Jornal Zona Oeste em Foco - Central Parque & Cia. Out/Nov 14 - Ed. 54

 

Embed or link this publication

Description

Edição 54

Popular Pages


p. 1

ANO 11 Nº 54 DEZ-14/JAN-15 Valorizando a região e agregando conhecimento www.jornalzonaoesteemfoco.com.br Central Parque, São Marcos, Itanguá I e II, Arco-Íris, Verde Vale, Piazza Di Roma e Jd. Tulipas Centro de Operação da CPFL controla distribuição de energia elétrica Páginas 4 e 5 Página 8 Página 10 Página 11 Centro Social Padre Pio faz ações sociais na região Crimes virtuais aumentam em razão das redes sociais Há 24 anos mulher toma conta de horta na avenida Santa Cruz

[close]

p. 2



[close]

p. 3

NOSSO FOCO Sistema de distribuição de energia elétrica está cada dia mais informatizado Páginas 4 e 5 03 Alunos da Escola José Reginato ganham medalhas na Olimpíada de Astronomia Página 9 Floricultura Josi Flores e Cestas abre filial no Wanel Ville Página 6 Redes sociais devem ser utilizadas sem exposição excessiva Página 10 Primeira Companhia da Polícia Militar terá sede própria Página 6 Mulher toma conta de horta na avenida Santa Cruz há 24 anos Página 11 Centro Social Padre Pio faz ações visando atender pessoas carentes Página 8 Programe-se conferindo as atividades culturais na Agenda em Foco Página 18 A vida social e empresarial da nossa região com a colunista Paula Pacheco Página 7 sta é a última edição do ano do Zona Oeste em Foco na região do Central Parque e adjacências. Ao longo de 2014 estivemos juntos participando do crescimento da nossa região. Este ano foi muito importante. O Brasil sediou pela segunda vez uma Copa do Mundo, apesar da humilhante derrota para a Alemanha. Também escolhemos os governantes que vão ditar o rumo do país e do estado pelos próximos quatro anos. O ano termina e é importante fazer uma avaliação se as metas traçadas foram alcançadas e colocar os objetivos para o ano que vai ter início. Essa análise é importante para termos foco em nossas ações. Mesmo que o resultado não tenha sido totalmente positivo, devemos aprender com as falhas para que elas não voltem a ocorrer. O importante é estarmos motivados para o novo ano que se inicia, com a certeza e fé que podemos agir sempre positivamente para nosso crescimento emocional, familiar e profissional. E Que venha 2015! Tenham todos uma ótima leitura. EXPEDIENTE - Ano 11 - nº 54 Dez-2014 / Jan 2015 - Tiragem: 9.000 Exemplares O Zona Oeste em Foco deseja a todos os leitores e anunciantes um Natal de muita paz e um ano novo repleto de realizações. Fone: 3329-7596 Editor: Marcos Tadeu Stachewski | Comercial: Paula Pacheco - Fone: 3013-1331, Sérgio Augusto Grillo - Nextel: 7835-4523 ID 92*163128 Jornalista Responsável: Cida Muniz MTB: 42990/SP | Arte Final/ Diagramação: Luciano Leal, Carlos Castro, Marcus Fidêncio e Matheus Stachewski | Distribuição gratuita porta a porta: Central Parque, São Marcos, Itanguá I e II, Arco-Íris, Verde Vale, Piazza Di Roma e Jardim Tulipas. Impressão: Gráfica Santa Edwiges - Fone: 99724-2449 Jornal Zona Oeste em Foco - R. Léo Migliorini, 88 Sala 1 - Wanel Ville IV - Fone: 3329-7596 | zonaoesteemfoco@terra.com.br | www.jornalzonaoesteemfoco.com.br www.facebook.com/jornalzoemfoco | Crédito fotos: Cida Muniz e Sérgio Augusto Grillo. As matérias assinadas não refletem necessariamente a opinião do jornal.

