para áreas mais do que importantes, como por exemplo a Estação Ecológica Juréia-Itatins, a Ilha do Cardoso, Complexo Estuarino Lagunar de Iguape, Cananéia, Antonina e Turismo/Cultura Paranaguá. Diante disto, São Paulo tem uma grande opção de Turismo de Negócios e temos também o melhor Turismo Ecológico do Brasil. Juquiá São Paulo SP Peruibe Miracatu Iguape Cananéia 3 Revista Inside its Ano - 04 Edição Nova nº 2 - 2014 - www.revistainsideits.com/Portal xvale.com.br fonte:www.ovaledoribeira.com.br

[close]

p. 4

Revista de Estilos ÁREA VIP Grupo Boticário é finalista do Prêmio Criança com projeto para grávidas e papais Iniciativa beneficia aproximadamente 520 pessoas em cidades do Paraná e São Paulo e concorre a premiação promovida pela Fundação Abrinq O ano era 1999 e o Grupo Boticário cria o Projeto ‘Da gestação ao desenvolvimento: a beleza que o Grupo Boticário faz pelas crianças’. Desde então, mais de 1.100 gestantes foram beneficiadas por esta iniciativa realizada nos municípios de São José dos Pinhais (PR) e Registro (SP). A iniciativa é basicamente dividida em três pontas: atendimento às colaboradoras da empresa e esposas de colaboradores, que estejam grávidas; atendimento e orientação a colaboradores que são pais de crianças com deficiências e capacitação de agentes de saúde. Desenvolvido por uma consultoria, o Projeto é executado em conjunto com a equipe interna de saúde do Grupo Boticário. Na primeira ponta, traz informações de saúde, nutrição, relacionamento familiar e apoio psicológico, por meio de um curso oferecido para as funcionárias gestantes com o objetivo de preparar as famílias para receberem os bebês de maneira consciente e madura. Já na segunda, a empresa oferece atendimento e orientação aos colaboradores que são pais de filhos com deficiências, de forma a prepará-los para as situações singulares que envolvem crianças especiais. E, por fim, a terceira e última ponta consiste na capacitação de agentes comunitários de Unidades de Saúde p a ra o a t e n d i m e n t o à s g e s t a n t e s d a comunidade. ”Estar entre os finalistas do Prêmio Criança é uma honra para nós e um reconhecimento pelo trabalho que vem sendo desenvolvido pelo Grupo Boticário em relação às iniciativas com foco na família, considerando a maternidade, a paternidade e as crianças. Pretendemos com nossos programas de qualidade de vida, estimular nossos colaboradores a viverem este momento tão belo na vida de uma maneira Sylwia Gorak A Fundação Abrinq – Save the Children, no dia 2 de dezembro, promoveu o 20º Prêmio Criança 2014 e as cidades de São José dos Pinhais (PR) e Registro (SP) tiveram participação entre os finalistas, com o Projeto “Da gestação ao desenvolvimento: a beleza que o Grupo Boticário faz pelas crianças”. Por considerar os primeiros anos fundamentais para o desenvolvimento da criança pequena, quando cuidados e estímulos adequados podem fazer toda a diferença, a organização identifica e reconhece boas práticas voltadas à primeira infância (crianças de 0 a 6 anos, gestantes, parturientes e puérperas), desenvolvidas por empresas e organizações sociais de todo o País. Na oportunidade, além da premiação, a Fundação Abrinq ainda promoveu shows com o Maestro João Carlos Martins e integrantes da bateria da escola de samba Vai-Vai. 4 Revista Inside its Ano - 06 Edição nº 3 - 2014 - www.revistainsideits.com

[close]

