Boletim das Bibliotecas Escolares - 1.º período 2012/13

 

Embed or link this publication

Description

Notícias da Biblioteca

Popular Pages


p. 1

Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira Boletim das Bibliotecas Escolares Editorial Ano letivo 2012/2013 Outubro NESTA EDIÇÃO: Atividades das Bibliotecas do 1º Ciclo Atividades da Biblioteca Escolar da Escola Básica e Secundária Biblioteca Escolar da Escola Básica e Secundária A gata Kitty Sugestões de leitura 2 2 3 3 4 Todos são peças importantes no trabalho em equipe, cada um representa uma pequena parcela do resultado final, quando um falha, todos devem se unir, para sua reconstrução. Salvador Faria mais, terão de ser executadas com carinho e brio profissional. Em tempo de crise, esta não se deve refletir na qualidade de ensino nem nos resultados do trabalho de um ano que se quer recheado de êxito. Para isso, nós os professores, temos de nos esforçar sempre mais e mais É o regresso às aulas, co- para que cheguemos ao fim e possamos nhecer novos amigos e dizer: Missão Cumrever os antigos! prida. Todos os anos se nos tempo do regresso às apresentam novos e nossas atividades norcada vez mais complimais que, cada vez Biblioteca Escolar A Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos, pretende ser um espaço acolhedor, em que todos sintam o prazer de permanecer num lugar agradável, aprazível, de liberdade e de poder usufruir do acesso ao conhecimento, imprescindível na sua formação escolar, de forma a terem melhores garantias de um futuro mais prometedor e com mais oportunidades. A Equipa da Biblioteca convida toda a comu- Lá vamos nós de novo! Depois de umas férias retemperadoras, é cados desafios. Por isso é preciso unir for- ças para os ultrapassar. Desejo a todos um ano recheado dos maiores sucessos. O Coordenador das Bibliotecas nidade educativa e a população em geral, a visitar este espaço, que se pretende dinâmico e aberto a todos de forma a que possam aumentar o gosto pela leitura. A equipa da BE/CRE

[close]

p. 2

Atividades das Bibliotecas Escolares do 1º ciclo     Visita guiada à Biblioteca Escolar para ao 1º anos Outono na Biblioteca: elaboração de motivos e adornos sob a temática do Outono Apresentação do powerpoint “A alimentação” Sessões de formação – “Vamos aprender a utilizar melhor a Biblioteca Escolar”.  Comemoração do “Halloween”: workshop – ateliê de construção de enfeites.    Trabalho de pesquisa: “Cientistas famosos” Apresentação do conto “O pequeno Trevo” Apresentação do conto de Natal “Natal nas asas do ArcoWorkshop de Natal Íris”   Feira do Livro para o 1º ciclo. Atividades da Biblioteca Escolar da Escola Básica e Secundária         Visitas guiada pela BE/CRE aos quintos anos. Outono na Biblioteca: elaboração de motivos e adornos sob a temática do Outono. Comemoração do Dia Mundial da Alimentação (16 de outubro) em articulação com a equipa do PES. Comemoração do Dia Internacional das Bibliotecas Escolares (22 de outubro). Comemoração do “Halloween”: workshop – ateliê de construção de enfeites. Comemoração do Dia Mundial da Luta contra a SIDA (1 de dezembro) em articulação com a equipa do PES. Workshop de Natal. Feira do Livro - em articulação com o Departamento de Línguas. “Uma das coisas importantes da não violência é que não busca destruir a pessoa, mas transformá-la”. Martin Luther King Página 2 B O L E T I M DA S B I B L I O T E C A S E SC O L A R E S

[close]

p. 3

A N O L E T I VO 2 0 1 2 /2 0 1 3 Página 3 Biblioteca Escolar da Escola Básica e Secundária As nossas instalações estavam a apresentar sinais evio período das férias, decidiu fazer-nos uma agradável surpresa: remodelar as instalações! E f i c o u muito mais airosa a nossa Biblioteca. Aqui ficam algumas ima- gens que nos dão uma ideia de como ficou linda: dentes de desgaste, o que é natural com o uso intenso a que estiveram sujeitas durante vários anos. Pois a direção do Agrupamento de Escolas de Cerveira, durante A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos. Charles Chaplin A gata Kitty Eu tenho uma gatinha pequenina, chamada Kitty; ela é preta, muito brincalhona e maluca. Um dia, quando a minha mãe estava a encher a banheira, a Kitty, muito distraída, caiu dentro da banheira e ficou toda molhada. A minha g a t a , quando quer comer, mia muito e quando está a comer, rosna de satisfação. A Kitty é um bocadinho brava com a minha cadela, anda sempre a desafiá-la e a brincar com a sua cauda. Eu gosto muito de brincar com a minha gata. Carolina Costa Gomes 4º ano Turma A Centro Escolar Norte - Campos

[close]

p. 4

Sugestões de leitura Boletim das Bibliotecas Escolares Um erro inconfessável Sinopse Madeline May, a jovem viúva Lady Bewer, encontra-se num terrível dilema. Vítima de chantagem que se transforma em homicídio, tornase claro que só um homem a pode ajudar: Luke Daudet, o mal-afamado visconde Altea, que está habituado a lidar com homens de reputação duvidosa e que ela despreza com todas as suas forças. Como conhecedor de mulheres bonitas, Luke reconhece a atracção física que Madeline exerce sobre ele e o perigo que representa. Desde o momento em que se conheceram - e após uma inesquecível noite de paixão -, que sabe que é diferente. E quando recebe o fatídica pedido que lhe enviou, apercebe-se de que não conseguirá manter-se afastado… Estamos na web: Becerveira.blogspot.com AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VILA NOVA DE CERVEIRA Rua das Cortes 4920-211 Vila Nova de Cerveira Telefone 251 795 324 Mail: becerveira@gmail.com. O espião Improvável Sinopse «Em tempos de guerra», escreveu Winston Churchill, «a verdade é tão preciosa que deveria sempre ser acompanhada por um séquito de mentiras.» No caso das operações de contrainteligência britânicas, isto implicava encontrar um agente o mais improvável possível: um professor de História chamado Alfred Vicary, escolhido pessoalmente por Churchill para revelar um traidor extremamente perigoso, mas desconhecido. Contudo, os nazis também escolheram um agente improvável: Catherine Blake, a bela viúva de um herói de guerra, voluntária num hospital e espia nazi sob as ordens diretas de Hitler para desvendar os planos dos Aliados para o Dia D... O vagabundo na cidade Sinopse Do texto introdutório, por Luís Augusto Costa Dias: Manuel da Fonseca interessou-se então pela ideia, no âmbito da sua Obra Completa. — Revejo tudo, componho para novos tempos... — dizia. — Nem pensar! Que esses tempos não se reeditam: publica-se tudo como então passou ou pôde passar nos jornais. — Se achas!... Qualquer dia fazemos isso... Mas isso ficou por fazer, até ao presente, por razões que não vêm ao caso. Daí que, ao certificar o antecipado acordo do escritor à iniciativa que agora decorre e que, certamente, há-de continuar, experimente um enorme prazer de, por alguma forma, em isto participar. Isto, que representa dar inteiro corpo à obra desse escritor ímpar na literatura contemporânea.

[close]

Comments

no comments yet