[close]

p. 4

04 FORÇA E LUZ Tecnologia é aliada na distribuição de energia elétrica Atualmente na rede também estão instalados aparelhos que podem ser telecomandados. Caso haja algum problemas eles são desligados e do Centro de Operação podem ser religados. Esses aparelhos desligam próximo ao problema, não chegando a atingir a subestação, como ocorria anteriormente. Eles são instalados na chamada linha primária, que fica sempre na parte de cima do poste, e tem mais de 24 mil volts. O gerente lembra que a distribuição e fornecimento de energia é realizado através de concessão, portanto, todo o investimento realizado pelas operadoras têm que ter o aval da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), porém, a CPFL Piratininga estuda a implantação do mesmo sistema de medição eletrônica nas residências no futuro. Conforme Baebe, países desenvolvidos, como os Estados Unidos, já utilizam o sistema de medição eletrônica. No Brasil é utilizado o sistema eletromecânico. Caso o novo sistema entre em funcionamento no país, ele não vai eliminar a figura do profissional que faz a leitura, porque em áreas rurais, por exemplo, a leitura terá que ser manual. A leitura dos relógios é realizada por uma equipe terceirizada. Já os eletricistas da empresa são 470, sendo 300 funcionários e 170 terceirizados. A instalação de novos pontos é feito, geralmente, pelos terceirizados, já a manutenção por funcionários da CPFL. A distribuidora não pensa em adotar a impressão automática da conta assim que é realizada a leitura, como hoje é feito pelo Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), pois a empresa considera esse serviço inviável, porém, muitos consumidores já fizeram a opção de receber a conta via e-mail. Em Sorocaba e região, o tempo médio de aten- uando chegamos a nossa casa e acendemos a luz, nem imaginamos toda estrutura existente para que uma simples lâmpada acenda. A CPFL (Companhia Piratininga de Força e Luz) tem oito distribuidoras, nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul, sendo que uma delas compreende a nossa região (22 cidades), sendo Sorocaba a sede. Segundo o gerente de Serviço de Campo da CPFL Piratininga, o engenheiro elétrico Márcio Antonio Baebe, hoje a rede de transmissão de energia no Brasil é totalmente interligada. É impossível dizer se a eletricidade recebida em Sorocaba, no momento que você lê essa matéria, vem de Ilha Bela, Itaipu ou mesmo tenha sido gerada através de termoelétricas ou energia eólica. Se houver algum problema na transmissão, com a queda do sistema, pode ocorrer até a interrupção do fornecimento, mas, automaticamente, o sistema fará uma readequação e a eletricidade será restabelecida. Se o sistema tem uma queda e falta energia na sua casa, você liga para o 0800. A CPFL tem um sistema de call center. Fazendo uma ligação de Sorocaba ou de ou- Q Centro Operacional é responsável por enviar equipes em caso de queda de energia tras cidades abrangidas pela CPFL Piratininga, a chamada vai chegar a Araraquara ou Ourinhos. De posse da reclamação, os atendentes passam a mesma para o Centro de Operação. Baebe considera que o Centro de Operação da CPFL Piratininga é o coração de todo o sistema. Ao receber o aviso on line do call center, o operador aciona virtualmente a equipe na rua, mas isso se o problema for localizado em uma ou mais residências, porque se a queda de energia for em uma indústria com alto consumo, o sistema apontará instantaneamente a falha. Mais de 2000 indústrias na região de abrangência da CPFL Piratininga possuem a Rede Mesh. Neste sistema, a leitura do consumo de energia é realizada automaticamente, não necessitando, por exemplo, que um funcionário vá até o local para saber qual é o consumo da empresa. Como a medição é realizada on line, o operador é avisado imediatamente que não está havendo consumo em determinado local, portanto, houve uma queda de energia. O coração sistema

[close]