p. 5

Revista Inside its ainda mais plena e tranquila, o que impacta positivamente em sua produtividade e engajamento”, explica Rosely Maximiano, Gerente de Compensação e Qualidade de Vida do Grupo Boticário. Com este eficiente trabalho, o Programa ‘Da gestação ao desenvolvimento: a beleza que o Grupo Boticário faz pelas crianças’ é um dos dez finalistas do Prêmio Criança de 2014 da Fundação Abrinq – Save the Children que concorrerão aos prêmios máximos como vencedoras da edição de 2014. O Prêmio Criança 2014 conta com o patrocínio da Novelis do Brasil, por meio de incentivo, via Lei Rouanet – Ministério da Cultura. Em sua 20ª edição, a premiação reconheceu boas práticas voltadas a crianças de 0 a 6 anos, gestantes, parturientes e puérperas, e grávidas, desenvolvidas por empresas e organizações sociais no Brasil. Ao todo, já foram premiados 72 projetos nestes 25 anos de história. Há 15 anos, o Programa de Gestantes do Grupo Boticário desenvolve uma série de iniciativas voltadas às colaboradoras em período gestacional. O Programa de Gestantes ajuda 522 pessoas e oferece licença-maternidade de seis meses, sala de amamentação – Edição Especial www.revistainsideits.com conhecida como Sala Nutriz – a l i m e n t a ç ã o e s p e c i a l p a ra a s g e s t a n t e s , a l é m d o acompanhamento nutricional. A iniciativa “Da Gestação ao Desenvolvimento: a beleza que o Grupo Boticário faz para as Crianças” Serviço Prêmio Criança Continua-> Revista Inside its Ano - 06 Edição nº 3 - 2014 - www.revistainsideits.com 5

[close]

p. 6

Edição Especial www.revistainsideits.com Abaixo, a lista completa das instituições juntamente com seus projetos finalistas: São José dos Pinhais (PR) e Registro (SP) - Grupo Boticário Iniciativa: Da gestação ao desenvolvimento: a beleza que o Grupo Boticário faz pelas crianças Jaguarari, Senhor do Bonfim, Campo Formoso e Itabuna (BA) - Ai. Bi. Brasil – Associação Amigos das Crianças Iniciativa: Desabrigamento e reintegração familiar Itumbiara, Jataí e Rio Verde (GO) - Instituto CORES Iniciativa: Pipo e Fifi – Prevenção de violência sexual contra a infância Jacobina, Juazeiro, Nova Fátima, Pindobaçu, Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Tucano, América Dourada, Antônio Cardoso, Barra do Choça, Bom Jesus da Lapa, Candeias, Cardeal da Silva, Cordeiros, Eunápolis, Irará e Itabuna/BA - Banco Santander Iniciativa: Programa Educação Infantil Jaboatão dos Guararapes (PE), Campina Grande (PB), Feira de Santana (BA), Teresina (PI), Caucaia (CE) - Instituto C&A de Desenvolvimento Social Iniciativa: Projeto Paralapracá São Paulo (SP) - ACTC – Casa do Coração Iniciativa: Qualidade de vida das nossas crianças - Associação de Assistência à Criança Deficiente - AACD Iniciativa: Projeto Bebê de Risco São Paulo (SP) - ACTC – Casa do Coração Iniciativa: Qualidade de vida das nossas crianças - Associação de Assistência à Criança Deficiente - AACD Iniciativa: Projeto Bebê de Risco Maringá (PR) - Associação Indigenista ASSINDI Maringá Iniciativa: Centro Social Infantil Indígena Mitangue Nhiri Rio de Janeiro (RJ) - Movimento Down - Observatório de Favelas do Rio de Janeiro Iniciativa: TO Brincando - Movimento Down - Liga Solidária Iniciativa: Música na Primeira Infância Maringá (PR) - Associação Indigenista ASSINDI Maringá Iniciativa: Centro Social Infantil Indígena Rio de Janeiro (RJ) - Movimento Down - Observatório de Favelas do Rio de Janeiro Iniciativa: TO Brincando - Movimento Down - Liga Solidária Iniciativa: Música na Primeira Infância O Prêmio Criança foram definidos dez finalistas e, na análise final pela Comissão Julgadora foram selecionadas as iniciativas vencedoras, reconhecidas como boas práticas, que se evidenciam por c o n t r i b u i r c o m a P r i m e i ra Infância e serviram de exemplo para outros projetos em território nacional. A opção pela Primeira Infância vem do fato de que esta é uma fase decisiva para o desenvolvimento da criança, quando cuidados e estímulos adequados podem fazer toda a diferença. Sobre a Fundação Abrinq Criada em 1990, é uma organização sem fins lucrativos, que tem como missão promover a defesa dos direitos e o exercício da cidadania de crianças e adolescentes. Desde 2010 é representante da Save the Children no Brasil e com esta parceria foi capaz de potencializar sua ação na proteção dos direitos das crianças e dos adolescentes no Brasil. A organização possui escritórios em São Paulo (SP), Recife (PE) e Petrolina (PE) e os seus programas estão organizados em quatro eixos: educação, emergência, proteção e saúde. Este ano, foram inscritas 310 iniciativas de várias regiões do Brasil. Após cinco etapas de seleção, e análise do Comitê Técnico, formado por especialistas das áreas de educação, saúde e proteção, 6 Revista Inside its Ano - 06 Edição nº 3 - 2014 - www.revistainsideits.com

