Revista CEC 1ª Edição

 

Embed or link this publication

Description

!5 Anos educando e formando cidadões

Popular Pages


p. 1



[close]

p. 2

Página 2

[close]

p. 3

Mantenedores Oswaldo Marchetti Marisa Prado Marchetti Alexandre Tinoco Favaretto SUMÁRIO 04 05 08 16 21 32 40 44 48 Apresentação Redação Carmina Santos Mattos Revisão Carmina Santos Mattos Rita de Cássia Carvalheira Costa Missão – Visão de futuro Arte/Produção MAC Publicidades Desde o 1º capítulo da história Projeto grá co MAC Publicidades Parceiros na construção Edição nº 01 - setembro 2014 Dos primeiros passos aos primeiros voos Onde anda você? Tratamento de Imagens MAC Publicidades Capa MAC Publicidades Uma escola de vida Distribuição exclusiva CEC O CEC na mídia Tiragem 10.000 Além dos saberes acadêmicos Design Grá co MAC Publicidades Diretor Responsável Paulo Macieira Acessoria www.macpublicidades.com.br Página 3

[close]

p. 4

APRESENTAÇÃO Quinze anos investindo numa educação de qualidade. Nessa data comemorativa, o CEC - Centro de Educação e Cultura - brinda pelo espaço conquistado nesta região do Rio de Janeiro, Barra da Tijuca. No dia 18 de outubro de 1999, apresentamos a escola à comunidade com uma estrutura tecnológica única, mas impregnada do humano, compromisso que se constituiu na essência da escola. Nesse caminhar, enfrentamos desa os que foram a mola propulsora para enfrentamentos e ações. A parceria estreita com as famílias foi nos conduzindo aos acertos, sempre na busca incessante e incansável pela excelência na qualidade de ensino. Nossa ação pedagógica é fundamentada no sociointeracionismo por entendermos que a criança e o conhecimento se relacionam através da interação social. Desde o nascimento, estamos em contato com os outros, portanto biológico e social são indissociáveis. e r , s e t n a n o c s o im u g Se a s s o n e r p m e s o d n a s n pe o d n a t n e m li a e r , a ic t á pr o ã iç d n o c a n o s s e c o r p o o c e r , s e t n e d n e r p a de o s s o n o e u q o d n e c e nh e it m r e p o t n e m a b a c a in . e t n a t s n o c o t n e im c s e cr Página 4

[close]

p. 5

NOSSA MISSÃO Formar cidadãos críticos, éticos e autônomos numa relação dialética entre tecnologia e humanismo, para exercerem, de uma forma coerente, seus direitos e deveres, assumindo-se enquanto sujeitos sociais e históricos. 02/02/00- 20/12/12 02/02/00- 20/12/12 Yan Bragança Yan Bragança Thadeu Martins Thadeu Martins 02/02/00- 20/12/13 02/02/00- 20/12/13 Guilherme Mattos Guilherme Mattos Matheus Augusto Matheus Augusto 02/02/00- 20/12/14 Amanda Farias Amanda Farias VISÃO DO FUTURO O CEC desenvolve um trabalho para ser referencial de qualidade no cenário educacional, através de uma pedagogia crítico-transformadora, capaz de formar homens autônomos para a vida em sociedade, dentro dos princípios ético-morais de solidariedade e respeito, convivendo com os avanços tecnológicos, sem perder a dimensão do humano. Página 5

[close]

p. 6

Marisa Prado Marchetti Não vou falar como mantenedora, mesmo porque nunca z questão de ser vista como tal, mas sim como uma amiga de trabalho dividindo experiências, di culdades, conquistas, desa os, aprendendo a cada dia, convivendo com pessoas éticas, comprometidas e competentes. Nesses 15 anos de CEC, z grandes amizades que ultrapassaram os limites da escola. Quero agradecer a cada amigo colaborador, desde o serviço geral à direção, a todos que fazem com que essa instituição seja respeitada no meio educacional (e porque não dizer sonho de muitos pro ssionais). Aos pais, pela confiança e respeito que nos depositam. Oswaldo Marchetti Aos nossos alunos, razão do nosso trabalho e dedicação. Ao meu sócio e grande amigo Alexandre, pelo respeito e companheirismo. À Carmina, amiga confidente que, desde o inicio, tive a certeza que seria a alma dessa escola. Ao meu marido e sócio Oswaldo, por ter investido e acreditado nos meus sonhos. Acima de tudo, a Deus por proteger a família CEC. Marisa Prado Marchetti Página 6