p. 5

FORÇA E LUZ dimento de uma ocorrência é de 90 minutos e não são poucos os clientes. Na nossa região, nas 22 cidades, contando com Sorocaba, são 600 mil consumidores. Tomando por base que a média é de quatro moradores por residência, são 2,4 milhões. As equipes de atendimento emergencial em Sorocaba estão sendo divididas. Hoje há equipes na subestação do Jardim Simus e no Mineirão. Em breve haverá também equipes no Éden e em Votorantim, que atenderá também Salto de Pirapora. Todos os veículos da CPFL Piratininga são equipados com rádio e GPS. Baebe lembra que os problemas maiores de desligamento ocorrem durante as chuvas, mas não é a água o vilão da falta de energia, são os ventos fortes que normalmente vêm antes da chuva que causam os transtornos. Por isso, a CPFL Piratininga trabalha em conjunto com o Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Polícia Militar. No Centro Operacional, os operadores observam o clima através de uma tela ligada direta com a Unesp (Universidade do Estado de São Paulo), sabendo se há alguma massa de deslocamento. Nesse caso, é possível deixar equipes de plantão para casos emergenciais. Outras regionais também podem avisar se alguma tempestade com ventos fortes estiver se deslocando para as cidades de abrangência da CPFL Piratininga. 05 Eficiência energética Linha de transmissão na Av. Santa Cruz A CPFL Piratininga também tem um programa denominado eficiência energética, no qual faz doação de lâmpadas econômicas, chuveiros e até mesmo geladeiras, tudo com o objetivo de diminuir o consumo de energia. Dentro dos prédios da empresa, os funcionários também são incentivados a consumir de forma consciente. O engenheiro elétrico recomenda as pessoas tirarem da tomada objetos eletroeletrônicos que não estão sendo utilizados. Isso porque a luz vermelha que indica o stand by, realmente consome. Se pensarmos em um aparelho, esse consumo será pequeno, mas se analisarmos os vários aparelhos ligados, 24 horas por dia, sete dias na semana e 365 dias ao ano, o consumo vai ser grande. Isso inclui aparelhos de som, TVs, computadores, carregadores de celular e mesmo o micro-ondas. Mas os vilões do consumo de energia são o chuveiro e a geladeira e, nos últimos tempos, o aparelho de ar condicionado. No caso da geladeira, as mais novas consomem menos, por isso, sempre, na hora de comprar uma geladeira nova é imprescindível ficar de olho nas indicações do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). Mas um teste simples na sua geladeira pode ajudar a economizar energia. Coloque um papel na porta e feche-a. Tente tirar o papel. Se ele sair com facilidade é sinal que a borracha da porta deve ser trocada. Outra dica é ouvi o motor da Márcio Antonio Baebe Gerente de Serviço de Campo geladeira. Se ele sempre está ligado, é sinal que a borracha pode precisar ser trocada. O famoso benjamim, além de aumentar o consumo é um risco de incêndio. As tomadas são sempre dimensionadas para aguentar uma tensão. Vários aparelhos ligados na mesma tomada consomem mais energia, porque o fio vai esquentar e também pode provocar um incêndio. Neste caso, a melhor medida é utilizar um filtro de linha, porque o aparelho tem um fusível e, se houver uma sobrecarga, ele queima ou desliga. Instalações elétricas cheias de emendas também fazem aumentar o consumo. A empresa também não instala mais nenhum poste de madeira, mesmo assim, Sorocaba ainda tem cerca de 5 mil unidades que deverão ser substituídas nos próximos cinco anos. Sorocaba tem as subestações Sorocaba (no Centro, instalada na rua Ubaldino do Amaral), Simus, Além-Rio (na Dom Aguirre), Éden, São Bento (Mineirão), Cruz de Ferro e Votorantim, que abastece uma parte da Zona Leste. Esse batalhão de equipamentos e homens é que cuidam para que recebamos a energia elétrica em nossas casas, da qual a cada vez mais somos dependentes. Por isso, é importante sempre utilizar a energia e a água com consciência.

[close]