[close]

p. 7

Revista Inside its Edição Especial www.revistainsideits.com Artísta Plástica Wilma Zanardo Parte de um trabalho da artista, do final de 2003, de aproximadamente 1,50 por 2,50m, em técnica mista, até hoje nunca exposto. Refere-se ao DNA. (Do conceito Mutação). - Revista Inside its Ano - 06 Edição nº 3 - 2014 - www.revistainsideits.com 7

[close]

p. 8

Internacional Sylwia Gorak The title has it's own specific meaning and describes the state of consciousness that we can discover in act of spontaneous understanding of another person . It happens usually trough art and music and is strong and fast feeling compared to thunder. Art is a language and we, humans can understand each-other by the artistic expression .Just like the nature communicates trough rainbows or thunderstorms in its natural performances . The main part of my exhibition was sound-vocal performance based of my voice of 4 octaves . I combined it also with exhibition of my works " The World's Largest Sundial From Dusseldorf" 6 photo prints 90/70 cm each ( hanged on the wall ) and 3 pencil drawings of the world's biggest diamonds ( 50/70cm pencil on paper ) The best part of the show was a concert of great tube player Jon Sass, famous in Vienna and worlwide. Jon Sass has played, recorded and toured world-wide with the creme de la creme of musicians such as Vince Mendoza, Hazmat Modine, Peter Wolf, Ricky Ford, Brass Quintet of the Vienna and Berlin Philharmonic, Art of Brass Vienna, Diaghilev Festival Orchestra, Ray Anderson, James Spaulding, Michelle Rosewoman, David Murray, Sunny Murray, Butch Morris, Leon Thomas, Peter Erskine, Frank Foster, Erika Stucky, Henry Threadgill, Linda Tillery and the Cultural Heritage Choir, Eric Bibb and Howard Johnson's Gravity. Thank you very much Jon and Alfred Woschitz. Now preparing for the new exhibitions and art auctions in Warsaw Poland - POLSWISSART Auction-House, and Stalowa Gallery , you can buy my paintings in these galleries. THUNDERSTAND ME' is an art project exhibition for Kunstraum EWIGKEITSGASSE, Vienna Revista Inside its Ano - 06 Edição nº 3 - 2014 - www.revistainsideits.com

[close]

p. 9

Sylwia Gorak plans the new world record. (......) Polish artist, Sylwia Gorak plans to set a new world record. She plans to switch the function of the Rheinturm TV Tower into the biggest sun clock. A dvice from Columbia University in New York Sylwia makes the research about time, more in artistic than scientific way, she usually works on conceptual ideas. The town of Dusseldorf is the best place for sush a project, because of the porttower near the Landtag building, the state diet of the German federal state of North Rhine-Westphalia. The tower is the highest DIGITAL CLOCK in the world already. The hight of the abject makes it the longest SUN DIAL as well. During the plane arrival, Krakow-Dusseldorf flight, to Lohausen, Sylwia made the photographies documenting the tower location and the shadow it casts.21 of june, the Summer Solstice day, she observes the shandows up from the top of the tower, and from the ground. The way of the shandow june 21st marks the highest position of the sun each year and astrological zodiac sign of Cancer as well. In Ancient Rome, ruled by August Cesar, very similar, sun dial-gnomon was built, called Solarium Augusti. Sylwia Gorak concept, as a urban piece, is to place 12 oval mirrors on the penisula, and two of them on the roof of the Lantag building. " The SunDial should be a minimalistic urban piece, but the placement of the mirrors is crucial. An advise on that question comes from James Boster, professor of Columbia, Pittsburgh, Berkeley and California Universities. The exact positions of the mirrors that will mark the hours of solar time and hyperbolic line of summer solstice, should be precisely calculated. For the chef of IDR, Heinrich Propper the landlord of the tower, this Guinness Record urban piece, would be the best advertisement _ Sylwia: " Sun dial is visible from the ground, but the best observing view is from its gnomon-the tower". In fall and winter, the shadow is long, it will cross the Rhine River and get the Upper Kasseler area. On its way, the shandow touches the mirrors that are placed on penisula promenade.... By journalist Helga Meister Revista Inside its Ano - 06 Edição nº 3 - 2014 - www.revistainsideits.com