[close]

p. 7

Carmina Santos Mattos 15 anos... Nós, EQUIPE CEC, construímos esse tempo. Tempo desafio-ano 2000, inauguração do CEC: nascia uma Escola de Vida. Tempo lições-erros, acertos, equívocos, incertezas, angústias, realizações, questionamentos permanentes na busca de novos caminhos. Tempo ressignificado-diálogos constantes, ajustes necessários, realimentação do processo. Tempo encontro-trocas enriquecedoras, descobertas, construção coletiva que nos possibilitou realizar. Tempo conquista-projeto reconhecido e validado graças ao enfrentamento das nossas di culdades, à excelência da equipe e à con ança das famílias. Tempo sabedoria – entendimento de que as vírgulas davam mais sentido do que os pontos nais. Tempo formação-admitir a provisoriedade do conhecimento e a consequente possibilidade de aprender sempre fortaleceu nossa busca. Tempo futuro-fruto do que até aqui construímos. Tempo presente-reconhecimento, gratidão a todos que por aqui passaram e os que aqui estão. Tempo escola – TEMPO CEC - possibilitou nosso crescimento, nos mostrou que o tempo não é limite quando temos determinação. Esse tempo é a memória deste projeto desa ador, sedutor que concretiza todos os nossos ideais, realização da mais admirável obra – EDUCAR. Carmina Santos Mattos Alexandre Tinoco Favaretto Como um dos gestores do CEC, não me proponho a contar sua história, pois essa deve ser contada pelos inúmeros alunos que por aqui passaram, ou pelos que ainda estão. Também pode ser contada pelas famílias que, ao longo desses 15 anos, nos honraram com a oportunidade de contribuir para educação / formação de seus lhos. O importante a ressaltar é o meu profundo respeito, admiração e agradecimento a todos aqueles que con am e acreditam em nossa proposta. Dentre eles não posso deixar de mencionar os colegas de trabalho, todos, inclusive aqueles que por aqui passaram, deixando um pouco de si e levando um pouco do CEC. Em especial àquelas pessoas que me proporcionam um aprendizado contínuo através da observação de sua maneira singular de lidar com as situações vividas dentro e fora de uma escola. Quero agradecer aos meus pais pela formação que me proporcionaram e que graças a ela eu posso enxergar com clareza a eterna importância do papel da escola. Por m, agradecer a Deus pela missão de formar cidadãos críticos, éticos e autônomos. Alexandre Tinoco Favaretto Página 7

[close]

p. 8

história Página 8 Desde o 1º capítulo da

[close]

p. 9

CEC – história construída com paixão por todas as pessoas que são o maior patrimônio desta organização, aquelas que por aqui passaram e as que aqui estão. História impregnada de crença, de comprometimento, com sonhos e desejos comuns. Sem respostas prontas, com erros e acertos, sacrifícios, vitórias e conquistas nosso agradecimento a todos que ajudaram a ncar as bases, a todos que se empenham, no dia a dia, na busca pela excelência do nosso trabalho. Destacamos 16 pro ssionais que inauguraram o CEC e que aqui permanecem até hoje. “pessoas são o maior patrimônio” Página 9

[close]