p. 6

06 COMÉRCIO PIAZZA DI ROMA Floricultura Josi Flores e Cestas tem promoções naugurada no dia 17 de novembro, a Floricultura Josi Flores e Cestas encantou os moradores do Wanel Ville e região. A loja era o que faltava para a Zona Oeste. A proprietária da empresa, Josiane Aparecida de Arruda, tem vasta experiência no ramo, tendo uma floricultura também na Coop da avenida Itavuvu. Especializada em buquês de rosas e cestas de café da manhã e chocolate, as flores são ótimos presentes para todas as ocasiões, inclusive o Natal e o Revéillon. Na Floricultura Josi Flores e Cestas você também encontra lindos buquês para noivas. A Floricultura Josi Flores e Cestas está com uma ótima promoção: buquês de rosas e cestas a partir de R$ 50,00 e, dependendo da localização, a entrega é gratuita, ou através de uma pequena taxa. Outra especialidade da Floricultura Josi Flores e Cestas é a decoração com flores para todas as festas, principalmente casamentos, aniversários, debutantes, formaturas, entre outros eventos. No local também você encontra vasos de flores, inclusive orquídeas, além de presentes, como ursinhos de pelúcia. I Finalmente Primeira Companhia da Polícia Militar terá sede própria Lançamento do projeto Vizinhança Solidária SERVIÇO – Floricultura Josi Flores e Cestas – Unidade I – Galeria do Coop da avenida Itavuvu – funcionamento de segunda a sábado das 10 às 19h30. Unidade II – Wanel Ville – Avenida Paulo Emanuel de Almeida, 1714, esquina com a Elias Maluf, na galeria do posto de combustível Petronm – funcionamento de segunda a sexta das 9h30 às 19h30 e aos sábados das 9 às 13 horas. Telefones 3016-1041, 3011-0521 e 99848-6536. pós uma longa batalha da Associação dos Moradores e Proprietários do Jardim Piazza Di Roma I e II e Adjacências, presidida por Manoel Borges, a Câmara de Sorocaba aprovou e o prefeito Antônio Carlos Pannunzio sancionou a lei que doa para a Fazenda do Estado de São Paulo, um terreno de 1.200 m² (mil e duzentos metros quadrados), para construção da sede da 1ª Companhia da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Hoje a sede da 1ª Cia da PM é alugada e está localizada na avenida Dr. Américo Figueiredo, no bairro Júlio de Mesquita. Em 2011, após saber da intenção do Comando do 7° Batalhão da Polícia Militar do Interior, de construir uma nova sede em outra região, a Associação dos Moradores e Proprietários do Jardim Piazza Di Roma I e II e Adjacências se mobilizou e fez um abaixo assinado com mais de 4 mil assinaturas, para impedir que a nova sede seja construída fora da Zona Oeste. O terreno onde será construída a sede fica A entre as ruas Luiz Antônio Ribeiro, Nadir Leite Barboza Santos e Paulo de Mello, nos bairros Piazza Di Roma e Júlio de Mesquita. Agora o Estado deverá aceitar o terreno em doação. O projeto Vizinhança Solidária foi lançado oficialmente no dia 12 de novembro e contou com a presença do secretário de Governo, João Leandro da Costa Filho; do comandante da 1ª Cia PM, Cap. Alexandre Augusto de Oliveira; delegado José Augusto de Barros Pupin, do 3º Distrito Policial; coronel Marcos Antonio Ramos, do 7º Batalhão da PM; representando a Guarda Civil Municipal o Sub-Inspetor Chagas; e o sargento PM Ribeiro, coordenador do projeto. No evento estiveram presentes mais de 120 moradores, das 202 famílias cadastradas no projeto, que tem por objetivo a integração da comunidade junto a Polícia Militar na vigilância e prevenção de assaltos, roubos, furtos e infrações no bairro. Vizinhança Solidária

[close]

p. 7

FOCO EMPRESARIAL 07 Homenagem ao Zona Leste em Foco paula_pacheco@terra.com.br Unitem Saúde trabalha com convênios médicos e odontológicos A empreendedora Claudinéia Pereira de Almeida, com vasta experiência em planos de saúde há mais de 18 anos, há quatro anos fundou a Unitem Saúde, uma empresa que trabalha com representações, oferecendo os melhores convênios para pessoas fí�sicas e jurí�dicas. A Unitem Saúde e sua equipe estão aptas para entender a sua necessidade e apresentar a melhor proposta. A Unitem Saúde fica na rua Padre José de Anchieta, 147, esquina com a Juscelino Kubitschek de Oliveira. Telefones 3318-8682 e 3316-7325. A Câmara de Sorocaba, através do seu presidente, Cláudio do Sorocaba I, homenageou o jornal Zona Leste em Foco, lançado em setembro. O editor do jornal, Marcos Tadeu Stachewski, acompanhado de sua esposa e agente comercial, Paula Pacheco, e da jornalista Cida Muniz receberam placas exaltando a importância desse novo veí�culo de comunicação. Paula Pacheco, Marcos Tadeu Stachewski, Cláudio do Sorocaba I e Cida Muniz Eskilo Kids já é sucesso Inaugurada no dia 28 de novembro, a Eskilo Kids já conquistou as mamães e as crianças com suas roupas, kit enxoval para bebês, brinquedos, roupas para gestantes e vários acessórios. O sucesso da loja se deve aos produtos de qualidade, ótimos preços, mas, principalmente, pela simpatia do casal Patricia Gomes Cogo e Ricardo Alonso, conhecidos no Júlio de Mesquita e adjacências por serem comerciantes e moradores da região. A Eskilo Kids está na rua Elizabeth Saydel Fogaça, 322, Piazza Di Roma, telefone 3037-5850. Ravena Store - a moda feminina no Piazza Di Roma A Ravena Store, de propriedade de Larissa Aparecida Rodrigues, conquistou os moradores do Piazza Di Roma e adjacências. Inaugurada em outubro na rua Délcio Ferreira de Azevedo, em frente ao número 571, loja 1, trabalha com moda feminina jovem e com o grande diferencial: são peças exclusivas, de qualidade e com ótimo preço. Larissa e sua mãe, Giovana, estão conquistando as clientes pela simpatia e ótimo atendimento. Claudinéia Pereira de Almeida Ricardo Alonso e Patricia Gomes Cogo Larissa Aparecida Rodrigues Mariah Store é o novo point no Piazza Di Roma A loja de roupas femininas Mariah Store, de propriedade de Francine Silva e Lidiane Silva, foi inaugurada no dia 8 de novembro na avenida Mário José Azevedo de Almeida, 66, no Piazza Di Roma. A loja trabalha também com acessórios como: cintos, bolsas e sapatos, além de roupas plus size. Faça uma visita e confira os mais variados modelos disponí�veis. Escola comemora o Dia da Consciência Negra A Escola Estadual “Antônio Miguel Pereira Júnior”, do Central Parque, realizou no dia 19 de novembro atividades de encerramento do Projeto “Cores e sabores da Á� frica e do Brasil”. O projeto foi desenvolvido para trabalhar a compreensão da construção da identidade do povo brasileiro, com o respeito à diversidade humana, buscando nos históricos a herança cultural trazida pelo povo africano. No dia 20 novembro é comemorado o Dia Nacional da Consciência Negra, porque nesta data morreu Zumbi, lí�der do Quilombo dos Palmares. O objetivo do projeto foi trabalhar a conscientização da comunidade escolar a respeito do tema do racismo e do preconceito. Uma das atividades realizadas foi uma pesquisa entre os estudantes que demonstrou a existência de atitudes racistas e preconceituosas entre os mesmos. Através de atividades diferenciadas como pesquisas, trabalhos diversos, danças, teatros e poesias eles aprenderam a valorizar e a respeitar a cultura negra no Brasil e ver como foi grandiosa a contribuição para a cultura brasileira. Dentre as atividades de encerramento aconteceu a apresentação dos grupos de capoeira Atitude Brasil e Angola Bem Brasil. Durante a realização do projeto foram trabalhados vários temas voltados para a formação geral dos estudantes, bem como a consciência humana, o respeito de suas origens e da origem do outro, já que o Brasil é constituí�do por várias etnias e que cada um contribui para o crescimento e a beleza do paí�s. Francine Silva e Lidiane Silva, proprietárias da Mariah Store