[close]

p. 10



[close]

p. 11

Revista Inside its Edição Especial www.revistainsideits.com Comando Missão Alfa Ambiente Limpo. O projeto de Revista HQ, do autor George Bento, tem a honra de apresentar mais dois belíssimos artistas que gentilmente aceitaram ser transformados em personagem da história. O projeto está em produção há mais de três anos e nesse período conquistou a confiança de inúmeros profissionais. O artísta Mauro Gianfrancesco e a modelo Clara Custódio passaram a fazer parte da HQ Comando Alfa - Missão Ambiente Limpo. Na próxima edição matéria completa. www.comandoalfa.com Toyo, é por ali, vamos rápido... Onde está seguranca desse lugar?... rn rrr g ar vêvôu vôu o mulher mandona. Niro, pode falar... rrr rn ar g bip !bip !bip ! Diz para o toyo que o e.e.solar é complexo mas o sistema é w.d.s...ele conhece bem! gra nrr rr uôvu ôvêv gra nrr rr w.d.s!! Como eles podem usar isso aqui? são doidos!! Porque toyo? foram invadidos. Revista Inside its Ano - 06 Edição nº 3 - 2014 - www.revistainsideits.com

[close]

p. 12

Revista Inside its Economia Edição Especial www.revistainsideits.com A realidade da escassez ambiental Por muitos anos nós vivemos uma ilusão de abundância de recursos naturais: água, temos os maiores reservatórios do mundo; minérios, idem; uma das maiores costas marítimas; o melhor potencial de energia eólica; o melhor potencial para energia solar. Nossa grande biodiversidade e um povo jovem e pronto para explorar essas riquezas e criar prosperidade. Poucos países do mundo podem se vangloriar dessas condições, menos ainda dispõem de um clima tão bom e agradável... Pelo menos até pouco tempo atrás. Não sou especialista em clima, mas é evidente que algo mudou. Esqueçam gastos do governo, responsabilidade fiscal, política econômica, juros, câmbio... Tudo isso é desprezível quando comparado com a importância da água para os brasileiros. Sem água não geramos energia suficiente, não irrigamos, não movemos as indústrias (há setores que utilizam grandes quantidades de água como insumo). Está além das preocupações do consumo humano. A falta de água afeta a cadeia produtiva brasileira em toda sua extensão, da agricultura à indústria e comércio. Nós simplesmente não estávamos preparados. E agora? De quem é a culpa? Não somos nós... Fora o lamentável descontrole do desmatamento na Amazônia, nós atuamos muito bem em questões ambientais. Reduzimos em 42% as emissões de gases que causam o efeito estufa entre 2005 e 2014, em linha com o compromisso que assumimos em forma de lei. Aliás, nosso compromisso é tão sério que se cumprido na risca até 2020 o Brasil irá sozinho reduzir suas emissões no mesmo equivalente que todo o resto do mundo prometeu com o protocolo de Quioto! Então sobram dois suspeitos: ou desmatamos demais e comprometemos a capacidade da floresta amazônica em armazenar água ou estamos pagando pelos pecados do resto do mundo com o efeito estufa global. A floresta pode não ser o pulmão do mundo, mas com certeza é nossa reserva de água doce. Já o efeito estufa atua nas correntes marítimas; uma gota de água qualquer levava mil anos para dar a volta no globo terrestre, agora esse processo mudou e nem sabemos quantificar! As chuvas na região Sudeste do Brasil começam em Outubro e se estendem até Março, com seu pico em Dezembro, Janeiro e Fevereiro. A dinâmica desse processo é complexa, começa com a formação de correntes na África Ocidental, passa Brasil Alessandro Ikeuchi Economista pela Amazônia e desaguam nos céus de São Paulo e Minas Gerais. Uma formação peculiar, a ZCAS (Zona de Convergência do Atlântico Sul), é a grande responsável por proporcionar o que apelidamos de “rios voadores” que vêm da Amazônia até o Sudeste. Se o processo é menos intenso (duração e densidade menor) pode ser chamado de ZCOU (Zona de Convergência de Umidade), mas é uma diferença arbitrária e via de regra é distinguida pela duração: 15 dias para a ZCAS e 5 dias para a ZCOU. Também não é uma classificação amplamente aceita pela a meteorologia. Essas águas do período chuvoso abastecem um complexo sistema de represas, principalmente em Minas Gerais (responsável por 60% da energia potencial do país) e em São Paulo (bacias hidrográficas importantes para agricultura e para consumo na Grande São Paulo). Esse sistema permitiu ao Brasil muitas décadas de energia limpa, de água abundante e com baixo custo. Nos anos 70 estávamos preparados para até cinco anos de seca intensa sem correr o risco de falta de água! E a pergunta que todos nós estamos fazendo é: estamos diante de um evento extremo da natureza que não tínhamos observado antes ou mudamos nosso patamar climático de forma permanente? Não sabemos; há indícios de mudança permanente, mas só o tempo poderá confirmar. Há registros mais claros na África de que o Saara passa por períodos de maior e menor umidade a cada 15 mil anos, e isso pode estar ocorrendo há 1 milhão de anos. Mas o nosso caso particular não apresenta essas pistas, o que temos é um alarmante 12 Revista Inside its Ano - 06 Edição nº 3 - 2014 - www.revistainsideits.com