p. 10

No nal do ano passado, em uma reunião fora do CEC, na hora das apresentações alguém disse: “ Este é o professor Joel. Ele é coordenador de Inglês e trabalha em uma escola.” Quieto, no meu canto, eu pensei na nossa escola e no que construímos nos últimos 15 anos. Pensei nos nossos mantenedores, na nossa diretora, nos meus amigos coordenadores, nos professores e funcionários. Pensei nos nossos alunos. Quando tive a chance de falar, eu disse: “ Só para esclarecer, eu não trabalho em uma escola. Eu trabalho na escola. Eu trabalho no CEC.” Joel Guimarães – Coordenador de Idiomas Registrar um fato é testemunhar a história; é viver sem tempo e marcar suas nuances. Nessa “primavera”, em que o CEC marca sua trajetória e se xa já em sua vida adulta, eu tenho a honra de testemunhar este crescimento. Parabéns à direção, corpo docente, funcionários, principalmente, aos seus alunos, semente dessa frondosa árvore do saber. Valquiria Cintia Faria – Professora de Inglês Ética, envolvimento e afetividade, princípios que nortearam minha trajetória no CEC. Nesses quinze anos, pude vivenciar experiências, revisitar conteúdos e, acima de tudo, compreender que o afeto é a premissa para o crescimento pessoal, cognitivo e social do ser humano. Rita de Cássia Carvalheira Costa Coordenadora do Fundamental II É muito bom poder comemorar os quinze anos de uma escola que testemunhei o seu surgimento. Um privilégio, com certeza, maior ainda no ato diário de conviver com pessoas que pensam em educação. Nessa Escola de Vida, pude viver, aprender, ressigni car, errar e, talvez, acertar. Um dia, li uma frase que dizia o seguinte: “ A um homem nada se pode ensinar, tudo o que podemos fazer é ajudá-lo a encontrar coisas dentro de si”. Quando identi quei o autor, consegui entender o seu sentido, a sua grandeza – Galileu. Seguindo essas palavras, me enchendo de coragem, tentei mostrar, tornar visível o interior de jovens com a nalidade de dar-lhes “condições de possibilidades”. Possibilidades de reconhecerem-se, desbravarem o mundo e se permitirem a felicidade. Em nossa Escola, me foi permitido tentar ... Ana Cristina – Professora de Ciências e Professora de Sexualidade e Saúde Página 10

[close]

p. 11

Ao longo desses 15 anos, posso a rmar que aprendi muito e cresci bastante, pro ssionalmente, com a escola. Conheço cada pedacinho de suas fundações, vi a escola vislumbrar a cada dia novos horizontes. Contribuí e contribuirei sempre dando o melhor do meu trabalho. Hoje sou um grande pro ssional, amadurecido e dedicado, graças à parceria e boa gestão empresa / funcionário. Vanderson da Costa Santos Silva – Supervisor administrativo “A um homem nada se pode ensinar, tudo o que podemos fazer é ajudá-lo a encontrar coisas dentro de si”. Galileu Página 11

[close]

p. 12

Quinze anos, e ... nem parece. Estar no CEC é tão prazeroso e me realiza tanto que nem senti o tempo passar ... Essa “Escola de vida” me ensinou muito. Não sinto que sou apenas a professora, sei que faço parte desse projeto de sucesso. Que o CEC continue sua trajetória de formar os futuros brasileiros, para que possamos assegurar um amanhã iluminado pela luz do conhecimento, da fé, da razão, e ... da fraternidade. Parabéns, colégio querido! Professora Angela Menezes – Prof. de Multimeios Sinto-me também agradecida por poder trabalhar numa instituição que acolhe, respeita e é solidária com seus funcionários. Página 12 Marise Miranda Gomes – Orientadora Educacional

[close]

p. 13

Posso dizer que a experiência que alcancei nesses 15 anos de CEC foi de fundamental importância para alavancar minha vida pro ssional. Hoje, o meu agradecimento é voltado a cada um que teve a bondade de compartilhar comigo os ensinamentos. Meus colegas de trabalho são pessoas de valores importantes, cada um contribui com um pouco de sua vivência e hoje só tenho a dizer: Muito obrigada !! Sucesso, pro ssionalismo e vitórias foram conquistados na minha vida devido aos grandes aprendizados que aqui construí. Cada pessoa que aqui trabalha e / ou trabalhou, foi ou é de suma importância para essas conquistas. Aos mantenedores, à minha mestra Carmina com quem aprendi e aprendo a cada instante, aos amigos de trabalho, meus sinceros agradecimentos !!! Adriana Aquino – Secretária Escolar Sinto-me bastante orgulhosa em fazer parte da história dessa instituição que apoia a permanente formação de seus pro ssionais e os vê como verdadeiros parceiros. Sinto-me também agradecida por poder trabalhar numa instituição que acolhe, respeita e é solidária com seus funcionários. Parabéns, CEC, pelos seus 15 anos e que Deus continue a iluminar sua caminhada pedagógica fazendo a grande diferença na vida de seus alunos e funcionários. Marise Miranda Gomes – Orientadora Educacional Estou feliz e orgulhosa por fazer parte desta equipe vencedora há 15 anos. Miriam Oliveira – Professora de Matemática Iniciei no magistério, graças à oportunidade obtida no CEC. Cheguei a essa instituição em 2000, após me formar, e fui recebida com muito carinho e atenção pelas pessoas responsáveis nas contratações: Dirceu e Cármina. Confesso que quei muito feliz e surpresa ao mesmo tempo, pois não tinha experiência para a responsabilidade que me foi dada. Mas, apesar disso, tinha uma vontade enorme de fazer por merecer o investimento feito em mim. Mais tarde, pude constatar que essa era umas das principais características dessa instituição, o investimento no ser humano. Ao longo desses quase 15 anos de CEC, aprendi a lecionar, a estabelecer uma relação digna com meus alunos, a dividir com meus colegas, a reconhecer falhas pessoais, a aprender e, acima de tudo, a dar oportunidade à vida e às pessoas. Obrigada por ontem e por HOJE, CEC. Luciane Cristina dos Santos – Professora de Geogra a Página 13