[close]

p. 8

08 FRATERNIDADE Centro Social Padre Pio, administrado pelo Santuário São Judas Tadeu, é um exemplo a ser seguido. O coordenador do Setor Social do Santuário, Júlio César de Carvalho, destaca que o objetivo é sempre atenJúlio César de Carvalho der os mais necessitados da melhor forma possível. Segundo Carvalho, com a transformação da Paróquia em Santuário, o trabalho cresceu muito e o padre Flávio Jorge Miguel Júnior, responsável pelo local, decidiu pela criação de setores para manter e viabilizar todos os projetos. O setor administrado por Carvalho toma conta da Campanha da Fraternidade; Comunidades de Base; Clube de Mães; Dentista; Farmácia; Pastorais da Criança, Pessoa Idosa, Saúde, Sobriedade e Solidariedade (famílias enlutadas); Promoção Humana (alimento e roupas) e Vicentinos (cesta básica). A ideia de concentrar as ações sócias no Centro Social Padre Pio, comenta Carvalho, se deu em razão da localidade abrigar mais pessoas carentes nas redondezas (São Marcos, Parque Manchester e Itanguá) que necessitam de ajuda e apoio. Centro Social Padre Pio atende população carente O tuário ou no Padre Pio. Já para retirar o medicamento, a pessoa tem que ter a receita em duas vias. “Sem a receita não entregamos”, enfatiza Carvalho, que deixa claro que os remédios são doados para todos que procuram a farmácia – desde que tenham no estoque -, independente da classe social ou religião. Os dias de entrega dos medicamentos são as segundas, terças e quintas-feiras, das 14 às 16 horas. Entre os remédios mais procurados está de pressão alta, diabetes, câncer, artrose, antialérgico, tireoide e xarope expectorante. Mas se o remédio que a pessoa precisa está em falta, é entrado em contato com outra farmácia que distribui medicamentos gratuitos para ver se eles têm em estoque. Mensalmente são atendidas, em média, 500 receitas. isso porque o local é destinado à peregrinação e, muitos que receberam graças, querem encontrar também uma forma de agradecer. Atualmente o Centro Social está em reforma. A exigência dos Bombeiros já foi atendida. Foram colocados extintores e portas corta-fogo. Agora a ideia é reformar a cozinha diante das exigências da Vigilância Sanitária, para melhorar ainda mais o atendimento aos mais carentes. O consultório dentário também passa por reformas para atender a comunidade. A participação das pessoas na ajuda aos mais carentes é grande, mas nem tudo são flores. Recentemente a instalação elétrica nova foi toda furtada, inviabilizando que a CPFL (Companhia Piratininga de Força e Luz) fizesse a ligação. Vândalos pulam o muro, que é baixo, e depredam o local. O Centro Social Padre Pio necessita de material de construção, mão-de-obra, (pedreiro, servente, ajudante, eletricista, azulejista) e de um sistema de segurança e monitoramento. Quem puder pode entrar em contato com a secretaria do Santuário, através do telefone 3222-5817. O local fica na rua Clara Goldman, 230, no Jardim São Marcos. Sede fica no Jd. São Marcos Reforma Uma das ações mais importantes implantadas no Centro Social é a farmácia comunitária. Os medicamentos são doados principalmente por médicos, que entregam amostras grátis, mas qualquer pessoa pode fazer a doação, desde que o medicamento esteja lacrado e dentro do prazo de validade. A doação pode ser realizada no San- Doação de medicamentos Outro trabalho digno de elogio do Centro Social Padre Pio é o de arrecadação e distribuição de alimentos. Os Vicentinos são os responsáveis pela arrecadação. No segundo domingo do mês, nas missas das 8, 10 e 19 horas, as pessoas doam os produtos. Mas, uma semana antes, cada pessoa que comparece as missas recebe um lembrete com o produto alimentício que deve doar. Posteriormente, as cestas de alimentos são montadas, no total de 100. Nem todas são entregues à comunidade que abrange o Santuário. Muitas são levadas para outros pontos da cidade. A Toca de Assis, por exemplo, recebe a doação de alimentos que é beneficiado e ajuda a alimentar moradores de rua. Carvalho reconhece que após a paróquia ter se transformado em Santuário, o número de pessoas que colaboram com doações aumentou, Alimentação