[close]

p. 13

Revista Inside its Edição Especial www.revistainsideits.com A realidade da escassez ambiental sincronismo com problemas climáticos ocorrendo em lugares tão distantes como o Alasca, nos EUA. Eu particularmente sou descrente em qualquer solução de mercado para problemas ambientais. Se a natureza pudesse sempre se recuperar de qualquer nível de agressão, então o mercado se ajustaria e a vida continuaria. Mas não é bem assim, há atividades de exploração que podem resultar em custos quase infinitos no futuro. Isso ocorre por que há uma desconexão entre o “custo real” e o “custo observado” pelo agente, nós chamamos esse custo adicional de “externalidade”. Ela pode ser quase imediata, quando por exemplo eu abro uma fábrica e começo a poluir um rio que é usado no abastecimento, ou não imediata. Um exemplo de externalidade de custo quase infinito não imediata foi a introdução de inseticidas de terceira geração nas lavouras. Esses produtos possuem uma ação bem mais prolongada e sutil nos insetos e devastou as populações de abelhas nos Estados Unidos e na Europa. Isso causou uma crise na polinização, essencial para uma gigantesca cesta de produtos que consumimos. Não há técnica ou cálculo que consiga precificar o prejuízo causado pelas safras perdidas de frutas e verduras, para o agricultor que usou o insenticida a conta de custo foi simples e seu produto final foi à mercado sem maiores problemas ou consequências imediatas. E o mesmo ocorre todos os dias para quem liga um carro. Você sabe o preço da gasolina, está lá no posto. Você sabe o quanto pode rodar com um tanque cheio. Mas você é capaz de dizer qual é a sua contribuição para o aquecimento global e quanto isso vai lhe custar daqui dez anos? Mas espere aí, você disse que nós conseguimos reduzir em 42% as emissões! Sim, reduzimos, mas não deduza disso que a natureza tenha melhorado em 58%, isso não é verdade. De forma mais concreta, há um limite na quantidade de energia elétrica disponível hoje para a indústria brasileira. Não só isso, mas de água também. Já há dois anos a indústria brasileira encontrou no Paraguai uma certa segurança para aportar. Os paraguaios só utilizam 5% da energia de Itaipu e possuem direitos sobre mais 45%. A ironia é que essa energia é muito barata ao Paraguai e é extremamente cara para nós ao mesmo tempo; para cada MW que devolvermos ao Paraguai teremos que gerá-lo usando diesel, carvão ou gás natural, formas bem mais caras que a hidroelétrica. Para a agricultura não tem nem como fugir, o setor precisa de água em locais específicos e não possui flexibilidade nenhuma. Vamos depender cada vez mais de importações de alimentos, isso é dado como certo se a seca continuar. E para fechar os impactos de curto prazo pergunto: o que vai ser das pessoas que trabalham nesses diversos setores no Brasil? Acomodações de segmentos que se tornaram obsoletos ou foram varridos pela concorrência externa, tudo bem, normalmente os trabalhadores encontram outra ocupação. Mas estamos falando de um evento que vai atingir quase todos os setores ao mesmo tempo. Não fosse só o clima, o Brasil ainda vive o desafio do “médio desenvolvimento”; não temos mais mão de obra baratíssima dos países pobres e nem temos a alta tecnologia dos países desenvolvidos. Do ponto de vista competitivo isso é quase uma cilada. Não tem como concluir oferecendo uma solução. Quando ocorreu o racionamento em 2001 o custo político foi tão alto que hoje essa palavra é proibida para os governantes. A culpa é nossa, que criamos um ônus político para um fenômeno natural do qual governante nenhum possui competência. A discussão precisa ser ampliada, outras competências e habilidades precisam ser convocadas para o desafio da escassez ambiental no Brasil. A sociedade brasileira precisará mais do que nunca de espírito coletivo e trabalho de equipe; vai ter que aceitar sacrifícios porventura acionados pelo governo. E a discussão vai além, será que podemos aceitar reduzir nossas emissões em 42% enquanto a China se desdobra em crescimento desenfreado sem preocupação ambiental? Será que podemos aceitar que os EUA não se comprometam com o futuro? O carbono jogado na atmosfera pode ter origem deste ou daquele país, mas seu impacto é global; isso precisa ficar bem claro a partir de hoje. Revista Inside its Ano - 06 Edição nº 3 - 2014 - www.revistainsideits.com 13