[close]

p. 14

Minha relação com o CEC sempre foi especial. Um lugar onde cresci como pro ssional e conheci amigos para vida toda. Desde a entrada do meu lho no maternal, o CEC passou a ser minha vida pois vejo nele a satisfação e o amor que toda criança deve ter pela sua escola. Sou muito feliz aqui, como professora e como mãe! Aline Grael – Professora de Inglês Não z tudo o que quis no CEC, não realizei metade do que gostaria, mas acredito que zemos mais que o necessário, mais que o mínimo, mais que o simples. E o melhor: sinto-me ético mesmo que apenas aos meus olhos. Sinto-me honesto mesmo que só em minha consciência. Sinto-me querido mesmo que seja uma ilusão. Sinto-me importante mesmo que às vezes atrapalhe. Sinto-me completo mesmo que falho. Essa história poderia ter terminado ontem, pode terminar hoje, ano que vem, daqui a mais 15, ou não terminar. Ela já é uma história feliz e só isso importa. Julio Farias – Coordenador do Ensino Médio Sou professor do CEC desde a sua fundação. O CEC foi o primeiro colégio de qualidade em que trabalhei e minha evolução como pro ssional se confunde com a história do CEC. Aqui, aprendi a dar aulas e coloco em prática todas as mudanças educacionais que acredito serem fundamentais para uma educação de qualidade. Diretores, supervisores, coordenadores e professores sempre me apoiaram em tudo, transformando o CEC numa grande família de amigos, na qual incluo alunos e ex-alunos destes 15 anos de história. Marcos Guedes – Professor de Química Página 14

[close]

p. 15

Parece que foi ontem e lá se vão 15 anos ... Me sinto feliz com essa conquista . Parabéns, CEC ! Muitas trocas de fraldas, de carinho, de dedicação e amizade. Hoje agradeço por fazer parte dessa família. Maria Lucia – Auxiliar de creche É impossível dissociar a história do CEC de minha própria trajetória. Aqui amadureci, z amigos, criei meus lhos e (por que não dizer?) aprendi a lecionar. Sinto-me como se fosse parte inseparável dessa instituição e como se ela também me pertencesse. E é, por isso, que por mais que a vida venha me mostrando novos rumos pro ssionais, teimo em estar aqui, tentando retribuir, de alguma forma, tudo o que o CEC me proporcionou. Mauricio Mattos Prof. de Física e Coordenador dos projetos UERJ e ENEM Minha história no CEC começa antes dessa escola existir como tal, ou seja, sem alunos. No ano de 1999, trabalhava em uma escola que era dirigida pela professora Carmina Mattos. Em determinado momento de dezembro, a Carmina me chama e me convida para trabalhar no CEC, convite que aceitei de pronto, primeiro porque iria continuar trabalhando com essa pessoa que muito me ensinou, segundo porque era um novo desa o, nunca havia trabalhado na Barra da Tijuca e não conhecia seu público e por último, iria trabalhar na escola mais moderna da cidade. O início foi difícil, mas aos poucos as coisas foram se ajustando, os alunos começando a car com a “cara” do CEC, bem como os professores. Posso dizer que a minha carreira passou por muitas transformações, mas sem dúvida o CEC me permitiu ganhar uma experiência sem igual, além de me projetar como professora. Nessa escola ganhei, além da experiência, grandes amigos para a vida. Que o CEC tenha sempre uma trajetória de sucesso e grandes conquistas. Andréa de Mendonça – Professora de Biologia Página 15

[close]

Comments

no comments yet