[close]

p. 9

EDUCAÇÃO 09 Alunos da Escola José Reginato recebem medalhas da Olimpíada de Astronomia s alunos da Escola José Reginato participaram pela primeira vez da Olimpíada de Astronomia e Astronáutica, que este ano teve a sua 17ª edição, sendo que dois deles foram premiados com medalhas. Kathleen Caroline Weiss, 15 anos, da 8ª B, recebeu a medalha de prata, e Daniel Felipe Pereira Laureano Rodrigues, 14 anos, 8ª A, a medalha de bronze. Segundo a coordenadora da Escola, Carla Moroni Cabrera, 180 alunos do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio participaram da Olimpíada de Astronomia e Astronáutica. Kathleen obteve a nota 8,15 e Daniel teve a nota 7,9. Anteriormente, 78 alunos participaram da Olimpíada de Matemática, o que os incentivou a estudarem. O Os alunos, com o incentivo do professor residente Lucas Cobello, 23 anos, montaram um grupo de estudo, com a orientação da professora de Matemática Maria Cecília. Cobello está concluindo a faculdade de Matemática na UfsCar (Universidade de São Carlos) campus Sorocaba. Cobello trabalha na Escola José Reginato, em razão da residência educacional remunerada do Fundap (Fundação de Desenvolvimento Administrativo). O grupo de estudo de Matemática do Ensino Fundamental II, montado pelo residente, reúne oito alunos e o do Ensino Médio, 12 alunos. O professor, no grupo de estudos, dava dicas e abordava os problemas relativos à matemática. Ele também foi um vencedor da Olimpíada de Astronomia quando era estudante, tendo ficado com a medalha de bronze. Quando fez a correção da prova, sabia que os alunos iriam bem. Ele acabou sendo uma inspiração para os adolescentes, pois estudou em escola pública em sua cidade natal, São Roque, e entrou em uma universidade federal. Kathleen e Daniel participaram do grupo de estudo. A adolescente conta que sempre se interessou por astronomia, em razão de gostar de descobertas e observar as estrelas através de Kathleen Caroline Weiss e Daniel Felipe Pereira Laureano Rodrigues Estudo e surpresa Coordenadora Carla Moroni Cabrera e o professor residente Lucas Cobello um binóculo. A estudante pretende ser arquiteta, por gostar de desenhar, e está disputando uma bolsa de estudos para fazer o Ensino Médio em uma escola particular. Já Daniel, com o seu jeito sério, afirma ter sido uma surpresa a medalha, mas esperava que fosse ter um bom desempenho. Anteriormente, o aluno já tinha vencido uma Olimpíada de Matemática. Desta disciplina ele gosta por ser realmente uma ciência exata, mas, no futuro, o adolescente pretende ser médico. Para a coordenadora Carla, o desempenho dos alunos mostra que as escolas públicas, com o envolvimento dos docentes incentivando os alunos, traz ótimos resultados, como os conquistados pelos alunos nesta Olimpíada.