[close]

p. 14

Arte Moderna expressionista Brasilidade Zaca Oliveira está sempre atento e envolvido com as novidades em Salvador e no Brasil. Ele tem realizado trabalhos e projetos artísticos com jovens de favela, procurando dar alta estimas aos seus estilos de vida, relações afetivas e esperança para todos. Revelando o universo marginal, cheio de sentimentos. Levando o tema para o mesmo conceito, Salvador ja retratou "O Menino Jesus" com imagens afro descendente obra Sacra foi é considerada a maior do Brasil. Zaca Oliveira tem destaques nas redes sociais (Facebook) sempre trazendo um debate criativo e contagiante. O artista durante algum tempo sempre foi divulgou seus trabalhos em nossas paginas desde 2009 nesse ano de 2014 foi convidado pela equipe da Revista Inside Its para ser a nossa Capa ele não "diblou" o convite e nos honrou com sua belissima participação. http://zacaoliveira.blogspot.com.br/ Revista Inside its Ano - 06 Edição nº 3 - 2014 - www.revistainsideits.com 14

[close]

p. 15

Arte Moderna expressionista Brasilidade O artista plástico baiano Zaca Oliveira, realiza trabalhos que vem impressionando pessoas de todo mundo. com sua maestria e habilidade artística consegue criar pontos de intervenção popular e criar um debate a partir das relações sociais que interagem. Zaca propõe em suas obras formas e cores que naturalmente envolvem a participação do publico. Tanto em telas comerciais ele trata de questões sociais. O Artísta Zaca Oliveira super valoriza suas raízes tendo isso como uma r e fe r e nci a pa r a su a s i nspi r a çõ e s. A pe r i fe r i a co m o carinhosamente ele chama de "favela", sua arte eleva a nobreza sem desviar do cotidiano. Zaca Oliveira, com uma postura de arte educador, tem e leva em seu currículo mais de 20 anos de atuação em Salvador/Brasil. Suas obras de artes faz intervenções contra violências, preconceitos, perdas de liberdade, drogas desenvolvimento social, todo esses assuntos ganham espaços para debates nas manisfestações artísticas. Zaca Oliveira procura sempre através da simplicidade mostrar a arte para todos e que todos possam entender e interagir. Brasil Oliveira Zaca Zaca Oliveira, Artista Plástico, Cenógrafo e Diretor de Artes. Fotos: Robson Mendes Não há limites para a concepção de uma obra de arte. Seja ela para fins decorativos ou simplesmente como peça cenográfica. O amplo conhecimento de materiais diversos e seus resultados permitem ao artista apresentar RESULTADOS. Há vários anos no mercado Zaca Oliveira conseguiu juntar ao seu portfólio vários trabalhos de arte diversificados atendendo aos mais variados clientes, sejam eles empresa ou pessoas físicas. 15

[close]

Comments

no comments yet