[close]

p. 10

10 CRIME VIRTUAL Internet traz inúmeros benefícios para todos e um deles é promover a aproximação entre as pessoas, principalmente através das redes sociais. Mas o que é algo positivo pode se tornar negativo se a exposição for exagerada. Os cyber crimes Delegado de polícia têm crescido muito. A Acácio Aparecido vítima, normalmenLeite te, é mulher, jovem e teve sua vida íntima, muitas vezes sexual, exposta, na maioria das vezes por um homem que tinha alguma relação. O delegado de polícia Acácio Aparecido Leite, da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Sorocaba alerta, que para evitar inconvenientes, a pessoa “desejando compartilhar fotos em poses íntimas, que o faça com quem tenha relação de extrema confiança. Outra questão é o meio usado, em especial em relação aos programas, aplicativos e conexões, ou seja, tem que se ter a certeza que tudo é seguro.”. A psicóloga Osmeire Tobias Mendes dos Santos, terapeuta sexual e familiar e personal Exposição na internet pode trazer graves problemas A coaching, considera que o avanço tecnológico é fundamental e essencial para os seres humanos, porém, “a exposição excessiva das pessoas nesses tantos recursos, em especial as redes sociais, vêm tomando uma proporção preocupante”. Osmeire destaca que, “por vezes, até de forma ingênua, se expõe intimidades, seja física ou emocional, acreditando no confidencialismo da amizade ou até da proteção que se prevê em alguns dos recursos que utilizamos nas redes sociais”. Os adolescentes são as principais vítimas do bullying e cyberbullying, por isso, o delegado Acácio Leite, orienta que os pais devem ter muita atenção em relação aos contatos dos filhos na internet. A psicóloga reconhece a dificuldade que muitos pais encontram hoje em dia de colocar limites aos filhos. Para Osmeire, estar atento ao que os filhos menores acessam na internet deve ser algo “sem muita margem de discussão para com o filho, sendo passado a eles como uma regra de conduta por serem menores e estarem sobre a responsabilidade dos pais, inclusive, deixando esclarecido aos mesmos, que não é uma decisão arbitrária, mas sim de amor e previsto em lei”. Conforme a psicóloga, “qualquer tipo de exposição negativa ou pejorativa, que possa denegrir, deprimir a imagem de alguém fará muito mal psíquica/emocionalmente”. Psicológico afetado Exposição excessiva Em relação ao tratamento, Osmeire detalha que “a pessoa precisaria ser avaliada inicialmente por um psicólogo (a) para verificar além do processo terapêutico a necessidade ou não do suporte medicamentoso paralelo”. A exposição também pode trazer transtornos na vida sexual da vítima. “As dificuldades e ‘traumas’, registros negativos vivenciados, são em especial para algumas estruturas de personalidades, marcas para o resto da vida, infelizmente em alguns casos até levando a depressão severa”. Questionada sobre os motivos que levam as pessoas a se exporem, a psicóloga afirma que “todo excesso, como o próprio nome já diz, está ‘acima do permitido’. Muitas pessoas por carência, ‘solidão’ mal gerenciada, acabam se expondo inconscientemente na busca de ser ‘notado’, de receber atenção, buscando compensação para aplacar as frustrações”. Fica claro que as crianças e adolescentes devem ser orientados de como utilizar as redes sociais. Já os adultos precisam perPsicóloga Osmeire ceber que a exposição Tobias Mendes dos pode trazer problemas. Santos

[close]

p. 11

CINTURÃO VERDE 11 Há 24 anos Creuza tem as mãos calejadas sua mão, marcas de segurar a enxada que é a sua companheira, não uma amiga, mas apenas o seu instrumento de trabalho. Creuza é clara: “não gosto deste trabalho não fia”, mas como dizem os jovens: é o que temos para hoje. Creuza começou a cuidar da horta junto com mais quatro pessoas. À época, a concessionária de eletricidade era a Eletropaulo, que incentivou o plantio, até para não deixar o mato crescer. Muitos não aguentaram o serviço pesado e abandonaram a plantação. Depois quiseram voltar, mas os que mais trabalhavam tinham tomando conta, exatamente para não ver o mato crescer. Hoje são oito pessoas que dividem os lotes. Creuza, como é uma das mais antigas, tem uma área maior. Mas não é nada fácil. Ela chega cedinho na horta, por volta das 6h30. Rega as plantas. Vai embora almoçar e, se o sol não estiver muito forte, volta por volta das 14 horas. Para facilitar um pouco o trabalho, Creuza compra as mudas. A bandeja custa de R$ 10,00 a R$ 12,00, dependendo da verdura. Ela também paga pela água utilizada. Ao final do mês, o lucro da agricultora gira em torno de R$ 500,00. A renda que Creuza consegue ela junta com Os fregueses da horta comunitária são aqueles que passam pela avenida Santa Cruz e veem que alguém está tomando conta das plantas e resolvem levar uma verdura fresca para casa. Rose Lima Diana parou na horta para comprar alface para os coelhos. Ela levou R$ 3,00 uem passa pela avenida Santa Cruz e observa as hortas verdes com muitas verduras e legumes embaixo das torres de alta tensão da CPFL (Companhia Piratininga de Força e Luz), não tem ideia da história de vida das pessoas que cultivam as plantas e tiram o seu sustento da agricultura em meio a metrópole que cresce a cada dia. Uma sergipana de 59 anos, não sabe se o seu nome é Creuza ou Cleuza, “não sei escrever minha fia”. Mas como ela carrega no sotaque, apresentamos a nossa entrevistada como Creuza Hilda dos Santos. Todos os dias ela toma conta dos seus canteiros, isso há 24 anos, segundo seus cálculos. Apesar de ser analfabeta, na matemática ela vai bem, pelos menos acertou no troco das duas mulheres que pararam para comprar as suas verduras. Creuza é simpática. Ao cumprimentá-la, ficou meio ressabiada de estender a mão suja de terra preta. Mas não é a terra nas mãos e unhas que mais chamam a atenção. Ela cumprimenta com personalidade e é possível sentir os calos na Q Horta chama a atenção pela beleza Sem agrotóxico o do seu marido, que é aposentado por invalidez. Mesmo assim, essa sergipana que há 38 anos veio morar em Sorocaba, criou oito filhos, sendo um adotivo. Apesar da área não ser tão grande assim, Creuza planta salsinha, cebolinha, beterraba, cenoura, almeirão (várias espécies), alface crespa e lisa e reclama que o problema é que todos plantam a mesma coisa. “Aí fica difícil vender”. Ao final peço que Creuza pose para foto ao lado da enxada. Ela abre o sorriso. O sol já está indo embora. Com ele vai a sergipana seguindo o seu Creuza Hilda dos Santos destino. da verdura e uma sacola de plástico lotada das folhas. Normalmente compra também para o consumo da família. Além de ser mais barato, a vantagem é que a verdura é colhida na hora e não tem agrotóxico. Maria Ângela da Silva Dias é outra cliente assídua. Moradora do Central Parque, levou cheiro verde, berinjela e almeirão e saiu elogiando pela qualidade e o preço baixo. Não gosto do trabalho

[close]

p. 12

12 Negócios • Produtos • Serviços Academia de Ginástica Água e Gás - Distribuidores Assistência Técnica Acessórios para Celular Adega Advocacia Aulas e Cursos Água e Gás - Distribuidores Ar Condicionado Auto Mecânica

[close]

p. 13

Negócios • Produtos • Serviços Automóveis - Som e Acessórios Calhas, Rufos e Pingadeiras Decoração 13 Bazar e Aviamentos Casa de Carnes Depilação Bicicletaria e Miudezas em Geral Chaveiro Despachante Bolos, Doces e Salgados Churrasqueiras Disk Entulhos Calçados Clínica Veterinária Escolas de Música

[close]

p. 14

14 Negócios • Produtos • Serviços Escolas de Música Gráfica Institutos de Beleza Escritório de Contabilidade Informática Espetinhos Lanchonete e Disk Lanches Estética e Depilação Lava Rápido Fretes e Mudanças Institutos de Beleza Manicure, Pedicure e Depilação

[close]

p. 15

Negócios • Produtos • Serviços Máquinas de Cartões Pilates Prestação de Serviços 15 Materiais para Construção Pilates e Fisioterapia Milk Shake Pizzaria e Disk Pizzas Produtos Personalizados Ótica Podologia Restaurante e Disk Marmitex Pet Shop e Banho e Tosa Prestação de Serviços

[close]

Comments

no comments yet